Arrowverso Wiki
Advertisement

"Eu estou te oferecendo poder de controlar o destino. Você queria dominar o Inferno, agora, você pode dominar todo o cosmos."
—Láquesis para Astra Logue[fonte]

Láquesis é uma divindade Grega, especificamente uma das três Moiras junto de suas irmãs Cloto e Átropos. Ela determinava os destinos e controlava as vidas dos mortais com o Tear do Destino. Quando Sara Lance puxou o fio da vida de Átropos e colocou-o junto com os outros fios que o Tear manipulava, isto fez com que o Tear explodisse. Sem o Tear, Láquesis e Cloto tornaram-se mortais, enquanto Átropos foi morta.

Biografia[]

Decidindo o destino[]

Em tempos passados, as três Moiras gregas, que incluíam Láquesis e suas irmãs, Átropos e Cloto, costumavam a tecer os fios do Tear do Destino. Láquesis era responsável por controlar o destino dos mortais durante suas vidas. Devido a isso, ela era a líder das Moiras. Porém, desejando que os mortais vivessem seus próprios destinos e escolhessem seu próprio caminho, Cloto destruiu o Tear e espalhou seus pedaços através do multiverso. Isto diminuiu os poderes de Láquesis e Átropos, enquanto permitiu que Cloto fugisse da ira de suas irmãs.[1]

Desejando ter poder sobre os outros, Láquesis foi para o Inferno e se apresentou como uma trocadora de moedas de almas, mas também mantinha-se escondida para evitar a ira do Triumvirato do Inferno.[citação necessária]

Retorno[]

Depois que a Crise acabou, e diversos universos do multiverso foram unificados para formar a Terra-Prime,[2] os pedaços espalhados no multiverso por Cloto agora existiam no mesmo plano, o que restaurou os poderes de Láquesis e Átropos. Ela começou a sussurrar na cabeça de sua irmã, interferindo-se na mudança de corpos dela e ameaçando matá-la e a todos com quem ela se importava.[1]

Buscando pelo Tear do Destino[]

Enquanto trabalhava no Inferno, Láquesis conheceu Astra Logue e a acolheu quando criança.[3] Láquesis começou a manipulá-la para fazê-la odiar John Constantine, enquanto ao mesmo tempo fornecia informações para que Átropos pudesse buscar pelo Tear do Destino.[4][5][3]

Láquesis se passou por Astra para poder roubar sua coleção de moedas, algo que a própria Astra acabou descobrindo eventualmente. Quando confrontada, Láquesis e Átropos convidaram Astra para serem a terceira Moira, substituindo Charlie. Astra disse que iria ajudá-las, portanto que ela recebesse a moeda da alma de Constantine. Apesar de parecer concordar em ajudar as irmãs, Astra as traiu e se uniu às Lendas em sua busca pelo Tear do Destino.[3]

Átropos, Láquesis e Charlie na Waverider

As Moiras na Waverider.

Apesar de Cloto acreditar que suas irmãs apenas treinaram Astra para ser a "cachorrinha" delas, Astra acreditava que Láquesis a treinou para ser uma Moira. Para poder usar o Tear do Destino, Astra, assim como as outras Lendas, bebeu o vinho do Cálice de Dionísio para poder se tornar imortal por 24 horas. Logo depois disso, Láquesis apareceu diante dela dizendo que precisava de um favor.[6] Com a ajuda de Astra, as duas irmãs roubaram a Waverider e desativaram a Gideon. Átropos não via mais nenhuma utilidade para Astra e estava disposta a matá-la, mas Átropos a convenceu de não fazer isso. Astra acreditava que sua mãe podia ser ressuscitada, mas Láquesis mostrou um futuro onde Astra se despedia de sua mãe em uma cama de hospital, fazendo-a perceber e se questionar se tudo que ela havia passado valia a pena ressuscitá-la.

Átropos e Láquesis conversando com Charlie

Átropos e Láquesis conversando com Charlie.

Átropos reportou que os anéis do Tear estão desaparecidos, e então as três mulheres percebem que não estavam sozinhas na nave. Elas encontram Gary Green e seu coelho, mas ele usa um feitiço para fazer os anéis desaparecerem. Láquesis e Átropos obrigam Astra a fazê-lo devolvê-los, nem mesmo que fosse torturando-o. Quando as duas retornaram para ver como Astra estava lidando, elas perceberam que a imortalidade dela havia acabado e que ela havia se aliado a Gary, e estava pronta para fugir com o mesmo e os anéis. Láquesis assistiu Átropos matar ambos. Quando Cloto conseguiu voltar à nave depois de ela e as Lendas serem atacadas por zumbis em um apocalipse zumbi, ela fez um acordo com suas irmãs, na qual as Lendas seriam ressuscitadas e poderiam viver em séries de televisão diferentes no novo mundo que estavam prestes a criar, onde o livre arbítrio seria considerado algo ofensivo e estaria banido pela eternidade.[7]

Mortalidade[]

"Você teria me deixado sem nada. Eu te devolvi os seus poderes, eu te devolvi a sua imortalidade. Quando você destruiu o nosso Tear, todos nós perdemos esse dom. EU ERA UM DEUS! Agora, eu... não sou nada."
—Láquesis para Charlie[fonte]
As Moiras

As Moiras concedendo desejos as pessoas.

