Arrowverso Wiki
Advertisement

"É hora de pagar o flautista!"
—Hartley Rathaway[fonte]

Hartley Rathaway, auto-apelidado como Flautista, é o filho de Rachel e Osgood Rathaway e um antigo funcionário dos Laboratórios S.T.A.R., demitido por "Harrison Wells" por tentar impedir a ativação do acelerador de partículas após descobrir o risco de uma explosão. Ao ser afetado pela explosão do acelerador, Hartley ganhou a habilidade de ouvir coisas a níveis sobre-humanos. Ele usou isso para tentar se vingar de "Wells" por demiti-lo e atacou Barry Allen/Flash, acreditando que o cientista havia o substituído pelo herói.

Depois de ter sido derrotado por Barry e "Wells", Hartley foi preso novamente no pipeline. Ele revelou a Cisco Ramon que sabia o que tinha acontecido com Ronnie Raymond e como poderia encontrá-lo. Cisco, relutantemente, soltou Hartley para que pudessem encontrar Ronnie, o que deu certo. Apesar disso, Hartley aproveitou o momento da situação e fugiu.

Em uma linha do tempo alternativa, a vingança de Hartley foi interrompida pela aparição de um Fantasma do Tempo, mas ele trabalhou com a Equipe Flash para derrotá-lo. Como resultado desta mudança, Hartley fez as pazes com a Equipe Flash e se tornou um aliado deles, até mesmo sabendo o segredo de Barry e se reconciliou com seus pais.

Como resultado das alterações causadas pela crise e a formação de um novo universo, Hartley não se tornou um aliado da Equipe Flash pois Barry, acidentalmente, colocou seu namorado, Roderick Smith, em um estado degenerativo. Porém, Hartley concordou em ajudá-lo lidar com um drone Godspeed se eles pudessem salvar Roderick. Depois que o drone foi derrotado e Roderick salvo, Hartley se reconciliou com a equipe.

Biografia[]

Pré-Crise[]

Vida pregressa[]

Hartley foi o único filho de Rachel e Osgood Rathaway, sendo considerado uma criança prodígio desde sua juventude. Eventualmente, quando se tornasse mais velho, ele iria assumir as responsabilidades das Indústrias Rathaway, fundado por seu avô. Porém, quando se assumiu gay aos seus pais, os dois expulsaram-o de casa e cortaram relações com Hartley.[1]

Trabalhando nos Laboratórios S.T.A.R.[]

Em algum momento, Hartley conheceu o Dr. "Harrison Wells" e foi contratado para trabalhar nos Laboratórios S.T.A.R.. Rapidamente, Hartley se tornou seu protegido e funcionário favorito, algo que não foi muito bem visto pelos seus colegas de trabalho, incluindo Caitlin Snow. Embora se desse bem com "Wells", Hartley era arrogante e exigente quando se tratava de outros funcionários, e raramente era capaz de formar uma amizade com eles. No primeiro dia de trabalho de Cisco Ramon, Hartley zombou da vestimenta que o novo contratado estava usando, que era uma camiseta de Star Wars.[1]

Hartley sendo demitido dos Laboratórios S.T.A.R.

Hartley sendo demitido dos Laboratórios S.T.A.R..

Em um momento, "Wells" deu um prazo estrito para Hartley e os outros funcionários dos Laboratórios S.T.A.R. trabalhar no acelerador de partículas.[2] Eventualmente, Hartley descobriu que o acelerador poderia explodir e tentou alertar "Wells" sobre isso, porém, o cientista se recusou a ouvi-lo. Enquanto inspecionava o acelerador por conta própria, Hartley foi flagrado pelo cientista. Como ele se recusava a contar a verdade, Hartley ameaçou contar. Porém, o cientista o demitiu naquele momento, ameaçando-o arruinar sua vida caso fosse a público. Ele então foi levado para fora do prédio pelos seguranças.

