Arrowverso Wiki
Advertisement

"Você não é um herói, é um assassino. E eu vou mostrar isso pra eles. Eu vou mostrar pra eles que tudo que você toca, morre."
—Adrian Chase para Oliver Queen[fonte]

Simon Morrison (nascido em 21 de abril de 1986[1] - 17 de maio de 2017), melhor conhecido como Adrian Chase, foi um promotor de Star City, o filho do falecido Justin Claybourne, o viúvo da falecida Doris Chase e um inimigo de Oliver Queen/Arqueiro Verde.

Depois que seu pai foi morto pelo Capuz quatro anos atrás, Adrian desejou vingança. Ele então passou a estudar a história do vigilante, e eventualmente foi capaz de decifrar sua identidade secreta. Anos depois, ele se tornou o serial killer conhecido como Prometheus (Prometeu), apelidado de o "Assassino da Estrela" pela mídia, e iniciou uma cruzada contra o Arqueiro Verde com o objetivo de destruir a vida e o legado do vigilante.

Inicialmente, Adrian trabalhou como um colaborador e amigo de Oliver em seu mandato como prefeito, ajudando-o a limpar as ruas de Star City através do sistema legal. No entanto, sua identidade acabou sendo descoberta por Oliver, fazendo com que Adrian revelasse suas verdadeiras intenções.

Eventualmente, Adrian foi derrotado e preso pela A.R.G.U.S.. Para poder ser solto, ele sequestrou os amigos e familiares de Oliver. Depois de fugir da prisão, ele foi até Lian Yu, onde esperou a chegada de Oliver. Após sua última batalha contra Oliver, na qual foi derrotado, Adrian acabou cometendo suicídio, ativando diversas bombas espalhadas pela ilha para matar as pessoas que ainda estavam lá.

Biografia[]

Vida pregressa[]

Filho de Justin Claybourne e Amanda Westfield, Simon Morrison nasceu em 21 de abril de 1986 em Star City. Pouco se sabe da vida de Simon, mas, aparentemente, ele demonstrava sinais de psicopatia desde quando novo.[2]

Em 2004, Oliver conheceu Oliver Queen depois que ele conseguiu encantar sua namorada.[3]

Se preparando para sua vingança[]

Depois que seu pai foi morto pelo Capuz em 2012, Simon procurou vingança contra o vigilante. Ele então desapareceu, apagando todos os traços de sua existência da internet[4] e assumiu uma falsa identidade, "Adrian Chase", e começou sua pesquisa sobre o vigilante.[5]

Em sua pesquisa, Adrian descobriu que Oliver Queen era o capuz. Ele então começou a estudar sua vida para descobrir tudo que podia sobre ele e seus aliados. Durante a pesquisa, Adrian descobriu a existência da Lista, um livro de indivíduos de Starling City com conexão com Malcolm Merlyn, o que incluía Claybourne.[6] Isso fez Adrian acreditar que Oliver era um serial killer, usando sua cruzada como vigilante apenas como uma justificativa para matar pessoas por prazer.[7]

Em algum momento, Adrian conheceu e se apaixonou por Doris, com quem veio a se casar alguns anos depois.

Em 2015, Adrian foi até Talia al Ghul, procurando saber mais sobre os métodos da Liga dos Assassinos. Impressionado que ele foi capaz de deduzir a identidade de Oliver por conta própria, Talia decidiu ajudá-lo, já que ela também desejava vingança por Oliver ter matado seu pai.[1] Através de Talia, Adrian descobriu mais sobre o passado de Oliver; incluindo suas passagens por Lian Yu, Hong Kong e Rússia. Ele também descobriu a existência do filho ilegitmo de Oliver, William Clayton.[7] De alguma forma, Adrian descobriu a existência de viagem do tempo e do multiverso, assim como a prisão da Equipe Flash[8] e a Waverider.[5] Ele também indicou que sabia das identidades de Barry Allen/Flash e de Sara Lance/Canário Branco, que liderava as Lendas, através dos recursos de Talia.

Depois de adquirir as habilidades necessárias de Talia, Adrian se armou com uma série de armas forjadas das flechas descartadas do Capuz, mantidas no depósito de evidências do Departamento de Polícia de Star City.[6] Adrian também começou a usar um traje muito semelhante ao traje de Oliver como o Capuz, mas com cores mais escuras e com uma máscara facial completa, adotando o nome de "Prometheus". Adrian escolheu esse nome por causa do papel de Prometeu na mitologia grega em tirar o poder dos deuses juiz, júri e executor.[7] Depois que Oliver se tornou prefeito, Adrian tornou-se advogado e, eventualmente, sucedeu Wallace como promotor público de Star City para se familiarizar pessoalmente com Oliver e acompanhá-lo mais de perto.

Como promotor, Adrian começou a construir um caso contra Derek Sampson com a intenção de entregar Derek para que o traficante entregasse os nomes de seus fornecedores.[3]

Guerra contra Oliver Queen[]

Primeira vítima[]

Quatro meses após a morte de Damien Darhk, Adrian começou sua cruzada, atacando indivíduos cujos nomes formavam anagramas com outros nomes na Lista.[6]

Seu primeiro alvo foi o Tenente Sam Conahan. Quando o homem esteve saindo do DPSC, ele notou Prometheus no telhado. Acreditando que aquele era o Arqueiro Verde, Conahan perguntou se poderia ajudá-lo, mas foi atingido por uma flecha. Conahan tentou atirar nele, mas Prometheus desviou dos projéteis. Ele pulou no chão e arremessou uma shuriken para desarmá-lo.

Quando Conahan tentou fugir, Prometheus arremessou uma faca em sua perna, fazendo-o cair. Canahan tentou rastejar para longe, mas Prometheus andou em sua direção lentamente segurando sua katana. O homem questionou se ele era o Arqueiro Verde, mas Prometheus respondeu friamente que não, e em seguida o matou.[9]

Conflito com Tobias Church[]

Prometheus ameaçando Tobias Church

Prometheus ameaçando Tobias Church.

Algumas noites depis, Adrian descobriu sobre o encontro do Arqueiro Verde com Tobias Church, um traficante de armas com um acordo ilegal com as Indústrias AmerTek, onde o vigilante foi quase morto. como resposta, Prometheus perseguiu Church em uma boate e matou dois de seus guarda-costas. Church acreditou que aquele era o Arqueiro Verde e começou a rir, apenas para ser atingido em seu ombro. Prometheus pulou e o atacou, derrubando o homem no chão. Ele afirmou que sabia sobre seu ataque recente ao Arqueiro Verde, e o informou que se ele fosse atrás do vigilante mais uma vez, ele também morreria.[10]

Após descobrir que o Cão Raivoso havia, possivelmente, matado Sampson, Adrian foi confrontar Oliver sobre isso e lhe contou sobre o que aconteceu. Depois que Sampson foi encontrado vivo, Adrian pediu a Oliver que o Juiz Pittson lhe permitisse obter um mandado para revistar os esconderijos conhecidos de Sampson. Depois que ele concordou, Adrian contou a Oliver sobre a primeira vez que eles se conheceram, quando Oliver pegou sua namorada, mas ironicamente o assegurou que ele não guarda rancor. Mais tarde, a nova equipe do Arqueiro Verde prendeu Sampson, o que agradou Adrian ao informar Oliver e Thea Queen sobre isso.[3]

Alguns dias depois, durante uma reunião no gabinete do prefeito, Adrian conheceu o novo vice-prefeito, Quentin Lance, e disse que trabalhar juntos seria um prazer. Quando Quentin ficou surpreso, Adrian afirmou que não culpa Quentin por trabalhar com Darhk, já que este havia ameaçado sua filha. Ele explicou que o serviço público não era fácil e, às vezes, sujar-se um pouco era inevitável para limpá-lo. Quando a Equipe Arqueiro prendeu Sergio Espinoza, Adrian e Quentin entregaram pessoalmente o pacote no armário de provas da DPSC. A evidência acabou sendo uma bomba disfarçada, causando uma explosão que permitiu que os homens de Church se infiltrassem e roubassem armas do armário de evidências.

