Charlie
Charlie como Amaya Jiwe.png
Informação
Ocupações Pré-Crise
Giradora do destino (anteriormente)
Cantora (anteriormente)
Integrante da banda The Smell (anteriormente)
Vigilante
Integrante das Lendas
Pós-Crise
Giradora do destino (anteriormente)
Integrante do The Smell (anteriormente)
Vigilante
Integrante das Lendas
Estado atual Viva
Família Láquesis (irmã; afastada)
Átropos (irmã; afastada)
Universo de origem Terra-1
Intérprete Maisie Richardson-Sellers (como Amaya Jiwe)
Brandon Routh (como Ray Palmer/Átomo)
Caity Lotz (como Sara Lance)
Dominic Purcell (como Mick Rory)
Tala Ashe (como Zari Tomaz)
Matt Ryan (como John Constantine)
Jes Macallan (como Ava Sharpe)
Nick Zano (como Nate Heywood) Adam Tsekhman (como Gary Green)
Jane Carr (como Fada Madrinha)
Codinome Charlie
Fonte

Cloto, melhor conhecida como Charlie, é uma divindade Grega e uma das três Moiras, responsável por ser a antiga giradora do Tear do Destino, e uma integrante das Lendas.

Milhões de anos atrás, Cloto traiu suas irmãs e destruiu o Tear do Destino, desejando que os mortais fossem responsáveis por decidir seu próprio destino, e espalhou seus pedaços pelo multiverso, diminuindo drasticamente os poderes de suas irmãs. Enquanto fugia ela escondeu sua identidade como uma meta-morfa chamada "Charlie", e foi presa no reino de Mallus por humanos, mas conseguiu escapar após as Lendas libertarem Mallus de sua prisão. Ela foi até Londres de 1977 e entrou para uma banda chamada The Smell. Após ter sido quase enviada ao Inferno pelas Lendas, John Constantine retirou seus poderes e, aparentemente, sua imortalidade e prendeu-a na forma de Amaya Jiwe. Ela foi aprisionada na Waverider, mas ofereceu sua ajuda para as Lendas e entrou para a equipe durante sua busca pelos fugitivos mágicos.

Após a Crise e a união de universos do multiverso na então conhecida Terra-Prime, os pedaços do Tear agora existem no mesmo lugar e assim restaurou os poderes de suas irmãs, que agora ameaçam matá-la e todas pessoas om que se importa. Após Natalie e Constantine fazerem Charlie enfrentar seu passado, ela revelou sua origem para as Lendas, que prometeram ajudá-la e apoiá-la.

Biografia

Pré-Crise

Destruindo o Tear do Destino

Em tempos antigos, as três Moiras, compostas por Cloto e suas irmãs, eram responsáveis por tecer os fios do Tear do Destino. Cloto era responsável por decidir qual humano nasceria. Ela então destruiu o Tear e espalhou seus pedaços no multiverso, desejando que os mortais fossem responsáveis por criar seus próprios destinos. Isto drasticamente diminuiu os poderes de suas irmãs, e permitiu que escapasse.[1][2]

Nova identidade

Enquanto fugia, ela escondeu sua identidade como uma meta-morfa chamada "Charlie",[2] e ela esteve em todos os lugares ao redor do mundo, como por exemplo Nova Orleans.[3]

Banida

Com medo de Charlie, os humanos a aprisionaram no reino de Mallus, onde para ela pareceu que esteve lá por 500 anos. Nesta dimensão, ela conheceu cada criatura mágica banida do reino mortal. Ele morou aqui até que as Lendas libertaram Mallus de sua prisão, permitindo que ela, e outras criaturas, fugisse para a Terra.[4]

The Smell

Ela foi até Londres de 1977, onde entrou para uma banda punk/rock chamada The Smell. Ela teve inspiração da sua forma após ver um anúncio de uma pasta de dente.