Assim que o acelerador explodiu, Hartley foi afetado, fazendo com que sua audição fosse aprimorada a níveis sobre-humanos. No entanto, estes níveis lhe causavam uma dor extrema, o que o forçou a construir um dispositivo especial para controlar sua audição. Em algum momento, ele criou luvas que emitem ondas sônicas.[1]

Em algum momento, Hartley tentou contatar seus pais, mas eles se recusaram em respondê-lo.[3]

Linha do tempo original[]

Enfrentando o Flash[]

Hartley decidiu se vingar de "Wells" e os Laboratórios S.T.A.R.. Seu primeiro ato foi enviar um aviso, e então atacou a casa do cientista, destruindo os vidros da residência usando suas ondas sônicas. Mais tarde, ele atacou o prédio da empresa de seus pais, onde foi confrontado e derrotado pelo Flash. Nos Laboratórios S.T.A.R., Hartley começou a discutir com Cisco e revelou que se apelidou de "Flautista", para o aborrecimento do homem. Quando Caitlin apareceu, ele perguntou porque nunca tinha recebido um convite para seu casamento, fazendo-o ser levado para longe por Ramon.

Preso no pipeline, Hartley informou que sabia sobre o segredo que "Wells" escondia, e mais tarde o revelou para os membros da Equipe Flash. Ele conseguiu escapar de sua cela usando seu dispositivo auditivo para explodir a porta. Depois de nocautear Caitlin, ele baixou alguns arquivos a respeito do Flash. De seu esconderijo, ele assistiu "Wells" admitir sua culpa quanto a explosão do acelerador.

Flautista vendo o Flash com dor

Flautista vendo o Flash com dor.

Ele atraiu o Flash para a represa da cidade, onde executou seu plano fazendo com que suas luvas emitissem um tom que correspondia à frequência de velocidade de Barry, que começou a cortar seus órgãos e fazendo o velocista cair no chão de dor. Felizmente, "Wells" usou sinais de rádio de carros próximos para interferir nas armas de Hartley, fazendo com que elas explodissem nas mãos de Hartley. Hartley se viu de volta em sua cela nos Laboratórios S.T.A.R., onde foi confrontado pelo Cisco mais uma vez. Em vez de demonstrar preocupação, Hartley informou friamente a seu antigo colega cientista que ele mesmo o deixaria sair da cela, porque sabia onde estava Ronnie Raymond e o que realmente aconteceu com ele.[1]

Procurando Ronnie Raymond[]

Cisco conversou com Hartley, sozinho, múltiplas vezes, tentando fazê-lo revelar mais sobre Ronnie. Porém, Hartley sempre percebia a intenção de Cisco e continuou a ser arrogante com o engenheiro, mas tentou fazer uma troca; para ajudá-lo, ele teria que deixá-lo sair de sua cela. Apesar de suas tentativas, Cisco sempre se recusava e ia embora.

Eventualmente, culpando-se pelo que aconteceu com Ronnie no dia da explosão, Cisco concordou em deixá-lo sair da cela. Ele entregou um par de algemas inibidora de poderes e obrigou Hartley a usá-las. No lado de fora, eles investigaram o local onde o Professor Martin Stein foi morto. Eles encontraram uma sombra de seu corpo, com Hartley explicando o que aquilo significava. Aproveitando-se da situação, Rathaway tentou fugir, mas Cisco, que previu tal movimento, usou um dispositivo que emitiu um som agudo, fazendo Hartley cair. Embora com dor, Hartley ficou impressionado com a crueldade de Cisco.

Hartley e Cisco no DPCC

Hartley e Cisco no DPCC.

Em seguida, Cisco tirou as algemas de Hartley e eles foram ao Departamento de Polícia de Central City, onde, no laboratório de Barry, examinaram as filmagens na noite da explosão. Eles notaram que Ronnie havia sido mesclado com o corpo do professor Stein. Enquanto Cisco estava distraído mais uma vez, Hartley removeu seu aparelho auditivo. Ele então usou o próprio dispositivo feito por Cisco contra ele, causando uma dor no engenheiro e permitindo que fugisse.[4]

Linha do tempo alterada[]

Um ano depois, procurando desesperadamente por uma forma para deter Zoom, Barry viajou no tempo para pedir conselhos de Eobard Thawne, e acabou indo precisamente ao dia em que enfrentou Hartley. Depois de drogar sua versão passada e roubar seu lugar, o Barry do futuro derrotou Hartley e o levou ao pipeline. Sabendo do que se passaria em alguns momentos, ele informou Cisco sobre a bomba e forçou Rathaway a tirar seu aparelho auditivo.

Hartley, Cisco e Caitlin vendo um fantasma do tempo

Hartley, Cisco e Caitlin vendo um fantasma do tempo.

Algum tempo depois, um Fantasma do Tempo, que procurava pelo Barry do futuro, apareceu nos Laboratórios S.T.A.R., fazendo com que Cisco e Caitlin se escondessem na cela de Hartley. Cisco tinha as luvas de Hartley com ele e pensou em usá-las contra a criatura, mas não sabia como usá-las, mas Hartley disse a eles que poderia salvá-los. Cisco e Caitlin cederam e lhe entregaram suas luvas e ele foi capaz de usá-las para afastar o fantasma do tempo. Este evento começou a tornar Cisco e Caitlin menos hostis em relação a ele e até mesmo considerar confiar nele. Antes que o futuro Barry voltasse ao seu tempo, ele puxou Cisco de lado e disse a ele que Hartley sabia a verdade do que aconteceu com Ronnie.

Meses depois, quando Barry do futuro disse a seus amigos para se prepararem para seu retorno com uma maneira de parar o fantasma do tempo que o seguiu de volta, Cisco tentou detê-lo com uma arma sônica, que falhou. Quando a criatura começou a sugar a vida de Barry, Hartley apareceu, tendo descoberto como destruir o fantasma do tempo e salvou Barry. Uma vez que Barry acordou, foi revelado que ele alterou os eventos passados, o que fez Hartley reformar e se tornar um aliado da Equipe Flash. Ele então se despediu antes de sair para jantar com seus pais, com quem se reconciliou.[5]

Mais tarde, a Equipe Flash decidiu procurar ajuda de Hartley para criar uma arma para explorar a diferença de frequência dimensional das pessoas da Terra-2 para parar o exército de Zoom.[6]

Crise nas Terras Infinitas[]

Quando a Crise nas Terras Infinitas começou em 10 de dezembro de 2019, Hartley, assim como todos os seres do multiverso (com exceção dos sete Paragons), foi morto por uma onda de antimatéria.[7] Porém, graças aos esforços dos Paragons e do Espectro, ele foi restaurado em um novo universo um mês depois.[8]

Pós-Crise[]

Na linha do tempo da Terra-Prime, os eventos nos quais Barry interviu quando viajou em 2016 aconteceram de forma diferente, ou nem chegaram a acontecer. Por conta disso, Hartley não se redimiu e continuou como um vilão.

Retorno à vilania[]

Em algum momento, Hartley começou a namorar com Roderick Smith, um de seus capangas. O Flautista, Roderick e múltiplos outros capangas confrontaram o Flash em uma ponte. Roderick tentou atacá-lo com um disparo vibracional, forçando o Flash a lançar um raio para se defender. Isso acabou causando uma explosão, fazendo com que as moléculas de Roderick começassem a vibrar incontrolavelmente. Roderick permaneceu nesse estado por muitos anos, e Hartley passou a odiar o herói e a Equipe Flash pelo que fizeram com seu namorado.[9]

Flautista sendo confrontado pelo Flash

Flautista sendo confrontado pelo Flash.

Alguns anos depois, o Flautista roubou uma loja de diamantes em Central City. Ao ser confrontado pelo Flash, o herói questionou-o desde quando ele roubava joias raras. Hartley respondeu como ele tinha a coragem de questionar aquilo depois que ele e seus amigos fizeram consigo. O Flash tirou suas luvas, mas Hartley usou um grito sônico para sair voando de lá.[10]

Aliança temporária[]

Procurando ajuda para enfrentar um outro robô-drone do vilão Godspeed, Barry foi até Hartley. Porém, ele se recusou em ajudá-lo depois que ele havia feito com Roderick. Depois que o herói prometeu ajudar a curar a situação de Smith, Hartley concordou em ajudá-lo. Roderick então foi movido dos Laboratórios Mercury até os Laboratórios S.T.A.R..

No prédio, Hartley revelou que sabia que Barry era o Flash e que Cisco era o Vibro, notando que eles não sabiam esconder sua identidades secretas muito bem. Quando tentaram curar Roderick pela primeira vez, o homem sentiu uma dor intensa, fazendo com que Hartley implorasse para que parassem com o que estavam fazendo. Ele então saiu do prédio e se recusou em ajudá-los se significasse a morte de seu namorado.

O Flash e o Flautista

Flautista e Flash trabalhando juntos.