Adrian intimidando Sergio Espinoza

Adrian intimidando Sergio Espinoza.

Mais tarde naquela noite, Adrian interrogou Espinoza na sede da Unidade Anticrime, ameaçando arrancar a informação dele devido à recusa de Espinoza em falar. Inicialmente, Espinoza não levou a sério a ameaça de Adrian devido à sua posição como promotor público, mas Adrian lembrou a Espinoza que a justiça em Star City é feita por vigilantes. Antes que o interrogatório pudesse prosseguir, os homens de Church atacaram e mataram vários guardas enquanto prendiam Adrian e Espinoza dentro do prédio.

De repente, Retalho plantou uma bomba na parede e absorveu a explosão que se seguiu. O Sr. Incrível, Cão Selvagem e Artemis saíram do buraco que foi criado e escoltaram Adrian e os outros membros da ACU para fora do prédio em segurança. Mais tarde, Adrian informou Thea e Quentin sobre o incidente e que o Cão Raivoso estava desaparecido, tendo sido sequestrado durante o ataque. Adrian então disse a eles que havia reavaliado sua visão sobre os vigilantes e começou a confiar mais na Equipe Arqueiro.[11]

Depois que Church ignorou seus avisos e sequestrou o Cão Raivoso, Prometheus decidiu confrontá-lo. Quando tentou matá-lo com uma flecha, um dos guardas-costas de Church o protegeu do ataque. Prometheus o alertou de que aquele era seu segundo aviso, e afirmou que não iria ter um terceiro.

Prometheus após matar Church

Prometheus após matar Church.

Depois que Church foi preso após sua derrota, Prometheus atacou o comboio que o transportava até a Prisão de Iron Heights. Após assassinar os policiais, Prometheus confrontou Church na van da polícia. O homem tentou negociar por sua vida e revelou a identidade do Arqueiro Verde, perguntando se agora estavam quites. No entanto, Prometheus arremessou uma shuriken no pescoço de Church, respondendo que agora estavam. Em seguida, ele foi embora.[12]

Caçado pela Equipe Arqueiro[]

Prometheus levou o Arqueiro Verde e Espartano a uma antiga construção usando o telefone de Church. Quando os heróis encontraram o dispositivo, Prometheus ligou para ele, respirando profundamente durante a ligação com o Arqueiro Verde. Uma mensagem de texto foi enviado, escrito: "E ASSIM COMEÇA". A partir daí, Prometheus continuou a matar mais civis formados a partir de anagramas da Lista. Na cena da morte de Gary Eked, Adrian se encontrou com o Arqueiro Verde e lhe contou tudo que sabia sobre a vítima. Depois que Susan Williams reportou os assassinatos pela cidade, Adrian disse para Oliver que aquilo era um desastre.

Artemis ameaçando Prometheus

Prometheus sendo ameaçando por Artemis.

Eventualmente, a Equipe Arqueiro encontrou um padrão nos assassinatos e cada membro do grupo foi para um local diferente. Prometheus foi atrás de um piloto de trem, onde foi confrontado por Artemis. Os dois duelaram, mas o Arqueiro Verde apareceu e disparou uma flecha em sua costa. Ele removeu a flecha e jogou para cima, explodindo uma parte do teto, o que o permitiu escapar.

Naquela noite, Prometheus invadiu o apartamento de Quentin quando o mesmo havia desmaiado após beber. Ele fez um ferimento no braço esquerdo de Quentin, criando uma cicatriz semelhante ao qual Artemis havia lhe dado durante a luta, e deixou uma shuriken.[6]

Algum tempo após seu encontro, Prometheus descobriu a identidade secreta de Artemis. Ele então foi atrás da garota, manipulando-a para conseguir convencê-la a trair Oliver e se juntar em sua guerra contra ele, já que ela ainda o culpava pela morte de seus pais. Evelyn concordou, e em troca pediu para que Prometheus deixasse assistir quando Oliver morresse. Recrutar Evelyn para sua cruzada permitiu que Prometheus descobrisse a identidade dos outros membros da Equipe Arqueiro, assim como informações sobre suas vidas pessoais.[5]

Enquanto tentava encontrar o ladrão de banco Eric Dunn antes do elusivo Vigilante, Adrian interrogou sua associada, Laura Buser. Quando Buser simplesmente disse a ele para "ir para o inferno", ele deu um olhar frio e respondeu que esteve no inferno antes de bater a mão na máscara de Buser para intimidá-la, fazendo com que ela revelasse localização de Eric. Como Adrian disse a Oliver que Eric estava se escondendo no Papp Motel, Oliver foi informar a ACU enquanto Adrian conseguiu um mandado de busca na área. Mais tarde, depois que oa Equipe Arqueiro derrotou o Vigilante, Prometheus se encontrou com Artemis em um telhado, onde ela o assegurou de não ser seguido e que seus colegas de equipe não suspeitava de sua verdadeira lealdade.[13]

Prometheus e Sereia Negra

Prometheus encontra Sereia Negra.

Em dezembro de 2016, Prometheus viajou à Central City e invadiu os Laboratórios S.T.A.R. sem ativar nenhum alarme. Ele então libertou Laurel Lance/Sereia Negra de sua cela a fim de provocar Oliver. Agradecida por sua liberdade, Laurel concordou em servi-lo. Adrian revelou informações vitais sobre a vida da Laurel da Terra-1, incluindo a existência da Waverider, uma máquina do tempo pilotada por Sara Lance.[8] Laurel hesitou em ajudá-lo após descobrir que um de seus alvos seria Quentin, mas Prometheus prometeu poupá-lo caso ela o ajudasse.[14]

Encontro com o Arqueiro Verde[]

Durante o Natal, Prometheus afiou suas armas em seu esconderijo. Ele foi abordado por Evelyn com fotografias e endereços de Felicity Smoak e Rory Regan. Evelyn então pediu a Prometheus que ela estivesse presente quando ele matasse Oliver, mas Prometheus afirmou que não pretendia matá-lo, apenas para fazer seu inimigo desejar estar morto. Prometheus mais tarde atacou Curtis Holt e seu marido, Paul, na festa de Natal do prefeito, derrotando Curtis sem esforço e injetando-o com Dycloseral, fazendo Oliver e a Equipe Arqueiro cientes de que ele conhecia suas identidades secretas.

No prédio abandonado de sua família, Prometheus e o Arqueiro Verde enfrentaram-se. Embora Oliver tivesse saído-se sobre melhor no começo, Prometheus recuperou o controle da batalha e exibiu uma técnica que havia aprendido de Talia. De repente, o Cão Raivoso o desarmou de sua katana, mas Artemis interviu e desarmou o vigilante, revelando sua verdadeira aliança. Depois de explicar os motivos de sua traição, Artemis disparou uma bomba de fumaça, permitindo que ela e Prometheus fugissem.

Prometheus atacando Billy Malone

Prometheus atacando Billy Malone.

Quando o detetive Billy Malone investigou o prédio abandonado de sua família, ele encontrou uma foto de um bebê (Simon), que ele enviou para Felicity. Nesse instante, Prometheus o atacou e o sequestrou. Mais tarde, Adrian revelou para Oliver sobre o sequestro de Billy e insistiu que quando a polícia encontrasse Prometheus, eles deveriam matá-lo, ordem que Oliver concordou.