Linha do tempo aberrativa: Charlie se passou pela Rainha Elizabeth II e ordenou que seus serviçais levassem-a para a sala onde as joias de sua coroa eram mantidas. Ela roubou-as e as utilizou em um dos shows da banda The Smell. Por conta disto, a rainha verdadeira foi diagnosticada com uma doença e foi hospitalizada, fazendo com que a monarquia Britânica caísse e a Inglaterra entrasse em caos. Por conta disso, a banda The Smell ficou altamente conhecida.

Linha do tempo atual: Quando as Lendas descobriram sobre o show da banda The Smell, John Constantine e Mick Rory causaram uma briga de bar por acidentalmente e isto alertou os policiais próximos, que quase apreenderam os membros da banda. The Smell conseguiu escapar no carro de Ray Palmer. Ao chegar no local da banda, Charlie parabenizou Ray, que era um americano, por "dirigir lado errado da estrada". Charlie apresentou Ray, que se auto-apelidou de "Rage" pro conta de vários momentos de raiva que tinha, para a banda. Após isto, Charlie decidiu incluí-lo no próximo esquema da banda.

Eles dirigiram até o Palácio de Buckingham, onde Charlie testaria "Rage" para roubar um dos corgis da rainha. Minutos depois, eles viram "Rage", segurando o cachorro Sparky, sendo perseguido por um dos guardas. Eles abriram a porta para "Rage" e fugiram. Eles personalizaram o cachorro e fizeram um moicano cor de rosa, e deixaram-o em um local de resgate de animais. Para celebrar, Charlie sugeriu que fizessem tatuagens. Ela então disse que roubaria as joias da coroa com um "pouco de magia".

De repente, Charlie aprendeu com os outros membros da banda que Ray era um "narcisista do disco" e o confrontou antes que ela abrisse os olhos, dizendo que o passado é apenas o passado, e tudo o que importa é o que eles aspiram a ser no presente. Mais tarde, ela deu uma playlist punk para "Rage", que revelou que seu nome era apenas Ray e o que aconteceu com sua equipe de discoteca, que Charlie observou ser desagradável. Ela também revelou sua fisiologia meta-morfa e contou sua história de como ela foi presa por humanos de mente pequena.

Charlie, como Amaya, sendo cercada pelas Lendas.

Quando as Lendas invadiram o local, Ray tentou convencê-la a fugir, mas foi nocauteado pela mesma. Charlie tentou nocautear a todos, mas Ray foi capaz de impedi-la. Zari Tomaz prendeu a meta-morfa com seu totem do ar, mas ela foi capaz de convencê-los em não ser a inimiga e se transformou em uma antiga integrante das Lendas: Amaya Jiwe. Constantine colocou um feitiço em Charlie e retirou seus poderes, prendendo-a em sua forma de Amaya. A equipe então deixou-a presa no laboratório da Waverider.[5]

Entrando para as Lendas

Charlie bebendo e conversando com Mick.

Uma semana depois ela conheceu Ava Sharpe, que elogiou a equipe de extrair informações da meta-morfa. Charlie conseguiu enganar Zari para libertá-la e tentou escapar, mas foi pega por Mick. De volta em sua prisão, ela e Mick beberam e conversaram juntos. Quando a equipe pediu a ajuda de Charlie a respeito de Shtriga, ela revelou que contrário da crença popular de que um shtriga era uma mulher feia, ela havia conhecido um que era um homem bonito. Como agradecimento, Mick, que a havia entendido, a libertou. Charlie retornou para a nave e ofereceu sua especialidade com criaturas mágicas, mas com a condição de não prendê-la novamente. Após isto, ela se juntou a equipe da Waverider.[4]

Especialista em criaturas mágicas

Durante uma missão em Tóquio, Japão, em 1951, Charlie, Zari, Mik e Sara Lance encontraram gravações de uma criatura mágica, filmada por Ishirō Honda, que estaria causando anomalias na linha temporal. Eles viram o polvo gigante em um filme, criatura no qual Charlie não reconheceu. As quatro Lendas foram até a baía para encontrar a criatura, mas acabaram encontrando Honda, que havia arremessado um livro ao mar. Eles questionaram sobre sua atitude, mas o livo voltou voando para ela. Charlie reconheceu o objeto como o diário de Brigid.

