Para outras versões da personagem, veja Laurel Lance (desambiguação).
Para outras portadoras do título de Canário, veja Canário.
Para outras personagens com o mesmo nome, veja Dinah.

"Por favor... por favor não deixa que eu seja a última Canário. Desse jeito, uma parte de mim sempre estará com vocês."
—Últimas palavras de Laurel Lance para Oliver Queen[fonte]


Dinah Laurel Lance[1] (15 de Novembro de 1985[2] - 6 de Abril de 2016[3]), melhor conhecida como Laurel Lance, foi uma cidadã de Star City e uma de seus servidores públicos mais queridos.[4] Laurel foi a filha mais velha de Quentin Lance e Dinah Lance (cujo nome foi em homenagem a sua mãe), a irmã mais velha de Sara Lance, a ex-namorada/amiga de longa data de Oliver Queen e a amiga de longa data/esposa de Tommy Merlyn. Ela foi uma advogada que ocupou o cargo de promotora assistente, e anteriormente foi advogada de assistência jurídica. Porém, depois da morte de sua irmã, Laurel se inspirou em seus atos heroicos e decidiu treinar com Ted Grant e Nyssa al Ghul, a antiga amada de Sara, para se tornar uma vigilante. Eventualmente, ela entrou para a Equipe Arqueiro e se tornou conhecida como a Canário Negro, a segunda Canário de sua cidade.

Infelizmente, Laurel foi mortalmente ferida por Damien Darhk durante sua fuga da prisão. Quando levada ao hospital, ela faleceu cercada por seus amigos da equipe momentos antes de seu pai chegar.[5] Depois de sua morte, Oliver revelou as ações de Laurel como a Canário Negro para o mundo, afim de preservar a reputação dela como uma heroína para os habitantes de Star City. Além de uma estátua ter sido construída em sua homenagem, sua identidade como Canário Negro também foi colocada em sua lápide.

Dois anos depois de sua morte, a Laurel Lance da Terra-2 se revelou ao público (fingindo ser sua falecida sósia da Terra-1) para poder se proteger de Ricardo Diaz; dizendo que sua morte havia sido forjada pela C.O.L.M.É.I.A. e que estava sendo torturada pela organização nos últimos dois anos. Depois disto, o público acreditou que a Laurel da Terra-1 estava viva e bem.

Índice

Biografia

Pré-Crise

Vida pregressa

Filha de Quentin e Dinah Lance, e irmã mais velha de Sara, Laurel Lance nasceu em 15 de Novembro de 1985 em Starling City. Quando criança, Laurel e Sara sempre se vestiam para brincarem juntas. Uma vez, elas fingiram ser versões adultas de si mesmas, com Laurel sendo uma policial e Sara uma doutora.[6] As duas também apostavam corrida até o topo de uma árvore, na qual Laurel sempre deixava Sara ganhar.[7] Quando jovem, Laurel conheceu e se tornou amiga de Oliver Queen e Tommy Merlyn, e os três cresceram juntos como melhores amigos ao longo da vida.[8] Ela também se tornou próxima da irmã mais nova de Oliver, Thea.

Enquanto crescia, Laurel sempre foi uma garota estudiosa e responsável, diferente da natureza rebelde de Sara.[9] Desde jovem, Laurel sempre foi próxima de seu pai, compartilhando a admiração de Quentin por justiça e seu desejo de tornar o mundo um lugar melhor.[10]

No último ano do ensino médio, Laurel se tornou presidente do corpo estudantil com a ajuda de Oliver e Tommy, que distribuíram cestas de presentes para os eleitores.[11]

Laurel planejou frequentar a Universidade de Starling City depois que finalizasse o ensino médio, mas ainda estava tentando decidir o que queria estudar. Enquanto isso, Quentin pediu para que Laurel olhasse Sara devido ao seu comportamento estranho. No dia seguinte, Laurel tentou caminhar com sua irmã, mas Sara rejeitou a oferta de ajuda. Mais tarde, Sara voltou para casa com um rolho roxo, dizendo que estava sendo zombada na escola. Quentin brigou com Laurel por ela não ter ajudado sua irmã, citando que eles sempre deveriam ajudar aqueles que não conseguem se proteger, e começou a ensinar a Laurel e Sara lições de auto-defesa. Mais tarde, quando Laurel e Sara estavam caminhando para casa depois da escola, os valentões de Sara cercaram-as, mas as irmãs trabalharam juntas para afastá-los, e eles nunca mais incomodaram Sara novamente. Depois disto, Laurel, se lembrando das palavras de seu pai, começou a estudar lei na Universidade de Starling, desejando se tornar uma advogada para poder ajudar as pessoas.[12]

Em 2005, Laurel compareceu a uma festa do colégio de Tommy quando Sara havia se infiltrado para poder passar mais tempo com Oliver. Seu pai e outros policiais logo chegaram para acabar com a festa, fazendo com que Sara ficasse de castigo depois disso. Sara começou a acreditar que foi Laurel quem havia chamado seu pai para sabotar as chances dela com Oliver, já que, aparentemente, ela sabia da paixão de sua irmã por ele. Porém, não se sabe se foi Laurel quem fez isso. Um mês depois da festa de Tommy, Laurel e Oliver começaram a sair juntos e se apaixonaram,[13] apesar de sua reputação altamente conhecida.[14] Seu relacionamento foi aprovado pela família de Oliver, especialmente Moira Queen, que admirava a influência que Laurel tinha sobre seu filho.[15]

Dois anos depois, em 2007, enquanto estudava para a escola de direito, Laurel conversou com Oliver sobre se mudarem para sua própria casa. Oliver, aparentemente, concordou, mas fugiu de sua responsabilidade e traiu-a. Sem conhecimento disto, Laurel começou a procurar por apartamentos para ela e Oliver morarem juntos, esperando que um dia pudesse se tornar "Laurel Queen". Enquanto Sara estava visitando a faculdade, Laurel detalhou animadamente suas aspirações. No entanto, Sara expressou cautela e tentou conversar com Laurel sobre a possibilidade de Oliver não estar pronto para se estabelecer, dada sua reputação. Irritada com a aparente falta de apoio da irmã, Laurel se recusou a ouvir e as duas começaram uma discussão acalorada.