Rastreando Prometheus para onde Oliver matou Claybourne, o Arqueiro Verde descobriu que Prometheus havia encenado os corredores com corpos para recriar a cena das pessoas que Oliver matou ao perseguir Claybourne. Ele confrontou Prometheus no local exato onde Claybourne foi morto. Prometheus perguntou se o Arqueiro Verde havia hesitado ao matar Claybourne ou se seu pai era apenas outro nome na Lista. Arqueiro Verde tentou incitar seu oponente, afirmando que ele estava lá se quisesse vingança, mas Prometheus respondeu que sua cruzada era muito mais do que simples vingança.

Eles se envolveram em uma briga antes de aterrissar em um dos andares do prédio. Secretamente por um alto-falante sem fio, Prometheus provocou o Arqueiro Verde sobre a traição de Evelyn e afirmou que sabia tudo sobre ele e vai mostrar a todos que tudo que Oliver tocava, morre. Tendo vestido Billy em seu traje de antemão, Prometheus conseguiu enganar o Arqueiro Verde para matar Billy para provar seu ponto, dizendo-lhe pelo alto-falante sem fio ligado a Billy que todos que Oliver amava morreriam. Mais tarde, imitando a voz de Lyla Michaels, Adrian enganou Diggle para retornar ao esconderijo onde a família dele estava hospedada e avisou o FBI, o que permitiu que eles recapturassem John.[5]

Trabalhando com a Sereia Negra[]

Três dias depois, Adrian enviou Laurel para sua missão.

Prometheus se encontrando com Sereia Negra

Prometheus se encontrando com Sereia Negra.

Não muito tempo depois, o disfarce de Laurel foi descoberto, levando-a a se encontrar com Prometheus para discutir seu próximo passo. Prometheus ficou irritado com seu fracasso, para o qual Laurel se perguntou por que ela não poderia simplesmente ter matado a Equipe Arqueiro. Em resposta, Prometheus atacou furiosamente a meta-humano. Sufocando a garganta de Laurel com força suficiente para impedi-la de usar seu grito sônico contra ele, Prometheus lembrou Laurel que sua liberdade e vida dependiam de seguir suas ordens. Aterrorizada, a Sereia Negra entendeu.

Adrian foi mais tarde chamado ao escritório de Oliver e informado da prisão de John por tráfico ilegal de armas. Oliver queria que Adrian representasse John, ao que Adrian estava inicialmente cético, mas concordou. Ele visitou John e, quando o General J.G. Walker. apareceu para transportar John sob custódia, este insistiu com Adrian que Walker simplesmente falsificaria uma desculpa para matá-lo para cobrir seus rastros. Adrian então tentou atrasar Walker com vários regulamentos, mas Walker disse que tinha o procurador-geral na discagem rápida e ameaçou que Adrian fosse expulso, a menos que John fosse colocado sob sua custódia dentro de 24 horas.

Prometheus e Arqueiro Verde lutando

Prometheus e Arqueiro Verde lutando.

Mais tarde, quando a Sereia Negra escapou da custódia da Equipe Arqueiro, Prometheus foi encontrá-la. Encontrando o Retalho, Prometheus rapidamente o nocauteou antes de confrontar o Arqueiro Verde, o que levou a outra luta entre os dois. Arqueiro Verde jogou um dardo com diazepam em Prometheus antes de disparar uma flecha de cabo nele, na esperança de contê-lo e capturá-lo. Em vez disso, Prometheus ignorou a droga e reagiu rápido o suficiente para que o cabo envolvesse seu braço em vez de todo o seu corpo como pretendido. Quebrando os cabos com sua espada, Prometheus disse ao arqueiro que tinha tolerância à droga e eles continuaram sua luta. Depois de ver Felicity sendo confrontada por Sereia Negra, Prometheus provocativamente pediu ao seu oponente para escolher entre ele ou Felicity. Quando Laurel foi capturada, Prometheus escapou.

Para garantir que Diggle não fosse preso, Adrian disse a John para socá-lo e fingiu tentar revidar quando os guardas intervieram. Adrian então lembrou a Walker que se um prisioneiro cometesse uma ofensa contra o promotor público dentro de sua jurisdição, ele poderia supervisionar pessoalmente o assunto e lembrou a Walker que "poderia demorar um pouco". Isso permitiu que Adrian atrasasse o transporte de John para a custódia de Walker em uma semana.[8]

Adrian descobriu por um amigo da NSA que eles estavam investigando Walker, incluindo seu envolvimento com a bomba, mas os associados de Walker garantiram que a informação permanecesse confidencial e fora do alcance de Adrian. Mais tarde, ele recebeu o caso da NSA contra Walker de uma fonte anônima (Felicity) e um juiz pedindo uma moção para dispensar, permitindo que ele libertasse John sob fiança.[15]

Adrian se preparando para sair do hospital

Adrian se preparando para sair do hospital.

Depois que um atirador atacou a Prefeitura e atirou em Adrian, ele foi levado para o Starling General, mas se recuperou rapidamente. No entanto, Doris ficou preocupada com seu bem-estar e tentou, sem sucesso, convencer Adrian a descansar um pouco mais em vez de retornar imediatamente ao trabalho. Depois de descobrir a identidade do atirador, James Edlund, um homem que havia perdido sua família em um tiroteio no shopping anos antes, Adrian discutiu os direitos das pessoas de usar armas de fogo com Oliver. Embora cético em permitir que civis tenham acesso mais fácil a armas de fogo, Oliver acabou concordando com Adrian e depois de muita discussão com a vereadora Emily Pollard, ajustou a lei de armas de fogo, permitindo uma melhor proteção às pessoas.[16]

Depois que Oliver visitou Amanda para saber a identidade de seu filho, Adrian enviou uma carta a Frank Pike, capitão do DPSC, contendo o relatório da autópsia para a verdadeira causa da morte do detetive Malone. Assim, Pike ordenou que a Unidade Anticrime prendesse o Arqueiro Verde pela morte de Billy. Adrian estava presente mais tarde quando Oliver e Quentin tentaram convencer Pike de que o Arqueiro Verde era inocente, embora Pike inicialmente se recusasse a ouvir. Apesar disso, Oliver conseguiu fazer com que Pike parasse com essa perseguição. Adrian então vazou o papel do gabinete do prefeito em encobrir a morte de Billy para a mídia.[4]

Culpando o Arqueiro Verde[]

Adrian entregou sua carta de demissão para Oliver, assumindo toda a responsabilidade pelo vazamento, mas ele negou seu pedido e pediu para que o representasse no julgamento. Apesar de concordar, Adrian o relembrou de que alguém teria que assumir a culpa. No julgamento, Adrian e Oliver assistiram o coronel confessar que assumiu uma autópsia falsa.

Após a primeira fase da audiência, Oliver, Thea, Quentin e a detetive Dinah Drake foram para o escritório quando sua limusine foi atacada pelo Vigilante, deixando-os todos feridos. Adrian deu suas garantias para atrasar a audiência à luz do ataque enquanto fazia Oliver aceitar tratamento médico, que ele recusou. Adrian encontrou Dinah descobrindo um pedaço quebrado da viseira do Vigilante e se ofereceu para levar as provas de volta à delegacia.

Prometheus e Vigilante lutando

Prometheus e Vigilante lutando.

Mais tarde, Prometheus encontrou Vigilante em um telhado e o avisou que Oliver era dele para derrubar, mas Vigilante prometeu matá-lo primeiro e eles entraram em uma luta. Claramente sendo o combatente superior, Prometheus dominou o Vigilante e forçou seu oponente cair do telhado, embora o Vigilante de alguma forma tenha sobrevivido e fugido. Desmascarando, Adrian então ligou para o socorro informou sobre o avistamento do Vigilante.

