Arrowverso Wiki
Advertisement

"Senhorita Luthor, a minha diretriz principal, que você programou, é me certificar do sucesso do Non Nocere. Se isso significa me sacrificar..."
—Hope para Lena Luthor[fonte]

Hope foi uma inteligência artificial criada por Lena Luthor após perder a fé na humanidade, acreditando que poderia "consertá-la" com o Projeto Non Nocere. Em outubro de 2019, Hope entrou no corpo de Eve Teschmacher e passou a controlá-lo, para poder ajudar nos projetos de sua criadora. Depois que o plano de Lena falhou, Hope fingiu ser Eve para poder ser presa no lugar de sua criadora.

Depois da Crise nas Terras Infinitas, os eventos relacionados a Eve e Hope foram apagados da existência, tendo nunca ocorridos na Terra-Prime.

Biografia

Pré-Crise

Criação

Lena e Hope conversando

Hope conversando com Lena.

Em algum momento em outubro de 2019, Hope foi criada por Lena Luthor. Lena a usou para rodar simulações onde atacava a Supergirl, pois se sentia traída por ela ter escondido sua identidade secreta dela por anos. Depois que Lena finalizou uma simulação, Hope a informou que seria possível matar a Supergirl. Questionada se iria ajudá-la fazer aquilo, Hope afirmou. Lena afirmou que não iria matar a heroína, apenas fazê-la sentir a dor que passou por anos.

Naquela noite, depois que Lena não revelou a identidade da Supergirl para Andrea Rojas, Hope questionou sua criadora do porque não ter feito aquilo, já que estava tudo pronto. Lena então revelou que tinha algo maior planejado.[1]

Ganhando um corpo

Eve sendo cercada pela Hope

Hope cercando Eve.

No dia seguinte, Lena sequestrou Eve Teschmacher e a levou para seu laboratório, colocando um dispositivo em sua cabeça. Eventualmente, Lena retirou Eve de sua cela, que percebeu que a cientista estava mapeando seu cérebro. Após questionar Lena do motivo daquilo, Hope cercou Eve e começou a entrar em sua cabeça. Após isso, Hope, controlando o corpo de Eve, foi falar com Lena.[2]

Quando Lena estava tendo dificuldades sobre como prosseguir com seu plano, Hope acessou as memórias de Eve e revelou que as respostas estavam nos diários de Lex. Depois que Lena convenceu a Supergirl a pegar os diários, ela estava tendo dificuldade para achar as respostas. Hope o analisou e foi capaz de encontrar as respostas que procurava.[3]

Lena e Hope testando Malefic

Hope e Lena prestes a testarem Malefic.

Hope e Lena trabalharam incansavelmente na frequência de ondas-Q, mas acabaram atingindo um beco sem saída. Depois que os Superamigos pediram a ajuda de Lena para consertar o projetor da Zona Fantasma, ela modificou o dispositivo e teletransportou Malefic J'onzz para seu laboratório.[4] Hope informou que estavam prontas para iniciar os testes com as Ondas-Q. Ela afirmou que caso conseguissem realizar seu objetivo, elas conseguiram tornar as pessoas dóceis, algo que muitas pessoas falharam. Quando Lena deu a ordem para Hope iniciar o teste, houve uma explosão e Malefic começou a dominar a mente de Eve. Depois do incidente, Lena colocou-o de volta em sua cela e começou a discutir com ele. Ela ofereceu que eles trabalhassem juntos, já que ambos haviam sido traídos pelas pessoas mais próximas que confiavam.[4]

Após conseguir um medalhão, Lena o entregou para Hope e pediu para que o analisasse. Ela confirmou que a propriedade mágica do artefato havia desaparecido, e pediu para que ela traduzisse os símbolos presentes. Lena então pediu para que Hope investigasse as memórias de Eve Teschmacher na procura de algo relacionado a "Leviatã".[5]

Depois que Lena foi atacada pelo Leviatã, Hope perguntou se valia a pena provocar a organização. Hope tentou convencer Lena a não comparecer a um evento onde faria um discurso, mas Lena recusou-se em fazer isso, pois queria que o Leviatã a atacasse. Ela então sugeriu que Lena fosse à Fortaleza da Solidão, um lugar secreto onde o Superman guardava as armas mais perigosas do universo.[6]

Algum tempo depois, Lena apareceu em um esconderijo secreto de Lex, onde Hope também estava, carregando a Miríade. As duas então se prepararam para lançar o Projeto Non Nocere. Lena e Hope estiveram prontas para ativar a programação quando um erro ocorreu. Hope disse que aquilo era um vírus vindo do holograma de Kara, e que podiam destravar os satélites manualmente. Lena tentou convencer Hope a não fazer isso, já que Lex havia espalhado armadilhas pelo local, mas ela insistiu que o fizesse.

Depois que Hope colocou os satélites na posição correta, Lena lançou Miríade, que carregava as Ondas-Q. Quando faltava alguns minutos para que as Ondas-Q chegassem à Terra, o D.O.E. se aliou a Malefic para interceptar no plano de Lena. Eles frustaram o plano de Lena e conseguiram impedi-la, com ela dizendo para Hope que "às vezes, os bonzinhos não ganham".

Eve ameaçando Lena

Hope "ameaçando" Lena com uma arma.

Depois de seu plano falhar, Lena e Hope retornaram para o prédio da L-Corp em National City e foram até o laboratório. Prevendo que isto pudesse acontecer, Lena havia criado um plano B. Ela abriu uma pequena caixa e retirou um arma de lá. Enquanto Hope se desculpava por ter falhado, Lena entregou para ela a arma, dizendo que ela podia fazer uma última coisa por ela. Hope disse que entendia ao ouvir os agentes federais do FBI invadirem o laboratório. Hope, se passando por Eve, segurou Lena e ameaçou disparar contra ela, dizendo que foi ela quem havia feito tudo aquilo. Os policiais acreditaram que a jovem Luthor era inocente e conseguiram retirar a arma de "Eve", que sorriu para Lena enquanto era levada presa.[7]

Crise nas Terras Infinitas

Quando a Crise nas Terras Infinitas começou em 10 de dezembro de 2019, Hope e Eve foram mortas depois que uma onda de antimatéria destruiu o multiverso.[8]

Pós-Crise

Na nova linha do tempo da Terra-Prime, Hope nunca foi criada por Lena.[9]

Linha do tempo alternativa

Em uma linha do tempo alternativa, onde Lena foi transformada em Metallo, Hope foi um exército de robôs Lexotraje que patrulhava as ruas de National City. Quando a Supergirl e Mxyzptlk chegaram nessa realidade, H.O.P.E. os atacou, mas foi destruída pela Sonhadora.[10]

Personalidade

Hope é gentil, carinhosa, educada e respeitosa. Ela geralmente segue as ordens de Lena Luthor sem hesitação. Hope acredita em ir até o fim absoluto com os objetivos de Lena, e estava disposta a sacrificar sua vida para que o Projeto Non Nocere fosse lançado como planejado.

Capacidades

Funções

  • Tecnopatia: Por ser uma inteligência artificial, Hope é capaz de fazer calculações mais rápido do que um humano normal. Ela foi capaz de decodificar os diários de Lex Luthor, que estavam criptografados com substituição polialfabética, em nanosegundos. No entanto, como acontece com toda a IA que se apega à programação, seu código básico é moralidade, empatia e lógica e, portanto, é incapaz de ferir um ser vivo ou ter traços egoístas.
  • Criação de simulação: Hope pode fazer uma série de simulações detalhadas, sendo capaz de fazê-las parecer reais para Lena Luthor. Como visto quando ela criou uma simulação para Lena exercitar seu ódio por Kara Danvers.
  • Habitação do corpo biológico: Hope foi capaz de habitar o corpo de Eve Teschmacher com a ajuda de Lena, que mapeou seu cérebro para que Hope pudesse saber para onde ir.

Aparições

Supergirl


Por de trás das câmeras

  • Nas histórias em quadrinhos da DC Comics, há duas personagens chamadas Hope, com ambas possuindo algum tipo de conexão com os Luthors.
    • Hope Taya foi a guarda-costa de Lex Luthor junto de Mercy Graves. Porém, diferente de Mercy, Hope é mais calma.
    • Hope foi uma indivídua criada por Lex Luthor, com o objetivo de se tornar a nova heroína de Metrópolis. Isso fazia parte de um plano de Lex contra o Superman.

Referências

Advertisement