FANDOM


O Amuleto Askaran, também chamado de Medalhão Longino, era um antigo artefato judaico-cristão composto de duas peças. As especificações de Gideon sobre o artefato identificaram-no como originário do primeiro século d.C. e indicaram que ele possuía algum tipo de poder oculto. Quando Eobard Thawne juntou os dois componentes do amuleto, ele revelou que era um meio de localizar a Lança do Destino.

História

Em 1942, o viajante do tempo Eobard Thawne fez um acordo com o Barão Krieger para trocar o amuleto por um super-soro para criar super soldados nazistas. As Lendas e a Sociedade da Justiça da América infiltraram-se na Folies-Bergére, uma boate parisiense, discernindo que Krieger tinha o amuleto. Eles interceptaram Krieger e os nazistas na floresta de Fontainebleau e recuperaram o amuleto. Mais tarde, na sede da JSA, Flash-Reverso chegou, matando Rex Tyler e pegando o amuleto. Em 1987, Sara Lance conseguiu a segunda parte do amuleto de Damien Darhk. Em 1927, Malcolm Merlyn, alguns dos homens de Al Capone, e Eobard invadiram a Waverider e conseguiram o amuleto de volta. Eobard depois combinou ambas as peças para revelar um planetário em miniatura dizendo que era a chave para localizar a Lança do Destino. As Lendas recuperaram o Amuleto logo depois, junto com o primeiro fragmento da Lança do Destino, mas Rip Hunter foi sequestrado por Eobard Thawne. [4] Depois de recuperar o amuleto, Ray Palmer e Lily Stein integraram com sucesso os dados do amuleto com os sistemas de memória da Waverider, permitindo a Gideon analisar os dados. Ele foi finalmente destruído por Rip Hunter, enquanto ele estava sob alteração mental pela Legião do Mal, durante sua breve fuga do calabouço de Waverider. Depois de ter sido libertado e curado por Sara, Jax e Gideon, Rip juntou-se às Lendas e revelou onde e quando Henry Heywood/Comandante Gládio e o último fragmento da Lança do Destino estavam localizados.

Aparições

DC's Legends of Tomorrow

2ª Temporada

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.