Quando Oliver estava prestes a embarcar no Queen's Gambit com seu pai, Laurel foi até às docas para lhe entregar uma fotografia sua, para que ele pudesse olhá-la durante sua viagem. Possivelmente com o aviso de Sara em mente, Laurel perguntou-o se ela havia o assustado com a proposta de viverem juntos, mas ele (falsamente) lhe assegurou de que tudo estava bem. Alguns dias depois, Laurel e seu pai viram em um noticiário que o Queen's Gambit havia se perdido no mar, muito para seu horror. Momentos depois disto, Moira revelou a ela que Sara também estava no iate quando ele afundou, fazendo Laurel perceber que Oliver estava a traindo com sua irmã.[14][16]

Família fraturada e aventuras pela lei

Devastada pela traição de Oliver e Sara, Laurel foi incapaz de ficar de luto por sua irmã devido a sua raiva e tristeza, em última análise, tornando-se emocionalmente insensível à dor.[17] Nos próximos cinco anos depois da morte de sua irmã, os pais de Laurel se divorciaram, com sua mãe indo viver em Central City enquanto seu pai se afundava em seu trabalho e se tornou um alcoólatra, fazendo com que Laurel tirasse-o das grades quando este se metia em problemas.[18] Laurel então foi para a faculdade de direito, onde se enterrou nos estudos e se afastou da família Queen, tornando-se cínica e isolada por um período de tempo. Enquanto estudava, Laurel conheceu e se tornou amiga de Joanna de la Vega.[19][20]

Em 2008, Laurel recebeu um telefonema de um desconhecido em seu celular enquanto estava na escola. Porém, quando atendeu, ninguém lhe respondeu, o que a deixou confusa e a fez encerrar a ligação. Sem seu conhecimento, a pessoa quem havia lhe ligado era Oliver, que estava retornando de Lian Yu.[21]

Em algum momento na faculdade de direito, Laurel chegou aos julgamentos simulados em Moot Court e pediu a seu pai para vir assistir, o que Quentin inicialmente concordou. No Moot Court, Laurel era a advogada de defesa de um suspeito que foi injustamente preso e acusado de um assassinato cometido com sua arma roubada. Ela esperou pelo pai, mas ele não apareceu, deixando-a desapontada. Laurel procedeu como defesa e finalmente ganhou o caso. Depois, Quentin se desculpou por não ter vindo, explicando como ele finalmente prendeu um serial killer, mas Laurel ainda estava chateada.[22]

Em Fevereiro de 2010, durante seu último ano na faculdade de direito, Laurel aceitou uma oferta de emprego na Weathersby Posner, uma firma corporativa em São Francisco. Em uma tarde, ela foi notificada pelo sargento do DPSC que Quentin não apareceu para o trabalho. Encontrando-o em um bar, Laurel pagou por sua bebida e levou-o para casa. Naquela noite, ela compareceu a festa de 25º aniversário de Tommy na Mansão Merlyn, onde os dois conversaram até se encontrarem com Thea, cuja vida de "garota baladeira" começou a lhes preocupar. A festa foi finalizada quando os policiais encontraram um traficante de drogas foi encontrado morto. Depois que Quentin chegou, ele discutiu com Thea e Tommy, e também criticou Laurel por ainda se associar com a "multidão de Oliver", o que a irritou.

Laurel levou seu pai para dentro e o repreendeu por sua explosão, Quentin então revelou sua discordância com seu novo trabalho; ele disse que Laurel queria se tornar uma advogada para ajudar as pessoas e, na Weathersby Posner ela estaria apenas “ajudando gatos gordos a engordar”. No dia seguinte, depois de pensar um pouco, Laurel recusou a oferta de Weathersby Posner e, em vez disso, aceitou um emprego na CNRI, um escritório de assistência jurídica em Glades. Tommy abordou Laurel quando ela estava saindo do CNRI naquela noite para ver como ela estava. Ele convidou Laurel para jantar e beber, o que ela aceitou.[23]

Depois disso, Laurel e Tommy começaram um relacionamento casual, na qual Tommy desejava iniciar um relacionamento próprio, enquanto Laurel considerava-os como um "deslize". Laurel se formou na faculdade de direito e começou a trabalhar na CNRI ao lado de Joanna. Ela eventualmente acabou seu caso com Tommy, mas ele ainda continuou apaixonado por ela. Na CNRI, Laurel embarcou na missão de derrubar o sistema corrupto de Starling City através do sistema legal.[17][24] Através de seu trabalho, Laurel conheceu a Detetive McKenna Hall.[25]

Retorno da Igreja de Sangue

Depois de ser ferido, Quentin foi levado a um hospital e colocado em um coma, onde seus sinais vitas se estabilizaram. Laurel ficava constantemente ao seu lado, fazendo com que um médico pedisse para que ela descansasse um pouco e deixasse-o. Laurel decidiu seguir o conselho da mulher, e foi ao lado de fora para ligar para sua irmã.[26]

Algum tempo depois, Laurel começou a questionar Hoshaw Tolibao depois que ele capturou uma mulher e a fez de refém. Ele disse que não precisava de advogado, já que estava agindo de forma certa e que seu deus, Irmão Sangue, iria protegê-lo. Chocada com a informação, Laurel a revelou para a Equipe Arqueiro, que chegaram na conclusão de que alguém havia assumido o manto. Laurel então cuidou de Roy, que estava inconsciente, comentando o quanto ele a lembrava de seu pai.[27] Ela então decidiu visitar seu pai no hospital, e quando chegou lá se reencontrou com Sara, que também estava visitando. Neste instante, Quentin acordou depois de ficar semanas em coma.[28]

Depois, Laurel se encontrou com Caleb Green e foi capturada pelo mesmo para chamar a atenção de Oliver. Na Mansão Queen, Oliver conseguiu libertá-la. Durante sua luta com Caleb, Oliver disse para que ela fugisse, ordem na qual recusou inicialmente, mas acabou obedecendo-a eventualmente. Depois da mansão ser queimada, ela encontrou Oliver entre os destroços. Eles também encontraram Caleb, que havia morrido.[29]

Seguindo os passos de sua irmã

Morte de Sara

Capitão Lance reconhecendo o Arqueiro como um herói e anuncia que a força-tarefas havia sido desfeita.