Barry conversou com Hartley e o convenceu a ajudá-los. Quando o Flash perseguiu o Godspeed, o velocista acabou caindo da lateral de um prédio. O Flautista usou suas luvas para segurá-lo, fazendo-o pousar no chão em segurança. Hartley sugeriu que combinassem seus poderes para atacá-lo, semelhante ao que se passou com o incidente de Roderick. A teoria de Hartley provou-se correta e, assim que os ataques foram combinados, o drone foi derrotado e ele sangrou uma substância que poderia ser usada para curar Roderick.

De volta aos Laboratórios S.T.A.R., Roderick foi curado e Hartley se reuniu alegremente com seu namorado. Após isso, eles deixaram o prédio juntos.[9] Para proteger seu namorado, Hartley decidiu abandonar sua carreira criminosa e passou a administrar uma boate.[11]

Atacado pela Violinista[]

Depois de se despedir de Roderick em sua boate, Hartley foi atacado pela Violinista no lado de fora do estabelecimento. Ele equipou suas luvas sônicas e começou a lutar com ela, mas um dos ataques da Violinista fez com que o ritmo de seu coração saísse do controle. Hartley então causou uma distração e fugiu. Ele foi aos Laboratórios S.T.A.R., onde pediu para Barry lhe entregar um dispositivo que iria ajudá-lo a controlar seus ritmos cardíacos.

Após descansar, Hartley começou a consertar suas luvas sônicas, a fim de torná-las mais potentes para que pudesse matar a Violinista. Enquanto fazia isso, a nova "irmã Snow" o encontrou na ala médica. Embora tentasse ajudá-lo, Hartley rapidamente a dispensou, já que ela não possuía o conhecimento de Caitlin ou os poderes de Nevasca. Hartley explicou que estava fazendo aquilo para proteger alguém que amava. No entanto, Snow reconheceu que ele não era um assassino.

Flash mostrando para Hartley que todos estavam vivos

Flash mostrando para Hartley que todos estavam vivos.

Em seguida, Hartley foi confrontar a Violinista em sua boate. Após vê-la "matar" Roderick, Hartley começou a atacá-la furiosamente. Barry apareceu e a derrubou. Hartley avançou para matá-la, mas foi impedido por Barry, que revelou a Hartley que Roderick e os funcionários da boate estavam presos em um estado de vibração. A Violinista usou seus poderes para derrubá-los e fugiu da luta com as luvas sônicas de Hartley.

Depois que Roderick e seus funcionários foram salvos, Hartley retornou aos Laboratórios S.T.A.R. e destruiu a máquina que poderia trazer Caitlin ou Nevasca de volta, já que Quione havia decidido que queria continuar vivendo sua vida. Quando Mark Blaine o questionou o que estava fazendo, Hartley afirmou que estava ajudando uma amiga.[11]

Enfrentando a Galeria[]

Barry e Iris conversando com Hartley

Hartley conversando com Barry e Iris.

No dia seguinte, Hartley se encontrou com Barry e Iris no CC Jitters. Para a infelicidade do casal, ele revelou que o Departamento de Defesa estava em posse do único motor de vibração quântica. Ele sugeriu que roubassem-o, mas Barry se recusou em fazer o Flash se tornar um criminoso. Hartley acrescentou que eles deveriam formar sua própria Galeria.

Após explicarem seu plano para a Equipe Flash nos Laboratórios S.T.A.R., Hartley e Barry pediram ajuda de Jaco Birch, Mark e Keith. Após reunirem a ajuda necessária, Hartley e Barry tentaram explicar como realizariam o assalto, mas eram interrompidos constantemente, resultando em uma discussão sobre quem ficaria com o motor após o roubo. Depois que Barry começou a duvidar da Galeria, o grupo decidiu realizar o assalto sem ele.

Flautista lutando contra Murmur

Flautista lutando contra Murmur.

Antes de iniciarem o assalto, Barry se encontrou com seus aliados e se desculpou. Hartley celebrou quando Barry revelou que havia decidido deixá-lo ficar com o motor. O roubo saiu conforme planejado, mas Mark traiu Barry a favor do "Benfeitor". Percebendo o que havia acontecido, Hartley tentou ir ajudá-lo, mas foi interceptado por Michelle Amar. Murmur tentou convidá-lo para seu grupo, mas Hartley se recusou. Os dois lutaram e Hartley acabou perdendo. O grupo confrontou a Galeria no lado de fora, mas foram derrubados pelo velocista desconhecido.

Ao voltar para os Laboratórios S.T.A.R., Barry pediu ajuda de Hartley, Jaco e Keith em sua luta contra a velocista e sua Galeria. Embora o trio percebesse que aquilo estava além de suas jurisdições, eles decidiram ajudá-lo. Hartley pediu para que os chamassem quando precisassem de ajuda.[12]

Personalidade[]

Hartley é inteligente, arrogante e exigente. De acordo com Cisco Ramon, ele é um idiota com seus colegas de trabalho, fazendo muito poucos amigos, ele foi rápido em menosprezar Cisco, em grande parte por ciúmes, embora ele respeitasse e se desse bem com "Harrison Wells", a quem ele via como uma espécie de figura paterna, até ser demitido por ele.

Apesar desses traços negativos de Hartley, ele se preocupava com o bem-estar dos cidadãos de Central City. Quando percebeu que o acelerador de partículas poderia explodir, ele tentou impedir o lançamento, mas isso resultou apenas em sua demissão.

Hartley pode ter tido pouco interesse em se conectar com seus colegas, mas suas conversas com Cisco e Caitlin Snow eram diretas e duras, sugerindo que ele entendia bem seus colegas, mas optou por não agir positivamente em relação a eles. Hartley aparentemente se importava muito com seus pais, Osgood e Rachel Rathaway. No entanto, quando ele se assumiu gay a seus pais, eles o rejeitaram e seu relacionamento se desfez.

Depois da explosão do acelerador de partículas, Hartley tornou-se vingativo e instável, comportamento que aumenta à medida que seus planos progridem a ponto de ele pôr em risco vidas inocentes.

Quando Barry Allen alterou a linha do tempo, Hartley se tornou muito mais gentil, parecendo mais estável e menos problemático e em termos civis. Ele, ocasionalmente, ajudava a Equipe Flash com um problema que pode usar sua experiência, embora ele não seja uma presença regular no laboratório.

Os pais de Hartley, Osgood e Rachel, fizeram as pazes com ele, pois agora ele está em boas relações com eles novamente.

Na nova linha do tempo da Terra-Prime, depois de Hartley testemunhar seu namorado ficar gravemente ferido contra o Flash, seu ódio pela Equipe Flash só cresceu ainda mais.

Em última análise, como Barry percebeu, Hartley estava realmente com raiva de si mesmo, incapaz de aceitar que ele era o grande responsável por Roderick ter sido prejudicado. Quando Barry se aproximou dele, capaz de se relacionar por ter tomado decisões ruins, ele ajudou Hartley a aceitar sua própria culpa e decidiu ajudar Barry a consertar as coisas. Após Roderick ser curado, Hartley finalmente conseguiu fazer as pazes com a Equpie Flash, tornando-se gentil novamente.

Poderes e habilidades[]

Poderes[]

  • Fisiologia meta-humana: Depois de ser atingido pela matéria escura liberada da explosão do acelerador de partículas, o DNA de Hartley foi alterado e suas células foram sobrecarregadas. Após isso, suas cordas vocais e orelhas foram aprimoradas.
    • Audição sobre-humana: Hartley ganhou o poder da audição sobre-humana. Isso permite que ele ouça muito melhor do que um humano normal.[9] Ele é também capaz de ouvir ondas de rádio e distingui-las por suas frequências.
    • Grito sônico: Sendo uma das mudanças no mundo pós-Crise, Hartley é capaz de emitir gritos sônicos com a mesma, se não mais, intensidade e frequência que suas luvas.[10]
      • Voo: Usando seu grito sônico, Hartley é capaz de voar.[10]

Habilidades[]