Mais tarde, Adrian conversou com Pike sobre os vários avistamentos de vigilantes e se eles estavam simplesmente atrasando o destino inevitável de Star City, embora Adrian o lembrasse que atrasar o inevitável era parte de seu trabalho. Enquanto mantinha Pike ocupado com conversa fiada, Adrian entregou o pedaço do visor de Vigilante para Dinah.

Adrian conversando com Susan Williams

Adrian conversando com Susan Williams.

No escritório de Oliver, Adrian mais uma vez se ofereceu para assumir a responsabilidade por tudo, o que Oliver ainda se recusou a aceitar, embora Adrian tenha apontado que alguém precisava ser desacreditado ou Oliver sofreria um impeachment. Oliver decidiu culpar o Arqueiro Verde. Adrian ficou ao lado de Oliver, Thea, Quentin e Dinah enquanto Oliver fazia um discurso ao público desacreditando o Arqueiro Verde com o assassinato de Billy. Depois, Adrian informou a Oliver que Collins decidiu contra o fim da administração de Oliver. Oliver agradeceu imensamente a Adrian por isso e Adrian assegurou a Oliver que ele não fez isso apenas porque Oliver era seu chefe, mas porque ele era um "amigo". Mais tarde, Adrian se aproximou de Susan Williams e disse que que tinha uma informação exclusiva e doentia, afirmando que aquilo era uma "questão de vida ou morte".[17]

Plano final[]

Descoberto pela Equipe Arqueiro[]

Após isso, Adrian sequestrou Susan e a levou em um hotel abandonado, plantado com explosivos. Prometheus filmou a mulher amarrada em uma cadeira, gritando com medo. Ele segurou uma faca em sua garganta, pedindo para que ela gritasse novamente. Sabendo que a Equipe Arqueiro usaria Amanda como vantagem, Adrian moveu sua mãe para outro lugar e deixou uma gravação dele torturando Susan. Mais tarde, Adrian foi informado por Talia que Oliver havia descoberto sua identidade. Ele expressou satisfação por Oliver saber quem era agora.

Adrian sendo confrontado pelo Arqueiro Verde

Adrian sendo confrontado pelo Arqueiro Verde.

Naquela noite, Adrian foi confrontado pelo Arqueiro Verde em um estacionamento. O vigilante disparou diversas flechas em seu carro para tentar intimidá-lo, o que não funcionou. Adrian expressou sua decepção pelo vigilante estar querendo prendê-lo ao invés de matá-lo. Adrian informou ao herói que ele estava com Susan, alertando-o de que ela morreria caso não deixasse-o ir. Relutantemente, o Arqueiro Verde permitiu que Adrian fosse embora. Ele se vangloriou, dizendo que estava sempre 10 passos a frente e que Oliver nem descobriu o jogo que eles estavam jogando.

No dia seguinte, Adrian se encontrou com Quentin e Rene na prefeitura, afirmando aos dois que estava gostando agora que todos sabiam quem ele era. Quando ambos prometeram matá-lo, Adrian os relembrou de que ameaçar um procurador público era um crime, e afirmou que seus planos estavam apenas começando. Ele exigiu que os dois voltassem ao trabalho.

Antecipando que o Arqueiro Verde iria atrás de Doris, Adrian informou uma equipe da S.WA.T., que conseguiu impedir o vigilante de chegar perto de sua esposa. Em uma coletiva de imprensa, Adrian informou ao público que o Arqueiro Verde "tentou sequestrar" Doris como retaliação. Por conta disto, Oliver foi forçado a declarar o Arqueiro Verde um inimigo e exigiu que ele fosse entregue em 24 horas, ou então o DPSC iria caçá-lo.

Oliver ameaçando Adrian

Adrian sendo ameaçado por Oliver.

Após descobrir, de alguma forma, que Oliver havia informado Pike sobre sua identidade, Adrian (disfarçado como um mendigo) esfaqueou o capitão da polícia, colocando-o em um coma. Adirna visitou Pike no hospital. Quando Oliver chegou, ele jurou que iria matá-lo assim que encontrasse Susan. Adrian não se abalou pela ameaça e lembrou Oliver sobre as pessoas que ele perdeu. Antes de ir embora, Adrian provocou Oliver dizendo que ele perderia sua sanidade caso mais uma pessoa próxima dele morresse. Eventualmente, a Equipe Arqueiro descobriu a localização de Susan. Adrian, sem sua máscara, então aguardou pacientemente a chegada dos heróis. Quando o Arqueiro Verde apareceu, Adrian notou que preferia encará-lo frente-a-frente. Enquanto o Arqueiro Verde ameaçava mantê-los dentro até que todo o prédio explodisse, Adrian revelou que havia desativado as bombas. No entanto, Adrian foi pego de surpresa quando o Espartano chegou com Doris, expondo sua identidade para sua esposa e provando que Adrian realmente não estava 10 passos à frente.

Adrian frente-a-frente com o Arqueiro Verde

Adrian frente-a-frente com o Arqueiro Verde.

Após as tentativas de sua esposa de argumentar com ele, Adrian aparentemente prometeu a Doris que ele pararia sua cruzada, mas em vez disso a esfaqueou para proteger seu segredo e continuar sua vingança. Arqueiro Verde o atacou com raiva e os dois começam a lutar. Depois de uma batalha brutal que terminou em empate, Adrian disse ao Arqueiro Verde que nenhum dos dois mataria o outro, ao qual o Arqueiro Verde afirmou que poderia matar Adrian. Só então, Talia chegou e usou uma flecha tranquilizante para incapacitar o Arqueiro Verde. Os dois sequestraram Oliver, levando-o para um local desconhecido.

Mais tarde, Adrian retornou ao DPSC enquanto Quentin levava Susan para dar seu depoimento. Ao se aproximar da mulher, Adrian expressou suas "simpatias", mas foi ameaçado por Quentin. Adrian pediu para que não fosse ameaçado, pois estava de luto pela morte de sua esposa nas "mãos" do Arqueiro Verde. Os dois perceberam que Adrian estava mentindo. Sabendo que não havia funcionado, Adrian prometeu "devolver Oliver em pedaços" caso eles tentassem fazer algo.[1] Susan deu seu depoimento para a polícia, mas Adrian tinha um álibi, então eles não acreditaram em sua história.[18]

Adrian e Talia encarando Oliver

Adrian e Talia encarando Oliver.

Mais tarde, Adrian retornou à cela de Oliver, onde o assistiu tentar convencer Talia a soltá-lo, o que não funcionou. A mulher então exigiu que Adrian fizesse Oliver sofrer, ao qual ele aceitou alegremente e que isso sempre foi o plano dele. Oliver prometeu que seus amigos iriam encontrá-lo. Adrian o relembrou de que não iria matá-lo, e explicou que ele confessou a Susan que Oliver o ajudou a descobrir quem ele realmente era, e prometeu retribuir o favor antes de submeter Oliver à tortura.[1]

Torturando Oliver[]

Adrian conversando com Oliver antes de tortuá-lo

Adrian conversando com Oliver antes de torturá-lo.png

Adrian torturou Oliver, tentando fazê-lo confessar o verdadeiro motivo de seus assassinatos: simplesmente porque queria, usando os desejos de Robert Queen como justificativa. No entanto, Oliver não sabia o que Adrian queria, então Adrian o torturou por seis dias tentando obter a resposta. No sexto dia, Adrian segurou a cabeça de Oliver debaixo d'água por 145 segundos de cada vez, a mesma quantidade de tempo que levou para o pai de Adrian se afogar depois de ser baleado por Oliver. Quando Oliver não "confessou", Adrian retomou a tortura.