Cinco meses depois da derrota do Exterminador, Laurel foi designada para processar Vincent Steelgrave depois que ele foi entregado à polícia pelo Arqueiro. Depois que Laurel apresentou a evidência durante seu julgamento, cortesia do Arqueiro, Steelgrave aceitou a pena de culpa de 15 a 20 anos de prisão. Laurel se encontrou com Oliver em frente do tribunal enquanto Steelgrave era transportado para a prisão. Depois que lhe disse sobre seu sucesso no processo, Oliver a perguntou do motivo de tê-lo chamado lá. Laurel então o fez ouvir o discurso que o Capitão Lance estava fazendo, anunciando que o Departamento de Polícia havia decidido desfazer a força-tarefas que tinha como o objetivo capturar o Arqueiro, pois eles haviam reconhecido o vigilante como um herói por ter impedido o Cerco.

Na mesma noite, o pai de Laurel foi hospitalizado depois de uma tentativa falha de capturar Werner Zytle ao lado do Arqueiro. Laurel visitou seu pai no hospital na manhã seguinte, e o repreendeu por ainda sair em campo apesar de seus problemas de saúde. Quando perguntou por que ele continuava fazendo isso, Lance disse a Laurel que era a única vida que ele conhecia. Laurel respondeu dizendo que ele era seu pai, e ela precisava dele.

Laurel encontrando o cadáver de Sara.

Mais tarde naquela noite, Laurel se encontrou com Sara, que havia chegado recentemente à Starling City, em um telhado. As duas irmãs se abraçaram quando se viram, e Sara perguntou-a como seu pai estava. Quando Laurel respondeu que se ele vê-la ele poderia melhorar, Sara pediu para sua irmã que não revelasse a ele que ela está na cidade novamente, afim de protegê-lo. O reencontro entre elas foi interrompido quando Laurel foi chamada de volta a delegacia para a interrogação de Zytle, que havia sido capturado. Enquanto Laurel caminhava em direção de seu destino, Laurel percebeu que Sara havia caído do telhado quando ela foi atingida por flechas escuras em seu estômago. Laurel correu para o lado de sua irmã e a abraçou enquanto chorava.[30] Sem sabendo para onde levá-la, Laurel levou o corpo de Sara para a Flecha-Caverna. Oliver, Roy e Felicity encontraram Laurel perturbada pela manhã, coberta com o sangue de Sara. Oliver confortou Laurel quando ela desabou depois de perceber que sia irmã havia morrido de vez.

Mais tarde na Verdant, Oliver prometeu que iria encontrar o assassino misterioso de Sara. Laurel disse que, quando descobriu que Sara havia morrido abordo do Queen's Gambit, tudo que ela podia fazer era gritar com raiva, mas, desta vez, ela queria ajudar a capturar o assassino. Oliver rejeitou a ideia, dizendo que ela deveria proteger a si mesma e a seu pai. Quando Oliver recomendou que Laurel dissesse a Quentin sobre a morte de Sara, Laurel disse que revelar sobre a morte de sua irmã para seu pai antes de terem capturado o assassino iria matá-lo. Laurel então saiu, dizendo que um bar era o último lugar na qual deveria estar. Quando Diggle encontrou um arqueiro mercenário, Simon Lacroix, ao vasculhar os arquivos da A.R.G.U.S., o Arqueiro seguiu o mercenário quando ele foi tentar matar um homem, chamado Erlich Kelso. Laurel assistiu a luta do Arqueiro e do mercenário através de uma câmera no bunker da Equipe Arqueiro ao lado de Felicity, e ficou furiosa quando o mercenário conseguiu escapar.

Laurel torturando Ehrlich Kelso.

Laurel foi até o hospital onde Kelso estava sendo mantido sobre proteção, mentindo para os diversos policiais no prédio para que pudesse chegar até o homem, usando sua credencial e credibilidade como advogada para chegar rapidamente até ele. Quando entrou em su quarto, Laurel questionou-o duramente, chegando até torturá-lo. Ele revelou que ele e outros homens estavam negociando um acordo para comprar algo em Qurac para a Indústrias Armetek. Antes que o homem pudesse dizer mais alguma coisa, ele foi morto pelo arqueiro mercenário. Quentin chegou ao hospital, preocupado com Laurel, e ele confrontou-o sobre as mentiras que ela havia dito para os outros policiais. Laurel então disse que precisava conversar com ele, pedido que seu pai ignorou e pediu para que ela fosse para casa e deixasse o departamento de polícia resolver a situação. Apesar de "concordar", Laurel entrou em contato com Felicity, para que pudessem se encontrar na Verdant e dizer para a Equipe Arqueiro o que havia descoberto através de Kelso.

Usando a dica de Laurel, Felicity descobriu que Tom Weston, um membro do conselho da Armetek, havia autorizado o pagamento e teorizou que Komodo foi contratado para impedir o acordo. A equipe decidiu que seu próximo alvo seria Tom, que estava atentendo um evento de Ray Palmer. Quando Laurel tentou ir atrás de Komodo, Oliver argumentou com ela, dizendo que poderia ser morta e garantiu que iria capturá-lo dessa vez. Não obedecendo ao pedido de Oliver, Laurel pegou uma arma e decidiu ir atrás de Komodo da mesma forma. Ela então conseguiu encontrá-lo, onde o mercenário estava sendo subjugado pelo Arqueiro. Vendo que ela estava com uma arma, o Arqueiro tentou convencê-la a desistir de sua vingança, dizendo que isto não traria Sara de volta. Laurel recusou-se a ouvi-lo, dizendo que estava fazendo aquilo por sua irmã. Komodo negou ter matado Sara, mas isto não convenceu Laurel. Ela então atirou, mas descobriu que o Arqueiro havia removido as balas.

Laurel de luto por Sara segurando sua jaqueta.