  • Intelecto de nível genial/Especialista tático: Hartley é um gênio do mais alto calibre e é descrito por Eobard Thawne como uma das "mentes mais brilhantes que ele já conheceu". Hartley até descobriu o "segredo obscuro" de Wells sobre a instabilidade do acelerador de partículas. Apesar do intelecto superior de Hartley, é altamente improvável que ele tenha visto todo o plano mestre de Eobard, principalmente sua intenção de criar o Flash a partir da explosão do acelerador de partículas e explorar a conexão dele com a Força de Aceleração para retornar ao seu próprio tempo. Hartley também possui uma mente tática e afiada capaz de manter seus inimigos adivinhando qual é o final do jogo até que seja tarde demais.
    • Especialista em computadores/Hacker: Hartley é um hacker de computador capaz, ele conseguiu invadir os computadores dos Laboratórios S.T.A.R. para encontrar uma forma de matar o Flash.
    • Engenheiro mestre: Hartley é habilidoso o suficiente em engenharia para fazer um par de luvas sônicas do zero.
    • Multilíngue: Hartley é capaz de falar fluentemente pelo menos seis idiomas; incluindo inglês, espanhol, francês, latim e japonês.
  • Combatente habilidoso: Embora não se saiba em que grau, Hartley é agressivo em uma luta. Apesar de estar algemado na época, Hartley foi capaz de lutar contra Cisco Ramon e inicialmente escapar dele, mas acabou sendo rendido depois que Cisco ativou uma configuração manipulada nos fones de ouvido de Hartley.

Fraquezas anteriores[]

  • Tímpano vulnerável: Como a audição de Hartley é tão poderosa, ele pode ficar sobrecarregado até mesmo pelos sons mais básicos. Devido a essa fraqueza, ele é forçado a usar um dispositivo no ouvido para limitar os sons que ouve pelo resto de sua vida. No entanto, isso pode ser contornado se colocado em um espaço confinado e ouvindo música. Na nova linha do tempo do multiverso, a audição de Hartley é totalmente estável, capaz de captar todos e quaisquer sons sem prejudicar a si mesmo.

Equipamento[]

Pré-Crise[]

  • Aparelho auditivo: Os aparelhos auditivos implantados de Hartley funcionam como dispositivos sônicos menores, capazes de emitir rajadas de vibrações sônicas quando removidos. No entanto, ele precisa deles para suportar até mesmo o menor dos sons e, como tal, removê-los é difícil e induz uma dor tremenda. Eles são poderosos o suficiente para derrubar portas, e Hartley os usou para escapar do pipeline.
  • Luvas sônicas: Hartley usou um par de luvas metálicas capazes de emitir vibrações sônicas. Na configuração mais baixa, eles podem quebrar o vidro, enquanto na configuração mais alta, podem derrubar um prédio inteiro. A configuração das luvas não está necessariamente correlacionada com a sua frequência e é mais provável que tenha sido em relação ao alcance ou amplitude do feixe sônico. Hartley teria que encontrar a frequência natural de um objeto para derrubá-lo. É por isso que Hartley teve que baixar notas do Flash - para descobrir sua frequência natural e tentar derrubá-lo. Na física, atingir um objeto em sua frequência natural causaria resultados catastróficos ao longo do tempo - ainda mais rápido com vibrações sônicas rápidas. Esse fenômeno é conhecido como ressonância.
  • Óculos: Hartley parece ser míope. Ele usa um par de óculos quando está trabalhando.

Pós-Crise[]

  • Luvas sônicas: Hartley usa um par de luvas metálicas que são capazes de emitir vibrações sônicas, permitindo-o quebrar vidros. Ele usa essas luvas mais como um acessório de apoio que usa em conjunto com seu grito sônico.[10]

Aparições[]

Flash[]

1ª Temporada

2ª Temporada

3ª Temporada

4ª Temporada

5ª Temporada

6ª Temporada

7ª Temporada

9ª Temporada


Supergirl[]

1ª Temporada[]

Curiosidades[]

  • No episódio "Pague o Flautista", Hartley não usa seus óculos. Não se sabe se ele deixou de usá-lo por conta de uma mudança pós-crise, dado que, em aparições posteriores, ele esteve usando-o.

Por de trás das câmeras[]

  • Nas histórias em quadrinhos da DC Comics, Hartley Rathaway é o super-vilão (que mais tarde se reformou) conhecido como o Flautista. Durante os Novos 52, ele foi o namorado de David Singh.
    • Nos quadrinhos, Hartley já havia nascido com seus problemas auditivos, enquanto na série ele os adquiriu logo após a explosão do acelerador de partículas. Combinando esse traço, junto com o fato dele usar luvas que emitem ondas sonoras, esta adaptação de Hartley o torna semelhante com o vilão Shriek, do seriado Batman do Futuro.

Referências[]

Advertisement