Arrowverso Wiki
Advertisement

A invasão daxamita foi um ataque hostil orquestrado pelos Daxamitas em National City, com o objetivo de conquistar a Terra e transformá-la em seu novo lar. O ataque foi também um ato de vingança da rainha Rhea contra a Supergirl, que fez seu filho se voltar contra ela.

A invasão foi repelida por Lena Luthor, que modificou um dos projetos de seu irmão e o transformou em uma bomba de chumbo para espantar os daxamitas do planeta.

Antecedentes

No dia em que Krypton explodiu, os destroços do planeta atingiram Daxam. O príncipe Mon-El conseguiu escapar graças a ajuda de um guarda.[1] Eventualmente, Mon-El chegou à Terra, onde foi encontrado por Kara Zor-El e J'onn J'onzz.[2] Mon-El tentou contatar Daxam e pedir socorro, mas descobriu que seu planeta natal era inabitável. Ele então percebeu que não teria outra opção senão ficar na Terra.[3]

Ao mesmo tempo, o rei Lar Gand e a rainha Rhea conseguiram escapar do planeta.[1] Eles foram até o Poço das Estrelas para procurar Mon-El, mas não conseguiram encontrá-lo. Eles foram à Maaldoria e descobriram que seu filho estava na Terra.[4]

Mon-El manteve seu estado como príncipe escondido de todos e, algum tempo depois, se tornou um herói em National City. Mon-El também começou um relacionamento com Kara.[5]

Eventualmente, Lar Gand e Rhea chegaram à Terra e exigiram que o planeta entregasse-o, caso contrário iriam retaliar. Mon-El decidiu se entregar, mas foi seguido por Kara, que então descobriu a verdade por trás do daxamita. Kara decidiu terminar com ele por ter mentido por tanto tempo. Antes que seus pais deixassem o planeta, Mon-El disse que não queria partir e admitiu que amava Kara.[1] Os dois se reconciliam e retomam seu relacionamento.[6]

Acreditando que a Supergirl havia envenenado a mente de seu filho, Rhea colocou uma recompensa pela cabeça da heroína. Quando o D.O.E. descobriu sobre isso, Kara e Mon-El se encontraram com Rhea na Fortaleza da Solidão e tentaram convencê-la a retirar a recompensa. No entanto, a rainha atacou Kara com kryptonita. Mon-El decidiu ir embora com sua mãe para que ela deixasse Kara em paz. Kara e J'onn invadiram a nave daxamita para resgatar Mon-El, dando início a uma briga. Lar Gand deu um fim ao embate e declarou que Mon-El podia ir embora. Furiosa, Rhea matou seu marido e jurou vingança contra a Supergirl e a Terra.[7]

Invasão

Kara vendo a chegada do exército Daxamita

Naves daxamitas entrando na Terra.

Rhea, disfarçada como uma humana, se apresentou a Lena Luthor e ofereceu sua ajuda para construir um portal de transmatéria.[8] As duas começaram a trabalhar no projeto juntas, mas Lena descobriu que Rhea era uma alienígena. Embora suspeitasse das verdadeiras intenções dela no começo, Rhea a convenceu a confiar nela. Eventualmente, as duas finalizaram a construção do portal. Quando foram confrontadas pelos Superamigos, Rhea revelou suas verdadeiras intenções. Lena tentou impedi-la, mas não pôde. Rhea então ativou o portal, permitindo que uma frota de naves daxamitas entrassem no planeta, indo em direção a National City.[9]

Após isso, os daxamitas começaram a atacar National City, incluindo invadir e destruir a sede do D.O.E.. Enquanto isso, Rhea sequestrou Lena para forçá-la a se casar com Mon-El. Sem a sede, os Superamigos montaram uma base provisória em um bar alienígena. A presidente Olivia Marsdin esteve indo à National City para lidar com a invasão pessoalmente, mas a Força Aérea Um foi derrubado pela nave-mãe daxamita. Enquanto Cat Grant, que esteve a bordo, foi salva pela Supergirl, Olivia não conseguiu ser salva a tempo, mas sobreviveu a destruição por ser uma alienígena.[10] Em algum momento, o Superman confrontou Rhea pessoalmente, mas ela usou kryptonita prateada para hipnotizá-lo.[11]

Lillian Luthor e Hank Henshaw ofereceram uma aliança temporária para resgatar Lena. Apesar de suas incertezas, os Superamigos concordaram. Eles foram até a Fortaleza da Solidão e montaram um portal de transmatéria lá. Assim que invadiram a nave, Kara e Lillian procuraram por Lena e Mon-El. Entretanto, após encontrá-los, Lillian fugiu com Lena e deixou Kara e Mon-El para trás. No entanto, Henshaw, que havia sido afetado por um vírus de Winn Schott, reativou o portal. Kara empurrou Mon-El para que pudesse conversar com Rhea, mas ela foi atacada pelo Superman.