De volta ao Verdant, Oliver confirmou para Laurel que o álibi de Komodo, que dizia estar em Blüdhaven no momento em que Sara foi assassinada, havia sido verificado e confirmado, o que a deixou enfurecida por descobrir que o assassino de sua irmã ainda estava a solta. Ele explicou que iria levar algum tempo para capturar o assassino de Sara, já que as pistas haviam esfriado, e aconselhou-a novamente a dizer sobre a morte de Sara para seu pai. Seguindo o conselho de Oliver, Laurel foi até o departamento para dizer sobre o acidente, mas não foi capaz de dizê-lo depois de ouvir o alarme de seu celular despertar, que o relembrava de tomar seus remédios. Ela mudou de assunto e então se desculpou por ter mentido para ele um dia atrás quando estava questionando Kelso no hospital. Naquela noite, Laurel e a Equipe Arqueiro colocaram Sara para descansar em sua antiga cova, feita depois que ela foi declarada morta no acidente do Queen's Gambit. De volta ao seu apartamento, Laurel sentou-se sozinha com a jaqueta de couro de Sara, lamentando pela morte definitiva de sua irmã mais nova.[31]

Treinando com o Pantera

Uma semana depois, Laurel foi designada para lidar com um caso de invasão, supostamente cometida por Tom Bronson. Ela foi o Ginásio Pantera para questionar o professor de Bronson, Ted Grant. Quando ela lhe disse que testemunhas disseram que Bronson estava na cena na noite anterior, Ted disse que o rapaz estava com ele naquele instante, fazendo Laurel acusar furiosamente Ted por perjúrio. Apesar de admitir nada, Ted disse que algumas pessoas de Starling City estavam nas mãos de pessoas ruins, e que estava disposto a mentir para manter um bom rapaz seguro apesar dele ter cometido um erro. Vendo a raiva de Laurel, Ted convidou-a para treinar em sua academia para que ela pudesse expressá-la.

Laurel prestes a atacar Michael.

Em sua reunião do AA, Laurel confessou que estava sentindo raiva sobre algo que não podia comentar, e que não sabia como lidá-la. Ela então ouviu uma mulher chamada Erica Vendel compartilhar uma história sobre seu namorado alcoólatra. Depois da reunião, Laurel revelou para seu pai que Erica estava contando histórias semelhantes por meses, e que o abuso doméstico estava piorando, dizendo que o namorado da mulher, Michael Ancona, tinha oito denúncias de assédio contra ele. Porém, Quentin disse que se a polícia agisse com a declaração de Erica, o propósito de anonimidade do AA seria desfeito. Decidindo levar a justiça com suas próprias mãos, Laurel seguiu Michael e o atacou com um ataco de beisebol enquanto usava uma máscara de esqui e a jaqueta de sua irmã. Laurel conseguiu atingi-lo algumas vezes, mas foi superada e derrotada logo em seguida. Ela foi levada ao hospital e foi visitada por seu pai, que implorou para que ela não fizesse mais isto. Laurel prometeu, admitindo que havia feito um erro.

Laurel pedindo para Oliver treiná-la.

Quebrando sua promessa feita ao seu pai, Laurel foi até o Verdant para conversar com Oliver. Ela disse sobre seus ferimentos e pediu para que el a treinasse, para que assim pudesse fazer justiça fora do tribunal. Oliver recusou o pedido rapidamente, dizendo que Sara nunca iria perdoá-lo caso fizesse isto. Sem se deixar abater pela resposta de Oliver, Laurel voltou para Ted Grant, que concordou em treiná-la em sua academia.[32]

Depois de sair da academia, Laurel foi até o cemitério para visitar o túmulo de sua irmã. Ao chegar lá, ela encontrou Nyssa al Ghul, que também havia ido até lá para prestar seu respeito. Nyssa ofereceu as condolências dela e de seu pai, mas Laurel disse que ela não queria as condolências de ambos. Enquanto Nyssa saia, Laurel disse que sua irmã não teria morrido caso ela nunca tivesse encontrado Nyssa. A filha de Ra's al Ghul disse que ela encontrou Sara sozinha e faminta em Lian Yu, e que ela a protegia e a amou desde daquele momento. Antes de deixar o cemitério, Nyssa percebeu que Laurel usava a jaqueta de Sara, e disse para a mulher que ela não estava preparada para usá-lo.

Na manhã seguinte, Laurel foi contatada por Oliver, dizendo a ela que antes da morte de sua irmã, Sara havia pedido informações sobre um homem chamado "Jansen" a seu pai. No departamento de polícia, Laurel questionou seu pai sobre o que Sara havia lhe pedido. Quentin explicou que Sara esteve em Starling antes, mas pediu para que ele não falasse isto a Laurel, e que havia entregue o último endereço de Ken Zhi Jansen para ela. Vendo Nyssa entrando no local, Laurel foi confrontá-la. A jovem al Ghul percebeu que Laurel não havia revelado a morte de Sara para seu pai, e apesar de acreditar que ele tinha direito de vingá-la, ela não revelou sobre a morte de Sara para ele pois Laurel havia a pedido. Quentin então entregou o endereço de Jansen para Laurel, que por sua vez foi até o bunker e entregou-o para o Arqueiro, Arsenal, Nyssa e Diggle. Enquanto o time foram investigar o local, Laurel esperou pelos vigilantes em seu esconderijo.

Quando retornaram, Oliver revelou para ela que Malcolm Merlyn estava vivo, e que Sara havia sido encarregada de encontrá-lo. Depois de descobrir que Oliver havia marcado Malcolm com uma flecha rastreadora, Laurel questionou-o sobre o que iria fazer quando o encontrasse. Ela disse que queria que ele o matasse, mas Oliver recusou, o que fez Laurel sair do local em fúria. No lado de fora, Nyssa conversou com Laurel, prometendo a ela que quando encontrassem Merlyn, ela mesma iria matá-lo.

Laurel conversando com Nyssa.

Quando Nyssa sequestrou Thea, afim de chamar a atenção de Malcolm e também para preparar uma armadilha, Oliver pediu a ajuda de Laurel para encontrá-las. Laurel não encontrou nada específico quanto a Nyssa e/ou Thea, mas descobriu que o sinal de fumaça que Nyssa estava usando nas câmeras da cidade era para mandar uma mensagem para Merlyn. Laurel foi até a Flecha-Caverna e deu a localização delas para que Oliver pudesse resgatar sua irmã. Depois que Thea foi salva, Oliver retornou com Nyssa, e disse para Laurel que Malcolm não matou Sara. Quando Laurel questionou-o se ele tinha tanta certeza, Oliver disse que sim, pois não teria deixado-o fugir. Nyssa visitou Laurel enquanto ela treinava no ginásio do Pantera, admitindo que ela havia provado ser digna de usar a jaqueta de Sara.[33]

Laurel escolhendo preto para a cor de seu uniforme.

