Arrowverso Wiki
Advertisement

Os Filhos da Liberdade foi um grupo anti-alienígena liderado por Ben Lockwood, cujos membros eram compostos unicamente por humanos. Eventualmente, acabou sendo revelado que o grupo foi apenas um peão para um grande esquema de Lex Luthor. Depois que Ben foi preso e os esquemas de Lex foram expostos, os Filhos da Liberdade foi desfeito e seus integrantes foram presos.

Visão geral[]

Reconhecendo as ameaças que os extraterrestres representavam para o futuro da humanidade, Ben Lockwood decidiu criar uma organização que considerava a humanidade como prioridade, para ajudar a capacitar e apoiar os seres humanos que perderam seus ativos financeiros, emprego e futuro educacional para atividades e manipulações extraterrestres.

Ben procura deportar ou matar todos esses extraterrestres e trazer o governo dos EUA de volta ao trabalho para o benefício exclusivo de toda a humanidade.

História[]

Pré-Crise[]

Início[]

Depois que sua vida foi despedaçada por consequências de atos alienígenas, Ben Lockwood passou a odiá-los. Com a ajuda de Mercy e Otis Graves, ele criou uma organização, os Filhos da Liberdade, que o ajudaria a cometer atos horrendos contra alienígenas. Para poder se proteger, Ben assumiu o título de "Agente da Liberdade". Seus seguidores também afirmavam ser o Agente da Liberdade para proteger a identidade de Lockwood.[1]

Inicialmente, o grupo operava escondido, mas acabaram se revelando publicamente. Isso chamou a atenção da Supergirl e Manchester Black, cuja noiva havia sido sequestrada por Lockwood. Para chamar atenção do público, o grupo escreveu um manifesto e o espalhou por National City através de drones.

Ao mesmo tempo, Ben estava exaltando James Olsen/Guardião e o considerando um herói pró-humano. Depois que James decidiu entrar em contato com os Filhos da Liberdade, o grupo enviou Tom para se encontrar com ele enquanto marcava casas de alienígenas para atacar durante o dia de Ação de Graças. Naquela noite, os Superamigos apagaram uma grande quantidade de marcas feitas, mas os Filhos da Liberdade conseguiram atacar algumas casas. Em uma dessas residências, Manchester Black matou três integrantes do grupo.[2]

No dia seguinte, os Filhos da Liberdade sequestraram James com a intenção de convidá-lo a se juntar ao grupo. No entanto, Tom decidiu traí-los após descobrir que eles planejavam usar James para explodir o monumento da Ilha Shelley com a Supergirl lá dentro, mas os dois foram pegos enquanto tentavam escapar. Supergirl foi levada à Ilha Shelley por Manchester Black em troca de um encontro com o Agente da Liberdade, mas Ben enviou outra pessoa em seu lugar.

A Supergirl, que havia sido enfraquecida, conseguiu chamar a atenção de James depois que ele ativou a bomba. O Guardião então atacou os Filhos da Liberdade. Enquanto isso, Manchester conseguiu deduzir a identidade do verdadeiro Agente da Liberdade de seu falso encontro. Antes de ir embora, ele destruiu os inibidores de poderes da ilha, permitindo que a Supergirl recuperasse seus poderes e levasse a bomba para outro lugar.[3]

Aliança com o Presidente Baker[]

Lockwood foi confrontado por Manchester em sua própria casa, mas conseguiu escapar. Ao mesmo tempo, os Superamigos também descobriram a identidade secreta do Agente da Liberdade. Quando foi encurralado por Manchester, Lockwood foi salvo pela Supergirl. Assim que sua identidade foi exposta ao público, Ben Lockwood foi preso.[4] No entanto, ele foi libertado da prisão graças a uma manipulação de Phil Baker, que buscava melhorar sua aprovação, que explicou que um crime poderia ser definido como terrorismo se fosse cometido contra outro humano.[5]

Após o ataque da Filha Vermelha na Casa Branca, o Presidente Baker aprovou o pedido de Ben em tornar os Filhos da Liberdade um grupo oficial do governo americano.[6]

Depois que a esposa de Ben, Lydia, foi morta por um alienígena, ele e os Filhos da Liberdade começaram a invadir esconderijos alienígenas procurando por seu assassino. Ao encontrá-la, Lockwood prendeu não apenas ela, mas também aqueles que a ajudaram. Quando confrontado pelo Guardião e a Sonhadora, Ben injetou Harun-El em seu sistema para ganhar super-poderes, mas acabou sendo derrotado da mesma forma.[7]

Derrota[]

Depois de ser confrontado por Lena Luthor, que o acusou de trabalhar com Lex Luthor, Ben decidiu confrontar Otis Graves, que confirmou as acusações de Lena. Como vingança, Ben o matou.[8]

Após interrogar uma clone de Eve Teschmacher, Ben descobriu que Lex estava escondido na Ilha Shelley, onde também estava em posse de alguns alienígenas. Ele então reuniu um grupo de seus seguidores e foram até lá para se vingar de Lex por terem os usado como peões. Ao chegarem, Ben e seus agentes enfrentaram a Supergirl e os Superamigos uma última vez, mas acabaram sendo derrotados.

Depois que os crimes de Lex foram expostos e Baker foi removido da presidência e preso por cooperar com Luthor, o vice-presidente Platino restaurou o ato de anistia alienígena. Com isso, Ben e vários outros membros dos Filhos da Liberdade foram presos por terrorismo doméstico, dando um fim ao grupo.[9]

Pós-Crise[]

Na Terra-Prime, os Filhos da Liberdade foram derrotados pelos Superamigos e o D.O.E., embora não se saiba se Lex Luthor ainda esteve por trás de suas ações.[10]

Linha do tempo alternativa[]

Em uma linha do tempo alternativa, os Filhos da Liberdade sequestraram Lena Luthor e Thomas Coville para forçar a Supergirl revelar sua identidade secreta. Depois que a heroína revelou sua identidade e resgatou Lena e Coville, os Filhos da Liberdade assassinaram todos os amigos e familiares de Kara Danvers, incluindo Cat Grant.[11]

Legado[]

Pré-Crise[]

Durante a Crise nas Terras Infinitas, Querl Dox ficou preocupado com a população humana; eles precisariam de recursos alienígenas para evacuar a Terra-38, e Brainy temia que eles não estariam dispostos a ajudar por causa das ações dos Filhos da Liberdade no ano anterior. J'onn, por outro lado, acreditava que ambas espécies poderiam colocar suas diferenças de lado para fazer o que era certo. Ao final da história, J'onn esteve certo, já que três bilhões de humanos e alienígenas conseguiram fugir do planeta antes que ele fosse destruído pela antimatéria.[12]

Membros conhecidos[]

Membros atuais[]

  • Thack

Membros anteriores[]

Aliados conhecidos[]

Aliados anteriores[]

Inimigos conhecidos[]

Inimigos atuais[]

Inimigos anteriores[]

Aparições[]

Supergirl[]


Curiosidades[]

  • Os Filhos da Liberdade possui muitas semelhanças com o Projeto Cadmus.
    • Ambos foram grupos anti-alienígenas.
    • Mercy e Otis Graves trabalharam para ambos grupos.
    • Ambas organizações tiveram o apoio do governo americano.
    • Ambas organizações tiveram um membro da família Luthor como idealizador.

Referências[]

Advertisement