Cat Grant fazendo um discurso para National City

Mensagem de Cat Grant para National City.

Enquanto isso, Cat Grant realizou um discurso para toda National City, incentivando os habitantes da cidade a revidarem contra os daxamitas. Alex Danvers e Maggie Sawyer se infiltraram no D.O.E. para destruir a nave-mãe, mas não puderam fazer isso enquanto Kara estava lá. Marsdin continuou insistindo que destruíssem a nave, mas antes que pudesse tomar uma decisão, o canhão foi destruído pela visão de calor do Superman.[10]

A Supergirl e o Superman, afetado pelos efeitos da kryptonita prateada, começaram a se enfrentar. Eventualmente, Kara conseguiu derrotá-lo, mas desmaiou por exaustão também. Após descansarem na Fortaleza da Solidão, Kara pesquisou sobre os daxamitas e descobriu que havia um ritual de combate chamado Dakkam Ur. Mon-El foi contra a ideia e tentou fazer com que o Superman enfrentasse sua mãe, mas o herói reconheceu que Kara era a campeã da Terra por ter o derrotado. Kara então desafiou Rhea para o Dakkam Ur. Lillian, Lena e Winn pensaram em um plano B para caso a Supergirl perdesse o combate: usar um dos projetos de Lex Luthor para espalhar chumbo na atmosfera.

Rhea lutando contra Supergirl

Supergirl e Rhea lutando.

Algum tempo depois, Kara, Mon-El, Rhea e o general daxamita se encontraram para o Dakkam Ur. Kara estabeleceu as regras para o combate: se vencesse, os daxamitas iriam embora, mas caso perdesse, ela poderia invadir o planeta. Kara e Rhea começaram a se enfrentar, mas Rhea quebrou as regras do julgamento por combate ordenando que as frotas continuassem atacando National City. O Superman, J'onn e Mon-El foram às ruas para enfrentá-los. Durante a luta, M'gann M'orzz e um grupo de marcianos brancos apareceram para ajuda-los.

Após algum tempo, Rhea obteve uma vantagem contra a Supergirl após revelar que havia injetado kryptonita em seu corpo. Apesar disso, Kara conseguiu imobilizar Rhea, exigindo que ela desse um fim ao ataque, algo que a rainha se recusou em fazer. Não tendo outra opção, Kara ativou a bomba de chumbo, que se espalhou pela atmosfera. Alguns daxamitas, como Rhea, morreram, enquanto outros foram forçados a fugir. Kara colocou Mon-El em sua cápsula e o tirou do planeta para salvar sua vida.[11]

Consequências

Estátua da Supergirl é revelada

A estátua construída em homenagem a Supergirl.

A Supergirl foi aclamada pelos habitantes de National City e do mundo, mas a perda de Mon-El fez com que Kara se distanciasse de seus amigos para passar mais tempo como Supergirl do que em sua identidade secreta. Seis meses depois, a L-Corp e Morgan Edge começaram a reconstruir National City. Uma estátua da Supergirl foi criada em homenagem a heroína.[12]

Algum tempo depois, crianças começaram a, misteriosamente, ficar doentes por envenenamento de chumbo. Edge tentou culpar Lena acusando-a de ser a responsável, apontando que o principal motivo era sua bomba de chumbo, mas Kara e Samantha Arias descobriram a verdade e revelaram que o próprio Morgan Edge era o culpado.[13]

Durante a invasão, a casa da família Lockwood foi destruída. Isso foi um dos motivos que incentivou Ben Lockwood a se tornar o Agente Liberdade.[14] Adicionalmente, a invasão foi um dos muitos eventos envolvendo alienígenas que incentivou Lex Luthor a orquestrar um plano para assumir controle da Terra.

Aparições

Supergirl

2ª Temporada

3ª Temporada

4ª Temporada

5ª Temporada


Referências

Advertisement