Quando o Irmão Olho, um grupo cyber-terrorista, tomou controle de Starling City, Laurel foi chamada ao departamento de polícia para atuar como uma promotora, já que outro promotor estava em Coast City visitando sua sobrinha. Uma multidão começou a se juntar em frente do Banco Nacional Starling, depois que o Irmão Olho ameaçou fazer com que os salários de todas as contas bancárias dos habitantes de Starling fossem zeradas. Tentando garantir que ninguém se ferisse durante os protestos, Laurel empurrou os limites de sua autoridade e enviou uma unidade de serviço de emergência ao banco, mas o esquadrão de choque só serviu para agravar a situação. Antes que o protesto se tornasse violento, o Arqueiro e Arsenal interferiram e dispersaram a multidão ao usar gás lacrimogênio neles. Quentin ficou furioso quando soube que Laurel tinha agido pelas costas e agravado a situação. Depois de se acalmar, Quentin pediu a Laurel para falar sobre o que a estava incomodando, mas ela se recusou a dizer qualquer coisa sobre a morte de Sara. Quentin aceitou sua recusa, mas pediu que Laurel pelo menos falasse com outra pessoa, expressando o quanto os segredos doem. Laurel aceitou o conselho de seu pai e na manhã seguinte foi até o ginásio de Ted, onde revelou sobre o assassinato de sua irmã para o homem. Ted disse que agora sabia como treiná-la, e prometeu ajudá-la lidar com sua raiva. Ted então perguntou qual cor ela gostaria que seu uniforme fosse, vermelho ou preto, na qual Laurel respondeu a última opção.[34]

Laurel continuou a treinar com Ted. Depois de seu treinamento, eles decidiram jantar juntos. Quando chegaram, eles encontraram um corpo pendurado na academia, e o Arqueiro apareceu para confrontá-lo. Laurel entrou no meio dos dois, dizendo que Ted não havia feito aquilo, já que ela estava com ele o tempo todo depois que fecharam o ginásio. Ela então conversou com seu pai, que a questionou sobre seu relacionamento com seu treinador. Ela deixou o ginásio e passou por entre Carrie Cutter, que estava observando a cena do crime. Conversando com Oliver, ela disse que Ted era inocente, e que muitos (antigos) criminosos já passaram por sua academia, e que alguns deles podem estar tentando lhe mandar uma mensagem. Oliver questionou-a se ela começou a treinar com ele depois que ele se recusou a treiná-la, e aconselhou Laurel a tomar cuidado com ele. Laurel descobriu sobre o corpo no ginásio, e seu treinador era um antigo vigilante. Ela identificou a vítima como um ex-assistente de mágico. Ted disse a eles que ambos estão relacionados a um hotel, onde um traficante foi morto antes de deixar de ser vigilante. Oliver perguntou a Laurel se Ted sabia por que ela estava treinando e que ela queria seguir os passos de Sara. Laurel afirmou que ela pode lidar com isso, ao que Oliver afirmou que ela estava jogando um jogo perigoso.

Laurel então descobriu que Oliver havia feito com que Ted fosse preso depois de encontrarem o verdadeiro assassino. Roy confessou a Laurel que foi ele quem, provavelmente, matou Sara, já que ele ainda estava sofrendo dos efeitos do Mirakuru. Laurel questionou-o do motivo disto, na qual ele disse que s lembrava fazer isto. Porém, Laurel ficou confusa quando Felicity disse que o DNA encontrado nas flechas não era compatível com o de Roy. Laurel conversou com Ted, que lhe disse sobre seu antigo parceiro, Isaac Stanzler, que era seu parceiro nos dias de vigilante. Ele disse que os dois corriam por aí com a intenção de tornar os Glades seguros, e que foi ele quem matou o traficante de drogas, e que aconselhou-o a sair da cidade para evitar que a gangue do traficante fosse atrás dele.

Ted foi libertado da prisão, e então ele e Laurel caminharam para fora da delegacia quando foram emboscados por Isaac. Depois de serem capturados pelo mesmo, ele forçou Laurel a levá-los para fora da cidade com seu carro. Ele acusou Ted de abandoná-lo quando mais precisou dele. Enquanto os dois conversavam, Laurel chamou a Equipe Arqueiro. O Arqueiro e Arsenal começaram a persegui-los, e Laurel aproveitou a oportunidade para jogar Isaac para fora do carro. Porém, o carro capotou, e então Oliver e Diggle tiveram que arrastar Laurel e Ted para fora do veículo em chamas.

No hospital, Oliver disse a Laurel que não queria treiná-la pois queria protegê-la, e que ele sempre estaria cuidando dela. Ele também revelou que Roy não matou Sara, já que ele havia se lembrado de ter matado um policial com sua flecha. Laurel então foi conversar com Ted, dizendo que seu treinamento havia feito com que ela fizesse a coisa certa. Ela então pediu a ajuda dele para se tornar um vigilante.[35]

Se tornando a Canário Negro

Laurel como a Canário Negro pela primeira vez.