Um dia depois de reconstruírem a realidade, as Moiras se encontraram com os habitantes daquele mundo para garantirem desejos a eles. Durante isso, As três mulheres percebem que as Lendas haviam escapado das séries em que estavam presos e procuravam destruir o Tear. As Lendas foram capazes de fazer isto, matando Átropos durante o processo, mas desapareceram por quatro meses. Durante esse tempo, Láquesis culpou Cloto pela morte de sua irmã e obrigou-a viver em um museu que mostrava o quanto o livre arbítrio era algo ruim. Enquanto isso, Láquesis encontrou um novo meio de controlar as pessoas, fazendo com que a Gideon falasse o que eles deveriam fazer com o Fatewatch.

Láquesis confrontando Charlie

Láquesis confrontando Charlie.

Enquanto Láquesis fazia um tour para um grupo de pessoas no museu para mostrar os maiores perigos da história, com Cloto e as Lendas como o número um e dois, respectivamente, Astra se revelou sentada na cadeira de Cloto. Ela confrontou-a, dizendo que Láquesis havia cuidado dela apenas para que ela fosse uma substituta para Cloto. Láquesis se irritou com a acusação, mas não tinha poderes para fazer algo a respeito. As Lendas também se revelaram no museu, fingindo ser suas estátuas. Láquesis ressuscitou os Encores para enfrentá-los enquanto fugia. Enquanto tentava controlar a Gideon, mandando-a reiniciar o mundo, Láquesis percebeu que ela havia sido desativada. Quando Cloto, segurando o punhal do inferno, aparece, ela a confronta sobre como Láquesis a havia tratado anteriormente. Contudo, ao invés de esfaqueá-la, Cloto a abraça, dizendo que a perdoava por tudo que havia feito.[8]

Poderes e habilidades[]

Poderes[]

  • Magia: Apesar de não possuir mais uma conexão com o Tear, Láquesis ainda tem alguns poderes mágicos. Contudo, ela apenas o usou para invocar os Encores.

Poderes anteriores[]

  • Fisiologia de divindade/Conexão com o Tear do Destino: Láquesis é uma das Moiras gregas, e era capaz de fazer atos supernaturais. Especialmente, como uma das Moiras, os poderes de Láquesis são diretamente ligados com o Tear do Destino. Quando ele estivesse intacto, ela estaria com o poder em sua alta capacidade. Quando ele estava quebrado, e espalhados através de diferentes dimensões e/ou universos, seus poderes foram diminuídos drasticamente. Quando os pedaços quebrados estavam no mesmo plano/dimensão/universo, seus poderes estavam quase em sua capacidade total.[1] Depois que as Lendas destruíram o Tear, ela ficou sem seus poderes, transformando-a em uma humana.
    • Conexão com suas irmãs: Láquesis pode se comunicar diretamente com Cloto através de sussurros dolorosos. Ela podia fazer isso apenas quando os pedaços do Tear do Destino estavam no mesmo plano/dimensão/universo.[1]
    • Teletransporte: Láquesis pode se teletransportar a qualquer lugar com apenas um pensamento. Ela usa essa habilidade para motivos insignificantes, até mesmo para atravessar apenas uma sala.[9] Ela também é capaz de teletransportar objetos até ela, demonstrado quando ela usou essa habilidade para teletransportar a moeda da alma de John Constantine para si.[9]
    • Viagem interdimensional: Láquesis consegue viajar através de planos além da Terra-1/Terra-Prime, já que ela consegue viajar através do plano terrestre até o Inferno sem morrer.
    • Manipulação de vida: De acordo com Cloto, é o trabalho de Láquesis determinar o quanto longo o fio/vida de uma pessoa seria, e qual seria seu destino.[3] Isso é mostrado quando ela trabalha como fabricante de moedas de alma no Inferno e foi capaz de fazer com que John Constantine tivesse câncer de pulmão fatal 10 anos antes do que ele deveria ter.
    • Imortalidade: Como uma deusa, Láquesis é imortal. Porém, depois da destruição do Tear, ela se tornou uma mortal (diferente de Charlie, que manteve alguns de seus poderes).
    • Projeção de ilusão: Láquesis demonstrou ter a capacidade de projetar pensamentos na cabeça de outras pessoas, como visto quando ela mostrou a Astra pensamentos dolorosos de perder sua mãe por causas naturais ao tentar convencê-la de que usar o Tear do Destino para trazer sua mãe de volta apenas a faria passar pela dor de perder novamente mais tarde.

Habilidades[]

  • Manipulação: Segundo Cloto, Láquesis pode manipular pessoas para obrigá-los a fazer o que ela quiser.[3] Depois de anos desejando ressuscitar sua mãe, Astra foi convencida por Láquesis a abandonar sua missão.[7]

Equipamento[]

Equipamento anterior[]

  • Tear do Destino: Como uma Moira, Láquesis costumava a manipular o Tear com suas irmãs.
  • Gideon: Depois da destruição do Tear do Destino, Láquesis usou a Gideon para criar o Fatewatch.

Aparições[]

Lendas do Amanhã[]


Por de trás das câmeras[]

  • Na mitologia grega, Láquesis, assim como na série, é a Destino encarregada de medir os fios do destino, determinando quanto tempo uma pessoa viveria.
  • Láquesis, ao lado de Átropos, foi a antagonista principal da 5ª Temporada de Lendas do Amanhã.
    • Láquesis é a única antagonista da série a não ser morta no final da temporada.

Referências[]

Advertisement