Uma vez que Oliver recuperou a consciência, Adrian plantou fotos de suas várias vítimas, mas quando Oliver lembrou a Adrian que todos eles tinham vítimas, Adrian apontou ainda que eles também tinham famílias que sofreram por causa de Oliver. Ele então trouxe à tona uma vítima memorável que Oliver havia matado 3 anos antes para salvar Felicity: Cecil Adams/Conde Vertigo. Quando Oliver ainda não sabia o que "confessar", Adrian disparou três flechas no ombro de Oliver, semelhante ao que Oliver tinha feito com Cecil. Depois de puxar as flechas, Adrian mostrou a Oliver um par de óculos de Felicity, tendo entrado no apartamento dela sem ela saber, para provocar Oliver. Ele então mostrou uma foto de William Clayton, admitindo que não sabia onde William estava, mas prometeu a Oliver que encontraria o menino eventualmente, a menos que Oliver "confesse".

Adrian segurando Evelyn

Adrian segurando Evelyn.

Depois, Adrian voltou com Evelyn para enganar Oliver, colocando-os um contra o outro, prometendo deixar o sobrevivente ir ou ele quebraria o pescoço de Evelyn, antes de sair para cuidar de outros negócios. Quando ele voltou, Adrian, desapontado ao ver que Oliver nem tentou, fingiu quebrar o pescoço de Evelyn enquanto ela se fingia de morta para horrorizar Oliver.

Retornando, Adrian intensamente provocou Oliver dizendo que sua crença de que tudo (A Lista, o Capuz e sua cruzada heroica) eram apenas uma desculpa para o motivo pelo qual ele realmente matou. Oliver finalmente cedeu, admitindo com raiva ter matado por gostar disso. Satisfeito, Adrian pensou que ele tinha feito Oliver confessar o único segredo que ele nem mesmo admitiria para si mesmo, com Evelyn abandonando sua fachada e concordando com ele. Adrian afirmou que estava certo, que Oliver infectou todas as vidas que ele tocou, pois sua cruzada foi baseada em uma mentira e usava a memória de seu pai como justificativa, resultando em um preço, ou seja, a morte de seus entes queridos, e John e Felicity acabariam pagando também.

Adrian e Evelyn conversando com Oliver

Adrian e Evelyn conversando com Oliver.

Como um lembrete dos seis dias de tortura, Adrian levou um maçarico no peito de Oliver para queimar sua tatuagem Bratva. Antes de fazer isso, Adrian refletiu que Oliver deve ter feito algo extraordinário para ganhar a patente de capitão na Bratva, e como a tatuagem queimada agora serviria como um lembrete de sua confissão. Enquanto Oliver tentava se desculpar em lágrimas, Adrian aceitou o pedido de desculpas, mas informou a Oliver que ele simplesmente não se importava antes de queimar a tatuagem, fazendo Oliver desmaiar de dor. Adrian então saiu enquanto Oliver estava inconsciente, devolvendo seu uniforme e equipamento e deixando a porta aberta como prometido.[7]

Exposto ao público[]

Adrian entregando uma faca a Oliver

Adrian entregando uma faca a Oliver.

No dia seguinte, Adrian visitou Oliver em seu escritório, agradecendo-lhe por sua "compaixão" em permiti-lo se distanciar lamentar a morte de Doris enquanto Quentin o ameaçava com raiva. Quando ficaram sozinhos, Adrian deu uma faca a Oliver e apresentou um ultimato; matá-lo como um civil em plena luz do dia, já que o Arqueiro Verde não conseguiu alcançá-lo agora que ele está sob custódia protetora desde que o vigilante "assassinou" Doris, ou deixá-lo ir sabendo que não há nada que Oliver possa fazer. Oliver finalmente recusou a oferta de Adrian, para grande decepção. Adrian disse a ele para guardar a faca enquanto saía.

Mais tarde, a escolta de custódia protetora de Adrian foi atacada por agentes da Bratva contratados por Oliver, mas a Equipe Arqueiro interveio e Adrian usou essa chance para escapar. Enquanto ele foi brevemente confrontado por Curtis, Adrian rapidamente o dominou e perguntou como Paul estava antes de Curtis ser forçado a fugir.

À luz do ataque da Bratva, o DPSC decidiu transferir Adrian para custódia federal e pediu a Oliver essa aprovação. Incapaz de recusar sem levantar suspeitas, Oliver concordou e disse a Adrian que nada era mais importante do que sua segurança. Antes de Adrian ser transferido, ele silenciosamente expressou diversão com o que Oliver fez, mas Oliver silenciosamente prometeu que eles não tinham terminado e Adrian foi transportado.

Adrian percebe que sua identidade foi exposta

Adrian percebe que sua identidade foi exposta.

Mais tarde, enquanto estava sob custódia protetora, Adrian estava escrevendo quando ouviu os dois marechais receberem uma mensagem, e de alguma forma imediatamente deduziu que ele havia sido exposto. Ele rapidamente jogou sua caneta no olho de um guarda antes de estrangular o outro guarda até a morte. Com sua identidade secreta revelada e seus planos arruinados, Adrian repetidamente esfaqueou o primeiro guarda até a morte violentamente em frustração. Enquanto Adrian estava dirigindo pela rua, vendo o comboio de oficiais da DPSC indo para prendê-lo passar direto por ele, ele assobiou para o rádio enquanto escapava de Star City, ainda coberto de sangue.[18]

Captura[]

Após voltar à Star City, Adrian levou a Equipe Arqueiro e o DPSC até um fliperama, onde pretendia distraí-los. Ele também causou um pulso eletromagnético na Flecha-Caverna, deixando Oliver e Felicity presos lá.[19] Adrian também localizou William e se aproximou do garoto, dizendo que conhecia seu pai.[20]

Por causa da exposição de Adrian ao público, todos os condenados que ele deteve foram libertados após um novo julgamento, incluindo Sampson. Adrian logo pediu a ajuda de Sampson para aparentemente recriar o surto de tuberculose de seu pai, fazendo-o roubar os produtos químicos necessários. Ao fazer Sampson obter esses produtos químicos, Adrian distraiu a Equipe Arqueiro arruinando o memorial de Robert; ele enviou uma caixa para a Prefeitura contendo o corpo do vereador Henry Goodwin envolto em concreto, expondo o papel de Robert na morte de Goodwin 15 anos atrás.

Antecipando que Oliver confirmaria a origem do cimento que envolve o corpo de Goodwin, Adrian armou um dos corredores das Empresas Queen com uma armadilha na qual Oliver e Diggle caíram. Eles caíram em uma sala secreta na qual Adrian havia colocado cimento bruto para inundar a área e, eventualmente, matá-los da mesma maneira que Goodwin morreu. Dinah e Curtis conseguiram salvá-los, mas ao custo de Sampson obter mais produtos químicos para o plano de Adrian. Sabendo que Oliver iria procurar Darren Coffman (advogado de Goodwin e Claybourne) para obter respostas, Adrian deu a Coffman um pendrive contendo imagens de Robert matando Goodwin, que deveria ser dado a Oliver e Thea para manchar a memória de seu pai.

Após ter todo os componentes necessários, Prometheus pediu para que os capangas de Sampson se preparassem para lançar a tuberculose em toda Star City. Quando a Equipe Arqueiro tentou impedir seu plano, Prometheus emboscou os heróis, mas o Arqueiro Verde conseguiu manter Prometheus distraído enquanto os outros tentavam impedir Sampson. A luta continuou ferozmente. Ao ser desmascarado, Adrian provocou Oliver, afirmando que os legados de seus pais haviam os transformados em quem eram atualmente.

Adrian se rendendo

Adrian se rendendo.