Laurel processou Jermaine Fisher, negando-lhe fiança depois que ele atirou em um policial. Ela relatou para Diggle, Roy e Felicity sobre um membro da gangue do chefão da máfia Danny Brickwell, que ela identificou como Jose Anton. Laurel então descobriu que Oliver havia saído da cidade para encontrar e lutar contra Ra's al Ghul. Depois de descobrir da suposta morte de Oliver através de Malcolm, e também por não ter sido capaz de condenar os capangas de Brick, Laurel assumiu o manto de Canário Negro, usando a jaqueta de couro e máscara de sua irmã. Ela então enfrentou dois capangas de Brick na rua. Quando um deles perguntou quem ela é, Laurel respondeu que ela é a "justiça de quem você não pode fugir".[36]

Laurel então começou a proteger os Glades como a Canário Negro, e salvou uma mulher que estava prestes a ser assaltada por um dos capangas de Brick. Mais tarde, ela ajudou Roy a salvar o vereador da cidade.[37] Ao lado de Ted, Roy e Diggle, e também de dezenas habitantes dos Glades, Laurel participou da luta para recuperar os Glades de Brick. Durante a luta, Laurel conseguiu salvar Ted e impedir que ele fosse morto por Brick.[38]

Apesar de Oliver pedir que ela parasse, Laurel continuou a lutar contra o crime como a Canário Negro. Ela esteve presente quando Werner Zytle escapou de sua custódia, e também impediu que um guarda, drogado por Vertigo, atirasse em civis inocentes. Laurel rastreou o Conde Vertigo, mas durante a batalha ela foi injetada com a droga e começou a alucinar com seu maior medo - sua irmã, Sara, dizendo que Laurel era uma fraude e não era digna de "substituí-la". Laurel tentou revidar, mas foi derrotada pelo Conde Vertigo. Ela então começou a ter uma overdose, mas Oliver chegou a tempo para levar Laurel à Flecha-Caverna para tratamento. Lá, Laurel alucinou com Sara novamente, mas na verdade era Felicity, que disse que foi preciso que ela morresse para que sua irmã assumisse seu manto. Laurel tentou se desculpar, mas foi sedada.

Laurel confortando Quentin depois de lhe contar sobre a morte de Sara.

Quando Laurel se recuperou, ela contou sobre suas alucinações para Felicity, dizendo acreditar que não seria capaz de ser digna para seguir os passos de Sara. Felicity concordou, dizendo que Sara usava uma máscara para esconder seus demônios, mas Laurel tinha uma luz dentro dela que Sara nunca teve. Felicity encorajou Laurel para usar isto como sua força por trás da Canário Negro ao invés de tentar ser como sua irmã. Revigorada, Laurel se uniu a Oliver na segunda tentativa de capturar o Conde Vertigo. Durante a luta, o homem incendiou o prédio afim de acobertar sua fuga. Enquanto o Arqueiro salvava os cientistas lá dentro, a Canário Negro foi atrás do Conde Vertigo. Ela foi, mais uma vez, injetada pela droga e começou a alucinar uma luta com Sara e Quentin, que estava furioso por ela ter escondido sobre a morte de Sara para ele. Porém, a Canário Negro conseguiu superar os efeitos da droga, dizendo que estava cansada de fugir da morte de sua irmã, e conseguiu derrotar o Conde Vertigo. Laurel então teve uma última visão de Sara, que estava orgulhosamente sorrindo para ela (que na verdade era Oliver). Na Flecha-Caverna, Oliver aceitou Laurel como uma integrante da Equipe Arqueiro. Depois disso, Laurel visitou seu pai, que revelou a ela que sabia que ela era a Canário Negro. Laurel então finalmente confessou sobre a morte de Sara, e dos motivos de ter escondido isto. Quentin ficou chocado pela revelação, e Laurel o confortou enquanto ele chorava.[39]

Mais tarde, Laurel encontrou Quentin colocando algumas flores no túmulo de Sara. Ela revelou que sua mãe já sabia sobre a morte de Sara, o que irritou seu pai. Quentin estava triste por Laurel ser uma vigilante, mas Laurel relembrou-o da conversa que tiveram sobre sua decisão de trabalhar na Weathersby Posner, dizendo que seu pai sempre soube que ela iria ter uma vida ajudando as pessoas. Quando Quentin confrontou-a por mentir sobre a morte de Sara, Laurel sugeriu que eles fossem para uma reunião da AA juntos. Porém, Quentin recusou-se a ir ao mesmo que ela e saiu andando depois de lhe entregar uma garrafa de álcool. Laurel despejou o álcool fora.[23]

Laurel descobrindo que Thea matou Sara.

Laurel então descobriu que foi Thea quem havia matado Sara, pois Malcolm havia a drogada com Vitura. Apesar disto, Laurel não ficou enfurecida com ela, e tentou dissuadi-la e fazê-la desistir de seguir Malcolm. Laurel visitou Oliver, onde ela o pegou em uma mentira sobre o assassino de Sara. Eles tiveram uma discussão sobre Oliver manter isso em segredo dela, que então se dirigiu para Malcolm enquanto Oliver tentava explicar que precisava de Malcolm para proteger sua família. Ainda enfurecida, Laurel ignorou Oliver e foi atrás de Malcolm sozinha afim de vingar Sara. Durante sua luta, Malcolm foi capaz de facilmente vencê-la, mas Nyssa e a Liga dos Assassinos (que haviam recebido uma dica de Thea) interferiram no combate e conseguiram capturar Merlyn. Nyssa garantiu a Laurel que ela poderia descansar sabendo que a morte de Sara foi vingada. Oliver descobriu que a Liga pegou Malcolm e ficou com raiva de Laurel, que defendeu suas ações pelo bem de Thea e Sara. Quando Oliver planejou resgatá-lo, Laurel foi uma das pessoas que discordaram da ideia. Depois que Oliver falhou em resgatar Malcolm, e foi deixado em Nanda Parbat ao lado de Diggle, Laurel e Nyssa discutiram sobre as circunstâncias. Laurel admitiu que ter Malcolm para odiar parecia que ela ainda tinha um pedaço de Sara para se agarrar e temia perdê-lo após sua morte. Laurel então perguntou a Nyssa se ela se lembrava da risada de Sara, tendo problemas para fazer isso sozinha. Nyssa relembrou como se apaixonou por Sara depois de ouvi-la rir pela primeira vez.[40]

Depois que Oliver e Diggle voltaram de Nanda Parbat, todos ficaram surpresos e confusos quando ele libertou Nyssa. Laurel visitou Thea e as duas conversaram sobre o que aconteceram recentemente. Laurel então foi até o departamento para conversar com seu pai. Quentin diz que sempre irá amá-la, mas disse que pode não conseguir perdoá-la por ter mentido sobre a morte de Sara por tanto tempo. De repente, Michal Amar e sua gangue chegaram e começaram a atacar a delegacia. Laurel e seu pai se esconderam debaixo da mesa, com Quentin ordenando que ela fugisse enquanto ele os atacava. Quando ela correu, ela encontrou-se com Nyssa, que entrou na luta ao lado da Equipe Arqueiro. Juntos, eles foram capazes de derrotar Michael e capturar sua gangue. Depois de sair do local, Laurel encontrou Nyssa esperando por ela em um beco. Laurel questionou se ela gostaria de conversar mais sobre Sara em um jantar, na qual Nyssa concordou e ofereceu treinamento ao método da Liga para a jovem Lance, a qual Laurel aceitou a oferta.[41]

