Arrowverso Wiki
Advertisement

Jean Loring é uma advogada em Star City e uma amiga próxima de Moira Queen. Ela representou Moira e Oliver Queen em seus respectivos julgamentos.

Biografia[]

Vida pregressa[]

Em algum momento no passado, Jean conheceu Moira Queen e se tornou uma boa amiga dela.[1]

Julgamento de Moira Queen[]

Jean foi contratada como a advogada de Moira depois que ela revelou seu envolvimento no Empreendimento. Na audiência pré-julgamento, Jean propôs que Moira pagasse uma fiança, mas seu pedido foi negado. Ela e Adam Donner acabaram entrando numa discussão depois que Adam sugeriu pena de morte para Moira. Algum tempo depois, Jean conversou com Moira sobre seu caso na Penitenciária Iron Heights.[1]

Adam ofereceu para Moira uma delação premiada, mas Jean a aconselhou recusar a oferta. Jean disse que poderia defender seu caso alegando que ela havia sido manipulada por Malcolm Merlyn, mas Moira admitiu que estava pensando em aceitar a oferta. Depois que Oliver e Thea disseram que não iriam abandoná-la independentemente do que acontecesse, Moira pediu para Jean rejeitar a oferta de Donner.[2]

Depois que Roy Harper foi preso pelo DPSC, Jean foi até a Verdant e aconselhou Thea a terminar com ele, pois acreditava que sua relação com um antigo criminoso poderia prejudicar o caso de sua mãe.[3]

Durante o julgamento, Jean conduziu a defesa de Moira argumentando que ela havia sido obrigada a cooperar com Malcolm pois sua família havia sido ameaçada. Depois que Adam interrogou Thea, Jean disse a Moira que, devido ao revés, Moira agora tinha que testemunhar, embora fosse contra devido ao dano que causaria à sua família. Jean estava presente quando Moira revelou a Oliver e Thea seu caso com Malcolm. Enquanto esperava do lado de fora do tribunal, Jean sinalizou que o júri poderia ter um veredicto e alertou Oliver e Thea para se prepararem para o pior devido à sua natureza rápida. No entanto, o júri considerou Moira inocente de todas as acusações, surpreendendo todos no tribunal.[4]

Julgamento de Oliver Queen[]

Jean foi contratada como a advogada de Oliver depois que sua identidade como Arqueiro Verde foi exposta. Durante a audiência preliminar, Jean disse para Oliver e Felicity Smoak que o novo conselheiro jurídico de acusação era extremo. Durante a audiência, todos os associados do Arqueiro Verde negam que Oliver era o vigilante, mas Rene Ramirez confessa o contrário. Oliver pergunta se conseguiriam refutar a afirmação de Rene, mas Jean disse que não havia uma maneira de fazer aquilo. Ela perguntou se Oliver era realmente o Arqueiro Verde e ele confirmou. Jean sugeriu que ele falasse a verdade e se entregasse por boa vontade, mas Oliver negou fazer isso.

Quando a audiência foi retomada, Jean pediu para Felicity testemunhar e perguntou se uma das supostas fotos eram falsas, o que ela confirmou. Quando "Tommy Merlyn" invadiu a audiência como Arqueiro Verde, o processo foi interrompido. Durante seu testemunho, Laurel Lance confirma que Tommy era o Arqueiro Verde. Algum tempo depois, Jean dá suas explicações finais para o júri, e mais tarde informa Oliver que o júri havia chegado a um veredito.[5]

Jean, assim como todos os seres do multiverso (com exceção dos sete Paragons), foi morta quando uma onda de antimatéria destruiu a Terra-1 durante a Crise nas Terras Infinitas.[6] No entanto, não se sabe se ela foi ressuscitada na Terra-Prime após o fim da Crise.

Personalidade[]


Esta seção está incompleta. Você pode ajudar a expandi-la adicionando algumas informações.

Habilidades[]

  • Advocacia: Jean é conhecida como uma das melhores advogadas de Star City.

Aparições[]

Arqueiro[]

2ª Temporada

6ª Temporada

7ª Temporada


Por de trás das câmeras[]

  • Nas histórias em quadrinhos da DC Comics, Jean Loring é uma promotora de Ivy Town e a namorada/esposa de Ray Palmer. Durante o arco Crise de Identidade, Jean mata Sue Dearbon e se torna a nova hospedeira de Eclipso. Sua primeira aparição ocorreu em Showcase #34 (outubro de 1961).

Referências[]

Advertisement