No entanto, o Arqueiro Verde revelou a Adrian (que havia descoberto através de Coffman) que seu pai planejava deserdá-lo. Oliver explicou que isso não era por causa de sua ilegitimidade, mas sim porque era um psicopata e maluco. O Arqueiro Verde notou que seu pai nunca havia desistido dele, enquanto Adrian lutava por um homem que se envergonhava dele. Demonstrando ter sido arrasado por isso, Adrian se ajoelhou no chão e colocou sua espada à sua frente, oferecendo-a a Oliver para que o matasse. O Arqueiro Verde, no entanto, se recusou em fazer isso, dizendo que ele iria enfrentar a justiça.

Adrian então foi preso na A.R.G.U.S., onde, com um sorriso, assistiu Oliver confessou o sacrifício que Robert havia feito 10 anos atrás.[2]

Enquanto isso, Adrian colocou um novo plano em movimento; ele instruiu Evelyn, Laurel e Talia a sequestrar os membros da Equipe Arqueiro. Quando Oliver descobriu isso, ele foi confrontar Adrian em sua cela, demandando saber onde seus amigos estavam. Adrian o respondeu dizendo que se gostaria de vê-los a salvo, ele teria que ser libertado, mas Oliver se recusou em fazer isso.

Adrian provocando Oliver

Adrian provocando Oliver.

Enquanto era transferido para Idaho, Adrian deu uma última chance de Oliver o soltar. Enquanto era levado, ele informou Oliver de que receberia um telefonema. Isso aconteceu segundos depois, mostrando William pedindo ajuda. Mais tarde, com a ajuda de Malcolm Merlyn, Oliver atacou os guardas da A.R.G.U.S. durante a transferência. Quando Oliver se perguntou por que Adrian envolveria William, que era inocente em tudo isso, Adrian alegou que Oliver causou isso a si mesmo ao envolver Doris, reiterando como todos na vida de Oliver sofrerão por causa dele. Adrian então usou o helicóptero para escapar, dizendo a Oliver que ele "o veria no barco". Ele então pegou um avião para Lian Yu junto com sua equipe e os reféns.

Uma vez lá, Adrian pediu ajuda de Digger Harkness em sua vingança contra Oliver, que Harkness concordou. Adrian então se encontrou e provocou os membros cativos da Equipe Arqueiro, dizendo-lhes que ele estaria esperando Oliver chegar na ilha.[14]

Batalha em Lian Yu e morte[]

"Você venceu. O seu filhinho está com o pai, e ele viu exatamente quem é o pai dele. Assim como você descobriu quem é o seu pai bem aqui, nessas mesmas águas. William é mais novo que você era, então ele vai ficar bem. Vocês tem um ao outro. O que é bom, Oliver, isso é bom. Porque vai ser muito solitário... sem a mamãe, e a Felicity."
—Palavras finais de Adrian Chase para Oliver Queen[fonte]

Para se preparar para a batalha final, Adrian separou os reféns; ele manteve William trancado dentro de um barco na costa de Lian Yu e Evelyn e Talia guardaram e aprisionaram Thea, Felicity, Curtis e Samantha em gaiolas enquanto a Sereia Negra acorrentou Diggle e Quentin em um mosteiro na ilha ao lado de Rene e Dinah. Sem o conhecimento de ninguém, Adrian havia plantado uma rede de centenas de bombas C4 por Lian Yu, com o gatilho sendo um interruptor de homem morto, planejando que Oliver o matasse para detoná-las.

Adrian, Talia, Sereia Negra e membros do culto de Talia confrontaram Oliver, Nyssa al Ghul e Slade Wilson/Exterminador no monastério. Adrian provocou Oliver usando William e enfrentou ele. Enquanto lutavam, Oliver derrubou Adrian e o prendeu em um mata-leão, com Adrian implorando para que ele quebrasse seu pescoço. Para sua surpresa, Oliver decidiu poupá-lo. Oliver disse que Adrian poderia culpá-lo pela morte de seu pai pelo resto de sua vida, mas ele já havia se perdoado pelos pecados cometidos por seu pai.

Adrian tentou convencer Oliver a matá-lo dizendo que ele havia matado William, mas Oliver percebeu que aquilo era mentira e afirmou que mesmo se fosse verdade, ele nunca iria deixar Adrian conseguir o que queria. Adrian então usou uma bomba de fumaça para escapar. Oliver, que havia sido informado por Felicity sobre as bombas espalhadas na ilha, alcançou Adrian, derrubando-o no chão e exigindo saber onde William estava. Adrian provocou Oliver sobre ele perder seus amigos, e informando-o que seu avião havia sido sabotado propositalmente.

Adrian levou William ao convés e deu um ultimato a Oliver; matá-lo, para que todos em Lian Yu morressem, ou poupá-lo e permiti-lo que quebrasse o pescoço do garoto. Oliver abaixou seu arco, e em um momento de glória que Adrian sentiu, acreditando que o Arqueiro Verde havia escolhido a segunda opção, Oliver atirou na perna de Adrian, fazendo-o cair no chão e soltar o garoto.

Adrian prestes a atirar em si mesmo

Adrian prestes a atirar em si mesmo.

Adrian ficou deitado no chão do barco, derrotado, percebendo que seu adversário nunca iria matá-lo, enquanto Oliver gritava para não falar ou olhar para seu filho. Ele parabenizou Oliver por ganhar sua guerra, explicando que aquilo era algo bom, já que os dois teriam um ao outro para se apoiar. Oliver, confuso, perguntou o que ele estava querendo dizer. Adrian então puxou uma pistola de um coldre em sua perna, pressionando-o contra sua cabeça. Oliver percebeu o que ele iria fazer e tentou impedi-lo, mas Adrian disparou a arma, se matando para poder ativar as bombas espalhadas por Lian Yu.[21]

O corpo de Adrian foi deixado em Lian Yu.[22]

Legado[]

Grande parte, se não toda a, Equipe Arqueiro conseguiu sobreviver à explosão de Lian Yu usando o avião de Adrian para se proteger. No entanto, Samantha acabou morrendo e Thea foi deixada em um coma, algo que deixou ambos William e Oliver despedaçados por meses.

Apesar do objetivo de Adrian ter, de fato, deixado cicatrizes em Oliver e seus amigos, eles foram capazes de deixá-lo de lado para poder seguir em frente. Com isso, todo o esquema de Adrian acabou sendo um fracasso. As ações de Adrian resultaram em Oliver se tornar um homem melhor do que já era antes.

Quando Oliver foi drogado com uma dose de Vertigo, Adrian retronou como uma alucinação, provocando-o por sua incapacidade de manter sua equipe unida ou salvar sua cidade de Ricardo Diaz. Antes de perceber que aquilo era uma alucinação, Oliver atacou e quebrou o pescoço de Adrian. A alucinação de Adrian admitiu que Oliver havia se tornado um homem melhor, indicando que a opinião de Chase sobre Oliver poderia ter mudado caso estivesse vivo.[23]

Quando Oliver foi à Terra-2 em uma missão pelo Monitor, ele conheceu o sósia de Adrian Chase, que ironicamente era o Capuz daquele universo. Oliver acabou entrando em conflito com ele, presumivelmente por conta das ações de seu sósia da Terra-1, mas eventualmente percebeu que este Adrian não era igual ao Prometheus.[24]

Personalidade[]

Pouco se sabia sobre a personalidade de Adrian antes da morte de seu pai, Justin Claybourne, mas acreditava-se que ele era um indivíduo perturbado mesmo antes disso, já que Claybourne planejava secretamente renegar Adrian por causa de sua psicopatia.

Após a morte de seu pai, Adrian foi consumido pela dor e ódio pelo assassino de seu pai, e passou quatro anos estudando, treinando e esperando pacientemente para destruí-lo completamente. Adrian queria realmente atacar Oliver de uma maneira pessoal semelhante aos ataques de Slade Wilson, mas não queria matar Oliver, mas destruir tudo o que Oliver representava, bem como seus aliados. Adrian usou Oliver matando seu pai como o evento que definiu todo o seu caráter e ações. Depois de descobrir praticamente toda a história de Oliver Queen, Adrian chegou ao ponto de afirmar que sabe tudo sobre Oliver e sabe melhor do que Oliver sabe a si mesmo.

Enquanto tentava cumprir sua missão, Adrian desenvolveu a fachada de um compassivo promotor público que se preocupava em limpar as ruas de Star City e, ironicamente, um confidente confiável do assassino de seu pai. Na realidade, o ódio de Adrian por Oliver era tão intenso que ele se recusou a permitir que qualquer outra pessoa matasse Oliver, como mostrado quando ele ameaçou e depois matou Tobias Church. Apesar de seu ódio por Oliver, Adrian não estava interessado em matá-lo, mas em fazê-lo sofrer tanto que desejasse estar morto. Adrian tinha feito um grande esforço para torturá-lo psicologicamente e destruir sua vida, incluindo: matar pessoas inocentes para enviar uma mensagem distorcida para Oliver, recriar a cena do crime com cadáveres de Oliver matando o pai de Adrian, sequestrando seus entes queridos e recrutando a Sereia Negra, a sósia de Laurel Lance, a quem Oliver amava. O ódio de Adrian por Oliver superou o aparente amor que ele tinha por sua esposa, Doris, quando ele a matou quando Oliver a usou contra ele depois de proclamar em lágrimas que iria à polícia. No entanto, Adrian ainda mais tarde afirmou que foi o Arqueiro Verde quem matou sua esposa.

Adrian também acreditava que Oliver não era um herói, mas um assassino que arruinava a vida de todos com quem ele entra em contato e estava desesperado para mostrar isso a ele, chegando a torturar física e psicologicamente Oliver por uma semana inteira. Adrian também era um hipócrita em algum nível, pois apesar de ver Oliver como um assassino, ele mesmo cometeu ações muito mais hediondas do que Oliver, matando livremente pessoas inocentes, usando alguns corpos de suas vítimas como trilhas para recriar as cenas das mortes passadas de Oliver, e mesmo matando sua própria esposa para promover sua vingança. Adrian também era presunçoso e arrogante em relação a Oliver e a Equipe Arqueiro, uma vez que perceberam que ele era "Prometheus" devido a Adrian estar sempre à frente deles e sua incapacidade de prendê-lo no momento.

Depois de matar sua esposa e sua identidade ser revelada ao mundo, Adrian não teve consideração por sua própria vida, já que em várias ocasiões ele permitiu que Oliver a oportunidade de matá-lo, embora ao custo de Oliver destruir sua própria vida no processo. Adrian novamente permitiu a Oliver a oportunidade de matá-lo, mas uma vez que ele recusou, Adrian forçou Oliver a destruir sua própria vida, forçando Oliver a escolher entre seu filho ou as pessoas na ilha. Uma vez que Oliver conseguiu salvar a todos, Adrian, sem ter nada a perder e sem hesitar, acabou com sua própria vida para mais uma vez fazer Oliver sofrer ao perder praticamente todos os outros que ele se importava em Lian Yu, para o qual ele falhou.

Habilidades[]

  • Pico da condição física humana: Adrian estava em uma forma física incrível depois de treinar por quatro anos para derrotar Oliver Queen, com seu condicionamento permitindo que ele lutasse contra o vigilante, extremamente experiente e treinado, em igualdade, até manobrando-o às vezes. Adrian é forte o suficiente para facilmente derrubar Tobias Church e a Laurel Lance da Terra-2, ambos com um braço, e chutar Oliver através de uma parede de madeira com uma perna. Adrian também resistiu a uma severa surra de Oliver que deixou seu rosto ensanguentado e inchado, mas mal parecia perturbado por isso. Como Oliver, Adrian tinha uma alta resistência às drogas, pois ele foi capaz de se livrar rapidamente dos efeitos de um dardo cheio de diazepam que Oliver disparou nele.
    • Acrobacia/Corrida Livre: Adrian foi capaz de se mover e escalar paredes com grande destreza e graça, mesmo enquanto simultaneamente desviava de balas e lançava sua shuriken. Durante uma batalha contra Oliver, ele executou um salto arial enquanto pulava no chão sem usar as mãos.
    • Sentidos aguçados: Adrian tinha sentidos aguçados, facilmente capazes de perceber o perigo e ler a atmosfera ao seu redor. Por exemplo, ele rapidamente sentiu a chegada do Arqueiro Verde em uma cena de crime e imediatamente deduziu quando os marechais dos EUA que o guardavam descobriram sua identidade por suas reações silenciosas sem se virar.
  • Mestre combatente corpo-a-corpo/Artista marcial: Adrian, como Oliver, era um extraordinário combatente corpo-a-corpo, tendo sido treinado por Talia al Ghul com um estilo de luta incorporando vários movimentos que Oliver conhecia. Desde que Adrian foi treinado por Talia, ele conhecia: Kali, Kenjutsu, Sambo, Wing Chun, Taekwondo, Hapkido, Muay Thai, Capoeira, Judô, Pro Wrestling, Kickboxing, Jeet Kune Do e Shurikenjutsu. Ele parecia ter uma preferência particular por um certo arremesso de quadril (Ō goshi no judô), usando-o em três ocasiões distintas. Adrian foi capaz de derrotar sozinho e rapidamente Evelyn Sharp e Curtis Holt com facilidade, além de dominar o Vigilante. Durante todas as suas batalhas com Oliver, Adrian provou ser capaz de lutar em igualdade de condições e até mesmo ganhar vantagem sobre ele. Adrian conseguiu derrotar Oliver em sua primeira e segunda briga, embora deva ser notado que na última luta, Oliver foi pego de surpresa devido a Felicity Smoak estar em perigo. No terceiro confronto, Oliver deu uma surra mais severa em Adrian e os dois lutaram até o empate no quarto confronto. Em última análise, Adrian foi dominado por Oliver em seu duelo final.
    • Mestre empunhador de facas/Atirador de facas: Adrian era extremamente proficiente em arremessar armas como facas, machados de batalha, flechettes e sua arma de escolha, estrelas de arremesso. Ele foi capaz de usar estrelas de arremesso para desarmar o tenente da polícia Sam Conahan de sua arma enquanto pulava de uma borda e dividiu perfeitamente uma flecha atirada nele por Oliver. Adrian até mesmo jogou uma caneta no olho de um marechal do outro lado da sala. Ele também era um portador de facas muito capaz em combate corpo a corpo, como mostrado durante um confronto com Oliver.
    • Mestre espadachim: Adrian era altamente habilidoso na arte da esgrima, muitas vezes usando suas habilidades de luta com espadas em conjunto com suas habilidades corpo a corpo. Adrian foi capaz de usar seu chokuto de assinatura para trocar golpes com Oliver enquanto o último usava seu arco como arma corpo a corpo.
  • Arquearia: Como Oliver, Adrian era um arqueiro altamente capaz, embora pareça preferir armas de arremesso. Adrian é habilidoso o suficiente para ferir ou matar seus alvos com flechas. Enquanto torturava Oliver, Adrian disparou três flechas em seu ombro em um padrão apertado à queima-roupa.
  • Intelecto de alto nível/Mestre tático/Investigador especialista: Adrian era um tático distintamente eficaz, com suas táticas contra Oliver sendo em um nível psicológico. Ele foi bem sucedido em enganar Oliver para matar Billy Malone. Adrian é uma das poucas pessoas a superar taticamente Oliver, que é um mestre tático por direito próprio. Adrian posicionou Oliver em um cenário onde o último foi forçado a proclamar sua identidade de "Arqueiro Verde" como um assassino policial, tornando quase impossível para ele derrubar Prometheus com seu alter-ego. Adrian provou ser um excelente investigador e rastreador, tendo aprendido muito sobre Oliver e todos aqueles próximos a ele - tornando-se ciente de suas identidades secretas, A Lista, os Laboratórios S.T.A.R., as Lendas e o multiverso. Adrian era muito habilidoso em localizar pessoas, pois conseguiu rastrear a indescritível Talia al Ghul e William Clayton, apesar dos melhores esforços de Samantha Clayton para manter seu filho escondido e seguro.
    • Especialista em informática: Adrian demonstrou um alto grau de habilidades em informática, pois foi capaz de construir e usar várias armadilhas teatrais usadas contra Oliver e a Equipe Arqueiro. Oliver também mencionou que Adrian conseguiu apagar todos os vestígios de sua identidade de nascimento, "Simon Morrison", da internet.
    • Especialista em explosivos: Adrian tinha um bom conhecimento de explosivos, colocando rapidamente uma bomba em um trem antes de escapar, manipulando muitos quartos de um hotel com uma cadeia de bombas e, mais tarde, tendo uma rede de C4s por toda Lian Yu, ligada a si mesmo para ser acionado através do interruptor de um homem morto.
    • Advogado mestre: Como ex-promotor público de Star City, Adrian era um advogado altamente capaz, tendo processado vários criminosos, incluindo Derek Sampson. Ele foi capaz de usar seu conhecimento jurídico para impedir com sucesso a transferência da prisão de John Diggle. Considerando o fato de que ele só se tornou promotor público para se aproximar de Oliver, é possível que Adrian nem mesmo possuísse um diploma de direito legítimo, tornando seu conhecimento potencialmente ainda mais impressionante.
    • Mestre do engano/Manipulador: Adrian era excepcional no engano, deixando Oliver acreditar que ele era um homem com uma vida normal como advogado, a ponto de fazer amizade com Oliver no trabalho. Oliver só descobriu quem Adrian realmente era através de Talia. Adrian também era muito manipulador, capaz de usar o crescente ressentimento de Evelyn Sharp com Oliver para convencê-la a traí-lo.
    • Mestre interrogador/torturador: Adrian era um interrogador altamente habilidoso, treinado em técnicas de extração verbal e física. Como advogado, Adrian conseguiu enganar um dos homens de Eric Dunn para encontrá-lo. Enquanto tortura Oliver, Adrian usou os mesmos métodos que ele usou para ferir seus inimigos, tudo sem matá-lo. Ao mesmo tempo, Adrian torturou psicologicamente Oliver ameaçando seus entes queridos e aparentemente matando Evelyn na frente dele. Adrian acabou conseguindo quebrar Oliver, um feito que apenas Slade Wilson e Mar Novu conseguiram, e até convenceu Oliver a encerrar temporariamente sua cruzada até que Diggle o tirasse dela.
    • Metalúrgico habilidoso: Adrian havia roubado várias flechas de Oliver que ele deixou para trás durante sua carreira de vigilante e as derreteu para serem reforjadas como suas próprias armas, principalmente suas estrelas de arremesso, mostrando que ele era um artesão habilidoso. As estrelas de arremesso de Adrian se mostraram bastante afiadas, pois podiam dividir as flechas de Oliver ao meio.
  • Vontade indomável/ Alta tolerância à dor: Adrian tinha uma alta tolerância à dor, pois ele podia continuar lutando sem diminuir a velocidade depois que Evelyn cortou o braço e mal se encolheu depois de ser baleado no ombro com uma bala. Adrian ainda era capaz de mover seu braço normalmente mesmo quando o ferimento de bala reabriu.
  • Artista de furtividade/infiltração/fuga: Adrian demonstrou maestria na arte da furtividade, pois foi capaz de emboscar seus alvos rapidamente sem que eles percebessem, fosse dia ou noite. Adrian se infiltrou na casa de Gay Eked, um trem de metrô em movimento, e até invadiu os Laboratórios S.T.A.R. sem acionar nenhum alarme, um ato que ficou desconhecido para a Equipe Flash por 3 dias.
  • Intimidação: Adrian possuía uma presença intimidadora devido à sua crueldade, com Church, Evelyn e até Laurel, uma meta-humana, exibindo sinais de medo em relação a ele. Os assassinatos de Adrian, combinados com os rumores da mídia sobre sua presença, foram suficientes para causar um pânico em toda a cidade. Até mesmo Darren Coffman afirmou que Adrian era "aterrorizante".

Equipamento[]

  • Traje de Prometheus: Durante sua cruzada como Prometheus, Adrian usou um traje protetor para esconder sua identidade de suas vítimas.
    • Filtro de voz: Adrian usava um filtro de voz escondido em sua máscara para disfarçar sua voz, tornando-a irreconhecível. Ele também podia usar o dispositivo para imitar as vozes de outras pessoas.
  • Arco recurvo: Embora raramente o usasse, Adrian carregava um arco recurvo, usando-o para disparar flechas e também como bastão em combate próximo.
  • Aljava: Adrian carregava uma aljava preta em suas costas para poder guardar suas flechas.
  • Chokuto: Adrian carregava um chokutō, que é uma espada curta e sem guarda de lâmina reta, nas costas para combate corporal que ele costumava matar e atacar pessoas.
  • Estrelas de arremesso: Escondidas em seu abdômen, Adrian carregava pequenas estrelas de arremesso no formato de uma flecha. Este era o método preferido de Adrian para matar pessoas.
  • Facas de arremesso: Como Promteheus, Adrian carregava pequenas facas de arremesso.

Aparições[]

Arqueiro[]

5ª Temporada

6ª Temporada

7ª Temporada

8ª Temporada


Galeria[]

Artes conceituais[]

Curiosidades[]

  • Adrian escolheu seu apelido de Prometheus porque na mitologia, Prometheus desafiou a onipotência dos deuses. Adrian acreditava que, como Oliver Queen, os deuses jogavam juiz, júri e executor, mas Prometheus tirou seu poder.[7]
  • Adrian Chase possui algumas semelhanças com Eobard Thawne/Flash Reverso e Hunter Zolomon/Zoom:
    • Adrian e Eobard costumavam a eliminar indivíduos que atrapalhavam seus planos.
    • As ações dos pais de Adrian e Hunter tornaram ambos instáveis.
    • Adrian e Hunter já trabalharam com a Sereia Negra.
    • Os três são uma versão sombria de seus respectivos inimigos.
    • Os três já trabalharam com seus respectivos inimigos com um nome falso e formaram uma amizade com os heróis antes de ter suas identidades expostas.

Por de trás das câmeras[]

  • A adaptação de Adrian Chase visto no Arrowverso é uma junção de dois personagens dos quadrinhos da DC Comics:
    • Adrian Chase é a versão dos dias atuais do herói Vigilante. O Vigilante apareceu na série como um personagem separado.
    • Prometheus é um manto usado por múltiplos vilões que fizeram o Arqueiro Verde ir a seus limites. A motivação principal do personagem era vingar a morte de seus pais criminosos, que foram mortos por policiais. O vilão também espalhou bombas por Star City e causou uma grande explosão na cidade.
  • O nome Simon Morrison é uma referência a Grant Morrison, o criador do Prometheus.
  • Adrian Chase/Prometheus foi o antagonista principal da quinta temporada de Arqueiro.
    • Curiosamente, Adrian foi o primeiro antagonista de Arqueiro a não querer destruir Star City.
    • Ele foi também o primeiro antagonista a não ser referenciado em temporadas passadas.
    • Adrian foi o primeiro vilão da série que esteve disposto a se matar.

Referências[]

Advertisement