Laurel compareceu ao casamento de Diggle e Lyla Michaels. Mais tarde, ela e o restante da Equipe Arqueiro descobriram que o Arqueiro estava sendo acusado de múltiplos assassinatos. A equipe veio com um plano para vigiar os possíveis alvos que Ra's al Ghul e seus assassinos pareciam estar perseguindo. Qundo Ray Palmer tentou informar a polícia que Oliver é o Arqueiro, Laurel foi capaz de bloqueá-lo, fazendo Ray decidir fazer as coisas com suas próprias mãos, mas percebendo eventualmente que Oliver é inocente. Laurel então compareceu a uma reunião com Felicity, Ray, Quentin e a Prefeita Celia Castle. A prefeita, porém, foi morta com uma flecha, disparada por um impostor que estava se passando pelo Arqueiro.[42]

Durante o ataque, Laurel se protegeu e conseguiu sobreviver. Depois, ela tentou convencer seu pai a confiar nela que o Arqueiro está sendo sabotado. Quentin queria que Laurel contasse a ele a verdadeira identidade do vigilante, mas ela recusou. Laurel e a Equipe Arqueiro então dirigiram-se para um edifício que a Liga estava usando como palco depois que Nyssa lhes deu as informações. Lá, a Canário Negro e a Equipe lutaram contra um grupo de assassinos liderados por Maseo Yamashiro. Ra's então apareceu e exigiu que o Arqueiro o sucedesse como Ra's. Só então, os helicópteros da polícia chegaram acima, mas a Equipe conseguiu escapar com a ajuda de Diggle, que estava posicionado com um rifle de precisão. No processo, Nyssa ajudou Laurel quando ela foi encurralada por seu pai. De volta à Flecha-Caverna, Quentin exigiu que o Arqueiro se entregasse. Laurel se encontrou com seu pai e o acusou de fazer isso por causa de Sara. Laurel, Felicity e Roy tentaram bolar um plano para libertar Oliver. Depois que Oliver se entregou à polícia e foi colocado sob custódia, Laurel providenciou para que a equipe ficasse 10 minutos com ele em uma sala de interrogatório. Oliver revelou seu objetivo: fazer um acordo onde a equipe obteria imunidade se ele fosse para a prisão. De volta a base, Laurel e a equipe trabalharam para descobrir o próximo passo.[43]

Depois que Roy foi preso, admitindo ser o Arqueiro, Laurel retornou ao DPSC para presentar seu pai uma nota que a promotoria havia lhe passado, onde ordenava a liberação de Oliver. Ela questionou seus pais por suas ações sobre Oliver. Quando Oliver a perguntou o motivo dela ter feito isso, Laurel disse que era porque não queria ver que ele ou Roy fosse enviados à prisão.[44]

Laurel recebendo o Grito da Canário.

Laurel então foi até seu pai para conversarem sobre testemunhas de um caso, onde conheceu Joe West e Cisco Ramon. Laurel levou Cisco para uma sala de interrogatório, onde revelou que sabia que Barry Allen era o Flash e que ela era a Canário Negro. Cisco se animou com a revelação, e disse que era um "fã" da heroína. Laurel então pediu para que Cisco atualizasse o dispositivo sônico de sua irmã, pedido na qual ele aceitou. Mais tarde, Cisco apresentou um colar, dizendo que havia amplificado o grito sônico e sugeriu chamá-lo de "Grito da Canário". Como agradecimento, Laurel entregou um papel para Cisco, que continha uma fotografia dele ao lado da Canário Negro. Laurel alertou-o que, caso alguém soubesse da existência da foto, ela iria matá-lo, algo no que ele acreditou ser uma piada.[45]

Laurel foi atrás de um criminoso, que conseguiu superá-la, mas foi capaz de prendê-lo com a ajuda de Nyssa. Laurel então jantou com ela, onde Nyssa agradeceu por Laurel ser sua amiga. Laurel confessou que Oliver havia aceitado a oferta de Ra's e liderar a Liga, o que enfureceu Nyssa e a fez se retirar do local. Laurel a localizou, e se desculpou por não ter dito isto antes. Nyssa revelou que Oliver irá caçá-la e matá-la por sua traição. A dupla foi até a Palmer Technologies e atualizaram Felicity e Diggle da situação. Laurel, Diggle e Felicity decidiram ajudar Nyssa depois que ela saiu para enfrentar Oliver por conta própria. Laurel usou seu Grito da Canário para salvar Nyssa ao lado de Diggle, e depois fugiram. Laurel encontrou Nyssa em sua base, cuidando de seus ferimentos. Laurel persistiu em ajudá-la, dizendo que ela também poderia mudar, assim como Oliver.

Quando Lyla foi sequestrada por Oliver, oferecendo trocá-la por Nyssa, Laurel a defendeu de Diggle, que queria realizar a troca. Ela então tentou disuadir Nyssa de se entregar para a Liga. Mais tarde, Laurel e a Equipe chegaram a um local desconhecido, onde a troca iria acontecer. A troca foi feita, mas uma briga começou quando Lyla conseguiu uma arma e disparou em alguns dos assassinos. Apesar dos esforços da Equipe, eles foram facilmente derrotados e Oliver conseguiu capturar Nyssa. De volta à Palmer Tech, Laurel e a Equipe admitiram que perderam Oliver para Ra's al Ghul, e que agora deveriam fazer de tudo para consegui-lo de volta.[46]