Ela ouviu a história e criação do povo Tagumo, interpretação de Honda sobre o ataque em Hiroshima. Charlie pensou em unir o livro om outro escritor, mas não havia nenhum próximo. Quando Tagumo atacou, Charlie confundiu as ordens de Sara para ser a ísca para o polvo, e correu. Ela retornou quando Sara estava sendo esmagada pelos tentáculos de Tagumo, distraindo-o e permitindo que Sara o encolhesse. Ela ficou perplexa ao ver Mick escrevendo no livro. Antes de Tagumo tentar matar Ishiro, Garima, uma personagem de Mick, confrontou a besta e o matou. Na Waverider, Charlie se desculpou com Sara e, em reconciliação, beberam vinho.[6]

Charlie e Nate, ambos confusos com o que fizeram uns com os outros.

Quando Hank Heywood inspecionava a Waverider e sua equipe, Charlie esteve no laboratório escutando música quando foi abraçada por Nate Heywood, acreditando que ela era Amaya. Achando em isto ser algum tipo de ataque, Charlie socou seu rosto. Sara e Ray explicaram de como ela se tornou uma Lenda, mas Nate desaprovou sua estadia na nave enquanto fingia ser Amaya. Charlie se ofendeu, dizendo que não estava fingindo ser ninguém e que havia sido presa naquela forma sem seu consentimento. Os dois concordaram em fingir seu relacionamento na frente de Hank, para prevenir que ele cortasse os custos.

Quando Charlie saiu da nave ela se reencontrou com Nate, que tentou calá-la. Ela, mais uma vez, se posicionou, dizendo que não deveria culpá-la por se parecer com sua ex. F. Scott e Zelda Fitzgerald escutaram-os argumentando, assumindo que eles eram um casal, e os convidaram para sentar com eles.

Charlie contando a história do Minotauro.

Charlie reconheceu um dos desenhos mostrados a ela como um minotauro, e contou sua história de ser rejeitado por seu pai e ter sido escondido em um labirinto. A equipe voltou a Waverider onde descobriram como colocar o minotauro para dormir. Na festa de despedida de Nate, ele garantiu a Charlie que ela acabaria encontrando seu lugar dentro da equipe, assim como ele fez uma vez. Os dois compartilharam um brinde e presumivelmente se separaram em bons termos.[7]

Se rebelando

Charlie, Zari e John em Nova Orleans de 1856

Quando Charlie soube que sua habilidade de transformação não estava completamente acessível, ela alertou John, que não conhecia nenhum feitiço para reverter esta situação. Após Charlie, Zari e John descobrirem sobre um dybbuk em Nova Orleans em 1856, os três retornaram para a Waverider. Mas John tinha outros planos com Charlie, e então ambos foram até Nova Orleans em 2018, cinco meses antes de John entrar para as Lendas, para impedir de conhecer seu namorado Desmond e que Neron o possuísse, e assim também prevenindo sua entrada para as Lendas e colocar o feitiço em Charlie. Ela foi até um bar e convenceu John a beber em outro lugar. Quando retornaram para a jump ship, descobriram que seu plano falhou, já que John e Desmond se conheceram alguns dias depois. Eles planejaram retornar para Nova Orleans novamente, mas foram impedidos por Gideon e Zari, que descobriram o que estavam fazendo, e fizeram-os retornar para a Waverider.

Charlie e Zari voando em uma onda do tempo.

Charlie então ouviu John contar sobre seu relacionamento com Desmond, ao qual Charlie percebeu que estava esperando que ele escapasse mais uma vez para Nova Orleans depois de conhecer Desmond, e também contou a John sobre o rastreador em sua cueca. Charlie foi para a biblioteca e mudou de forma para John, exceto pela metade do rosto, quando Zari entrou para informar que não havia brechas possíveis e viu que ele não era John. Charlie e Zari seguiram para a jump ship, não antes que Charlie dissesse por que ela apoiava John, que era para recuperar sua imortalidade. De repente, a jump ship voou em uma onda do tempo cataclísmica, e Charlie se viu recuperando sua capacidade de mudar de forma e Zari ser um gato.[3]

Consertando a linha temporal

Para ser finalizado...

Charlie e Sara lutando.

Quando Ray e Mick avistaram o verdadeiro Constantine, Sara ordenou que o atacasse, acreditando em aquele ser o meta-morfo. Mas Charlie se revela e tentou persuadir Sara mais uma vez, tentando convencê-la de que matar os fugitivos era errado. Sara ignorou o apelo de Charlie e tentou matá-la. Charlie se reanimou, e a relembrou de seu primeiro encontro em Londres, mas Sara negou tudo e disse que isto nunca havia acontecido. Sabendo que as Lendas não a encontraram, Charlie percebeu que ela era a peça que faltava em cada linha temporal que tentava arrumar. Charlie e Sara começaram a lutar quando uma onda do tempo, causado pela restauração do amor de John e Desmond, reverteu a linha do tempo para sua versão original.

Charlie se desculpando com Zari.

Tendo perdido seus poderes mais uma vez, Charlie, Zari e John retornaram a Waverider e se alegraram, pois a linha do tempo foi finalmente consertada. Ambas então deixaram John para contar a Sara sua história de viagem no tempo. Charlie pediu desculpas a Zari por estar com o pé errado e explicou que ela continuava voltando para a forma de Amaya, porque era a forma que ela tinha quando se juntou às Lendas, o primeiro time de todos os tempos que ocupava um lugar especial em seu coração. Zari perdoou Charlie, os dois se reconciliaram. Charlie provocou Zari sobre encontrar Amaya, daí ela, atraente.[8]

Personalidade

Quando era prisioneira no reino de Mallus, Charlie se tornou um pouco egoísta, pois tinha de sobreviver em um lugar onde criaturas de diversos pesadelos corriam livremente. Ela descobriu a despistar os outros ao se transformar em criaturas mais horrendas, para assustá-las. Ela nunca ficou em um lugar tempo suficiente para entrar a um grupo ou time.[4] Ao passar do tempo, ela começou a entender seus poderes, considerando-os uma parte crucial de sua identidade.[8]

Sendo uma meta-morfa, Charlie tem que acreditar em algo para que não se perca nas personalidades de outras pessoas. Ela adorava álcool, música alta e ser rebelde contra o governo. Ela utilizava a banda The Smell como um movimento, dizendo para as pessoas acordarem para pararem de serem o que a monarquia os obriga a ser. A banda era conhecida por suas brincadeiras, mas as intenções de Charlie eram boas apesar de suas ações.

Quando Charlie foi presa na forma de Amaya Jiwe por John Constantine, um forte contraste pode ser visto com ela e Amaya. Ela é cabeça-quente, boca suja e altamente impulsiva. Quando ela foi capturada pelas Lendas, ela era hostil em relação a eles, pois isso a lembrava dos humanos de mente pequena que a prenderam há muito tempo. Isso fazia com que ela fosse frequentemente paranoica de pessoas boas. Charlie também costuma ficar na defensiva, principalmente quando outras pessoas a acusam injustamente.[5]

Ao entrar para as Lendas, Charlie falou sobre seus sentimentos para a equipe. Mesmo com toda sua raiva, ela é uma pessoa gentil e compassiva, evidente ao ouvir a história de Ishirō Honda.[6] Ela também é persistente, notada quando ela e John tentaram "consertar" a linha do tempo para garantir que ninguém morresse e que continuasse com seus poderes. Mas ela acabou sendo mostrada como compreensiva, pois aceitou que os viajantes do tempo não podem ceder aos seus desejos, por mais tentadores que sejam.[8] Charlie agora demonstra claramente seu amor e orgulho por ser parte da equipe, e faz de tudo para mantê-la unida. Quando as Lendas e Nate Heywood ficaram presos sob uma avalanche, Charlie conseguiu fazer com que Sara Lance e Mick Rory resolvessem seus problemas, inspirando a equipe para não se voltar um contra os outros mas trabalhar juntos como uma família.[9]

Poderes e habilidades

Poderes

  • Fisiologia de Divindade/Conexão com o Tear do Destino: Com uma deusa Grega, Charlie possuí habilidade sobrenaturais além da capacidade humana. Como uma das Moiras, os poderes de Cloto são diretamente ligadas com o estado do Tear do Destino. Quando completo, seus poderes estão em capacidade máxima. Quando separados e espalhados em diferentes dimensões e/ou universos, seus poderes são drasticamente reduzidos. Quando os pedaços estão quebrados mas no mesmo plano/dimensão/universo, seus poderes estão quase em sua capacidade máxima, mesmo que sofra de mortalidade. Mas mesmo que seus poderes fossem drasticamente reduzidos, ela não é capaz de ser morta.[5][2]
    • Comunicação com animais: Charlie pode entender animais do mesmo modo que entende humanos, quando demonstrada ao entender Zari quando a mesma estava transformada em uma gata.[8]
    • Laço de irmãs: Cloto consegue receber comunicações de suas outras irmãs através de sussurros. Isto só pode ocorrer quando todos os pedaços do Tear do Destino existem no mesmo plano/dimensão/universo.[2]
    • Dor e/ou indução à morte: Se Cloto revelar sua forma verdadeira a humanos, seus olhos explodirão, assim como seus ouvidos caso ouvissem sua voz verdadeira.[2]
    • Viagem interdimensional (possivelmente): Cloto foi capaz de esconder os pedaços do Tear do Destino em diversos universos através do multiverso. Porém, não sabe-se como ela fez isto, se ela possuí a habilidade de viajar entre Terras ou se ela utilizou algum meio para realizar isto.
    • Retrocognição: Charlie é capaz de se lembrar de suas memórias pré-Crise.
    • Mudança de forma: Charlie possuí a capacidade de mudar sua forma física para qualquer pessoa que desejar. Porém, John Constantine colocou um feitiço nela que limitava seu acesso aos poderes, prevenindo-a de mudar de forma e a prendendo como Amaya Jiwe.[5] Originalmente o feitiço a proibia de mudar de forma, mas o efeito estava, lentamente, desaparecendo. Após um tempo, ela foi capaz de se transformar, mas isto a cansava e não poderia transformar-se por muito tempo. Um exemplo de sua transformação limitada é quando seu corpo se transforma para sua forma normal, neste caso a forma de Amaya. Eventualmente, seus poderes foram restaurados em sua capacidade máxima, mas ela optou por continuar na foram de Amaya.[10]
      • Fator de cura regenerativo: Além disso, os poderes de mudança de forma de Charlie também oferecem a ela uma forma de rápida recuperação regenerativa de danos físicos, como visto quando ela se recupera instantaneamente de uma facada, uma bala no peito e até um estalar de pescoço. Embora pareça inefável graças a isso, Charlie não está além da dor, pois lesões suficientes o suficiente a subjugarão temporariamente.[8] Aparentemente, ela perdeu essa habilidade enquanto seus poderes eram limitados, mas depois de um tempo seus poderes começaram a voltar à extensão total, como se viu quando foi baleada durante o surto em uma reunião do Senado.[11]
      • Longevidade: A mudança de forma de Charlie tem um subproduto adicional de rejuvenescer seu ser. Cada vez que ela muda de forma, reinicia sua vida útil para potencialmente viver para sempre, já tendo vivido por milênios. Certa vez, ela afirmou que, embora em toda a sua extensão, seus poderes a tornam praticamente imortal.[3]

Poderes anteriores

  • Imortalidade: Como uma deusa, Charlie não pode morrer. Desde que John fez um feitiço tirando a maioria de seus poderes, Charlie se tornou funcionalmente mortal e é relativamente suscetível a dores e ferimentos, embora seu poderoso fator de cura ainda a proteja da morte das fontes mundanas de dano.[12]

