Arrowverso Wiki
Advertisement

Lar Gand (morto em março de 2017) foi o rei de Daxam. Ele também foi o esposo da falecida Rhea e o pai de Mon-El. Depois que seu planeta foi devastado pelos destroços de Krypton, Lar Gand e sua esposa governaram o que restou dos Daxamitas. Lar Gand mais tarde foi morto por Rhea quando ele permitiu que seu filho permanecesse na Terra ao invés de retornar para Daxam.

Biografia[]

Vida pregressa[]

Lar Gand nasceu na família ral do planeta Daxam, e eventualmente se tornou o rei dos Daxamitas. Em algum momento, ele conheceu e se apaixonou por Rhea. O casal então teve um filho, chamado Mon-El.

Busca por Mon-El e morte[]

Quando Krypton explodiu e destroços começaram a cair em Daxam, Lar Gand e sua esposa embarcaram em uma nave e deixaram seu planeta para trás com alguns outros daxamitas. Algum tempo depois, ele e sua esposa descobriram que seu filho estava vivo e partiram para procurá-lo. Em Maaldoria, um embaixador Dominador informou-os que seu filho estava na Terra.[1]

Eventualmente, o casal chegaram à Terra, onde perceberam que seu sol amarelo estava os afetando de alguma forma. Acreditando que seu filho estava sendo mantido preso contra sua vontade, eles enviaram uma mensagem ao planeta, demandando que Mon-El fosse entregue. Quando a Supergirl voou para sua nave, ele ordenou que as armas a atacassem, acreditando que a heroína estava tentando atacá-los.

Mon-El se reencontrando com seus pais

Lar Gand e Rhea reencontrando Mon-El.

Quando Mon-El pediu para que eles baixassem suas armas e que ele iria se render, Lar Gand ordenou que as armas fossem desligadas. Ele teletransportou Mon-El e Kara para a nave, onde enfim se reuniu com seu filho e revelaram a herança real de Mon-El para a kryptoniana, que não estava ciente daquilo. Lar Gand ordenou que celebrassem o retorno de seu filho com uma comemoração, embora Mon-El estava hesitante quanto a isto e queria partir, porém Kara insistiu que eles ficassem, afim de descobrir mais sobre o que seu atual namorado estava mentindo. Durante um jantar, Mon-El e Kara, assim como Lar Gand e Rhea, contaram sobre o que passaram depois da devastação de Daxam e Krypton.

Quando Mon-El mais tarde retornou à nave, Lar Gand estava pronto para que retornassem a Daxam e começassem a reconstruir sua sociedade, mas seu filho disse que não estava deixando a Terra. Ele também alegou que Lar Gand e Rhea não se importavam realmente com seu povo e que estava cansado de ser servido e enfeitado. Rhea acusou Kara de ser a causa de sua atitude, mas Mon-El afirmou que ela o fez querer ser melhor. Mon-El então pediu para ser devolvido à Terra e Lar Gand silenciosamente respondeu ao seu pedido e o mandou de volta.[2]

Mais tarde, Lar Gand e sua esposa foram chamados ao Bar do Al por seu filho. Ele se surpreendeu ao descobrir que Mon-El trabalhava no estabelecimento como um bartender. Ele dispensou o comentário e revelou que uma recompensa de 300 quarts havia sido colocado e Kara, e suspeitou que seus pais estavam por trás disso. Lar Gand negou que estivessem envolvidos nisso, e esclareceu que ainda estavam na órbita da Terra pois tinham esperanças de que Mon-El mudaria de ideia e iria retornar a Daxam com eles. Ele contou ao filho que estava em desespero depois de perdê-lo, mas Rhea os manteve fortes até receberam sua mensagem e tiveram esperança novamente.

Mon-El e Lar Gand conversando sobre o futuro de Daxam

Lar Gand e Mon-El conversando sobre o futuro de Daxam.

Quando Mon-El voltou com Rhea para a nave, ele ficou feliz em vê-lo, mas ficou chocado por Rhea ter sido a pessoa que emitiu a recompensa em Kara e coagiu seu filho a voltar para eles, ameaçando a vida da heroína. Lar Gand foi até seu filho enquanto ele estava dando uma última olhada para a Terra, e lhe garantiu que Kara ficaria bem e que voltar para casa era o certo para seu povo. Mon-El disse que quando fosse o Rei de Daxam, ele iria tornar as coisas melhores que antes, tratando a todos com justiça e direitos iguais, mas Lar Gand disse que essa ideia era ridícula. Quando Mon-El perguntou-o do motivo dessa ideia ser ridícula, ele disse que o povo de Daxam não precisava daquilo, e que o povo precisava de sua ordem e liderança para sobreviver e era o poder de sua casa que fazia seu povo sobreviver. Mon-El afirmou que a casa deles teria inevitavelmente caído, mas poderia ser reconstruída para ficar melhor e ele pediu a seu pai para ajudá-lo, mas Rhea chegou e colocou Mon-El em uma cela para tentar eliminar a influência de Kara e da Terra nele.

Quando J'onn J'onzz e Kara se teletransportaram para a nave para confrontar Rhea, Lar Gand partiu para lutar contra J'onn. Ele afirmou que tudo o que eles queriam era que sua família ficasse junta, mas J'onn afirmou que era isso que eles também queriam. Mon-El foi libertado de sua cela por Winn e ele viu que Kara estava em apuros por causa das armas de kryptonita que Rhea estava empunhando e fez um buraco na janela da nave para que o vácuo sugasse a kryptonita. Lar Gand conseguiu selá-lo novamente e ordenou que seus soldados parassem, notando que Mon-El tinha uma nova família e decidiu permitir que ele voltasse com eles, pois parecia ter feito sua escolha.

Lar Gand é esfaqueado por Rhea

Lar Gand é esfaqueado por Rhea.

Lar Gand estava dando uma olhada final na Terra antes de retornarem a Daxam quando Rhea se juntou a ele. Ela perguntou por que deixou Mon-El ir, e ele explicou que em Daxam eles valorizam a felicidade e ele sentiu que Mon-El não teria ficado feliz em partir com eles. Rhea então disse que eles costumavam estar completamente em sincronia, um ao lado do outro, mas parecia que não estavam mais. Lar Gand alegou que ainda estava ao lado de Rhea e que eles encontrariam uma maneira de seguir em frente, mas Rhea disse que não o fariam antes de esfaqueá-lo. Sobre seu cadáver, Rhea afirmou que ele a traiu e que ela ainda não tinha terminado com a Terra.[3]

Legado[]

Quando Mon-El confrontou sua mãe com uma arma carregada com balas de chumbo, ela mentiu sobre a morte de Lar Gand e disse a seu filho que ele cometeu suicídio depois de Mon-El optar por não acompanhá-los até Daxam. A notícia do aparente "suicídio" de seu pai foi o que lhe impediu de matar sua própria mãe.

Quando Rhea foi confrontada por Kara, que tentou convencê-la a se render, ela revelou que havia matado Lar Gand pelo mesmo ter a "traído" em relação a seu pensamento contra Kara. Mais tarde, Kara informou Mon-El que Lar Gand não cometeu suicídio, mas havia sido assassinado por Rhea. Depois que chumbo foi liberado na atmosfera do planeta, Rhea começou a sofrer dos efeitos do minério, consequentemente começou a morrer, e implorou para Mon-El salvá-la. Mon-El, friamente, a perguntou se ela gostaria que ele a salvasse da mesma forma que ela "salvou" seu pai.

Personalidade[]

Lar Gand possuía os traços comuns da maioria dos Daxamitas, pois valorizava o esplendor pessoal e a felicidade, ele era um tanto arrogante e vaidoso quando se tratava da posição dele e de sua família como realeza e apoiava firmemente as políticas de escravidão e posição de seu planeta. Como tal, Lar Gand ficou levemente perturbado quando soube que seu filho, Mon-El, assumiu um emprego de bartender na Terra (confundindo-o com uma ocupação servil), embora Mon-El alegasse ser um "mixologista".