Algum tempo depois, Laurel e Diggle perseguiram um criminoso de volta para sua gangue. Enquanto eles derrotavam os bandidos, Diggle, que ainda estava com raiva por Oliver sequestrar Lyla, começou a espancar fortemente um dos bandidos até que Felicity o acalmasse. De volta ao apartamento de John, os três discutiram as ações de John. Quando Laurel mencionou a transformação de Oliver, Felicity afirmou que não era o Oliver que ela conhecia. Mais tarde, Laurel, Felicity e Diggle foram chamados para uma reunião por Merlyn, que tentou revelar a eles que Oliver estava na verdade disfarçado e tem trabalhado com ele. Quando os três se recusaram a acreditar nele, Malcolm trouxe um velho amigo de Oliver, Tatsu Yamashiro. Tatsu revelou que Ra's al Ghul pretendia desencadear o vírus Alfa-Ômega, o mesmo vírus que matou seu filho, em Starling City. Malcolm providenciou para que voassem para Nanda Parbat. De volta à Palmer Technologies, Laurel, Diggle e Felicity examinaram os dados e determinaram que Malcolm pode ter realmente dito a verdade, embora Felicity ainda esteja relutante em confiar em Malcolm. Laurel e Diggle estavam prestes a decolar com Malcolm quando Felicity chegou, tendo mudado de ideia, decidindo ir com eles para impedir Ra's al Ghul. Quando o trio chegou, eles foram confrontados por vários assassinos e uma luta em grande escala se seguiu. Quando o vírus estava prestes a ser lançado em um jato, Ray chegou e o destruiu, ao custo de danificar seu Exoesqueleto A.T.O.M.. O grupo foi então cercado e feito prisioneiro. Enquanto em uma cela, Oliver chegou e deixou cair uma amostra do vírus Alfa-Ômega em sua cela, aparentemente matando-os.[47]

Laurel e a Equipe Arqueiro ouvindo o plano de Malcolm.

Eventualmente, o grupo acordou, com Malcolm revelando que ele os inoculou do vírus usando um enxerto de pele, salvando suas vidas. Laurel e o grupo foram resgatados pela chegada do Flash, que garantiu a eles que Oliver ainda precisava de sua Equipe antes de sair rapidamente do local. De volta à Palmer Tech em Starling City, Laurel e o grupo foram confrontados por Oliver e Nyssa. Diggle socou Oliver por ele ter sequestrado Lyla, e Ray sugeriu que eles deixassem Oliver, Diggle e Felicity a sós por um instante.

Laurel então chegou no DPSC para informar seu pai sobre uma invasão da Liga na cidade. Quando ele rejeitou suas dicas, Laurel percebeu rapidamente que ele estava bebendo novamente, apesar das afirmações de Quentin de que ele pode lidar com isso. Proclamando que os dois são alcoólatras, Laurel disse a Quentin que ele pode continuar culpando a ela e a Oliver pelo que aconteceu com Sara, mas se descontrolar agora seria culpa dele. Agora, porém, ele tem uma escolha a fazer: continuar sendo um bêbado furioso ou deixar suas duas filhas orgulhosas ficando sóbrio e ajudando a Equipe Arqueiro a salvar a cidade. Laurel e a Equipe vasculharam diferentes posições ao redor da cidade em busca do vírus, descobrindo rapidamente que Ra's estava usando seus próprios homens para carregá-lo. Com a ajuda de Nyssa, Laurel conseguiu derrubar e derrotar vários assassinos enquanto Oliver matava Ra al Ghul e Ray dispersava a cura, salvando a cidade e prevenindo a morte de dezenas de pessoas.

Depois de chegarem na Palmer Tech, Oliver revelou que estava se aposentando e que iria começar uma nova vida com Felicity, confiando a segurança da cidade em Laurel, Diggle, Thea e Ray enquanto ele estiver ausente.[48]

Três Fantasmas

Cinco meses depois que Oliver e Felicity deixaram a cidade, Laurel e a Equipe Arqueiro começaram a lidar com um exército de soldados apelidados como "Fantasmas" pela mídia. O grupo tinha como foco o comitê de liderança de Star City, rastreando-os e eventualmente os matando, embora Laurel tenha conseguido salvar seu pai. Depois disto, Laurel e Thea foram até Ivy Town para persuadir Oliver e Felicity a voltarem para Star City e ajudá-los, apesar das objeções de Diggle. Depois que Oliver decidiu retornar permanentemente para a Equipe Arqueiro, desta vez chamando-se de "Arqueiro Verde", Laurel e o resto do time descobriram que o líder dos Fantasmas é Damien Darhk. Laurel também descobriu as circunstâncias da morte do irmão de Diggle, Andy Diggle, e que os Fantasmas estão afiliados com a C.O.L.M.É.I.A.. Sem o conhecimento de Laurel, seu pai estava sendo chantageado por Darhk, que iria matar Laurel caso ele não concordasse em trabalhar com ele.[49]

Laurel e a Equipe Arqueiro impedira um ataque dos Fantasmas a uma instalação de tratamento de água. Depois disto, ela foi contra dizerem para seu pai sobre a investigação contra Jessica Danforth. Durante uma vigilância, ela tentou falar com Diggle sobre seu comportamento severo nos últimos tempos. Diggle revelou a ela sobre a possível conexão da C.O.L.M.É.I.A. com o assassinato de Andy. Laurel o incentivou a contar aos outros devido à sua má experiência em esconder o assassinato de sua irmã de seu pai. Felicity informou à equipe que o atacante foi Lonnie Machin. Quando Thea perdeu o controle de si mesma durante uma discussão com Oliver e o imobilizou, Laurel e Diggle a puxaram de cima de Oliver e mais tarde o questionaram sobre a condição de Thea. Laurel e a equipe foram atrás de Machin, que havia capturado a filha de Jessica, Madison. Quando Madison foi ferida no resgate, Laurel e Diggle a colocaram em segurança.[50]

Ressuscitando Sara

Laurel e Thea olhando para o túmulo de Sara.

Depois que Thea começou a sofrer das consequências do Poço de Lázaro, Laurel descobriu as circunstâncias de seus ferimentos causados por Ra's al Ghul, que praticamente a matou e que Oliver havia usado o Poço de Lázaro para curar Thea e praticamente trazê-la de volta dos mortos. Laurel e Thea decidiram viajar para Nanda Parbat, dizendo que iriam passar o fim de semana em um spa, na esperança de procurar uma solução para a sede de sangue de Thea, e também para que Laurel pudesse ter a chance de ressuscitar Sara e trazê-la de volta dos mortos. