Arrowverso Wiki
Advertisement
Para outras versões do personagem, veja Barry Allen (desambiguação).
Para outros usos de "Flash", veja Flash (desambiguação).
Barry Allen
Civil - Flash

Barry Allen.png

Informação
Ocupações Pré-Crise
Líder da Equipe Flash (em segredo)
Cientista forense no Departamento de Polícia de Central City
Proprietário dos Laboratórios S.T.A.R.
Vigilante (em segredo)
Membro da Tríade
Investigador particular (anteriormente)
Membro da Equipe Arqueiro (em segredo; realidade alterada)
Membro dos Gêmeos do Gatilho (em segredo; realidade alterada)
Paragon
Pós-Crise
Líder da Equipe Flash (em segredo)
Vigilante (em segredo)
Cientista forense no Departamento de Polícia de Central City
Proprietário dos Laboratórios S.T.A.R.
Fundador e líder do Time Crise
Estado atual Vivo
Família Sem nome (bisavô)
Sem nome (bisavó)
Sem nome (avó paterna)
Sem nome (avô materno)
Henry Allen (pai; morto)
Nora Allen (mãe; morta)
Joe West (pai adotivo que se tornou sogro)
Iris West-Allen (esposa)
Nora West-Allen (futura filha)
Bart Allen (futuro filho)
Universo de origem Terra-1 (pré-Crise)
Terra-Prime (pós-Crise)
Intérprete Grant Gustin
Scott Whyte (voz; Freedom Fighters: The Ray)
Logan Williams (jovem; 1ª-2ª temporada)
Liam Hughes (3ª temporada-presente)
Audrey Marie Anderson (como Lyla Michaels)
Voz no Brasil Alexandre Drummond
Alter ego Flash Reverso (futuro apagado)
Alter ego Flash
Codinome O Químico (anteriormente)
Fonte
"O que você fez? Eu criei você. Eu te ensinei tudo que você sabe. E tudo que você é, é por minha causa! O que você fez?"
"Eu fiquei mais rápido. Você não?
"
Eobard Thawne e Barry Allen[fonte]

Bartholomew Henry "Barry" Allen[1] (nascido em 14 de março de 1989)[2] é um cientista da Divisão de Ciência e Forense do Departamento de Polícia de Central City. Ele é o filho dos falecidos Henry e Nora Allen, o genro de Joe West, o esposo de Iris West-Allen, o cunhado de Wally West e o pai de seus futuros filhos, Nora West-Allen e Bart Allen. Ele é também o arqui-inimigo de Eobard Thawne/Flash Reverso, o membro fundador do Time Crise e o líder da Equipe Flash ao lado de sua esposa.

A mãe de Barry foi assassinada quando ele tinha 11 anos na noite de 18 de março de 2000, e a culpa foi colocada injustamente em seu pai. Barry foi adotado por Joe, e ele passou sua vida tentando provar a inocência de seu pai. Depois da explosão do acelerador de partículas dos Laboratórios S.T.A.R., o que acabou formando uma grande tempestade, Barry foi atingido por um raio e ficou em coma por nove meses. Quando acordou, ele descobriu que havia adquirido velocidade sobre-humana, e várias outras habilidades derivadas. Usando esses poderes para proteger Central City, ele começou a operar como o super-herói meta-humano conhecido como Flash, chamando inicialmente pela mídia de Borrão Vermelho (ou simplesmente Borrão),[3] o Raio e Máscara Vermelha. Ele também foi estilizado como o "Velocista Escarlate".[4][5]

Barry então passou os próximos meses lutando contra o crime, derrotando diversos vilões meta-humanos e outros criminosos com a ajuda da Equipe Flash. Ele também trabalhou com Joe para poder tirar Henry da prisão, e com Harrison Wells para se tornar mais rápido e desenvolver suas habilidades. Mais tarde, Barry descobriu que seu mentor era ninguém menos que Eobard Thawne, um vilão velocista do futuro que havia roubado a identidade de Harrison Wells, e o verdadeiro culpado pela morte de sua mãe. Em um confronto final entre os dois, Eobard deu a oportunidade para Barry desfazer o que havia feito em troca de ajuda para retornar ao futuro. Barry decidiu não fazer isso, o que fez com que o ancestral de Eobard se matasse para poder apagá-lo da existência.

Meses depois, Barry finalmente teve seu sonho realizado quando seu pai foi libertado da prisão. Ao mesmo tempo, a Terra-1 começou a ser atacada por meta-humanos da Terra-2, liderados pelo velocista Hunter Zolomon/Zoom, outro vilão que queria a velocidade de Barry para prevenir-se de morrer. Eventualmente, Barry foi forçado a entregar sua velocidade para salvar a vida de Wally West, e temporariamente se tornou um humano novamente. No entanto, a Equipe Flash foi capa de restaurar sua velocidade. Barry derrotou Zoom, mas não antes do vilão matar seu pai diante de seus olhos. Isso fez com que Barry ficasse em depressão e, não pensando claramente, voltou no tempo para salvar sua mãe, resultando na criação de outra linha do tempo.

Depois de desfazer o Ponto de Ignição, um loop do tempo foi criado, e, em um possível futuro, Iris morria na frente de Barry. Um resquício do tempo de Barry desse futuro foi criado, e após ser excluído pela Equipe Flash, ele se tornou o místico velocista conhecido como Savitar. Com a ajuda da Equipe Flash, Barry foi capaz de prevenir a morte de Iris e a pediu em casamento. Mais tarde, ao falhar nas circunstâncias que resultou em sua criação, Savitar acabou sendo apagado da existência. Apesar de sua vitória, Barry foi forçado a entrar na Força de Aceleração por tempo indefinido para poder salvar o mundo.

Eventualmente, Barry foi libertado de sua prisão graças aos esforços da Equipe Flash, mas isso acabou resultando na criação de mais meta-humanos. O auto-proclamado Homem Mais Rápido do Mundo foi forçado a enfrentar a Mente Mais Rápida do Mundo, Clifford DeVoe/Pensador, que desejava reverter a humanidade a uma época sem tecnologia. Foi durante esse tempo que Barry e Iris se casaram após enfrentarem invasores da Terra-X. Após derrotarem o Pensador, a Equipe Flash conheceu Nora West-Allen, a filha do futuro de Barry e Iris. Eles então começaram uma batalha contra Orlin Dwyer/Cicada. Contudo, quando derrotaram a Cicada II, uma nova linha do tempo foi formada, o que fez com que Nora fosse apagada da existência, deixando Barry e Iris devastados.

Quando Barry foi "possuído" por Ramsey Rosso/Hemoglobina, e mais tarde infectado com suas células após salvar a vida de Ralph,[6] Cisco o apelidou de Flash Negro. Barry foi restaurado ao normal quando Allegra Garcia usou seus poderes para curar a todos infestados com a doença de Rosso.[7] Durante a Crise nas Terras Infinitas, foi revelado que Barry era o Paragon do Amor. Depois que o Multiverso foi destruído, ele foi um dos indivíduos sobreviventes da Terra-1. No entanto, graças ao sacrifício de Oliver Queen, ele e os outros Paragons foram capazes de derrotar o Anti-Monitor depois que a Terra-Prime foi criada.

Após a morte da Força de Aceleração, os poderes de Barry começaram a acabar. Barry também enfrentou as ameaças do Buraco Negro e de Eva McCulloch/Monarca dos Espelhos. Quando sua velocidade esvaziou-se completamente, ele e a sua equipe foram forçados a criar uma nova Força de Aceleração. Apesar de seu sucesso, Barry começou a perder sua moral e conexão emocional, fazendo-os destruírem a máquina. Depois do retorno inesperado de Harrison Wells da Terra-1, a Equipe Flash encontrou uma forma de usar a máquina. Canalizando a energia residual da Força de Aceleração em Iris, combinado com o amor do casal West-Allen, eles foram capazes de restaurar a Força de Aceleração e os poderes de Barry.

No entanto, sem seu conhecimento, a restauração da Força de Aceleração também resultou na criação de três outras forças; a Força da Força, a Força da Sabedoria e a Força Imóvel. Essas Forças, alegadamente, atacaram a Força de Aceleração, fazendo-a se esconder em sua forma humana. Barry então enfrentou os hospedeiros das novas Forças; Fuerza, Psych e Deon Owens, respectivamente. No entanto, foi revelado que a Força de Aceleração pretendia matar as novas Forças, o que acabaria fazendo com que os novos hospedeiros morressem também. Ele optou por viajar no tempo e prevenir a criação das novas Forças, mas mudou de ideia. Eventualmente, Barry foi capaz de fazer todas as Forças viverem em paz e harmonia uma com as outras.

Logo após isso, Barry e sua equipe foram arrastados no meio da Guerra Godspeed, orquestrado por August Heart/Godspeed, cujos poderes velocistas foram criados por meios artificiais. August planejava roubar a velocidade de Barry para poder tornar seus poderes permanentes, além de se tornar o "Deus da Velocidade". Com a ajuda de seus aliados velocistas, incluindo seu filho do futuro, Bart, e um recém-ressuscitado Eobard Thawne, o Godspeed foi derrotado e preso em Iron Heights.

Seis meses depois, Despero, um alienígena do futuro, chegou em 2021 para matar Barry por ele criar o Armagedom em 2031. Barry foi capaz de convencê-lo em lhe dar 7 dias para provar sua inocência. Infelizmente, após eventos recentes (sua suspensão do DPCC, desativação dos Laboratórios S.T.A.R. e a morte de Joe), Barry acreditou que estava enlouquecendo, especialmente após ver que ele atacou Central City mas não se lembrava disto. Ele pediu para que Jefferson Pierce/Raio Negro retirasse seus poderes. Barry fugiu para 2031, onde descobriu que Eobard Thawne alterou a linha do tempo e criou uma realidade alternativa na qual ele tinha sua vida, onde também o tornou seu Flash Reverso. Com a ajuda de Damien Darhk, Barry desfez tal linha do tempo e seus efeitos. Ao voltar para o presente, Barry salvou a vida de Eobard Thawne ao desfazer sua conexão com a Força de Aceleração Negativa, deixando-o sem seus poderes de velocidade.

Índice

Biografia

Pré-Crise

Vida pregressa

Filho único de Henry e Nora Allen, Barry nasceu em 14 de março de 1989.

Quando ele tinha seis anos, Barry implorou para que seus pais o levassem a uma exibição científica em Midway City, o que eles fizeram. No entanto, durante a viagem, o pneu do carro acabou furando. O veículo foi levado a uma garagem em Masonville, onde ficaram o dia inteiro. Barry e seus pais comeram sorvete e batatas fritas como jantar em uma lanchonete e passaram a noite assistindo a fogos de artifício. Barry passou a considerar isto uma das memórias mais felizes que teve com seus pais.[8]

Durante dias chuvosos, Barry e sua mãe assistiam a filmes musicais de Fred Astaire e Frank Sinatra.[9]

Em algum momento, Barry conheceu Iris West na escola, e os dois se tornaram melhores amigos. Aos 10 anos,[10][11] Barry começou a gostar dela. O pai de Iris, Joe West, assim como Henry e Nora, estiveram cientes disto mesmo que o próprio Barry não tivesse dito algo.

Em 18 de março de 2000,[1] 4 dias após seu 11º aniversário, Barry correu para casa depois de entrar em uma briga com alguns valentões de sua escola. Ao chegar, Nora garantiu a Barry que ele tinha um coração bom apesar de não ser rápido o bastante, enquanto seu pai estava orgulhoso por ele ter ganhado na luta.[12] Mais tarde naquela noite, Barry foi confortado por sua mãe depois de admitir que tinha medo do escuro. Nora o convenceu que ele não tinha medo da escuridão em si, mas sim do sentimento de solidão nela. Antes de sair do quarto, ela lhe desejou bons sonhos.[13]

Morte de Nora Allen

Barry, de 11 anos, sozinho em uma rua.

Na mesma noite de 18 de março de 2000, Barry acordou no meio da noite. Ele desceu as escadas de sua casa e viu sua mãe cercada por raios amarelos e vermelhos. Barry tentou se aproximar e ir até sua mãe, mas ela alertou-o para ficar longe. Entre os raios, Barry viu "o Homem de Amarelo" por um breve momento. Seu pai apareceu e avisou-o para correr. Naquele mesmo instante, Barry foi estranhamente levado a 20 quarteirões de sua casa e deixado sozinho em uma avenida.

Barry correu para casa e viu seu pai sendo preso pela polícia, enquanto o homem lhe alertava para não entrar na casa. Ele entrou mesmo assim e viu Joe em cima de um corpo. Quando ele se distanciou, Barry descobriu, para seu horror, que aquele corpo era o de sua mãe.

Após isso, Barry passou a morar com Joe e Iris.[12] Quando Joe e Barry chegaram na casa West, Barry, devido ao choque, não estava chorando. Joe pediu para que Iris mostrasse seu quarto, e ao chegar lá Barry disse a ela que seu pai não matou Nora, o que ela respondeu que acreditava nele.[14] Naquela noite, Iris encontrou Barry chorando e o confortou.[2]

Morar junto causou um inibidor entre Barry e Iris, já que crescer na mesma casa impedia que seus sentimentos (pelo menos do lado de Iris) amadurecessem além do amor entre irmãos.[15]

Inicialmente, Henry havia pedido para que Joe não deixasse Barry o ver. Sem saber disto, ele tentava fugir de casa para poder visitar seu pai em Iron Heights, mas sempre era impedido ou flagrado por Joe. Uma vez, Barry gritou com ele e disse que não era seu pai e que o odiava. Eventualmente, Barry chegou em Iron Heights antes que Joe pudesse pará-lo. Ao se encontrar com seu pai, Henry disse que não queria que seu filho o visse preso. Apesar disso, Barry implorou para que Henry fosse libertado, insistindo que foi o "homem de amarelo" que matou sua mãe. Henry disse que não poderia ajudá-lo e pediu para que fosse um bom garoto com Joe. Após isso, Barry passou a aceitar Joe como seu guardião legal.[16]

Seis meses após o assassinato de Nora, Barry continuou depressivo e acabou se tornando irritado com todos. Vendo isso, Joe entendeu que Barry se passava por bravo pois não queria deixar a dor e o sofrimento entrar, temendo que seu pai e mãe ficariam decepcionados se o fizesse. Ele garantiu que estava tudo bem chorar de vez em quando. Ouvindo isso, Barry finalmente deixou a dor entrar e começou a chorar, com Joe o confortando e prometendo que sempre estaria ao seu lado.[1]

Durante o primeiro ano morando com Joe, Barry tentou impressioná-lo e construiu um robô com rodas para seu projeto de ciência, apesar de que a exigência foi a construção de um vulcão. Isso acabou quase incendiando o ginásio e machucou uma de suas professoras.[17] Na escola, Barry sofria bullying frequente de Tony Woodward. Joe notou isso e começou a treinar Barry e Iris, embora ele sempre perdesse para Iris. Joe então lhe disse que quando entrasse em uma briga no qual não conseguiria vencer, estava tudo bem correr para outro lado.[4]

Aos 12 anos, Barry foi para um acampamento, que foi pago por Joe.[18] Na sétima série, Barry decidiu misturar glicerol com um agente oxidante para seu projeto de feira de ciências, acreditando que ele ganharia se iniciasse um incêndio químico. Barry tirou A, mas foi suspenso.[19] Quando adolescente, Barry, segundo a si mesmo, "vivia pelo perigo". Ele já fumou cigarro uma fez, o que foi uma experiência desagradável.[20]

No ensino médio, Barry tentou fazer testes para entrar na equipe de futebol da escola, mas falhou terrivelmente e fez Joe jurar que nunca falaria sobre aquilo novamente.[21] Em algum momento, Barry namorou com Becky Cooper, apesar dela ser uma namorada terrível.[22] Quando Barry tinha 16 anos, ele e Iris trocaram de quartos para que ela pudesse fugir. Eles explicaram a Joe que fizeram isso porque Barry não gostava dos barulhos da rua.[23] Em algum momento, Barry e Iris pegaram o conversível de Joe e o levaram para dar umas "voltas", mas acabaram batendo o veículo em uma árvore.[24] Sem saber que ele era o homem que matou sua mãe, Barry idolatrava o Dr. "Harrison Wells", e já chegou a ler sua biografia duas vezes.[25][26]

Barry se formou na faculdade com dupla especialização em física e química.[13] Foi estas habilidades que motivou Barry a estudar criminologia na Universidade de Central City,[27] na esperança de que pudesse comprovar a inocência de seu pai.[28] Em sua entrevista para o Departamento de Polícia de Central City, Barry disse que queria ajudar os inocentes. Ele então foi contratado pelo Capitão David Singh.[29] Logo após isso, em 2012, ele se tornou o CSI junior em um caso de assassinato, no qual Judy Grimlin foi esfaqueada até a morte e seu esposo, Reagan Grimlin, era o principal suspeito. Seu superior, Detetive Ralph Dibny, aparentemente provou que Reagan era culpado ao encontrar a faca usada para matar Judy, que continha suas digitais. Vendo circunstâncias semelhantes ao assassinato de sua mãe, Barry decidiu investigar a faca. Ele descobriu que a faca não era a arma do crime usada para matar a mulher e Barry então reportou Ralph, que foi demitido por plantar evidências. Isto acabou criando uma inimizade entre os dois.[30]

Visita a Starling City

Barry conhecendo Oliver Queen.

Um ano depois, em dezembro de 2013 (quando ele tinha 24 anos),[31] Barry chegou a Starling City. Ele não foi capaz de chegar mais cedo por ter perdido um trem. Ele então foi ignorado por um motorista de táxi, que não parou para levá-lo. Ele chegou na Consolidações Queen para investigar uma invasão misteriosa como um CSI de Central City, dizendo que havia ocorrido um caso semelhante em sua cidade. Ele conheceu Oliver Queen, John Diggle, Quentin Lance e Felicity Smoak (pessoa na qual teve uma conexão ao vê-la pela primeira vez) e começou a explicar suas teorias sobre o acidente que havia acontecido na noite passada.

Sendo convidado por Felicity, Barry foi até o prédio da Consolidações Queen. Quando Oliver o viu e chamou-o de "detetive", Barry o corrigiu e explicou que ele não era um. Barry e Felicity voltaram a cena do crime e ele começou a investigar, procurando vestígios que o ladrão pudesse ter deixado. Enquanto testava a prova que havia encontrado, Barry começou a fazer perguntas a ela a respeito do vigilante da cidade, o Arqueiro. Ele então começou a especular sobre o Arqueiro e sua história, dizendo que acreditava que ele havia treinado em um local em aberto. Ele continuou com suas teorias sobre os tipos de flechas que ele usava, e que tinha parceiros que o ajudavam, incluindo alguém especializado em informática. Depois que Felicity o questionou sobre sua obsessão pelo Arqueiro, Barry disse que sua mãe foi assassinada quando criança e que o verdadeiro culpado não havia sido capturado. A conversa foi interrompida quando o computador com os resultados chegaram, dizendo que a terra encontrada no sapato do ladrão era açúcar.

Quando Oliver e Diggle retornaram, Barry e Felicity explicaram o que haviam encontrado. Durante isto, eles descobriram que um caminhão foi usado para roubar um banco de sangue. Depois de descobrir isto, Barry alertou-os para passar a informação para a polícia, mas Oliver o acalmou dizendo que iria resolver isto. Ele tentou explicar sobre o "caso semelhante" ocorrido em Central City, o que não convenceu Oliver. Enquanto investigava junto de Felicity, Barry comentou que alguns produtos químicos guardado ao lado do outro era extremamente perigoso e se assustou quando um trovão fez a luz da sala piscar por alguns segundos. Ele ficou surpreso quando Felicity pediu sua ajuda para investigar uma amostra de sangue de uma flecha que ela recebeu de suas "ligações". Barry então se animou por estar trabalhando no mesmo caso que o Arqueiro. Felicity o convidou para uma festa na Mansão Queen. Barry perguntou-a se ele teria que dançar, explicando que tem "dois pés esquerdos".

Barry explicando sua história para Oliver.

No dia seguinte, Barry e Felicity ouviram sobre a notícia da ligação do acelerador de partículas do Laboratórios S.T.A.R. em Central City, o que ele demonstrou estar animado para isto. A conversa nerd dos dois foi interrompida pela chegada de Oliver, que havia descoberto que Barry tinha mentido sobre tudo (que ele é apenas um assistente, que não há caso semelhante em sua cidade e que seus chefes não sabem que ele estava em Starling City) e o confrontou, pedindo para que ele falasse a verdade. Barry então explicou sua história e o assassinato de sua mãe, que havia sido morta por algo impossível e que seu pai foi injustamente aprisionado pelo crime. Ele prosseguiu dizendo que ela havia sido assassinada por um borrão, e que este era o motivo para se tornar o que é: investigar coisas impossíveis que ninguém acredita e para libertar seu pai.

À noite, Oliver ligou para Barry e o convidou para a festa em sua mansão. Barry foi até lá e enquanto dançava com Felicity, se desculpou por ter mentido sobre quem era. Depois da festa, Barry foi contatado por seu chefe, que mandou que ele retornasse a Central City. Antes de partir, ele explicou para Felicity que o sedativo encontrado era cetamina, dizendo que isto era fácil de rastrear. Barry foi até a estação de trem o mais rápido que pôde, mas perdeu o trem que o levaria até Central City a 10 minutos atrás. Ele sentou-se em um dos bancos para esperar pelo próximo trem, que iria sair pela manhã. De repente, ele foi atingido por um dardo tranquilizador e desmaiou no banco da estação

Quando acordou, Barry percebeu que estava na base de operações do Arqueiro, chegando a esta conclusão depois de ver diversas flechas em amostra e também um manequim onde o traje do vigilante deveria estar. Ele também descobriu que Oliver era o vigilante, e que ele estava deitado desmaiado e completamente trajado como o Arqueiro, com seu corpo sendo vigiado por Diggle. Felicity se aproximou de Barry e pediu sua ajuda para salvar seu amigo.[28]

Enquanto corria para salvar a vida de Oliver, Barry revelou a Diggle e Felicity que ele tinha uma teoria de quais produtos havia colocado Queen naquele estado. Inicialmente sabendo que conhecia quatro possíveis motivos, eles foram diminuindo rapidamente. Ele ordenou que os dois segurassem-o e Diggle fizesse uma massagem cardíaca em Oliver. Barry descobriu que o sangue de Oliver estava coagulando. Ele usou um veneno de rato para afinar seu sangue e fazê-lo funcionar novamente. Alguns minutos depois, Oliver despertou e começar a enforcar Barry. Diggle se aproximou e separou os dois e depois de recuperar seu fôlego, Barry explicou o que havia acontecido. Apesar de ter quase morrido, Oliver não agradeceu Barry por salvar sua vida, e ficou zangado por Felicity por ela ter revelado seu segredo. Durante a discussão entre os dois, Barry descobriu que a mãe de Oliver atirou nele. Barry acalmou e assegurou Oliver que iria manter seu segredo seguro e que não iria contar pra ninguém, mas que ele deveria agradecer Felicity e também chamou-o de "idiota". Depois disso, Oliver teve que sair para lidar com uma situação. Antes de partir, Barry tentou explicar sobre o homem que o atacou, mas foi ignorado.

Barry admirando o arco do Arqueiro.

Na base de operações de Oliver, Barry ficou admirando o local e os objetos que estavam lá. Quando chamou Oliver de "vigilante", Diggle o corrigiu para chamá-lo de "Arqueiro". Barry então relembrou alguns dos inimigos que eles já enfrentaram, dizendo que Diggle e Felicity se meteram em encrenca quando concordaram em ajudar Oliver. Instantes depois, Queen voltou e questionou Barry se o veneno de rato que ele havia colocado em sua veia havia efeito colateral. Barry confirmou, dizendo que ele poderia ter alucinações e suar excessivamente. Oliver revelou que estava tendo alucinações com uma garota que conheceu na ilha em que ficou preso. Barry pediu para que pudesse tirar uma amostra de sangue de Oliver para testar, e conversou com ele demonstrando sua animação por estar certo que o vigilante havia treinado em uma ilha. Barry também sugeriu que ele usasse uma máscara ao invés de tinta para cobrir seus olhos. Depois disso Oliver e Diggle saíram para observar Cyrus Gold, o homem que Barry identificou ao retirar amostras de digitais no pescoço de Queen.

Barry conversou com Felicity na base do Arqueiro, dizendo que não levaria muito tempo para descobrir sobre as alucinações de Oliver. Ele disse que iria entender caso ela tivesse uma paixão secreta por Oliver, explicando que ele é um "bilionário de dia e salva a cidade de noite", o que Felicity riu. Usando sua própria experiência com Iris, Barry explicou que entendia como era gostar de alguém que não sentia o mesmo por você. Ele olhou para o relógio e ligou o computador em um noticiário, onde uma repórter fazia uma cobertura sobre a ligação do acelerador de partículas. Barry então disse que não iria conseguir voltar a tempo. Algum tempo depois, Oliver voltou para a base querendo passar um tempo sozinho. Barry e Felicity saíram para assistirem a contagem regressiva do acelerador de partículas no Big Belly Burguer. Depois de retornarem da lanchonete, Barry e Felicity descobriram o local destruído, pois Oliver havia enfrentado outra alucinação. Neste instante, o resultado do exame de Oliver foi concluído e ele revelou que não havia nada de errado com Oliver e que seu sangue está limpo. Barry explicou que o problema de suas alucinações não é devido ao veneno, mas sim psicológicos.

Barry retornou a Central City, mas deixou uma máscara de presente para Oliver, para que usasse-a em campo ao invés de uma tinta verde em seu rosto.[32]

O acidente

Em um trem de volta a Central City, Barry se encontrou com Martin Stein e os dois discutiram sobre física e o acelerador de partículas de Harrison Wells e como ele iria mudar o mundo.[33] Após sair do trem, Barry foi direto ao trabalho e chegou tarde em uma cena de crime. Ele foi capaz de identificar o carro de fuga do roubo, e também pegou uma amostra de fezes de animais no chão. Ele voltou ao seu laboratório para analisá-la e também foi visitado por Iris. Barry conversou sobre o acelerador de partículas com ela, dizendo que estava animado por isto estar além da capacidade atual de ciências. Depois que Joe chegou, Barry explicou o resultado e disse que ele tinha uma amostra química em quatro diferentes fazendas ao redor da cidade, sugerindo visitá-las. Barry pediu se podia ir a inauguração, o que Joe permitiu.

Após isto, Barry e Iris foram até a revelação e o ligar do acelerador de partículas. Ele tentou dizer sobre seus sentimentos por ela, mas Iris simplesmente não entendeu. Eles começaram a ouvir um discurso de Harrison Wells, que disse que o acelerador de partículas iria levá-los a um futuro maravilhoso. Enquanto ouviam, um ladrão roubou a bolsa de Iris, junto com seu computador lá dentro. Barry correu atrás dele para tentar pará-lo, mas foi nocauteado pelo ladrão. Não muito tempo depois, ele foi pego pelo detetive Eddie Thawne. Na estação de polícia, Iris e Barry zombaram de Eddie, um novo recruta de Keystone City.[12]

Barry depois de ser atingido por uma tempestade causado pelo acelerador de partículas.

Em seguida, Barry retornou ao seu laboratório e assistiu às notícias do acelerador de partículas de lá, descobrindo que o acelerador tornava-se instável a cada instante. O acelerador de partículas enviou uma onda de choque através da cidade inteira, e segundos depois Barry foi atingido por um raio amarelo através do telhado do laboratório. Ele foi arremessado a uma prateleira de produtos químicos e desmaiou.[32] Logo após isso, Barry foi levado rapidamente ao Hospital de Central City. Ele acabou entrando em um coma e foi colocado em suporte de vida.[12]

Barry durante seu coma.

Nas cinco semanas seguintes de seu coma, Felicity visitava Barry frequentemente no hospital e apenas saia quando Oliver precisava de sua ajuda.[34] O nível de Barry aparentava nivelar com frequência. No entanto, foi concluído por "Harrison Wells" - que também começou a visitá-lo - que o coração de Barry estava batendo tão rápido que nem a máquina conectada a ele conseguia capturar os batimentos.[12] Quando a condição de Barry começou a piorar, ele foi levado aos Laboratórios S.T.A.R. para que pudesse ser monitorado frequentemente. Enquanto estava lá, Barry era visitado por Iris frequentemente.[35] Quando visitou Barry um dia, Iris levou um choque quando tentou segurar sua mão.[36]

Se tornando o Flash

Descobrindo seus poderes

Barry acordando depois de nove meses.

Ao acordar de seu coma de nove meses, Barry conheceu o Dr. Wells, Cisco Ramon e a Dra. Caitlin Snow. Ele descobriu sobre seu coma e que ele foi causado pela explosão do acelerador de partículas. Para a irritação dos três, Barry decidiu sair do local, dizendo que sentia-se normal. Ele visitou Iris em seu trabalho, onde os dois se abraçaram enquanto ela estava animada por vê-lo acordado e andando. Enquanto conversavam, Barry notou que o tempo havia desacelerado antes de voltar ao normal. Iris pegou seu casaco e eles foram ver Joe no departamento de polícia. Joe se alegrou ao ver Barry, mas ele foi chamado para impedir um assalto a um banco. O detetive Thawne o seguiu, também expressando sua felicidade por ver Barry acordado.

A mão de Barry vibrando sem parar.

Enquanto eles estavam saindo do departamento, Barry notou um detido que rapidamente pegou a arma de um policial. Antes que o oficial pudesse agarrá-lo, Barry correu até ele e voltou, impedindo-o de fazer qualquer coisa. Assustado pelo incidente, Barry prometeu que iria ligar para Iris à noite e saiu do prédio. No lado de fora, Barry notou sua mão vibrando em uma velocidade incrível. Ele também, acidentalmente, correu tão rápido que quebrou a janela de um carro de polícia. Percebendo suas novas habilidades, Barry saiu correndo para testar sua velocidade. Mas, ele acabou batendo na parte traseira de uma van.

Imediatamente após isto, Barry foi até Wells, Cisco e Caitlin para pedir ajuda. Algum tempo depois, o trio foi até um campo aberto para que Barry pudesse testar sua velocidade. Ele vestiu um traje justo e se preparou para correr. O Dr. Wells alertou para a contenção, ao que Barry começou a correr a toda velocidade. Durante seu teste de velocidade, ele começou a se lembrar da noite do assassinato de sua mãe, especificamente vendo um homem dentro de um raio que cercava sua mãe. Distraído pela memória, Barry acabou caindo e fraturou seu pulso. De volta ao Laboratórios S.T.A.R., eles descobriram que o pulso de Barry havia se curado em três horas, o que os surpreendeu. Dr. Wells o perguntou o que aconteceu e Barry explicou o que havia se lembrado: um homem dentro de um raio. Barry levantou uma pergunta e questionou-os se havia mais pessoas como ele, mas Harrison rejeitou a ideia, dizendo que Barry era único.

Após isto, Barry foi visitar Iris no CC Jitters. Ele viu Iris e Eddie se beijando, e sua presença logo foi notado por ela. Enquanto caminhavam, Iris explicou sobre seu relacionamento com o detetive, pedindo para que Barry não contasse para seu pai. Depois de alguns instantes, uma perseguição policial teve fim quando o carro da polícia teve um acidente. Barry usou sua velocidade para tirar Iris do caminho enquanto o veículo atingia a parede de uma ponte. Enquanto o outro carro passava, Barry reconheceu seu motorista como sendo Clyde Mardon, que deveria estar morto. Barry perseguiu o carro e conseguiu entrar nele. Antes que Clyde pudesse tirar sua arma, Barry agarrou o volante, fazendo o carro tombar de lado e cair. Mardon saiu do veículo, relativamente ileso, e Barry o seguiu rapidamente.

Ele chamou a atenção de Mardon, mas logo a área foi poluída por uma névoa, aparentemente criada por Clyde, fazendo com que um carro colidisse com um já capotado, forçando Barry a correr para um pedaço de grama próximo por segurança. Paramédicos chegaram ao local com a polícia, incluindo Joe, que discutiu com Barry por ter colocado Iris em perigo e por ela ter se envolvido. Barry deixou a crítica de Joe de lado e disse que o carro estava sendo dirigido por Clyde, que aparentemente havia sobrevivido a explosão do avião e que, de algum modo, adquiriu a habilidade de controlar o clima. Apesar de provas, Joe não acreditou nele. Frustado com as fantasias de Barry, Joe explicou que isso era impossível, inclusive o homem dentro dos raios e que sabia que o assassino era o pai de Barry. Joe então pediu para que Barry fosse realista, o que deixou Barry chateado e o fez sair de lá.

Ele voltou ao Laboratório S.T.A.R, irritado com Wells por ele ter mentido para ele e que havia outras pessoas afetadas pela explosão. O Dr. Wells afirmou não estar totalmente certo, já que havia inúmeras quantidades de radiação incluindo antimatéria, matéria escura e elementos x, todos aparentemente teóricos antes do evento. Apesar de serem apenas teoria até aquele ponto, Wells afirmou que Barry era a prova do contrário. Ele entrou em mais detalhes, explicando que eles estavam procurando por mais "meta-humanos", um termo que cunharam para pessoas como Barry. Barry mencionou Clyde Mardon, a quem eles têm de parar antes que ele machucasse alguém novamente. Wells alertou Barry para se manter seguro, já que Barry tinha o potencial de desbloquear vacinas, remédios e avanços científicos anteriormente desconhecidos, mas ele queria se colocar na linha e "bancar o herói". O Dr. Wells não o viu como nada especial, apenas um menino que foi atingido por um raio.

Barry conversando com o Arqueiro em Starling City.

Depois da discussão com Wells, Barry ligou para Oliver Queen, na esperança de receber algum conselho do vigilante.[37] Ele correu até Starling City, onde se encontrou com Oliver no topo de um prédio. Barry explicou o que havia acontecido e como descobriu seus poderes, acreditando que Wells estava certo. Apesar disto, o Arqueiro disse que Barry pode inspirar as pessoas de uma forma que nunca pôde, e ser o guardião de sua cidade e que pode "salvar as pessoas em um flash". Antes de partir, o Arqueiro disse para Barry usar uma máscara. Quando ele usou suas flechas para sair do topo do edifício, Barry ficou surpreendido e disse que aquilo era "maneiro", sem saber que, enquanto corria, Oliver dizia a mesma coisa.

Barry correu de volta a Central City e foi ao Laboratórios S.T.A.R., onde se desculpou com Caitlin e Cisco. Ele disse que entendia que eles perderam algo na explosão, mas crimes pela cidade havia crescido severamente, presumivelmente devido a criação de meta-humanos. Os dois concordaram em ajudar, e Cisco sugeriu usar um traje que ele havia criado, inicialmente para o corpo de bombeiros, mas acreditava que aquele iria cair bem em Barry. Cisco então explicou algumas funções do traje, e Caitlin revelou a localização de onde Mardon estava. Barry vestiu seu traje e foi até uma fazenda, localizada ao oeste de Central City.

Barry correndo ao redor do tornado.

Ao chegar na fazenda, ele salvou Joe e Eddie, que haviam ido ao local para investigar, de serem atingidos por um destroço. Com um tornado criado por Mardon indo em direção da cidade, Barry sugeriu que ele corresse ao redor dele para desfazê-lo. Apesar de Caitlin e Cisco acreditarem que Barry não seria capaz de aguentá-lo, ele começou a correr ao redor do tornado. Antes que pudesse correr rápido o bastante, Mardon o nocauteou. Acreditando que ele era forte demais, Barry começou a dizer que não conseguiria derrotá-lo. Contudo, o Dr. Wells começou a se comunicar com ele. Com sua confiança aumentada, Barry foi capaz de correr a 700 mph e desfazer o tornado.

Depois de ser derrubado, Clyde e Barry se levantaram. Clyde apontou uma arma em Barry, dizendo que eles eram a mesma pessoa, apesar de Barry discordar fortemente. Antes que ele pudesse atirar em Barry, Joe interviu. Na manhã seguinte, na cena do crime, Joe e Barry conversaram sobre os poderes e Joe se desculpou por não acreditar nele, e que também acreditava que seu pai não era um assassino. Barry também prometeu não dizer nada a Iris para mantê-la segura. Não muito tempo depois, Barry visitou seu pai na Prisão Iron Heights, garantindo-o que ele ainda acreditava nele e que estava orgulhoso por ser filho dele. Após isto, Barry voltou ao Laboratório S.T.A.R. e descobriu que o símbolo de um raio havia sido adicionado no peito de seu traje. Barry correu pelas ruas de Central City e salvou um homem de ser atropelado.[12]

Dias inicias como herói

Barry com tontura.

Barry continuou a salvar habitantes da cidade de Central City. Ao descobrir que havia um incêndio na cidade, Barry correu até lá, apesar de inicialmente errar o local por seis quarteirões. Ele então entrou no prédio em chamas e retirou os residentes restantes de dentro enquanto o corpo de bombeiros cuidava do fogo. Depois disto, Caitlin, que era contra Barry ser um super-herói, demandou que Barry retornasse ao Laboratórios S.T.A.R. imediatamente. Antes de correr, ele expressou uma tontura, mas ignorou-a e saiu correndo para encontrar-se com Cisco e Caitlin. No Laboratórios S.T.A.R., Caitlin repreendeu Barry e Cisco. Ela disse que isto poderia colocá-lo em perigo e que não podia correr pela cidade como um bombeiro, e que eles concordaram em ajudá-lo a procurar meta-humanos que foram afetados pela explosão do acelerador de partículas, mas não houve nenhum encontrado desde Mardon.

Barry recebeu uma ligação de Joe, pedindo para que ele fosse para a cena de um novo crime. Durante seu trabalho como forense no DPCC, Barry investigou um estranho assalto, onde as câmeras do local confirmavam que havia apenas um homem presente, mas a evidência que coletaram indicava que havia ao menos seis pessoas presentes. Posteriormente, ele fez uma observação casual de que as pegadas do criminoso eram quase do mesmo tamanho que as do capitão Singh, mas foi repreendido por isso por Joe, que o lembrou de não contar a Iris sobre sua habilidade. Barry levou uma amostra para seu laboratório e usou sua velocidade para acelerar a análise dela. Alguns instantes depois, Iris apareceu, relembrando-o do compromisso que os dois tinham.

Barry correndo na esteira de Cisco.

Barry e Iris foram até as Indústrias Stagg, onde Simon Stagg iria receber um prêmio da Universidade de Central City. Iris estava cobrindo o evento para seu curso de jornalismo e precisava da ajuda de Barry a respeito do tópico científico de sua matéria. No evento, ladrões armados começaram a saquear o local. Enquanto fugiam, Barry foi atrás dele, mas acabou desmaiando em beco. Ele foi até o Laboratórios S.T.A.R. para investigar o motivo de sua perda de energia. Ele correu em uma esteira criado por Cisco, mas acabou desmaiando novamente. Depois de despertar, ele descobriu que tinha hipoglicemia aguda, uma condição que desenvolveu por causa de seu metabolismo acelerado e poderia ser curada por um plano de alimentação mais extenso. Joe então chegou ao laboratório e o confrontou por seus atos heroicos desnecessários. Barry então disse que ele não era seu pai e que não precisava ouvir sua opinião. Depois disso, Barry saiu do Laboratório.

Apesar disto, Barry perdeu a confiança em si mesmo. Quando enfrentou Danton Black, o meta-humano que se infiltrou no evento do Stagg, Barry percebeu que não tinha a habilidade para lutar contra todos. Depois disto, Iris continuou a insistir que Barry contasse a ela o que estava acontecendo com ele e que ela queria ajudá-lo de alguma forma. Logo quando ele, momentaneamente, abandonou sua parceria com Wells e o Laboratórios S.T.A.R., Iris revelou que seu novo tópico seria sobre o "máscara vermelha", o super-herói que os habitantes de Central City apelidaram. Caitlin ligou para Barry e o pediu para que fosse ao Laboratórios S.T.A.R., pois haviam encontrado uma forma de derrotar Danton. Joe convenceu Barry a ir atrás dele.

Seguindo o conselho de Joe, Barry seguiu Danton até as Indústrias Stagg, onde o homem pretendia matar Stagg uma vez por todas. Com a ajuda de Joe e das pessoas do Laboratório S.T.A.R., Barry foi capaz de isolar o verdadeiro Danton das centenas de seus clones e ele foi capaz de nocauteá-lo. Quando Danton recuperou sua consciência, ele tentou atacar Barry, mas acabou errando e caiu pela janela. Barry tentou salvá-lo, mas Danton, que não queria ser salvo, usou um clone extra para puxá-lo da mão de Barry e caiu no chão. Barry voltou ao Laboratórios S.T.A.R. e demonstrou sua decepção, mas seu grupo acabou o apoiando. Depois disso, Barry se desculpou pelo que disse a Joe e os dois se perdoaram.[16]

Barry enfrentando o névoa.

Quando foi ao cinema com Iris, Cisco e Caitlin informaram-o sobre uma perseguição. Usando sua velocidade, Barry parou o assalto e retornou antes que Iris percebesse que havia saído. No dia seguinte, Barry e Joe investigaram a morte de um dos membros da família Darbinyan, uma família de criminosos. Notando que suas vítimas foram envenenadas por gás, todos presentes teriam que ter morrido ao mesmo tempo, mas alguns conseguiram escapar. Isto fez Barry perceber que estavam lidando com um meta-humano que controlava gás. No Laboratórios S.T.A.R., Joe levantou o assunto de uma prisão para meta-humanos. Wells e Cisco decidiram que aprisioná-los no acelerador de partículas seria a melhora forma até que pudessem encontrar um meio de curá-los e retirar seus poderes. Caitlin, que se lembrou da morte de Ronnie, seu esposo, ficou em silêncio. Barry percebeu isto e a convidou para ajudá-lo a testar o gás que haviam encontrado. Em seu laboratório, os dois conversaram sobre Ronnie até que o resultado fosse finalizado. Quando o resultado chegou, os dois descobriram que o gás dentro das vítimas também tinha um DNA de alguém. Ouvindo sobre a morte de Theresa Howard no rádio da polícia, Barry saiu para ir até lá apesar de Caitlin pedir que não. Ao chegar na cena, Barry perseguiu o meta-humano responsável pelo assassinato. Antes que pudesse enfrentá-lo, o homem se transformou em um gás e forçou Barry a inalá-lo.

De volta ao Laboratórios S.T.A.R., seus amigos foram capaz de extrair o gás de dentro de Barry com uma agulha. Apesar de ser dito para descansar, Barry foi conversar com Joe e revelou que foi incapaz de salvar alguém. Barry também disse sobre sua tentação de tirar seu pai da prisão à força, mas Joe lhe disse que Henry seria um fugitivo, e que, apesar de suas habilidades, Barry não seria capaz de salvar a todos de vez em quando. Em seguida, Barry se desculpou com Caitlin por preocupá-la, mas ela revelou que aquelas foram as exatas últimas palavras de Ronnie antes de morrer. Barry então decidiu ajudá-la a superar seu medo de entrar no acelerador de partículas, que havia sido construído por Ronnie.

Barry salvando Joe.

Depois de superar seu medo, Caitlin agradeceu Barry e os dois se abraçaram. Wells e Cisco chamaram-os e revelaram que um sedativo também foi encontrado no gás. Barry disse a Cisco para que verificasse se alguém havia sido executado na noite da explosão do acelerador de partículas, já que os dois produtos químicos eram usados para executar prisioneiros no "corredor da morte". Eles identificaram o meta-humano como Kyle Nimbus, um antigo empregado da família Darbinyan, traído pelos mesmos e preso por Joe e julgado pela juíza Theresa Howard. Barry se vestiu e foi até a prisão Iron Heights para salvar Joe, que estava visitando o pai de Barry. Depois que Joe foi infectado pelo gás de Kyle, Barry o salvou entregando-o uma cura para isto.

Barry então foi atrás do Névoa, apelidado orgulhosamente por Cisco. Barry o derrotou cansando-o, já que sua fadiga iria forçá-lo a retornar para sua forma humana. Depois do confronto, Barry visitou seu pai e disse que sentia saudades de sua mãe. Henry o confortou e lhe contou a história sobre seus primeiros passos. Barry percebeu que para honrar as memórias de sua mãe, ele teria de continuar a correr, assim como sempre o fez.[20]

Barry treinou a velocidade de sua mente ao fazer múltiplas tarefas ao mesmo tempo, como jogar xadrez com Wells, um jogo de Operação com Caitlin e um jogo de tênis de mesa com Cisco. Barry derrotou Cisco e Caitlin, mas havia feito um erro com Wells e acabou perdendo a partida com ele. Logo após isso, eles receberam um alerta de crime sobre um assalto em andamento, no qual Barry respondeu rapidamente. Na cena, Barry desmascarou Leonard Snart, o líder de sua gangue. Após um guarda ser ferido, Barry levou-o rapidamente para um hospital e retornou para a cena do crime para seu trabalho no DPCC. Quando o Capitão Singh notou que o guarda havia dito que houve três assaltantes, Barry corrigiu-o e disse que eram quatro, justificando rapidamente que este trabalho teria que ser para algo de quatro homens. Singh agradeceu Barry sarcasticamente e Joe questionou-o se ele havia visto algo que pudesse ajudar no caso, o que Barry lhe disse que havia visto o rosto de um dos homens. Barry identificou-o como Snart, descobrindo que seu pai era um policial corrupto.

Quando Iris levou café para Barry, ele descobriu que ela havia começado a escrever um blog sobre o Raio. Barry tentou convencê-la do contrário, dizendo que isto iria atrair trolls e esquisitos, mas isto não adiantou em nada. Ao chegar em seu laboratório, Barry se surpreendeu ao ver Felicity esperando por ele. Ele a apresentou para Iris e depois os dois saíram para conversar, onde descobriu que ela havia ouvido a conversa de Barry com Oliver no telhado. Ele lhe mostrou seus poderes e levou-a aos Laboratórios S.T.A.R.. Ao ser questionado se poderiam confiar nela, Barry os garantiu que sim e revelou que ela trabalhava com o Arqueiro. Barry tentou impressioná-la e demonstrou seus poderes novamente ao correr de costa na esteira de Cisco, mas acabou se atrapalhando e caiu. Quando Barry levou Felicity ao Jitters, Iris convidou-os para irem à noite de jogos com ela e Eddie.

Barry desviando dos disparos de Snart.

Quando Iris questionou Barry do motivo de não estar namorando Felicity, com ela dizendo ser a garota ideal para ele, Barry disse que eles eram apenas amigos. Na noite de jogos, Barry e Felicity responderam grande parte das perguntas de forma correta. Iris então puxou Barry de lado de novo e pediu para que ele chamasse Felicity novamente, garantindo que ela estava a fim dele pelo modo que ela havia se vestido. Depois que Snart foi encontrado, Barry saiu e pediu para Felicity cobri-lo, apesar dela não ter nenhuma desculpa que funcionasse para ele. Barry chegou a tempo e salvou Joe e outros policiais, mas ele foi atingido por uma arma de gelo e começou a ficar lento, sendo incapaz de salvar um segurança.

Barry confrontou Cisco por ele ter construído esta arma, o que causou a morte de um homem. Barry sentiu-se traído por não ter sido notificado sobre a existência dela e, por isto, estava despreparado. Ele descobriu que Cisco construiu a arma para que fosse usado em Barry caso algum dia ele perdesse o controle. Depois que o time encontrou Snart, Barry decidiu enfrentá-lo sozinho e desligou suas comunicações. Quando Barry o confrontou, Snart notou que sua fraqueza era seu altruísmo, sua necessidade de salvar as pessoas ao invés de ir atrás dos vilões. Snart congelou a roda do trem e então fugiu. Sem nenhuma escolha, Barry optou por resgatar os passageiros, mas acabou sendo atingido por Snart. Antes que Leonard pudesse finalizá-lo, ele foi salvo por Cisco, Caitlin e Felicity. No Laboratórios S.T.A.R., Barry se despediu de Felicity, apesar dele a ter perseguido até um trem. Os dois conversam sobre um relacionamento e se beijaram.[38]

Enquanto estava em um bar com seus amigos, Barry descobriu que não podia ficar bêbado. De repente, uma explosão foi noticiada em um prédio e Barry correu até lá, onde viu uma mulher prestes a cair da janela. Ele perguntou a Caitlin e Cisco quão rápido tinha que correr na lateral de um prédio, e eles informaram-o que teria que ganhar impulso e manter-se assim. Barry resgatou a pessoa, mas foi visto por Iris. Ele borrou seu rosto para que não pudesse ser reconhecido e saiu logo em seguida.

Mais tarde, enquanto a polícia investigava, Barry informou a Joe que não conseguia encontrar nenhum invólucro de bomba. Pesquisando os arquivos usando seus poderes, Barry encontrou algumas informações relacionadas ao incidente. De volta à delegacia de polícia, Barry foi instruído por Joe a dar aos militares tudo que eles tinham sobre o caso. Barry entregou os arquivos, mas, usando sua velocidade, conseguiu pegar um deles. Joe disse a ele para consultar a equipe nos dos Laboratórios S.T.A.R., Lá, Barry contou a eles o que aconteceu. Wells conhecia Wade Eiling, o general que liderava a investigação. Wells explicou que trabalhou com Wade para desenvolver terapias genéticas para soldados, enquanto Wells estava mais preocupado com seu benefício para os civis, apenas para romper a parceria quando descobriu os planos de Eiling de desenvolver habilidades de leitura de mentes para fins de interrogatório. Cisco examinou os registros digitais do exército, onde descobriu que a culpada era uma mulher chamada Bette Sans Souci, uma especialista em bombas do exército.

Barry encontrou Bette em seu último endereço, mas quando tentou entrar em contato com ela, suas roupas começaram a detonar. Bette o aconselhou a sair do traje antes que ele explodisse, o que Barry fez. Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry contou para Cisco sobre a destruição do traje e revelou que Bette era uma meta-humana. Joe apareceu e o perguntou do porque não ter lhe contado que Iris o viu na noite passada. Barry explicou que aquilo foi inesperado, e Joe pediu para que ele conversasse com Iris sobre parar de publicar no blog. Ele se encontrou com Iris e pediu para que ela parasse, mas Iris não quis fazer isso.

Cisco e Caitlin ligaram e disseram a ele que Bette foi vista na localização do cirurgião que fez o experimento nela. Barry chegou bem a tempo de salvar Bette de ser capturada. De volta aos Laboratórios, os outros contaram a Bette como a explosão do acelerador de partículas a mudou. Enquanto a examinavam, Caitlin descobriu um rastro dentro de sua ferida superficial quando o exército a atacou, levando Wade direto aos laboratórios. Os outros rapidamente a tiraram de lá enquanto Wells atrasava Wade. Do lado de fora enquanto testava suas habilidades, Bette perguntou a Barry se os outros haviam tentado ajudá-lo a encontrar uma cura. Barry contou a ela como um amigo uma vez disse a ele que o raio o atingiu por um motivo e agora, por causa disso, ele pode ajudar as pessoas. Joe ligou e disse a Barry que Iris colocou seu nome em seu blog.

Barry a confrontou como o Flash e disse a ela para parar de escrever sobre ele. Iris revelou que estava escrevendo para ajudar Barry a provar que o impossível existia. Barry chegou aos Laboratórios, onde os outros revelaram a ele e a Bette que curá-la era impossível no momento. Barry sugeriu que ela se juntasse à equipe, mas os outros apontaram que os poderes de Bette eram muito destrutivos e poderiam colocar todos em perigo, apesar de Barry explicar que ela foi a primeira meta-humano que encontraram que não era um criminoso ou uma pessoa que deliberadamente usou seus poderes para ferir os outros. De volta ao seu laboratório na delegacia, Barry se encontrou com Joe. Ele disse a ele que, ao visitar Iris como o Flash, ele descobriu que Iris estava escrevendo sobre ele apenas para ajudar. Barry apontou que a única maneira de fazer Iris parar era contar a ela a verdade, alegando que ele contou tudo a ela apenas para que Joe revelasse que sabia que Barry tinha sentimentos por Iris desde que era criança e notou que Barry não disse a Iris seus sentimentos sobre ela.

Barry afirmou que não importava, pois ela já estava namorando Eddie, mas Joe disse a ele que quando o destino quer que algo aconteça, seja ele sendo atingido pelo raio que lhe deu seus poderes ou fazendo com que duas pessoas se apaixonem, funciona coisas fora. Cisco e Caitlin disseram a Barry que Bette tinha ido embora sem dizer para onde estava indo. Quando eles finalmente a encontraram prestes a enfrentar Eiling e seus homens, Barry correu para a localização dela antes que ela pudesse matá-lo. Enquanto Barry a convencia de não matar Eiling, o general atirou nela, matando-a. Quando seu corpo começou a detonar, os outros disseram a Barry para tirar seus restos mortais da cidade. Barry perguntou a eles o quão rápido ele teria que ir para correr na água. A equipe calculou cerca de 1.000 quilômetros por hora, mas disse a ele que ele deveria escapar da explosão assim que a derrubasse. Barry o fez e mal conseguiu superar a onda de choque.

Mais tarde, quando Eiling encobriu o incidente, Barry expressou desapontamento, já que Eiling matou Bette a sangue frio bem na frente dele e ainda assim eles não podiam fazer nada contra ele. Caitlin tentou confortá-lo dizendo que correr sobre a água o coloca em uma "companhia" interessante. De volta à casa de Joe, Barry contou a Iris sobre sua situação com Bette sem contar a ela os detalhes específicos e pediu-lhe mais uma vez que parasse de escrever sobre o Raio. Iris recusou novamente, forçando Barry a dizer a ela que eles não deveriam se falar por um tempo.[39]

Barry visitou Iris como o Raio e tentou convencê-la a parar de escrever sobre seus atos heroicos. No entanto, ela ignorou seu pedido e em vez disso tentou descobrir mais sobre ele. Ela então perguntou como ela deveria chamá-lo, com Barry alegando que qualquer coisa seria melhor do que "o Raio". A conversa foi interrompida quando ouviram sirenes. Correndo para a cena do crime, Barry salvou uma criança que estava prestes a ser atropelada. Barry descobriu que o homem que quase atropelou a criança era um meta-humano. Barry se esquivou e atacou o homem, apenas para sua pele se transformar em uma substância parecida com aço, resultando em Barry ferindo sua mão e o homem brutalmente devolvendo o ataque. Espancado, Barry escapou, mas não antes que o criminoso lhe dissesse que ele "nasceu para levar uma surra", frase que lhe parecia familiar. Correndo de volta para o Laboratórios S.T.A.R., Barry desmaiou no chão.

Caitlin examinou suas feridas e disse que ele havia diversas fraturas, concussão e um baço machucado. Ela continuou dizendo que as feridas eram tão sérias que até mesmo as habilidades curativas de Barry iria levar algumas horas para fazê-lo recuperar-se por completo. Barry disse sobre as habilidades do meta-humano e os questionou como ele era capaz de enfrentar um homem de aço. Dr. Wells e Caitlin e Cisco lhe garantiram que iriam encontrar um jeito. No dia seguinte, Barry confirmou ao DPCC que o homem era de fato um meta-humano. Joe disse que iria colocar Eddie no caso para explicar o que Barry havia visto. Barry então descobriu que o "homem de aço" que enfrentou era Tony Woodward, um antigo valentão da escola que costumava perturbá-lo durante sua infância. Depois disto, Barry e Eddie se encontraram com Iris. Eddie questionou-o o que estava acontecendo entre eles, mas Barry disse que estava tudo bem. No Laboratórios S.T.A.R., Cisco apresentou um boneco de Tony construído para que Barry pudesse aprender a derrotá-lo. Enquanto treinava, Barry foi derrotado e teve seu ombro deslocado. Momentos após isto, Eddie ligou para Barry e lhe disse sobre outro carro roubado. Ao chegar, Barry foi questionado novamente por Eddie sobre o que estava acontecendo entre ele e Iris, com Barry revelando que eles haviam discutido.

Barry foi facilmente derrotado por Tony. Depois de retornar ao Laboratórios S.T.A.R., Wells discutiu com Barry, dizendo que eles ainda estavam procurando por uma forma de derrotá-lo. Ele então descobriu que haviam encontrado um modo de derrotá-lo, e que seria atingi-lo em 837 km/h. Algum tempo depois, Barry e Eddie descobriram que Iris havia sido sequestrada por Tony. Depois dela disparar um alarme de incêndio em sua antiga escola, Barry descobriu onde eles estavam. O Raio foi até lá e enfrentou Tony, mas foi facilmente derrotado. Barry correu para longe da escola, 5.3 milhas, e correu em direção de Tony, quebrando a barreira do som e socando-o, conseguindo nocauteá-lo.

O Raio prestes a dar o soco super-sônico em Tony Woodward.

Depois de questionar alguns homens na cervejaria, o antigo local onde Tony trabalhava, um homem correu, Barry e Eddie o perseguiram. Barry correu na frente dos dois, onde o homem deu um soco em Barry, embora isso o tivesse atrapalhado suficiente para Eddie derrubá-lo. Eles então descobriram que Tony havia morrido em um acidente, embora tenham revelado que ele estava vivo. Barry visitou Iris em Jitters novamente, onde disse a ela que Tony era um exemplo de por que ela deveria parar de escrever sobre ele. Quando os policiais chegaram, Barry correu para o esconderijo de Tony. Barry foi facilmente derrotado por Tony. Depois de retornar ao Laboratórios S.T.A.R., Wells discutiu com Barry, dizendo que eles ainda estavam procurando por uma forma de derrotá-lo. Ele então descobriu que haviam encontrado um modo de derrotá-lo, e que seria atingi-lo em 837 km/h. Algum tempo depois, Barry e Eddie descobriram que Iris havia sido sequestrada por Tony. Depois dela disparar um alarme de incêndio em sua antiga escola, Barry descobriu onde eles estavam. O Raio foi até lá e enfrentou Tony, mas foi facilmente derrotado. Barry correu para longe da escola, 5.3 milhas, e correu em direção de Tony, quebrando a barreira do som e socando-o, conseguindo nocauteá-lo.

Barry então aprisionou Tony no acelerador de partículas no Laboratório S.T.A.R., onde revelou sua identidade e disse que a explosão havia transformado quem eles são de verdade. Depois de se afastar da prisão, Barry celebrou por ter conseguido sua vingança contra Tony. Barry foi até Iris no Jitters e a cumprimentou, onde os dois se desculparam e reconciliaram sua amizade. Quando Iris disse a Barry mais sobre "o Raio", ela lhe disse que ele ia e vinha em um piscar de olhos. Barry a interrompeu, dizendo que ele faz isso "em um Flash".[4]

Barry foi tomar um café matinal no Jitters, embora um estagiário estivesse trabalhando naquela manhã. Depois que uma mulher reclamou, Barry passou correndo e pegou café para todos e deixou uma grande gorjeta para o estagiário. Ao sair de Jitters, um homem o agarrou e pediu sua carteira. Barry riu do homem, pois ele o escolheu entre todos os outros na cidade. Barry tirou a maior parte das roupas do homem e trouxe um policial até ele enquanto ele fugia. Mais tarde, Barry foi chamado a uma cena de crime onde um homem foi queimado até a morte. Joe disse que Barry precisava identificá-lo, embora Eddie perguntasse como Barry faria isso com o rosto do homem derretido.

Barry então se gabou de suas "habilidades malucas". Barry levou a foto do homem para os Laboratórios S.T.A.R., onde identificaram o homem como Casey Donahue. Pouco depois, a identificação do homem foi usada em uma usina elétrica, à qual Barry respondeu rapidamente. Quando Barry chegou, ele encontrou Farooq Gibran, um meta-humano que tem a habilidade de drenar eletricidade. Barry fez algumas tentativas para evitar seus ataques, mas logo foi atingido por Farooq. Mais tarde, Barry tentou fugir, embora, para sua surpresa, tivesse perdido sua supervelocidade. Nos Laboratórios, eles o testaram na esteira, embora para a surpresa de todos, Barry correu devagar, mesmo para uma pessoa normal.

Barry avisou sobre o meta-humano que desviou suas habilidades e matou o homem. Barry mais tarde encontrou William Tockman na delegacia, que o elogiou por seu relógio. Nos Laboratórios S.T.A.R, eles conseguiram identificar o meta-humano que logo chegou ao laboratório, exigindo ver Harrison Wells. Wells logo disse a Barry que eles poderiam tentar pular iniciando-o para recuperar sua velocidade, o que Barry rapidamente concordou. Quando Farooq invadiu o laboratório, Barry tentou colocar bom senso nele, mas Farooq apenas atingiu Barry. Cisco conseguiu fechar as portas para segurar Farooq por um curto período. Barry e Caitlin então foram para a esteira para impulsionar seus poderes. Quando Cisco ligou a energia novamente, Caitlin hesitou em prosseguir, pois temia que ele morresse.

Barry disse a Caitlin que se ela não seguir em frente, todos morreriam. Quando Caitlin fez uma tentativa de iniciar Barry, eles descobriram que havia falhado. Barry e Caitlin testemunharam Tony sendo derrotado por Farooq. Barry perguntou o que ele estava fazendo fora da prisão, onde Tony o lembrou que ele nunca fugia de uma luta. Tony então disse a Barry e Caitlin para saírem enquanto Tony morria. Barry ficou então furioso com Wells, que tinha usado Tony para ganhar algum tempo. Eles então notaram que as células de Barry ainda estavam se regenerando, embora Barry ainda não tivesse sua velocidade. Cisco e Caitlin então acreditaram que a razão de ele ainda não ter recuperado sua velocidade era porque era mental e ele não acreditava o suficiente. Quando tentaram escapar do laboratório, foram atacados por Farooq. Wells então finalmente enfrentou Farooq.

Flash usando seus poderes contra Farooq.

Quando Farooq atacou Wells, Barry finalmente acreditou o suficiente para recuperar sua velocidade e salvar Wells. Barry enfrentou Farooq mais uma vez, mas desta vez ele se conectou aos seus poderes e a energia oprimiu Farooq, matando-o. Barry então correu para a delegacia, temendo que algo tivesse acontecido com Iris. Ele ficou aliviado quando a viu segura nos braços de Joe. Depois que eles trancaram o corpo de Farooq, Caitlin percebeu que as células de Barry estavam se regenerando mais rápido do que antes. Barry fez uma visita a Eddie no hospital. Depois que Iris saiu para tomar um café, Barry saiu brevemente e teve uma conversa com Iris sobre o Flash. Barry então disse a Iris que nunca se atrasaria novamente e que vale a pena chegar a tempo para Iris. Barry então saiu correndo e voltou para o quarto de Eddie no hospital.[25]

Flash contra Arqueiro

O Flash entrando em um banco.

Barry chegou em um banco onde Roy Bivolo, um meta-humano, estava o assaltando, mas encontrou todas as pessoas de lá atacando umas as outras. Barry salvou um homem de ser atingido enquanto todos os outros recuperavam o controle. Quando Joe e outros policiais chegaram na cena, Barry sugeriu que as pessoas estavam sendo controladas. No precinto, Barry percebeu que Eddie agora acreditava na existência do Flash, apesar dele acreditar que ele seja uma ameaça e que planejava formar uma força-tarefa contra ele. Barry roubou o almoço do Capitão Singh antes de voltar ao Laboratório S.T.A.R. para discutir sobre o novo meta-humano. Momentos após isto, Iris chamou o Flash através de seu blog. Antes de partir, Caitlin lhe disse para não se envolver no relacionamento de Eddie e de Iris, pois ele poderia ser responsável pelo término. Quando Barry chegou no Jitters, o Flash disse que seu nome era "Ralph", o que Iris não acreditou.

Iris alertou o Flash que Eddie pretendia prendê-lo. Depois disso, ele foi até um armazém onde Roy estava se escondendo e salvou Joe de ser morto por um dos policias controlado pelos poderes de Bivolo. Neste instante, o Flash foi cumprimentado pelo Arqueiro, que chegou a tempo para salvar um outro policial. Barry foi até uma pequena cabana abandonada onde se encontrou com Felicity e Diggle. Quando chegou, ele disse que havia dado a Oliver uma chance de meia hora, mas conseguiu chegar primeiro na mesma forma. Barry os questionou o que faziam em Central City, descobrindo que eles estavam investigando com um homicídio envolvendo um bumerangue que pode estar envolvido com um evento ocorrido em Central City. Barry sugeriu que as duas equipes se unissem, mas Oliver recusou pois não queria que mais pessoas soubessem de seu segredo.

Barry e Oliver apertando as mãos.

Felicity, que se voluntariou a ser a ponte entre as duas equipes, foi levada ao Laboratórios S.T.A.R. por Barry. Apesar de ser seu amigo, Wells e Joe sugeriram que Barry não confiasse em Oliver, pois temiam que ele pudesse ser muito perigoso. No dia seguinte, Barry se encontrou com Oliver e Felicity no Jitters, onde Barry descobriu que Oliver havia conseguido o nome do meta-humano que estava atrás. Preocupado, Barry questionou se ele havia matado alguém. Instantes depois, Iris pegou Barry pelo braço e levou-o para longe, questionando-o da onde ele conhecia Oliver Queen. Ela disse que os braços de Queen são duas vezes maiores que os de Barry e que ele estava em sua lista de 3 pessoas com quem pudia trair Eddie. Depois da conversa, Oliver concordou em ajudar Barry e também a treiná-lo.

No dia seguinte, Barry, apesar de sua velocidade, chegou atrasado para seu treino com Oliver. Ele disse que Barry sempre corria cegamente para algo, e que tinha muito a aprender. Oliver disse para Barry correr para longe e pegar uma flecha que ele iria disparar. Barry correu e conseguiu pegar a flecha, mas recebeu um disparo pelas costas. Disseram, novamente, para Barry não confiar no Arqueiro, mas ele continuou a defendê-lo dizendo que, sem ele, eles não teriam o nome de Bivolo. Ele então decidiu ir atrás de Bivolo sozinho, mas acabou sendo atacado pelos poderes do meta-humano. Ele voltou ao Laboratórios S.T.A.R. para descobrir se havia sido afetado pelos poderes de Roy, o que não foi inicialmente revelado. Ele então começou a discutir com todos, incluindo citar a morte de Ronnie para Caitlin. Ele depois se encontrou com Oliver, e disse a Queen que ele deve estar com ciúmes de seus poderes. No DPCC, Barry discutiu com o Capitão Singh, mas Joe o cobriu.

Algum tempo depois, Barry, como o Flash, atacou Eddie e o arrancou para fora do carro de Iris. A garota saiu do veículo e tentou fazer o herói de Central City a parar com isto, dizendo que aquele não era ele, mas não suas palavras não surgiram efeito em Barry, que ignorou o pedido de Iris. Quando estava prestes a atacá-lo, o Arqueiro disparou uma flecha no Flash, amarrando-o e jogando-o ao chão. Com Barry temporariamente incapacitado, o Arqueiro demandou que Iris e Eddie fugissem. O Flash se levantou e segurou a corda da flecha e começou a puxá-la, arrastando o vigilante de Starling City até um beco.

O Flash correndo ao redor do Arqueiro.

Quando o vigilante disparou duas flechas, o Flash desviou, acreditando que Oliver havia errado de mira, mas não percebeu que ele estava mirando em uma caixa elétrica atrás dele. O Arqueiro usou uma de suas flechas para injetar dois mil miligramas de tranquilizante para cavalos na perna do Flash, apesar de seu metabolismo queimá-los rapidamente. Barry começou a correr ao redor de Oliver, que tentou usar uma de suas flechas para ir até o telhado. Barry chegou ao telhado primeiro e soltou a flecha, fazendo Oliver cair no chão. Os dois então começaram a lutar, com o Flash desviando dos golpes do Arqueiro e conseguindo atacá-lo diversas vezes.

Arqueiro fazendo o Flash encarar as cores para reverter o efeito dos poderes de Bivolo.

O Arqueiro disparou duas flechas no Flash, mas o velocista o pegou. Aproveitando que Barry estava distraído, Oliver disparou uma flecha na perna do Flash e segurou seu soco, forçando-o a virar-se e começou a segurá-lo para Joe e Wells usarem cores para reverter os efeitos dos poderes de Bivolo. Quando voltou ao normal, Barry se desculpou pela briga com Oliver. Os dois então foram atrás de Bivolo e, depois de derrotá-lo, o aprisionaram no acelerador de partículas no Laboratórios S.T.A.R.. No dia seguinte, Barry se desculpou mais uma vez com Oliver. À noite, o Flash visitou Iris no Jitters e tentou explicar que havia sido afetado por um meta-humano que alterou suas emoções. Apesar de suas explicações, Iris disse que nunca mais queria vê-lo depois do que ele havia feito a Eddie. Barry também descobriu que o Capitão Singh havia aprovado uma força-tarefa para derrotá-lo e prendê-lo. Depois disto, Barry saiu correndo pela noite.[40]

O Flash salvando o Arqueiro.

Algum tempo depois, o Flash foi até Starling City, onde salvou o Arqueiro de ser atingido por dois bumerangues. Os vigilantes voltaram para a base de Oliver, onde Barry usou a escada de salmão em super velocidade na frente de Caitlin e Felicity. Depois de terminar o exercício, Barry disse que estava com fome e saiu para comprar sushi com sua velocidade. Ao retornar, ele estava sem sua máscara na frente de Lyla Michaels, a quem ele achou ser a esposa de Diggle. Barry ofereceu sua ajuda com o caso, mas Oliver lhe disse que as coisas seriam diferentes.

Barry disse a Oliver que começou a examinar os casos mais cuidadosamente ao invés de corrê-los cegamente em direção deles. Oliver aceitou a ajuda de Barry, dizendo que precisavam remontar o bumerangue, o que Barry fez rapidamente. Ele e Oliver visitaram Quentin, onde o detetive havia esquecido seu nome e chamou-o de "Bart" e disse que acreditava que ele havia sido atingido por um ônibus ao invés de um raio, mas Barry o corrigiu. Barry questionou-o sobre Klays Markos, e se surpreendeu ao descobrir que Oliver foi parte da Bratva, mas lhe foi dito que não era mais um membro. No esconderijo da Bratva, o Flash foi capaz de subjugar os membros antes que Oliver chegasse. Depois de que o Arqueiro torturou Klaus, o Flash levou-o ao Departamento de Polícia de Starling City.

Barry discutindo com Oliver sobre seus métodos.

Quando retornaram, Barry admitiu que deveria ter ouvido a Wells e Joe. Oliver disse que as coisas em Starling City não são "tão alegres", e que sua família e amigos foram assassinados. Barry o interrompeu, dizendo que viu sua mãe ser morta em sua frente e que não usava sua tragédia pessoal para torturar alguém quando estivesse estressado. Oliver esclareceu que se seu método de lidar com criminosos era tão pesado, ele tinha que ir embora. Quando acreditavam terem encontrado Digger Harkness, o Flash e Arqueiro foram até a localização, mas haviam sido enganados. Quando retornaram, eles encontraram Lyla em uma condição séria. Barry levou-a ao hospital. Depois que Oliver começou a se culpar, Barry garantiu-o que não era sua culpa.

Quando Oliver disse a Barry que tudo que passou havia esgotado sua humanidade, Barry lhe garantiu que sua humanidade é o que o ajudou a passar por tudo. Quando o Flash e o Arqueiro chegaram a estação de trem onde encontraram Digger, ele disse que os heróis poderiam impedi-lo ou impedir que 5 bombas detonassem através de Starling City. O Flash saiu para desativar as bombas enquanto o Arqueiro cuidava de Digger. Quando Barry chegou na primeira bomba, a equipe percebeu que as bombas estão conectadas e, caso uma fosse desativada, as outras iriam explodir. Cisco disse a Barry para que ele desativasse todas as cinco bombas ao mesmo tempo. Incapaz de estar em 5 lugares ao mesmo tempo, Barry pegou Felicity, Caitlin, Roy Harper e Cisco, colocando-os nas outras quatro bombas para desativá-las. Juntos, eles foram capazes de desativá-las.

Flash segurando duas flechas.

Depois de voltarem a base de operações, Barry ficou surpreso que ele também havia um manequim no local para guardar seu traje para caso precisasse ir a Starling City ajudar Oliver. Quando Oliver disse que ainda daria as cartas, Barry disse que eles cuidariam disso. O Flash e o Arqueiro foram até um armazém para descobrir de uma vez por todas quem ganharia em uma briga: experiência ou velocidade. Antes do duelo, Barry disse a Oliver que ele podia inspirar as pessoas, mas como Oliver Queen. Barry pegou duas flechas que Oliver havia disparado com suas mãos. Ele correu em direção do Arqueiro enquanto ele disparava múltiplas flechas, e Barry desviava de todas.[41]

Conhecendo o Flash Reverso

Barry segurando o presente de Natal que havia recebido de Iris.

Barry retornou a Central City e foi à casa de Joe para o Natal. Quando ele arrumou a árvore de Natal usando sua velocidade, Joe pediu para que ele desfazasse o que havia feito, dizendo que o único homem de vermelho que queria ver naquela casa era Kris Kringle. Momentos depois, Iris chegou com gemadas feitas usando a receita de sua avó. Barry e Iris trocaram presentes, e Barry entregou-a uma réplica do anel de casamento de sua mãe, já que ela havia perdido o original em um passeio escolar. Iris havia dado um microscópio a Barry, no que ela disse que achava que era meio medíocre, mas Barry a acalmou dizendo que havia amado. Eles foram interrompidos pela chegada de Eddie, que ajudou-os a enfeitar a árvore. Barry foi ao Laboratórios S.T.A.R., onde entregou presentes para sua equipe e a gemada feita por Iris.

Depois de um ataque no Laboratórios Mercury, eles descobriram que o "Homem de Amarelo" havia sido o responsável. Barry quis ir atrás dele, mas Joe disse que o velocista havia pego todas as evidências e ameaçado matar Iris. Em seu laboratório no departamento de polícia, Barry se relembrou do assassinato de sua mãe enquanto encarava seu quadro sobre o "Homem de Amarelo". Iris o visitou, chamando-o por seu nome múltiplas vezes e revelou que Eddie havia pedido para ela se mudar com ele, no que ela respondeu que "sim". Ela então perguntou se Barry gostava dele, já que Eddie havia lhe dito que acreditava que sim. Barry negou rapidamente.

Barry enfrentando o Homem de Amarelo.

Depois que Iris saiu, Barry avistou o homem de amarelo no lado de fora observando-o. Barry perseguiu o velocista e começou a questioná-lo do motivo de ter matado sua mãe. O homem de amarelo não respondeu o motivo, mas disse que se Barry gostaria de saber a verdade, ele teria de pegá-lo. Os dois correram em um estádio onde se enfrentaram, mas Barry foi facilmente superado e derrotado. Barry questionou-o quem ele realmente é, mas o homem disse que Barry já sabia quem ele é e que se enfrentavam por anos. Quando Barry tentou revidar, o homem de amarelo subjugou-o e disse que é seu destino morrer nas mãos dele, assim como sua mãe. No dia seguinte, Barry disse a sua equipe o que havia acontecido. Depois que Barry acreditou que não poderia pegá-lo, Wells lembrou que os campos de força são impermeáveis a velocistas.

Barry e Joe são visitados por Tina McGee, que trouxe um mandado não assinado. Barry chantageou Tina para entregar o protótipo táquion em uma hora. Joe e Wells disseram a Barry que é melhor para ele ficar longe enquanto eles capturam o homem de amarelo. Barry argumentou que é a luta é dele, embora eles ainda o tenham impedido. Barry visitou seu pai e disse-lhe que havia encontrado o homem que assassinou Nora. Quando ele se desculpou por não ter conseguido pegar o homem, seu pai assegurou-lhe que não era culpa dele. Barry foi então instruído a parar de perseguir aquele homem, pois tudo o que aconteceu a Barry foi influenciado pelo assassinato. Seu pai notou que ele havia desistido de estar com Iris porque estava muito consumido com o que aconteceu. Seu pai então disse a Barry para não deixar o homem tirar mais dele. Barry então foi visitar Iris e confessar seus sentimentos, deixando Iris em lágrimas.

Algum tempo depois, Barry recebeu uma mensagem de Caitlin, dizendo que o homem de amarelo estava atacando o Laboratórios S.T.A.R.. Quando o Flash chegou, Barry foi rapidamente derrotado por seu adversário novamente. Prestes a ser morto pelo homem de amarelo, Barry foi salvo por Ronnie, que estava em chamas e vivo. Antes que pudesse conversar com ele, o homem havia fugido rapidamente. De volta, Barry e Joe recontam os primeiros dias da mudança de Barry. Joe afirmou que Barry mudou a atmosfera da casa e pediu a Barry para voltar a morar lá. Eles então voltaram para a casa de Joe para uma festa de Natal, onde ele expressou sua felicidade para Eddie e Iris.[13]

Vingança do Capitão Frio

Flash fugindo de um míssil em seu treinamento.

Triste por não ter conseguido capturar o Flash Reverso em seu primeiro encontro, Barry treinou para aprimorar sua velocidade. Ele pediu para que Cisco disparassem nele com algumas armas de um drone, o que ele conseguiu desviar facilmente, mas acabou tropeçando e caiu. Ele pediu para que Cisco disparasse um míssil, o que Barry conseguiu segurá-lo e arremessá-lo em direção ao drone. Depois de terminar seu treino, Barry quis prosseguir, mas depois que Cisco disse que um dos drones tinha lasers, Caitlin e Wells não permitiram que o treinamento continuasse.

Algum tempo depois, Barry e o DPCC foram até uma garagem de carros depois de descobrirem que o local havia sido invadido. Contudo, o dono lhes disse que nada havia sido roubado. Barry começou a analisar os destroços no chão, e disse que o "aço se despedaçou igual a vidro". Depois de segurar um pedaço de metal, Barry percebeu que ele havia sido congelado e disse o que havia descoberto a Joe, percebendo logo em seguida que Snart havia voltado. Barry e Joe perceberam que Leonard estava preparando uma armadilha para o Flash. Barry voltou ao Laboratórios S.T.A.R. e contou sobre o retorno de Snart para seu amigos. Wells disse que o foco de Barry deveria ser melhorar sua velocidade para enfrentar o Flash Reverso, e que ele e Joe poderiam cuidar de Snart enquanto Barry se focava no Flash Reverso.

No dia seguinte, Barry encontrou Joe em seu laboratório e disse a ele que iria afastar-se do caso de Snart para focar-se no Flash Reverso. Ele foi até a casa de Joe, onde Iris lhe entregou uma antiga mochila que usava em sua infância. Barry revelou a Joe o que sentia por Iris e depois usou seus poderes para limpar a bagunça que Iris havia feito. No Laboratórios S.T.A.R., Barry e Caitlin conversaram sobre Ronnie. Ele percebeu que "Nuclear", a última coisa que Ronnie havia dito a Caitlin, não era uma palavra, mas um acrônimo. Barry foi até o DPCC onde descobriu que Snart estava com um novo parceiro, que utilizava um "lança-chamas portátil" e se desculpou por não ter ouvido.

Barry voltou ao Laboratórios S.T.A.R., onde Wells disse que esperava Barry culpá-lo por tê-lo convencido a treinar ao invés de ir atrás de Snart. Barry disse que já é adulto e que ele toma suas próprias decisões, e que ficou feliz por ele ter o incentivado a melhorar. A conversa deles foi interrompida pela chegada de Cisco, que havia descoberto uma forma de neutralizar as armas de Snart e de seu parceiro caso os raios de suas armas se cruzassem. Barry recebeu uma ligação de Joe e foi até o estacionamento do Jitters, onde descobriu que Caitlin havia sido sequestrada por Snart. No DPCC, Barry descobriu que o parceiro de Snart era alguém chamado Mick Rory. Alguns instantes depois, uma mensagem de Snart começou a ser exibida, demandando que o Flash encontrasse com ele para resgatar Caitlin.

Barry voltou ao Laboratórios S.T.A.R., onde Wells disse que esperava Barry culpá-lo por tê-lo convencido a treinar ao invés de ir atrás de Snart. Barry disse que já é adulto e que ele toma suas próprias decisões, e que ficou feliz por ele ter o incentivado a melhorar. A conversa deles foi interrompida pela chegada de Cisco, que havia descoberto uma forma de neutralizar as armas de Snart e de seu parceiro caso os raios de suas armas se cruzassem. Barry recebeu uma ligação de Joe e foi até o estacionamento do Jitters, onde descobriu que Caitlin havia sido sequestrada por Snart. No DPCC, Barry descobriu que o parceiro de Snart era alguém chamado Mick Rory. Alguns instantes depois, uma mensagem de Snart começou a ser exibida, demandando que o Flash encontrasse com ele para resgatar Caitlin.

Flash enfrentando o Onda Térmica e Capitão Frio.

O Flash enfrentou Capitão Frio e o Onda Térmica, apelidado por Cisco, nas ruas de Central City, onde a existência do Velocista Escarlate foi revelada ao público. Depois de ser derrubado, o Flash conversou com Wells através dos comunicadores quando o Onda Térmica usou sua arma de fogo para explodir o carro onde Barry estava atrás, mas saiu correndo de lá ileso. Barry continuou a luta com a dupla de vilões, mas acabou sendo atingido por um dos disparos de Snart. O Flash desacelerou sua velocidade e conseguiu fazer os raios das armas de Snart e Rory se cruzarem, explodindo as armas e derrotando-os. No DPCC, Barry viu Snart e Rory sendo presos enquanto ouvia os policias chamarem o Flash de herói.[42]

Linha do tempo original

Com a ajuda da Equipe Flash, Barry derrotou uma gangue com facilidade. Quando ele voltou aos Laboratórios S.T.A.R., eles tiraram uma foto para celebrar. Depois que Wells foi atacado por Hartley Rathaway, Barry foi até sua mansão. Quando ele notou vidro quebrado, ele percebeu que não foi uma pegadinha de adolescentes. Em seu laboratório no DPCC, Barry demonstrou como Hartley usou uma tecnologia quando atacou Wells. Depois que Eddie reportou um ataque nas Indústrias Rathaway, Caitlin chamou Barry, mas ele já disse que já sabia sobre o que ela queria.

Barry rapidamente derrubou Rathaway, que disse a Barry que ele podia ouvir Cisco, Caitlin e Wells através das ondas de rádio. Depois que Wells admitiu que sabia da chance de falha do acelerador de partículas, Barry disse a Wells que devia a Caitlin e Cisco mais do que um pedido de desculpas, pois eles ficaram por perto quando todos o abandonaram. Mais tarde naquela noite, Barry e Iris tomaram um café no Jitters discutindo como as pessoas que eles admiram não são quem parecem ser. Quando Hartley fugiu da prisão, Barry correu para S.T.A.R. embora Hartley já tivesse saído. Quando Hartley atacou a represa Keystone Cleveland, Barry correu e chegou a tempo de salvar uma mulher que Hartley expulsou. Hartley usou os dados das varreduras moleculares de Barry para detê-lo assim que ele fosse desarmado. Hartley foi então parado depois que a equipe invadiu as frequências depois dos carros na barragem para enviar ondas poderosas o suficiente para parar Hartley. Quando Wells disse a Barry que desejava reconquistar a confiança da equipe um dia, Barry disse que já tinha.[43]

Linha do tempo atual

Ao lidar com Rathaway, Barry foi levado por outra versão de si mesmo, que o tranquilizou e trocou seus emblemas para substituí-lo temporariamente. Barry mais tarde acordou e correu para os Laboratórios S.T.A.R., perguntando onde estava o outro Flash. O outro Barry explicou que era ele do futuro e estava sendo perseguido por um Espectro do Tempo. Quando o Barry mais velho tentou voltar ao seu tempo, o Espectro do Tempo o alcançou, então o Barry mais jovem o atacou, desviando-o por tempo suficiente para permitir que seu eu mais velho retornasse ao futuro enquanto o Fantasma do Tempo o seguia.[44]

Barry salvou um casal de um carro em chamas, Cisco disse a Barry que ele não poderia ficar bravo por sujar seu traje, ao que Barry perguntou quando ele poderia começar a chamá-lo de "seu" traje. Enquanto Barry investigava Clay Parker, ele foi saudado por seu pai. Quando Barry trouxe as amostras de DNA para os Laboratórios, eles perceberam que Shawna Baez também estava envolvida. Barry e Caitlin discutem como os dois não têm uma vida social onde foram interrompidos com o avistamento de Shawna Baez e Clay Parker. Barry correu para o local e ficou chocado quando soube que Shawna pode se teletransportar. Ele foi baleado no pescoço por Clay Parker, mas conseguiu parar a bala, mas os dois escaparam. Barry parou para ajudar Iris com um relatório, embora ela já tivesse planos com Eddie.

Barry então decidiu dar uma passada em um bar com Caitlin para verificar se Shawna e Clay voltaram aos velhos hábitos. Depois que Caitlin tomou alguns drinques, ela caminhou até o palco bêbada e chamou Barry para se juntar a ela. Os dois então cantaram "Summer Nights", onde Caitlin ficou chocada com Barry cantando bem. Após o dueto, Barry foi recebido por Linda Park, que lhe ofereceu seu número de telefone. Barry então levou Caitlin de volta para seu apartamento e a colocou na cama. No dia seguinte, Barry provocou Caitlin pelo que aconteceu na noite anterior. Barry foi chamado e informado de que seu pai havia sido espancado por Julius.

Barry perguntou quem o atacou e foi atrás de Julius. Barry libertou Julius e disse que não o mandaria de volta para a prisão, fazendo com que ele enfrentasse mais tempo se não desse o próximo assalto de Clay e Shawna. Depois que Barry soube que eles estavam em St. Louis, Barry decidiu deixar Julius de fora por ter batido em seu pai. Enquanto perseguia Clay e Shawna, Barry apaga todas as luzes do túnel em que eles estavam, desativando as habilidades de teletransporte de Shawna e prendendo-a em um vidro unilateral. Mais tarde, Barry decidiu ligar para Linda Park e convidá-la para um encontro. Barry deu a Iris informações sobre Clay Parker para usar em uma reportagem para o Central City Picture News. Ele então pegou Linda e os dois vão para um encontro. Naquela noite, Barry voltou a Iron Heights para ver como estava seu pai. Quando Henry começou a juntar as peças de que Barry era o Flash, Barry afirmou que teria contado a seu pai se ele fosse o Flash. Barry foi então informado de que o mundo é perigoso e para ter cuidado e que seu pai estava orgulhoso dele por salvar muitas vidas.[45]

Barry levou Linda para jantar em um restaurante mexicano. Enquanto Linda ia lavar as mãos, Barry foi notificado de um assalto em uma loja de conveniência e rapidamente resolveu o assalto. No dia seguinte, Barry teve outro encontro com Linda, mas teve que encerrar o encontro mais cedo depois que Wells e Caitlin avistaram Nuclear. Barry tentou pará-lo e disse a ele que eles poderiam ajudar, mas Nuclear atacou Barry e voou. Barry e Caitlin tentaram uma abordagem diferente, trazendo a esposa de Martin Stein desta vez, que Martin finalmente concordou em obter ajuda. Linda ligou para Barry para terminar com ele, pois ela sentiu que ele não se importava o suficiente com o relacionamento, já que ele sempre fugia e apresentava desculpas. Linda disse a Barry que é difícil namorar alguém novo quando você não está acima de alguém e é compreendido.

Barry foi perguntar a Iris por que ela disse a Linda que ele ainda sentia algo por ela e disse a Iris que não sentia mais por ela. Nos Laboratórios, a equipe descobriu que Ronnie e Martin poderiam se tornar nucleares e destruir a cidade inteira. Barry foi oferecer a Ronnie/Martin algumas gentilezas, embora Ronnie tenha dito a Barry que ele ouviu a conversa. Barry foi ao Central City Picture News e disse a Linda que iria comer uma pimenta fantasma se ela não concordasse em outro encontro. Barry deu uma mordida depois que ela acreditou que ele estava blefando e Linda concordou em ir a outro encontro e ofereceu-lhe um pouco de leite. Barry voltou para S.T.A.R. Os laboratórios e a equipe decidem usar um divisor quântico neles dois separados, mas descobrem que Martin já partiu. Barry e Caitlin correm até Martin e os dois dizem a Martin que eles têm uma maneira de separá-los.

Depois que o divisor quântico foi colocado, Nuclear começou a reagir, acreditando que eles haviam falhado, Barry agarrou Caitlin e correu para um local seguro quando uma explosão começou.[33]

Depois que eles estão em segurança, Caitlin temeu que eles tenham sido expostos à radiação, embora Cisco os informou que não havia nada. Eles voltaram e ficaram satisfeitos quando souberam que se separaram com sucesso e os levaram de volta para os Laboratório S.T.A.R.. Barry correu para parar Eiling, mas o último usou agulhas cinéticas para parar Barry. Mais tarde, eles descobrem que Martin e Ronnie ainda estavam conectados. Em sua casa, Barry perguntou como Joe sabia de quem era a amostra de sangue compatível e foi informado de que Joe pediu a Cisco para comparar a amostra com todos os que trabalhavam. Barry então disse a Joe para não se preocupar, pois tinha certeza de que Wells não tinha nada a ver com o assassinato de sua mãe. Depois que Martin foi capturado, a equipe o rastreou e Barry, junto com Ronnie, foram resgatar Martin. Barry foi atingido por uma arma de fogo e começou a correr em círculos para queimá-la. Depois que Eiling teve a vantagem, ele se preparou para matar Nuclear, embora Barry tenha parado Eiling a tempo e Barry voltou para os Laboratórios com Nuclear. Mais tarde, Barry disse a Joe que, quando chegasse a hora, ele não falharia como acreditava que havia acontecido no passado e salvaria sua mãe.[46]

Descobrindo a identidade de Wells

Barry levou Linda Park para um jogo de boliche, onde eles encontraram Iris e Eddie. Os dois juntaram-se a Barry e Linda, mas Eddie e ele tiveram de sair após um alarme silencioso ser disparado. Barry saiu na frente para investigar a cena do crime antes de retornar para o mesmo local como CSI, enquanto corria ele viu outro Flash correndo ao seu lado. Depois de escutar uma gravação, ele descobriu que foi Mark Mardon quem atacou o local. No dia seguinte, enquanto Barry e Joe discutiam sobre o crime enquanto dirigiam, os dois são atacados por Mardon, mas Barry conseguiu levar Joe para a segurança a tempo. Barry e Iris foram ao CC Jitters, onde ela revelou suas suspeitas de que Wells podia estar envolvido com o assassinato de Stagg. Barry disse a Iris que Wells é um homem bom, e que ela não encontrará nada para esta história. Barry disse a Cisco e Caitlin sobre o que Iris lhe disse, mas ainda negou que Wells pudesse estar envolvido com o desaparecimento de Stagg. Depois de Mark atacar, Barry correu para impedi-lo, apesar dele ter conseguido escapar. No dia seguinte, Barry conversou com Mason Bridge sobre Wells.

O Flash correndo ao redor da tsunami criada pelo Mago do Tempo.

Barry questionou a Mason que evidência ele tinha sobre Wells, mas o repórter disse que ele teria que esperar para ler assim como todos. Depois de Joe ser sequestrado e mantido refém por Mardon, o homem ligou para Iris e pediu para encontrarem-se perto do porto. Barry ajudou Iris e enquanto ia, ele se deparou com Linda, que havia ido lá para conversar com Barry, mas ele dispensou-a dizendo que algo importante estava acontecendo. No porto, percebendo o perigo de uma tsunami iminente, Barry pediu para Iris sair do local e ir para um lugar seguro, o que ela dispensou. Iris confessou seu amor por Barry e os dois se beijaram. Momentos depois, Barry revelou seu alter-ego para Iris. Para impedir que a onda de Mark destruísse a cidade, Barry correu ao redor do tsunami criado. Enquanto fazia isso, ele viajou no tempo e assistiu o seu eu de horas atrás correndo para investigar uma cena do crime. Barry então voltou para a noite passada, antes do crime cometido por Mardon.[22]

Na cena do crime, Barry esteve confuso pelo que estava acontecendo, sendo capaz de resolver tudo em questões de segundos por já ter vivido aquele momento antes. No Laboratórios S.T.A.R., Barry terminou as sentenças de todos os outros, fazendo Wells perceber que Barry havia viajado no tempo. Wells alertou para Barry não alterar nenhum evento, grande ou pequeno, pois isto poderia causar um cataclismo. Ignorando as instruções de Wells, Barry rastreou Mark e levou-o a prisão do aceledor de partículas no Laboratórios S.T.A.R.. Wells disse que mesmo Barry tenha salvo milhares de vidas, o tempo encontraria um meio de se consertar. Barry tentou correr rápido como fez anteriormente, mas não conseguiu. No Central City Picture News, Linda disse a Barry que sabia sobre os sentimentos dele por Iris e ela terminou com ele, desejando-o boa sorte. Barry disse a Mason que sabia que ele suspeitava de Wells. Barry tentou conversar sobre seus sentimentos com Iris, o que, para sua surpresa, acabou descobrindo que ela não sentia o mesmo por ele. Barry e Cisco foram a um bar para beberem algo, e saiu para deixá-lo com uma garota.

Barry descobrindo que Mason Bridge desapareceu.

Após descobrir que Snart estava em um casino, Barry correu até lá e fez a irmã de Leonard, Lisa Snart, como refém. Snart alertou ao Flash para deixá-la ir, já que ele tinha Cisco como refém. Depois que saiu, Barry retornou ao departamento de polícia onde foi socado por Eddie, que descobriu que Barry havia tentado conquistar Iris mais cedo. No dia seguinte, Cisco apareceu no Laboratórios S.T.A.R. e disse que sentia-se culpado, pois ele revelou a identidade de Barry como Flash a Snart. Mesmo com o apoio de Barry, Cisco continuou a sentir-se culpado. Barry e Caitlin perceberam que o casino não era o alvo, mas um meio de transferir dinheiro. Barry perseguiu Leonard, Lisa e Mick, conseguindo capturar Leonard. Barry disse a ele que iria prendê-lo para sempre, mas Leonard disse que se ele fosse preso, não haveria como impedir uma gravação que ele havia feito ir ao ar, onde ele revelaria a identidade do Flash. Barry disse a Leonard que se ele é tão bom quanto diz, ele não precisaria matar alguém. Barry disse a ele que se ele ferisse alguém próximo dele, ele iria atrás dele, não importasse a quem Leonard havia contado sua identidade. No Jitters, Eddie se desculpou com Barry por bate-lo, pois havia descobrido através de Caitlin que Barry tinha "psicose do raio". Barry foi até Wells para questioná-lo sobre Stagg e seu desaparecimento, mas antes que pudesse perguntar algo, ele percebeu uma reportagem de que Mason havia desaparecido. Barry ligou para Joe e admitiu que havia algo errado com Wells.[47]

Barry e Joe investigando Wells.

Barry e Joe conversaram sobre Wells, e Barry revelou que acreditava que ele podia ser o Flash Reverso. Joe disse a Barry que a amostra de sangue encontrado na casa não era compatível com o dele. Barry teve que finalizar sua conversa com Joe devido a um ataque terrorista causado por Axel Walker, que se auto-apelidou de Trapaceiro. Eles descobriram que Axel é uma cópia de James Jesse, que havia matado 10 civis e 2 policias anos atrás e agora enfrentava pena perpétua em Iron Heights. Barry e Joe foram até a prisão onde James estava preso e começaram a questioná-lo, descobrindo que é possível que Axel havia encontrado seu antigo esconderijo. Enquanto saiam, Barry parou pela cela de seu pai e lhe disse que estava próximo de finalizar o caso sobre o assassinato de sua mãe. Iris chamou o Flash para pedir sua ajuda em sua investigação a respeito do desaparecimento de Mason Bridge. Axel revelou que plantou bombas em algum lugar de Central City. Quando Barry não encontrou a bomba, Wells lhe disse que aquilo era um truque, mas Barry não quis escutá-lo. Enquanto procurava pelas bombas, a teoria de Wells provou-se certa pois Axel havia ajudado James a fugir da prisão e sequestrou Henry, mantendo-o como refém.

Barry revelando sua identidade para Eddie.

Entristecido pelo sequestro de seu pai e sua possível morte, Barry foi confortado por Joe. Embora Barry não confiasse mais em Wells, Joe lhe disse que não importava o motivo dele ter o ajudado, mas o que importa é que ele ajudou. Após encontrarem os Trapaceiros, o Flash correu até lá. Contudo, Axel plantou uma bomba cinética em Barry. Caso o Flash não corresse or mais de 600 mph, a bomba iria ser detonada. Wells disse para Barry vibrar por uma parede, mas ele recusou-se a ouvi-lo. Wells disse a Barry para sentir o poder e a eletricidade, dizendo que ele agora é parte de uma força de aceleração. Barry correu através de um caminhão, conseguindo retirar a bomba e retornou a Prefeitura. Barry foi resgatar seu pai e impediu que facas caíssem sobre ele, descobrindo também que Henry sabia sobre a identidade de Barry como o Flash, confirmando a teoria que seu pai estava na cabeça para ele. No Laboratórios S.T.A.R., Henry agradeceu Wells por ter tomado conta dele, apesar de Barry não parecer muito feliz. Os dois se abraçaram e Henry foi levado de volta a Iron Heights. No departamento de polícia, Barry revelou a Eddie que era o Flash, e pediu para que ele convencesse Iris a parar de investigar o desaparecimento de Mason. Depois de analisar o discurso de Wells, Barry deduziu que ele era de fato o Flash Reverso.[26]

Flash e Joe depois de prenderem alguns criminosos.

Em uma noite em Central City, o Flash ajudou Joe e Eddie durante uma perseguição. Ele entrou no carro onde os dois estavam e colocou outro ladrão que havia capturado anteriormente. Como o carro da polícia não tinha muito espaço, Barry colocou Joe no carro dos criminosos e colocou algemas nas pessoas que estavam no veículo. No outro lado da cidade, o Flash ajudou a impedir um assalto a uma joalheria. No dia seguinte, os três foram até a Universidade Hudson para investigar um caso, onde Lindsay Kang havia sido picada até a morte. Barry disse que iria pegar uma amostra de sangue e investigá-la em seu laboratório no departamento, dizendo que seria estranho ficar no Laboratórios S.T.A.R. por acreditar que Wells é o Flash Reverso. Joe tentou convencê-lo a fingir, mas Barry continuou insistindo que deveriam dizer algo para Caitlin e Cisco, o que Joe foi contra, teorizando que os dois pudessem estar ajudando Wells e não estarem no lado de Barry.

Barry levou uma amostra de sangue ao Laboratórios S.T.A.R., onde descobriu que Kang havia sido morta por abelhas. Wells disse que o meta-humano com quem estavam lidando não só controlava os animais, mas também sua capacidade tóxica. Todos se depararam com a chegada surpresa de Felicity, dizendo algo que havia descoberto no canal History Channel. Quando Barry questionou-a o que fazia na cidade, ela levou todos para o lado de fora. Depois de alguns instantes, eles viram o namorado de Felicity, Ray Palmer, aterrizar com uma armadura em frente deles. Barry disse que ela deveria ter ligado antes, dizendo que aquela não era uma boa hora para uma visita. Ele e Felicity saíram para ir ao Jitters conversarem enquanto Cisco, Wells e Caitlin ajudavam Ray.

No Jitters, Felicity disse que havia saído de uma tensão para cair em outra, o que Barry reafirmou que aquela não era uma boa hora para uma visita. Ela questionou-o se o motivo dele estar aflito era porque havia revelado sua identidade para Ray, o que Felicity o segurou dizendo que ele era de confiança. Barry disse que não era sobre aquilo, mas antes que pudesse dizer algo eles são interrompidos pela chegada de Eddie, que disse que mentir sobre a identidade de Barry como Flash está causando uma intriga em seu relacionamento com Iris. Felicity ofereceu que saíssem para jantar igual antigamente, o que Eddie e Barry aceitaram.

Sua equipe nos Laboratórios S.T.A.R. avisou-o que a as abelhas assassinas estavam atacando novamente na Holston Tech. O Flash acabou encontrando um cadáver em um escritório. Quando perguntando onde as abelhas estavam, ele disse que não sabia. Alguns instantes depois, elas começaram a sair do corpo morto. Barry correu pelo edifício procurando por uma saída, mas acabou sendo cercado pelas abelhas. Ele conseguiu escapar, mas acabou sendo atingido por elas. Ele começou a ter um ataque cardíaco, ficando sem pulso durante o processo, mas foi reanimado por levar choques de dentro de seu traje. No Laboratórios S.T.A.R., Felicity brincou dizendo que Cisco queria "matá-lo", pois as plantas do prédio estavam desatualizadas, o que nunca havia ocorrido antes. Lembrando-se das palavras de Joe, da possibilidade de Cisco e/ou Caitlin estarem trabalhando com Wells, Barry perguntou-a sobre o que ela quis dizer com isto, mas ela o assegurou de que era apenas uma brincadeira. Depois de Caitlin lhe dizer que as toxinas saíram de seu corpo e que ele estava se recuperando, Barry se vestiu para seu jantar com Eddie, Iris, Felicity e Ray. Embora todos demonstrassem preocupação, ele assegurou a todos que estava bem, e com fome.

O trio foi a um restaurante, onde se encontraram com Eddie e Iris. Enquanto caminhavam até sua mesa, Iris parou Barry e perguntou-o como havia conseguido reservas no estabelecimento, dizendo que estava tentando fazer isso a meses. Barry disse que não sabia, já que foi Ray o responsável por isto. Eles acabaram descobrindo que Palmer havia comprado o restaurante. Depois de ouvir o elogio de Ray a Wells, Barry ficou nervoso e se retirou da mesa. Ele foi seguido por Felicity, que questionou-o novamente sobre o que está acontecendo e porque ele está agindo de forma estranha. Barry então revelou que Wells é a pessoa que havia matado sua mãe, o que deixou Felicity confusa. Ela o perguntou se acreditava se Cisco e Caitlin estavam trabalhando com ele, o que Barry não soube responder. Eles foram interrompidos pela chegada de Ray, que avisou-os que a comida estava na mesa. Ao voltarem, eles encontraram Eddie e Iris discutindo. Instantes depois, ele recebeu uma emergência e voltou ao Laboratórios S.T.A.R.

Barry e Felicity conversando sobre Cisco e Caitlin.

Barry retornou ao Laboratórios S.T.A.R. e salvou Wells de ser picado por uma das abelhas assassinas, que estava escondida em seu traje. Ele ignorou o agradecimento de Harrison e seguiu Cisco e Caitlin, descobrindo que a abelha era cibernética. Eles descobriram que as duas vítimas das abelhas assassinas trabalhavam no Laboratórios Mercury. Algum tempo depois, Barry, Joe e Wells foram até o prédio Mercury para conversarem com Tina McGee, que lhes disseram para procurar por Brie Larvan. Eles ofereceram proteção, mas Tina recusou-se. Barry foi ao Jitters e atualizou Felicity sobre o caso, descobrindo que ela havia o chamado lá para convencê-lo de que Caitlin e Cisco não estão trabalhando com Wells, dizendo que não sabia o que fazer. Felicity descreveu seu auxílio a Oliver antes de descobrir que ele era o Arqueiro, falando que ela o ajudava apesar das mentiras que lhe contava, dizendo que os dois não são diferentes.

Ele voltou para a casa de Joe e se surpreendeu ao encontrar Iris lá, já que ela havia se mudado junto de Eddie. Ela o perguntou se Eddie estava a traindo, pois sabia que ele escondia um segredo, que era a identidade de Barry como Flash. Barry negou, dizendo que ele "não é esse tipo de cara". Ele sentou-se ao lado de Iris e a relembrou de quando Joe voltava do trabalho com uma "expressão fria" quando criança, dizendo que trabalhar na polícia e estar na cena de um crime "pode ser um trabalho muito desagradável", falando que Eddie pode estar escondendo um segredo para o bem dela. Depois de Iris dizer que estava surpresa por Barry estar defendendo-o, ele diz que é porque ele lhe faz feliz.

No Laboratórios S.T.A.R., Barry descobriu que Brie havia enviado suas abelhas para atacar Tina no prédio do Laboratório Mercury. Com o desfibrador do traje do Flash estava queimado, Barry não seria capaz de ir até Tina para protegê-la. Com isso, Ray vestiu seu exoesqueleto e foi até Tina, enquanto o Flash iria atrás de Brie. O Flash encontrou Brie e pediu para que ela parasse o que estava fazendo, dizendo que também entendia a dor de uma traição. Porém, ela não o ouviu e enviou diversas abelhas para atacá-lo. Quando estava prestes a ser atacado novamente, Felicity conseguiu invadir a frequência dos robôs e começou a controlá-las. Felicity e Brie entraram em uma disputa pelo controle das abelhas, mas Smoak acabou saindo por melhor e conseguiu desativá-las. Flash usou sua velocidade e algemou Brie em sua cadeira, pedindo para que chamasse a polícia.

Barry recebeu um alerta de Ray, dizendo que Cisco havia sido picado por uma das abelhas robóticas de Brie. Ele correu até lá e esfregou suas mãos em uma nas outras, simulando um desfibrador, e colocou-as no peito de Cisco, que despertou devido ao choque em seu corpo. Em seu laboratório no departamento de polícia, Barry foi visitado por Tina, que se desculpou por ter recusado a ajuda quanto a Brie. Barry disse que como eles perderam o protótipo de táquions de Tina, ele entendia o motivo de não confiar neles. Antes dela partir, Barry questionou-a sobre Wells, dizendo que havia sentido uma "tensão" entre eles, e pediu para que ela pudesse explicar o que havia acontecido. Ela explicou que eles eram inseparáveis, mas que ele mudou depois que Tess morreu, dizendo que Wells havia se tornado uma "pessoa completamente diferente". Enquanto ela saia, Joe entrou e perguntou-o sobre Cisco, o que Barry disse que ele está bem.

Barry conversando com Cisco e Caitlin sobre Wells, e também mostrando algumas informações que reuniu sobre "Harrison Wells".

No Jitters, Barry se encontrou com Felicity e Ray antes que eles voltassem para Starling City. Ele agradeceu Palmer por ter ajudado-o em sua missão e disse que esperava que ele resolvesse o problema de seu traje, o que ele já havia resolvido. Felicity o perguntou se estava bem, no que Barry disse que iria ficar e agradeceu por seu conselho. À noite, Barry ligou para Caitlin e Cisco e pediu para que encontrassem-o em seu laboratório no departamento de polícia. Depois de mostrar algumas investigações sobre o assassinato de sua mãe e o Flash Reverso, ele mostrou sua investigação a respeito de Wells, revelando que ele e o Flash Reverso são a mesma pessoa. Depois que Caitlin disse que não acreditou, Barry e Joe tentaram convencê-la do contrário. Quando ela pediu ajuda de Cisco, ele revelou que estava tendo "sonhos" de Wells matando-o.[48]

Barry correu até Coast City e retornou a Central City com pizzas. Na casa de Joe, o grupo se reuniu para discutirem sobre "Wells", informando que Joe e Cisco iriam para Starling City investigar o acidente de carro que havia matado Tess 15 anos atrás. Quando Caitlin questionou o motivo, Barry a disse que Tina havia lhe dito que, depois do acidente, Wells havia "se tornado uma pessoa diferente", coisa que Caitlin disse que "um luto pode mudar uma pessoa". Barry e Eddie investigaram um crime sobre o roubo de joias, que havia sido roubado por uma mulher que, segundo ela, não era ela quem havia cometido o crime.

Barry foi ao Laboratórios S.T.A.R., onde tentou convencer Caitlin de que Wells era o Flash Reverso, o que não estava adiantado, pois ela ainda acreditava que o homem era uma boa pessoa e que havia salvo a vida de Barry milhares de vezes. A conversa foi interrompida pela chegada de "Wells", fazendo com que Barry mudasse de assunto e falasse que havia encontrado outro meta-humano. Quando ele perguntou de Cisco, Caitlin mentiu dizendo que ele havia saído para ajudar o irmão. Barry recebeu uma ligação de Eddie, reportando que um homem estava tentando vender as joias roubadas na noite anterior, e pediu a ajuda do Flash. Porém, Barry acabou perdendo-o de vista pois o meta-humano era um transmorfo.

Barry voltou ao Laboratórios S.T.A.R. e reportou o que havia visto a Caitlin e Wells, ambos estando surpreso pelo novo inimigo. Eles disseram que se o meta-humano tocasse em Barry, ele poderia roubar sua identidade e expô-lo como o Flash, mas não sabiam se ele também conseguiria usar as habilidades velocistas dele, sendo recomendado a não tocá-lo e não deixá-lo tocar nele. Wells sugeriu que procurassem pela primeira pessoa em que o meta-humano se transformou depois de adquirir seus poderes, e Barry disse para procurarem por crimes onde as pessoas não o cometeram apesar de serem vistos fazendo-o. "Wells" encontrou um incidente a respeito de Jacob Fisher, que havia sido armado por Hannibal Bates. Barry agradeceu e saiu para investigar mais.

Barry, percebendo que Caitlin ainda estava esperançosa quanto a Wells, seguiu-a. Ele a encontrou na casa de Harrison e tocou a campainha. Antes que o homem pudesse atendê-la, Barry usou sua velocidade para tirá-la de lá e levou-a para uma estrada. Ao estarem seguros, Caitlin o confrontou e disse que queria ver se conseguia algumas respostas. Caitlin prosseguiu dizendo que os 9 meses em que Barry estava em coma foram um inferno, mas foi Wells que a manteve inteira, falando que se tudo que Barry estivesse falando for correto, o tempo em que ela trabalhou no Laboratórios S.T.A.R. teria sido uma mentira. Ele a pediu para que deixasse em segredo, até que Joe e Cisco voltassem de Starling City, o que Caitlin concordou.

Eddie e Barry foram até a casa da Sra. Bates, onde estavam procurando por Hannibal. Depois de algum tempo, eles perceberam que a idosa havia fugido e começaram a procurar por ela e chegaram na conclusão de que Hannibal estava se passando por sua avó. Barry ligou para Caitlin e Wells, perguntando-os o que deveria fazer para que sua identidade não fosse exposta, e então foi forçado a "correr como uma pessoa normal". Barry começou a persegui-lo, mas acabou perdendo-o de vista. Ao ouvir tiros, ele usou sua velocidade para chegar ao local dos disparos rapidamente, encontrando dois policiais feridos. No dia seguinte, Barry e Singh descobriram, através de uma câmera, que "Eddie", no caso, Hannibal, havia disparado nos dois policiais e o verdadeiro Eddie foi aprisionado em Iron Heights. Imediatamente após isso, Iris visitou-o no departamento, desejando ver Eddie na prisão. Barry disse que ela não conseguiria vê-lo, e a acalmou dizendo que iria provar o contrário. Enquanto Eddie era interrogado pela promotora Cecile Horton, Barry interrompeu a interrogação para mostrar o resultado de um teste que Eddie havia feito, dizendo que as mãos dele não continham nenhum traço da arma que ele supostamente havia segurado, porém ela não se convenceu. Barry levou-o para fora, mas foi convencido por Eddie a levá-lo de volta.

Barry voltou para casa e conversou com Iris no telefone quando a campainha tocou. Ao abrir a porta, ele se deparou com "Eddie". Ele entrou para dentro da casa, dizendo que havia conseguido sair graças ao capitão. Porém, aquele não era o verdadeiro Eddie, e sim Hannibal. Barry acabou sendo nocauteado e colocado dentro de um armário. Depois de algum tempo, Barry foi encontrado por Caitlin. Ele foi até o Laboratórios S.T.A.R., descobrindo que poderia tocá-lo já que Hannibal não consegue absorver memórias ou os poderes dele. Caitlin entregou a Barry uma dose que iria fazer as células do homem parar de se replicar, e assim iria proibi-lo de assumir outra forma. Quando Barry foi tentar abraçá-la, ela recuou. Confuso, Barry disse que não havia problema. Ele então vestiu seu traje e foi até o aeroporto, onde Bates foi localizado.

No aeroporto, Barry perguntou a Caitlin e Wells como iria identificá-lo, já que Bates era capaz de se transformar em qualquer pessoa. Enquanto uma idosa passava por um raio-x, Barry percebeu que uma tela da máquina falhou, chegando a conclusão de que aquele era o meta-humano. Sua teoria provou-se certa quando Hannibal tentou fugir, mas o Flash foi capaz de encontrá-lo. Durante o confronto, Hannibal se transformou em Caitlin, Iris e Eddie respectivamente. Ele então se transformou no próprio Barry utilizando o traje do Flash. Contudo, o Flash verdadeiro usou sua velocidade e foi capaz de injetar o produto de Caitlin em Hannibal. Na forma de Iris, Bates desmaiou em frente de Barry.

Time Flash vendo o corpo do verdadeiro Harrison Wells.

No departamento de polícia, Barry mostrou uma gravação de seu confronto com Hannibal a Cecile, que se surpreendeu ao ver o homem se transformar em múltiplas pessoas. Barry entregou uma lista dos crimes que Bates cometeu e pessoas inocentes foram presas, dizendo que elas teriam de ser inocentadas e soltas. Cecile contou uma história sobre um rápido encontro com o Flash, dizendo que, apesar de curta, foi "muito legal". Na prisão do acelerador de partículas, Barry, Wells e Caitlin viram Hannibal se transformar diante deles enquanto implorava para ser libertado. Quando Wells questionou-o quem era, o homem disse que não se lembrava. No laboratório de Barry no departamento de polícia, ele mostrou uma coisa que Cisco e Joe encontraram em Starling City: o corpo do verdadeiro Harrison Wells, provando que o Wells com quem trabalham é outra pessoa.

Barry, Caitlin e Cisco voltaram ao Laboratórios S.T.A.R. para estudar um modelo 3D, criado por Ramon, do edifício. Enquanto procuravam por algo, os três descobriram que algo não devia estar na estrutura do local. Enquanto investigavam, eles encontraram alguns resíduos de táquions, resultados de viagem no tempo. Barry pressionou sua mão em uma parede e uma porta se abriu. Os três entraram em uma sala secreta e encontraram o traje do Flash Reverso a amostra. Barry encontrou uma matéria de um jornal, que dizia que o Flash havia desaparecido em uma crise.[49]

Barry, Cisco e Caitlin conversando com Gideon.

Barry leu uma parte da matéria para Caitlin e Cisco, descobrindo que ela havia sido escrita em 25 de Abril de 2024 e por Iris, que se chamava Iris West-Allen. Uma voz ecoou pela sala, o que assustou o trio. Quando Barry questionou se havia alguém lá, uma cabeça flutuante apareceu em sua frente, se apresentando como Gideon, uma inteligência artificial. Ela descreveu um pouco sobre a vida futura de Barry, dizendo que ele era o diretor da sessão forense do DPCC e o fundador de uma Liga, mas ela acabou sendo cortada pelo próprio Barry, questionando-a se ela conhecia "Wells". Gideon afirmou que sim, mas não compreendeu com a pergunta de "quem é ele de verdade". Ele descobriu que "Wells" havia vindo do futuro para matá-lo. Eles logo receberam uma notificação de que "Wells" havia entrado no prédio. Barry questionou-a do motivo de ele ter matado sua mãe, com a IA dizendo que "Wells" havia ficado "irritado". Embora houvesse mais perguntas, Barry usou sua velocidade para carregar Cisco e Caitlin e saírem da sala secreta.

No departamento de polícia, Eddie pediu a Barry para que ele perguntasse a Joe o motivo dele não dar sua bênção para ele pedir Iris em casamento. O time ajudou Cisco a ver seu "sonho" de forma melhor ao construir óculos que permitiram-o vê-lo mais propriamente. Enquanto Cisco estava em seu "sonho", o time descobriu a verdadeira identidade de Harrison Wells, que era chamado de Eobard. Alguns instantes depois, Eobard chamou-os dizendo que havia um incêndio em andamento. O Flash chegou até lá mas não sabia o que fazer, e então Eobard lhe disse para mover seus braços em alta velocidade.

Depois de sua missão, Barry voltou ao Laboratórios S.T.A.R., onde foi parado por "Wells". Ele disse que havia notado hesitação em Barry e o questionou do motivo, com ele dizendo que "estava com medo de não conseguir salvar todo mundo". "Wells" disse que a única pessoa que iria atrapalhar Barry de evoluir seria ele mesmo, e que ele precisava de mais confiança em si mesmo. Barry agradeceu e voltou para a casa de Joe, dizendo para seu pai adotivo que é estranho olhar para ele, mas que "chega a gostar dele" quando ele é gentil. Barry disse que eles deveriam recriar o "sonho" de Cisco, onde ele havia admitido que havia matado a mãe dele.

No Laboratórios S.T.A.R., onde eles haviam apreendido o Flash Reverso, o time encontrou o holograma do homem de amarelo, dizendo que se eles vissem Eobard e o velocista na mesma sala, eles não iriam suspeitar de que "Wells" era o próprio vilão. Cisco disse que havia revertido o campo de força, e agora nenhum velocista poderia entrar. Ele entrou para dentro e pediu para que Barry tentasse entrar, o que não deu certo e Barry foi arremessado para longe, dizendo que funcionava. Barry perguntou a Joe do motivo de não deixar Eddie a pedir em casamento, descobrindo que ele não queria que sua filha se casasse com o cara errado e que continuasse casada com ele devido a uma promessa, e que ela ama a Barry.

Barry recebeu uma mensagem de emergência de Iris e encontrou-a em seu laboratório no departamento de polícia. Iris lhe disse que tudo que acontecia de estranho na cidade era devido a explosão do acelerador de partículas, teorizando que o Flash havia ganhado seus poderes dessa explosão. Tentando deixá-la longe da verdade, Barry tentou dizer que havia um furo na teoria dela, já que ele foi atingido e "não" ganhou poderes.

Barry discutindo com Eobard.

À noite, o plano do time teve início. Barry e Joe se esconderam enquanto "Wells" confrontava Cisco. Ramon entrou para dentro do campo de força, mas "Wells" conseguiu também. Joe disparou nele e Barry conseguiu pegar quase todas as balas, mas uma conseguiu atingir "Wells". Porém, enquanto observavam o cadáver de "Wells" no chão, eles descobriram que aquele era Hannibal Bates se passando por Eobard. Eles ouviram a voz de Eobard através de um auto-falante, dizendo que ele está "sempre um passo a frente". Barry e o time conversaram com Eobard, que disse a eles que as vidas deles estavam melhores pelo que ele havia feito. Joe tentou obrigá-lo a dizer sua verdadeira identidade, mas Eobard negou-se. Barry tentou convencê-lo a dizer a verdade para a polícia para que seu pai fosse solto, mas Eobard disse que ele não queria matá-lo e que precisava dele, embora admitisse que havia gostado de trabalhar com o time ao longo dos anos. Barry pediu para confrontá-lo, mas Eobard disse que fariam isso em breve.

O Flash conversando com Iris.

Cisco alertou-o de que Eobard estava no Cofre do Tempo e Barry correu até lá, mas não encontrou nada além de sua cadeira de rodas abandonada e o manequim, onde estava o traje do Flash Reverso, vazio. Ele então percebeu que Eobard havia colocado câmeras em todos os lugares, desde o CCPN até o departamento de polícia e no laboratório de Barry, e ele disse que embora acreditassem que eles havia feito uma armadilha para Eobard, foi ele quem havia criado uma armadilha para eles. Barry voltou para o Córtex e revelou sobre as câmeras, e pediu para que Cisco ligasse para ele quando ele encontrasse Iris. Algum tempo depois, o Flash encontrou Eddie e Iris sendo atacados pelo Flash Reverso. No momento que chegou lá, Eobard havia capturado o detetive. Quando o Flash saiu para perseguir seu adversário, ele havia dado um choque elétrico nas mãos de Iris.[36]

Barry vendo Iris no Laboratórios S.T.A.R..

Depois do sequestro de Eddie, Barry procurou por ele em toda Central City, mas não foi capaz de encontrá-lo. Quando o Capitão Singh questionou onde Eddie estava, Barry e Joe mentiram dizendo que ele precisava de um tempo de folga para resolver uma questão familiar. Quando um carro de ouro estava sendo atacado por Eiling, o Flash foi até lá, mas acabou sendo controlado pelo seu adversário também. No Laboratórios S.T.A.R., Barry explicou o que aconteceu quando ele e seu time foram pegos de surpresa pela chegada de Iris, que havia descoberto a identidade de Barry na noite anterior. Barry explicou para ela que tentou dizer a ela sobre sua identidade múltiplas vezes, mas acabou não revelando pois Joe estava certo de que saber disto iria botá-la em perigo.

Grodd parando o ataque de Barry.

Mais tarde, Barry e o departamento de polícia fizeram uma armadilha para capturar Eiling. Eles conseguiram capturá-lo e prenderam-o em uma prisão meta-humano, descobrindo que ele estava sendo controlado por Grodd. Com a ajuda de Iris, eles descobriram que alguns trabalhadores que estavam nos esgotos haviam desaparecido, e Barry, Joe e Cisco desceram para procurar pelo gorila. Barry foi controlado e nocauteado enquanto Joe foi sequestrado. Cisco construiu algo para que Barry usasse e prevenisse de que ele fosse controlado por Grodd. Quando Iris gritou com ele dizendo que ele estava mentindo sobre sua identidade, Barry disse que também estava mentindo quanto aos seus sentimentos. Barry cortou a conversa e foi até os esgotos para se encontrar com Grodd. Barry tentou usar o soco super-sônico nele, mas falhou.

Grodd segurando o Flash.

Grodd arremessou o Flash em um trilho, onde a tecnologia que Barry usava para proibir que o gorila lesse sua mente quebrou-se. Grodd entrou na mente de Barry mais uma vez. Quando o trem estava se aproximando, Iris disse a Barry que ele conseguiria derrotar Grodd e salvar Joe. Inspirado pelas palavras de Iris, o Flash conseguiu se libertar do ataque de seu adversário e conseguiu sair da direção do trem a tempo. Ele então desafiou Grodd a atacá-lo e quando o gorila o fez, Barry usou sua velocidade para desviar e fazê-lo ser atingido por outro trem. Barry salvou Joe e libertou Eiling da prisão meta-humana. Barry conversou com Iris dizendo que foi ela quem o conseguiu ajudá-lo. Iris disse que ela tinha sentimentos por ele, mas Eddie é seu namorado e está desaparecido. Barry prometeu que faria de tudo para encontrá-lo.[50]

Depois de uma busca incansável, Barry disse para Iris que ainda não encontrou Eddie, mas prometeu que iria continuar. Barry foi chamado por Cisco depois que ele descobriu que Eobard usava sua cadeira de rodas para absorver a velocidade de Barry. Quando o acelerador de partículas foi ligado, eles perceberam que o motivo de não conseguirem encontrar Eddie ou Eobard era porque os dois estavam no Laboratórios S.T.A.R.. Quando abriram o acelerador de partículas, Eobard escapou e Barry foi atrás dele, apesar de seu inimigo ter conseguido escapar. Barry se desculpou por Eddie por não tê-lo encontrado mais cedo.

Barry explicou que precisavam tirar os meta-humanos do pipeline, afirmando que apesar deles serem perigosos, eles não mereciam morrer. Barry sugeriu transferi-los para uma prisão em Lian Yu. Desesperado, Barry pediu a ajuda de Leonard Snart. Ele concordou, mas com uma condição; apagar todo seu histórico criminoso, apesar de Joe ficar decepcionado com Barry. Eles colocaram os meta-humanos nos caminhões e usaram o dispositivo de Eobard para desativar seus poderes. Quando chegaram no hangar, os meta-humanos escaparam e começaram a atacar Barry, Cisco, Caitlin e Joe. Eles descobriram que foi Leonard Snart quem sabotou os dispositivos, permitindo a fuga dos metas. Leonard explicou que havia feito aquilo por agora todos lhe deverem um favor, acreditando que os meta-humanos poderiam ser úteis na Galeria de Vilões. Quando Barry o questionou do porque foi poupado, Snart contou que ele também o devia.

Flash, Arqueiro e Nuclear após vencerem o Flash Reverso.

Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry se sentiu culpado e começou a se questionar o que Oliver faria. Quando o acelerador foi ligado, Eobard apareceu no lado de fora dos Laboratórios S.T.A.R. e Barry foi confrontá-lo. Ao vê-lo cara-a-cara, Eobard contou que ele não poderia ser detido nem mesmo se Barry tentasse. De repente, Oliver e o Nuclear apareceram ao lado de Barry. Os dois velocistas se enfrentaram enquanto Oliver tentava atirar uma flecha contra Eobard. Barry foi arremessado na logo dos Laboratórios S.T.A.R., e Eobard usou seus braços para lançar o Nuclear para longe. Barry correu atrás dele e conseguiu pegá-lo, enquanto Oliver lutava contra Thawne após disparar uma flecha de nanites. Os dois voltaram e impediram Eobard de matar Oliver. Quando Eobard foi nocauteado, Barry agradeceu Oliver e Nuclear por ajudá-lo.[51] Algum tempo depois, Barry correu até Nanda Parbat e libertou a Equipe Arqueiro de uma cela. Quando Felicity pediu por ajuda para salvar Starling City, Barry disse que não podia, pois tinha uma conversa longa para fazer com Thawne.[52]

Com Eobard preso no pipeline, Barry o questionou do porque ter matado sua mãe. Eobard explicou que o odiava por algo que ele havia feito no futuro, e revelou que matar Nora não era sua intenção original, pois havia voltado 15 anos no passado para matar Barry quando criança. Ele continuou, dizendo que depois que o Flash do futuro pegou ele e levou para outro lugar, Thawne ficou tão enfurecido que descontou sua raiva em Nora. Eobard então revelou que poderiam ter tudo que sempre desejaram, explicando que ele poderia voltar no tempo e salvá-la enquanto Thawne voltaria para o futuro. Barry contou isto para a equipe, e todos concordaram com isso. Barry perguntou porque Joe apoiava isto, e ele explicou que, apesar de Barry ter sido um ótimo filho, ele desejava que crescesse com sua mãe e pai verdadeiro. Barry então revelou isto a Henry que, diferente de todos, foi contra devido as consequências da viagem no tempo.

Iris disse a Barry que sabia de um possível futuro deles se casarem e brincou que ela nunca foi fã de nomes hifenizados. Eobard explicou como Barry voltaria para a noite em que sua mãe foi assassinada, ele avisou Barry que ele poderia morrer se não atingisse a velocidade certa. Mais tarde, Barry foi informado de que, além de morrer, Barry poderia causar uma singularidade que poderia destruir a Terra e continuar mesmo depois que a Terra se fosse. Barry, junto com o resto da equipe, compareceu ao casamento de Ronnie e Caitlin antes de Barry se preparar para salvar sua mãe. Barry disse adeus a seus amigos e família adotiva. Barry foi então informado que ele tinha 1:52 segundos, caso contrário, uma singularidade se formaria. Eobard disse a Barry que ele tinha o futuro de ambos e então disse-lhe para correr.

Barry se despedindo de sua mãe.

Enquanto corria, Barry viu o passado, presente e o futuro antes de viajar de volta para a noite em que sua mãe foi assassinada. Quando Barry chegou à noite, Barry observou enquanto seu futuro eu lutava com Eobard. Seu eu futuro então sinalizou para ele ficar para trás e Barry desviou o olhar enquanto seu eu futuro resgatava seu eu mais jovem e Eobard assassinava sua mãe. Quando Eobard saiu, ele foi e disse a sua mãe que ele e seu pai estavam bem. Sua mãe olhou para ele, orgulhosa de seu filho, e Barry se despediu dela, antes que ela morresse na frente dele, suas últimas palavras sendo "Adeus, Barry".

Flash pulando na singularidade.

Barry voltou e quebrou a máquina do tempo de Eobard. Eobard perguntou por que ele não salvou sua mãe e teve tudo o que ele queria, e Barry respondeu a Eobard que ele já tinha. Barry e Eobard lutaram, embora Eobard rapidamente tivesse a vantagem. Quando Eobard disse que mataria seus amigos e familiares, Eddie atirou em si mesmo e Eobard caiu para trás. Cisco rapidamente percebeu que Eobard estava sendo eliminado da existência e antes que Eobard desaparecesse, o vilão disse a Barry que controlava sua vida por e se perguntou como ele iria continuar sem ele. Uma singularidade se formou no acelerador de partículas e a equipe saiu correndo. Enquanto observavam a singularidade comer Central City, Barry disse para a equipe que precisava tentar impedi-lo, mesmo com poucas chances de sucesso. Barry correu pela Central City e saltou em direção à singularidade.[15] Enquanto estabilizava a singularidade, Nuclear voou em direção à singularidade e Barry observou os dois se separarem, fazendo com que a singularidade se fechasse. Quando Martin Stein despencou no chão, Barry o segurou. Quando Caitlin chegou e descobriu que Ronnie não sobreviveu, Barry abraçou Caitlin e olhou para o céu.

Pelos próximos seis meses, Barry viveu na solidão, culpando as mortes de Eddie e Ronnie em si mesmo.[1]

Guerra contra Zoom

Conhecendo "Jay Garrick"

Depois de sua morte, Eobard Thawne deixou o Laboratórios S.T.A.R. para Barry em seu testamento.

Em uma cena de crime, Barry investigou a morte de Al Rothstein. Ele identificou que o homem havia sido morto por algo grande, mas garantiu a Joe que não foi Grodd o responsável pelo assassinato. Naquela noite, Barry limpou o Jitters, que estava parcialmente destruído pela singularidade. Iris apareceu e brincou dizendo que Barry deveria ser um empreiteiro, afirmando que havia notado que noite após noite, diveros prédios haviam sido reconstruídos. Barry a informou que não iria na celebração que a cidade havia feito para o Flash, mas ela tento convencê-lo de comparecer, afirmando que as pessoas deveriam conhecer o homem que salvou a cidade. Barry então disse qeu não era o homem que saiu da cidade, mas sim Nuclear.

Flash no Dia do Flash.

Apesar de hesitante, Barry decidiu aparecer na celebração "Dia do Flash" para receber a chave da cidade. Quando o Flash apareceu, as pessoas comemoraram. Enquanto pegava a chave, Esmaga-Átomo jogou um caminhão no prefeito, mas o Flash foi capaz de salvá-lo a tempo. Depois que o Esmaga-Átomo aumentou de tamanho, o Flash jogou dois tanques explosivos no meta-humano, que foram estourados por Joe. Quando eles explodiram, a máscara do meta-humano caiu, revelando que aquele era Al Rothstein. Depois disto, o Esmaga-Átomo fugiu, deixando Barry e Joe para trás, surpresos.

Enquanto trabalhava no DPCC, Barry recebeu a visita de um advogado, que estava lá para conversar com ele sobre o testamento de "Harrison Wells". Ele entregou um pendrive, que continha um vídeo deixado pelo homem antes de sua morte. Barry se recusou a assistir a gravação. Ele recebeu um alerta de invasão nos Laboratórios S.T.A.R., onde encontrou a Equipe Flash reunida. Quando o Esmaga-Átomo foi localizado, o Flash foi ao encontro do meta-humano, mas deixou seu dispositivo de comunicação para trás. Depois de atingi-lo algumas vezes, o Esmaga-Átomo aumentou de tamanho e derrotou Barry com facilidade. Cisco disparou os alarmes da fábrica onde a luta aconteceu, permitindo que Barry fugisse aos Laboratórios S.T.A.R., onde desmaiou.

Ao acordar, Joe explicou para Barry que ele não podia se culpar pelas mortes de Eddie e Ronnie, já que todos da equipe estavam envolvidos, incluindo eles mesmos. Barry então foi até Caitlin, onde se desculpou por deixá-lo morrer. No entanto, Caitlin garantiu que não era culpa dele, mas sim sua, aafirmando que havia recebido a oportunidade para ir embora da cidade com seu esposo, mas havia recusado. Os dois assistiram ao vídeo deixado por Eobard, e Barry se animou ao ver que o vídeo era nada menos que a confissão da morte de Nora, o que iria permitir que Henry fosse solto da prisão. Eles voltaram aos Laboratórios S.T.A.R., onde Barry disse aos seus amigos que a única forma de derrotar o Esmaga-Átomo era sendo uma equipe.

Usando um holofote em forma de relâmpago, Barry chamou a atenção do Esmaga-Átomo. Os dois foram até uma usina nuclear, onde o Flash prendeu o vilão em uma câmara, fazendo-o absorver mais radiação. Barry questionou Esmaga-Átomo porque ele queria matá-lo, e o meta-humano revelou que um homem chamado "Zoom" prometeu levá-lo para casa caso o matasse. No dia seguinte, Barry foi tirar seu pai da prisão e os dois se abraçam alegremente. Voltando para a casa West, eles celebraram com uma festa surpresa. Barry conversou com Henry, que revelou que iria embora da cidade, para a grande tristeza de Barry. No Laboratórios S.T.A.R., Barry viu uma nova atualização em seu traje; o emblema vermelho de seu peito havia sido substituído por uma cor branca. Eles foram interrompidos pela chegada de Jay Garrick, que alertou a Equipe Flash a respeito do perigo de Zoom.[1]

Jay explicou que quando a singularidade foi aberta, uma brecha entre seus mundos foi aberta, e ele acabou indo parar lá. Jay revelou que ele era o Flash de seu mundo, e contou que havia perdido seus poderes ao chegar naquele universo. Barry não acreditou em suas palavras e pediu para que ele fosse testado, afirmando ao homem que se ele estivesse mentindo, Zoom não seria seu único inimigo. Enquanto Jay era analisado por Caitlin, Martin explicou a teoria do multiverso para a Equipe Flash. Barry decidiu prender "Jay" no pipeline até que eles pudessem descobrir se ele estava dizendo a verdade. Cisco contou para Barry sobre um incêndio e o Flash foi até lá, conseguindo apagá-lo. No entanto, momentos depois, ele foi atacado por Eddie Slick. Barry tentou atacá-lo, mas o meta-humano fugiu graças ao uso de seus poderes.

No dia seguinte, Barry retornou a cena do crime como forense do DPCC. Barry deduziu que o fogo havia sido causado por outra pessoa, e lá ele também conheceu Patty Spivot, que afirmou ser uma grande fã do trabalho dele como forense. Patty então pediu um conselho para Barry sobre como lidar com Joe. Ele voltou aos Laboratórios S.T.A.R., onde "Jay" concedeu informaçõe sobre o meta-humano que estavam atrás: o Demônio da Areia. No entanto, Barry continuou se recusando a acreditar nele e pediu para que ele fosse levado para sua cela. Quando Eddie Slick foi capturado pelo DPCC, eles descobriram que aquele não era o Slick que procuravam. Quando Cisco informou a todos que Jay estava certo, Barry relembrou que eles não sabiam nada sobre Zoom. Depois que Barry pediu para todos serem cuidadosos, Iris relembrou a Barry que nem todos eram igual a Eobard Thawne, e ele tinha que confiar nos outros.

Flash e "Jay Garrick" indo até Patty.

Depois que Eddie Slick sequestrou Patty Spivot, Barry foi até Jay e pediu por sua ajuda. O homem informou-o que a única forma de derrotar o meta-humano seria jogar um relâmpago nele. Em seguida, Barry treinou tal habilidade por uma hora, mas sempre errava de alvo. Jay o aconselhou a ir devagar para poder atingir seu alvo com precisão. Cisco e Martin Stein relataram aos dois sobre o paradeiro de Slick. Barry então disse que eles poderiam distrair Slick com Jay, já que Slick não sabia que Jay perdeu seus poderes. A equipe devolveu o elmo de Jay Garrick e os dois Flashs se uniram para salvar Patty. Enquanto Jay distraía Slick, Barry salvou Patty de uma bomba de concussão. Quando Slick agarrou "Jay" pela garganta, Barry correu em círculos ao redor de Slick e lançou um raio com sucesso em sua direção, transformando-o em vidro e se espatifando. Mais tarde, Barry pediu desculpas a Jay por não confiar nele por causa de um ex-mentor. Mais tarde, Martin Stein disse à equipe que a brecha mais significativa foi nos Laboratórios S.T.A.R., mas logo depois, Martin entrou em colapso e caiu no chão.[5]

Problemas da família Snart

Equipe Flash vendo uma brecha nos Laboratórios S.T.A.R..

Enquanto trabalhava no DPCC, Barry recebeu uma ligação de Iris, que pediu por sua ajuda. Barry ouviu barulho de tiros, e ela informou-o que estava na Torre Baldwin. Barry a aconselhou a pular de uma janela, e quando Iris fez isto, o Barry correu até lá e a salvou. Depois de levá-la para um lugar seguro, Barry a aconselhou que nenhuma matéria era mais importante que sua vida, e em seguida prendeu os homens que a atacaram. Nos Laboratórios S.T.A.R., a Equipe Flash investigou uma brecha aberta no porão do complexo. Barry tentou atravessá-lo, mas foi rejeitado. A equipe deduziu que havia um corredor entre os portais que se movia continuamente, portanto, eles precisam criar um "canhão de velocidade" para atravessá-lo.

No dia seguinte, na grande reabertura do CC Jitters, Barry ficou chocado quando soube que uma bebida foi batizada em sua homenagem. Barry encontrou Patty e eles conversaram brevemente. Lisa Snart então esbarrou na equipe, informando que Snart havia sido sequestrado e pediu a ajuda do Flash. Nos Laboratórios S.T.A.R., o Flash perguntou a Lisa por que eles deveriam confiar nela, já que já foram enganados por Leonard aanteriormente. Quando Cisco rastreou Snart, o Flash disse a Lisa que eles veriam se ela estava mentindo e foi até lá. Quando Barry chegou, ele encontrou Snart, embora ele parecesse bem. Quando Barry disse a Snart que sua irmã achava que ele foi sequestrado, Snart o congelou. Barry foi então apresentado ao pai de Snart e os dois fugiram com plantas. Cisco então usou o fio térmico no novo traje de Barry para derreter o gelo.

Barry conversando com Leonard Snart.

Barry voltou e disse a Lisa que Leonard não foi sequestrado e estava trabalhando com seu pai. Quando a equipe perguntou por que eles deveriam confiar nela pela última vez, Lisa mostrou a eles uma cicatriz que foi dada a ela por seu pai. Barry abordou Leonard em um bar e perguntou por que ele estava trabalhando com um homem que desprezava. Barry foi informado de que as coisas eram complicadas, mas Barry perguntou o que havia de errado para que ele pudesse ajudar. Barry disse a Snart que ele podia ter um código de honra agora, mas seu pai não, não deixando outra escolha a não ser impedir os dois. Snart lembrou a Barry que ele ainda poderia revelar seu segredo e deixou Barry para pagar sua conta. Mais tarde, Barry foi informado por Joe que mentiu sobre sua esposa porque ela nunca morreu. Barry garantiu a Joe que era melhor, já que Iris pode ter trilhado o caminho errado com Francine West, dando a Leonard Snart como exemplo. Barry então disse a Joe que ele ainda deveria contar a verdade a Iris. No dia seguinte, Barry, Joe e Patty investigam um corpo que foi decapitado. Patty perguntou se poderia ter sido por um meta-humano, mas Barry disse a ela que não era. Barry então rapidamente descobriu que Leonard só estava trabalhando para seu pai porque Lewis plantou termite em Lisa. Barry contatou a equipe, que descobriu que Lisa foi realmente injetada com termite.

Quando Barry e Caitlin começaram a procurar a termita com um ímã, Cisco pediu para que eles parassem, pois isto poderia ativá-la. Enquanto Cisco disse à equipe que procuraria uma maneira de extrair o termita, Barry disse que deveria se voluntariar para substituir o novo cara de tecnologia de Lewis Snart. Barry se encontrou com Leonard e lhe contou seu plano. Quando seu pai chegou, Barry se apresentou como "Sam" e se ofereceu para se juntar à equipe. Para provar a si mesmo, Barry disse a Lewis que ajudou seu filho a roubar o Diamante da Dinastia Khandaq no ano anterior. Barry, Lewis e Leonard chegam para um assalto. Quando seus documentos de identidade estavam falhando, Barry disse aos seguranças que eles deveriam deixá-los ir antes que os gerentes começassem a fazer reclamações sobre os banheiros entupidos.

Flash confrontando Lewis e Leonard.

Quando eles chegaram ao vigésimo sétimo andar, eles encontraram dois guardas de segurança e Barry correu para subjugá-los enquanto Leonard e Lewis discutiam. Depois que Barry destrancou a fechadura de segurança, Lewis disparou uma bala em Barry, embora Barry tenha pegado a bala e fingido ter sido baleado. Antes que Lewis e Leonard pudessem fugir, Barry interviu. Lewis disse a Leonard para disparar sua arma fria contra ele ou Lisa morria. Barry disse a Lewis que a bomba foi extraída e ficou chocado quando Leonard matou seu pai. Enquanto Leonard olhava para seu pai, Barry pegou a arma fria de Leonard, deixando-o para ser preso. Barry fez uma visita a Leonard em Iron Heights, dizendo a ele que tinha algo de bom dentro de si. Quando Barry deixou Iron Heights, Joe disse a ele que o último seguiu seu conselho sobre disse a Iris de Francine. No Jitters, Barry encontrou Patty mais uma vez e recebeu o número dela. Nos Laboratórios S.T.A.R., a equipe descobriu que Jay Garrick completou o "canhão de velocidade". Antes de ele sair, a equipe conseguiu convencê-lo a ficar até derrotar o Zoom.[53]

Encontrando um novo Nuclear

Barry e sua equipe ajudaram Martin Stein depois que ele colapsou novamente. Depois que Cisco usou o estabilizador que Eobard usava em sua cadeira de rodas, Barry foi informado que o estabilizador seria transferido para uma bengala. Barry foi então informado por Caitlin que esta encontrou candidatos potenciais que poderiam ser compatíveis com Stein. Barry então correu até os dois, pegando rapidamente amostras de sangue deles para Caitlin examinar se eles eram realmente compatíveis com Stein.

Mais tarde, Patty Spivot contou a Barry sobre o avistamento de um "homem-tubarão". Quando Patty perguntou se eles poderiam trabalhar no caso juntos, Barry disse a ela que não gostava de meta-humanos, embora tivesse dito que faria testes no dente de tubarão. Barry foi então chamado de volta aos Laboratórios S.T.A.R., onde debateu com Caitlin sobre quem era mais compatível com Stein. Barry apontou que Jefferson Jackson tinha os atributos físicos e seus alelos eram mais compatíveis do que Henry Hewitt. Caitlin disse a Barry que Hewitt era um cientista e alguém que estava tentando fazer algo por sua vida. Barry e Stein foram até Jackson, dizendo que eram de uma agência que coletava dados sobre todos os afetados pelo acelerador de partículas. Jefferson disse que não gostava de falar sobre aquela noite, pois sua vida desmoronou por causa disso. Barry deu-lhe o número e pediu-lhe que pensar nisso. Quando Barry e Stein voltaram para os Laboratórios, eles encontraram Hewitt. Quando Stein e Hewitt fizeram uma tentativa de fusão, eles não tiveram sucesso. Jax mais tarde aceitou sua oferta e chegou aos Laboratórios S.T.A.R., onde Barry revelou que eles não podiam consertar seu joelho.

Flash vendo Nuclear enfrentar Henry Hewitt.

No entanto, eles explicaram a Jax que ele poderia ser um herói, mas o homem foi embora depois de lhe contar que teria que se fundir com Stein. Depois que Caitlin criticou duramente a decisão de Jax em ser um herói, Barry disse que aquela não era uma decisão que poderia se tomar da noite para o dia sem pensar primeiro. Mais tarde, Barry explicou a Patty que o "dente de tubarão" que encontraram tinha traços de DNA humano. Joe revelou para Barry que ele sabia que gostava de Patty, dizendo a ele que Spivot era uma ótima mulher, mas não era Iriss. Depois que Henry Hewitt enlouqueceu e começou a atacar a cidade, a equipe encontrou denúncias sobre ele. Jax aceitou seu destino como Nuclear, e então ele, Flash e Stein foram confrontar Hewitt. Eles conseguiram escapar de seus ataques até que ele se tornou instável e queimou. Flash e Nuclear então levaram Hewitt para o pipeline.

Tubarão-Rei tentando devorar o Flash.

No dia seguinte, a equipe se despediu de Stein e Jax, que estavam indo embora para Pittsburgo. Naquela noite, o Flash assistiu Patty de uma distância. Ele então foi atacado pelo homem-tubarão, que segurou o herói em suas mãos enquanto afirmava que Zoom o queria morto. Quando Patty viu a cena, ela atirou contra o tubarão, fazendo-o largar o Flash. De repente, o homem-tubarão foi atingido por um homem encapuzado. O Flash o seguiu e retirou seu capuz, revelando-o ser Harrison Wells.[10]

Conhecendo Harrison Wells da Terra-2

Barry levou Harrison Wells da Terra-2 aos Laboratórios S.T.A.R., onde questionou o homem se ele tinha alguma prova de que era da Terra-2. Harry então mostrou uma mochila com os itens que Martin Stein havia jogado pela brecha alguns dias atrás. Cisco perguntou se poderiam confiar nele, e Barry revelou que Wells havia salvo sua vida. Barry o questionou do porque ter salvo sua vida, e o homem revelou que pretendia ajudá-lo a derrotar Zoom. Quando Joe apareceu, ele atirou contra Wells da Terra-2, acreditando que ele era Eobard Thawne. Barry salvou a vida de Wells e em seguida conversou com Joe, pedindo ao máximo para que ele resistisse para não matá-lo.

Barry, Cisco e Harry estudando a Dra. Luz.

Mais tarde, Barry levou Ciscom ao Jitters. Os dois foram interrompidos por Patty, que pediu por informações do Tubarão-Rei. Patty pediu ajuda, mas Barry disse que estava ocupado. Depois que Patty saiu, Cisco perguntou porque ele não a convidou para sair, e Barry então o perguntou quando havia sido a última vez que ele pediu o telefone de umaa garota. Cisco tentou pedir o número de Kendra Saunders, mas ela negou. Cisco então informou que havia uma meta-humana no Banco de Central City, e então o Flash foi até lá. Ao chegar, a Dra. Luz atacou inocentes para poder escapar. Nos Laboratórios S.T.A.R., Wells explicou que a vilã era uma pequena ladra na Terra-2. Ele sugeriu capturá-la para usá-la como isca contra Zoom. Jay entrou e afirmou que o cientista era insano, explicando a Barry que a Dra. Luz não era uma assassina e ele poderia conversar com elaa. No DPCC, Barry convidou Patty para um encontro, o que ela aceitou.

Barry em um encontro com Patty.

Quando a Dra. Luz foi encontrada, Barry foi té ela. Ao encontrá-la, ele disse que poderia protegê-la de Zoom. No entanto, a Dra. Luz explicou que ninguém poderia protegê-la de Zoom e jogou uma luz em Barry. Ele pediu para ter uma conversa normal, o que ela concordou. Quando a Dra. Luz retirou sua máscara, Barry se chocou ao ver que aquela era a sósia da Terra-2 de Linda Park. Depois de dizer seu nome, ela usou seus poderes e fugiu. Ele foi examinado ao voltar para os Laboratórios S.T.A.R., onde descobriu que estava cego temporariamente. Barry decidiu cancelar o encontro com Patty, mas Iris o aconselhou do contrário. Usando um óculos especial criado por Cisco, ele foi ao encontro enquanto era guiado por ele. Embora ele tenha continuado com o encontro sem problemas, Patty finalmente disse a Barry que ela sabia que ele era cego. Barry disse a Patty que ele teve suas pupilas dilatadas antes e não queria cancelar. Após o encontro, os dois se beijam e Barry recuperou a visão, elogiando o vestido de Patty. Os dois foram então chamados para reportar ao Central City Picture News depois que Eric Larkin foi morto pela Dra. Luz.

Nos Laboratórios S.T.A.R., Jay se desculpou com Barry, pois nunca pensou que a Dra. Luz mataria alguém. Depois que Wells discutiu com Jay, os dois brigaram, embora Barry os tenha impedido. Depois que Barry disse a Wells que havia recuperado a máscara da Dra. Luz, Wells revelou à equipe que Cisco era um meta-humano. Barry perguntou por que Cisco nunca contou a eles e Cisco disse à equipe que ele iria, eventualmente. Após tentativas fracassadas de usar seus poderes para localizar a Dra. Luz, Wells forçou Cisco. Cisco disse a Barry que a Dra. Luz estava tentando deixar a cidade na estação de trem. Barry saiu e a confrontou mais uma vez. Depois de evacuar a estação ferroviária, ele perguntou como poderia pará-la. Wells disse a ele para confundir a Dra. Luz criando miragens de velocidade. Barry disse a Wells que ele não era capaz, mas foi informado que se ele pudesse viajar no tempo, ele não teria nenhum problema em criar as pós-imagens.

Barry continuou e criou miragens de velocidade, mas a Dra. Luz enviou uma explosão de luz ao redor delas, jogando Barry para longe. Barry disse que ele não podia fazer isso, mas Jay disse que sim. Barry continuou a criar as pós-imagens mais uma vez e derrubou a Dra. Luz. Depois de prendê-la no pipeline, Barry disse a eles que deveriam ouvir Wells e usar Linda como isca. Um Jay frustrado disse a eles mais uma vez que eles não podiam confiar em Wells, pois ele tinha tantos segredos quanto aquele que eles conheciam. No Jitters, depois que Caitlin sugeriu que Cisco deveria ter um apelido, Barry sugeriu o nome "Vibro".[54]

Primeira luta contra Zoom

Flash conversando com Dra. Luz.

O Flash se encontrou com a Dra. Luz no pipeline, onde ela explicou seu plano de matar sua sósia da Terra-1 para poder fugir de Zoom. Ele descobriu que o velocista seria avisado da morte do herói quando seu emblema fosse jogado por uma brecha. Então, ele pediu por sua ajuda para enganá-lo, o que ela concordou apesar de hesitar brevemente. Ao contar seu plano para a equipe, Harry revelou que havia criado um soro que iria bloquear a velocidade dele. Ele recebeu uma mensagem de Patty, e então ele e Joe voltaram ao DPCC.

No DPCC, Patty perguntou se Joe a tirou de um caso devido ao seu beijo, o que Barry não acreditou ser já que nunca havia contado isto a ele. Quando a Dra. Luz fugiu dos Laboratórios S.T.A.R., o Flash correu até lá, mas havia chegado tarde demais. Temendo que ela iria atrá de Linda novamente, ele pediu para que ela fosse levada até sua casa por segurança. Barry e Joe discutiram sobre como poderiam lidar com Zoom. Barry relembrou Joe de como ele sempre dizia que, às vezes, era melhor jogar na ofensiva do que na defensiva, mas ele explicou que dizia aquilo na época em que ele jogava futebol. Na casa de Iris, Barry sugeriu usarem Linda para atrair Zoom, mas percebeu que havia sido uma péssima ideia logo em seguida. No entanto, Iris acreditou que poderia funcionar.

Flash conversando com Linda Park.

Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry, como Flash, cumprimentou Linda. Em seguida, eles a testaram para usar luvas especiais que iriam replicar os poderes da Dra. Luz. Eventualmente, depois de algumas tentativas, Linda foi capaz de passar no teste, mas ainda era um pouco atrapalhada que sua sósia. Em seguida, Joe disse para Barry que Linda não estava pronta, mas ele acreditava diferente. Naquela noite, o Flash visitou Linda na casa West. Ela afirmou que não estava pronta, mas o Flash disse o contrário, acreditando firmemente que ela era uma das pessoas mais fortes que conhecia. Quando ela questionou como ele sabia disso, o Flash tirou sua máscara, revelando sua identidade.

No dia seguinte, no DPCC, Patty convidou Barry para outro encontro, mas ele disse que estaria ocupado naquela noite e perguntou se poderiam remarcá-lo para o dia seguinte, o que ela concordou. À noite, o Flash e Linda fingiram lutar entre si, "combate" no qual Linda saiu vitoriosa. Ela arremessou o emblema do Flash por uma brecha, mas Zoom não apareceu. Quando o plano falhou, Wells, que estava escondido com Joe, saiu enfurecido. Barry explicou para Joe que as últimas palavras de Eobard em seu vídeo (no qual o velocista afirmou que Barry nunca seria feliz), o atormentavam todas as noites. Joe o aconselhou a ignorá-lo e pensar em coisas que o faziam feliz. Ele voltou para o DPCC e então beijou Patty, o que a deixou confusa.

Zoom segurando o corpo do Flash.

Mais tarde, a Equipe Flash foi alertada de que Zoom sequestrou Linda. Eles encontraram-os no telhado dos Laboratórios S.T.A.R.. Ao chegar lá, Zoom soltou Linda da beirada do prédio. O Flash correu ao solo e usou seus braços para desacelerar sua queda. Ao pegá-la, ele a aconselhou que fugisse. Quando Zoom o encontrou, os dois se encararam antes de começar a batalha. O Flash arremessou um raio no velocista, que pegou o disparo e o jogou de volta a Barry. Barry então fez uma tentativa de queda livre para conseguir velocidade igual, embora Zoom ainda se saiu sobre melhor. Zoom começou a bater em Barry e quebrou sua coluna. Quando Wells tentou atirar em Zoom com o soro de amortecimento de velocidade, Zoom o pegou e o usou contra Barry. Zoom então arrastou Barry para o Central City Picture News e DPCC, anunciando que seu herói havia sido derrotado. Barry foi arrastado de volta para os Laboratórios S.T.A.R., onde Zoom enfiou suas garras no abdômen de Barry, deixando-o inconsciente. Quando Barry acordou, disseram que Linda havia partido para Coast City. Barry então disse à equipe que não conseguia sentir suas pernas.[21]

Retorno de Grodd

Após sua batalha contra Zoom, Barry começou a usar uma bengala para se locomover, além da antiga cadeira de rodas de Thawne. Ele perguntou a Caitlin quanto tempo iria levar para voltar a correr, mas ela o garantiu que estava quase completamente curado. Quando Wells contou que estaria voltando para sua Terra, Caitlin tentou impedi-lo, mas Barry disse para deixá-lo ir. Barry recebeu uma ligação de Patty, que se ofereceu a levar canja para ajudá-lo em sua "gripe", mas ele agradeceu e recusou educadamente. Barry tentou correr em uma esteira, mas se lembrou de sua derrota nas mãos de Zoom e caiu. Quando Joe perguntou o que havia acontecido, Barry contou que não sabia se conseguiria superar sua derrota violenta, acreditando que a cidade acreditava que ele não era forte o bastante para protegê-la.

Mais tarde, Joe apareceu e alertou Barry e Cisco de que Grodd havia voltado. Temendo que Caitlin estivesse em perigo, os dois começaram a procurar por ela e perceberam que Caitlin havia deixado a instalação acompanhada por Grodd, que estava a controlando mentalmente. Barry, Cisco e Joe foram para o lado de fora, mas os dois já haviam desaparecido de vista. Barry voltou a correr na esteira, mas parou por estar cansado. Ele então viu Henry e o abraçou alegremente. Depois de ser analisado por ele, os dois começaram a conversar, recapitulando suas vidas nos últimos meses. Henry o aconselhou a desacelerar de vez em quando para se lembrar de quem era. Eles foram interrompidos quando Cisco informou-os que haviam localizado Grodd. Quando Wells, vestindo o traje de Flash Reverso, apareceu, Barry o atacou, mas Cisco explicou que iriam usá-lo para enganar Grodd.

Enquanto Cisco e Wells procuravam por Caitlin, Henry conversou com seu filho sobre o que aconteceu com Zoom. Ele disse que, embora a cidade não acreditasse nele, ele passaria por tudo como passou quando foi acusado do assassinato de Nora. Barry foi informado de que ele precisava aceitar isso e acreditar em si mesmo para passar por qualquer coisa. Barry também foi informado de que acreditar em sua inocência quando era apenas uma criança lhe deu toda a esperança de que precisava. Quando Wells e Caitlin voltaram, Wells sugeriu que eles deveriam enviar Grodd por uma brecha que o traria o mais próximo de casa que ele poderia estar.

Flash empurrando Grodd por uma brecha.

A equipe fez com que Caitlin atraísse Grodd e assim que Grodd chamou sua atenção, Barry a tirou do caminho. Ele disse a Grodd que se ele quisesse pegá-la, teria que pegá-lo primeiro. Barry então correu até a brecha. Quando Grodd apareceu, Barry teve lembranças de sua derrota e foi atingido por Grodd, sendo preso pelo gorila sobre seus pé. Enquanto Caitlin conversava com Grodd, Barry correu pela cidade e atingiu Grodd, empurrando-o em direção da brecha. Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry perguntou Cisco se ele poderia fazer com que um anel carregasse seu traje.

Na casa de Joe, Barry, Iris e Joe mostraram as fotos de Barry quando criança. Quando Joe contou para Barry que Patty não acreditava em sua história, Henry perguntou se ela era sua namorada. Barry disse que conversariam no caminho da rodoviária. Mais tarde, no DPCC, Barry explicou que tinha mentido porque seu pai estava na cidade, temendo que ela não pudesse gostar dele. Patty disse a Barry que ela não era esse tipo de pessoa e que ele deveria ter dado mais crédito a ela, mas Patty disse que ele deveria ter dado mais crédito a si mesmo. Barry e Patty então se beijaram.[55]

Vandal Savage

Flash correndo para pegar uma faca.

Determinado a derrotar Zoom, Barry continuou a procurar por uma forma de aumentar sua velocidade. No entanto, ele logo percebeu que não estava conseguindo se tornar mais rápido. Ele então foi embora para se encontrar com Patty. No dia seguinte, Barry, Joe e Patty analisaram fotografias de um assassinato ocorrido nas docas da cidade, que haviam sido cometidos por um único homem. Enquanto continuava a analisar o caso, Barry recebeu um alerta de problema de Cisco. O Flash correu ao Jitters, onde encontrou ele e Kendra sendo confrontados por um homem misterioso, que também era o responsável pelos assassinatos realizados na cidade. Flash o derrubou, mas o homem se levantou e jogou uma faca na direção de Cisco, mas Barry foi capaz de pegá-la. Cisco ficou contente por isto, e acabou revelando a identidade de Barry acidentalmente.

Flash conversando com a Equipe Arqueiro.

Barry a levou aos Laboratórios S.T.A.R., onde a Equipe Flash decidiu protegê-la do indivíduo. Enquanto lá, Barry notou que as adagas usadas por ele eram extremamente antigas. Cisco contou que ele chamava Kendra de "princesa Chay-Ara", e parecia conversar com ela como se a conhecesse, apesar de Kendra insitir que nunca tivesse deixado o país. Sabendo que a polícia não poderia proteger Kendra, Barry decidiu pedir a ajuda de Oliver e a Equipe Arqueiro. Barry salvou Oliver, Thea Queen e John Diggle de Damien Darhk e seus soldados da C.O.L.M.É.I.A.. O Arqueiro Verde perguntou se ele estava lá para protegê-los, mas o Flash negou, e revelou que precisava de ajuda para proteger uma amiga.

Barry e a Equipe Arqueiro foram até a nova Flecha-Caverna, onde ele notou o traje sem mangas de Oliver e perguntou se ele sentia frio, o que ele negou. Quando Thea pediu por uma descrição do cara atrás de Kendraa, Barry usou suas habilidades para desenhá-lo. Felicity usou o desenho e encontrou uma fotografia do indivíduo, mas notou que a foto era de 1975, o que deixou Barry confuso, já que ele teria que ter 80 anos atualmente. Quando Oliver começou a ficar nervoso enquanto interrogava Kendra, Barry interviu, pedindo para que pegasse mais leve. No entanto, Oliver afirmou que ele teria que ter feito tais perguntas antes, e que ao levá-la a Star City havia colocado todos em perigo. Felicity recomendou que saíssem para se acalmar.

No apartamento de Oliver, Barry e Felicity conversaram sobre a mudança de suas vidas. Em seguida, ele conversou com Oliver, notando que ele estava diferente do que anos atrás. Os dois então se desculparam, e Oliver disse que havia ficado alegre por ter pedido ajuda, demonstrando um sinal de maturidade. Depois de um brinde, Barry garantiu a Cisco que Kendra ficaria bem. Cisco então revelou a visão que teve de Kendra, que usava asas. Durante a conversa, o homem atacou a festa. Barry entregou o arco e aljava de Oliver a ele, e então uma luta começou. O homem arremessou facass em todos, mas Barry conseguiu pegá-las, mas acabou sendo atingido. Depois que Oliver atirou duas flechas, Thea interviu e atirou no peito do homem, derrubando-o da sacada. Para a surpresa de todos, o homem havia desaparecido.

Na Flecha-Caverna, o grupo tentou encontrar formas de localizá-lo, e Barry sugeriu usar os poderes de Cisco. De repente, as luzes se apagaram e então Malcolm Merlyn (acompanhado por alguns membros da Liga dos Assassinos) apareceu. Ele informou aos heróis o nome do invidíduo, Vandal Savage, e explicou que ele era um homem imortal. Ele garantiu que não conseguiriam salvá-la, mas Barry. disse que ele estava errado e iriam ajudá-la. Mais tarde, quando o Gavião Negro sequestrou Kendra, o Flash e Arqueiro Verde se uniram para encontrá-lo. Ao achá-lo, os dois trabalharam juntos e conseguiram derrotá-lo.

Barry e Oliver interrogando Carter Hall.

Os heróis levaram-o até a Flecha-Caverna, onde o questionaram, mas ele só estava interessado em Kendra, a quem se referia como Chay-Ara. Ao ser questionado, o homem se identificou como Carter Hall, mas revelou que ele era realmente o Príncipe Khufu, e ele e Chay-Ara eram amantes que reencarnaram ao longo dos séculos após suas mortes para se encontrarem em cada vida. Carter também revelou que Savage, por séculos, caçou Kendra e a si mesmo e os matou 206 vezes, já que sua força vital estava ligada à dele, e cada vez que ele os matava, ele se tornava mais forte com sua imortalidade e cura reforçada. Barry estava confiante de que eles poderiam matar Vandal, mas Malcolm chegou novamente para informá-los que Savage havia partido e agora estava procurando pelo Cajado de Hórus, o que o tornaria quase impossível de derrotar. Carter sugeriu que ele pudesse mostrar a Kendra como ativar seus poderes e memórias.

Indo para o topo de um prédio, Carter sugeriu que Kendra pule para desbloquear seu potencial. Quando ela começou a hesitar, Carter a empurrou apenas para que Barry a salvasse. Quando ele sugeriu que tentasse novamente, Barry e Cisco recusaram. Oliver então puxou Barry de lado e perguntou por que ele estava agindo daquela maneira, com Barry admitindo que ele sentia que as regras de como eles impediam o mal mudaava frequentemente e como mesmo com poderes ele ainda se sente impotente. Oliver disse a Barry, no entanto, que ele já tinha feito o suficiente e depois de fazer uma piada sobre Kendra dando-lhe uma "carona" de volta para Central City, eles perceberam que era onde o cajado estava localizado depois de lembrar que Kendra se sentia atraída para Central City e chegou à conclusão que ela e Carter eram atraídos pelos itens. Felicity localizou o cajado em uma igreja em Central City. Oliver e Barry foram até lá para tentar parar Savage, apenas para ele vencê-los. Oliver e Barry tentaram tirar o cajado de Savage apenas para ele dominar seu poder. Savage começou a explodir a igreja usando o bastão, com Barry correndo com ele e Oliver para a segurança. Duvidando Savage se explodiu, os dois consideraram a situação atual um empate.[56]

Flash fugindo de uma explosão de magia.

Quando Malcolm Merlyn fez uma reunião para negociarem a derrota de Savage, Barry acabou se atrasando para o encontro. Enquanto corria até lá, ele viu uma versão de si mesmo o acompanhando, indicando que iria viajar no tempo em algum momento naquele dia. Savage ordenou que Kendra e Carter fossem entregues, ou então Central e Star City seriam destruídas. Enquanto Cisco desenvolvia luvas especiais para usarem com o Cajado de Hórus, Barry e Oliver foram até Kendra e Carter. Na hora do encontro, com as luvas prontas, os poderes de Kendra não funcionam e Vandal mata ela e Carter, absorvendo sua força vital e se tornando quase impossível de se vencer. Barry tentou usar o cajado contra Vandal, junto com Oliver, mas isso não funcionou. Oliver recomendou que Barry fugisse, e ele o fez logo quando Vandal explodiu Central City, matando todos na cidade. Barry acabou correndo tão rápido que voltou no tempo, indo parar momentos antes do início da reunião com Merlyn.

Com medo de que a linha do tempo fosse alterada, Barry tentou fazer tudo que havia acontecido na linha do tempo anterior, mas informou a todos que a luva não iriam funcionar. Eventualmente, Barry revelou para Oliver que havia viajado no tempo, e mais tarde para todos. Cisco conseguiu fazer com que Kendra dominasse seus poderes, e então eles se prepararam para o combate. Desta vez, o Flash e Arqueiro Verde confrontaram Savage com toda a Equipe Arqueiro. Eles conseguiram usar o cajado para transformar Vandal em cinzas, dando um fim a sua ameaça, ao menos naquele momento.[57]

Retorno do Flash Reverso

Enquanto procurava por novas formas de derrotar Zoom, um meta-humano chamado Russell Glosson surgiu. O Flash tentou impedi-lo de roubar os diamantes Vandervoort no DPCC, mas o criminoso escapou. Ao descobrir seu próximo ataque, Barry e sua equipe vão o museu da cidade para impedi-lo, e também convidou Patty para a missão. Quando Glosson apareceu, Barry tentou impedi-lo, mas ele jogou um lustre em Patty, fazendo com que o Flash a empurrasse para longe e fosse atingido em seu lugar. Mais tarde, Barry a visitou em seu apartamento. Patty estava triste de que Barry a tivesse abandonada. Os dois discutiram brevemente, e Barry foi embora logo em seguida. Ele então descobriu que Glosson havia sequestrado Patty, e depois de dificuldades, ele conseguiu derrotá-lo e salvou Patty.[58]

Enquanto patrulhava, Barry informado de que um caminhão carregado com produtos químicos havia perdido o controle, indo em direção a um prédio que resultaria na destruição de todo o quarteirão. O Flash foi capaz de impedir a tragédia usando uma chave inglesa para desparafusar todos os parafusos do veículo, fazendo-o parar. No entanto, o Flash foi informado por Cisco de que o Tartaruga havia sido morto e voltou correndo aos Laboratórios S.T.A.R., sem saber de que estava sendo vigiado por alguém naquele momento. Nos Laboratórios, Caitlin analisou o corpo e determinou que o meta-humano havia sido morto por morte cerebral, e Jay notou que aquilo havia ocorrido na mesma noite em que ele havia sido preso. Jay culpou Harry, mas ele negou seu envolvimento na morte do meta-humano. Barry voltou ao DPCC e examinou o caso do caminhão desgovernado. Enquanto estava lá, ele ficou muito fechado com Patty em relação à sua partida, o que ela não conseguia entender,.

Flash encontrando o Flash Reverso.

Naquela noite, o Flash respondeu a uma emergência nos Laboratórios Mercury, que havia sido invadido. Ao chegar, ele ficou completamente surpreso ao descobrir que o invasor era ninguém menos que o Flash Reverso. Ao chamá-lo por seu nome verdadeiro, o velocista ficou surpreso por isto, e agradeceu a Barry por revelar sobre sua morte. Ele disse que como agora sabia em qual década o Flash era, ele iria morrer logo. Em seguida, ele o atacou e sequestrou Tina McGee. Nos Laboratórios S.T.A.R., Harry teorizou que Eobard estava vivo porque aquela era uma versão mais jovem do vilão, que ainda não viajou no tempo para matar Nora. Enquanto a equipe trabalhava de uma forma para encontrar Eobard, Barry conversou com Caitlin sobre o sequestro de Tina, mas ela revelou que Jay estava morrendo por uma doença causada por Zoom; mas acreditava que poderiam salvá-lo ao substituir suas células pelas células saudáveis de sua sósia da Terra-1.

Na estação de polícia, Patty foi até Barry, onde viu ele ao lado de Caitlin. Ao descobrir que Barry e Joe trabalhavam com os Laboratórios S.T.A.R., ela comentou que muitas coisas estranhas aconteciam naquele lugar. Os dois conversaram sobre sua partida, o que Patty ainda não entendia porque Barry estava agindo daquela forma fria com ele. Ele explicou que, eventualmente, as pessoas que ele amava iriam embora. Ao voltar aos Laboratórios, Barry descobriu que Eobard havia matado Tina. No entanto, eles logo perceberam que Cisco havia visto o futuro e tinham três horas para salvá-la. Eventualmente, a Equipe Flash encontrou Tina e o Flash conseguiu salvá-la de Eobard, destruindo a máquina que o velocista usaria para voltar ao futuro. Os velocistas começaram a correr por Central City, e eventualmente Barry conseguiu pegá-lo. Ele começou a bater brutalmente no Flash Reverso por vingança, ignorando os protestos de Joe, mas acabou ouvindo e prendendo-o no pipeline.

Patty conversando com Barry sobre o Flash.

Antes que pudesse interrogar Thawne, Barry recebeu uma mensagem de Patty pedindo para encontrá-la no DPCC. Ao chegar em seu laboratório, Patty (que havia relido os antigos casos de Barry) o confrontou sobre sua identidade de Flash, perguntando ao seu namorado se ele era o velocista que corria pela cidade. Barry, obviamente, negou, mas ela insistiu e implorou para que ele parasse de mentir. Ela explicou que entendia o motivo do segredo, e admitiu que ficaria se ele contasse a verdade. No entanto, Barry (não querendo que Patty fosse a próxima vítima de Zoom ou de um outro vilão), se recusou e continuou insistindo que não era o Flash. Depois disso, Patty foi embora em lágrimas.

Ignorando o conselho de Harry, Barry confrontou Eobard de qualquer maneira, permanecendo nas sombras para que Eobard não visse seu rosto e perguntou a Eobard por que ele o desprezava tanto. Eobard explicou que uma vez que ele estava obcecado com o Flash, ele queria ser o herói e passou anos aprendendo como ele veio a ser, e replicou a reação que deu a Barry seus poderes. Infelizmente, depois de viajar no tempo, ele descobriu que nunca seria o Flash, mas estava destinado a ser seu maior inimigo. Depois disso, ele ficou amargo com ressentimento em relação ao Flash, acreditando ser superior, ele dedicou sua vida a matar seu oposto como o "Flash Reverso". No entanto, Barry ficou enojado ao saber que Eobard assassinou sua mãe, acidentalmente informando a Eobard que ele mataria sua mãe em seu futuro, porque ele não poderia ser ele, mas Eobard afirmou com raiva ter se tornado melhor do que ele, que ele é a única coisa que Barry nunca vai parar.

No entanto, sua discussão foi interrompida quando Caitlin o informou que Cisco havia começado a ter um ataque e, apesar de deixá-lo estável, Cisco começou a desaparecer fisicamente. Harry percebeu que a captura de Eobard rompeu a linha do tempo e Cisco estava sendo afetado pelos efeitos, e a única maneira de salvá-lo era enviar Eobard de volta ao futuro. Barry, no entanto, protestou para mandar embora seu arqui-inimigo, mas Joe apoiou Harry e implorou a Barry que concordasse. Barry relutantemente ouviu, mas lembrou a eles que ele destruiu o dispositivo de táquions, mas Harry disse que se eles corressem ao redor do acelerador em uníssono, forneceriam um impulso suficiente para quebrar a barreira do tempo e permitir que Eobard voltasse para casa.

Flash e Eobard Thawne se preparando para correr no pipeline.

No pipeline, Eobard foi solto enquanto Harry conversava com Flash, lembrando-o de que aquela era a história de origem de Eobard e não havia nada que pudesse ser feito para detê-lo, mas agora ele poderia mandá-lo para casa e seguir em frente. No entanto, o Flash argumentou que não importava o quão longe ele o enviasse, ele sempre faria parte de sua vida. Enquanto o Flash e o Flash Reverso estavam lado a lado na entrada, o Flash Reverso prometeu que se encontrariam novamente, e o Flash concordou, mas prometeu que toda vez estaria pronto para ele e ambos saíram em disparada. Depois de ganhar impulso suficiente, os dois abriram um portal para o futuro e o Flash arremessou o Flash Reverso no portal, e a vida de Cisco foi salva. Pouco depois, Patty ligou para Barry dizendo que havia um homem com uma arma no trem que ela estava levando para fora da cidade, mas quando o Flash chegou, ele não encontrou ninguém, exceto Patty alegando que era um alarme falso. Sabendo que ela sabia seu segredo e estava deixando, Barry finalmente parou de falar com sua voz alterada e se despediu de Patty quando ela partia para Midway City.[59]

Indo para a Terra-2

Usando um dispositivo criado por Harry, Barry correu por Central City e fechou as 50 brechas abertas pela cidade, deixando apenas a brecha principal nos Laboratórios S.T.A.R. como a única forma de entrar ou sair da Terra-1. Durante um confronto com Joey Monteleone, que estava caçando as pessoas que falhou em matar há dois anos atrás, Barry foi capaz de derrotá-lo e salvar Clay Stanley. No entanto, sem seu conhecimento, um dispositivo implantando em seu traje estava começando a roubar sua velocidade. Mais tarde, Barry e a equipe descobriram os antecedentes criminais de Monteleone, e o encontraram em uma pista de corrida, onde Iris e Wally estavam, com planos de matar Clark Bronwen. Monteleone fez com que os carros de Wally e Clark perdessem o controle, mas Barry conseguiu salvá-los. Apesar de salvar Clark, Barry não foi capaz de prevenir que Iris fosse ferida, tendo um pedaço de vidro perfurando seu ombro.

Após a missão, Barry se lamentou por ter falhado em impedir que Iris fosse ferida. Harry então confessou seu envolvimento do porque Barry estava ficando lento, e explicou que havia implantado um dispositivo em seu traje para poder trocar sua velocidade por sua filha, que havia sido sequestrada por Zoom. Acreditando que Barry ficaria zangado com ele, Harry exigiu que fosse enviado de volta para a Terra-2, mas para sua surpresa, Barry simpatizou com sua decisão. Depois de uma reunião, Barry e os outros informaram Harry de que eles iriam à Terra-2 para resgatar sua filha.[60]

Barry e Cisco na Terra-2.

Após isso, Barry, Cisco e Harry se prepararam para sua jornada à Terra-2. Eles se despediram do restante da Equipe Flash, e depois que Jay ativou o canhão de velocidade, Barry carregou Cisco e Harry pela brecha. Se aventurando pelo Multiverso, o trio testemunhou múltiplas realidades paralelas. Ao chegarem na Terra-2, Barry e Cisco foram surpreendidos pela tecnologia avançada do universo, mas foram pegos de surpresa ao conhecerem o sósia de Henry Hewitt. Enquanto estavam no escritório de Harry, Cisco tentou usar seus óculos para encontrar Zoom, mas eles não funcionavam. Harry teorizou que eles estavam calibrados com a frequência da Terra-1, e não da Terra-2. Ao ver seu sósia na televisão, Barry decidiu trocar de lugar com ele para encontrar mais informações de Zoom.

No DPCC da Terra-2, Barry descobriu que a sósia de David Singh era um criminoso, e que Floyd Lawton era um policial. Ao avistá-lo, Barry gritou "Pistoleiro", mas o homem afirmou que não gostava daquele apelido, já que havia recebido aquilo por sua péssima mira. Instantes depois, a sósia de Iris West apareceu, e Barry percebeu que ela era a Detetive do DPCC. Quando ela começou a beijá-lo em uma sala vazia, Barry se surpreendeu e descobriu que seu sósia era casado com Iris. Ao voltar para casa do casal West-Allen da Terra-2, Barry telefonou para sua mãe. Ao ouvir a voz dela, Barry se emocionou.

Após isto, Barry e Iris foram ao Jitterbugs, onde ele ficou chocado ao descobrir que Joe West da Terra-2 era um cantor. Depois da apresentação, Barry tentou conversar com Joe, mas o homem rapidamente transformou a conversa em algo desagradável. Barry percebeu que o relacionamento de seu sósia com aquele Joe não era igual ao que tinha com o da Terra-1. Durante outra apresentação de Joe, o evento foi interrompido pela chegada de Nevasca e Morte Nuclear, que estavam na procura de Barry. Depois que Ronnie Raymond da Terra-2 atacou Joe, Barry usou seus poderes para levar os meta-humanos ao lado de fora. Lá, ele começou a fugir dos disparos de Nevasca e Morte Nuclear. Barry usou o elmo de uma estátua de Jay para refletir o ataque de Ronnie, fazendo-o atacar Caitlin. Ele voltou até Iris, que estava ao lado de Joe. Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry ouviu Harry criticá-lo, estando furioso por ele ter interferido nos eventos daquele universo. Barry então saiu para visitar Joe no hospital.

Barry sendo encarado por Zoom.

Quando Joseph acordou, Barry disse que estava preocupado, o que o surpreendeu. Quando ele morreu, Barry confortou Iris, que estava em lágrimas. Quando os policiais do DPCC começaram a se preparar para irem atrás de Nevasca e Morte Nuclear, Barry levou Cisco até o departamento, informando Iris de que Cisco havia construído um dispositivo que poderia neutralizar os poderes de Nevasca. Quando Francisco Ramon/Reverb tentou convencer Cisco a se aliar a eles, o Flash apareceu e atacou o meta-humano, Nevasca e Morte Nuclear. No entanto, Barry foi nocauteado e começou a ser atacado por Reverb e Morte Nuclear. Desacordado no chão, Barry acabou sendo capturado por Zoom. Ao acordar, ele avistou homem mascarado e Jesse Wells, informando a garota de que seu pai iria resgatá-la. Nesse momento, Zoom apareceu e disse a Barry para não prometer coisas a quais não pode cumprir.[61]

Barry tentou procurar por formas para sair de sua cela, mas não encontrou nada. Quando Jesse demonstrou dúvidas a respeito de seu pai, Barry tentou mantê-la esperançosa, garantindo a garota que Harry iria encontrá-los logo. Barry notou um homem de mascara em outra cela, batendo no vidro, mas Jesse acreditava que ele era apenas um maluco. Barry suspeitou que ele estava tentando dizer algo. Trabalhando juntos, Barry e Jesse descobriram que o "homem da máscara de ferro" estava se comunicando com código morse, e decifraram uma de suas mensagens: "J-A-Y". Quando Barry disse a ele que Jay Garrick estava vivo, o "homem da máscara de ferro" bateu repetidamente com a cabeça contra a parede de sua cela em frustração. Quando o indivíduo tentou contar mais, Zoom retornou e o alertou com raiva de não falar novamente. Em seguida, o velocista entrou na cela de Barry e começa a espancá-lo brutalmente. Barry então percebeu que a resposta para fugir era atravessar a parede, mas não conseguia encontrar a frequência necessária para fazê-lo.

Barry conversando com seu sósia da Terra-2.

Eventualmente, Barry e Jesse são encontrados por Harry, Cisco, Iris da Terra-2, Barry da Terra-2 e Nevasca. Embora Caitlin tivesse sido capaz de libertar Jesse, ela não conseguiu destruir a cela de Barry. Harry informou a todos que a cela de Barry foi feita usando um tipo de minério especial. Barry instruiu a todos para fugirem, mas seu sósia se recusou e o confrontou. O Barry da Terra-2 disse que passaram por muitas coisas para chegar até lá, e ele havia ido apenas para provar a sua esposa de que era capaz, afirmando que apesar dele ser apenas Barry Allen, aquele Barry era o Flash. Motivado pelo discurso, Barry conseguiu vibrar por sua cela apenas para Zoom aparecer, revelando que Nevasca havia os dedurado. Barry-1 implorou para que Zoom deixasse todos irem embora. Zoom pegou Jesse e estava prestes a matá-la, mas Nevasca o atacou. Todos foram embora, menos Barry, que não queria deixar o homem da máscara de ferro para trás, mas Harry o apressou. Antes de sair, Barry prometeu que iriam voltar para salvá-lo.

Nos Laboratórios S.T.A.R. da Terra-2, Barry aconselhou que seu sósia e Iris fossem embora de Central City. Barry disse ao seu sósia que embora ele não tivesse sido atingido por um raio, ele ainda foi um herói. Quando Zoom começou a se aproximar da instalação, Barry conseguiu levar Cisco e Jesse à Terra-1, mas quando voltou para buscar Harry encontrou ele capturado por Zoom. Barry distraiu o velocista enquanto Harry atacou Zoom com um dardo, e em seguida fugiu para a Terra-1 com o cientista. Nos Laboratórios S.T.A.R. da Terra-1, Jay fechou a brecha. Enquanto todos comemoravam, Zoom apareceu antes que a brecha fosse fechada e atacou Jay, puxando-o consigo pelo portal enquanto todos assistiam horrorizados.[62]

Enfrentando o Tubarão-Rei

Momentos após a morte de Jay, Caitlin ficou em negação. Depois que Cisco a levou a outro lugar, Barry demandou que Harry abrisse a brecha novamente, mas o cientista revelou que aquilo não seria impossível, já que a energia que usaram os impediam de abrir qualquer brecha novamente. Barry conversou com Cisco sobre como Caitlin estava. Harry aconselhou a Barry e Cisco a não contar sobre suas experiências na Terra-2. Embora relutantes, os dois concordaram com isto.

Depois daquilo, Barry voltou a sua vida. No entanto, ele queria muito contar sobre suas aventuras e se esforçava muito para não dizer nada. Se sentindo frustrado pelas circunstâncias, Barry começou a se distanciar de todos. Quando jogaram na casa West, Barry não participou da brincadeira. Quando Wally foi embora, Barry disse que acreditava que Wally não gostava dele. Após isso, ele foi dormir. No dia seguinte nos Laboratórios S.T.A.R., Cisco contou para Barry que acreditava que Caitlin estava se tornando a Nevasca, o que não agradou Barry. Então, John Diggle e Lyla Michaels apareceram, alertando a ele que o Tubarão-Rei havia escapado da A.R.G.U.S. e informando-o de que o meta-humano estava atrás dele para matá-lo. Apesar de ambos garantirem de que a A.R.G.U.S. tinha tudo sobre controle, Barry insistiu enfrentá-lo. Ele recebeu um telefonema de Joe, pedindo para que ele ajudasse Wally com um projeto. Apesar de não querer ir devido a situação que enfrentavam, Barry concordou em ajudá-lo.

Usando seus poderes, o Flash vasculhou a cidade na procura pelo Tubarão-Rei, mas não encontrou nada. Ao voltar, ele conversou com Diggle sobre Felicity e também o aconselhou a ir devagar. Depois que o Tubarão-Rei atacou e foi embora, Barry conversou com Lyla e Diggle sobre a situação. Naquela noite, Barry foi à casa West e analisou o trabalho de Wally. Ao dizer algumas coisas relacionadas ao projeto, Wally se sentiu um pouco ofendido. Barry percebeu isso e se desculpou, sugerindo que analisassem o projeto juntos. Barry começou a refazer o projeto por conta própria, deixando Wally de lado. Quando ele disse que não queria vê-lo fazer tudo, Barry explicou que queria acelerar as coisas. Ele então perguntou se tinha algum problema com sua pessoa, e Wally negou e dispensou a ajuda de Barry no projeto. Quando ele estava prestes a ir embora, o Tubarão-Rei atacou a casa, destruindo o telhado. O Flash confrontou o meta-humano e revelou que ele estava preso na Terra-1. Barry correu ao redor dele, mas foi derrubado e o Tubarão-Rei fugiu.

Depois do ataque do Tubarão-Rei, todos começaram a limpar a casa. Wally confrontou Barry por ele ter se "escondido" e o chamou de covarde, e em seguida foi embora. Barry pediu para que eles parassem de dizer a Wally o quanto era perfeito, já que não era. Ele então revelou para Iris e Joe sobre sua aventura na Terra-2, incluindo o que tudo aconteceu (como a morte do sósia de Joe).

Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry contou para todos sobre o ataque do Tubarão-Rei em sua casa, embora ninguém soubesse como ele havia feito aquilo. Caitlin explicou que uma das habilidades do tubarão era encontrar suas presas, e então Cisco sugeriu que usassem o satélite dos Laboratórios S.T.A.R. para encontrá-lo. Flash e os outros foram até a localização, onde pretendiam "pescá-lo". Lá, ele conversou com Caitlin sobre o que estava acontecendo consigo nos últimos dias, e Caitlin o confortou dizendo que iriam ajudá-lo juntos. Quando o Tubarão-Rei apareceu e mordeu a isca que haviam construído, os paralisantes que Cisco havia colocado no boneco não funcionou. O meta-humano atacou o grupo e o Flash correu para a água, sendo perseguido por seu adversário. Barry correu ao redor da água e começou a eletrificá-la, e em seguida jogou um raio no Tubarão-Rei que o fez ser nocauteado.

Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry se responsabilizou pela morte de Jay. Apesar disto, ele garantiu a sua equipe que iriam derrotar Zoom. Harry perguntou como fariam aquilo, e Barry admitiu que não sabia. Ele então revelou um pequeno pedestal no qual o elmo de Jay estava, e prometeu para todos que iria derrotar Zoom quando se encontrassem novamente.[63]

Algum tempo depois, Samantha Clayton reportou ao DPCC de que seu filho, William, havia desaparecido. Dois dias depois, Barry, que percebeu que o garoto era filho de Oliver (por conta de uma conversa que teve com ele 2 meses atrás), disse a Samantha que ela deveria conversar com Oliver sobre aquilo.[64]

Aprimorando sua velocidade

Decidido a se tornar mais rápido que Zoom para poder derrotá-lo em seu próprio jogo, Barry começou a treinar mais extensivamente. Acompanhado por Cisco, Caitlin e Harry, Barry foi ao lado de fora da cidade, onde pretendia pular sobre um penhasco até chegar ao outro lado. Ele foi informado por Cisco que tinha 72% de chance de conseguir realizar o salto. Quando Barry tentou pular, ele acabou caindo, mas foi salvo pelos drones de Cisco. Ao voltar para os Laboratórios S.T.A.R., Cisco recomendou que eles descansassem para poder recuperar suas energias e sugeriu ir a uma balada. Barry então concordou com isso.

Barry, Cisco, Caitlin e Jesse foram a uma balada. Quando Jesse tentou beber uma bebida alcoólica, Barry a impediu, afirmando para a "senhorita menor de idade" de que não queria ser morto por Harry e retirou a bebida de suas mãos. Quando Iris apareceu, Barry apresentou Jesse a Wally. Os dois viram Cisco dançar com Caitlin e comentaram sobre aquilo, e Iris pediu para que Barry não dançasse daquela maneira em seu casamento, o que ele prometeu. Então, um raio de luz amarelo entrou na balada e assaltou todos presentes. O Flash correu atrás do raio e descobriu que era outra velocista, mas antes que pudesse pegá-la, a mulher saiu à frente e deixou Barry para trás. No dia seguinte, em seu trabalho para o DPCC, Iris mostrou a Barry uma foto borrada da velocista. Infeliz pela situação, Barry disse a Joe que não queria que todos acreditassem que o Flash se tornou um criminoso.

Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry e Cisco conversaram sobre como outro velocista surgiu em Central City. Caitlin então revelou que havia criado uma droga de velocidade, que iria permitir que seu usuário ganhasse super-velocidade. Barry ficou furioso por eles terem mentido sobre a existência da droga, acreditando que ela poderia ter o ajudado a ficar mais rápido. Caitlin revelou que aquela droga era algo mortal. Cisco teve outra vibração, mas antes que pudesse contar o que viu, um alerta meta-humano tocou pela instalação. O Flash correu atrás do velocista, mas não conseguiu impedi-lo e foi derrubado novamente. Apesar disto, ele notou que a velocista era uma mulher. Barry informou isto a Equipe Flash e Caitlin revelou que havia pedido a ajuda de Eliza Harmon para criar a droga de velocidade, acreditando que ela poderia ser a nova velocista. Quando Caitlin e Joe saíram, Barry foi "treinar".

Em realidade, Barry havia roubado o último frasco de Velocidade-9 e pretendia usá-la. Enquanto caminhava à sala das brechas, Barry foi confrontado por Harry sobre a droga. Barry revelou que não havia a tomado ainda, e expressou sua frustração por todos estarem trapaceando na guerra. Harry disse que ele perderia sua humanidade cada vez que tomasse uma decisão ruim, fazendo Barry rir da ironia. Harry disse que ele não deveria ser igual a ele, só que melhor. Tendo isto em mente, Barry soltou a V9 no chão, destruindo o frasco. A velocista misteriosa atacou os Laboratórios S.T.A.R. e prendeu Barry no pipeline. Eventualmente, Barry foi solto, mas Trajetória já tinha ido embora e roubado uma nova dose de Velocidade-9.

Flash impedindo Trajetória.

A equipe encontrou Trajetória correndo por uma monte, criando fricção o bastante para poder derrubá-la, também matando todas as pessoas que estavam nela. O Flash chegou até lá e encontrou as pessoas fugindo em desespero, informando a todos de que a ponte estava prestes a desabar. Barry usou sua velocidade para esvaziar todos da ponte, mas logo foi atacado por Trajetória, que o derrubou no chão e destruiu a ponte. Barry afirmou que poderia alcançá-la se conseguisse chegar ao outro lado através de um salto. Ele se preparou e em seguida pulou, desta vez sendo capaz de chegar o outro lado em segurança. O Flash levou a Trajetória a outra parte da cidade. Quando ela tentou aplicar outra dose de V9, Barry a impediu e tentou convencê-la a deixar com que a ajudassem. Apesar de sua tentativa, Trajetória inseriu a droga em seu sistema e riu do fato dela estar mais rápida que ele. A velocista saiu correndo, mas Barry notou que seus raios estavam se tornando azul. Eventualmente, a mulher desapareceu, deixando apenas seu traje para trás.

Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry ficou com os raios azuis de Eliza em mente. Eles perceberam que Zoom estava morrendo, e por isso precisava da velocidade de Barry para se curar. Todos começaram a teorizar de que "Jay Garrick" era Zoom, embora ele tivesse sido morto por Zoom na frente de todos, o que Barry notou não ser a primeira vez que um velocista havia enganado eles. Quando Cisco revelou que estava tendo vibrações de Zoom próximo ao elmo de "Jay", Barry quebrou o vidro e retirou o chapéu, entregando-o a Cisco. Ele então teve outra vibração, onde confirmou para todos de que Zoom e "Jay Garrick" eram a mesma pessoa. Enganado novamente por uma pessoa que prometeu ajudá-lo, Barry saiu correndo. Ele voltou ao penhasco, onde gritou em frustração.[65]

Abalado pela revelação, Barry se tornou determinado a ficar mais rápido que Zoom. Caitlin informou a ele que Zoom e o Flash Reverso eram mais rápido por manterem seus pés em menos contato com o chão. Naquela noite, Barry jantou com Iris e Joe, onde descobriu que ela tinha ido um encontro com o novo editor-chefe do CCPN. Ele então a recomendou que não se fechasse pois poderia perder o homem perfeito. Quando Wally apareceu, Barry teve uma ideia de como poderia aumentar sua velocidade. Barry voltou aos Laboratórios S.T.A.R. e informou Caitlin e Cisco de que ia voltar no tempo para pedir ajuda de Thawne. Harry o alertou que seu plano podia estragar a linha do tempo, mas Barry ainda estava determinado em prosseguir com sua ideia.

Barry confrontando seu eu do passado.

Antes de sair, Cisco e Caitlin deram um sedativo a Barry que deixaria sua versão do passado desmaiado por 6 horas. Enquanto corria pela Força de Aceleração, Barry foi atacado por um monstro, mas foi capaz de desviar. Apesar disto, ele foi parar em alguns dias antes do que estava planejando voltar, e viu sua versão do passado confrontar Hartley Rathaway. Seu comunicador começou a dar interferência, o que fez Barry sentir uma dor. Sua versão no passado viu algo e começou a procurá-lo, mas Barry se escondeu. Depois que Hartley atacou seu eu do passado, Barry pegou o velocista e o levou a um beco. O outro Barry perguntou o que estava acontecendo, mas o Barry dos dias atuais afirmou que não tinha muito tempo para explicar. Quando tentou atingi-lo com o sedativo, o Flash do passado o atacou, e os dois velocistas começaram a brigar pelo dispositivo. Eventualmente, o Barry do futuro conseguiu pegá-lo e usou o sedativo. Com seu eu do passado desmaiado, Barry trocou os emblemas do traje. Em seguida, Barry derrotou Hartley.

Barry fugindo de um Fantasma do Tempo.

Ao levá-lo ao pipeline, Barry pediu para que Cisco verificasse se o dispositivo que Hartley usava em seu ouvido não estava produzindo um pulso eletromagnético (se lembrando que foi daquela forma que o vilão escapou na linha do tempo original). Barry então foi atrás de Thawne, onde contou sobre sua fórmula de equação. Apesar de seus melhores esforços, o disfarce de Barry foi descoberto por Thawne. Barry revelou algumas informações do futuro, sendo capaz de enganar o velocista ao fazê-lo acreditar de que ele havia voltado para o futuro. Para agravar a situação, seu eu do passado despertou, e Barry foi forçado a contar para todos que era do futuro. Eventualmente, Thawne finalizou o que Barry queria e ele se preparou para voltar ao futuro. Enquanto corria, ele foi confrontado pelo Fantasma do Tempo, mas conseguiu atrasá-lo com a ajuda de seu eu do passado. Ao voltar para seu tempo, a Equipe Flash, com a ajuda de Hartley, conseguiu derrotar o Fantasma do Tempo.[44]

Entregando seus poderes a Zoom

Barry prestes a entrar em uma brecha.

Enquanto testava o protótipo táquion, dispositivo que a Equipe Flash construiu graças a equação de Thawne, Barry correu de Keystone City até Central City. Enquanto corria, ele percebeu que tinha ficado muito rápido e acabou abrindo uma brecha, no qual a atravessou, e saiu por outro portal logo em seguida. Voltando aos Laboratórios S.T.A.R., Barry expressou surpresa por ter voltado e perguntou por quanto tempo tinha ficado fora, mas a Equipe Flash não prestou atenção em sua pergunta. Ao invés disto, eles revelaram que Barry tinha ficado 4x mais rápido que Zoom. Barry insistiu que abrissem as brechas novamente, mas Harry foi altamente contra, pois não queria arriscar a vida de sua filha.

Depois de uma conversa com Joe e Wally, Barry teorizou de que Cisco poderia abrir brechas para outros universos assim como Reverb fazia. Eles tentaram provar isto, mas Cisco falhou em abrir uma brecha. No dia seguinte, Barry e Cisco tentaram novamente, mas não foram capazes de abrir um portal. Harry apareceu com os óculos de Cisco, tendo-os modificados. Daquela vez, Cisco começou a abrir uma brecha, mas parou e em seguida foi embora.

Nos Laboratório S.T.A.R., Barry sugeriu que Joe convidasse Wally para morar na casa West. Em seguida, Barry encontrou Cisco em sua oficina. Ele revelou que tinha medo de se tornar do mal igual ao seu sósia, comparando sua situação com a de Anakin e Darth Vader. Barry disse que Cisco esteve em seu lado toda vez que descobria uma nova habilidade, e prometeu estar lá com ele para fazer o mesmo. Se preparando para abrir a brecha, a equipe descobriu que o nome verdadeiro de "Jay Garrick" era Hunter Zolomon, um assassino em série que teve seus pais mortos.

Barry confrontando Hunter.

Flash e Cisco voltaram a outro lugar de Central City, onde ele abriu uma brecha. Zoom pulou para fora, notando que os poderes de Cisco se tornaram mais fortes. Barry respondeu a aquilo que o "ódio era um bom motivador". Os dois velocistas começaram a correr por Central City, e eventualmente voltaram aos Laboratórios S.T.A.R.. Durante uma luta no porão do complexo, Barry usou imagens dos pais de Hunter para imobilizá-lo, permitindo que o atacasse. Com uma tornozeleira inibidora de poderes presa em sua perna, Barry confrontou Hunter. No entanto, Zoom conseguiu vibrar pelo dispositivo e fugiu. Barry o perseguiu, mas não foi rápido o suficiente para detê-lo.

Naquela noite, a equipe descobriu que Zoom sequestrou Wally e exigiu a velocidade de Barry pelo garoto. Barry garantiu a Joe, que estava em prantos e temendo pela segurança de seu filho, que iria entregar sua velocidade. Depois que Cisco contatou Hunter, ele apareceu nos Laboratórios S.T.A.R. com Wally. Enquanto esperavam por Harry modificar o dispositivo que sugava sua velocidade, Barry e os outros ouviram Hunter explicar os motivos de ter se passado por um herói. Quando tudo esteve pronto, Barry correu em uma esteira e teve sua velocidade absorvida pelo dispositivo, tornando-o um humano novamente. Depois que Zoom injetou a velocidade em si mesmo, ele foi embora e sequestrou Caitlin.[66] Barry foi ao corredor do complexo, onde foi consolado por Iris.[31]

Conhecendo a Supergirl
Os eventos descrito abaixo se passam antes de Barry perder sua velocidade em "Contra Zoom".

Flash conhecendo a Supergirl.

Ao abrir uma brecha enquanto testava o protótipo táquion, Barry a atravessou[66] e viajou acidentalmente para a Terra-38,[67] uma das Terras do multiverso. Uma vez naquele universo, o Flash correu desgovernadamente pelas ruas de National City. Ele então salvou Kara Danvers/Supergirl, que estava caindo desacordada de um prédio. Ele então a levou para fora da cidade, onde notou que ela estava em chamas mas percebeu que a mulher não se importava com isto. Ela afirmou que não precisava ter sido salva e, para a surpresa de Barry, saiu voando, deixando suas roupas para trás. O Flash a perseguiu correndo, e eventualmente a mulher desceu do céu vestindo um super traje. Os dois heróis se apresentaram, e Barry percebeu que estava em um universo alternativo. Ele retirou sua máscara e se apresentou formalmente, dizendo para a heroína de que precisava de ajuda para voltar para casa.

Barry em seguida foi levado ao prédio da CatCo Mídia Internacional, onde Kara trabalhava. Ele usou um dos computadores da empresa para procurar pelos sósias da Equipe Flash, mas descobriu, para sua infelicidade, de que eles não existiam naquele universo, apesar de Central City existir. James Olsen e Winn Schott entraram perguntando se Kara estava bem, o que ela afirmou e apresentou Barry aos homens, revelando também que era de outro universo, para a animação de Winn e confusão de James. Barry então explicou a teoria do multiverso ao trio e revelou que já foi a um universo onde "todos são do mal", referindo-se à Terra-2. Questionado sobre quais eram seus poderes, Barry usou sua super-velocidade para levar sorvete a todos.

Barry e Kara então saíram para comer donuts, já que ambos estavam com fome, mas foram interrompidos por Cat Grant. Cat queria que Kara mantivesse a história de seu resgate em segredo, para poder publicá-lo exclusivamente para a Revista CatCo, e teorizou que a Supergirl tinha um novo concorrente na cidade. Barry então disse que ele não era um concorrente, mas podia ser um parceiro. mas Cat acreditou que ele era um mero "ajudante". Cat perguntou quem Barry era, e então Kara, James e Winn afirmaram que era seu primo, mas ele desmentiu o trio e se apresentou com seu nome civil. Ela decidiu batizar o novo herói e começou a citar alguns nomes, o que desagradou Barry. Ele tentou sugerir "o Flash", mas Cat não gostou disto e decidiu batizá-lo de "o Borrão".

Barry e Kara apertando as mãos.

Naquele mesmo dia, Kara informou aos seus amigo que Leslie Willis/Curto-Circuito havia escapado da prisão e pretendia matar Cat. Como não conseguiria protegê-la sozinha, ainda mais tendo outra vilã a solta, Kara pediu a ajuda de Barry, que hesitou brevemente mas concordou em ajudá-la. Ele foi levado ao D.O.E., onde usou sua super-velocidade para explorar a base. Barry pediu para que Winn tirasse uma foto dele ao lado da cápsula na qual Kara usou para chegar na Terra, mas foi interrompido pela chegada da diretora Lucy Lane e de alguns soldados. A Supergirl garantiu que o Flash era um aliado e todos abaixaram as armas. Ele então informou a eles que capturar bandidos era seu trabalho de dia e noite, e perguntou se havia algum laboratório que pudesse usar.

Flash e Supergirl trabalhando juntos.

Enquanto no D.O.E., Barry criou um algoritmo que detectaria alterações na rede elétrica da cidade. Eventualmente, Curto-Circuito foi localizada em um galpão abandonado, e Barry comentou a ironia de vilões gostarem de lugares deste tipo em todos os universos. Quando Kara se preparou para ir, ele perguntou qual era o plano, mas ela apenas o instruiu a "prendê-las". Os dois heróis então foram até lá, enquanto a Supergirl comemorou de que havia chegado lá primeiro, embora o Flash a garantiu de que tinha ido averiguar o perímetro. Quando Curto-Circuito apareceu, Flash tentou derrubá-la jogando um raio nela, mas a vilã apenas teve seus poderes recarregados e atacou Barry, derrubando-o. Em seguida, Siobhan Smythe/Banshee Prateada surgiu e começou a atacar Supergirl. Percebendo que não poderiam vencê-las sem um plano, Flash e Supergirl usaram seus poderes para derrubá-las e fugiram.

Depois que seu plano falhou, Kara e Barry voltaram para a CatCo. Os dois então conversaram sobre suas atividades de super-herói, com Kara se desculpando por terem confrontado Curto-Circuito sem saber que ela havia feito uma aliada. Depois de explicar o que aconteceu com ela, revelando que seu cérebro foi afetado por uma substância, Barry disse que iria levar algum tempo para que os habitantes de National City voltassem a confiar nela, comparando que a mesma coisa havia acontecido com ele, mas a confiança deles eventualmente retornaria ao tentar parar de forçar uma solução.

Eles voltaram ao D.O.E. e tendo sua luta contra o Flautista em mente, Barry criou um dispositivo que poderia protegê-los do grito sônico da Banshee Prateada. Eles então receberam uma transmissão de Curto-Circuito, que revelou ter sequestrado Cat. Após recitar os Três Mosqueteiros, o Flash e Supergirl foram em direção ao parque de National City, onde elas estavam. Banshee Prateada usou seus poderes nos heróis, mas os tampões funcionaram e eles foram protegidos do ataque. Curto-Circuito fugiu para o topo de um prédio e o Flash foi persegui-la, mas foi derrubado por um ataque elétrico da vilã. Eventualmente, o Flash se levantou depois que a Supergirl derrotou Curto-Circuito e Banshee Prateada.

Após o combate, Barry ajudou o DPNC a criar uma unidade especial capaz de prender meta-humanos. Mais tarde, Barry e Kara se encontraram em um campo aberto e explicou que poderia retornar à Terra-1 se eles combinassem sua velocidade. Kara perguntou se eles estariam apostando algum tipo de corrida, o que Barry concordou. Antes de começarem, os dois disseram que iam sentir falta um do outro, e ele também aconselhou a "acelerar as coisas" com James Olsen. Eles então deram um abraço de despedida e após a contagem regressiva, os dois heróis começaram a correr. Uma brecha se abriu e Kara arremessou Barry diretamente ao portal, que atravessou a fenda.[3]

Um herói sem poder

Após perder seus poderes e entregá-los para Zoom, Barry teve de retomar sua vida normal, sem usar sua super-velocidade ao seu favor, o que não o agradou. Em uma reunião com a equipe, Cisco revelou que Caitlin estava no covil de Zoom na Terra-2. Enquanto lá, Harry culpou Barry pelo que aconteceu. Mais tarde, eles descobriram que Harry tinha sido sequestrado por um homem. Barry decidiu ir até o lugar do incidente e analisar em busca de provas. Barry e Iris então foram até Jesse e revelaram o que aconteceu. No Laboratórios S.T.A.R., a equipe descobriu que o sequestrador de Wells se chamava Griffin Grey. Depois de encontrarem a possível localização de Wells e Griffin, Barry, Cisco e Joe foram até lá, mas foram atacados por Grey, que fugiu com Harrison.

Após o confronto, a Equipe Flash descobriu que as células de Griffin estavam fazendo-o envelhecer mais rápido. Enquanto conversava com Iris, Barry duvidou de suas capacidades como herói, embora ela o garantisse de que era um herói com ou sem traje. Quando Grey foi localizado, Cisco revelou que ele e Jesse fizeram atualizações no traje que poderia fazê-lo aguentar por um breve tempo em uma luta contra o meta-humano. A Equipe Flash foi ao parque de diversões e distraíram Grey para fazê-lo gastar suas energias e morrer devido ao envelhecimento, o que funcionou, e eles então resgataram Harry. Naquela noite, o Flash visitou Wally, que o agradeceu por seu resgate. Mais tarde, Harry sugeriu recriarem a explosão do acelerador de partículas para fazê-lo recuperar seus poderes.[68]

Barry conversando com Iris sobre o acelerador de partículas.

Harry contou sua ideia para todos, fazendo-os ficarem em dúvida sobre o que deveriam fazer. Procurando conselhos, Barry foi visitar seu pai, Henry, em uma cabana na floresta. Lá, Barry contou tudo ao seu pai, incluindo a perda de seus poderes e o sequestro de Caitlin por Zoom. Henry o fez se questionar se ele precisava de poderes para ser um herói, com Barry respondendo que quando gostava de alguma coisa, ela era tirada de sua vida. Os dois voltaram aos Laboratórios S.T.A.R., e mais tarde eles descobriram que Zoom expulsou os policiais do DPCC. Cisco então informou que havia um novo problema; o sósia de Dante Ramon estava na Terra-1. Barry então conversou com Iris sobre sua decisão de reutilizar o acelerador de partículas. Durante, Iris acreditou que eles estavam determinados a ficarem juntos, esclarecendo que ela gostaria de ter um futuro com ele, tendo poderes ou não.

Ao ser informado de que o Ruptura iria atacar o Jitters, onde os policiais do DPCC estavam, Barry foi questionado do que iria fazer. Ele então revelou a Harry, Joe e Henry de que teriam que resolver a situação sem o Flash, temendo que uma segunda explosão do acelerador de partículas poderia trazer mais perigo a todos. Barry, dentro de uma van, usou um holograma do Flash para enfrentar Ruptura no Jitters. O plano acabou funcionando e o vilão foi derrotado. No entanto, sua vitória foi de curta duração, já que Zoom invadiu o estabelecimento e matou todos os policiais presentes, deixando apenas Joe e Singh vivos. Barry foi até lá e impediu que Zoom matasse Ruptura, mas assistiu horrorizadamente o velocista matar Ruptura. Ele então ouviu Zoom realizar um discurso anunciando sua vitória e que o Flash havia sido derrotado.

Barry durante a segunda explosão do acelerador de partículas.

Todos voltaram aos Laboratórios S.T.A.R., onde teorizaram que como a derrota do Flash havia sido anunciada pela televisão, cada meta-humano perigoso de Central City sairia para tornar a cidade um caos. Com a morte dos policiais em sua cabeça, combinando com a possível destruição da cidade, Barry mudou de ideia e decidiu usar o acelerador de partículas para recuperar seus poderes. Ele revelou que um policial morto por Zoom tinha um filho da mesma idade que ele quando Nora foi morta pelo Flash Reverso, se culpando por deixar a cidade desprotegida quando entregou seus poderes ao velocista. Quando o procedimento se iniciou, Barry teve os produtos químicos injetados em seu corpo e foi logo atingido por um raio (formado por uma tempestade graças a varinha de Mark Mardon), finalizando com a matéria escura. No entanto, para a surpresa de todos, Barry foi vaporizado, deixando apenas uma parte de seu traje para trás.[69]

Provando-se digno

Barry se deparou no meio de uma tempestade de raios e logo em seguida desmaiou. Ele então acordou em seu antigo quarto quando criança, para sua surpresa. Descendo as escadas, ele encontrou "Joe", mas logo percebeu que aquela era a Força de Aceleração conversando com ele através de uma manifestação. "Joe" perguntou como ele se sentia estando de volta a sua antiga casa, ao que ele respondeu com um simples "horrível". Enquanto conversava com a manifestação de Joe, uma sombra passou pela janela, o que assustou Barry. "Joe" explicou que ele não iria embora até pegar tal sombra. Barry o viu correr novamente e a perseguiu para fora da casa.

Barry e a Força de Aceleração na forma de Iris.

Barry perseguiu a sombra até um parque, onde se reencontrou com a Força de Aceleração, desta vez assumindo a forma de Iris. Eles disseram que Barry havia desistido de seus poderes, o que ele afirmou não ter sido o caso, mas sim abriu mão deles para salvar a vida de Wally. Barry perguntou porque ele recebeu suas habilidades, e "Iris" esclareceu por ele ser o Flash. Enquanto conversavam, Barry ouviu a voz de Cisco e então um tornado começou no meio da água. Barry perguntou o que era aquilo, e a Força de Aceleração revelou que eram seus amigos. Ela o informou que poderia ir embora se quisesse, mas iria retornar ao mundo real sem seus poderes. Nesse momento, a sombra correu por trás de ambos, e Barry decidiu continuar a perseguindo.

Barry perseguiu a sombra até um cemitério, onde foi cumprimentado pela Força de Aceleração na forma de Henry Allen. Cansado de brincadeiras, Barry afirmou que não tinha tempo para tanta enrolação e precisava ir embora logo, mas a Força de Aceleração garantiu que eles tinham todo o tempo do universo. "Henry" então levou Barry ao túmulo de Nora, dizendo que Barry nunca esteve lá. "Henry" disse que embora Barry tivesse aceitado seu destino como Flash, eles esclareceram que Barry nunca aceitou a morte de sua mãe, explicando que isto iria tornar sua perda algo real. Depois de conversar com a Força de Aceleração, Barry voltou a perseguir a sombra.

Barry se torna o Flash novamente.

Em sua perseguição pela sombra, Barry voltou até sua antiga casa de infância, onde encontrou a Força de Aceleração na forma de Nora esperando por ele. Barry perguntou porque estavam torturando-o daquela maneira, mas "Nora" explicou que não estavam fazendo nada. Ao sentar-se, Barry confessou que nunca aceitou a morte de sua mãe, acreditando que nunca poderia fazer isto. "Nora" esclareceu que para que ele pudesse "correr livre mesmo", ele teria que aceitar a morte de sua mãe. Barry, em lágrimas, concordou com isto, mas disse que sentia falta dela. Os dois se sentaram no sofá e começaram a ler o livro de infância favorito de Barry, O Dinossauro Fujão. "Nora" disse que ele estava pronto para ir embora, e naquele momento a sombra entrou na sala. Barry a agarrou, e então ele se viu vestindo seu traje novamente.

Não muito tempo depois, o vórtice se abriu novamente diante del, onde Barry viu Iris chamando por ele e esticando sua mão. Antes de entrar, ele deu uma última olhada para "Nora", que pediu para ele correr. Barry fez isto e estendeu sua mão para Iris, e então foi levado de volta ao mundo real, onde foi recebido alegremente pela Equipe Flash. Barry ajudou eles a derrotarem Tony Woodward, que havia sido ressuscitado pela segunda explosão do acelerador de partículas. Em seguida, Barry usou seus poderes para acordar Jesse de um coma.

No dia seguinte, Barry e Iris visitaram o túmulo de Nora e levaram algumas flores e o livro do Dinossauro Fujão. Barry se virou para Iris e disse que ela era tudo para ele, afirmando que o som de sua voz iria levá-lo para casa todas as vezes.[70]

Em abril de 2016, Barry viajou à Star City para comparecer ao funeral de Laurel Lance, mas acabou perdendo o enterro por conta de um confronto com Zoom. Apesar disto, Barry foi até o túmulo dela, onde encontrou Oliver. Ele perguntou se poderia ajudá-lo em algo, ao que Oliver pediu para ser deixado sozinho. Barry concedeu isto e usou seus poderes para ir embora.[71]

Metapocalipse

Assim que recuperou seus poderes, o Flash ajudou o DPCC no Metapocalipse, o ataque do exército meta-humano de Zoom em Central City. Ele também ajudou a apagar múltiplos incêndios em prédios espalhados pela cidade. Ao voltar aos Laboratórios S.T.A.R., Barry descobriu que Caitlin havia sido solta de seu cativeiro de Zoom. Quando o Laboratório Mercury começou a ser atacado, Barry foi até lá e salvou Tina McGee, que ainda estava no edifício. Ao salvá-la, Tina o agradeceu chamando-o de "Senhor Allen", para sua surpresa.

Barry a levou aos Laboratórios S.T.A.R., e pediu por imagens de câmera de segurança para poder encontrar o responsável pela queda do prédio. Depois de encontrar a caixa contendo as gravações, Barry decidiu ir ajudar Joe a patrulhar as ruas, acreditando que aquilo seria "tranquilo". Acreditando que seu otimismo poderia ser perigoso, Henry foi conversar com Barry a respeito disto, que admitiu a seu pai não ter mais medo de nada. Quando estava prestes a sair, eles receberam um alerta de Zoom. Apesar dos protestos de seu pai, Barry foi atrás do velocista. Em seu laboratório do DPCC, Hunter admitiu que ambos tinham muito em comum, o que não agradou Barry. Hunter prosseguiu e explicou as semelhanças que tinham entre eles. Barry tentou atacá-lo, mas um prédio próximo começou a cair. Ele então saiu para ir até lá.

Flash confrontando Sereia Negra.

Em uma reunião com a Equipe Flash, Barry sugeriu usar algo para derrotar todos os meta-humanos de Zoom de uma única vez. Ao explicar seu plano para Cisco, eles decidiram construir um dispositivo usando uma frequência diferente para afetar os meta-humanos. Em uma conversa, Joe revelou que Wally estava tentando ajudar o Flash e começou a lutar contra meta-humanos. Ele pediu para que o Flash tentasse convencê-lo a parar. Naquela noite, o Flash se encontrou com Wally e pediu para que ele deixasse a polícia lidar com os meta-humanos, mas ele não lhe deu ouvidos. Ele então teve que sair para lidar com outro meta-humano, que, para sua surpresa, era Laurel Lance/Sereia Negra, a sósia da Terra-2 de Laurel. O Flash foi derrubado pelo grito sônico de Sereia Negra, mas salvo quando Wally usou a traseira de seu veículo para derrubá-la.

De volta ao complexo, Joe ficou enfurecido com Barry por Wally ter o ajudado na batalha, apesar de Barry garantir a ele de que tudo ficaria bem. Iris conversou com Barry, dizendo a ele que tanto ele quanto Wally precisavam aprender a tomar cuidado e que se sentir invencível não era a resposta para tudo. A Equipe Flash se reuniu e Cisco explicou como usariam o dispositivo para atacar os meta-humanos da Terra-2, incluindo Zoom. No entanto, a Sereia Negra foi localizada prestes a atacar um prédio e Barry queria ir derrotá-la, mas Harry o instruiu a criar um campo para o aparelho funcionar. Enquanto Cisco e Caitlin distraíam Sereia Negra, Barry correu ao redor da cidade para gerar eletricidade ao dispositivo. O plano funcionou e todos os meta-humanos da Terra-2 foram nocauteados pela frequência.

Eles prenderam Sereia Negra no pipeline e Caitlin perguntou se iriam dizer a Quentin Lance sobre a sósia de Laurel, algo que Barry vetou imediatamente, afirmando que aquela não era a Laurel. Flash foi ao DPCC e informou a Joe e David que Zoom fugiu para a Terra-2. Joe pediu novamente para que Barry conversasse novamente com Wally, mas ele o aconselhou a não se interferir com o que Wally estava tentando fazer, que era encontrar seu próprio caminho. Naquela noite, a equipe de heróis se reuniu na casa West para celebrar. Lá, Barry pediu para que ele e Iris tentassem namorar, o que ela concordou. No entanto, a celebração foi interrompida quando Cisco revelou ter visto a Terra-2 ser destruída. Zoom então invadiu a celebração e sequestrou Henry. Barry perseguiu o velocista até sua casa de infância, onde assistiu Zoom assassinar Henry em sua frente, no mesmo lugar onde Nora foi morta pelo Flash Reverso.[72]

Corrida pelo multiverso

Barry correu para o corpo de seu pai, mas percebeu que ele estava já sem vida no chão. Ele avançou e atacou Zoom, e então os dois velocistas começaram a correr por Central City. Eventualmente, Barry encurralou Zoom e estava prestes a vibrar sua mão pelo peito do vilão, mas descobriu que aquele era um resquício do tempo quando o Zoom verdadeiro matou seu outro eu na sua frente. Hunter então afirmou que ele estava "quase pronto", e em seguida foi embora.

No dia seguinte, Barry e os outros foram ao funeral de Henry, mas ele não conseguiu dizer palavras. Ao jogar uma rosa em seu túmulo, Barry prometeu que faria Zoom pagar pelo que havia feito. Eles voltaram para a casa West e conversaram sobre os eventos recentes. No lado de fora, Barry conversou com Iris sobre seu luto. Zoom passou correndo e Barry foi atrás dele, apesar de Iris pedir para que não o fizesse. Encontrando-se com o velocista, Hunter pediu por uma única coisa: uma corrida para, enfim, descobrir quem era o mais rápido do mundo. Barry negou inicialmente, mas Zoom revelou que iria matar seus outros amigos caso não concordasse.

Nos Laboratórios S.T.A.R., a Equipe Flash descobriu que Zoom pretendia usar a corrida para ativar um dispositivo chamado "Pulsar", e logo deduziram que Zoom pretendia destruir todas as Terras do multiverso. Não tendo outra escolha, Barry revelou que iria para a corrida. No pipeline, Joe tentou convencer Barry a não aceitar a corrida, mas isto não mudou a mente de Barry, que estava decidido a não deixar mais ninguém que amava morrer. Joe percebeu que Barry queria matar Zoom, o que Barry concordou. Ele então foi atingido por um dardo tranquilizante e preso no pipeline para a Equipe Flash pudesse encontrar outra forma de derrotar Zoom.

Flash e Zoom se preparando para sua corrida.

Algumas horas depois, Barry foi solto de sua cela por Wally e descobriu que Joe foi capturado por Zoom. Ele foi confrontar a Equipe Flash, e reafirmou que iria vencer Zoom na corrida, com a ajuda deles ou não. Com a ajuda de Cisco, Barry contou para Zoom que aceitava a corrida. Os dois velocistas se encontraram próximo do magneta, dispositivo que Zoom usaria para destruir o multiverso. No ponto de encontro, Hunter revelou que deixaria a Terra-1 como a única Terra existente enquanto os outros universos eram destruídos. Os velocistas então começaram a correr ao redor do magneta, carregando o dispositivo para servir a seu propósito. Barry criou um resquício do tempo, e sua cópia libertou Joe. Quando o magneta estava pronto para ser ativado, Zoom e Barry original pularam para fora e os dois começaram a lutar.

Enquanto lutava contra Zoom, o resquício do tempo se sacrificou para destruir o dispositivo. Barry então foi capaz de derrotar Hunter e começou a vibrar sua mão, pronto para matá-lo. No entanto, ele o soltou, e então Fantasmas do Tempo apareceram e arrastaram o velocista para dentro da Força de Aceleração. Finalmente, Zoom havia sido derrotado.

Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry explicou para a Equipe Flash como criou seu resquício do tempo, revelando que seu outro eu estava disposto a se sacrificar para salvar todos. Depois que Harry e Cisco tiraram a máscara de ferro do prisioneiro de Zoom, todos descobriram que aquele era o verdadeiro Jay Garrick, mas para a surpresa de todos, ele era um sósia de Henry Allen. Sobrecarregado de emoções, Barry foi ao corredor, onde começou a chorar. Lá, ele foi consolado e tranquilizado por Joe. Mais tarde, a Equipe Flash se despediu de Jay Garrick, que voltaria para a Terra-3, e de Harry e Jesse, que estavam indo embora para a Terra-2.

Flash atacando o Flash Reverso.

Naquela noite, a Equipe Flash se reuniu na casa West para celebrar sua vitória. No entanto, ao ver o sósia de Henry, ele começou a sentir saudades de seu pai. Barry conversou com Iris e perguntou porque se sentia daquela maneira. Apesar dela tentar motivá-lo, Barry confessou que se sentia quebrado e precisava achar paz. Iris então disse que iria esperar por ele, e o aconselhou a ir fazer o que ele queria fazer. Os dois então se beijaram, e Barry saiu correndo. Ele então voltou no tempo e foi até o dia do assassinato de Nora, onde derrubou o Flash Reverso antes de Eobard matar sua mãe. Barry também notou que seu eu do passado, em sua primeira viagem no tempo, despareceu, indicando que aquela linha do tempo havia sido apagada. Flash se aproximou de Nora, garantindo a ela que não iria machucá-la e de que ela estava segura daquela vez.[73]

Velocidade vs. Pensamento

Retorno da Força de Aceleração

Barry reencontrando Equipe Flash após sair da Força de Aceleração.

Seis meses após Barry desaparecer na Força de Aceleração, um Samuroid ameaçou destruir Central City caso não fosse confrontado pelo Flash. No dia seguinte, Cisco, usando seus poderes, encontrou Caitlin trabalhando em um bar e a recrutou para se juntar à Equipe Flash novamente. Os dois trabalharam em uma Esfera quark baseado no DNA de Barry, para poder enganar a Força de Aceleração quando tirarem-o de lá. No dia seguinte, eles usaram a bazuca da Força de Aceleração para libertá-lo, mas isso aparentemente falhou. Mais tarde naquele dia, um portal se abriu no centro de Central City e Barry correu para fora dele, parando em frente de um carro e desmaiando em seguida. Barry foi levado de volta ao DPCC, onde a Equipe Flash se reencontrou com ele. No entanto, Barry, sofrendo os efeitos de sua permanência na Força de Aceleração por um tempo prolongado, começou a repetir frases que havia dito (ou iria dizer no futuro), dando a perceber que ele estava em um estado catatônico.

Barry se reúne com Iris depois de derrubar o Samuroid.

Com o tempo se esgotando, e todas as tentativas de fazer Barry voltar ao normal falharam, Wally decidiu usar o traje de Flash para enganar o Samuroid, mas seu plano falhou e sua perna foi esfaqueada pela espada de seu adversário. Acreditando que Barry iria salvá-la, Iris se permitiu ser capturada pelo Samuroid. Joe correu para o pipeline e alertou Barry sobre o que aconteceu, fazendo-o voltar ao normal. Ele saiu da cela e, usando um novo traje criado por Cisco, correu para salvar sua noiva. O Flash perseguiu o Samuroid para fora de Central City, pulando nas asas do indivíduo e vibrou por sua mão nele, e em seguida saltou para longe com Iris em seus braços. No chão, Barry retirou a máscara do Samuroid, apenas para descobrir que aquilo era apenas um robô, que o parabenizou por seu retorno. Iris chamou por seu nome, e Barry disse que havia voltado. Os dois então se beijaram.

Nos Laboratórios S.T.A.R., Caitlin examinou Barry e revelou que ele estava completamente saudável. Ele notou que havia "renascido" e disse para todos que não se lembrava de seu tempo na Força de Aceleração, nem das coisas que havia dito anteriormente e muito menos sabia seu significado, além de também agradecer Cisco por seu novo traje. De volta ao seu loft, Barry disse para Iris que estava orgulhoso por ela ter mantido todos juntos enquanto estava fora. Depois de se beijarem, Barry ouviu sirenes no lado de fora e saiu para lidar com a situação, prometendo que voltaria logo.[74]

Barry recolhendo estilhaços de uma granada.

Com sua volta, Barry ficou mais animado do que nunca, e até mesmo fez algumas decisões a respeito de seu casamento com Iris (apesar de não consultá-la). A Equipe Flash descobriu que eles estavam atrás de um hacker cujos alvos eram pessoas famosas. Por sugestão de sua noiva, ele compareceu a terapia de casal com ela, que acreditava que havia uma falta de comunicação entre eles. Porém, durante a sessão, uma granada foi detonada no DPCC e Barry teve que sair para cuidar do ocorrido. Lá, ele usou seus poderes para recolher os estilhaços da bomba antes que atingissem Joe e outra pessoa. Eventualmente, eles identificaram Ramsey Deacon como o responsável pelos ataques aos seus antigos parceiros.

Depois de outra sessão de terapia, o clima entre Barry e Iris ficou estranho depois que sua esposa revelou que havia ficado chateada por ter sido abandonada por ele. O casal conversou sobre isto e se reconciliaram. Eventualmente, Ramsey foi localizado e o Flash foi atrás dele, mas o meta-humano usou a tecnologia em seu traje contra ele, Barry foi capaz de neutralizar os comandos tecnológicos do traje dando um choque em si mesmo e derrotou Kilg%re. Barry e Joe visitaram-o na prisão e questionaram-o como ganhou seus poderes, dado que ele não estava na cidade no dia da explosão do acelerador de partículas, e Ramsey revelou que não foi o único a ganhar poderes.[75]

Ao receber um alerta de brecha, a Equipe Flash encontrou Harry Wells, que havia ido à Terra-1 depois de ter sido expulso da equipe de Jesse. Quando um assalto esteve em andamento, o Flash correu até o Banco de Central City, mas acabou escorregando em bolas de gude e a criminosa escapou. Voltando ao Laboratórios S.T.A.R., Barry e os outros descobriram que o infrator era Becky Sharpe, uma mulher que teve muita má sorte na vida e cujos poderes lhe davam boa sorte. Os poderes de Becky começaram a afetar a Equipe Flash, fazendo com que Barry e Iris perdessem a igreja na qual se casariam. Enquanto investigavam o novo surto de meta-humanos, Barry, Cisco e Harry perceberam que quando um portal da Força de Aceleração foi aberto, novos meta-humanos (que estavam dentro de um ônibus) foram criados.

Barry conversando com Becky Sharpe.

Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry acreditou que Becky não era uma vilã e que poderiam convencê-la a se entregar. Voltando na casa West, Barry conversou com Joe sobre a venda da casa, garantindo a ele que as memórias que fizeram ficariam com ele para sempre. Quando Becky foi encontrada no Jitters, Barry tentou convencê-la devolver o dinheiro que roubou, mas seu plano não funcionou. Hazard, apelido dado a Becky por Cisco, tinha começado a jogar em um casino, e sua onda de boa sorte acabou fazendo todos ao redor de Central City terem má sorte, o que resultou na ativação do acelerador de partículas. Quando os poderes de Becky foram desativados temporariamente, o Flash foi capaz de colocar as algemas inibidoras de poderes nela.

Após prendê-la, a Equipe Flash descobriu que 12 meta-humanos haviam sido criados após terem sido expostos pela matéria escura da Força de Aceleração. Depois de se despedirem de Wally, que estava indo embora para encontrar a si mesmo, os heróis deduziram que haviam alguém por trás da criação dos meta-humanos do ônibus.[76]

Uma semana após a saída de Wally, a Equipe Flash encontrou o próximo meta-humano criado pelo incidente do ônibus, sendo ele o motorista do veículo. No entanto, ao encontrarem-o, descobriram que ele havia sido morto por afogamento em sua própria banheira. Apesar disso, eles foram capazes de formar uma conexão com o próximo meta-humano criado no ônibus; Ralph Dibny, um antigo policial do passado de Barry, demitido por ser um policial corrupto. Barry e Joe foram ao apartamento de Ralph, que, desde sua demissão do DPCC, trabalhava como um investigador particular, mas não conseguiram provas de que ele era um meta-humano e foram embora, enjoados por sua personalidade e comportamento. Mais tarde, os dois voltaram ao prédio e encontraram as pernas de Ralph esticadas até o chão enquanto seu corpo estava no telhado, depois de ter sido atacado por dois homens.

Barry conversando com Ralph.

O problema era que Ralph não conseguia controlar seus poderes, e foi deixado naquele estado elástico. Barry e Joe levaram-o aos Laboratórios S.T.A.R., na esperança de que pudessem consertar sua forma física. Enquanto procurava por amostras do DNA de Ralph antes dele se tornar meta-humano, a pedido de Caitlin, Barry e Iris encontraram evidências de um caso que ele estava investigando. Eles descobriram que o Prefeito Anthony Bellows estava sendo incomodado por Ralph, e Barry e Joe foram questioná-lo. O prefeito admitiu sobre algo que cometeu e tentou se livrar dos dois. Mais tarde, Bellows sequestrou Joe e o Flash foi atrás dele. Com a ajuda de Ralph, Barry foi capaz de prendê-lo e resgatar Joe. Depois desta aventura, Barry se ofereceu ajudá-lo treinar seus poderes.[30]

Barry, Cisco, Joe, Harry e Ralph em um clube de strip.

Conforme seu casamento se aproximava, os amigos de Barry decidiram realizar uma despedida de solteiro básica para ele. Barry, Joe, Cisco e Harry assistiram a vídeos e fotos dele e Iris quando crianças na casa West. Ralph apareceu lá e forçou com que eles fossem a um clube de strip. Cisco revelou que havia preparado uma bebida alcoólica especial que permitia velocistas ficarem bêbados. Quando Barry ficou muito bêbado, ele começou a gritar para todos que era o Flash. Quando Ralph começou uma briga no clube, ele, Barry, Cisco e Joe foram presos, mas Harry pagou a fiança deles e todos foram soltos. Voltando aos Laboratórios S.T.A.R., eles negaram para Iris, Felicity, Cecile e Caitlin que haviam entrado em problemas durante a celebração.[77]

Quando Mina Chaytan, uma meta do ônibus com a habilidade de animar estátuas, começou a atacar pessoas que estiveram em posse de um colar precioso de nativos-americanos, Ralph ganhou um traje e começou a operar em campo ao lado de Barry. No entanto, enquanto lutavam contra Mina, ele acabou machucando uma criança e começou a se culpar por isto. Barry foi capaz de derrotar Mina e Ralph enviou os pedaços do colar para o lugar que deveria estar. O Conselho de Wells identificou Clifford DeVoe, um homem que morava no subúrbio de Central City, o vilão que Barry estava atrás. Porém, quando foram até ele, Barry se surpreendeu ao descobrir que ele era um homem normal em cadeira de rodas.[78]

Conhecendo Clifford DeVoe

Barry e Joe interrogam Clifford DeVoe.

Barry e Joe foram convidados por Clifford e sua esposa, Marlize DeVoe, para entrarem em sua residência. Eles explicaram que seu sobrenome havia surgido durante uma investigação e estavam lá para questioná-lo. Marlize perguntou o motivo de irem atrás de seu marido, com Clifford especificando que havia outros DeVoe's na área de Central City. Ele prosseguiu e contou sua história e como conheceu Marlize. Barry perguntou se ele conhecia os outros metas do ônibus, mas DeVoe negou, com exceção de Mina Chaytan.

Nos Laboratórios S.T.A.R., a Equipe Flash discutiu a possibilidade de DeVoe ser o vilão que procuravam. Porém, todos estam certos de que ele poderia ser inocente, mas Barry acreditava firmamente que aquele era o homem que procuravam.

Mais tarde naquele dia, Barry assistiu a uma aula de DeVoe na Universidade de Central City. Ele começou a questioná-lo novamente, mas DeVoe negou todas as suas perguntas. Antes de ir embora, Barry pegou uma amostra do DNA de DeVoe e o levou para Caitlin analisar, que revelou que ele não era um meta-humano. Quando os outros membros da Equipe Flash retornaram de sua investigação sobre DeVoe, eles provaram sua inocência. Embora tudo indicasse ao contrário, Barry ainda estava certo que DeVoe não era quem dizia ser.

No dia seguinte, enquanto continuava sua investigação a respeito de DeVoe, Barry foi chamado pelo capitão Singh. Em seu escritório no DPCC, ele descobriu que Clifford e Marlize estavam reclamando por perseguição. Quando o casal se retirou, Barry foi lecionado por Singh. Mais tarde, Iris apareceu em seu laboratório e pediu para que esquecesse a investigação. Enquanto analisava o capacete do Samuroid nos Laboratórios S.T.A.R., Barry encontrou uma câmera. Ele então invadiu a casa de DeVoe para procurar por provas.

No outro dia, Barry revelou para a Equipe Flash sobre a câmera, mas o dispositivo estava desativado, mesmo que tivesse a encontrado fazendo barulhos no doa anterior. Todos ficaram decepcionados ao descobrir que Barry havia invadido a casa de DeVoe. Em seguida, ele foi chamado novamente ao DPCC, onde encontrou Marlize chorando e contando ao capitão Singh sobre sua invasão. Quando ela estava saindo, Marlize deu um tapa no rosto dele. Por conta disto, Barry foi suspendido por 2 semanas. Ao fim do dia, Barry conversou com Iris sobre a situação.

Barry confrontando Clifford DeVoe.

Cansado dos jogos mentais e das mentiras, Barry decidiu confrontar DeVoe uma última vez. Ele se encontrou com o professor após sua última aula do dia, onde DeVoe revelou que sabia sobre sua identidade como Flash, além de admitir que era um meta-humano. Surpreso pelas revelações, Barry perguntou do por que ele estava admitindo tudo naquela hora, o que Clifford confirmou que não tinha medo deles. Ele revelou que nem mesmo o Conselho de Wells foi capaz de deduzir suas habilidades. Barry então percebeu que os poderes de DeVoe era seu intelecto avançado. Enquanto ia embora, o professor o parabenizou por seu casamento que se aproximava.

Barry voltou ao Laboratórios S.T.A.R. e contou para todos sobre seu confronto com DeVoe. A Equipe Flash se desculpou por não terem acreditado nele. Quando Wally voltou, todos o cumprimentaram alegremente.[79]

Casamento e Crise na Terra-X

Faltando alguns dias para seu casamento, Barry lutou contra o Tubarão-Rei nas ruas de Central City enquanto conversava com Iris sobre as pessoas que ainda não confirmaram presença no casamento. Mais tarde, enquanto provava os ternos que usaria, Barry conversou com Oliver e garantiu ao seu amigo que ele seria o próximo a se casar. Naquela noite, Barry e Iris cumprimentaram os convidados em seu jantar de ensaio. Durante o evento, ele conversou com Kara, que o agradeceu por ter deixado convidar sua irmã Alex Danvers, e pediu um favor para ela. No dia seguinte, Barry acordou cedo e deixou um bilhete romântico para Iris.

Barry e Iris se casando.

Antes do início da cerimônia, Barry cumprimentou uma garçonete trabalhando lá, que lhe assegurou de dizer "sim". Quando estavam prestes a dizer seus votos, nazistas invadiram a cerimônia e começaram a atacar as pessoas presentes. Barry e os outros heróis lutaram contra eles, e os invasores eventualmente fugiram depois que sua líder foi ferida. Após o confronto, Barry e Iris decidiram deixar o casamento de lado temporariamente para lidar com a situação. Ele então pediu para que Wally levasse Joe e Cecile para fora da cidade, já que os atacantes sabiam de suas identidades secretas. Reunidos nos Laboratórios S.T.A.R., Barry e os outros heróis discutiram sobre o motivo da invasão.[11]

Eles interrogaram um nazista que capturaram no confronto, e descobriram que ele era Tommy Merlyn. Harry Wells teorizou que aquele não era o Tommy da Terra-1, mas sim seu sósia de outro universo. Ele explicou que a Terra-X era um universo do multiverso onde os nazistas haviam vencido a 2ª Guerra Mundial. Mais tarde, os nazista foram encontrados atacando um laboratório. Flash, Supergirl e Arqueiro Verde foram confrontá-los, e descobriram que os vilões eram a Kara e Oliver da Terra-X, junto com um recém-renascido Eobard Thawne. Eles lutaram brevemente, mas os nazistas escaparam. Usando o sangue da Overgirl, os heróis localizaram os nazistas novamente e partiram para confrontá-los. No entanto, apesar de saírem sobre melhor inicialmente, os heróis foram derrotados e nocauteados. Boa parte deles, com exceção da Supergirl, acordou em um campo de concentração na Terra-X, com coleiras inibidoras de poderes presos em seus pescoços.[80]

Em seguida, todos heróis foram levados pelo Sturmbannführer, o sósia de Quentin Lance daquele universo, para serem executados, mas foram salvos por Leo Snart e Ray Terrill. Levados para a base dos rebeldes, os heróis começaram a pensar em um plano para voltar à Terra-1, mas o General Winn Schott revelou que pretendia destruir o único portal interdimensional para deixar os líderes do Novo Reich fora da Terra-X. Alex e os outros foram capazes de convencê-lo a dar uma hora para que pudessem atravessar a brecha. Barry, Oliver, Alex, Sara, Martin, Jax, Leo e Ray invadiram a base dos nazistas com tudo que tinham, mas o general voltou atrás em sua palavra e soltou o Tornado Vermelho. Flash e o Ray trabalharam juntos para derrubá-lo, e assim que o portal foi aberto, eles atravessaram e voltaram para a Terra-1.[81]

Flash enfrentando Flash Reverso durante a invasão nazista.

No entanto, durante a batalha contra os nazistas, Stein foi ferido e levado para a Waverider. Na nave das Lendas, Barry se reencontrou com Iris e os dois se beijaram. Apesar dos melhores tratamentos, Martin Stein acabou falecendo devido a seus ferimentos. Mais tarde, o Arqueiro Negro exigiu que eles entregassem a Supergirl, e eles iriam embora da Terra-1, mas o Arqueiro Verde recusou. Uma batalha contra os nazistas tomou conta das ruas de Central City, e o Flash enfrentou o Flash Reverso novamente. Quando a Overgirl explodiu e o Arqueiro Negro foi morto, Barry teve a oportunidade de matar Eobard de uma vez por todas, mas decidiu deixá-lo ir embora.

Depois que a batalha foi vencida, Barry compareceu ao funeral de Stein junto com os outros heróis. Ele então se despediu de Kara e Alex e das Lendas. Percebendo que, ao final das contas, ele não tinha se casado com Iris, Barry correu até Star City e levou John Diggle ao parque onde estava para que ele pudesse casá-los. Durante isso, Felicity pediu para que ele também casasse ela e Oliver. Depois que ambos os casais anunciaram seus votos, eles se beijaram.[82]

O julgamento do Flash

Após seu casamento com Iris, Barry e sua esposa estiveram desembrulhando os presentes que haviam recebido. Ao encontrarem uma máquina dada a eles por Oliver e Felicity, eles decidiram retorná-la. Barry também encontrou um conjunto de facas, no qual tinha apenas uma, mas não havia nenhum nome nela.

Barry conversando com o Pensador.

Enquanto estiveram fazendo compras de Natal, Barry foi atacado por Clifford DeVoe. Apesar de tentar enfrentá-lo, o velocista perdeu o combate e foi sequestrado pelo vilão, deixando Iris para trás. Ele acordou no esconderijo de DeVoe, preso em uma cela de energia, sendo incapaz de vibrar por ela. Clifford afirmou que havia o sequestrado para provar de que não haviam finais felizes. Barry tentou fazê-lo contar seu plano, mas DeVoe percebeu essa jogada e se recusou a dizer seu plano. Quando Joe apareceu na porta de sua casa, DeVoe saiu para atendê-lo. Quando Marlize ocupou o lugar de seu esposo em vigiar Barry, ele percebeu que DeVoe tinha planos para sua energia da Força de Aceleração e tentou convencê-la a se voltar contra seu marido, mas isso também não funcionou.

Quando foi deixado sozinho, Barry descobriu como vibrar as moléculas de seu corpo de forma tão rápida que iria parecer se tornado invisível aos olhos humanos. Quando DeVoe retornou e abaixou o campo de força, Barry se revelou e correu para fora da cela antes que Clifford pudesse reativá-la. Ele se vangloriou por seu intelecto por ter sido capaz de enganá-lo. Barry avançou para atacá-lo, mas os dois foram teletransportados para os céus de Central City, deixando o Flash pendurado em sua cadeira flutuante. DeVoe tentou atacá-lo com seus tentáculos, mas Barry vibrou seu corpo, fazendo com que o vilão danificasse sua cadeira e caísse no rio, permitindo que Barry sobrevivesse graças ao modo flutuante em seu traje.

Barry se rendendo.

Barry voltou aos Laboratórios S.T.A.R., onde se reuniu com Iris e também conheceu Dominic Lanse, um meta do ônibus com poderes telepáticos. Ele então informou a Equipe Flash sobre o plano de DeVoe e sua energia da Força de Aceleração. Mais tarde, durante a festa de Natal na casa de Joe, Barry recebeu um alerta de segurança de seu apartamento e foi até lá para desligá-lo. Ao chegar, ele recebeu um telefonema de Lanse, que revelou ser DeVoe, que transferiu sua mente ao corpo de Dominic. Barry implorou para que ele não ferisse seus amigos, algo que o Pensador garantiu que não iria. Barry então encontrou o corpo de DeVoe no chão do loft, esfaqueado com a faca que ele havia tocado mais cedo. Ao ouvir Singh e os outros policiais aparecerem, o primeiro instinto de Barry foi correr, mas pelo bem de Iris, ele decidiu não se tornar um fugitivo e se entregou calmamente.[83]

Barry e Iris no Flashtime.

Após ser preso, Barry fez um depoimento no DPCC e foi colocado em prisão domiciliar, mas Cisco hackeou o dispositivo para permitir que ele fosse aos Laboratórios S.T.A.R.. Reunido com a Equipe Flash, Barry disse que, caso fosse preso, ele não iria fugir da prisão. Em seguida, ele compareceu ao seu julgamento. Quando as coisas não pareciam favoráveis, durante uma pausa do julgamento, Cecile sugeriu que ele revelasse sua identidade como Flash, o que ele negou imediatamente. Quando Iris estava prestes a expor sua identidade, Barry usou uma nova habilidade para impedi-la, movendo-os tão rápido que todos ao seu redor haviam congelado. Ele foi capaz de convencê-la a não contar sua identidade. Quando o veredito foi tomado, Barry foi condenado a prisão perpétua.[29]

Tempo na prisão e liberdade

Barry desviando de um prisioneiro.

Ao ser preso, Barry foi colocado na antiga cela de seu pai. Enquanto limpava o chão da instalação, Barry foi informado por Joe que Axel Walker havia escapado. Ele sugeriu que pudesse ajudar na investigação, mas Joe pediu para que não se intrometesse. Quando alguns detentos se juntaram para atacá-lo, Barry foi salvo por David Ratchet. Ao encontrá-lo, Barry perguntou porque o ajudou, e David revelou que, antigamente, Henry Allen havia o ajudado. Naquela noite, Ralph apareceu para tirá-lo da prisão e batalhar contra o Trapaceiro, mas Barry o aconselhou. Em seguida, Barry descobriu que seu pai havia realizado uma cirurgia de emergência em Ratchet. Mais tarde, ele encontrou David sendo atacado por outros detentos. Percebendo que a câmera daquele lugar estava quebrada, Barry usou seus poderes para revidar. No dia seguinte, ele recebeu uma visita de Iris.[84]

Ao ler o arquivo sobre o motivo da prisão de Ratchet, Barry descobriu que ele havia sido preso injustamente e o criminoso responsável pelo assassinato no qual foi culpado ainda estava solto. Ele então pediu para que a Equipe Flash analisasse o caso de Ratchet, o que eles aceitaram. Ele repassou a notícia para David, quem não se animou com isso e pediu para que seus amigos parassem.

Mais tarde, Barry prometeu a David que seus amigos iriam capturar Sylbert Rundine, o verdadeiro culpado do crime. Depois de conversar com David sobre o que ele faria após sair da prisão, Gregory Wolfe aconselhou Barry a parar de tentar ajudá-lo. Quando Rundine foi capturado, Barry informou Ratchet que o criminoso não iria confessar o crime. Ele se desculpou por ter o desapontado, mas David garantiu que não o desapontou. Barry então usou seus poderes e levou David para Jiaju, um pequeno lugar na China para onde Ratchet queria ir. Após fazer isso, Barry foi confrontado por Gregory, que revelou a ele que sabia sobre sua identidade como Flash e desmaiou. Em seguida, ele foi movido para outra ala de Iron Heights.[85]

Algumas semanas depois, Barry percebeu que estava preso em uma cela com um inibidor de poderes, e seus companheiros eram os metas dos ônibus que a Equipe Flash havia capturado anteriormente. Amunet apareceu e decidiu comprar todos. Barry informou as intenções de Amunet, e todos eles decidiram encontrar uma forma de fugir. Depois de desentupir sua privada e roubar algo do encanador, Barry foi capaz de dar curto-circuito nas celas e todos saíram delas. Quando Becky se recusou a ir, temendo que seus poderes poderiam machucar os outros, Barry a convenceu de ir com eles.

Barry, Becky, Mina, Rundine e Deacon começaram a caminhar pelos esgotos da prisão enquanto conversavam sobre o que iriam fazer assim que escapassem. Ao ouvir alguns dos criminosos relatar que voltariam ao crime, Barry pediu para que eles voltassem para as celas, garantindo-os que o Flash iria prendê-los novamente. Encontrando o encanador de mais cedo, Barry impediu que Rundine e Deacon o matasse. Durante a fuga, ele formou uma conexão com Becky e os dois conversaram sobre seus poderes.

Barry tentando salvar Becky.

No lado de fora, com seus poderes recuperados, todos foram confrontados por Wolfe e Amunet. Gregory revelou a identidade de Barry como Flash, fazendo todos se voltarem contra ele, com exceção de Becky, que o protegeu dos outros criminosos. Depois que eles foram derrubados, DeVoe (no corpo de Lanse) apareceu. Ele usou os tentáculos de sua cadeira flutuante para matar os meta-humanos e roubar seus poderes. Barry tentou correr para salvar Becky, mas chegou tarde demais pois DeVoe já havia transferido sua consciência ao corpo dela. Vibro e Nevasca apareceram por uma brecha, mas Barry decidiu ficar.

Quando os policiais começaram a aparecer, Barry usou seus poderes e correu para sua cela.

Barry celebrando sua saída da prisão.

Durante a audiência de apelação de Barry, Ralph usou seus poderes para se passar por DeVoe, dando a entender que ele estava vivo e não havia sido morto. Com isso, o nome de Barry foi limpo e ele foi solto de Iron Heights, tendo suas acusações retiradas. Depois de sair da prisão, a Equipe Flash deu uma festa de boas-vindas na casa West. Joe prometeu que iriam trabalhar duro para deter o verdadeiro culpado por incriminá-lo. Barry então percebeu que DeVoe não estava atrás de metas-humanos normais, pois ele poderia ter invadido a ala de meta-humanos da prisão e ter roubado os poderes de metas como o Mago do Tempo, mas sim os metas criados na explosão do ônibus. Quando Ralph apareceu, todos perceberam que ele era um alvo do Pensador.[86]

Ao voltar para o DPCC, Barry foi suspendido por tempo indeterminado a pedido da nova prefeita, Van Buren. A Equipe Flash foi capaz de identificar Izzy Bowin como a próxima meta do ônibus que DeVoe iria atrás. Barry e Ralph tentaram convencê-la a ir com eles, mas Izzy os atacou e fugiu. Quando o Pensador foi atrás de Bowin, Flash, Vibro e Homem-Elástico foram defendê-la, mas foram derrotados pelos poderes de Becky Sharpe. Apesar de terem caídos, DeVoe foi derrotado por Izzy. A Equipe Flash a levou para os Laboratórios S.T.A.R., onde revelaram suas identidades secretas e sugeriram treinar seus poderes, mas ela recusou a oferta, clamando que queria sua vida de volta.

Ralph foi capaz de convencê-la a treinar seus poderes. No entanto, Barry acabou exagerando no treinamento e acabou ferindo Izzy. Ele conversou com Iris sobre isso, onde expressou seu medo de que Bowin poderia morrer e queria prepará-la para a batalha contra o Pensador. Harry revelou que havia construído um inibidor cerebral para usar contra DeVoe, e Barry e Iris se lembraram da mesma coisa que o Savitar havia dito no ano anterior. Ralph revelou que Izzy havia ido embora, mas Cisco foi capaz de encontrá-la confrontando DeVoe por conta própria. O Flash e Homem-Elástico foram até ela, mas não foram capazes de salvar Izzy, que teve seu corpo dominado por Clifford depois que ele hackeou e queimou o inibidor cerebral.

Voltando aos Laboratórios S.T.A.R., a Equipe Flash descobriu que o esconderijo de DeVoe era em uma dimensão compacta. Ao se encontrar com Ralph, ele entregou um cartão de investigador particular para Barry,[87]

Bomba nuclear

Flash e Jesse Quick vendo a bomba nuclear ativada.

Flash, Vibro, Nevasca e Jesse Quick foram até uma instalação da A.R.G.U.S. depois de descobrirem que uma mulher, Veronica Dale, planejava destruir Central City usando uma bomba nuclear. Apesar de conseguirem derrotar seus capangas, os heróis não foram capazes de prevenir a detonação da bomba. Barry usou o "Flashtime" para congelar o tempo e dar-lhe mais tempo para encontrar um forma de salvar a cidade. Jesse sugeriu levar o dispositivo para outro lugar, mas Barry afirmou que isso iria acelerar a reação. Ela então disse para voltar no tempo, mas Barry afirmou que isto estava fora de cogitação, pois não queria criar outro Ponto de Ignição. Os dois velocistas perceberam que não conseguiriam tirar todos da cidade a tempo. Barry pediu para que ela fosse à Terra-3 e pedir a ajuda de Jay Garrick.

Com Jesse fora, Barry teve a ideia de mandar a bomba para outra Terra. Ele levou Cisco ao Flashtime, mas o calor acumulado o impediu de usar seus poderes. Quando Jesse retornou com Jay, o velocista sugeriu esfriar a bomba para impedir a explosão. Barry então levou Nevasca ao Flashtime, mas ela também não foi capaz de usar seus poderes pois se cansou muito rápido. Antes de voltar a sua posição parada, Nevasca implorou para que Barry não deixasse Caitlin morrer. Barry correu aos Laboratórios S.T.A.R. e pediu a ajuda de Harry, que sugeriu jogar a bomba na Força de Aceleração. Depois de contar esta ideia para os outros velocistas, Jay vetou isso imediatamente, afirmando que a explosão poderia fazer com que todos os velocistas do multiverso perdessem sua conexão com a Força de Aceleração.

Os três velocistas decidiram jogar raios na bomba, mas quando tentaram fazer isso, Jay, devido a sua idade avançada, se cansou e teve que sair do Flashtime. Jesse sugeriu que ela e Barry continuassem com o plano, mas ele revelou que seus raios não iriam faazer efeito. Eventualmente, Jesse também se cansou e saiu do Flashtime. Com todos os planos haviam falhado, Barry, que também estava se cansando, foi até Iris e começou a se despedir, se desculpando por ter falhado em salvá-la. Ao chamá-la de seu para-raios, Iris sugeriu que a esfera quark fosse retirada da Força de Aceleração. Depois que Iris explicou como ele foi retirado da Força de Aceleração, Barry abriu um portal e retirou a esfera quark, fazendo com que os raios o seguissem. Barry, ao voltar, os redirecionou para o dispositivo, e em seguida desmaiou por exaustão. Ao ver Joe, Barry perguntou se eles haviam morrido, mas ele garantiu que estavam todos vivos.[88]

Metas do ônibus restantes

A Equipe Flash foi capaz de encontrar o próximo meta do ônibus, Matthew Kim, depois que ele usou seus poderes para impedir um assalto ao banco. Quando o Flash, acompanhado por Iris e Joe, foi confrontá-lo, Matthew acabou transferindo os poderes velocistas de Barry para Iris, tornando-a uma velocista. Barry então assumiu a posição de Iris na Equipe Flash enquanto sua esposa corria pela cidade. Ele a auxiliou em seu treinamento e a aconselhou durante a batalha contra Jaco Birch. Depois que Matthew foi encontrado, ele restaurou os poderes de Barry e concordou em ser protegido pela Equipe Flash.[89]

Conforme treinava com Ralph as possibilidades das batalhas contra DeVoe, Barry acabou se irritando pela falta de atenção dele. Enquanto procuravam por uma meta-humana, Ralph se transformou em Joe para interrogar Earl Cox. Os dois eventualmente encontraram Janet Petty, que usou seus poderes para fazer Barry flutuar no ar. Nos Laboratórios S.T.A.R., após os efeitos dos poderes de Nula passarem, Barry repreendeu Ralph por ficar brincando e não prestar atenção nas coisas. Eventualmente, Barry se desculpa por sua atitude grosseira. Ele e Ralph trabalham juntos e conseguem derrotar Janet, decidindo prendê-la nos Laboratórios S.T.A.R. para deixá-la segura de DeVoe.[90]

Ao encontrarem o sinal de uma dimensão compacta, a Equipe Flash, acreditando que era o Pensador, se preparou para atacá-lo. No entanto, eles se surpreenderam ao encontrar Edwin Gauss, que caiu de volta no portal ao encontrar os heróis. Ao convencerem Gauss em ajudá-los, Flash, Nevasca e Vibro se prepararam para confrontar DeVoe em seu esconderijo. No entanto, uma vez lá, eles descobriram que haviam sido enganados e DeVoe e Marlize estavam nos Laboratórios S.T.A.R.. Depois que Ralph conseguiu derrotar DeVoe, que estava no corpo de Gauss após absorver os poderes dos outros meta-humanos, Barry, Cisco e Caitlin retornaram. Barry parabenizou-o, mas DeVoe, usando os poderes de Kilg%re, removeu suas algemas inibidoras de poderes e assumiu o controle do corpo de Ralph. Barry, Cisco e Caitlin tentaram impedi-lo, mas não foram fortes o bastante. DeVoe agradeceu por seu novo corpo e foi embora.[91]

Flash e Leo Snart confrontando DeVoe.

Depois da morte de Ralph, Barry acabou desenvolvendo TEPT, o que lhe tornava vulnerável durante os confrontos contra DeVoe e outros inimigos. Quando descobriram que DeVoe estava indo atrás de Neil Borman, a Equipe Flash pediu a ajuda de Leo Snart para transportá-lo a uma instalação da A.R.G.U.S. para protegê-lo. Durante o transporte, eles foram atacados por DeVoe. Barry tentou usar o cetro sônico para derrubá-lo, mas o objeto se tornou inútil depois que Clifford absorveu os poderes de Ralph. O Pensador chamou Barry de "novato", o que o pegou de forma desprevenida e o fez se lembrar da morte de Ralph, tornando-o imóvel. No entanto, Laurel Lance/Canário-X da Terra-X apareceu, usando seu grito sônico para derrubar Barry, Leo e DeVoe e em seguida sequestrou Borman, Caitlin e Joe.

Barry, desapontado consigo mesmo por falhar em proteger Ralph, foi confortado por Leonard, que o convenceu a aceitar a dor e deixar que isto o tornasse mais forte. Depois que a Canário-X foi encontrada no DPCC, o Flash e Cidadão Frio foram confrontá-la. Barry tentou derrubar a vilã, mas ela usou seu grito sônico nele e o derrubou no chão. Caído, Barry começou a ser atormentado pela morte de Ralph enquanto a Canário-X continuou usando seus poderes para acelerar a radiação de Fallout. Depois de ouvir as palavras de Leo, Barry finalmente se levantou e derrubou Laurel. Quando Neil foi levado pela A.R.G.U.S., Leo voltou para a Terra-X com Laurel. Após isso, Barry e Iris foram até Sharon Finkel, onde ele começou a se abrir sobre a morte de Ralph.[92]

Flash, Vibro e Cigana sendo confrontados por DeVoe.

Harry revelou que estava perdendo sua inteligência devido ao uso excessivo do chapéu de pensamento. Naquele dia, Barry e os outros foram investigar um assalto a um laboratório, onde descobriram que DeVoe havia roubado um painel solar. Com a ajuda de Cigana, a Equipe Flash descobriu o próximo objeto que DeVoe iria trás, mas haviam chegado tarde demais. Ao descobrir que Cisco havia recebido uma oferta de emprego na Terra-19, Barry foi conversar com Cigana no Jitters. Ele tentou resolver o clima entre os dois para que pudessem combinar suas vibrações e localizar DeVoe, o que não funcionou. Iris o aconselhou a apenas dar apoio para Cisco enquanto ele resolvia seu problema com Cigana. Barry então percebeu que Clifford estava construindo diversas coisas.

Eventualmente, a Equipe Flash deduziu que Clifford pretendia construir diversos satélites para trabalharem juntos com um único objetivo. Flash, Vibro e Cigana interceptaram ele e Marlize em outro laboratório. Embora tivessem saído sobre a melhor inicialmente, eles acabaram sendo derrotados pelo vilão. DeVoe começou a enforcar Cigana e estava prestes a matá-la, mas Marlize o convenceu a deixá-la viver. Ao voltar aos Laboratórios S.T.A.R, a Equipe Flash descobriu que DeVoe pretendia retirar a inteligência dos humanos.

Durante o chá de bebê de Cecile, Barry conversou com Cisco, que havia terminado com Cigana e recusado a oferta de emprego na Terra-19.[93]

Pedindo ajuda de Amunet Black

Barry acordou no meio da noite e notou que Iris não estava ao seu lado. Ele foi até a sala, onde encontrou sua esposa trabalhando em um artigo para expor as atividades criminosas de DeVoe e sua esposa. Mais tarde, no Laboratórios S.T.A.R., Barry e os outros ouviram Caitlin e Cisco explicar sobre o Esclarecimento. Eles precisavam de um meta-humano cujos poderes eram imunes aos de DeVoe, e a única pessoa assim era Amunet Black. Embora hesitantes inicialmente, Caitlin foi capaz de convencer a Equipe Flash em deixar que Amunet os ajudasse.

Flash e Caitlin encontrando Norvock.

Flash e Caitlin foram até o esconderijo de Amunet, onde foram cumprimentados por Norvock. O meta-humano revelou que Amunet havia desaparecido depois que seu tráfico de meta-humanos com Wolfe falhou, e então começou a se esconder e não deu sinal de vida desde então. Ao voltar nos Laboratórios S.T.A.R., a Equipe Flash descobriu o nome verdadeiro de Amunet e começaram a planejar uma forma de encontrá-la. Barry pediu para que Iris tomasse cuidado quando escrevesse seu artigo.

Quando Joe e Caitlin encontraram Amunet, o Flash foi até lá e pediu por sua ajuda. Eles então a levaram aos Laboratórios S.T.A.R., onde Barry retirou sua máscara depois que ela revelou saber sobre sua identidade secreta, sendo capaz de identificá-lo durante sua época preso em Iron Heights. Amunet concordou em ajudar, mas revelou que precisava de mais lascas de metal para derrubar os satélites de DeVoe.

No antigo armazém de Amunet, Barry, Caitlin e Leslie descobriram que Norvock havia roubado seu pertences. Barry conversou com Iris sobre seu artigo expondo o plano de DeVoe. Ela tentou convencê-lo a deixá-la publicar a matéria, mas Barry estava hesitante quanto a isto, pois acreditava que poderia colocá-la em risco.

Flash impedindo Amunet de matar Norvock.

Eventualmente, Amunet foi capaz de deduzir a localização de Norvock e foi confrontá-lo ao lado do Flash. Barry chegou lá primeiro, e encontrou o criminoso negociando as lascas de metal de Amunet para outros homens. Amunet chegou logo em seguida e começou a tentar matar Norvock. O Flash salvou Norvock das lascas, mas ele começou a atacar a ambos e Barry foi atingido pelo veneno de Norvock durante o combate. Notando os sinais vitais de Barry, Iris sugeriu que ele vibrasse o veneno para fora de seu sistema, o que funcionou. Ele então impediu que Amunet matasse Norvock. Antes de fugir, ela entregou uma granada composto por suas lascas, o que poderia derrubar o satélite.

A equipe se reuniu nos Laboratórios S.T.A.R., onde Harry explicou que DeVoe não devia ter iniciado seu plano pois faltava algo; sua esposa, e teorizou que ela havia o deixado. Barry então permitiu que Iris publicasse seu artigo. Mais tarde naquela noite, o artigo de Iris começou a se tornar popular na internet.[94]

Impedindo o Esclarecimento

Barry, Iris e Cisco continuaram a pensar em planos para impedir DeVoe. Barry admitiu que ele não era rápido o suficiente para entrar na dimensão compacta de DeVoe, mas Cisco sugeriu que poderiam ter melhores resultados caso se dividissem. Eventualmente, Ciscco foi capaz de superar o hack de DeVoe e informou a Equipe Flash que DeVoe estava atrás de Fallout, que ainda estava em custódia da A.R.G.U.S.. Barry correu até Star City e pegou John Diggle, que acessou os arquivos da A.R.G.U.S. para descobrir que alguém se passou por ele há seis horas atrás.

Barry com Cisco e Caitlin no Flashtime.

Cisco revelou que eles tinham doze horas até que o Esclarecimento começasse. Depois de levar Diggle à Star City, Cisco revelou que DeVoe pretendia usar a energia nuclear do Fallout para carregar os satélites. Eles então descobriram que DeVoe tinha seis agentes da A.R.G.U.S. como reféns. Cisco e Caitlin sugeriram uma ideia; eles entrariam no Flashtime para ajudar Barry a resgatar os reféns e depois enfrentariam DeVoe. Barry tentou convencê-los a não fazer isto, mas depois que mostraram a ciência por trás do Flashtime e apresentaram sua teoria, Barry, embora relutante e hesitante, concordou em treiná-los como poderiam se mover no Flashtime. Durante o treinamento, contudo, os poderes de Cisco não funcionaram no Flashtime.

O trio tentou treinar no Flashtime novamente, enquanto também inventavam cenários sobre como salvariam os reféns. Cisco, desta vez, foi capaz de usar seus poderes, mas Caitlin não conseguiu usar a arma de gelo e acabou caindo para fora do Flashtime, e em seguida desmaiou. Barry e Cisco levaram-a à ala médica, onde ela acordou e garantiu que estava bem. Barry, querendo não arriscar a vida de seus amigos, se recusou a continuar com o treino.

Enquanto procurava por DeVoe, Cisco confrontou Barry sobre não continuar os treinando. Ele revelou que tinha medo de deixá-los morrer, assim como havia acontecido com Ralph. Os dois acabaram discutindo, mas se acalmaram rapidamente. Barry então decidiu deixá-los irem ao Flashtime com ele. Na instalação da A.R.G.U.S., o Flash, Vibro e Caitlin foram capazes de salvar os agentes antes que a instalação fosse detonada. Quando DeVoe libertou seus satélites, Barry usou um explosivo para explodir um deles. Clifford apareceu e começou a ensinar Barry sobre o Esclarecimento, alertando-o que o amor iria ser sua queda.

Barry, Cisco e Caitlin voltaram aos Laboratórios S.T.A.R., onde descobriram que DeVoe havia comprometido o satélite que eles usavam para usá-lo como substituto do satélite que Barry havia explodido. DeVoe, no Cofre do Tempo, usou os poderes do Kilg%re para hackear os sistemas dos Laboratórios S.T.A.R.. Barry tentou vibrar para dentro do Cofre do Tempo, mas falhou. Cisco e Caitlin apareceram e perguntaram o que fariam, mas Barry respondeu que não sabia.[95]

Quando o Esclarecimento começou, Cecile e Joe apareceram nos Laboratórios S.T.A.R.. Caitlin disse que teria que fazer o parto dela. Cisco revelou para Barry que DeVoe usou a matéria escura que os Laboratórios S.T.A.R. tinha em posse. Enquanto conversavam sobre o que fariam, Iris apareceu com Marlize. A ex-exposa de DeVoe explicou que poderiam salvá-lo fazendo Barry entrar na mente de Clifford para encontrar seu lado bom. Marlize sugeriu usarem os poderes de Cecile para fazer isto.

No laboratório de velocidade, Marlize posicionou Barry na cadeira flutuante de DeVoe e colocou um dispositivo, que ampliaria seus poderes, na testa de Cecile. Marlize explicou que ela teria que encontrar as ondas cerebrais de DeVoe, enquanto a cadeira iria transportar Barry para a consciência dele. O experimento funcionou e Barry acordou na mente de DeVoe. Ele notou que havia ido parar para o momento no qual o ônibus foi exposto à matéria escura. Por sugestão de Marlize, ele foi até a casa do casal, mas não encontrou nada lá.

Barry reencontrando Ralph.

Barry correu a floresta onde Marlize e DeVoe se apaixonaram, e também onde tiveram sua primeira dança, mas não encontrou nada. No entanto, enquanto estava lá, Ralph Dibny apareceu, revelando que estava vivo e andando pela consciência de DeVoe. Depois de explicar o plano da Equipe Flash, os dois foram confrontados por DeVoe. Barry usou seus poderes para tirá-los de lá.

Barry e Ralph foram até Oxford, onde a versão boa de DeVoe estava. Porém, eles encontraram-o morto em sua cadeira, percebendo que o Pensador havia matado sua versão boa.

Perdendo todas as esperanças, Ralph tentou convencer Barry a deixar a consciência de DeVoe e passar o tempo que lhe restava com sua família. Barry recusou-se a sair e teve outra ideia. Lembrando que Marlize disse a ele que se o bom DeVoe fosse transportado pelo nexo de DeVoe, eles seriam capazes de assumir o controle. Barry percebeu que DeVoe estava mantendo Ralph vivo porque, se Ralph morresse, ele perderia o controle de seu corpo. Múltiplas cópias de DeVoe convergiram e todos eles começaram a lutar para chegar à liberdade. No entanto, as cópias pareceram dominá-los. Barry parecia derrotado, mas após uma rápida conversa, eles conseguiram fazer um trabalho rápido com as cópias de DeVoe quando mais clones apareceram para impedi-los de escapar. Felizmente, os dois foram capazes de escapar.

Barry acordou na dimensão de bolso e DeVoe percebeu que estava derrotado. DeVoe então desabou no chão e Ralph pegou seu corpo de volta. Marlize conseguiu desligar os satélites para impedir o Esclarecimento e a energia foi ligada novamente em Central City. Iris checou duas vezes para ter certeza de que não havia mais matéria negra em Central City, confirmando que eles haviam derrotado DeVoe. Marlize transportou a equipe de volta aoss Laboratórios S.T.A.R.. Quando a equipe deixou a sala principal, a cadeira de DeVoe se acendeu.

Flash socando o satélite dos Laboratórios S.T.A.R..

DeVoe reapareceu como um holograma. Marlize, no entanto, disse adeus ao marido e destruiu sua cadeira, matando DeVoe para sempre. Com DeVoe morto, seus satélites começaram a sair de órbita, o que alertou os heróis. Barry correu para tentar impedir que os satélites colidissem com Central City. Os satélites começaram a colidir com a cidade, mas Barry, Ralph e Cisco foram capazes de salvar os cidadãos de grandes perigos. O último pedaço de satélite restante estava colidindo com a Terra, mas Barry usou seu soco sônico para desintegrá-lo, mas o tempo se inverteu quando ele estava prestes a fazer contato e Barry acelerou para socá-lo novamente, mas desta vez uma velocista misteriosa apareceu para ajudá-lo. Eles destruíram o satélite juntos e a velocista desapareceu em seguida.

Voltando aos Laboratórios S.T.A.R., Barry descobriu que Cecile deu à luz uma menina. Antes de partir, Marlize entregou um dispositivo para reverter os efeitos do chapéu de pensamento em Harry, o que não funcionou completamente. Embora ainda mantivesse um pouco de sua inteligência, ele não estava super esperto igual antes. Wells revelou que estaria voltando para a Terra-2 e passar mais tempo com Jesse, e então se despediu da Equipe Flash com um abraço.

A equipe foi então à casa West para comemorar o nascimento de Jenna. Wally também apareceu e surpreendeu a todos, e falou sobre como foi derrotar um demônio do tempo com as Lendas. De repente, a garota que Barry conheceu em seu casamento com Iris apareceu e se deixou entrar. Na frente de todo o grupo, ela revelou que seu nome era Nora e ela era filha de Barry e Iris do futuro, admitindo que cometeu um grande erro.[96]

Enfrentando Cicada

Conhecendo sua filha do futuro

Barry e Iris vendo Nora treinar.

Surpreso pela revelação da garota, que afirmava ser sua filha do futuro, Nora explicou que não tinha velocidade suficiente para retornar ao seu tempo após ajudar Barry a destruir o satélite dos Laboratórios S.T.A.R.. Barry e Iris levaram-a ao laboratório de velocidade e conversaram sobre a situação. Embora ele hesitasse em acreditar nas afirmações da garota, Iris tinha certeza que ela falava a verdade; notando que seus raios (roxo e amarelo) eram semelhantes aos de ambos. Caitlin e Cisco apareceram, informando Barry de que Nora era, de fato, sua filha.

No DPCC, o Capitão Singh informou Barry de que ele havia sido recontratado para trabalhar na equipe. Com seu emprego recuperado, Barry tinha começado a reorganizar seu laboratório, completamente cheio de arquivos sobre casos que ele perdeu, quando Nora apareceu e se ofereceu para ajudá-lo, muito para receio dele. Enquanto trabalhavam, Barry recebeu um alerta sobre um ataque meta-humano. Nora apareceu com seu antigo traje para usá-lo.

Nas ruas de Central City, o Flash tentou impedir um assalto a banco quando Nora apareceu, deixando-o distraído. Gridlock aproveitou a oportunidade e atacou o Flash, fugindo logo em seguida.

Flash e XS correndo no pipeline.

Eventualmente, a equipe decidiu enviar Nora de volta para o futuro. Os dois velocistas, portando dispositivos de táquion, começaram a correr ao redor do pipeline. Quando eles estavam prestes a entrar na Força de Aceleração, eles foram lançados para trás. Na ala médica, Wally informou a equipe que havia detectado táquions negativos na corrente sanguínea de Nora, o que a deixaria mais lenta. Ao ver outro ataque de Gridlock na televisão, a Equipe Flash notou que, sem o satélite do Laboratório S.T.A.R., eles não seriam capazes de detectar os meta-humanos pela cidade.

No laboratório de velocidade, Barry e Iris conversaram sobre terem filhos. Durante isso, Barry percebeu algo e foi falar com Nora. Ao encontrá-la, sua filha admitiu que, em sua linha do tempo, Barry havia desaparecido logo após seu nascimento e nunca retornou. Naquele momento, Barry percebeu que Nora não estava presa no passado, mas sim queria ficar lá para poder salvá-lo da Crise, além de poder passar algum tempo com o pai que nunca conheceu. Em seguida, Iris chamou por Barry e Nora, informando aos velocistas que haviam descoberto a identidade de Gridlock. Eles perceberam que ele havia embarcado em um avião para derrubá-lo.

Como haviam previsto, um dos motores do avião acabou explodindo e a aeronave havia começado a cair. Nora mencionou que, no futuro, havia lido uma matéria sobre Barry vibrar um avião pelos edifícios. Ele então decidiu levar Nora e Wally para poder vibrar a aeronave. Antes de partirem, Barry notou que não tinha um traje, e então Nora lhe entregou um anel contendo um novo traje feito por Ryan Choi no futuro.

Os três velocistas então aceleraram em direção ao avião enquanto Cisco tentava ter uma visão melhor para colocá-los lá. Ao chegar, o Flash foi capaz de algemar Gridlock e detê-lo enquanto Kid Flash o nocauteou. Os três então começaram a tentar vibrar o avião, mas sua tentativa inicial falhou porque XS se viu incapaz de fazer isso. Barry então decidiu dar a sua filha uma conversa estimulante, recontando as mesmas palavras que Thawne disse a ele no início de sua carreira como um herói e o trio foi capaz de conduzir o avião pelos arranha-céus de Central City e pousá-lo em segurança no rio.

Ao voltarem para os Laboratórios S.T.A.R., Cisco entregou um dispositivo que iria permitir Nora voltar ao futuro, mas Barry convenceu a equipe de que ela poderia ficar por mais um tempo no passado. No entanto, ele pediu para que ela não revelasse informações sobre a Crise.[27]

Surgimento de Cicada

Barry e Nora contaram a verdade para a Equipe Flash. Mais tarde, Barry foi chamado pelo DPCC em uma cena de crime, onde, contra sua vontade, foi auxiliado por Nora. Enquanto analisavam a situação, eles descobriram que um corpo humano havia sido reduzido a um mero cubo de carne. Eles descobriram que a responsável pelo ataque foi uma criminosa chamada Vanessa Jansen. Os dois a encontraram, e embora o Flash pedisse para que XS apenas observasse, ela acabou interferindo e Jansesn fugiu. Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry tentou ensinar Nora sobre como usar seus poderes com sabedoria, mas sua filha dispensou isto, clamando já saber daquilo tudo.

Flash após sua primeira luta contra Cicada.

Depois de uma conversa com Joe, Barry mostrou gravações de seus dias iniciais após adquirir sua velocidade para Nora, querendo ensiná-la uma lição. Ele explicou que ela não podia "pular degraus" e tinha que ir com calma. Eventualmente, Flash e XS encontraram Jansen e Nora foi capaz de derrotá-la. No entanto, um homem mascarado surgiu e a matou. Depois de instruir Nora a fugir, Flash, Vibro e Homem-Elástico tiveram seus poderes absorvidos por sua adaga. Eles tentaram enfrentar o meta-humano, mas foram facilmente subjugados e derrotados. Quando o homem estava prestes a matar o Flash, Nora apareceu e o vilão fugiu após ela gritar "Pai!". A Equipe Flash descobriu que foi o mesmo homem quem matou Gridlock, e Nora afirmou que seu nome era "Cicada".[17]

Nora explicou o que sabia de Cicada, revelando que ele foi o único vilão que nenhum herói conseguiu capturar. No dia seguinte, a Equipe Flash procurou a ajuda de um Harrison Wells para capturar Cicada e contrataram Harrison Sherloque Wells, um mestre detetive do multiverso. Sherloque "deduziu" que a identidade do vilão era David Hersch, e então Flash e XS foram atrás do homem. No entanto, após capturá-lo, Barry revelou que Hersch não era o Cicada, embora ele tivesse sido preso por criação de bombas.

Nora sugeriu capturar Hersch e questioná-lo, mas Barry foi firmemente contra isso. Barry conversou com Iris sobre Nora, e sua esposa o aconselhou a pegar mais leve com sua filha, que só queria ajudá-lo. Quando Sherloque tentou fingir sua morte e fugir, Barry o impediu. Em seguida, ele conversou com Nora sobre seus poderes. Quando Joe foi atacado pelo Cicada, o Flash chegou até a casa West, mas o vilão havia fugido com Cisco. O Flash encontrou ambos em uma floresta, mas não foi capaz de derrotar o vilão novamente. Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry convidou Iris e Nora para um jantar em família.[97]

Depois de um café da manhã em família, Barry e a Equipe Flash conversaram sobre a identidade de Cicada. Naquele dia, Barry participou de uma partida de caridade de softball do DPCC. Quando uma bomba foi detonada no campo, ele a examinou. No departamento, ele interrogou o policial responsável pela detonação, que não se lembrava de nada. Flash e XS correram para apagar um incêndio no CCPN, mas, por um motivo desconhecido, ele correu para Las Vegas.

Ao voltar para os Laboratórios S.T.A.R., a Equipe Flash percebeu que Spencer Young era a responsável pelos eventos recentes. No entanto, após uma investigação, eles descobriram que ela não era uma meta-humana. Barry conversou com Iris sobre algo que ela havia feito no futuro. Quando Spencer foi encontrada, o Flash e XS foram até lá, mas ela acabou controlando a mente de Nora e a fez atacar seu pai. Depois que ela foi derrubada por Iris, Barry prendeu Spencer. Eles descobriram que o celular da garota havia sido transformada em meta-tecnologia pelos destroços do satélite carregado por energia escura.[98] Algumas semanas depois, o Flash perseguiu dois criminosos que assaltaram a galeria de artes da cidade. Nora tentou ajudá-lo, porém sua despreparação acabou fazendo com que dois civis fossem quase feridos, mas eles foram salvos pelo Flash. Quando o colar de uma mulher foi roubado, Barry e Iris se uniram para investigar o caso. Enquanto aguardavam o resultado, o casal conversou sobre suas vidas.

Barry conversando com Boneco de Pano.

Ao detectar uma bomba, o Flash foi até lá e salvou um homem, mas avistou um meta-humano se contorcer pelos dutos de ventilação; chegando na conclusão de que aquele era o culpado que procuravam. Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry descobriu sua identidade: Peter Merkel. Ele e Iris foram a uma festa feita pela mãe de Merkel, mas descobriram que ela não o via há anos. Depois da festa, o casal West-Allen conversou sobre Nora. Mais tarde, Barry foi capturado pelo Boneco de Pano. Com algemas inibidoras em seus pulsos, ele foi empurrado de um prédio, mas salvo por Iris, que libertou as algemas de seu esposo e permitiu que ele chegasse ao chão em segurança. Logo depois que o Boneco de Pano foi derrotado, Barry ouviu Iris e Nora se reconciliarem.[99]

Barry ouviu Cisco explicar que se encontrassem o núcleo dos Laboratórios S.T.A.R., eles poderiam localizar Cicada. Com Iris, Nora e Sherloque na procura do núcleo, Barry decidiu ajudar Cisco e Caitlin na procura por Thomas Snow. O trio foi até uma instalação secreta no Ártico, onde encontraram o cientista e assistiram-o se reunir com sua filha. Eles voltaram para os Laboratórios S.T.A.R., onde Cisco acreditou que havia algo errado. Infelizmente, eles descobriram que Thomas estava morrendo com células criogênicas em seu sangue.

Mais tarde, Barry ouviu Cisco confrontar Thomas, acusando-o de mentir sobre sua dupla identidade. Ele conversou com Cisco, que pediu para analisar a situação como um investigador e não pai de Nora. Barry foi conversar com Caitlin a respeito disto, mas eles começaram a discutir. Eventualmente, os dois perceberam que Cisco estava certo e o alter-ego de Thomas realmente o dominou. Caitlin foi sequestrada por seu pai e, após encontrá-la, Flash e XS foram ao seu resgate, mas não conseguiram se mover devido ao frio absoluto. Ela foi capaz de desbloquear Nevasca e derrotou Geada, que escapou em seguida. Ralph e Cecile informaram a Equipe Flash sobre a possível filha de Cicada; Grace Gibbons.[100]

Barry foi ao hospital para encontrar o pai de Grace, mas, ao chegar, descobriu que ele havia falecido. Ele voltou ao seu apartamento e começou a se preparar para o Dia Ação de Graças com sua família e a Equipe Flash. Quando um problema foi encontrado em uma usina elétrica, Flash e XS correram até lá. Durante isso, Barry entrou na frente de um raio para proteger um núcleo e acabou morrendo, mas foi ressuscitado por Nora. Tendo em mente o Mago do Tempo como principal suspeito, Barry, Iris e Nora foram à Iron Heights, mas o encontraram preso. No entanto, sua filha apareceu e ameaçou destruir a cidade caso ele não fosse entregue.

Flash enfrentando a Bruxa do Tempo.

Flash levou Mardon ao pipeline e começou a interrogá-lo sobre sua filha, Joslyn. Flash e XS levaram "Mark" (que, na verdade, era um holograma) até Joslyn, mas seu plano foi descoberto pela garota, que se enfureceu e foi embora. Notando que sua filha estava preocupada com sua segurança, Barry foi conversar com ela sobre isso. Mais tarde, a Bruxa do Tempo foi encontrada atacando um aeroporto. O Flash foi até lá e começou a salvar as pessoas presentes. Barry, usando a varinha do Mago do Tempo, foi capaz de derrotá-la. Ele pegou seu cajado e o levou aos Laboratórios S.T.A.R., deixando-o em segurança no pipeline.

Com o dia salvo, a Equipe Flash celebrou o Dia de Ação de Graças no loft de Barry e Iris. Lá, Nora entendeu que às vezes era preciso se sacrificar para salvar as pessoas. Após celebrarem o evento, Barry e a Equipe Flash voltaram aos Laboratórios S.T.A.R., onde descobriram a identidade de Cicada: Orlin Dwyer.[101]

Barry e Noras se encontram com Eobard Thawne no passado.

Após descobrirem a identidade de Cicada, a Equipe Flash passou a vigiá-lo bem de perto. Enquanto discutiam sobre o que fazer a respeito da adaga, Nora sugeriu voltar no tempo para pegar os objetos necessários para construir a arma que anularia seus poderes. Apesar de não concordar com essa ideia, Barry decidiu seguir com a ideia e voltou no tempo com Nora. No entanto, o plano apresentou algumas falhas durante sua execução. Eles acabaram sendo confrontados por Zoom, e um objeto que pegaram naquela época foi quebrado depois de terem sido perseguidos pelo velocista. Eles voltaram até Thawne, que consertou o objeto. Depois de usarem a explosão do acelerador de partículas em 2014 para carregá-lo, Barry e Nora esconderam o dispositivo e retornaram para 2018. A Equipe Flash confrontou Cicada, mas o dispositivo acabou não funcionando como planejavam. Apesar disso, eles descobriram que Nevasca era imune aos poderes da adaga do vilão e poderiam usá-la como sua arma secreta na luta contra ele.[31]

Túnel do Tempo

Um dia, Barry percebeu que estava em um bunker da A.R.G.U.S., onde treinava seu combate corpo-a-corpo com Diggle. Pensando que ainda estava em Central City, ele questionou Diggle o que ele fazia lá, o que o homem respondeu que estava derrotando-o. Acreditando que estava no bunker da Equipe Arqueiro, Barry perguntou se eles haviam redecorado seu quartel-general. Dig, confuso pela pergunta, disse que ele já esteve na A.R.G.U.S. múltiplas vezes. Barry, em seguida, o derrotou no treino e logo percebeu (combinando o fato de Diggle ter lhe chamado de "Oliver" e de suas habilidades em combate) que Diggle acreditava que ele era Oliver Queen. Ele também percebeu que era o Arqueiro Verde, o que o deixou surpreso e feliz.

Barry e Oliver vendo as alterações do Túnel do Tempo.

Ele levantou sua camisa e descobriu que as tatuagens e cicatrizes de Oliver estavam em seu corpo agora. Ele disse que iria aos Laboratórios S.T.A.R. para lidar com "assuntos do Arqueiro Verde". No entanto, Diggle recebeu um alerta de que os Bertinellis estavam lutando contra os Bratva por um armazém de armas. Barry vestiu o traje de Arqueiro Verde e foi até lá com Diggle. Enquanto lutava contra os criminosos, Barry demonstrou uma grande dificuldade durante o combate devido a sua falta de preparo. Oliver (que estava como o Flash e havia adquirido a velocidade de Barry) apareceu e levou os dois embora. Ao notar Oliver usando seu traje, Barry o elogiou Os dois começaram a ver as alterações causadas na realidade, e após descobrir que Oliver havia acordado na cama com Iris, Barry declarou que eles tinham que consertar a situação agora.

Barry e Oliver foram aos Laboratórios S.T.A.R. e explicaram a situação para a Equipe Flash. Apesar disto, eles ainda continuaram confusos e não acreditavam que eles tiveram suas identidades trocadas. Barry sugeriu que Oliver tentasse convencer Iris chamando-a de seu "para-raios", o que ele se recusou. Contudo, Barry viu Oliver desmaiar após ter bebido uma bebida com nanites, enquanto Ralph o nocauteou em seguida. Presos no pipeline, Barry notou que as pessoas da Terra-1 estavam sendo enganadas e sugeriu irem para a Terra-38 e pedir ajuda de Kara. Os dois trabalharam juntos para sair da cela, administrando seus poderes e habilidades. Quando foram atrás do extrapolador, Barry e Oliver descobriram que Iris estava com o objeto. Depois de um discurso feito por Barry, ela concordou em deixá-los ir.

Barry treinando com Oliver.

Chegando na Terra-38, Barry e Oliver encontraram Lois Lane em um celeiro, que ameaçou acertá-los com o martelo que empunhava. Kara apareceu e tranquilizou a todos, e apresentou seu primo Clark Kent/Superman para Barry e Oliver. Os dois perceberam que Kara os reconheceu por suas verdadeiras identidades e eles se tranquilizaram. Os dois começaram a treinar, mas Oliver acabou se irritando pelas atitudes de Barry, além de se vingar pelas flechadas que levou nas costas quatro anos atrás. Oliver tentou fazê-lo se enfurecer para atacá-lo, mas isso não funcionou. Ele tentou atacá-lo, mas Barry se agachou e fez Oliver cair. Barry explicou que se Oliver soubesse usar seus poderes de verdade, ele não teria tocado nele.

Mais tarde, Oliver admitiu que ele deixava sua fúria se sair sobre melhor, e tinha ficado irritado ao ver Barry usando suas habilidades para se divertir. Barry, no entanto, disse a Oliver que isso era o oposto absoluto para ele e que ser o Flash significava abrir mão de sua dor e pensar nas pessoas que ele amava. Naquele momento os dois perceberam que Oliver era um velocista melhor quando estava feliz, e Barry um lutador mais habilidoso quando estava com raiva, então com o incentivo de Kara (que estava ouvindo) eles decidiram ser mais parecidos um com o outro para serem mais eficazes. Cisco apareceu e admitiu que a Equipe Flash acreditava neles, e em seguida pediu para que voltassem para Terra-1.

Heróis aguardando por A.M.A.Z.O..

Arqueiro Verde (Barry), Flash (Oliver), Supergirl e Superman passaram por uma brecha e começaram a atacar A.M.A.Z.O.. Eles se revezaram para atacá-lo, tentando impedi-lo de copiar seus poderes e desequilibrá-lo, com Barry e Oliver adotando as atitudes um do outro, a equipe parece trabalhar de forma bastante eficiente. No início, o plano pareceu funcionar e Superman o enterrou no chão. No entanto, o androide voltou para a superfície e copiou seus poderes e habilidades, sendo capaz de dominar os heróis facilmente. A Equipe Flash considerou as possibilidades do que eles poderiam fazer e perceberam que, graças a Sherloque, eles podiam simplesmente desligar o Amazo. Barry desenvolveu um plano e disse a Oliver para trazer A.M.A.Z.O. de volta para eles. Enquanto isso, Cisco projetava um vírus para apagar o CPU do robô.

Barry instruiu Supergirl e Superman em segurar A.M.A.Z.O. quando o androide retornasse. Cisco apareceu e entregou o vírus a Barry, que o colocou-o em uma flecha. Enquanto o Flash, Supergirl e Superman seguravam o androide, o Arqueiro Verde, recitando as palavras famosas de Oliver ("Você falhou com essa cidade"), disparou a flecha no olho do A.M.A.Z.O., fazendo-o explodir. Nos Laboratório S.T.A.R., Iris pediu para que Barry não se transformasse no Arqueiro Verde. Em seguida, Cisco revelou sobre a vibração que teve de um indivíduo misterioso. Após ver a visão, os heróis descobriram que iriam para Gotham City.[102]

Supergirl, Flash e Arqueiro Verde em Gotham.

Arqueiro Verde, Flash e Supergirl interferiram em uma operação da A.R.G.U.S., liderado por Diggle, e salvaram-o de Joe Wilson. Em uma instalação da A.R.G.U.S., Barry e Oliver explicaram sua situação para Diggle e Curtis. Quando Felicity apareceu, Oliver pediu para que não contassem nada a ela. Antes de partirem, Oliver pediu para que Barry ficasse, pois sua identidade poderia chamar atenção do público. Os dois então começaram a discutir sobre a existência do Batman, com Barry acreditando que ele era verdadeiro enquanto Oliver o chamava de um "mito" criado pelo DPGC. Ao chegarem em Gotham, Oliver mencionou que uma repórter, Vesper Fairchild, poderia ajudá-los. Barry então encontrou o Bat-Sinal, acreditando que aquilo servia como prova da existência do Batman, mas Oliver continuava a considerá-lo apenas como um mito.

No dia seguinte, em suas roupas civis, o trio caminhou pelas ruas da cidade em direção da estação de rádio onde Vesper trabalhava. No entanto, uma gangue de ladrões tentaram roubá-los, mas Barry os atacou, embora Oliver pedisse para que não fizesse isso. A polícia apareceu e reconheceram Barry como Oliver, e então prenderam os três. Na cela da prisão, Barry e Oliver começaram a discutir, mas a conversa foi interrompida por Kara, que estava cansada de ouvi-los. Um policial anunciou que sua fiança havia sido paga e eles poderiam ir embora. No lado de fora, eles entraram em um carro preto e foram levados até outra parte da cidade.

Ao saírem, eles começaram a acreditar que Bruce Wayne foi quem pagou sua fiança, mas Kara estava certa de que não foi ele. Ao entrarem em um prédio abandonado, eles conheceram Kate Kane (prima de Bruce), que alertou ao trio que eles deveriam ir embora da cidade. Barry foi se encontrar com Vesper, e ao voltar anunciou para Kara e Oliver que ela não iria ajudá-los. Depois que Oliver roubou dados da polícia, eles descobriram que o homem na visão de Cisco se chamava John Deegan, um funcionário do Asilo Arkham.

No lado de fora do Asilo Arkham, os heróis começaram a discutir sobre como poderiam entrar na instalação e procurar por Deegan. Ao ser confrontado por Oliver e Diggle, Deegan libertou os prisioneiros de suas celas. No lado de fora, Barry (como Arqueiro Verde) enfrentava os detentos, mas acabou sendo superado por um deles. Então, a Batwoman apareceu e salvou ele e Cisco. No lado de dentro, Barry e Oliver foram afetados pelo gás do medo e começaram a alucinar com seus piores inimigos; Eobard Thawne e Malcolm Merlyn. Os dois começaram a lutar entre si, acreditando que eles eram seus inimigos, mas foram derrubados pela Batwoman. Depois que a situação foi resolvida, os heróis conseguiram roubar o Livro do Destino de Deegan, e então a Batwoman ordenou que eles fossem embora da cidade.

Heróis confrontando Monitor.

Na A.R.G.U.S., Barry e Oliver conversaram sobre os fardos que carregavam, e Barry encorajou seu amigo a conversar com Felicity sobre a situação. Eventualmente, o Flash da Terra-90 apareceu diante dos heróis e os alertou sobre a ameaça de Mar Novu. Ao verem que o indivíduo estava na Terra-1, os heróis (junto com o velocista veterano) foram confrontá-lo. O Monitor revelou que estava testando os universos para encontrar um único que poderia impedir uma crise iminente. Depois de fazer o Flash da Terra-90 desaparecer, Novu roubou o livro e o entregou para Deegan.

Deegan alterou a realidade mais uma vez, transformando Barry e Oliver em criminosos conhecidos como "Gêmeos do Gatilho". Eles então foram confrontados por policiais (que assumiram a forma de Ricardo Diaz, Merlyn e Joe Wilson). Depois de escaparem deles, Barry e Oliver foram confrontados pelo "Superman".[103]

Barry e Oliver descobriram que aquele Superman era, na verdade, Deegan. Depois de conversarem com o homem, Oliver realizou uma distração que permitiu que ele e Barry fugissem. Eles decidiram procurar por Cisco e ir à Terra-38 para pedir a ajuda do Superman verdadeiro. Eles encontraram Cisco, que naquela realidade era um lorde do crime, e explicaram a situação. Cisco, inicialmente, se recusou a ajudá-los, mas Barry o convenceu ao afirmar que ele poderia expandir seus roubos por universos. Eles então foram parar na Fortaleza da Solidão na Terra-38. Lá, eles explicaram o que aconteceu e revelaram que Kara estava em perigo. Então, Clark decidiu ajudá-los.

Deegan ameaçando matar Barry.

Cisco abriu uma brecha para os Laboratórios S.T.A.R., enquanto Kara e uma versão alternativa de sua irmã adotiva estavam fugindo. Alex atacou Barry, mas Kara a convenceu de que ele era do bem. Eles foram ao Cofre do Tempo e recuperaram o Livro do Destino, mas a Supergirl estava fraca demais para usá-lo. Eles levaram o objeto ao Superman, que começou a restaurar a realidade (incluindo os poderes de Barry e habilidades de Oliver). No entanto, Deegan surgiu e ameaçou matar Barry caso Clark não parasse com o que estivesse fazendo. Oliver, com uma flecha de kryptonita, estava pronto para matar o vilão, mas Barry o convenceu de não fazer isso. Em seguida, Deegan jogou Barry para o lado e fugiu com o Livro do Destino.

Percebendo que Deegan poderia quebrar a realidade conforme a alterava diversas vezes, Barry percebeu que precisavam do tempo ao seu favor. Barry sugeriu que ele e a Supergirl circulassem a Terra em direções opostas para desacelerar sua rotação. No entanto, Oliver e Clark perceberam que ambos iriam morrer se fizessem isso, mas eles não se importaram. Conforme os dois heróis circulavam a Terra, seus corpos começaram a queimar, prestes a morrerem. Contudo, graças a Oliver, as vidas dos dois foram poupadas e Deegan foi derrotado. Barry e Kara então se juntaram aos outros heróis.

Barry, Oliver e a Equipe Flash se despediram de Kara e seus amigos, que estavam retornando à Terra-38, com Kara comentando que aquilo estava se tornando uma "coisa anual". Depois disso, Barry e Oliver saíram para beber em um bar, onde Oliver se recusou a receber o abraço de Barry. Oliver se desculpou ao receber um telefonema de Batwoman.[104]

Criando a cura meta-humana

Barry vibrando sem parar.

Depois do Túnel do Tempo, Barry foi convocado para depor no julgamento da Bruxa do Tempo. Porém, durante o julgamento, Barry recebeu um alerta sobre roubo meta-humano e teve que sair para ajudar a polícia. O Flash perseguiu a ladra, mas quando tentou vibrar pelo veículo, uma explosão de matéria escura aconteceu e o vigilante foi arremessado para trás. Ao se levantar, ele notou que seu corpo havia começado a vibrar e não conseguia parar. Com a ajuda de XS, Barry foi levado ao Laboratório S.T.A.R., onde atravessou o chão e caiu em uma cela do pipeline, anulando seus poderes e fazendo-o parar de vibrar. Lá, ele descobriu que não iria parar de vibrar até o fim do dia.

Mais tarde, Barry conversou com Sherloque sobre a língua do tempo. Quando Nora estava com dúvidas a respeito da Bruxa do Tempo, ela perguntou ao seu pai se todos os criminosos eram do mal. Barry então contou a história de Snart, afirmando que qualquer pessoa poderia mudar. Um dia depois, Barry saiu de sua cela do pipeline, alegre por não estar mais vibrando sem parar.[105]

Barry e Iris ao lado de Nora.

Enquanto analisavam uma cena de crime, Barry e Nora perceberam que os padrões indicavam uma coisa; o Cicada havia retornado. Quando o vilão foi localizado, a Equipe Flash partiu para enfrentá-lo. Durante o combate, Nora acabou sendo ferida seriamente, para desespero de Barry. Ao voltar para os Laboratórios S.T.A.R., Barry e Iris descobriram que a coluna de sua filha havia sido quebrada. Ao analisarem os arquivos dos meta-humanos mortos por Cicada, eles descobriram que eles eram antigos criminosos.

Barry e Cecile voltaram ao DPCC, onde informaram ao capitão Singh que havia um espião infiltrado no departamento, embora David não tivesse acreditado nas informações. Barry acabou gritando com ele, mas foi tranquilizado por Cecile. Ela sugeriu que tirassem os meta-humanos na lista para fora da cidade antes que fosse tarde demais.

Ele pediu ajuda da Nevasca para mover os meta-humanos, e em seguida Flash, Nevasca e o Homem-Elástico foram até Norvock. Os heróis reuniram os meta-humanos em um esconderijo. Enquanto aguardavam pela transferência, uma meta demonstrou estar impaciente e sugeriu que saíssem para enfrentar o Cicada, mas o Flash foi contra isso. Notando que Shawna não estava lá, o Flash foi até ela e tentou convencê-la ir para o esconderijo. Ela recusou e tentou fugir, mas seus poderes falharam. Os dois notaram a presença de Cicada, e então Flash entregou o extrapolador a ela. Barry tentou atrasá-lo, mas começou a perder o confronto. Eles então abriram uma brecha e escaparam do maníaco.

Flash prestes a atacar Cicada.

Enquanto aguardavam, Barry conversou com Cecile sobre a situação. Ela notou a raiva dele (assim como sua vontade de matá-lo) e tentou sugerir que aquele não era a forma certa de se lidar com o vilão. Quando os heróis levaram os meta-humanos a um hangar, aguardando ao helicóptero para levá-los para longe, Cicada apareceu e absorveu os poderes de todos. O Flash começou a enfrentá-lo, saindo-se sobre melhor inicialmente, mas foi derrubado pelo vilão. No momento que Orlin jogou sua adaga para longe, Barry recuperou sua velocidade. Em vingança por sua filha, Barry se preparou para matá-lo, e apenas parou quando Nora apareceu para impedi-lo, curada de sua paralisia. Nora se desculpou por ter deixado Cicada fugir, mas Barry garantiu que estava tudo bem, e a agradeceu por trazê-lo de volta.

Mais tarde, Barry teve um jantar em família com Iris e Nora. Quando sua filha saiu, Barry conversou com sua esposa sobre Nora. Percebendo algo, Barry sugeriu que apelassem pelos sentimentos de Dwyer e propôs acordar Grace de seu coma.[106]

Barry enfrentando o Flash Reverso na memória de Nora.

Enquanto patinava no gelo, Barry conversou com Iris sobre seu plano. Para acordar Grace, Sherloque revelou uma máquina de memória que iriam usar para entrar na mente dela. No entanto, Nora entrou sozinha na mente da garota, e então Barry e Iris decidiram segui-la. Ao invés de irem para uma memória de Gibbons, eles perceberam que estavam em uma memória de sua filha. O casal assistiu a algumas memórias de Nora, e Barry garantiu a Iris, após verem sua versão futura discutir com uma jovem Nora, que aquela não era ela. Eventualmente, eles descobriram que aquela era uma memória alterada. Barry e Iris encontraram Nora e em seguida pularam por uma brecha, despertando no mundo real. No dia seguinte, a família West-Allen celebrou a criação do Central City Citizen. Barry voltou aos Laboratórios S.T.A.R. e contou para Cisco que queria usar a cura meta-humana em Orlin.[107]

Apesar de terem finalizado a cura, Cisco revelou que teriam que esperar um mês para usá-la. Barry então foi para a Força de Aceleração, onde o tempo passava mais rápido. Ele concordou com isso e encarregou Nora de proteger Central City em sua ausência. Uma hora depois, Barry retornou e perguntou se aconteceu alguma coisa. Ele então descobriu que Nora havia alterado a linha do tempo 53 vezes. Barry explicou para Nora como a linha do tempo e a viagem temporal funcionava, recitando as mesmas palavras que Jay Garrick lhe disse anos atrás.[108]

Equipe Flash encontrando o Tubarão Rei.

Para testar a cura meta-humana antes de usá-la contra Cicada, Barry e a equipe decidiram procurar pelo Tubarão Rei. Ao encontrarem o meta-humano, o Tubarão Rei teve sua coroa telepática retirada e começou a enlouquecer e fugiu. Com a ajuda de Tanya Lamden, a equipe o encontrou e foram até ele. No entanto, o Tubarão Rei começou a atacá-los. Quando o meta-humano estava prestes a matar Cisco, o Flash usou a cura no Tubarão Rei, o que o transformou em um humano. Ao voltar para os Laboratórios S.T.A.R., Shay começou a perder o controle de sua forma.

Barry e Cisco discutiram sobre a cura até que Grodd apareceu para se vingar. Barry e a equipe deveriam pegar a coroa telepática que Grodd roubou de Shay para controlar as pessoas. Flash e XS tentaram derrotar o gorila, mas foram derrotados até que Shay apareceu como Tubarão Rei para ajudar. Quando Shark venceu Grodd, Barry disse: "Viva o rei". Ao devolver Grodd à sua cela e dar a Shay uma boa recompensa por ajudá-los, Barry pediu desculpas a Cisco por usar a cura rapidamente.[109]

Surgimento de outro Cicada

Barry conversou com a Equipe Flash sobre seu discurso para convencer Orlin a aceitar a cura, mas não tinha pensado em algo ainda. Em seguida, ele, Iris e Nora conversaram no Jitters sobre suas atividades em família, mas Barry e sua filha tiveram que sair para lidar com um ataque meta-humano na UCC. Após a batalha, que resultou na fuga do meta-humano, a XS revelou que aquele dia seria a última luta do Flash e Cicada.

Flash conversando com Cicada.

Enquanto trabalhava na criação do discurso, Nora sugeriu algumas palavras dos discursos feitos pelo Flash no passado, mas Barry acreditou que aquilo não iria funcionar, já que cada pessoa pensava de uma maneira diferente. Eventualmente, o vilão foi localizado em um beco. Depois que Nevasca congelou sua adaga, o Flash apareceu. O velocista começou a realizar seu discurso e revelou que eles tinham a cura. Orlin questionou do porque a tomaria, e Barry disse que faria por seu legado, mencionando que ele seria lembrado como um monstro e não herói. No entanto, Cicada usou sua adaga e atacou o Flash, afirmando que não se importava com seu legado. Quando Nevasca ressurgiu, ele fugiu.

Nos Laboratórios S.T.A.R., a Equipe Flash se lamentou pelo fracasso do plano. Barry voltou ao DPCC e começou a reler os arquivos relacionados ao vilão. Durante uma conversa com Joe, ele sugeriu que, no próximo encontro, ele falasse mais como Barry Allen e não o Flash. Mais tarde, Barry descobriu, através de Joe (que interrogou a Dra. Vanessa Ambres) que Grace era meta-humana. Ele então repassou a informação para a Equipe Flash, que começaram a discutir sobre como conversar com Dwyer. Ele disse que poderia convencê-lo falando como Barry Allen.

Com a localização em mente, o Flash foi até Cicada. Orlin disse que todos os meta-humanos deveriam morrer, e então Barry revelou a verdade sobre Grace. Preso contra a parede, o herói perguntou se a garota deveria morrer por ser uma meta-humana, mas Orlin negou. O homem soltou o velocista e perguntou do por que acreditaria nele. Barry retirou sua máscara e disse que faria qualquer coisa por sua filha, assim como Orlin faria por Grace. Eles então fizeram um acordo; após curá-lo, Grace seria a próxima.

Equipe Flash enfrentando outro Cicada.

Barry o levou aos Laboratórios S.T.A.R., onde Orlin foi recebido com hostilidade pela Equipe Flash. Ele exigiu que a Dra. Ambres fosse quem realizasse a cirurgia quando seu ferimento se abrisse. Barry foi ao DPCC e pegou a Doutora, e em seguida voltou para os Laboratórios. Ao lado de Iris e Joe, Barry assistiu a cirurgia. No entanto, durante a cirurgia, as luzes da instalação se desligaram, e Cisco revelou que outro Cicada se aproximava. A Equipe Flash se reuniu no córtex, aguardando pelo outro Cicada. Quando o vilão apareceu, todos começaram a atacá-lo, mas suas tentativas foram fúteis e os heróis foram derrotados por seu adversário. Ao se recuperarem do ataque, Barry não conseguiu encontrar o Cicada nem Orlin.[110]

No dia seguinte, Barry e Joe foram ao hospital para encontrar outro possível cumplice de Orlin, mas não encontraram nada. No mesmo dia, a Equipe Flash descobriu que o novo Cicada era alguém do futuro. Quando seu laboratório no DPCC foi invadido, Barry descobriu que um arquivo de 2017 havia desaparecido. Durante uma investigação, a Equipe Flash descobriu que o novo Cicada era a Grace Gibbons do futuro.

Flash e XS conversando com Cicada.

Mais tarde, Barry, Nora e Joe foram até Vickie Bolen, a responsável pela morte acidental dos pais de Grace. O trio tentou convencê-la a ir embora, no entanto, a conversa acabou saindo pela culatra e ela se recusou a fazer isso. Apesar da mulher ter exulsado os três da festa de aniversário de sua filha, eles continuaram lá. Barry e Nora conversaram sobre guardar segredos e o quão perigoso isso poderia ser. Quando Nora detectou que a Cicada estava indo para lá, os dois velocistas se trocaram. O Flash tentou convencer Grace de que a morte de seus pais havia sido um acidente, mas ela não acreditou nisso e atacou os dois heróis e fugiu logo em seguida.

Barry e Joe voltaram ao hospital com Cecile, onde conversaram sobre a jovem Grace em coma. Eles ouviram o esposo de Vickie discutir com ela a respeito de seu segredo, já que ela havia escondido que era uma meta-humana. Barry tentou consolar Nora garantindo-a de que fizeram a coisa certa, mas sua filha não se sentia dessa forma. Eventualmente, Vickie e sua filha se reconciliaram. Nora queria revelar algo, mas o momento foi interrompido quando a Cicada do futuro apareceu para matar Vickie. Flash tentou conversar com Grace, mas ela o atacou. Orlin apareceu e tentou conversar com sua sobrinha, mas ela o matou. Em seus últimos momentos, o homem pediu para que salvasse Grace, e em seguida morreu nos braços de Barry.

Barry prende Nora no pipeline.

Ao voltar para os Laboratórios S.T.A.R., a Equipe Flash conversou sobre o dia. Cecile sentiu que algo estava errado com Nora e perguntou se queria dizer algo. Sherloque apareceu e começou a, lentamente, revelar o segredo que a jovem escondia; ela estava trabalhando com Eobard Thawne. Com lágrimas em seus olhos, Barry ficou chocado com a revelação. Ele pegou sua filha e a prendeu no pipeline. Nora se desculpou por ter mantido aquilo em segredo, mas Barry apenas foi embora.[111]

Segredo de Nora

Barry deixa Nora em 2049.

Depois de prender Nora, Barry voltou ao córtex e conversou com Iris sobre a situação, que defendia sua filha por eles não saberem o motivo da aliança dela com Thawne. Ralph sugeriu ler o diário de Nora para descobrirem mais sobre sua aliança. Ao ler, a Equipe Flash descobriu que a melhor amiga de Nora, Lia Nelson, havia sido morta por um velocista chamado Godsped. Iris desceu ao pipeline e soltou Nora para lhe dar a chance de se explicar. Ela explicou que havia procurado ajuda de Thawne para usar suas habilidades e voltar no tempo. Ele admitiu que entendia por que ter ido até ele para pedir por explicações sobre seus poderes, mas não o motivo de ter continuado voltando. Decepcionado, Barry levou Nora de volta para 2049, alertando-a para não voltar ao passado pois iria senti-la na Força de Aceleração. Barry então foi até Iron Heights, onde discutiu com Thawne.[112]

Barry voltou à 2019 e discutiu com Iris por ter levado Nora de volta para o futuro sem consultá-la. Ele foi chamado no hospital por Joe, onde descobriu que a Cicada do futuro havia sequestrado Grace criança. Depois que as Indústrias Tannhauser foi atacada pelo Geada, Barry e o DPCC foram investigar a situação, onde Caitlin informou-os que Geada roubou um protótipo de crioatomizador. Enquanto ajudava Caitlin e Carla Tannhauser a procurar o objeto roubado, Barry foi atingido por uma rajada de Geada, mas foi salvo por Sherloque. Eventualmente, mãe e filha foram localizadas e o Flash foi atrás delas. Barry vibrou pela câmara de criogenia e resgatou Carla. Depois que a situação foi resolvida, a Cicada apareceu e nocauteou o Flash. Após isso, Barry conversou com Iris, onde percebeu que havia feito a escolha ao decidir sozinho levar Nora para o futuro.[113]

Barry conversando com Nora no Flashtime.

Ao saber que Nora voltou a 2019, Barry procurou por ela em Central City, mas não encontrou nada. Ao receber um alerta sobre uma invasão à Simone e Associados, a Equipe Flash descobriu que Nora havia roubado a planta de algo. Eventualmente, Nora foi encontrada no Depósito S.T.A.R.. Lá, ele descobriu que ela se comunicava com alguém. Barry tentou conversar com ela, mas sua filha gritou com ele e saiu correndo. Barry foi até Iris e contou o que houve, além de descobrir que Nora havia se aliado ao Boneco de Pano e a Bruxa do Tempo. Ele conversou com Iris e Joe sobre as ações de Nora. Depois que Nora foi localizada, Barry se infiltrou. Eventualmente ele se revelou e conversou com sua filha no Flashtime, garantindo-a que nunca mais iria abandoná-la. Nora se redimiu e voltou para os Laboratórios S.T.A.R. com seus pais. Barry também concordou em usar o plano de Thawne para destruir a adaga da Cicada. Caitlin e Cisco revelaram para a Equipe Flash que a Cicada planejava espalhar uma versão protótipo da cura meta-humana, que resultaria na morte do indivíduo, pela cidade.[114]

Derrotando Cicada e perdendo Nora

A Equipe Flash descobriu que faltava algo para Cicada realizar seu plano, já que ela não espalhou seu vírus ainda. Barry e os outros viram Cisco testar a arma de espelhos, vendo que o núcleo, no qual a adaga se originou, havia desaparecido. Barry e Iris perguntaram a Nora se estava bem, o que ela garantiu que sim. Quando Shelroque emitiu um pedido de socorro, a Equipe Flash foi ao seu resgate. Porém, antes que pudessem atacar Cicada, a mulher havia fugido. Barry notou que os raios de sua filha estavam vermelho e roxo.

Flash fugindo de uma explosão.

Enquanto analisavam a cena de crime, a Equipe Flash descobriu que ela estava a um passo de lançar seu vírus pela cidade. Nora sugeriu usar a Força de Aceleração Negativa para poder localizar Grace, mas ambos Barry e Iris foram contra isso, afirmando que era perigoso demais e garantindo a ela que iriam encontrar outra forma. Quando Nora sugeriu que a Cicada iria atrás de um híper-condutor, Barry decidiu ir atrás dele primeiro. Sua filha pediu para acompanhá-lo, mas ele disse que seria mais seguro se ficasse para trás. Ao chegar lá, o Flash encontrou uma bomba ao invés do condutor e saiu correndo de lá faltando 2 segundos para a explosão. Usando os comunicadores, o herói avisou a sua equipe que Grace havia roubado tudo que precisava.

Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry e a Equipe Flash perceberam que a Cicada planejava não só soltar o vírus em Central City, mas no país inteiro. Enquanto conversavam sobre o plano de Grace, Ralph apareceu, afirmando que algo envolvendo Eobard e a destruição da adaga não estava interligando. Barry admitiu que ele poderia estar certo, mas precisavam se focar em Grace. Iris perguntou se eles haviam tomado a decisão certa a respeito de Nora, o que ele acreditou que sim.

Enquanto procuravam por Grace, Barry e Iris detectaram um pico de energia vindo dos Laboratórios S.T.A.R.. Eles encontraram Nora usando um inibidor cerebral para localizar Grace. Os dois tentaram chamá-la, mas Nora não os escutava. Barry usou seus poderes e retirou o dispositivo de sua filha. Na ala médica, Nora revelou que Grace estava quase finalizando sua bomba. Nora disse que queria apenas ajudar, tendo certeza que seu plano iria funcionar. Eventualmente, os dois decidiram permitir que Nora proseguisse com seu plano.

Flash atirando na adaga de Cicada.

A Equipe Flash assistiu Nora, na armadilha que construíram para Eobard anos atrás, se conectar com a mente de Grace. Notando os raios de sua filha se tornando vermelhos, indicando que a raiva de Gibbons estava a dominando, Barry a garantiu que aquela não era sua raiva. Ao retornar, Nora informou que a Cicada estava no DPCC. Flash, Vibro, Nevasca e Homem-Elástico foram ao departamento. Enquanto Cisco desativava a bomba com o vírus, os outros mantinham Grace ocupada. Apesar de seus esforços, os heróis foram derrotados. Ainda que tivessem falhado em detê-la, Cisco foi capaz de desativar a bomba. Quando Cisco arremessou a adaga, o Flash usou a arma de espelhos contra ela.[115]

No entanto, ao efetuar o disparo, o Homem-Elástico pulou na frente, impedindo que a adaga fosse destruída. Cicada se levantou e então fugiu, portando a adaga. A Equipe Flash o levou para os Laboratórios S.T.A.R., onde Caitlin informou que as células de Ralph estavam agindo ao reverso. Enquanto analisavam a cena da luta, Barry e Nora descobriram uma possível pista do esconderijo da futura Grace. Ao voltar para a instalação, Sherloque informou a Equipe Flash que a destruição da adaga iria resultar na liberdade do Flash Reverso no futuro.

Barry foi conversar com Nora, que estava arrependida de ter confiado em Thawne. Ele lhe garantiu que estava tudo bem, e perguntou que tipo de heroína ela gostaria de ser. Eventualmente, eles descobriram que a Cicada se escondia na Floresta Collins. Enquanto uma parte mantinha a Cicada presa nos Laboratórios S.T.A.R., o Flash e os outros entregavam a cura para a Grace jovem. Nora conseguiu convencer a jovem Grace a aceitar a cura, enquanto Barry usou a arma de espelhos para destruir a adaga. Depois que a Cicada do futuro desapareceu, Flash e XS foram ao futuro para confrontar Eobard. Eles salvaram alguns guardas que haviam sido mortos pelo Flash Reverso, e em seguida começaram a lutar com ele.

Barry e Iris após Nora ser apagada da existência.

Enquanto o Flash e XS perseguiam o Flash Reverso, o vilão criou duplicadas de si mesmo. Eventualmente, a batalha de velocistas foi parar em 2019. Lá, o Flash Reverso foi confrontado por toda a Equipe Flash, que combinaram suas habilidades para dominá-lo. Quando Nora estava prestes a matá-lo, Barry a impediu, mas notou que sua mão havia começado a desaparecer. Eobard revelou que Nora estava sendo apagada da existência, pois sua linha do tempo havia sido desfeita e uma nova estava surgindo. Ele admitiu que poderiam salvá-la caso se conectasse com a Força de Aceleração Negativa, e em seguida foi embora. Barry e Nora começaram a fazer isso, mas sua filha se recusou a continuar, pois não queria terminar como Thawne. Aceitando seu destino, a família West-Allen se abraçou uma última vez, e Nora desapareceu nos braços de Barry e Iris.

A Equipe Flash deram seus pêsames para Barry e Iris. No DPCC, Barry ouviu alegremente Joe ser promovido a capitão da polícia, e também descobriu que David Singh sempre soube de sua identidade como Flash. No Cofre do Tempo, Barry conversou com Iris sobre a perda de sua filha. Os dois descobriram que ela havia deixado uma mensagem em vídeo para caso as coisas dessem erradas. O casal, abraçados e em lágrimas, ouviu a última mensagem de sua filha.[116]

Crise iminente

Alertado pelo Monitor

Minutos depois de assistir a última mensagem de Nora West-Allen, Barry e Iris detectaram uma grande quantidade de energia sendo produzida no cofre do tempo. Os dois foram até lá para investigar, mas o dispositivo presente no cofre do tempo acabou sendo destruído por circunstâncias misteriosas, o que acabou fritando a última mensagem de Nora.

Nos meses seguintes, Barry superou a perda de sua filha garantindo a si mesmo que ele iria vê-la novamente no futuro, apesar de Iris estar com dificuldades para aceitar a morte de Nora. Durante esse meio-tempo, a Equipe Flash começou a enfrentar Godspeed, um velocista do futuro, apesar de descobrirem que os Godspeeds que enfrentavam eram apenas clones do que o próprio August Heart. Em outubro, Barry capturou um quarto Godspeed falso, que não falava nada e apenas emitia um som estranho.

Flash pulando dentro de um buraco negro.

Logo após isso, Barry e a Equipe Flash foram alertados sobre aparições aleatórios de buracos negros pela cidade. Depois que o buraco negro apareceu em mais de uma ocasião, a equipe determinou que o buraco negro era realmente a consciência do streamer Chester P. Runk, cuja mente havia sido dividida entre sua forma humana e a do buraco negro após um acidente estranho envolvendo um emissor de ondas gravitacionais. Depois que Barry entrou no buraco negro e o desestabilizou por dentro, ele foi capaz de salvar Chester e a cidade, com o cientista finalmente se tornando consciente. Enquanto a equipe comemorava sua vitória, o Monitor apareceu para Barry e Iris e os informou que foi ele quem destruiu a mensagem de Nora, antes de proclamar que a morte fadada de Barry na crise havia sido movida para 10 de dezembro de 2019 em vez da data original de 25 de abril de 2024, e que não havia nada que Barry pudesse fazer para que ele sobrevivesse. Antes de partir, Novu afirmou que o Flash deveria morrer para que bilhões pudessem sobreviver.[117]

Sem saber se acreditava ou não no Monitor, Barry decidiu viajar no tempo até 11 de dezembro de 2019 (um dia depois de sua suposta morte) para poder testemunhar a Crise. Contudo, enquanto corria pela Força de Aceleração, Barry acabou colidindo com uma barreira de antimatéria, prevenindo-o de viajar no tempo e voltando sem sucesso para 2019. Como uma forma alternativa, Barry viajou até a Terra-3 para encontrar Jay Garrick, quem estudava antimatéria. Enquanto lá, ele conheceu sua esposa, Joan Williams, que era a sósia de sua falecida mãe. Os dois cientistas foram capazes de projetar a mente de Barry, o que lhe permitiu testemunhar múltiplas linhas do tempo. Infelizmente, em cada linha do tempo que via, a Terra-1 era destruída por uma onda de antimatéria, com a exceção da linha do tempo no qual sacrificou sua vida. Concluindo que o Monitor falava a verdade e que ele realmente tinha que morrer para salvar bilhões, Barry voltou para a Terra-1 e solenemente informou Iris que não havia como escapar de seu destino, embora, depois de perceber que desistir seria a pior maneira para lidar com a provação, Barry revelou que não resolveria seu destino, mas estaria disposto a morrer quando chegasse a hora.[118]

Preparando a Equipe Flash

Barry contou para a Equipe Flash sobre a visita do Monitor, assim como sua iminente morte na Crise. Ele decidiu preparar a Equipe Flash para um mundo sem o Flash. Após perceber que Nevasca estava estressada com algo, Barry decidiu começar por ela. Barry a levou para uma cena de crime, onde Nevasca deduziu que Ramsey Rosso era o culpado. Mais tarde, Flash e Nevasca foram confrontar Mitch Romero. Barry descobriu, através de Rosso, que Romero estava em um estado de morto-vivo. Barry levou Ramsey aos Laboratórios S.T.A.R. para que pudesse estudar a matéria escura, mas o encontrou a roubando. Ramsey revelou que precisava da matéria escura para sua cura da LHF, mas Barry o proibiu de levá-lo. Ele conversou com Nevasca, que revelou estar com medo de morrer. Quando Romero invadiu a instalação, Barry usou a matéria escura para explodi-lo. Em seguida, ele e a Equipe Flash estiveram presente na festa de aniversário de Nevasca.[119]

Barry conversando com Joe sobre a Crise.

Algumas semanas depois, Barry contou para Cisco que iriam salvar Ramsey Rosso. Ele também conheceu Harrison Nash Wells, que sugeriu ajudá-los na cura de Rosso. Eles foram a McCulloch Tecnologias, onde pretendiam roubar um soro que a empresa roubou dos Dominadores, mas não encontraram nada. Ao voltarem aos Laboratórios S.T.A.R., Barry descobriu que Cisco havia roubado o soro e fingido que não o encontrou naquela hora e os dois acabaram discutindo, mas, apesar de suas reservas, ele entregou o soro. Barry o levou para Ramsey e em seguida foi embora. Quando um hospital foi invadido, Flash e Nevasca foram até lá. Ao chegar, ele descobriu que Ramsey foi o culpado pela morte de todos e que a cura entregado a ele não havia funcionado. Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry e Cisco conversaram, e os dois se perdoaram. Após isso, Barry conversou com Joe, e o agradeceu por ter acompanhado sua vida inteira. Ele o abraçou quando Joe começou a chorar, afirmando que não estava pronto para vê-lo morrer.[120]

Com a Crise se aproximando, Barry decidiu tirar alguns dias de férias ao lado de Iris no Taiti, apesar de sua esposa não querer fazer isso. Dois dias depois, Barry retornou e cumprimentou Cisco, e os dois deram seus pêsames pela morte de Cigana.[121]

Flash em uma coletiva de imprensa.

Quando Nash revelou que poderia salvar Barry, a Equipe Flash o seguiu até o esgoto da cidade, onde encontraram um portal que os levariam até Novu. Barry tentou vibrar por ele, mas isso não funcionou. Barry então decidiu preparar Ralph para ser protetor da cidade após sua morte, e decidiu ir com ele durante a investigação de um caso de pessoa desaparecida. Enquanto lá, eles conheceram Remington Meister durante um leilão. Ele descobriu que aquele lugar estava completamente lotado de criminosos. Flash usou seus poderes para procurar por Dearbon no prédio, mas não a encontrou em lugar nenhum. Desprevenido, o velocista acabou sendo nocauteado por Ultravioleta. Enquanto estavam presos, Barry revelou sobre seu plano de passar o bastão de "protetor de Central City" para o Homem-Elástico. Após escaparem, Barry invadiu o leilão de Remington e se passou de bêbado para atrasá-lo enquanto Ralph desligava o Anel de Fogo. Barry lutou contra Ultravioleta e foi capaz de derrotá-la sem seus poderes. No dia seguinte, o Flash entregou um emblema de herói ao Homem-Elástico, e na mesma coletiva de imprensa, Barry recebeu uma medalha de honra por seu trabalho no DPCC.[122]

Infectado por Ramsey Rosso

Quando Ramsey Rosso atacou Ralph, ele foi capaz de infectá-lo com seu sangue. Barry o levou de volta aos Laboratórios S.T.A.R., onde implorou para Nevasca ajudá-lo, mas ela acabou deixando Caitlin assumir o controle. Após deduzir que uma transfusão de sangue poderia ajudá-lo, Barry, que era um doador universal, se voluntariou para fazer isso, embora a doutora lhe avisasse que não tinha certeza se aquilo iria funcionar. Ralph foi salvo e enviado à A.R.G.U.S. para recuperação. Após isso, Caitlin recomendou a Barry que ele descansasse.

Barry atacando a alucinação de Ramsey.

Enquanto estava em casa, Barry começou a sentir uma dor imensa. Ele olhou para trás e encontrou Ramsey, que revelou saber sua identidade como o Flash. Barry o atacou, mas socou nada pois seu punho atravessou o corpo de Rosso. Ele tentou convencê-lo a se juntar a ele, afirmando que poderia salvar a todos. Barry recusou, e em seguida percebeu que estava alucinando. Depois da alucinação, Barry voltou aos Laboratórios S.T.A.R. e foi analisado por Nevasca, que garantiu a ele que estava tudo bem. Ele, no entanto, disse que sentia algo errado, mas não sabia descrever o que era.

Ao voltar para casa, Barry procurou por alguém no apartamento, mas não encontrou nada. Enquanto enchia um copo de água, sua dor voltou. Ele se virou e encontrou a Força de Aceleração parada atrás dele, afirmando que havia algo horrível acontecendo. A Força de Aceleração explicou que quando salvou Ralph, o sangue de Ramsey foi transferido a ele, e agora ele tentava dominar seu corpo e mente. As alucinações de Barry começaram a piorar, e ele se encontrou sendo torturado por Ramsey. Ele tentou usar a crise próxima e sua morte para fazê-lo se curvar diante sua própria vontade, e mostrou um "futuro" com ele segurando Nora em seus braços.

Força de Aceleração e Hemoglobina disputando por Barry.

Barry foi salvo pela Força de Aceleração e levado para seu quarto de criança. Ele explicou as alucinações de Ramsey e pediu perdão, o que a Força de Aceleração disse não ter problemas, pois o que o tornava o Flash era sua coragem por seguir em frente. Ele descobriu que Rosso não havia mentido que ele poderia sobreviver à Crise, mas a Força de Aceleração disse que aquilo não era a forma certa. Barry acabou se irritando com a Força de Aceleração e os dois começaram a discutir, e eventualmente Barry a atacou, atravessando sua mão vibrante por seu peito. Ramsey apareceu novamente e tentou convencê-lo a aceitá-lo e recusar a Força de Aceleração. Quando Barry começou a aceitar Ramsey, a Força de Aceleração revelou que escolher Ramsey iria salvá-lo da Crise, mas perderia sua humanidade. A Força de Aceleração e Ramsey começaram a puxar Barry para seus lados, afirmando que apenas ele poderia escolher o que viria a seguir.

Flash se encontrando com o Hemoglobina.

Barry acordou nos Laboratórios S.T.A.R. depois que Cisco e Nevasca o encontraram caído no chão de seu apartamento. Ele explicou o que aconteceu a ambos e agradeceu por ter o ajudado. Ele saiu para começar a trabalhar e procurar por Ramsey. Iris apareceu e começou a lhe fazer algumas perguntas, mas Barry a dispensou. Ela foi até Cisco e Nevasca, afirmando que aquele não era o Barry. Eles começaram a caminhar em sua direção, e então Barry revelou que havia sido infectado por Ramsey. Ele fugiu, derrubando seus amigos e deixando para trás uma trilha de raios escuros, e em seguida se juntou a Ramsey.[6]

Ramsey começou seu reino de terror por Central City com o auxílio de Barry. Cisco ativou um protocolo para impedir que Barry, apelidado de Flash Negro por ele, e Ramsey entrassem nos Laboratórios S.T.A.R.. Enquanto ele acreditava que haviam perdido Barry, Iris se recusava a acreditar nisso. Os dois se encontraram em seu apartamento, onde ela tentou fazer com que seu esposo retomasse o controle, mas aparentemente falhou, e Ramsey falava através dele o tempo todo. Mais tarde, Cisco construiu um dispositivo para derrotar Ramsey. Quando havia chegado a hora de testá-lo, Barry o atrapalhou, derrubando-o no chão e quebrando o aparelho. Barry explicou o plano de Ramsey, que resumia a espalhar sua infecção através do acelerador de partículas, finalizando sua explicação com "Eu sabia que escolhi a pessoa certa".

Flash retorna ao normal.

Enquanto Barry e Ramsey chegavam aos Laboratórios S.T.A.R., Iris e Cisco descobriram que, antes dele fugir, Barry havia sabotado o acelerador de partículas. Eventualmente, ambos notaram que Ramsey estava dizendo as últimas coisas que Barry havia dito a eles. A dupla percebeu que Barry estava trabalhando de dentro de Ramsey para arruinar seu plano, além de providenciar a resposta para curar todos infectados por Rosso; os raios ultravioleta de Allegra Garcia. Iris e Cisco deixaram os dois entrar e eles foram em direção do acelerador. Quando o sangue de Rosso começou a rodar o pipeline, Nevasca levou Allegra e a encorajou usar seus poderes. Quando foi lhe dado o sinal, Allegra usou seus poderes no pipeline. O plano funcionou e a infecção de Ramsey foi queimada, com seus raios sendo espalhados pela cidade. Os infectados foram curados, incluindo Barry. Ele revelou que foi difícil lutar contra o controle de Ramsey, mas conseguiu entregar as pistas necessárias para a Equipe Flash.

Apesar de ter sido curado, Ramsey havia escapado. O Flash o encontrou nas ruas de Central City. Ramsey tentou transformar um guarda em seu Irmão de Sangue, mas Flash o salvou. Em seguida, Ramsey se transformou em um monstro de sangue gigante e começou a atacar Barry. Hemoglobina estava vencendo o duelo, mas ele acabou vendo sua mãe e parou de atacá-lo. Usando isso a sua vantagem, o Flash levou Ramsey ao SAM, deixando-o preso lá. Ramsey foi então entregue para a custódia da A.R.G.U.S.

Equipe Flash testemunhando o início da Crise.

Mais tarde, a Equipe Flash se reuniu no lounge dos Laboratórios S.T.A.R., sentados em silêncio enquanto Barry observava seu relógio, faltando apenas alguns minutos para o dia 10 de dezembro. Barry então disse que sentar em silêncio não é como ele desejava passar os minutos finais. Todos começaram a relembrar sobre suas vidas, desde quando Barry se tornou o Flash. Barry agradeceu Joe por estar lá para ele, quando ele precisava de alguém e Joe diz que estava orgulhoso do homem que Barry se tornou. Cecile diz que considerava Barry o filho que ela nunca teve. Cisco relembrou os velhos tempos logo após Barry se tornar o Flash, como era apenas ele, Barry, Caitlin e Eobard Thawne. Caitlin contou a Barry como sua vida desmoronou depois que o acelerador de partículas explodiu, mas então Barry apareceu e ela encontrou uma nova alegria. Iris afirmou que não importava se Barry não sobreviveria à crise ou não, ele nunca a deixaria, pois a única coisa mais certa do que a crise são eles. O relógio marcou meia-noite e a equipe testemunhou o céu ficando vermelho carmesim e os relâmpagos começaram a cair. A crise havia começado.[7]

Crise nas Terras Infinitas

Perdendo Oliver

Quando a crise começou, o Flash correu ao redor de Central City para poder salvar as pessoas. Ele tentou se comunicar com Cisco, mas seus comunicadores falharam. Ele então foi interrompido por Lyla, quem se chamava de Precursora, afirmando que ele precisava ir com ela. Barry perguntou se a Crise havia começado, o que ela confirmou.

Barry conversando com Oliver sobre a Crise.

Junto de Sara Lance e Ray Palmer, Barry fez reconhecimento pela Terra-38, e mais tarde foi levado ao D.O.E.. Quando a Supergirl estava prestes a destruir uma torre quântica, Barry a impediu, dizendo que a torre não era um perigo. A Precursora explicou que eles tinham que proteger a torre do exército do Anti-Monitor; os demônios das sombras. Barry se encontrou com Oliver e revelou ao seu amigo que iria morrer durante a Crise. Oliver não concordou com isso e começou a gritar com o ar, confundindo Barry.

Depois de sentirem um terremoto, o Arqueiro Verde pediu para que o Flash, Supergirl e Superman saíssem para poder salvar as pessoas dos acidentes naturais que estavam acontecendo ao redor do mundo.

Eventualmente, quando os demônios das sombras começaram a atacar a torre quântica, Flash, Supergirl e Superman retornaram para ajudar os outros heróis. Quando a torre quântica começou a falhar, Supergirl e Superman usaram sua visão de calor para carregá-la. Apesar de conseguirem fazer isso, a solução era apenas temporária. Os heróis continuaram lutando contra os demônios das sombras, mas o Monitor apareceu no campo de batalha, anunciando que eles haviam perdido. Ele então começou a teletransportar todos de volta para a Terra-1.

Barry e outros heróis no último suspiro de Oliver.

Na Flecha-Caverna, na Terra-1, o Monitor teletransportou Oliver, completamente ferido, para uma maca. Ele anunciou que a Terra-38 havia sido destruída, e apenas alguns milhões de seus habitantes conseguiram escapar a tempo graças ao seu nobre sacrifício. Oliver revelou para Barry e Kara sobre seu acordo com o Monitor e o sacrifício que fez ano passado para preveni-los de morrer durante o Túnel do Tempo, e pediu para que eles salvassem o multiverso em sua ausência. Depois que Oliver se despediu de Mia, ele morreu. Todos ficaram devastados com a perda do primeiro herói da Terra-1, e Novu revelou que não era assim que Oliver deveria ter morrido. Nash Wells apareceu, surpreendendo Barry ao vê-lo vestido de uma forma diferente. Nash clamou que ele era o Pária, sentenciado a testemunhar a morte de todo o multiverso.[123]

Depois que a Precursora pegou a Waverider da Terra-74, os heróis foram teletransportados até lá. Na nave, Mar Novu revelou que precisavam encontrar os sete Paragons, indivíduos que estavam destinados a salvar o multiverso. Ele contou que Kara era a Paragon da Esperança, enquanto Sara era a Paragon do Destino. No entanto, Barry não estava muito envolvido na conversa após perder Oliver. Ele se encontrou com Iris, que revelou a ele que Novu pediu por sua ajuda para encontrar o Paragon da Verdade. Barry, acompanhado de Mia e Sara, pediu para que John Constantine encontrasse um Poço de Lázaro para poder ressuscitar Oliver. Apesar dos poderes do mago estarem falhando, ele conseguiu encontrar um poço funcional na Terra-18.

Barry vendo Constantine, Sara e Mia tentar restaurar a alma de Oliver.

Ao chegarem em outro universo, Barry e Constantine partiram para pegar o corpo de Oliver. Ao retornar, eles encontraram alguém desmaiado no chão e perguntou se haviam perdido algo. O ritual começou e o corpo de Oliver foi mergulhado nas água do Poço de Lázaro. Alguns segundos depois, Oliver pulou para fora da água e tentou atacar Constantine, mas foi salvo por Barry. Sara usou um dardo tranquilizante para derrubá-lo. Constantine realizou o ritual que restauraria a alma de Oliver, mas isso não funcionou, e Oliver estava um monstro sem sua alma.[124]

Tendo seu destino alterado

Conforme mais Terras eram apagadas da existência, a Equipe Flash apareceu na Waverider para ajudá-los. Depois que o Paragon da Verdade foi localizado, Ray finalizou seu identificador de Paragon, que identificou os Paragons restante; Barry era o Paragon do Amor, J'onn J'onzz o Paragon da Honra e Ryan Choi era o Paragon da Humanidade. Com todos os Paragons identificados, Novu disse aos heróis que eles precisavam impedir a onda de antimatéria.

Cisco localizou a fonte da onda de antimatéria em Central City, da Terra-1. Depois que seus poderes foram restaurados pelo Monitor, Barry liderou ele e Nevasca nos esgotos da cidade. Eles então encontraram Nash Wells, que revelou a eles que foi ele o responsável pela liberdade do Anti-Monitor. Quando Cisco restaurou as memórias de Nash, ele foi capaz de abrir uma porta escondida na parede.

Ao abrirem a porta, eles entraram no Nexo, que era o ponto que dividia o multiverso do universo antimatéria. Lá, eles descobriram a fonte das ondas de antimatéria; um canhão, que era carregado por uma esteira. Flash usou o Flashtime, e, para sua surpresa, descobriu que o Flash da Terra-90 era quem estava correndo na esteira. Barry tentou tirá-lo de lá, mas o canhão era protegido por um campo de força. Cisco usou seus poderes para tirar o Flash da Terra-90 da esteira, mas, assim que saiu, revelou que todos os universos seriam destruídos ao mesmo tempo caso parasse de correr. Ele pediu para que fosse devolvido, mas Barry se recusou. Pária levou Jefferson Pierce/Raio Negro até o Nexo, onde pediu para usar seus poderes e atrasar o canhão. Barry, Cisco e Nevasca tentaram pensar em uma solução para destruí-lo, mas Barry percebeu que a única forma de fazer isso era correr na direção oposta na esteira; mas isso também resultaria na morte do velocista que estivesse nela.

Flash da Terra-90 roubando temporariamente a velocidade do Flash.

Barry percebeu que aquela era sua morte, e que seu momento havia chegado. Ele se despediu de Cisco e Caitlin, e em seguida abraçou as pessoas que estiveram com ele desde seu primeiro dia como Flash. Contudo, o Flash da Terra-90 começou a roubar, temporariamente, a velocidade de Barry. Ele disse que, apesar de Novu afirmar que para sobreviverem à Crise o Flash precisava morrer, ele nunca especificou qual Flash precisava se sacrificar. Ele encorajou Barry a continuar correndo, e em seguida atravessou uma brecha aberta por Cisco, retornando-o para a esteira. O Flash começou a correr, sobrecarregando a esteira. Quando a estrutura começou a desabar, Barry se recusou a deixar o velocista veterano morrer, mas Cisco, Nevasca e o Raio Negro levaram-o para a Waverider.

Na Waverider, os heróis acreditaram que tudo havia acabado. De todos os universos do multiverso, a Terra-1 era a única que restava. Barry começou a conversar com Jefferson Pierce, e revelou a ele que o Flash da Terra-90 era o sósia de seu falecido pai, Henry Allen. Ele disse que apesar de ter sido condenado por um crime que não cometeu, Henry nunca perdeu a esperança, e em tempos assim ele tenta fazer o mesmo. Os dois se apresentaram formalmente, e apertaram as mãos.

Quando Lyla retornou, Barry, Superman da Terra-96, Nash e Ralph perceberam que aquela não era a verdadeira Lyla. Eles estiveram certos, e a Precursora revelou estar sendo controlada pelo Anti-Monitor. Ela atacou os heróis, e em seguida matou o Monitor. Ele convocou uma onda de antimatéria, que destruiu a Terra-1. Pária começou a teletransportar os heróis para outro lugar, impedindo que Barry alcançasse Iris. Em seguida, a antimatéria destruiu a Waverider também.

Barry e os Paragons no Ponto de Fuga.

Os Paragons logo perceberam que estavam no Ponto de Fuga, o único lugar onde o Anti-Monitor não poderia alcançá-los, já que ele estava localizado fora do tempo e espaço. Barry insistiu que voltassem, mas J'onn afirmou que não havia mais nada para voltar, explicando que o grupo era a única coisa que havia restado do multiverso. O Superman da Terra-96 começou a brilhar, e em seguida desapareceu, fazendo com que Lex Luthor surgisse em seu lugar. Ele explicou que usou o Livro do Destino para substituir o kryptoniano como o Paragon da Verdade, e em seguida perguntou o que iriam fazer em seguida.[125]

Recriando o multiverso

Meses depois, Barry usou a Força de Aceleração e desapareceu por meses. Enquanto isso, Lex e Ryan Choi tentaram construir uma máquina do tempo usando os destroços encontrados, mas falharam. Ao retornar, Barry insistiu que continuasse tentando, mas Kara e Sara o impediram de tentar novamente. Eles começaram a discutir, mas se calaram ao encontrar Oliver Queen em sua frente. Ele, agora se chamando de Espectro, contou aos Paragons que sua única esperança era viajar ao Início dos tempos para recriar o universo. Para fazer isso, Barry teria que levar os Paragons através da Força de Aceleração, mas não conseguia fazer isso com seus poderes atuais. Após Oliver lhe dar um aprimoramento, os Paragons pensaram em um plano reserva; alguém retornaria a Maltus e impediria que Novu criasse o Anti-Monitor. A Supergirl se voluntariou a acompanhar Ryan e Lex na missão, enquanto os outros viajavam no tempo.

Depois de deixar Supergirl, Lex e Ryan em Maltus, Barry continuou levando os Paragons pela Força de Aceleração. De repente, o Anti-Monitor o atacou, fazendo com que Barry perdesse os Paragons pela Força de Aceleração. Se encontrando com Oliver, ele explicou que estava mantendo-os unidos usando suas memórias e teria que encontrar os outros Paragons.

Barry conhecendo outro Barry Allen/Flash

Após isso, Barry acabou indo parar em uma lembrança dos Laboratórios S.T.A.R.. Ao se virar, ele se deparou com outro Barry Allen/Flash. Os dois velocistas ficaram surpresos em se encontrar, especialmente Barry, já que o multiverso todo havia sido destruído. Antes que pudessem conversar mais, o outro Flash começou a desaparecer.

Em seguida, Barry encontrou Oliver em outra memória, dessa vez durante o Túnel do Tempo. Superman e Lois Lane notam a presença de Barry, e o casal perguntou se ele havia ido trocar de traje. Enquanto conversava com Oliver, Barry mencionou que ele havia feito um "acordo com o diabo". Oliver negou, e afirmou que morrer era a parte fácil, mas os verdadeiros heróis seriam aqueles que continuariam. Após isso, ele encontrou Sara, morta, ao lado de Laurel e Diggle. Barry usou seus poderes e a acordou, e então passou por outras memórias recolhendo os outros Paragons.

Depois de levar os Paragons ao Início do tempo, Barry voltou a Maltus e pegou Kara, Lex e Ryan. Com todos os Paragnos no Início dos tempos, eles se encontram com o Anti-Monitor. Ryan achava que aquilo não era possível, já que ele conseguiu convencer Mar Novu a não continuar com seu experimento. No entanto, o Anti-Monitor afirmou que só fez isso com um Mar Novu, como há outros Mar Novus, e um deles sempre iria seguir em frente com sua ambição.

Barry e Sara nos momentos finais de Oliver.

Oliver apareceu novamente e diz a eles que poderiam recriar o universo lá. Ele acenderia a faísca, mas os Paragons deveriam espalhar a chama. E assim, os Paragons começaram a lutar contra os Demônios das Sombras do Anti-Monitor, enquanto Oliver lutava contra ele. Eventualmente, com a ajuda de Paragons, Oliver derrotou o Anti-Monitor, com o custo de sua vida, e criou um novo universo. Sara exigiu que Barry a levasse até Oliver, e os dois, ao encontrarem-o, afirmaram que Oliver iria sobreviver, mas Oliver diz que está em paz e recitou o que disse a Barry; morrer era a parte fácil, mas os verdadeiros heróis são aqueles que precisam continuar.[126]

Pós-Crise

História alterada

Sendo um dos sobreviventes do multiverso original, Barry assumiu o lugar de sua sósia da Terra-Prime assim que o multiverso foi recriado[127] (apesar do traje deste sósia ainda estar nos Laboratórios S.T.A.R.).[128] Como resultado, todos os habitantes da Terra-Prime se lembram das coisas feitas pelo Flash, mas o próprio Barry não se lembrava disto.

Barry aprendeu a arremessar raios um ano antes que originalmente, dando a entender que aprendeu esse truque através de Eobard Thawne ao invés de Hunter Zolomon. Barry usou essa técnica para se defender de de Roderick Smith, braço direito de Hartley Rathaway. Ele acabou fazendo com que as moléculas de Smith ficassem instáveis.

Hartley não se reformou e a batalha na ponte ainda aconteceu. É possível que os eventos de Barry viajando a 2016 tenham acontecido de forma diferente, ou, talvez, ele nem tivesse viajado no tempo.[129]

Em algum momento, o Flash enfrentou um criminoso conhecido como "Mestre dos Anéis".[130]

Enfrentando o Anti-Monitor

Após ser levado para uma nova Terra, o Flash derrotou a Bruxa do Tempo no centro de National City. No entanto, ele se surpreendeu ao encontrar a Supergirl lá e a questionou o que fazia em sua Terra. Depois que um fã, Marv, pediu pelo autográfo de ambos os heróis, Barry e Kara perceberam que seus universos haviam sido mesclados.

Flash, Supergirl e Átomo durante o ataque do Beebo.

Após isso, eles começaram a explorar o novo universo. Eles foram até a Flecha-Caverna, onde encontraram Diggle, Sara, Rene e Dianh. Quando um Beebo gigante começou a atacar Star City, Flash, Supergirl e Átomo foram confrontá-los. Quando a Batwoman apareceu, eles logo perceberam que o boneco gigante era apenas uma distração. Ele levou a Canário Branco a um banco, onde ela nocauteou Sargon.

Acreditando que a ameaça do Anti-Monitor havia sido neutralizada, Barry conversou com Sara. Ela confessou que estava triste porque toda a sua família se foi; ela sentia que Oliver era sua última conexão com seu passado antes de ser uma heroína fantasiada. Barry a ajudou, explicando que a família não era necessariamente biológica e que os outros heróis sempre estariam lá para ela. Sara e Barry foram atacados por um demônio das sombras, e logo perceberam que a Crise ainda não tinha acabado. Sara lembrou que Ryan Choi poderia ser o próximo, então ela foi salvá-lo.

Junto de outros heróis (Supergirl, Superman, Espartano, Caçador de Marte, Sonhadora, Batwoman, Cão Raivoso e Alex), o Flash foi confrontar o Anti-Monitor, que havia retornado. Ele afirmou que eles eram meros insetos e aumentou seu tamanho. Ao mesmo tempo, Ray Palmer, Nash Wells e Ryan Choi construíram uma bomba para aprisionar o Anti-Monitor em uma eternidade de encolhimento, já que ele não podia ser destruído. Depois de preparar os componentes necessários, Barry foi aos Laboratórios S.T.A.R. para montá-lo. Depois, a bomba foi levada para a batalha, e a Supergirl usou-a para encolher o Anti-Monitor.

Barry e outros heróis homenageando Oliver.

Depois que a ameaça do Anti-Monitor foi neutralizada permanentemente, Barry e Caitlin ouviram a presidente daquele universo realizar um discurso em homenagem a Oliver. Algum tempo depois, Barry, junto com Supergirl, Superman, Canário Branco, Batwoman, Caçador de Marte e Raio Negro participaram de um memorial para Oliver Queen em um prédio abandonado dos Laboratórios S.T.A.R.. Depois da cerimônia, Barry sugeriu que formassem uma equipe para prevenir futuras invasões na Terra. Ele revelou uma mesa redonda, com o emblema de todos os heróis.[131]

Guerra contra Buraco Negro

Perdendo sua velocidade

Barry e Diggle em Lian Yu.

Quando a reabertura do Jitters foi interrompida por criminosos, o Flash foi até lá e salvou o dia, sendo aplaudido pelas pessoas presentes. Enquanto voltava para casa, Barry encontrou Diggle e o levou ao seu apartamento. Lá, ele entregou a primeira máscara que Oliver usou como Arqueiro, explicando que aquele era um presente do próprio Oliver. Ao encontrar uma mancha na máscara, Barry começou a acreditar que aquilo simbolizava uma ameaça futura, apesar de Diggle ter certeza de que aquilo era apenas uma simples mancha. Ao analisar a máscara, ele encontrou traços de Mirakuru em Lian Yu. Ao voltar para a ilha, Barry encontrou uma caixa de Mirakuru vazia. Barry notou que seus poderes estavam agindo de uma forma estranha, mas escondeu isso de Diggle. Percebendo a ansiedade de Barry, Diggle o aconselhou levar as coisas com calma. Após retornar de Lian Yu, Barry conversou com Iris sobre seu dia.[128]

Barry e "Iris" observando Amunet.

Barry tomou o café da manhã preparado por "Iris", e se chocou ao descobrir que a refeição estava boa. À noite, para comemorar o dia dos namorados, ele e "Iris" foram a um jantar romântico, mas acabaram sendo interrompidos pela chegada de Amunet Black, que roubou a maleta de um homem. Barry tentou prendê-la, mas Amunet ameaçou contar sua identidade secreta, e foi forçado a deixá-la ir embora. Os dois foram até um bar onde os capangas de Amunet estavam. O casal foi até os Laboratório Ivo, que seria o próximo alvo de Amunet, onde descobriram que ela e Áureo estavam disputando por um dispositivo. Barry salvou um guarda de ser esmagado, enquanto "Iris" roubou o objeto dentro da maleta que os vilões disputavam.

Barry, cansado, voltou para seu apartamento e explicou para "Iris" o que estava acontecendo lá fora. Sua "esposa" sugeriu entregar o dispositivo para Amunet e descobrir o que ela planejava, mas Barry refutou essa ideia rapidamente, o que a irritou. No DPCC, Barry contou para Joe que havia alguma coisa estranha na disputa entre Amunet e Áureo. Quando Amunet e Áureo estavam brigando, o Flash foi até lá, mas foi derrubado por Keith. Ele destruiu a planta pelo qual os dois criminosos estavam disputando, e em seguida começaram a se beijar. Em seu apartamento, Barry e "Iris" se reconciliaram.[132]

Após a batalha contra Amunet, Barry continuou com seu corpo dolorido. Antes de sair para trabalhar, ele encontrou "Iris" trabalhando em seu artigo sobre o Buraco Negro. Ela pediu para que pegasse a arma de espelhos, mas Barry negou. No DPCC, Joe pediu para Barry reabrir um caso sobre um incêndio. Barry então revelou para Joe que o incêndio havia sido causado por raios ultravioleta, e perguntou a ele o que estava acontecendo. Joe explicou que acreditava existir um espião no departamento de polícia. Flash ajudou Homem-Elástico a prender alguns criminosos, e descobriu em seguida que Sue Dearbon havia retornado para a cidade, mas escapou. Depois de ser convencido por Joe, Barry entregou a arma de espelhos para "Iris".[133]

Flash e Grodd se unindo.

O Flash confrontou o Flautista, mas descobriu que uma das mudanças da Crise foram que Hartley havia adquirido um novo poder. Ao voltar, Barry pediu para Gideon calcular as mudanças da Crise no novo universo, mas acabou revelando, acidentalmente, para Chester que era o Flash. Enquanto trabalhava em Gideon, Barry foi parar na mente de Gorila Grodd. Grodd, que havia se arrependido de seus crimes, pediu por ajuda para acordar de seu coma. Quando saiu da jaula, Barry o nocauteou, acreditando que o gorila estava tentando enganá-lo. Ele descobriu que Solovar protegia o portal que iria levá-lo ao mundo real, mas foi derrotado pelo gorila quando tentou enfrentá-lo. Barry e Grodd decidiram unir forças para fugirem daquela prisão mental. Barry emergiu com Grodd para compartilhar seu poder e derrotar Solovar. Após escapar, Barry aceitou Chester na Equipe Flash.[134]

Morte da Força de Aceleração

Flash abraçando Kid Flash.

Quando um helicóptero começou a cair do céu, o Flash foi até lá. Para sua surpresa, ele encontrou o Kid Flash, que já tinha salvado as pessoas. Os dois velocistas se cumprimentaram, alegres por se encontrarem. Ao voltar para os Laboratórios S.T.A.R., Wally exibiu seus novos poderes, o que surpreendeu Barry e pediu para que pudesse ensiná-lo o truque. Após a festa, Barry e Wally arrumaram a bagunça, mas os poderes de Barry falharam e ele caiu. Depois de explicar o que estava acontecendo com seus poderes, Wally contou que havia algo errado com a Força de Aceleração e perguntou se ele tinha notado isso, mas Barry negou.

Quando um ataque meta-humano ocorreu no Jitters, o DPCC foi investigar a situação, descobrindo que uma mulher foi morta por envelhecimento, apesar da indivídua estar em seus vinte e poucos anos. Cisco explicou que o ataque foi feito por Frida Novikov/Tartaruga 2.

Enquanto estudava o arquivo de Frida, Barry foi interrompido por Wally, que o perguntou sobre seu "incidente" com a Força de Aceleração alguns meses atrás. Ele explicou o que aconteceu, afirmando que a Força de Aceleração não queria falar com ele, mas Wally o levou para dentro da própria Força de Aceleração. Os dois velocistas a encontraram, e a fonte de energia informou a dupla que estava morrendo por algo que Barry havia feito. Eles voltaram ao mundo real, e Wally discutiu com Barry sobre sua imprudência.

Barry com a Força de Aceleração.

Usando um intensificador táquion, Barry se projetou fisicamente na Força de Aceleração. Ele encontrou a Força de Aceleração em seu quarto quando criança, e prometeu que iria consertar o que havia feito. Ele descobriu que a morte da Força de Aceleração não era por causa de seu conflito com o Hemoglobina, mas sim durante a Crise, onde permitiu que o Espectro usasse sua energia para aprimorar sua velocidade. A Força de Aceleração o perdoou, e após se despedir, morreu em seguida.

Após isso, Barry começou a se lamentar no Cofre do Tempo. Ele foi encontrado por Wally, que lhe garantiu que estava tudo bem. Quando a Tartaruga 2 foi encontrada no DPCC, Flash e Kid Flash foram confrontá-la. Depois que a criminosa foi detida, Barry conversou com "Iris" sobre a morte da Força de Aceleração. Ele foi ao pipeline, onde descobriu que Eobard Thawne estava no corpo de Nash, que prometeu sair de sua cela para matá-lo.

Barry sugeriu para Caitlin e Cisco que eles deveriam criar sua própria Força de Aceleração artificial.[135]

Retorno de Eobard Thawne

Barry ameaçando Eobard.

Depois que Thawne possuiu o corpo de Nash, a Equipe Flash o prendeu no pipeline. Barry recebeu o Medidor de velocidade, que iria monitorar seus poderes restantes após a morte da Força de Aceleração. Barry, Cisco e Caitlin explicaram para Nash sobre sua condição, descobrindo que todos os Wells do multiverso haviam sido colocados em sua mente. Eobard, se passando por Nash, enganou a Equipe Flash e conseguiu escapar de sua cela. Barry o impediu de usar a esfera do tempo e ir ao futuro. Segurando-o contra a parede, o vilão começou a zombar dele, implorando para que usasse sua velocidade restante para matá-lo. Barry hesitou e o soltou.

Eles amarraram-o em uma maca. Caitlin perguntou se ele iria matá-lo caso ela e Cisco não tivessem interferindo, o que Barry respondeu que não sabia. Caitlin pediu para que ele fosse embora, afirmando que seu ódio por Thawne estava fazendo com que sua velocidade esgotasse mais rápido. Quando um alerta meta-humano foi ativado, Barry tentou ir até os Laboratórios Mercury, mas Caitlin o impediu. Barry usou uma dose de Velocidade-X e foi até lá, mas seus poderes acabaram falhando e ele caiu, o que resultou em Nevasca ser ferida.

Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry explicou para Joe sobre a situação. "Iris" revelou que que a ladra que atacou os Laboratórios Mercury se chamava Millie Rawlins. Barry conversou com sua "esposa" sobre se sentir inútil sem seus poderes, afirmando que não conseguia ser um herói sem ser o Flash. "Iris" garantiu que ele já era um herói antes de ter se tornado o Flash, e pediu para descobrir os limites de Sunshine. Barry ajudou Joe na transferência do refletor prismático, fugindo com o dispositivo quando Sunshine apareceu. Barry a enganou e a levou para seu laboratório no DPCC, onde ele a privou da luz do sol, afirmando que ela era apenas uma "ladra comum" sem contato com a luz.

Barry confrontando Eobard no subconsciente de Nash.

Barry voltou para ajudar a Equipe Flash tirar Thawne de Nash, sugerindo entrar em sua mente para ajudá-lo expulsar o velocista de seu corpo. Com a ajuda de Cecile, e usando o M.A.D. 2.0, Barry e Cisco foram até a mente de Nash. Enquanto Ramon ajudava Nash a superar e confrontar seu maior medo, Barry atrasava seu arqui-inimigo. Eobard começou a provocar Barry com a morte de Nora, mas isso não o abalou. Ele garantiu ao velocista que as emoções não deixava as pessoas fracas, mas sim fortes, podendo usá-las para seu favor. Nash foi capaz de superar a morte de Maya, o que expulsou Eobard de sua mente. Após isso, Barry conversou com Caitlin e os dois fizeram as pazes. Barry sugeriu que usassem o diário de Nora para poder criar sua própria Força de Aceleração artificial.[130]

Ataque do Buraco Negro a Joe

Flash salvando Joe.

Depois que os freios do carro de Joe foram cortados enquanto dirigia, Barry e "Iris" começaram a investigar a situação. Eles encontraram cabelo na cena do crime, e deduziram rapidamente que o Boneco de Pano estava por trás do ataque. Barry, como o Flash, foi ao DPCC depois que Joe foi atacado pelo Boneco de Pano. O Flash conseguiu segurar duas balas, mas, por conta de seus poderes estarem falhando, foi incapaz de alcançar a terceira, que acabou atingindo o ombro de Joe.

Mais tarde naquele dia, Cecile foi capturada pelo Boneco de Pano. Flash e Joe foram a um armazém para encontrá-la. O Velocista Escarlate acabou enfrentando o vilão, sendo capaz de colocar algemas inibidoras de poderes em seus pulsos, e em seguida partiu para ajudar Joe. Quando chegou, ele já havia assumido o lugar de Cecile em uma bomba. Joe exigiu que Barry levasse Cecile para longe, o que ele fez. O Flash voltou para salvar Joe, mas, felizmente, descobriu que ele foi capaz de se salvar. Barry então se despediu dele, que iria embora para ser colocado sob o programa de proteção de testemunha.

Quando chegou em casa, Barry descobriu que "Iris" estava brava por não ter lhe dado a chance de se despedir de Joe. Ela então expulsou Barry de seu apartamento.[136]

Descobrindo sobre "Iris"

Barry foi até a casa West e perguntou para Cecile se poderia dormir lá, o que ela permitiu. Uma semana depois, Barry continuou trabalhando na máquina de Força de Aceleração artificial, no entanto, sua mente continuava voltada para seus problemas domésticos, fazendo com que seu relógio ficasse em vermelho. Quando a máquina foi ativada, ela não fez nada.

Barry decidiu dar um tempo do trabalho na máquina para poder continuar sua investigação sobre o que, ou quem, era aquela Iris. Barry estava convencida de que aquela não era a mulher que amava e com quem se casou. Quando Cecile chegou, ela descobriu a investigação de Barry e ele explicou o que estava fazendo. Cecile emprestou uma chave reserva do apartamento West-Allen, e Barry, usando o computador de sua "esposa", encontrou uma fotografia de "Iris" e Wally, mas aquela "Iris" era apenas uma entidade cristalina.

Filtro prismático sendo usado em Barry.

Para poder provar que aquela não era a verdadeira Iris, Barry precisava de um filtro prismático. Ele conversou com Cecile e Nash nos Laboratórios S.T.A.R., dizendo para eles se prepararem pela chegada de "Iris". Quando ela apareceu, os três a cercaram. Barry afirmou que iria provar que ela era uma impostora. Ele pegou o filtro e o ativou, mirando-o em "Iris". Todos ficaram confusos, pois nada havia aparecido. "Iris" retirou o dispositivo das mãos de Barry e o usou nele, fazendo-o parecer como uma entidade cristalina. Seus aliados se voltaram contra ele, com "Iris" chamando-o de um impostor. Cecile colocou algemas inibidoras de poderes em Barry, e ele foi preso no pipeline em seguida.

Eventualmente, algumas horas depois, Barry foi libertado do pipeline por Cecile, que afirmou a ele que acreditava que aquele era o verdadeiro Barry Allen.

Barry sendo atacado.

Barry retornou ao seu apartamento, onde encontrou "Iris" conversando com um espelho, e em seguida colocando sangue nele. Barry questionou onde sua esposa estava, e então "Iris" transformou seus braços em espadas. Os dois começaram a lutar, e "Iris" cortou o rosto de Barry. Enquanto a batalha continuava, Barry foi atingido por "Iris", que usou os espelhos no apartamento a sua vantagem, múltiplas vezes. Barry ainda queria sua esposa, mas "Iris" brincou com ele dizendo que ela foi sua amante nas últimas semanas. De repente, o Reflexo começou a agir de forma estranha e parou de prestar atenção em Barry, fazendo-o "sentir" a presença de Iris West-Allen perto de um espelho. Barry pediu ao clone para ser ela mesma, mas, assim que ela concordou, ela explodiu em fragmentos e Eva McCulloch emergiu de um espelho, dizendo a Barry que Iris estava segura se ele não lutasse com ela. Eva escapou e Barry desmaiou devido a feridas com sangramento.[137]

Enfrentando Godspeed

Naquela noite, Barry foi até Joe. Ao encontrá-lo, ele explicou o que aconteceu e disse que não acreditava em si mesmo para poder salvá-la. No dia seguinte, Barry convocou uma reunião da Equipe Flash e contou para eles que Iris, Kamilla e Singh haviam sido substituídos. Cisco ficou triste com isso e teorizou que as versões originais poderiam ter sido mortos, o que resultou em uma discussão entre ele e Barry. Ele decidiu criar a Força de Aceleração artificial para poder encontrar Eva.

Barry tendo sua velocidade absorvida por Godspeed.

Enquanto trabalhavam na máquina, Allegra o visitou e conversou com ele sobre se ela era a líder da Equipe Citizen com as outras mortas e como ela não deveria ser uma boa repórter se estava cercada por clones sem que ela soubesse. De repente, outro Godspeed apareceu e atacou Barry, sugando a velocidade de Barry, mas Nash apareceu e atingiu o inimigo, fazendo-o fugir.

A equipe se reuniu novamente e Barry sugeriu que pedissem ajuda de Hartley. No entanto, Cisco revelou uma das mudanças causadas pela Crise, e explicou que Rathaway não poderia ajudá-los por odiar Barry. Apesar disso, ele decidiu tentar da mesma forma. Eventualmente, Barry descobriu que Hartley e Roderick Smith, que estava em coma após um confronto com o Flash, eram namorados. Barry assistiu, pela televisão, Godspeed exigir que ele se rendesse, senão haveria mortes pela cidade.

Flash e Flautista enfrentando Godspeed.

O Flash começou a fazer o Godspeed persegui-lo pela cidade para conseguir o que queria. Barry acabou perdendo a corrida, e acabou sendo socado para o céu. Quando começou a cair, o Flautista apareceu, impedindo que Barry caísse no chão. Os dois então combinaram seus poderes para ferir o Godspeed e fazê-lo sangrar.

Depois que o Godspeed foi preso, Barry o interrogou em Iron Heights, mas descobriu que aquele não era o Godspeed verdadeiro. Se encontrando pela terceira vez, a Equipe Flash foi informada por Barry que eles trabalhariam juntos por seus entes queridos. Cisco decidiu partir para Atlântida para obter uma peça necessária para a máquina. Allegra se voluntariou para acompanhá-lo, mas Barry disse a ela que precisava dela para a batalha que viria.[129]

Protegendo Joseph Carver

Flash e Homem-Elástico vendo um armazém pegar fogo.

Barry pediu para que a Equipe Flash o encontrasse no departamento de polícia para revisar as ideias sobre como encontrar Iris, explicando que havia escolhido aquele lugar para não perder seu emprego. Com a ajuda de Ralph e Allegra, eles descobriram, através do diamante do Buraco Negro, que havia um armazém pertencente ao Buraco Negro nas proximidades. O Flash e Homem-Elástico foram até lá, mas não conseguiram impedir que o reflexo de David Singh o queimasse.

Barry então decidiu proteger Joseph Carver de Eva. Ele se encontrou com o empresário no Jitters, onde o homem revelou que sabia que Iris havia sido presa na dimensão espelhada, e o desencorajou de resgatar sua esposa.

Originalmente, Carver dispensou a ajuda de Barry, mas mudou de ideia. Barry ligou para a A.R.G.U.S. e pediu para que ele fosse colocado no programa de proteção a testemunhas. Enquanto aguardavam pelo transporte, Barry foi aproximado por "David", que lhe ofereceu a oportunidade de trocar Iris por Carver. Barry esteve considerando a ideia, mas foi interrompido por Nash, que teletransportou a todos para os Laboratórios S.T.A.R.. Nash criticou Barry por considerar a troca, dizendo que, ultimamente, Barry estava menos heroico que o de costume.

Flash protegendo Joseph Carver.

Carver foi capaz de convencer a Equipe Flash de que ele ficaria melhor protegido na McCulloch Tecnologias, afirmando ser capaz de tornar a empresa impossível de Eva entrar. O Flash então acabou se tornando o guarda pessoal dele. A Equipe de Eva McCulloch foi até lá e começou a lutar contra a Equipe Flash. Barry encontrou Eva no corredor, mas foi derrubado por ela. Quando Eva atirou pedaços de vidro em Carver para matá-lo, o Flash entrou na frente do disparo, protegendo-o. Apesar disto, Eva retirou os pedaços e os redirecionou para Carver, o que o matou. O Flash estava muito ferido, e devagar, para ter impedido o ataque.

Desencorajado, Barry foi ao apartamento de Caitlin, onde se despediu dela (que iria para o norte com sua mãe para curar de suas feridas). Caitlin o relembrou que ele era o Paragon do Amor,  seu amor por Iris iria ajudá-lo passar por esse tempo difícil. Mais tarde, Barry se reencontrou com Joe, que havia saído da proteção de testemunha após a morte de Carver.[138]

Recuperando seus poderes

Quando a Monarca dos Espelhos foi localizada, Barry foi tirado de seu sono criogênico (colocado nele para preservar sua velocidade) para enfrentá-la. O Flash correu pela cidade para capturá-la, e os dois começaram a lutar. Apesar de suas melhores tentativas, ele acabou perdendo o duelo e Eva fugiu. Após isso, Barry conversou com Joe e Cecile sobre o ocorrido.

Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry impediu que Chester, cansado de construir a máquina para a Força de Aceleração artificial, tocasse na espera do dispositivo. Quando Nash e Allegra tentaram ativar a máquina usando um meio-alternativo, Barry salvou Allegra, mas acabou sendo atingido. Após isso, todos os Wells do multiverso que estavam na mente de Nash foram transferidos para a mente de Barry.

Barry recupera sua velocidade.

De volta ao laboratório de velocidade, a equipe tentou outra vez. Allegra foi capaz de tirar os Wells da mente de Barry. Nash decidiu se sacrificar para criar a Força de Aceleração artificial, e então todos os Wells começaram a se despedir. Barry disse a Nash que não haveria Flash sem Wells, e Nash contradiz isso dizendo a Barry que sempre haverá um Flash com ou sem Wells. Barry começou a correr ao redor do ringue, absorvendo a nova Força de Aceleração em seu sistema, enquanto Nash era transformado em poeira. Barry acelerou para se livrar da bomba do jato e conseguiu. Ele retornou para encontrar os restos mortais de Nash.

Após isso, Barry, Allegra e Chester se reuniram no lounge, de luto pela perda de Nash. Barry expressou sua profunda tristeza por perder alguém por ele e deveria contar ao resto da equipe sobre sua morte. Ele também mencionou que sentiu todos os espíritos dos Wells dentro dele e o quanto eles o amavam.[139]

Resgatando Iris e derrotando Eva

Barry tendo seu pensamento rápido testado.

Após Cisco retornar de Atlântida, eles conversaram sobre um portal que ele trouxe, que deveria abrir um portal para a dimensão espelhada, que acabou falhando depois de testá-la. Quando Ramon começou a duvidar de sua capacidade, Barry garantiu que iriam resgatar todas da outra dimensão. Barry, com seus poderes, foi capaz de ver Cisco escrevendo em um quadro (quando em realidade ele não começou a fazer isso) e contou o que ele estava prestes a fazer. Cisco teorizou que a Força de Aceleração artificial deu a Barry um novo poder: pensamento rápido. Eles testaram essa nova habilidade de Barry no laboratório de velocidade, e descobriram que ele poderia prever o resultado de tudo. Ao final do teste, Barry declarou que sabia como abrir um portal para a dimensão espelhada.

Barry explicou para Cisco e Allegra que não precisavam do sangue de Ramsey Rosso para abrir um portal, mas poderiam adquirir as partículas necessárias da própria Eva McCulloch. Usando seus poderes de pensamento rápido, Barry deduziu a próxima localização do ataque de Eva. O Flash e a Nevasca confrontaram-a em um armazém, mas Nevasca acabou sendo ferida depois que Barry se recusou em ajudá-la. Depois que voltaram aos Laboratórios S.T.A.R., Barry criou uma cura para Nevasca. Ele e Cisco acabaram discutindo, mas Nevasca garantiu que estava bem. Após isso, Barry expôs a identidade de Eva McCulloch (que estava em um programa de televisão ao vivo) como um reflexo ao público.

Apesar de suas habilidades lhe permitirem que ele calculasse os resultados de eventos, Barry perdia suas emoções conforme isto. Sabendo de uma forma de abrir o portal para a dimensão espelhada, Barry pediu uma segunda opinião para Gideon, descobrindo que poderiam salvar apenas uma pessoa (Iris, Kamilla ou Singh) da dimensão espelhada. Barry usou seus poderes para ver o que aconteceria caso revelasse isto à Equipe Flash, e descobriu que eles votariam no resgate de Kamilla e Singh, que poderiam ser salvos juntos.

Flash perseguindo Nevasca.

Ele decidiu prosseguir com seu plano e não contou para a Equipe Flash sobre o que havia descoberto, pretendendo resgatar apenas Iris da dimensão espelhada. Enquanto prosseguia com seu plano, o Flash foi confrontado por sua equipe. Barry derrubou Cisco e Allegra, mas Nevasca injetou Velocidade-X em seu sistema, o que lhe tornou uma velocista temporariamente. Os dois começaram a lutar por Central City, Barry saiu-se sobre melhor, mas foi teletransportado de volta aos Laboratórios S.T.A.R. por Allegra. Ele enfrentou a Equipe Flash novamente, mas conseguiu derrubá-los mais uma vez. Barry encontrou Iris, mas ela começou a resistir de ser resgatada, mas ele a forçou pelo portal. Quando sua esposa saiu, ela começou a colapsar no chão. Barry, vendo Iris em perigo, recuperou suas emoções e começou a implorar, em lágrimas, para que alguém a ajudasse.[140]

Depois que Iris foi levada para a ala médica, Caitlin explicou que uma anomalia molecular foi criada no cérebro dela. Barry perguntou o que poderiam fazer para ajudá-la, mas Caitlin não sabia o que fazer. Ele então se desculpou por atacá-los, além de eventos recentes quando estava usando seu pensamento rápido, embora Cisco lhe garantisse que estava tudo bem. Quando Eva começou a sequestrar as pessoas, a Equipe Flash decidiu isolar os Laboratórios S.T.A.R.. Eva levou Barry para a dimensão espelhada, onde disse que iria substituir todos na Terra por seus "filhos", prometendo tratar o planeta com respeito diferente dos humanos. Ela pediu para que Barry convencesse os outros para segui-lo à dimensão espelhada, mas ele dispensou isto.

Flash, Iris e Eva desfazendo os clones de espelho.

O Harrison Wells da Terra-1 apareceu nos Laboratórios S.T.A.R., o que surpreendeu Barry, que ficou animado por enfim conhecê-lo. Barry conversou com Iris, dizendo que ele era apenas o Paragon do amor porque ela era seu coração. Quando tocou em sua mão, uma eletricidade foi até sua mão. Ele contou para a Equipe Flash que poderia restaurar a Força de Aceleração retirando a energia dela de dentro de Iris. A Equipe Flash construiu uma máquina que seria capaz de remover a energia da Força de Aceleração de Iris. Enquanto corria ao redor do laboratório de velocidade, com seu amor por Iris e família em mente, a Força de Aceleração foi restaurada e Barry recuperou seus poderes. Ele foi confrontar Monarca dos Espelhos, e junto de Iris, os dois convenceram-a desistir de seu ataque. O casal West-Allen a ajudou destruir seus clones de espelho, além de retornar todos os humanos da dimensão espelhada, e a assistiram voltar para sua dimensão de origem.[141]

Renascimento da Força de Aceleração

Enfrentando Forças da Natureza

O Flash e sua equipe começaram a ajudar as pessoas a reconstruir a cidade após o confronto com a Monarca dos Espelhos. O Velocista Escarlate realizou um discurso para todos através da televisão, reafirmando que iriam resistir juntos caso a cidade fosse atacada novamente. Após capturar um antigo inimigo, Abra Kadabra, com a ajuda de Cisco, Barry planejava uma noite romântica com Iris, apenas para descobrir que o vilão escapou de sua prisão e planejava realizar uma Crise 2.0., o que acabaria destruindo tudo na cidade.

Flash conversando com Abra Kadabra.

O Flash foi confrontar Kadabra, que estava planejando soltar uma bomba de antimatéria, e Barry o convenceu a poupar a vida das pessoas para honrar as mortes de sua família, que havia sido apagada no mundo pós-Crise. Após isso, Kadabra percebeu que o que estava fazendo era errado e desistiu de seu plano, permitindo que o Flash e Kadabra deixassem de ser inimigos. No entanto, os dois foram atacados por uma fera com super-força, e Barry assistiu, horrorizado, tal fera matar Kadabra. Após honrar a morte de Kadabra, Barry e a equipe decidiram localizar a criatura.[142]

Enquanto descansava de sua luta contra Fuerza, Barry e Iris ficaram surpresos ao descobrir que Caitlin e Nevasca haviam sido separadas. Quando a Força de Aceleração, na forma de Nora, apareceu nos Laboratórios S.T.A.R., a Equipe Flash decidiu ajudá-la. Barry ainda estava traumatizado com os eventos com Fuerza e conversou com Cecile sobre o que estava acontecendo. Naquele momento, um alarme foi tocado e Barry partiu para a ação. O Flash encontrou dois guardas da Segurança Corvos assustados com um monstro gigante, mas não havia nada lá. O Flash então encontrou um vilão com poderes psíquicos, que usou projeções de Thawne e Savitar contra Barry, que acabou sendo ferido por um dos velocistas.

Flash, Mecha-Vibro e Nevasca enfrentando Psych.

Após se recuperar do ferimento, Cisco apelidou tal vilão de "Psych". Barry deixou claro para Cecile que não havia nada para se preocupar com o que aconteceu. Barry, junto com Mecha-Vibro e Nevasca, confrontou Psych, mas eles foram derrotados novamente. Ao retornar, Barry conversou com Cecile sobre as ameaças que ocorreram após a crise, mas Cecile conseguiu avisá-lo e Barry agradeceu a conversa. Como uma ideia para parar Psych, Barry convenceu Cecile a usar a cadeira de Devoe para destruir o vilão. Finalmente, Barry confrontou Psych para superar seus medos. Em sua visão, Barry viu três zumbis culpando-o por suas mortes, mas ele conseguiu quebrar sua visão se defendendo de Psych enquanto Cecile se opunha ao poder de Psych para destruí-lo. Para salvar "Nora", Barry decidiu entrar em coma para salvá-la.[143]

Ao despertar do coma, Barry e a equipe descobriram que Fuerza, Psych e Deon Owens eram os hospedeiros de três novas Forças: a Força da Força, Força da Sabedoria e a Força Imóvel, respectivamente. Até que pudessem derrotar as Forças, Iris convidou a Força de Aceleração para morar em seu apartamento com Barry.[144]

Quando Jennifer Pierce explodiu na Ionosfera, Jefferson pediu para que Barry lhe entregasse um colisor de partículas para reconstruir seu corpo. Usando seus poderes, Barry foi à Freeland e entregou o dispositivo.[145]

Enquanto vivia com a Força de Aceleração, os poderes de Barry começaram a falhar, o que "Nora" explicou que isso era motivo de sua presença, que estava aprimorando as habilidades velocistas de Barry. Ele então foi chamado por Joe em uma cena de crime nos Laboratórios Ivo, onde começou a investigar um assassinato. A Força de Aceleração o seguiu, e Barry discutiu com "Nora" a respeito de ser seguido por toda parte. Mais tarde, o Flash e Allegra ajudaram Nevasca a confrontar Mark Blaine, mas ela já tinha tudo sobre controle, mas ambos ficaram tristes ao ver que Nevasca havia sido presa. No final do dia, Barry se desculpou com a Força de Aceleração pela sua atitude grosseira de mais cedo, e os dois fizeram as pazes.[146]

Barry protegendo Iris da Força de Aceleração.

Eventualmente, a Equipe Flash foi capaz de localizar a meta-humana "Fuerza". Barry e a Força de Aceleração conheceram Alexa Rivera, que tinha a Fuerza dentro dela. Barry explicou a situação a Alexa, e queria pedir por sua permissão para poder levá-la aos Laboratórios S.T.A.R. e ser testada, mas a Força de Aceleração acabou a assustando. Ao voltar para seu quartel-general, Barry tinha uma teoria que os hospedeiros das novas Forças eram humanos normais, mas foram transformados assim que as novas Forças foram criadas. A Força de Aceleração sugeriu levar Alexa à força, mas Barry recusou isso. Ele voltou novamente até Alexa como Flash, e foi capaz de convencê-la. Enquanto se preparava para treiná-la, a Força de Aceleração matou Alexa e tentou atacar Iris. "Nora" ameaçou Barry, questionando-o de que lado estava. Ela então anunciou que iria matar as outras Forças para garantir sua sobrevivência.[147]

Depois que a Força de Aceleração escapou, Barry teve a ideia de impedir a criação das novas forças, mas Iris acreditava que havia outra opção. O casal acabou discutindo, e eles partiram para lidar com a situação por seus próprios meios. Barry, Cisco e Chester sabiam que isso iria afetar profundamente a linha do tempo, e então Barry foi até o Wells Original para pedir por ajuda. Barry e a equipe se prepararam para viajar no tempo, mas foram impedidos por Deon Owens, o hospedeiro da Força Imóvel.

Barry e Wells vendo as novas Forças serem criadas.

Após Deon ir embora, Barry e Wells continuaram com seu plano e foram capazes de viajar no tempo com sucesso. Barry e Wells contemplaram o nascimento das novas Forças, e Barry se preparou para destruí-las. No entanto, antes que pudesse fazer isso, ele passou a ver as Forças como seus "filhos", então decidiu não impedir sua criação. Wells respeitou essa decisão e levou ele e Barry para os dias atuais. Ao retornar, Barry e Iris foram capazes de ressuscitar Alexa. O casal West-Allen se desculpou pela discussão de mais cedo, e decidiram trabalhar juntos para proteger as outras Forças antes que a Força de Aceleração os matassem.[148]

Para poder derrotar a Força de Aceleração, Barry e a equipe decidiram ajudar Alexa a treinar seus poderes. Enquanto investigava um assassinato, Iris descobriu que Psych planejava matar outras pessoas. Quando ela foi atacada pelo vilão, o Flash foi confrontá-lo, mas foi facilmente derrotado por Psych, cujos poderes estavam crescendo. Barry pressionou Alexa a usar Fuerza e lutar, mas Caitlin o aconselhou a treinar Alexa com calma. Depois de se desculpar com Alexa, Flash e Alexa foram confrontar Psych, que na verdade se chamava Bashir Malik. Barry foi salvo por Fuerza, e eles conseguiram reformar Bashir para ajudá-los a derrotar "Nora". Mais tarde, a Força de Aceleração atacou e matou Iris, Alexa e Bashir.[149]

Depois que a Força de Aceleração e Deon partiram, Barry ficou aliviado ao descobrir que o trio estava vivo, e que suas mortes foram uma projeção criada por Psych. Eles então se reuniram para planejar como poderiam impedir "Nora". Barry teve a ideia de enviar Iris, Malik e Alexa para a época no qual a Força de Aceleração estava morta, prevenindo-os de serem encontrados. Barry foi confrontado por "Nora", quem se entristeceu por ele ter escolhido o lado errado, e alertou-o que iria destruir a cidade caso não entregasse as Forças. Graças a Chester, Barry encontrou Deon e tentou pedir por sua ajuda para derrotar a Força de Aceleração, mas ele recusou a oferta.

Flash, Alexa, Deon e Bashir na Força de Aceleração.

Barry pediu por opiniões sobre como poderia derrotar a Força de Aceleração para Cisco e Chester, mas nenhum dos cientistas foram capazes de pensar em algo. O Flash foi confrontá-la sozinho, mas acabou recebendo a ajuda de Deon, mas a dupla foi derrotada e então decidiram fugir. Barry viu que Iris, Alexa e Bashir haviam retornado para ajudá-lo lidar com a Força de Aceleração, que estava criando uma tempestade para destruir a cidade. Os quatro tentaram impedi-la, mas foram derrotados. Barry decidiu criar um tornado para impedir a tempestade, e recebeu a ajuda das outras Forças. Depois que a Força de Aceleração se redimiu, as quatro Forças começaram a viver juntas. Barry e Iris se despediram, esperando que pudessem se encontrar novamente no futuro. Em seu apartamento, Barry e Iris decidiram formar sua própria família, e então o casal West-Allen teve uma noite romântica.[150]

Se despedindo de Cisco

Barry, Iris e Caitlin descobriram que Cisco e Kamilla estariam deixando a equipe e Central City. Barry parabenizou Cisco por seu novo trabalho na A.R.G.U.S.. Ao descobrir que havia um novo meta-humano a solta pela cidade, Barry, Cisco e Caitlin decidiram investigar o caso, com Ramon declarando que aquela seria sua última missão como parte da equipe. Ao encontrarem a meta-humana, que era uma nova versão do Pirata do Arco-íris, Flash e Mecha-Vibro foram facilmente derrotados. O Flash foi atrás de Carrie Bates, mas acabou caindo sob a influência de seus poderes.

Barry e Cisco cantando "Poker Face".

Eventualmente, como estava sobre a influência dos poderes de Bates, Barry começou a agir de forma estranha, mas Chester foi capaz de fazê-lo voltar ao normal. Barry conversou com Cisco, afirmando que iria sentir falta de seu melhor amigo. Quando Carrie foi encontrada novamente, o Flash, Mecha-Vibro e Allegra foram confrontá-la, mas Barry foi capaz de fazê-la desistir de seu plano. Depois que Cisco salvou a cidade uma última vez, Barry, Caitlin e Joe se encontraram com Cisco no apartamento West-Allen, onde fizeram uma festa de despedida e cantaram "Poker Face" juntos.[151]

Ajudando Cecile e férias

Na sala de arquivos, Barry e Iris fizeram sexo até que Chester os interrompeu, o que deixou o casal em uma posição comprometedora. Barry então saiu para ajudar Cecile após ela pedir sua ajuda. No entanto, ao encontrá-la, Barry descobriu que aquilo era uma armadilha da máscara de Pirata Psíquico, que havia se disfarçado de Cecile. Barry foi enviado para a mente de Cecile, onde também ficou sem seus poderes, e tentou ajudá-la superar seus medos enquanto ela era forçada a enfrentar seu passado.

Os dois foram atacados pela Máscara, mas conseguiram escapar. Barry foi capaz de convencer Cecile a enfrentar seus medos, sendo capaz de derrotar a máscara. No mundo real, Barry e Cecile foram acordados graças a Chester. Após isso, Barry agradeceu por salvá-lo, e riu quando o homem pediu para que não transasse com Iris na sala de arquivos.[152] Barry revelou para a equipe que iria sair de férias com Iris. Ao retornar de suas férias, ele perguntou para a equipe como eles foram em sua ausência.[153]

Guerra Godspeed

Enquanto dormia, Barry teve um sonho com Nora, o que fez ele acreditar que Iris estava grávida. Enquanto esperava o resultado do teste de gravidez em seu laboratório, Ceclile apareceu. Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry começou a se comportar de forma estranha, ansioso pelo resultado do teste de gravidez. Barry contou a verdade para Cecile, mas foram atacados por dois clones Godspeeds. Barry e a equipe tentaram localizá-los, mas não foram capazes porque os velocistas apareciam e desapareciam em seguida. O Flash foi capaz de encontrá-lo, mas descobriu que havia mais outros seis clones. Ele pediu para que Chester ativasse um campo de força ao redor dos Laboratórios S.T.A.R. para prevenir que eles entrassem.

Barry ligou para Iris, e em seguida revelou para Chester que Iris podia estar grávida. Para destruir os clones, Barry concordou com o plano de Chester em usar algo barulhento. Flash, Nevasca e Mark Blaine enfrentaram os clones enquanto Chester ligava o dispositivo. Para salvá-lo, o Flash distraiu os clones, fazendo-os persegui-lo, mas então outros seis clones apareceram. Os doze velocistas começaram a lutar entre si, e em seguida desapareceram. Barry voltou para sua equipe e perguntou sobre como poderiam deter essa guerra dos clones Godspeed. Quando os testes de gravidez retornaram, Barry ficou chateado ao descobrir que eles haviam dado negativo.[154]

Flash e Espartano capturam um clone Godspeed.

Barry teve outro sonho com Nora, mas dessa vez ela o alertava que algo havia dado errado no futuro. Ao acordar, ele acreditou que os clones tinham feito algo na linha do tempo. O Flash foi encarregado de impedir os clones, mas mais deles continuavam a aparecer. Barry contatou A.R.G.U.S. para ajuda. Ele conversou com Caitlin sobre como Nora poderia ter sido apagada da linha do tempo, e não poderia viajar para o futuro medo de criar outro Ponto de Ignição. John Diggle apareceu, afirmando ter uma arma que poderia ajudá-los na guerra. Barry e os outros testaram o dispositivo, que era uma armadilha para os clones. Flash e Espartano foram às ruas, e foram capazes de capturar um dos clones. No pipeline, Barry interrogou o clone, e descobriu que os clones pretendiam matar August Heart, o Godspeed original.

Barry ainda estava preocupado com Nora, e Diggle o aconselhou a viajar para o futuro, afirmando que a família era a coisa mais importante de todas. Barry fez isso, mas enquanto estava na Força de Aceleração, os clones Godspeed o derrubaram, fazendo-o retornar para 2021. Barry se encontrou com Deon, que revelou que as outras Forças da Natureza também estava lidando com os clones. Deon revelou que Iris tinha alguma doença temporal, mas prometeu cuidar dela. Ao voltar ao Laboratório, Barry se despediu de Diggle. Cecile revelou que ela e Nevasca encontraram August Heart, mas ele não tinha memórias sobre sua vida como vilão. Barry se surpreendeu quando Nora apareceu no laboratório de velocidade, e ficou surpreso mais ainda ao conhecer seu outro filho; Bart Allen.[155]

Barry e a equipe descobriram que quando August viajou ao passado, ele perdeu suas memórias. Barry começou a passar um tempo com seus filhos, que haviam decidido ficar no passado por mais um tempo. Quando os clones começaram a atacar a cidade, Flash, XS e Bart foram até eles, mas os clones começaram a perseguir Bart para matá-lo. Ao voltarem, Barry ficou furioso ao descobrir que Godspeed era o arqui-inimigo de Bart. Quando Iris voltou, Barry ficou surpreso ao descobrir que ela já sabia de tudo. Barry e Iris decidiram proibir que Bart enfrentassem os clones, pois eles poderiam matá-lo.

Flash, XS e Jay cercados pelos clones Godspeed.

Quando os clones foram localizados mais uma vez, Flash e XS usaram uma máquina construída por Chester para derrubá-los, mas como o dispositivo precisava da energia de Allegra, e quem o carregou foi Barry, os clones não foram derrubados mas sim absorveram a energia. O Flash foi atacado pelos clones, mas salvo por Nevasca. Ao voltarem, Barry e Iris também decidiram proibir Nora de participar da luta. Em seguida, ele e Iris conversaram sobre seus filhos, e decidiram permitir que eles participassem da luta. A equipe descobriu que os clones haviam sequestrado Jay Garrick, e Bart foi salvá-lo sozinho. Flash e XS encontraram ambos e os salvaram, mas haviam muitos clones para enfrentar. Mecha-Vibro retornou e impediu os clones, permitindo que os velocistas fugissem. Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry e a equipe descobriram uma forma de fazer August recuperar sua memória. Barry foi capaz de entrar na mente de Heart, onde encontrou seu subconsciente esperando por ele.[156]

Flash e sua equipe velocista confrontando os clones Godspeed.

Barry exigiu que August acabasse com a guerra, mas o vilão declarou que iria parar com o caos apenas se recebesse sua velocidade orgânica, e assim absorveria seus clones de volta para si. Barry, porém, recusou a oferta, e August afirmou que iria deixar seus clones destruir o mundo. Ao voltar para o mundo real, Barry contou para a Equipe Flash sobre as exigências de Heart. Ele pediu pela ajuda da Força de Aceleração, que aprimorou os poderes de todos, incluindo restaurar temporariamente a velocidade de Iris e acordar Bart de seu coma, deixado naquele estado pelos clones. Flash e os velocistas foram confrontar os clones, mas eles eram mais fortes e se levantavam toda vez que eram derrubados. Após fugirem, a equipe começou a consertar a máquina de Chester, mas Nora sugeriu que entregassem o poder para August. Barry se recusou a fazer isso, afirmando que seu trabalho era proteger seus filhos, mas Bart disse que a cidade precisava de heróis e não de pais.

Flash e Flash Reverso se unem para lutar contra Godspeed.

Apesar de suas reservas, Barry concordou em entregar a velocidade orgânica para August. Barry e Cecile assistiram August retornar a ser quem era antes, assim como absorver todos os seus clones, e também recuperar seus poderes. Como ele e Iris tinham um plano para derrotar Godspeed, Barry deixou seus filhos nos Laboratórios S.T.A.R. antes de prosseguir. O Flash começou a perseguir Godspeed pela cidade, mas Heart, que estava poderoso, o venceu rapidamente. Quando estava prestes a ser morto pelo velocista, o Flash Reverso o salvou, que havia sido ressuscitado pela Força de Aceleração. Flash e o Flash Reverso fizeram uma aliança temporária, e trabalharam juntos para lutar contra Godspeed. Após derrotá-lo, Barry impediu que Thawne o matasse.

Barry e Iris se beijando no Flashtime.

Quando Eobard foi atacar Barry, ele desviou do golpe, fazendo o velocista cair no chão. Barry então humilhou Thawne, afirmando que havia ficado rápido. Antes de ir embora, o vilão declarou que retornaria mais rápido. Mais tarde, Barry pediu para que a Força de Aceleração apagasse as memórias de Heart sobre sua identidade secreta, e em seguida enviou-o para a prisão de Iron Heights. Após isso, Barry celebrou a vitória com seus amigos nos Laboratórios S.T.A.R., e eles conversaram sobre os eventos recentes. Barry então pediu Iris em casamento novamente, para que pudessem renovar seus votos. A cerimônia foi realizada na casa de Joe, e Barry e Iris ouviram Bart cantar uma música. Eles então afirmaram que seu amor não tinha limites, e então Barry beijou sua esposa usando o Flashtime.[157]

Armagedom

Barry caminhou com Caitlin até o Jitters para pegar um café. Ambos receberam um alerta sobre a colisão de trens. Barry saiu e foi até Keystone City, salvando todas as pessoas abordo. Ele então voltou ao Jitters. À noite, Barry comprou pizza e levou-o até Iris. Quando estavam prestes a se beijar, alguém tocou na porta. O casal se levantou e encontraram Ray Palmer. Eles perguntaram o que ele fazia na cidade, e Ray explicou que estava lá para uma convenção de tecnologia, mas os hotéis estavam cheios e então decidiu aceitar a "oferta" deles de passar a noite em seu apartamento. Ele perguntou se estava interrompendo algo, o que Barry e Iris negaram.

No dia seguinte, Ray preparou o café da manhã para Barry e Iris com seu suco verde. Quando Barry sentiu o cheiro da bebida, ele mexeu a cabeça para sua esposa, indicando para ela não beber. Alguém bateu na porta novamente, e Barry e Iris foram atendê-la. Eles então apresentaram Chester a Ray. Procurando por uma desculpa para sair, Barry olhou ao seu relógio e disse que estava atrasado para o trabalho, e em seguida usou sua super-velocidade para ir embora.

Barry inspecionou o assalto a um microchip com Kramer. Ele perguntou, nervosamente, sobre seus poderes de mímica, o que ela explicou que os efeitos eram temporários. Kristen notou que Barry estava agitado e o questionou se isto seria um problema, o que ele negou. Acreditando que a colisão e o assalto estavam interligados, Barry examinou as provas em seu laboratório e descobriu que sua teoria se provou correta. Ele então saiu para ajudar os policiais do departamento em Iron Heights, onde 1,000 prisioneiros escaparam após a energia ter caído. O Flash foi até lá e conseguiu colocar os criminosos em suas celas. Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry e a Equipe Flash conversaram sobre a localização da gangue e seus indivíduos, pois não haviam encontrado eles ainda. Eles então perceberam que a gangue não havia mudado de planos, mas apenas evoluído. Depois que Chester encontrou-os, pois haviam começado a hackear um casino, o Flash foi até lá, onde derrotou-os facilmente com sua super-velocidade.

Flash e Átomo conversando com Despero.

Barry então foi a Convenção de Tecnologia de Central City, onde participou da cobertura ao vivo de Chester. Quando ele saiu após Ray se aproximar, ele explicou o que aconteceu entre eles. Quando um indivíduo apareceu na convenção procurando pelo Flash, Barry foi confrontá-lo. No entanto, o Velocista Escarlate não se mostrou capaz de derrotá-lo. O Átomo apareceu para ajudá-lo. O indivíduo mostrou o futuro do qual veio, revelando a ele que o Flash foi responsável pelo Armagedom. Quando o alienígena estava prestes a matá-lo, ele foi teletransportado para longe após o Átomo estragar seu cinto. Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry, Ray e a Equipe Flash conversaram sobre o ataque de Despero.

Ray ofereceu sua ajuda na batalha contra Despero, mas Barry garantiu que estava tudo bem. Antes de sair, Ray recomendou que Barry mostrasse ao alienígena quem ele é de verdade. Levando as palavras de Ray em consideração, Barry decidiu se encontrar com Despero. No laboratório de velocidade, o alienígena apareceu, pronto para atacá-lo. Mas Barry ficou no lugar, sem se mexer. Depois que o alien leu sua mente, Barry retirou sua máscara e revelou sua identidade. Despero então deu 7 dias para Barry provar que ele era o herói quem diz ser, mas caso encontrasse pistas de que estava se tornando do mal, ele iria matá-lo.[158]

Perdendo sua mente

Após sua trégua, no entanto, Barry foi derrubado por Despero, que comentou que sabia sobre a "força necessária" para matá-lo quando a hora chegasse. Despero confirmou que uma nova perda iria fazer sua mente se quebrar, e com isso traria o fim do mundo. O alienígena lhe informou que o dia seguinte iria ser o "começo do fim". Após isso, Barry conversou com a Equipe Flash sobre Despero estar errado sobre o Armagedom.

Barry conversando com Kristen sobre sua suspensão.

No dia seguinte, Barry admirou a cidade por sua janela quando sua esposa apareceu. Ele contou para Iris que temia por sua segurança, mas ela o tranquilizou, informando-o que tinha um "dia bem chato" pela frente. Ele recebeu um alerta do DPCC e foi até a cena do crime, porém, uma vez lá, Kristen Kramer apareceu e ordenou que entregasse seu distintivo, afirmando que ele estava sendo investigado por crimes federais, o que ele acreditava que não fazia sentido. Barry tentou se explicar, mas Kramer o expulsou de lá.

Barry foi aos Laboratórios S.T.A.R., onde descobriu que a instalação estava com um vazamento de radiação que poderia prejudicar a cidade. Todos notaram que o sistema que monitorava tal vazamento havia sido destruído. Temendo que suas atividades fossem descobertas, Barry pediu para que sua equipe esvaziasse as coisas o mais rápido possível. Barry foi ao Cofre do Tempo e pediu para Gideon ativar hologramas que esconderiam algumas salas. Lá, a inteligência artificial informou-o que teria que deletar os arquivos contendo informações da Equipe Flash, incluindo a própria Gideon. Apesar de hesitar brevemente, Barry destruiu a inteligência artificial e saiu da instalação com os outros.

Após isso, Barry levou os outros para seu apartamento. Lá, ele pediu ter fé nas coisas e informou-os sobre uma possível pista que tinha. Ele então visitou Iris e lhe contou sobre Xotar. Enquanto conversavam, a meta-humana foi localizada em Central City. O Flash foi confrontá-la, mas quando avançou para atacá-la, o Velocista Escarlate acordou de volta ao seu apartamento, com os arredores destruídos e a Equipe Flash prontos para atacá-lo. Barry descobriu que ele mesmo destruiu o apartamento, mas informou-os sobre a meta-humana, cujo poderes afetava mentes, que estava a confrontar momentos antes. Ele comentou sobre a coincidência de perder sua mente naquele mesmo dia enquanto confrontava uma meta-humana capaz de controlar mentes.

Barry saiu para procurar por Xotar novamente, mas não conseguiu encontrá-la em lugar algum. Despero então apareceu e lhe contou sobre suas origens. Após isso, o Flash retornou com sua busca. Ele foi interrompido por Chester, que informou-o sobre a localização de Xotar. O herói a interceptou roubando artes preciosas, e retirou as pesssoas de lá. No entanto, a meta-humana começou a levitá-lo no ar e a esmagar os ossos de seu corpo, fazendo Barry gritar de dor. Para poder escapar, o Flash começou a vibrar suas células para criar raios dentro de si. Isso funcionou, e os raios começaram a sair de seu corpo, com um deles eventualmente atingindo Xotar. Com a meta-humana no chão, o Flash caiu e colocou algemas inibidoras de poderes na mulher.

Barry descobrindo que atacou Central City.

Na garagem de Chester, Caitlin o informou que todas as pessoas afetadas por Xotar estavam recuperadas. A Equipe Flash começou a falar que estavam com fome, e Barry recomendou que pedissem a Joe para cozinhar algo. No entanto, todos encararam-o. Chester informou que Joe havia falecido 6 meses atrás. Abalado por essa revelação, Barry voltou para a casa de Joe e usou sua velocidade para procurar por ele, mas não o encontrou. Lá, ele foi confrontado por Cecile por não deixá-la seguir em frente. Ao ligar a televisão, eles descobriram que o Flash havia cometido crimes pela cidade, mas Barry não se lembrava disto. Despero apareceu e o atacou. Quando o alienígena tentou atacá-lo novamente, seu ataque foi refletido de volta para ele, permitindo que Barry escapasse.

Sem saber o que fazer, e nem para onde ir, Barry foi à Sala da Justiça. Lá, ele se encontrou com Jefferson Pierce e pediu por sua ajuda. Jefferson questionou o que estava acontecendo, e Barry disse que "injustiça" estava acontecendo.[159]

Barry se preparando para perder sua velocidade.

Barry explicou o que aconteceu e o informou que o Protocolo Injustiça havia sido ativado. Barry pediu para que Jefferson usasse seus poderes e tirasse sua conexão com a Força de Aceleração. Apesar de hesitar brevemente, o Raio Negro concordou em ajudá-lo. Os dois começaram a trabalhar no dispositivo que tiraria seus poderes, enquanto eles conversavam sobre a perda de Joe e Bill Henderson. Com tudo pronto, o Flash se preparou para perder seus poderes, mas as tentativas do Raio Negro não funcionou completamente, pois o Flash ainda retinha um pouco de sua velocidade.

Depois que a última tentativa falhou, Barry se aborreceu que tudo estava dando errado e começou a discutir com Jefferson, o que os fez entrar em uma briga, mas se reconciliaram eventualmente. Barry se desculpou e decidiu viajar para 2031, mas Despero apareceu e começou a atacá-lo. Iris e Deon apareceram e informaram o alienígena que alguém manipulou a linha do tempo, e com a ajuda de Raio Negro e Deon, o Flash viajou para 2031. Ao chegar lá, Barry descobriu que Thawne era o responsável por tudo.[160]

Causando o Armagedom

Barry encontrando Eobard em 2031.

No futuro, Barry descobriu que Thawne havia roubado sua vida e o transformou em seu Flash Reverso. Depois de uma luta contra a Equipe Flash (incluindo Ryan Choi, Alex Danvers e Ryan Wilder/Batwoman), Barry levou Iris para seu apartamento e tentou convencê-la da verdade, mas foi interrompido por Thawne. Em outro lugar da cidade, Eobard revelou que criou seu próprio Ponto de Ignição Reverso. Ele então explicou as mudanças que havia feito, e notou que estava começando a ser apagado da linha do tempo (pois Thawne o matou quando criança).

Procurando por ajuda, Barry foi até Damien Darhk. Ele pediu por sua ajuda para roubar uma tecnologia dos Laboratórios S.T.A.R., que, combinado com a Pedra temporal de Darhk, poderia desfazer o Ponto de Ignição Reverso. Durante a missão, Damien tentou matar Ryan Choi e Chester, mas Barry interviu. Darhk percebeu que havia algo de errado e atacou Barry, que explicou sobre a linha do tempo de onde era. Ele foi capaz de convencê-lo a ajudá-lo ao prometer que sua filha, Nora Darhk, estava viva na linha do tempo original. Ao tentar determinar como desfazer o Ponto de Ignição Reversou, Barry determinou que a velocidade que ele precisava para correr para abrir um portal de tempo era o que causava o Armagedom. Barry ficou hesitante até que Darhk o convenceu de que ele poderia desfazer tudo sem destruir o mundo, valendo-se de seu amor, lembrando-o de que seu amor ajudou a renascer todo o universo durante a Crise.

Barry desfazendo o Ponto de Ignição Reverso.

Antes de colocar seu plano em ação, Barry visitou Iris. Quando tentou dizê-la que a amava, Thawne apareceu, insistindo que sua noiva atirasse em Barry. No entanto, Iris atirou em Eobard, permitindo que Barry escapasse e começasse a restaurar a linha do tempo. Ele começou a ser perseguido por Eobard, que se recuperou, mas ele foi capaz de acessar a Força de Aceleração e desfazer o Ponto de Ignição Reverso sem causar o Armagedom. Ao retornar em 2021, ele descobriu que as alterações de Eobard havia sido desfeitas, o que restaurou o Laboratórios S.T.A.R. e Joe, além de sua velocidade. Ele então pediu para que Despero fosse ao futuro para conferir as mudanças. Após isso, ele se encontrou com a Equipe Flash, e abraçou Iris alegremente ao descobrir que tudo havia voltado ao normal.[161]

Salvando Thawne
"O que você está pensando que fez?"
"Nós salvamos a sua vida, Thawne. Não nos faça nos arrepender."
"Você acha que salvou minha vida? Você tirou a minha velocidade. Minha velocidade é minha vida. Você tirou a minha vida e me deixou no Inferno!
"
Eobard Thawne e Barry Allen[fonte]

Flash e Arqueira Verde confrontando Flash Reverso.

Logo após o telefonema de Joe, Barry correu até a casa West, onde o abraçou alegremente. Ele explicou o que havia acontecido, incluindo sua morte e uma linha do tempo alternativa criada por Thawne. Durante a conversa, Damien apareceu, tendo sido levado à 2021 pelo uso da pedra temporal. Barry então devolveu o objeto a Darhk, que a usou para desaparecer em um clarão de luz. Nos Laboratórios S.T.A.R., Barry e a Equipe Flash conversaram sobre o Ponto de Ignição Reverso. Em seguida, o Flash foi ao DPCC após saber que o Flash Reverso estava lá. Ele salvou Mia Queen/Arqueira Verde do velocista, e empurrou seu adversário ao chão. O Flash questionou o que o Flash Reverso queria, e o vilão admitiu que preccisava de ajuda.

Voltando aos Laboratórios S.T.A.R., Barry explicou para a Equipe Flash que Thawne estava sendo apagado da linha do tempo, já que com o uso da pedra temporal, quaisquer variáveis da linha do tempo foram apagadas e uma única foi formada. Eles estavam indeciso sobre salvá-lo ou deixá-lo morrer, o que aborreceu Mia, que estava certa de que deixá-lo ser apagado da linha do tempo era a melhor opção para todos.

Enquanto caminhava pelo complexo, Despero apareceu para Barry, que o aconselhou a deixar Eobard ser apagado pelo bem da linha do tempo e de todos que viviam nela. Depois que Caitlin conversou com Thawne, ela também foi a favor de deixá-lo morrer. Barry foi até o laboratório de velocidade, onde o Flash Reverso estava sendo mantido preso, e começou a conversar com o velocista, além de descobrir o motivo dele odiá-lo. Eobard jurou que, caso fosse salvo, ele retornaria para matá-lo.

Barry voltou para a Equipe Flash, onde anunciou que a melhor opção seria deixá-lo ser apagado da linha do tempo, o que Iris e Caitlin apoiaram. No entanto, Joe apareceu e pediu para conversar com o casal West-Allen em particular. Os dois foram lecionados por Joe, que afirmou que, como heróis, eles tinham que salvar todas as vidas, apesar dele mesmo também querer ver Thawne morto. Barry então sugeriu tirar a velocidade dele, prevenindo-o de ser apagado da linha do tempo.

Flash enfrentrando Despero.

Barry informou a Equipe Flash sobre seu novo plano, o que não agradou Caitlin, mas eles foram confrontados novamente por Despero. O alienígena exigiu que Thawne fosse morto, mas os outros não concordaram com isto. Barry garantiu que Thawne não seria mais uma ameaça sem seus poderes, mas suas palavras não convenceram Despero. Os dois foram às ruas de Central City, onde o Flash percebeu que o tirano que Despero havia mencionado anteriormente em sua história era ele mesmo. Os dois então começaram a lutar, e o embate apenas acabou quando a Arqueira Verde, que estava sendo controlada mentalmente por Despero, falhou em matar Thawne. O alienígena garantiu ao Flash que Eobard iria morrer antes de desaparecer.

Barry tirando a velocidade de Eobard.

O Flash retornou aos Laboratórios S.T.A.R., onde descobriu que Despero planejava destruir a cidade apenas para matar Thawne. Barry ficou em dúvidas sobre o que fazer, e Chester recomendou que ele afetasse a conexão de Despero com a Chama de P'ytar. Ele então recebeu um par de botas douradas, e Barry correu até Despero. Ele as usou para atacar o alienígena, acertando seu terceiro olho na testa. Despero começou a ser cercado por chamas, e jurou retornar para se vingar, e em seguida desapareceu. Com apenas 30 segundos restantes para salvar Thawne, Barry voltou aos Laboratórios S.T.A.R.. Ele usou seus poderes para danificar a conexão de Eobard com a Força de Aceleração Negativa, deixando-o sem seus poderes, para infelicidade do antigo velocista.

Para comemorar sua vitória, a Equipe Flash e Mia realizaram uma festa. Lá, Darhk retornou e devolveu a pedra temporal a Barry. Enquanto conversava com Iris, Nora Darhk apareceu, confusa do que estava fazendo lá. Depois que Joe a levou para outro lugar, onde explicou o que havia acontecido, Barry realizou um discurso.[162]

Possíveis futuros

Dr. Wells explains the fragility of time to Barry.png

"Barry, tempo é algo extremamente frágil. Qualquer desvio, mesmo que pequeno, pode virar um cataclismo."
Eobard Thawne[fonte]


Devido à natureza da viagem no tempo, eventos contidos neste página ou secção estão sujeitos a alterações.


Pré-Crise

  • No futuro, um museu foi construído para homenagear as atividades de Barry como Flash.[15]
  • Em outro momento não especificado, embora seja possível que este evento tenha sido apagado, o Flash se uniu com o Átomo, Capitão Frio ou Leo Snart e Canário Branco para enfrentar uma critura metálica desconhecida.[15]
  • Por motivos desconhecidos, Barry criou a Gideon, uma inteligência artificial, e se tornou o membro fundador de uma equipe desconhecida.[36]
  • Eventualmente, Barry também se tornou o diretor da divisão forense do Departamento de Polícia de Central City.[36]
  • Segundo Abra Kadabra, ele e o Barry do futuro já se enfrentaram múltiplas vezes, o que deixou Kadabra com raiva pelo velocista.[163]
  • De acordo com Eobard Thawne, a velocidade de Barry no futuro é ilimitada.[36] Ele também deu a entender que, no futuro, o Flash era um herói veterano e experiente.[164]

Pós-Crise

  • Barry e Iris tiveram dois filhos, Nora West-Allen e Bart Allen, entre 2023 e 2030. Barry e Wally ensinaram Bart a usar seus poderes e meditar. Ele e Iris também ensinaram as "regras da família West-Allen", que era proteger a linha do tempo a qualquer custo.[156]
  • Por motivos desconhecidos, Barry viajou a algum momento no ano de 2221, onde acabou salvando uma multidão (que Eobard acreditava estar destinado a salvar) de um evento desconhecido. Isso foi o estopim do ódio de Eobard pelo Flash.[162]

Futuros apagados

Morte de Iris

No futuro onde Iris West foi morta por Savitar em 2017, Barry, em algum momento após isso, criou múltiplos resquícios do tempo para enfrentar o velocista, apesar do vilão ter matado todos com exceção de um resquício do tempo, que viria a se transformar no próprio Savitar no futuro. Depois de aprisioná-lo na Força de Aceleração, Barry, como resultado de inúmeras perdas e da morte de Iris, começou a sofrer de depressão severa e desfez a Equipe Flash, optando por se manter isolado nos Laboratórios S.T.A.R.. Consequentemente, Joe e Barry se distanciaram, pois Joe tinha sido magoado por Barry, que o abandonou após perder Iris.

Barry de 2017 e Barry de 2024 trabalhando juntos em um futuro apagado.

Quando uma versão de 2017 de Barry, antes da morte de Iris, viajou a 2024, Barry informou sua versão mais jovem que não havia esperanças para salvar Iris, mas ele discordou e perguntou qual era a identidade de Savitar. Depois de hesitar inicialmente, Barry afirmou que não sabia, indicando que o vilão nunca revelou sua identidade nessa linha do tempo (ou ele revelou e Barry simplesmente mentiu para protegê-lo da verdade). Mais tarde, Barry foi confrontado por sua versão mais nova e acusado de trair a confiança de Iris ao abandonar Joe. Barry justificou suas ações ao contar os eventos da noite da morte de Iris e suas consequências. Determinado a corrigir o futuro, a versão mais nova de Barry reuniu a Equipe Flash e eles começaram a trabalhar juntos para derrotar o Mestre dos Espelhos e Pião. Durante o confronto, Barry de 2017 foi afetado pelos poderes de Pião. Notando que estavam com dificuldades, Barry ofereceu para ajudar e se juntou a sua versão mais nova no campo de batalha, usando seu traje de Flash pela primeira vez em anos, e os dois derrotaram os criminosos. Depois disto, Barry admitiu que a Equipe Flash tinha muito pelo que passsar antes de retornarem oficialmente, mas aquele havia sido um bom começo.[165]

Quando H.R. Well se sacrificou para salvar Iris em 2017, assim apagando Savitar da existência, esse futuro também foi apagado.[8]

Crise de 2024

Devido a alterações na linha do tempo no presente e no futuro causadas por Nora West-Allen (e com a manipulação de Eobard Thawne) relacionados com o desaparecimento da adaga de Cicada,[116] este evento foi reprogramado para ocorrer em algum momento em 2019. No entanto, os eventos listados abaixo referem-se à linha do tempo original, no qual a Crise aconteceria em 2024.

Na meia-noite de 25 de abril de 2024, o Flash (junto do Arqueiro Verde, Átomo e da Mulher-Gavião) enfrentou o Flash Reverso nas ruas de Central City, causando uma grande destruição nunca visto antes na cidade. A luta, de algum modo, fez com que os céus se tornassem vermelhos. A luta acabou fazendo com que caminhões vazassem seus líquidos nas ruas, causando um apagão por mais de 20 quarteirões da cidade. O Flash Reverso e o Flash começaram a lutar ao redor de caminhões. Quando cercados por fumaça, ambos velocistas começaram a conversar e em seguida saíram correndo, deixando o Arqueiro Verde, Átomo e Mulher-Gavião para trás. Sua luta continuou ate uma avenida desconhecida, e ambos desapareceram em um clarão de luz logo em seguida.[36]

Flash enfrentando Flash Reverso em 2000.

Sem o conhecimento de todos, os velocistas viajaram até 18 de março[1] do ano 2000, com o Flash chegando segundos depois que seu arqui-inimigo aterrizou naquela época.[26] O Flash seguiu o Flash Reverso até a casa dos Allen, e os dois começaram a lutar ao redor de Nora.[12] Durante a luta, o Flash viu sua versão mais jovem de 2015 durante sua primeira viagem no tempo e sinalizou para que ele não interferisse, presumivelmente devido ao Ponto de Ignição.[15] A luta então continuou. Quando o Flash Revero foi matar o Barry de 11 anos, que estava assistindo ao confronto, o Flash de 2024 pegou seu eu mais novo e o levou para 20 quarteirões longe antes de desaparecer, deixando seu destino desconhecido.[26]

25 depois desta Crise, Barry continuou desaparecido.[27]

Mensagem para Rip Hunter

"Desculpa por entrar em contato assim, Capitão Hunter. Mas eu não posso arriscar por mais vidas em perigo... e você também não. Por isso, vai manter o que vou te dizer em segredo, até mesmo do resto da sua equipe. Tem uma guerra a caminho, Capitão Hunter. E, em algum momento, você vai ser chamado de volta à Central City pra lutar. Então tem que saber que enquanto você e sua equipe estavam na Zona temporal, eu tomei uma decisão que afetou a linha do tempo. Como sabe, quando você altera o passado, essas mudanças afetam o presente e são intensificadas no futuro. Quando voltar, vai estar numa nova linha do tempo que eu criei e que o passado e o futuro de todo mundo foi afetado, inclusive o seu. Quando você voltar, não confie em nada nem em ninguém, nem mesmo em mim."
—Mensagem do Barry do futuro para Rip Hunter

Em algum momento em 2056, Barry (que na época tinha 67 anos) contatou Rip Hunter, o líder das Lendas, através de uma mensagem. Ele pediu para que deixasse o conteúdo da mensagem em segredo, até mesmo das Lendas.[166] Barry contou para Rip sobre a criação do Ponto de Ignição, afirmando que, no futuro, ele seria chamado de volta à Central City para lutar em uma guerra. Ele explicou que devido a sua viagem, a linha do tempo estaria totalmente diferente.[67] Com a possibilidade de Rip se encontrar com Savitar e confundi-lo, Barry o alertou para não confiar em ninguém, nem mesmo nele.

Rip manteve a mensagem em segredo, mas ela acabou sendo encontrada por Stein e Jax na Waverider,[166] e em seguida eles a mostraram para o Barry de 2016 e Oliver Queen durante a invasão dos Dominadores.[67]

Como Savitar e seu futuro foram apagados da existência, esta mensagem, junto com a versão de Barry que a enviou, também foi apagado.[8]

Legado

Pré-Crise

Em um possível futuro, Barry, como o Flash, foi um dos diversos heróis relembrados na tão chamada "Era dos Heróis".[81]

Em algum momento antes de 2032, o Museu do Flash foi construído para honrar os atos heroicos do Flash e de sua equipe, assim como seus aliados. O museu tinha exibição dos antigos inimigos de Barry (Flash Reverso, Zoom, Savitar, Pensador e Savitar). Após o desaparecimento de Barry em uma crise futura, e em agora um futuro apagado, a filha de Barry, Nora West-Allen, ia regularmente ao museu para aprender mais sobre o pai que não foi capaz de criá-la.

Personalidade

Barry em sua identidade civil.

Barry é descrito como alguém que complementa o nível de intelecto de Felicity Smoak, tanto quando se trata de ciência forense, como ela afirma que não é seu ponto forte, e da ciência em geral. Ele também é alguém que costuma se atrasar, pois perdeu um trem e um táxi para chegar ao depósito da Corporação Queen e perdeu o último trem de volta para Central City. Ele também é considerado um geek dos quadrinhos.

Muito parecido com Oliver Queen, Barry tem um forte senso de justiça devido ao fato de saber que seu pai, Henry Allen, é inocente de um crime pelo qual foi condenado. Ele se juntou ao departamento de perícia para aprender a investigar crimes e estudar casos com elementos inexplicáveis, para provar seu a inocência de seu pai e, finalmente, libertá-lo. Barry é muito inteligente, como Felicity, é socialmente desajeitado, pois às vezes fica nervoso e balbucia.

Barry tem bons costumes; por exemplo, ele não gosta de mentir sobre quem ele realmente é, como quando conheceu Oliver Queen, Felicity e Quentin Lance, já que lhes disse que era um cientista forense, isso só porque ele sabia que eles não aceitariam muito a sério se eles soubessem que ele era apenas um cientista forense assistente (na época). Quando Oliver o confrontou, depois que ele descobriu quem Barry realmente era, ele não tentou negar, mas explicou o motivo pelo qual o fez.

Barry tem muito respeito pelo vigilante conhecido como Arqueiro, ao descobrir que Oliver e o Arqueiro eram a mesma pessoa, ele ficou surpreso. Ele também salvou sua vida depois de ser ferido por Cyrus Gold, apesar de mal conhecer Oliver na época, e também guardou seu segredo. Apesar do respeito de Barry por Oliver, ele também não hesitou em enfrentá-lo, como quando disse que Oliver estava sendo um idiota com Felicity, embora tivesse dito isso de maneira respeitável.

Além disso, como dito várias vezes por Joe West e visto muitas vezes ao longo da vida de Barry, uma vez que ele se decide sobre algo, toma uma decisão ou se propõe a algo, é impossível para alguém dissuadi-lo, incluindo Joe, Iris West e até mesmo seu pai, Henry.

Barry como Flash.

Quando Barry descobriu seus novos superpoderes, ele queria ajudar os indivíduos, como quando ele tentou parar Clyde Mardon pela primeira vez, mas alguém foi morto sem querer por causa de suas ações e ele perdeu a confiança em si mesmo. No entanto, após receber o conselho de Oliver Queen, ele recuperou sua confiança, à medida que suas habilidades como super-herói melhoravam, Barry se tornava mais confiante.

O senso de justiça de Barry ficou mais forte a ponto de usar seus superpoderes recém-descobertos não apenas para ajudar indivíduos, mas também para lutar contra outros meta-humanos que usavam seus superpoderes recém-descobertos para intenções malignas, incluindo o meta-humano que assassinou sua mãe, Nora Allen.

Barry é muito teimoso e (aparentemente) não é provável que aprenda com seus erros até experimentá-los em primeira mão, como visto durante seu treinamento com Oliver, isso levou Oliver a mostrar a Barry uma consequência potencial de não inspecionar seus arredores antes de atacar um inimigo atirando nele com duas bestas de controle remoto. No entanto, apesar de sua teimosia, Barry ainda estava disposto a aprender com seus erros, mesmo que não os experimente em primeira mão.

Apesar da aversão de Barry ao crime e aos meta-humanos que usam seus superpoderes para intenções malignas, matar e torturar seus inimigos é uma linha que ele nunca cruzaria, já que ele criticou Oliver por torturar Klaus Markos para obter a localização de Digger Harkness. Barry chegou a afirmar que não usava suas experiências ruins como desculpa para torturar indivíduos em geral que o deixam com raiva.

Barry é altruísta e honroso; por exemplo, quando soube que seu amigo, Eddie Thawne, ia pedir Iris em casamento, Barry não tentou impedir esse noivado, apesar de ter descoberto recentemente eventos futuros de que Iris se tornaria sua esposa em vez de Eddie. Além disso, ele afastou Patty Spivot em parte porque não queria que ela sacrificasse seu sonho de estar no departamento de ciências por ele.

No entanto, depois que Eddie se sacrificou para que seu descendente, Eobard, nunca tivesse nascido e Ronnie Raymond fez o mesmo para que Central City pudesse ser salva, a personalidade de Barry se tornou um pouco mais sombria. Conforme ele se tornava mais recluso, distante e frio com seus amigos, quando ele separou a Equipe Flash e se tornou um "lobo solitário", ele também começou a duvidar de si mesmo como um super-herói, já que não poderia ter salvado Eddie e Ronnie. Mas depois de ser motivado por Iris, ele decidiu reunir a Equipe Flash. Mesmo com isso, ele ainda permanecia um tanto cauteloso, principalmente depois de ser brutalmente espancado por Zoom, ele ficou ainda mais, mesmo em sua vida amorosa, conforme demonstrado com Patty ao apontar que ele a deixou ir para sua própria segurança e felicidade.

Barry se tornou menos confiável nas pessoas. Quando Hunter Zolomon (se passando por "Jay Garrick") afirmou que a Terra-1 estava em perigo, Barry não acreditou nele, apesar de seus amigos sim. Eventualmente, Barry superou suas suspeitas e permitiu ser treinado por Jay. No entanto, as suspeitas de "Jay" se tornaram verdadeiras depois que foi revelado que ele era, na verdade, o vilão Zoom.

Barry começou a demonstrar menos preocupação com a saúde de seus inimigos, demonstrado quando ele enganou o Esmaga-Átomo em uma câmara que lhe sobrecarregou de energia nuclear (o que o matou), e solidificou o Demônio da Areia, o que o também matou. Contudo, Barry não sbia que isso iria matá-los. Antes da morte do Esmaga-Átomo, Barry se desculpou, pois sentia-se cheio de remorso e culpa. No entanto, ele não sentiu nenhuma pena pela morte do Demônio da Areia, possivelmente pelo vilão ser um maníaco homicida que gostava de matar inocentes. Finalmente, ele estava disposto a matar um reanimado Tony Woodward, mas sentiu isso como uma morte misericordiosa e disse que, apesar de serem inimigos, ele ainda queria que Tony descansasse, enquanto Tony também já estava morto para começar e seu cadáver foi simplesmente reanimado, o que significa que ele não o estava realmente matando-o.

No entanto, quando confrontado com a ideia de ter que matar Solovar em um esforço para impedi-los de invadir a Terra-1, Caitlin perguntou a Barry se ele estava disposto a tirar uma vida, o que significava que ele podia não ter realmente se visto como tendo matado seus inimigos. Ele ficou tentado a tentar matar Grodd devido à ameaça que ele constantemente representava para Central City e seus aliados, enquanto Iris e Harry o convenceram a não arriscar perder sua humanidade para alcançar a vitória, enquanto lutava com Savitar, ele ameaçou matá-lo depois que Wally West foi preso na Força de Aceleração e até tentou matá-lo com um estrangulamento quando ele se revelou como uma versão futura de si mesmo. Ao roubar tecnologia recuperada dos Dominadores, ele estava preparado para matar o Tubarão-Rei usando a arma fria de Leonard Snart, até que lhe dissessem que havia outra maneira.

Barry é um indivíduo que perdoa as pessoas, apesar de seus grandess erros. Depois que Eobard foi apagado da existência, levou semanas para que Barry pudesse "perdoá-lo" por matar sua mãe e culpar seu pai pelo crime, afirmando que não importava o quanto odiava Eobard, ele não suportava mais odiá-lo. No entanto, esse ódio (aparentemente) retornou quando o resquício do tempo de Eobard apareceu nos dias atuais, fazendo com que Barry atacasse-o quase até a morte, e se enjoou ao saber da relação de ódio que os dois tinham no futuro. Depois de ser forçado a libertar Eobard, ambos, antes de partirem, se reafirmaram que se odiavam.

Apesar dos modos honrados de Barry e tendência para o pacifismo em face de inimigos mortais e muitas vezes implacáveis e sociopatas, ele nutre alguns sentimentos muito perturbadores e homicidas em relação a alguns de seus inimigos em particular, sendo estes dois o Zoom e o Flash Reverso; devido a suas partes nas mortes de seu pai e mãe, respectivamente. Após a captura de Eobard Thawne no acelerador de partículas na primeira ocasião, Barry expressou um desejo desequilibrado e sedento de matá-lo.

Isso está em oposição quase direta à atitude normalmente contida e misericordiosa de Barry com seus inimigos, seu desejo de matar Hunter Zolomon poderia ser ainda maior devido a quão completamente Hunter enganou Barry e seus amigos, e como Hunter torturou Barry sequestrando seu pai e em seguida, apunhalando-o no peito. Esta reprodução do assassinato de sua mãe com seu pai afetou profundamente Barry e despertou nele uma necessidade de vingança a sangue-frio que ele nunca sentiu antes, tendo sofrido a perda de ambos os pais da mesma forma, cada um para um velocista perturbado, compõem um ao outro, separando-o emocionalmente.

Por conta de toda tragédia que sofreu, Barry, incapaz de aguentá-los, viajou no tempo e salvou sua mãe, o que reformou a linha do tempo. Apesar dele ter (aparentemente) se recuperado, Barry esteve disposto a matar o Rival depois que ele empalou Wally. Depois de desfazer o Ponto de Ignição, Barry percebeu que havia quebrado mais ainda o tempo e tentou refazê-lo. Jay Garrick interviu e ensinou a Barry as lições da viagem no tempo, afirmando que ele deveria aprender a viver com seus erros e não tentar desfazê-los.

Embora Barry tenha culpa, vergonha e remorso por suas ações, especialmente se elas feriram involuntariamente as pessoas de quem ele gosta, ao mesmo tempo, pode-se dizer que a maior falha de Barry é sua culpa por ações que ele acredita que poderiam ter sido interrompidas; devido a isso, ele tentou retificar seus erros por meio de uma viagem no tempo, mas na verdade acabou causando problemas ainda maiores do que os que inicialmente procurava evitar. O exemplo mais importante foi a criação do Ponto de Ignição, que atraiu não apenas Savitar, mas também os Dominadores.

A natureza heróica e pacífica de Barry escondeu um conjunto mais complexo e poderoso de emoções que ele não expressa totalmente, mas sempre abrigou em um nível subconsciente. Enquanto como civil, o Flash ou quando empurrado para a borda por inimigos, Barry é conhecido por agir em quase quatorze anos de raiva reprimida e estresse emocional, essas emoções eram óbvias depois de serem expostas a Roy Bivolo, expressando desprezo infundado por outros incomuns na natureza geralmente calma de Barry e atitude respeitosa. Barry admitiu que, após ser curado, embora tenha sido obra de Bivolo, ele quis dizer algumas das coisas que disse durante sua luta com Oliver.

Após ter se sacrificado e ficado preso na Força de Aceleração por seis meses, Barry, após ser libertado, teve uma mudança drástica de personalidade. Apesar de ainda manter alguns dos traços antes de seu aprisionamento, ele, aparentemente, parecia livre de seu passado trágico e superou seus erros e as mortes de seus pais.

Por conta de sua experiência com Eobard Thawne e Hunter Zolomon, respectivamente, Barry não se engana mais quando um indivíduo se demonstra ser todo caridoso. Ele suspeitou que Clifford DeVoe era um meta-humano apesar dele não possuir um histórico criminoso. Suas suspeitas aumentaram ainda mais quando ele e sua esposa, Marlize, mentiram para o chefe de Barry, David Singh, afirmando que ele estava perturbando Clifford (que, em realidade, estava apenas conduzindo uma investigação). Eventualmente, as suspeitas de Barry provaram-se corretas, e a Equipe Flash, que acreditava na inocência de DeVoe, se desculpou por terem duvidado dele.

Depois que Barry foi acusado de assassinato, ele se recusou a revelar sua identidade como o Flash para todo o tribunal (embora pudesse tê-lo exonerado), isso aconteceu porque Barry sabe muito bem que, se sua identidade de super-herói for revelada ao público, cada um de seus inimigos não apenas viria atrás dele, mas também as pessoas com quem ele se preocupa.

Barry demonstrou um maior senso de responsabilidade quando se trata de seus poderes, imediatamente anulando a ideia de Jessie de usar a viagem no tempo para parar uma bomba nuclear, lembrando por experiência própria como isso pode ser perigoso e prejudicial para todos, embora mais tarde ele voltaria a mostrar imprudência em manter a linha do tempo em certas situações envolvendo Eobard. Além disso, ele está mais disposto a ser razoável para recusar certas decisões, como aceitar que a ideia de Harry de jogar a bomba nuclear na Força de Aceleração era muito arriscada para sua própria existência.

No futuro original, no qual Eobard Thawne é originário, Barry se tornou um herói veterano e experiente, que não usa a viagem no tempo para usos pessoais e egoístas. Ele é também um dos membros fundadores de um grupo desconhecido, embora venerado, e também se tornou o diretor da divisão científica do DPCC e é até mesmo respeitado por seu arqui-inimigo.

Não se sabe se Barry se tornará esse Flash no futuro da linha do tempo atual, porque a morte de Eddie apagou a linha do tempo original no qual esse veterano Barry existiu.

No futuro em que Iris morre, o Barry de 2024 o deixaram em total desespero e isolamento dos outros, devido ao amor de sua vida ter sido morto por Savitar 7 anos antes, o que o levou a negligenciar todos os importantes em sua vida. Após prender Savitar na Força de Aceleração, este Barry não tinha mais motivação para continuar seu super heroísmo, renunciando completamente e passando a maior parte de seu tempo nos Laboratórios S.T.A.R., especialmente no cofre do tempo, olhando as fotos dele e de Iris. Depois de conhecer seu eu mais jovem, ele se revigorou com a esperança, tornando-se o Flash novamente e reunindo sua equipe mais uma vez. Este futuro foi posteriormente apagado quando Savitar matou H.R. em vez de Iris.

Poderes e habilidades

Poderes

"Eu passei a vida toda procurando o impossível, sem nunca imaginar que logo eu me tornaria o impossível."
—Barry Allen para Oliver Queen[fonte]
  • A velocidade de Barry é enfatizada por uma trilha de raios amarelos.

    Conexão com a Força de Aceleração/Fisiologia meta-humana: Os poderes de Barry são derivados de uma conexão com a Força de Aceleração, adquirido quando ele foi atingido por um raio de matéria escura e exposto a diversos produtos químicos desconhecidos. Isso alterou e sobrecarregou seu DNA, células e neurotransmissores. Isso também aprimorou seus ossos, juntas, tecido e toda sua fisiologia para além da condição humana. Seus ossos, juntas e tecido foram melhorados e ele obteve uma estrutura muscular magra bem além do pico da condição humana para lidar facilmente com os rigores de seus poderes, isso inclui resistir a fricção de alto nível, inércia, pressão do ar, oxigênio reduzido, vetores e impacto cinético. Depois de recuperar seus poderes de dentro da Força de Aceleração, sua conexão e entendimento dela também foram consideravelmente aprimorados com um controle instintivo recém-descoberto e eficiência, e seu desempenho natural aprimorado, ele pode executar habilidades mais avançadas por muito mais tempo sem obstáculos. Depois de passar seis meses na Força de Aceleração, todas as capacidades de Barry se desenvolveram para níveis extremamente potentes, alcançando o mais alto desempenho conhecido. Depois que Oliver Queen, como o Espectro, desbloqueou todo o potencial de Barry, aumentando muito seu poder absoluto e várias habilidades, Barry se tornou mais poderoso do que antes. Como um velocista, Barry é extremamente poderoso, tornando-o um dos seres mais poderosos de todo o multiverso.
    • Fator de cura acelerado: As moléculas de Barry se mexem a taxas aceleradas, curando ferimentos com muito mais rapidez e eficiência do que os humanos normais. Sem tratamento, a maioria dos ferimentos de Barry cicatriza em horas, senão minutos, sem sinais persistentes. Mesmo os danos normalmente permanentes, como a paraplegia, são completamente reparados em dias. Seu corpo pode decompor os alimentos com mais eficiência do que um ser humano normal e, como resultado, expele muito poucos resíduos que ele consegue exalar pela pele. Ele se recupera em segundos se não estiver imune a qualquer doença ou contaminante. Ele ainda tem uma maior resiliência à radiação, sofrendo apenas pequenas queimaduras. 2.000 miligramas de tranquilizante para cavalos apenas o retardaram momentaneamente até que seu corpo queimasse a toxina. Isso também aumenta sua vitalidade, reduzindo drasticamente seu processo de envelhecimento e prolongando sua saúde e longevidade.
      • Imunidade sobre-humana: Devido ao fator de cura acelerado de Barry, ele é imune à maioria dos tipos de doenças, enfermidades, enfermidades, drogas, venenos, toxinas, etc. Ele também tem maior resistência à radiação do que os humanos normais, sofrendo apenas pequenas queimaduras. 2.000 miligramas de tranquilizante para cavalos o retardaram apenas momentaneamente, até que seu corpo queimasse.
      • Longevidade sobre-humana: Devido ao fator de cura acelerado de Barry, ele envelhece muito mais devagar do que os humanos normais e a maioria dos outros meta-humanos. Em um futuro apagado do ano de 2024, Barry, que foi o Flash por 10 anos, não envelheceu visivelmente. Isso também melhora sua vitalidade e saúde. De acordo com Abra Kadabra, um vilão do século 64, ele ainda estava vivo e um herói ainda em ativa.
    • Projeção astral: Com a ajuda de um protótipo táquion, Barry foi capaz de projetar sua mente na Força de Aceleração e se comunicar com ela. Já que aumentou seus poderes e compreensão da Força de Aceleração, é possível que ele possa fazer isso por conta própria.
    • Flash jogando um raio no Demônio da Areia.

      Eletrocinese: Barry é capaz de produzir eletricidade amarela, sua energia da Força de Aceleração, de seu corpo. Ela é comumente vista quando ele corre, para poder dar lhe impulso e aumentar sua velocidade a níveis maiores. Com 2,86 bilhões de joules (aproximadamente o poder de três relâmpagos), ele pode gerar força suficiente para causar grandes danos a inimigos sobre-humanos fortes sem causar nenhum dano a si mesmo.[106] Ela também pode ser usada para outros meios. A intensidade de seu raio pode interferir com aparelhos eletrônicos ao redor e sobrecarregar a absorção elétrica. Ele pode focar essa energia em uma parte específica de seu corpo para produzir um forte choque estático em contato com o alvo. Ensinado por Hunter Zolomon, Barry pode aproveitar essa eletricidade direcionando-a para seus braços para lançar relâmpagos para atordoar ou repelir inimigos, e também eletrificar uma superfície. Barry também pode absorver eletricidade de outras fontes, dando-lhe simultaneamente um impulso extra ao correr ou lançar raios.[95] Embora originalmente ele precisasse de muita distância para aumentar seu raio, Barry mais tarde tornou-se capaz de executar essa habilidade de uma posição estacionária. Seus níveis mais altos são cerca de 5 bilhões de joules (igual ao poder de cinco raios). Ele também pode gerar vários construtos para serem usados em batalha, como espadas.
      • Aura da Força de Aceleração: Como um usuário da Força de Aceleração, Barry pode construir uma aura protetora com o tempo.[95] Essa capacidade permite que os velocistas resistam a grandes quantidades de força gravimétrica e protege o ambiente dos danos causados por viagens em alta velocidade. Barry até construiu sua aura para ser um bilhão de vezes mais poderosa do que a força de um buraco negro.[117] Esta aura também parece afetar a energia cinética e a inércia, já que Barry foi capaz de desfazer a habilidade do Tartaruga de roubar energia cinética e aumentar a inércia de suas vítimas.[58] Isso também explicaria por que os velocistas podem agarrar as pessoas em alta velocidade sem que seu ímpeto e energia cinética rasgue as pessoas ou serem capazes de sobreviver a impactos com objetos se movendo tão rápido com apenas pequenos ferimentos.
      • Compartilhamento da Força de Aceleração: Barry pode expandir sua aura da Força de Aceleração para proteger outros enquanto os carrega em super velocidade. Ensinado por Jay Garrick, Barry pode sugar a energia de velocidade de outro velocista para aumentar sua própria velocidade.[167] Depois de escapar da Força de Aceleração, adquirindo um grande conhecimento de seus poderes, ele pode usar essa habilidade de maneira mais passiva. Ao tocar os outros, ele pode compartilhar sua energia, deixando-os se mover, pensar e se curar tão rápido quanto ele, pois isso permitiu que Jesse se recuperasse imediatamente de seu coma. Canalizando energia suficiente, ele pode compartilhar sua velocidade com outros, permitindo que eles se movam independentemente tão rápido quanto velocistas sem exaurir ou afetar seus próprios poderes, até que a energia emprestada se esgote. Barry é atualmente o único velocista conhecido capaz de fazer isso porque depois de passar 6 meses na força de aceleração, ele foi capaz de absorver energia suficiente para compartilhar essa energia com os outros.
    • Conhecimento da Força de Aceleração: Com muita concentração, Barry é capaz de sentir a Força de Aceleração no sistema de outro velocista.
    • Durabilidade sobre-humana: Barry possui uma resiliência sobre-humana, geralmente vista sem ser afetado pelo aumento de momento. Ele pode suportar ataques e esforços, até mesmo sobreviver a impactos que matariam facilmente humanos normais. Embora não seja invulnerável nem imune à dor, ele resistiu a raios poderosos, ondas de choque, explosões sônicas e ataques desumanamente fortes, sendo apenas momentaneamente atordoado. Barry também pode permanecer quase ileso ao cair de certas alturas que matariam facilmente humanos normais.
    • Processo mental sobre-humano: Os poderes de Barry permitem que seu sistema e processo de pensamentos  sejam capazes de adquirir mais informações rápida e eficiente. Mesmo usando sua velocidade bruta, ele pode claramente pensar, reagir a eventos e fazer movimentos antes mesmo que humanos normais possa percebê-los. Isto o permite que fossa aprender em uma fração de segundos, como demonstrado quando teve de ler um livro para se familiarizar com a ciência da Terra-2 em apenas alguns segundos. Depois de seis meses na Força de Aceleração, o cérebro de Barry se tornou cinco vezes mais rápido do que já era antes. Em 2019, a atividade cerebral de Barry é dez vezes mais rápida do que um humano normal.
      • Percepção sobre-humana: O senso de Barry também foram aprimorados. Isto permite que ele perceba o mundo como se ele estivesse quase congelado. Ele pode ver e ouvir normalmente, mesmo enquanto se move a velocidades mais rápidas do que o som, onde isso normalmente seria impossível. Barry tornou-se capaz de perceber facilmente os ataques de outros velocistas poderosos. Este estado de alerta elevado permite que ele leia instantaneamente e se adapte à situação. Sua percepção do tempo, no entanto, parece variar de acordo com seu estado emocional, como em um exemplo, quando ele estava esperando para sair do trabalho, ele descreveu como se estivesse a horas de distância, enquanto em tempo real eram apenas minutos.
      • Reflexos sobre-humanos: O tempo de reação de Barry foi aumentado para níveis sobre-humanos, permitindo que ele reaja a perigos e eventos muito mais rápido do que humanos normais. Ao receber um tiro no pescoço do lado cego, Barry pegou a bala e minimizou o dano antes que pudesse penetrar totalmente em sua pele. Ele também se tornou capaz de reagir facilmente aos ataques de outros velocistas.
    • Velocidade sobre-humana: Barry pode se mover em velocidades tão vastas que, de acordo com Eobard Thawne, a velocidade de Barry é potencialmente ilimitada.[36] Ele pode correr por estruturas verticais e tetos, sobre mares extensos, pegar projéteis velozes sem esforço, completar suas várias atividades diárias em segundos e até mesmo caminhadas casuais podem passar despercebidas por indivíduos normais. Enquanto alcançava Mach 3.3 por conta própria e mais tarde Mach 13.2 com a ajuda de táquions desde que aumentou sua conexão com a Força de Aceleração e a capacidade de armazenar energia, Barry se tornou tremendamente mais rápido. Depois de passar seis meses na Força de Aceleração, sua velocidade atingiu níveis muito superiores a todos os outros seres super-rápidos conhecidos, indo mesmo muito rápido do que outros velocistas como Nora e Wally. Até o momento, apenas o Flash Reverso é capaz de acompanhar Barry. De acordo com Gideon, a velocidade máxima atual de Barry é de cerca de 2.325 milhas por segundo (8.370.000 milhas por hora/13.470.209,28 quilômetros por hora/Mach 10.908,82) ou 1,25% da velocidade da luz. Depois que Oliver Queen, como o Espectro, desbloqueou todo o potencial de Barry, ele se tornou muito mais rápido do que antes. Quando seus poderes foram restaurados revivendo a Força de Aceleração, Barry se tornou ainda mais rápido do que Eva McCulloch, cujas manipulações de fótons fractais a deixaram se mover a uma velocidade superluminal. A velocidade de Barry foi aumentada ainda mais depois de trazer harmonia entre as quatro Forças da Natureza. Em 2021, Barry finalmente ultrapassou Eobard em termos de "velocidade física", que era o único velocista existente capaz de rivalizar com sua velocidade na época.
      • Aerocinese: Barry pode usar sua velocidade para gerar fluxos de ar de vários níveis para diversos efeitos. Ele pode criar vórtices para sufocar pessoas ou apagar fogo, formando-as ao redor de seu alvo. Ele pode gerar enormes e fortes tornados, capaz de repelir alvos enormes. Alternativamente, ele pode usar essa habilidade para lançar-se ao ar e dar-lhe a impressão de que está voando. Iris ensinou Barry, a partir de sua própria experiência como velocista, a usar esse acúmulo para coletar e direcionar água suficiente em uma onda capaz de dispersar um ciclone de fogo gigante com mais de 6.000 graus Fahrenheit.
      • Viagem interdimensional: Barry pode se mover tão rápido que é capaz de abrir portais entre dimensões, permitindo-o viajar entre diferentes universos. Ele também é capaz de levar outras pessoas junto dele, como fez ao levar Harry e Cisco para a Terra-2. Embora originalmente não fosse capaz de controlar isto, já que em sua primeira vez ao fazer isto foi feito por acidente e foi necessário ajuda para voltar para casa, após aprimorar sua conexão com a Força de Aceleração, ele pode abrir portais por conta própria e escolher seu destino, podendo até mesmo ir para a Força de Aceleração.
      • Miragens/Clones de velocidade: Barry pode gerar ilusões de si mesmo para fazer parecer que ele está em muitos lugares ao mesmo tempo, quando na realidade ele está simplesmente saltando para frente e para trás rápido demais para a mente humana perceber a diferença. Ele pode criar dezenas de suas imagens, o que lhe permite desorientar seus inimigos e depois pegá-los desprevenidos. Para os especialistas nessa habilidade, essas miragens fazem com que um velocista esteja temporariamente em dois lugares ao mesmo tempo.
      • Agilidade sobre-humana: Barry demonstrou coordenação, equilíbrio e destreza perfeitos. Ele pode mudar de direção com curvas fechadas imediatas sem escorregar ou perder o equilíbrio e parar instantaneamente de correr no local. Ele pode pular e correr ao longo de destroços caindo e se lançar a distâncias tremendas sem acúmulo.
      • Momento sobre-humano: Barry pode gerar grandes quantidades de força física por meio de energia cinética, simulando força sobre-humana, mesmo em uma posição estacionária. Mesmo pequenos esforços com esse acúmulo podem gerar uma força tremenda, capaz de derrubar uma pessoa. Ele pode impulsionar-se a saltar alturas e distâncias tremendas. Ele também pode criar uma força de fricção substancial com qualquer objeto que tocar e exercer força suficiente para lançar as pessoas para o ar. Isso aparentemente anula o peso de seu alvo, capaz de se mover como se os alvos estivessem congelados, mesmo no ar. Isso também permite que ele impulsione e manipule a trajetória de voo dos alvos, incluindo balas lançadas sem perda de força e os lance através de uma barreira poderosa, seguido por uma pessoa. Ele pode remover completamente a força física de ondas gigantescas, estabilizar uma singularidade gigante ou dissipar tornados F3 correndo ao redor deles. Ele também pode estalar os dedos para acender um gás inflamável com o atrito. Depois de escapar da Força de Aceleração, Barry pode gerar força suficiente para quebrar a durabilidade natural de um alvo, enquanto ele quebrava sem esforço seu caminho para fora de sua cela meta-humana. Com impulso suficiente, ele pode gerar um poderoso estrondo sônico através de seu soco, capaz de destruir um satélite em queda.
        • Vibração corporal: Barry pode vibrar seu corpo para vários efeitos. Esta habilidade pode vibrar sua forma e impedi-la de ser vista claramente ou distorcer sua cordas vocais para disfarçá-la. Suas vibrações também podem obrigar qualquer toxina a sair de seu corpo. Ele também pode gerar calor o suficiente para se recuperar e permanecer isolado termicamente do frio extremo. Ofensivamente, ele pode vibrar seus membros para esmagar perfeitamente alvos altamente sólidos, que ele pode usar para ferir ou matar uma pessoa, como ele foi tentado a fazer o Zoom e o Flash Reverso. Alternativamente, ele pode usar isto como arma ao vibrar seu punho através do corpo de uma pessoa e incapacitá-la, assim como fez com Solovar. Durante sua última luta contra Savitar, Barry conseguiu, ao mesmo tempo, retirar seu resquício do tempo de sua armadura e fazer com que apenas ele ficasse nela. Ele também pode passar por um alvo enquanto simultaneamente faz contato inofensivo com outro.
        • Intangibilidade: Ao vibrar suas moléculas na frequência do ar, Barry pode fisicamente atravessar matéria sólida, mesmo matéria altamente complexa como a carabina em um universo de natureza vibracional diferente. Ele também pode fazer isso com múltiplos alvos, como usou esta habilidade para salvar um trem com centenas de passageiros e um avião com a ajuda do Kid Flash e XS. Ele também pode passar sem causar danos por indivíduos vivos, como fez para escapar do Esmaga-Átomo.[1] Barry também pode vibrar apenas algumas partes de seu e do corpo de outras pessoas, como vibrou sua mão e o braço de Ralph Dibny para injetar uma agulha no corpo elástico dele.[6]
        • Invisibilidade: Barry pode vibrar seu corpo tão rápido que não pode ser percebido pelo olho humano. Quando Clifford DeVoe prendeu Barry em uma prisão de campo de força que impedia o último de passar por ela, Barry fez isso para "enganar" DeVoe para libertá-lo.[83]
        • Sismocinese: Vibrando em frequências variadas e com diferentes níveis de força, Barry pode criar pequenos tremores para induzir quantidades extremas de sacudida em qualquer alvo que ele toque, até mesmo romper as ligações inter-moleculares e fazer com que se estilhace. Isso pode levar a muitos efeitos, como combustão molecular em contato físico com o alvo. Suas vibrações podem até quebrar alvos em fragmentos, como ele fez com a armadura de Savitar uma vez dentro dela.
      • Viagem no tempo: A velocidade de Barry o permite quebrar a barreira do tempo, permitindo-o entrar em diferentes períodos do tempo. Embora originalmente pudesse realizar esta habilidade por acidente, quando estava em um estresse extremo, Barry aprendeu a controlá-la a sua vontade e chegar a qualquer destino que quisesse. Alternativamente, ele pode inserir linhas do tempo independentes de si mesmo e não ser afetado por suas viagens. Independentemente das mudanças que ele fizer, os poderes de Barry permitem que ele retenha todas as memórias da linha do tempo anterior, além da nova linha do tempo, e diferencie entre elas. Mesmo que Barry não seja responsável pelas alterações de tempo, ele ainda pode permanecer um tanto não afetado por elas; ele lembra que John Diggle e Lyla Michaels tiveram uma filha em vez de um filho na linha do tempo original.
        • Conhecimento temporal: Barry é capaz de, subconscientemente, detectar quando outros velocistas entram na Força de Aceleração para viajarem no tempo. Após descobrir que Nora West-Allen estava trabalhando com seu arqui-inimigo, ele alertou-a e disse que ela sentiria qualquer distúrbio caso ela tentasse voltar para seu tempo.[112] Eobard Thawne confirmou que isto é realmente capaz, sendo isto um dos diversos motivos pelos quais criou a Força de Aceleração Negativa.[113]
        • Diluição temporal: Gerando energia suficiente, Barry pode se mover tão rápido que o tempo essencialmente diminui em relação a ele, até uma paralisação completa. No entanto, ele deve se concentrar continuamente nessa ação, pois a perda de tal foco irá gradualmente acelerar novamente antes de finalmente retornar ao seu fluxo original. Ele pode puxar outros para este estado, entretanto, os que não praticam a velocidade rapidamente se cansarão disso, já que seus corpos não estão acostumados a se mover em velocidades tão grandes. Outros velocistas também podem não ser afetados por isso, mesmo contanto que retenham resistência suficiente para expandir sua energia da Força de Aceleração.
        • Regressão temporal: Com esta habilidade ele pode reverter os efeitos do fluxo temporal enquanto corre a uma certa velocidade, enquanto permanece completamente inalterado. No final das contas, ele pode até mesmo se conceder um tempo para recomeçar, onde ele entra no passado e "se funde" com sua contraparte temporal para estar totalmente imerso na linha do tempo.
        • Criação de resquício do tempo/Duplicata temporal: Barry é capaz de "criar" um resquício do tempo viajando de volta a momentos antes de seu eu atual viajar no tempo, vindo de um futuro que não existe mais. Isso permite que Barry esteja em dois lugares ao mesmo tempo, permitindo-lhe interagir com o mundo por duas ações separadas simultaneamente. Se desejar, Barry pode criar dezenas de remanescentes de tempo de uma vez.
      • Vigor sobre-humano: Barry pode lidar com o estresse de corridas extremas sem angústia perceptível, permitindo que ele corra por muito mais tempo do que os humanos normais sem impedimentos. Sua resistência aprimorada se deve à sua fisiologia aprimorada, que acumula pouco ou nenhum ácido lático ou toxinas de fadiga. Mesmo depois de correr de costa a costa do país para comprar uma pizza, Barry permaneceu imperturbável com a longa corrida. No entanto, embora sua resistência seja maior do que a da maioria dos velocistas, as reservas de Barry não são inesgotáveis. O uso extremo e prolongado de seus poderes mais avançados acabará por esgotá-lo.

Como Flash Negro

  • Conexão corrompida com a Força de Aceleração/Fisiologia de Irmão de Sangue: Quando Barry aceitou a "cura" de Ramsey, ele se tornou infectado pelo vilão e transformado em um Irmão de Sangue, alterando sua fisiologia meta-humana para outros poderes.
    • Conexão mental com Ramsey Rosso: Quando Barry se conectou com Ramsey, isso formou uma conexão telepática com ele, o que permitiu que o Hemoglobina controlasse o Flash Negro à sua vontade. No entanto, a conexão funcionava de duas maneiras; Barry foi capaz de conversar com Iris e Cisco através de Ramsey e entregar mensagens secretas sobre como poderia derrotá-lo. Barry também foi capaz de usar essa conexão para fazer Ramsey ver sua mãe uma única vez, abaixando sua guarda e permitindo-o ser preso.
    • Transformação ocular: Assim como outros Irmãos de Sangue, os olhos de Barry se tornaram escuros após ter sido infectado.
    • Força sobre-humana: Assim como outros Irmãos de Sangue, a força do Flash Negro foi aumentada.

De um possível futuro

Poderes anteriores

  • Conexão com a Força de Aceleração artificial: Durante a morte da Força de Aceleração, o que custou na perda dos poderes de Barry, a Equipe Flash construiu uma Força de Aceleração artificial usando o diário de Nora West-Allen. No entanto, apesar de restaurarem os poderes de Barry, na esperança de criar uma Força de Aceleração livre de emoções negativas como a Força de Aceleração Negativa, isso foi feito usando uma substância inerte de um híbrido de argônio-xenônio para não produzir nenhuma precipitação emocional. Isso causou um efeito colateral de enfraquecer gradualmente as emoções de Barry. Isso acabou fazendo com que ele se concentrasse apenas no sucesso, sem se preocupar com o bem-estar dos outros. Ao perceber que suas ações colocavam em risco a vida de Iris, o restante das emoções de Barry o fez decidir destruir a máquina da Força de Aceleração artificial.
    • Inteligência sobre-humana: Alimentado pela Força de Aceleração artificial, os parâmetros mentais de Barry foram aumentados ainda mais. Seus neurônios foram disparando em super velocidade e as conexões sinápticas estão em níveis desconhecidos, levando suas funções cognitivas a um uso quase instantâneo e de 1000 vezes. Conforme observado por Cisco, a inteligência de Barry superou até mesmo os computadores mais avançados e está em uma classificação bem além de "gênio". Isso permitiu que Barry, com um único olhar, analisasse todas as variáveis ​​e cenários perceptíveis e, a partir disso, determinasse instintivamente a escolha mais eficaz para qualquer situação apresentada a ele. Como Clifford DeVoe, a mentalidade aumentada de Barry impulsionou sua habilidade de processar, reagir, memorizar, deduzir, analisar e simplesmente compreender a níveis surreais e super. Com isso, ele poderia criar rapidamente curas para várias condições extremas. Em última análise, isso permitia que ele calculasse e decidisse uma resposta a quase todas as perguntas, além de antecipar qualquer resultado potencial como se fosse um clarividente.

Habilidades

  • Intelecto de gênio/Estrategista/Líder: Um indivíduo perspicaz desde jovem, Barry demonstrou uma compreensão natural e capacidade rápida de aprender, tornando difícil para seu pai adotivo, Joe West, ajudar Barry com seu dever de casa quando tinha 12 anos. Barry também tem muito bem impressionou premiado professor Martin Stein. Depois que Eobard Thawne foi derrotado, Barry foi capaz de manter sua equipe unida e liderá-la bem, a ponto de Eobard (como Harrison Wells) o tornar o novo proprietário do Laboratórios S.T.A.R.. Barry é capaz de se lembrar de tudo o que experimenta com uma recordação perfeita. Quando ele viu o Flash Reverso pela primeira vez, Barry imediatamente o reconheceu como o assassino de sua mãe, apesar de ter apenas 11 anos na época. Ele também consegue estudar rápido, pois depois de ler os vários avanços da física da Terra-2, ele imediatamente começou a fazer uso eficaz desse conhecimento. Barry pode se comunicar com o código de tap 5x5, assim que ele fez com Jay Garrick quando este tinha uma máscara para impedi-lo de falar.
    • Físico/Químico: Barry é altamente habilidoso e possuí um conhecimento em química. Quando Oliver Queen foi atingido por um coagulante de sangue, Barry foi capaz de usar uma pequena porção de veneno de rato para restaurar seu sangue ao normal. Ele também criou uma máscara verde de micro-tecido compressível para Oliver esconder sua identidade de forma mais eficaz sem afetar a visão e a mira dele. O conhecimento de Barry em física possivelmente está entre os melhores da Terra-1 e 2, pois ele foi capaz de aplicar uma ciência recém-descoberta e descobrir como fechar as várias brechas entre os mundos.
    • Investigador especialista/Forense: Como um CSI, Barry é altamente qualificado em perícia. Com um único olhar da cena do crime, ele pode determinar rapidamente muitos dos eventos que ocorreram. Barry pode analisar rapidamente qualquer dado e rapidamente formar teorias precisas sobre a situação dada. Com o Arqueiro, Barry determinou corretamente o histórico de treinamento do vigilante a partir de seu traje verde. Barry também foi o primeiro a deduzir a verdadeira identidade de Savitar, conseguindo juntar tudo a partir das várias coisas que o velocista malvado disse e fez, finalmente concluindo que ele era na verdade um resquício do tempo dele mesmo. Além disso, tendo aprendido com Oliver, Barry é capaz de analisar ambientes e prever cada centímetro deles.
    • Especialista em computadores/Hacker habilidoso: Barry é adepto de computadores, já que ele era o único que poderia escrever um algoritmo que monitorava as manipulações elétricas na rede de National City causadas pelos poderes de Curto-Circuito.
    • Especialista em engano/Manipulação: Apesar do comportamento um tanto estranho de Barry, ele pode enganar as pessoas se necessário. Quando ele viajou de volta no tempo para encontrar uma maneira de ficar mais rápido, Barry continuou agindo como sua versão do passado perto de todos. Mesmo quando foi preso por Eobard, Barry fez ele acreditar que era capaz de cumprir sua missão de retornar ao seu próprio tempo, quando na verdade, ele havia realmente sido apagado da existência.[44] Barry também conseguiu distrair Remington Meister e Ultravioleta de lançar um míssil em Central City, fingindo estar muito bêbado.[122]
    • Conhecimento da Força de Aceleração: Depois de receber a equação da Força de Aceleração de Eobard, Barry ganhou um grande conhecimento da Força de Aceleração e sobre sua utilização. Após recuperar sua conexão com ela, Barry adquiriu um profundo entendimento de sua natureza. Além disso, ele sabe como anular o poder de outro velocista como fez com Eobard por três meses, o que ele pode ter aprendido na prisão de Zoom. Jay Garrick da Terra-3 também deu a ele um maior conhecimento da tradição, história e lendas da Força de Aceleração.
    • Bilíngue: Além de sua língua materna, após passar 6 meses na Força de Aceleração, Barry aprendeu a falar uma língua desconhecida, escrevendo-a nas paredes quando saiu da Força de Aceleração. Contudo, ele não entende mais esta língua depois de voltar ao normal.
  • Especialista em combate corpo-a-corpo/Artista marcial: Na juventude de Barry, ele foi treinado como boxear com Joe e Iris West. Embora ele se lembre de seu tempo treinando com eles, Barry nunca pegou o jeito da prática, já que ele não era um grande lutador enquanto crescia. Isso mudou quando Barry fez 25 anos e treinou brevemente com Eddie Thawne, reaprendendo a boxe devido às circunstâncias com Tony Woodward, mas desta vez, o treinamento funcionou e o boxe se tornou seu estilo de combate preferido como Flash.[168] Embora não fosse treinado extensivamente em combate corpo-a-corpo, os poderes de Barry, combinado com sua inteligência, o tornam um oponente formidável. Ao mesmo tempo, Barry continuou a aprimorar gradualmente sua habilidade, como pode ser visto em como ele deixou de ser completamente derrotado por Eobard para eventualmente ser capaz de derrotar Eobard de forma decisiva durante a invasão da Terra-X quando sua velocidade tornou-se igual. As habilidades se aprimoraram ainda mais mesmo sem seus poderes, notado quando ele foi capaz de derrubar dois agentes da A.R.G.U.S.. No final de 2018, as habilidades de combate de Barry melhoraram muito ao ponto de maestria, como visto quando ele e Oliver trocaram de vida como Barry foi capaz de lutar no mesmo nível contra Oliver (que havia sido treinado pelo próprio Ra's al Ghul) e batalhar com ele até um impasse até que a Batwoman terminou a luta; já que tanto Barry quanto Oliver foram afetados por um agente gasoso (toxina do medo) na época, fazendo-os acreditar que o outro é o inimigo mais odiado. Ao lutar contra Cicada pela quarta vez, Barry conseguiu enfrentá-lo por um período considerável de tempo, mesmo quando Cicada usou sua adaga, acertando vários ataques nele e apenas perdendo devido à resistência e durabilidade sobre-humanas do vilão. Mais tarde, as habilidades de combate de Barry melhoraram a tal nível que ele lutou no mesmo nível contra a Ultravioleta sem usar seus poderes.
    • Espadachim: Contra Godspeed, Barry provou ser capaz com uma espada. Ao requerer a ajuda de Eobard para se defender de Godspeed, Barry foi capaz de quebrar a própria espada de Godspeed e forçá-lo a ficar na defensiva.
"Eu nunca vou deixar a dor e a escuridão determinarem quem eu sou. Eu nunca vou ser você."
—Barry Allen para Savitar[fonte]
  • Vontade indomável/Alta tolerância à dor: Barry é conhecido por sua força de vontade. H.R. Wells disse que o verdadeiro poder de Barry é sua esperança, derivada de um reservatório infinito disto.[169] Isto foi comprovado quando ele hesitou em matar Savitar, embora o vilão implorasse para que o fizesse.[8] Oliver Queen disse a Barry que ele poderia viver com os fardos que carrega, exagerando que Barry tem "aço verdadeiro" (coragem verdadeira) nele, permitindo-lhe carregar qualquer fardo lançado em seu caminho (incluindo, mas não se limitando à morte de seus pais, amigos e seus filha). Mar Novu descreveu a determinação de Barry como "sem limites", dizendo que esta é uma de suas maiores qualidades. Além disso, Barry tem um histórico de conseguir mudar o coração e mente de indivíduos, incluindo convencendo alguns de seus inimigos de fazerem a coisa certa. Ele convenceu Magenta de não explodir um hospital ao convencê-la de que ela é uma pessoa boa, ele também conseguiu convencer o Capitão Frio de salvar a si mesmo apesar dele não querer ser salvo e até desafiou Nevasca a matá-lo. Ele também preveniu que Amunet Black matasse Matthew Norvock. Um de seus maiores feitos foi apelar a Cicada e convencê-lo a tomar a cura meta-humana. David Singh honrou o altruísmo, bravura e heroísmo de Barry ao presenteá-lo um Prêmio de Honra no Departamento de Polícia de Central City após salvar a cidade de uma ameaça nuclear de Neil Borman. Como notado por Ramsey Rosso, Barry marcha em direção da morte sem nenhum medo, e tira suas forças de seus entes queridos. Durante a Crise nas Terras Infinitas, foi revelado que Barry é o Paragon do Amor, presumivelmente devido a suas emoções positivas.

Habilidades de uma linha do tempo alternativa

Depois de ter sua história trocada com Oliver Queen, Barry adquiriu todas as habilidades de Oliver como um vigilante.

  • Pico da condição física humana: Barry está em excelente forma, com uma constituição bem musculosa. Ele é resistente o suficiente para suportar golpes de supervelocidade de Oliver como o Flash. Seu corpo também está bem condicionado para efetivamente deslocar as articulações e recolocá-las para escapar de confinamentos.
    • Acrobacia: Barry é capaz de escalar edifícios e correr de um telhado a outro com facilidade. Ele é manobrável e gracioso, capaz de perseguir e ultrapassar um alvo em vários tipos de terreno sem perda de movimento ou perda de tempo. As habilidades de Barry permitem que ele se esquive e ataque com fluidez de diferentes direções e execute viradas complexas sem perder o equilíbrio.
  • Mestre combatente corpo a corpo/Artista marcial: Barry é um lutador corpo-a-corpo formidável e um excelente artista marcial. Ele pode efetivamente mudar suas táticas de batalha e padrões de ataque para se adequar à situação em um ritmo rápido, o que lhe permite enfrentar e derrotar vários combatentes com habilidades de combate avançadas.
  • Arquearia: As habilidades de tiro com arco de Barry podem acertar alvos com precisão de grandes distâncias. Ele pode atirar em objetos de pessoas sem feri-las e manter sua precisão mesmo quando estiver em movimento rápido. Ele também pode antecipar um projétil inimigo para bloqueá-lo com uma flecha e disparar várias flechas de uma vez. Barry conseguiu atirar no A.M.A.Z.O. em seu olho esquerdo com uma flecha do topo de um edifício à uma boa distância.

Fraquezas

  • Antimatéria: Um simples contato com uma barreira de antimatéria na Força de Aceleração, quando Barry tentou viajar no futuro para um dia depois da Crise, ele acabou ficando com uma cicatriz. Jay Garrick notou que se não fosse pelo fator de cura acelerado de Barry, esse arranhão poderia tê-lo apagado da existência.
  • Temperaturas baixas: Como a velocidade é produzida por um aumento de calor nos átomos, Barry é vulnerável a temperaturas extremas de frio. Nessas condições, a velocidade de Barry será bastante reduzida. Além disso, a exposição direta a esse frio prejudicará temporariamente suas capacidades de cura. No entanto, desde que aprendeu a regular a temperatura do corpo com um acúmulo de energia, ele tem uma resistência muito maior ao frio.
  • Campo de força: Barry possui grande dificuldade para vibrar por campos de forças.[83]
  • Hipermetabolismo: Ao se mover em velocidades sobre-humanas, Barry queima calorias muito mais rápido do que uma pessoa normal. Embora divida os alimentos com muito mais eficiência, é exigido que ele consuma grandes quantidades de nutrientes. O uso contínuo de sua velocidade durante a privação o deixa desorientado e fraco antes de desmaiar por causa do baixo nível de glicose no sangue. Além disso, ele não é afetado por sedativos, pois os queima muito rapidamente para ter qualquer efeito. Ele também não pode sentir bêbado, já que mesmo álcool a 500 graus apenas o intoxica por alguns segundos. Depois de aumentar naturalmente sua conexão com a Força de Aceleração, seu desempenho aumentou visivelmente, exigindo muito menos nutrição entre seus meta exploits.
  • Tecnologia de amortecimento de poderes: Inicialmente, os poderes de Barry podem ser enfraquecidos, até mesmo neutralizados, por uma tecnologia especialmente projetada que afeta seu campo de ressonância. Mais tarde, depois de passar seis meses dentro na Força de Aceleração, o acúmulo massivo de energia de Barry tornou seus poderes altamente resistentes a essa tecnologia. No entanto, certos meta-poderes e tecnologias mais avançadas ainda podem enfraquecê-lo.[86]
  • Alterações temporais: Embora a velocidade de Barry o permita quebrar a barreira temporal, ele não é isento de suas desvantagens. Além de causar mudanças imprevisíveis e prejudiciais à linha do tempo, tais ações imprudentes podem alertar os Fantasmas do Tempo. Esses guardiões temporais são instintivamente atraídos pelo descuidado de um velocista. Além disso, usar seus poderes em uma linha do tempo onde ele não os adquiriu irá gradualmente esgotá-los e fazer com que ele perca suas memórias da linha do tempo onde ele ganhou seus poderes.[164]
  • Estado emocional: As emoções de Barry às vezes podem nublar seu julgamento. Por exemplo, depois que Hunter Zolomon matou seu pai, Henry Allen, bem na sua frente, o que ele não conseguiu evitar, Barry viajou no tempo para impedir Eobard Thawne de matar sua mãe. No entanto, depois de testemunhar os resultados desastrosos do Ponto de Ignição, Barry tentou consertar seus erros permitindo que Eobard matasse Nora para restaurar as coisas de volta ao que costumavam ser; que foi apenas parcialmente bem-sucedido. Depois, Barry fez o possível para manter suas emoções sob controle, para não criar mais desastres involuntariamente. No entanto, apesar disso, Barry ainda provou ter um temperamento extremamente explosivo se for provocado o suficiente. Por exemplo, quando sua filha, Nora West-Allen, ficou paralisada da cintura para baixo por Orlin Dwyer (sob a persona de Cicada), ele atacou Orlin brutalmente em um acesso de raiva pelo que ele fez a Nora, e ele definitivamente teria o matado se Barry não tivesse visto que Nora havia se recuperado completamente de seus ferimentos.

Fraquezas anteriores

  • Infecção de Hemoglobina: O fator de cura acelerado de Barry o ajudou a lutar contra a infecção de Rosso, mas apenas atrasou o inevitável. Até mesmo com a ajuda da consciência da Força de Aceleração e da Velocidade-X, Ramsey ainda foi capaz de possuir Barry. Isso acabou assustando até mesmo a própria Força de Aceleração. Apesar disso, é possível que Barry tenha se permitido ser possuído por Ramsey para poder usar sua conexão contra ele.
  • Adaga de Cicada: A adaga de Cicada era capaz de absorver e negar os poderes de meta-humanos que adquiriram suas habilidades através da matéria escura, incluindo Barry. Depois que a adaga foi destruída, isso não é mais um problema.[116]
  • Absorção de eletricidade: A biologia única de Barry faz com que seu corpo produza grandes quantidades de eletricidade, que carrega suas moléculas para permitir seus movimentos acelerados. Se sua energia elétrica for drenada de Barry, ele perderá seus poderes. No entanto, como esse poder é geneticamente codificado em seu DNA, ele pode recuperar sua velocidade usando mais eletricidade para acioná-lo. Uma vez que seus poderes tenham sido "iniciados", seus poderes se tornarão mais fortes do que eram anteriormente e tal; tentativas de drenar a eletricidade que seu corpo produz são mais propensas a sobrecarregar a fonte do que desativar sua velocidade.[25]
  • Apatia: Quando Barry foi conectado à Força de Aceleração artificial, sua consciência cognitiva foi ampliada enquanto suas emoções foram quase anuladas. A Força de Aceleração artificial foi feita para eliminar emoções negativas para evitar a raiva e o ódio que Eobard Thawne tinha quando criou e usou a Força de Aceleração Negativa, mas no processo eliminou as emoções em geral. Como resultado, Barry tornou-se excessivamente lógico e indiferente ao ponto de priorizar seus próprios objetivos e não se preocupar em como suas ações podem afetar os outros. Já que a liberação de Iris da Dimensão Espelhada a colocou em um estado crítico e seus amigos ficaram incapacitados por causa dele, Barry decidiu destruir a máquina e, portanto, perdeu o acesso a esta Força de Aceleração.
  • Ondas cerebrais externas: Ter ondas cerebrais de outra pessoa no corpo de Barry o coloca em grande perigo e só pode ser contido pela Força de Aceleração. Quando Harrison Nash Wells e Allegra Garcia acidentalmente enviaram as ondas cerebrais dos sósias de Harrison Wells para o corpo de Barry, Gideon revelou que ele só poderia contê-lo devido à Força de Aceleração restante em seu corpo. Caso a energia acabasse, ele morreria instantaneamente.[139]
  • Conexão com a Força de Aceleração: Os poderes de Barry vêm de sua conexão constante com a Força de Aceleração, semelhante a uma bateria sendo carregada. Como tal, se ele fosse cortado dessa conexão, ele reteria apenas a energia que já armazenou. Sem ele, seus poderes desaparecerão gradualmente à medida que ele continuar a usá-lo. Essa redução também afeta sua velocidade geral, fazendo com que ele fique gradualmente mais lento.
  • Absorção de energia cinética: Como os poderes de Barry derivam do movimento, a remoção da energia cinética que ele acumula o deixará em um estado de paralisia temporária. No entanto, se ele puder acumular energia cinética suficiente dentro de si, o efeito pode ser negado instantaneamente.[58]

Equipamento

Pós-Crise

  • Traje de Flash: Barry usa um traje protetor enquanto opera como seu alter-ego, Flash, para esconder sua identidade de seus inimigos enquanto combate o crime. O traje foi criado por Cisco Ramon, e é feito de um tri-polímero reforçado e é resistente ao calor e à abrasão, projetado organicamente para substituir as saídas de bombeiros. Foi redefinido para ajudar a proteger Barry do vigor de sua velocidade e sobreviver a certos ambientes. Ele também foi atualizado com vários recursos, incluindo sensores para rastrear sinais vitais de Barry, localização, potência, nível de velocidade e para permanecer em contato os Laboratórios S.T.A.R..
  • Anel de Flash: Entregue a ele por sua filha do futuro, Nora West-Allen, Barry agora utiliza um anel para guardar e vestir seu traje de Flash. O anel possui o símbolo de um raio nele, semelhante ao de seu traje.
  • Gideon: Barry fez uma versão portátil de Gideon com as sobras do pedestal danificado do Cofre do Tempo. Barry conseguiu resgatar peças suficientes para ajudar a reconstruir Gideon e conectar-se a ela por meio de um fone de ouvido para que ela pudesse ajudá-lo a viajar para o futuro para testemunhar a crise que se aproximava.

Equipamento anterior

  • Protótipo táquion: Barry usou esse dispositivo para projetar sua mente na Força de Aceleração e se comunicar com ela.
  • Traje de Flash: Antes de substituí-lo por sua versão pré-Crise, o Barry da Terra-Prime usou um traje de vigilante quando operava em campo. Ele é exatamente semelhante ao primeiro e segundo traje pré-Crise.
  • Relógio de velocidade: Após a morte da Força de Aceleração, Cisco inventou um relógio para monitorar a velocidade armazenada em Barry.[130]

Equipamento de uma linha do tempo alterada

  • Traje de Flash Reverso: Quando Eobard Thawne criou o Ponto de Ignição Reverso, Barry foi transformado no Flash Reverso. Ele usou um traje amarelo semelhante ao seu. Ele deixou de usar essa roupa quando voltou no tempo e desfez a criação dessa realidade alternativa.[161]

Pré-Crise

Equipamento anterior

  • Protótipo Táquion: Após viajar no tempo, Barry convenceu Eobard Thawne a lhe dar conhecimento sobre como produzir a unidade de táquion, amplificando sua velocidade em seu sistema. Ao usar esse dispositivo, Barry ganhou o benefício extra de reduzir sua taxa de queima de calorias para um nível normal, permitindo que ele se movesse por mais tempo sem inconvenientes. No entanto, quando Harrison Wells da Terra-2 "miniaturizou" o dispositivo para caber com segurança sob o emblema do Flash no peito do traje usando o transmissor da Força de Aceleração, este dispositivo se tornou inútil.
  • Transmissor da Força de Aceleração: Ao testar a unidade de táquion, Barry sentiu algumas limitações na máquina, apesar de seus benefícios. Por causa disso, Harry redesenhou o transmissor da Força de Aceleração para transferir os táquions diretamente para Barry. Com seu design menor, ele pôde ser escondido sob o emblema do peito do traje. Ele também retém todos os benefícios da unidade de táquion com a adição de permitir que Barry atue com menos restrição de movimento e sem ser sobrecarregado. Ele foi provavelmente destruído quando Harrison tentou restaurar os poderes de Barry.

Equipamento de uma realidade alternativa

  • Traje de Arqueiro Verde: Depois de ter sua vida trocada com a de Oliver Queen, Barry usou o traje de Arqueiro Verde até que a realidade fosse consertada.
  • Arco de Oliver Queen: Depois de ter sua vida trocada com a de Oliver Queen, Barry usou o arco de Oliver até que a realidade fosse consertada.
  • Motocicleta: Quando a realidade foi alterada, resultando na troca de vidas entre Barry e Oliver, Barry usou a moto de Oliver como forma de transporte.

Aparições

Arqueiro

2ª Temporada

3ª Temporada

4ª Temporada

5ª Temporada

6ª Temporada

  • "Tributo(mencionado indiretamente)
  • "Dia de Ação de Graças(mencionado)
  • "Crise na Terra-X, Parte 2"
  • "Nós Caímos(mencionado indiretamente)
  • "O Maior Truque do Diabo"
  • "Cópia(mencionado indiretamente)
  • "Processo Nº 11-19-41-73(mencionado)

7ª Temporada

8ª Temporada


Flash

1ª Temporada

2ª Temporada

3ª Temporada

4ª Temporada

5ª Temporada

6ª Temporada

7ª Temporada

8ª Temporada


Vixen

1ª Temporada

2ª Temporada


Lendas do Amanhã

1ª Temporada

2ª Temporada

3ª Temporada

4ª Temporada

5ª Temporada


Supergirl

1ª Temporada

2ª Temporada

3ª Temporada

4ª Temporada

5ª Temporada

6ª Temporada

  • "Kara(mencionado indiretamente)


Batwoman

1ª Temporada

Chronicles of Cisco

  • "Episódio 1(mencionado)
  • "Episódio 4(telefonema)

Stretched Scene

  • "Stretched Scene #2(mencionado indiretamente)

Quadrinhos