No entanto, Lar Gand tinha um lado suave quando se tratava de sua esposa e de seu filho, ele faria o que fosse necessário para o bem de sua família, até lutaria por eles assim que percebesse que eles estavam em apuros. Ele havia até mostrado que cuidava de seu povo, em sua própria maneira equivocada, já que ele acreditava que suas ações eram para o melhor dos Daxamitas em seu governo. Antes de sua morte nas mãos de sua própria esposa, Rhea, foi visto que a mudança de Mon-El, que passou muito tempo com Kara Danvers e os humanos, estava começando a ter um efeito sobre ele também. E, ao contrário de Rhea, ele não hesitou em honrar a intenção de seu filho de ficar na Terra com Kara, até mesmo dando sutilmente sua bênção a Mon-El. Seu próprio filho disse que Lar Gand não era um bom homem, exagerando que teria fugido se percebesse que seu pai sobreviveu à destruição de Daxam e depois veio em busca de Mon-El ele mesmo, mas ele ainda ficou com o coração partido quando soube que Lar Gand tinha realmente sido assassinado por sua mãe.

Como todos os Daxamitas, Lar Gand não gostava dos kryptonianos devido aos seus traços arrogantes e hipócritas. Apesar disso, ele ainda fez uma tentativa de ser civilizado com Kara e foi rápido em se desculpar por atirar nela quando ela e Mon-El foram teletransportados para a nave interestelar Daxamita.

Poderes e habilidades[]

Poderes[]

  • Fisiologia Daxamita: Normalmente, como todos os Daxamitas, as capacidades de Lar Gand não eram maiores do que um ser humano normal em seu condicionamento físico. No entanto, uma vez carregado pela energia de um sol azul ou amarelo e metabolizado em seu corpo, ele se tornou capaz de realizar vários feitos desumanos.
    • Absorção de energia solar: Enquanto os poderes de Lar Gand dependem do espectro de energia de um sol azul ou amarelo, seu corpo era capaz de absorver constante e passivamente essa energia quando exposto a ela, essencialmente mantendo suas reservas totalmente carregadas quase constantemente. A exposição direta à luz solar também acelera sua recuperação de quaisquer lesões que ele consiga sustentar.
      • Fator de cura acelerado: O metabolismo de carga solar de Lar Gand acelerava sua cura e permitia que ele queimasse calorias em um ritmo rápido, tornando-o resistente ao ganho de peso.
        • Eletrossíntese: As células de Lar Gand aproveitam e absorvem a energia elétrica ao seu redor, manipulando-a para se regenerar em um nível celular e manifestar sua própria fonte de energia.
        • Imunidade a contaminantes: Lar Gand tinha imunidade a todas as formas de doenças e contaminantes na Terra.
        • Imunidade à kryptonita: Apesar de ter uma fisiologia semelhante à dos kryptonianos, Lar Gand era imune aos efeitos da radiação da kryptonita.
      • Invulnerabilidade: Lar Gand era essencialmente invulnerável a todas as armas terrestres.
      • Super velocidade: Lar Gand possuía a capacidade de se mover a velocidades incríveis, muito maiores do que qualquer humano normal.
      • Super força: Sob um sol azul ou amarelo, a força de Lar Gand foi aumentada o suficiente para matar facilmente um humano normal se ele os atacasse diretamente.
      • Super salto: Lar Gand era capaz de realizar saltos incrivelmente altos com um único salto.

Habilidades[]

  • Combatente corpo-a-corpo experiente: Como membro da família real de Daxam, Lar Gand era um lutador desarmado capaz.
    • Especialista em lutas de bastão: Como membro da família real de Daxam, Lar Gand era um lutador de bastão competente. Ele foi capaz de lutar cara a cara com J'onn J'onzz, um marciano verde que tem 317 anos e é um especialista em luta por seus próprios méritos.
  • Líder especialista: Como o rei de Daxam, Lar Gand poderia comandar seu povo e trazer estabilidade a eles.

Fraquezas[]

  • Chumbo: Armas feitas de chumbo são capazes de penetrar na pele de Lar Gand. Se o chumbo permanecer em seu sistema por muito tempo, ele morrerá de envenenamento.
  • Energia extrema: Quantidades extremas de energia, podem ser suficientes para matar Lar Gand.
  • Energia do sol vermelho: Como os Kryptonianos, a exposição ao sol vermelho tornará Lar Gand o equivalente a um ser humano na Terra.

Aparições[]

Supergirl[]

2ª Temporada


Por de trás das câmeras[]

  • Nas histórias em quadrinhos da DC Comics, o pai de Mon-El é chamado Kel Gand.
    • Também nos quadrinhos, o nome verdadeiro de Mon-El é Lar Gand.

Referências[]

Advertisement