Habilidades

  • Combate corpo-a-corpo: Charlie provou ser altamente treinada em combate corpo a corpo. Quando Zari abriu sua jaula, Charlie facilmente virou e conseguiu prender-la em seu lugar.[4] Ela também usou nada além de um pequeno tijolo para resgatar Sara de Tagumo. Charlie conseguiu subjugar alguns agentes da Agência do Tempo com pouca luta e até conseguiu derrubar Neron com um único soco.
  • Manipulação: Como seus poderes de mudança de forma apenas replicam a forma física e a voz de uma pessoa, não suas habilidades ou memórias, Charlie deve confiar na atuação natural. Ela se mostra muito talentosa em fazê-lo, tendo em uma linha do tempo convencido toda a Inglaterra em 1977 de que era a rainha Elizabeth II. Charlie tem dificuldade em imitar outros sotaques, mas pode contornar isso com a prática.[5]
  • Conhecimento de criaturas mágicas: Por conta de ficar presa no reino de Mallus, Charlie foi forçada a aprender sobre cada criatura que o habitava para que pudesse sobreviver.[4]
  • Conhecimento musical: Enquanto se escondia em Londres de 1970, Charlie demonstrou possuir algumas habilidades no ramo musical.[5]
    • Guitarrista: Charlie é capaz de tocar uma guitarra, especificamente para músicas de rock.
    • Cantora: Charlie é uma cantora talentosa, sendo a vocalista principal de sua banda[5] e uma vocal de fundo em uma apresentação de Bollywood.[13] Ela também ajudou seus amigos fugitivos, assim como as Lendas, a cantar uma música para ressuscitar Nate Heywood.[11]
    • Dançarina: Charlie é uma boa dançarina, capaz de apresentar uma dança de Bollywood junto de Zari Tomaz e Sara Lance.[13]

Fraquezas

  • Feitiço de ligação lobotômica: John Constantine lançou um feitiço, que ele descreveu como uma espécie de lobotomia, sobre Charlie, impedindo-a de acessar completamente suas habilidades divinas. No entanto, a restrição que ela colocou sobre a mudança de forma desapareceu com o tempo.[5] Apesar do feitiço perder esse efeito, ele ainda inibe Charlie de alcançar todo o seu poder divino, como visto quando ela enfrentou Átropos.[12]

Aparições

Lendas do Amanhã


Galeria

Curiosidades

  • A forma base de Charlie consiste no corpo e rosto de Amaya Jiwe, um rabo de cavalo dreadlock com um prumo na parte superior e uma roupa punk rock parecida com o estilo de quando ela utilizou na linha do tempo.[4]
    • Quando ela e John Constantine tentaram consertar a linha do tempo ao salvar Desmond, Charlie optou por permanecer na forma de Amaya pois foi assim que ela estava quando entrou para as Lendas, sua equipe favorita na qual já esteve.[8]
  • Charlie não pode revelar sua forma original de Moira para mortais, pois ao vê-la e ouvi-la seus olhos e ouvidos seriam destruídos.[2]
  • Charlie é uma das poucas personagens a se lembrar de eventos antes da Crise nas Terras Infinitas sem nenhuma ajuda ou meio alternativo, demonstrado quando se lembrou quando escondeu o Tear do Destino.[2] Outras pessoas que possuem suas memórias pré-Crise são os Paragons, Lena Luthor, Jennifer Pierce e Grodd.

Por de trás das cenas

  • Na mitologia Grega, Cloto foi uma das três Moiras. Ela era responsável por girar o tecido da vida, simbolizando o nascimento e o início do destino, decidindo quem nasceria. Ela ainda tinha o poder de dar uma nova vida aos mortos, como foi mostrado quando foi contra suas irmãs e ressuscitou Pélope, que havia sido assassinado por seu pai Tântalo. Esse evento pode ter inspirado a representação dela na série como a traidora de suas irmãs.
  • Nas histórias da DC Comics, Cloto é a irmã mais jovem das três Moiras, e também a responsável por tecer o fio prateado da vida. Ela foi uma testemunha na defesa do julgamento da Princesa Diana, por seu mal comportamento ao salvar o piloto Steve Trevor, que havia caído na Ilha Paraíso e ter levado ele ao Mundo dos Homens sem a permissão da Rainha Hipólita. Ela também ajudou a construir o traje da Mulher-Maravilha.

Referências

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.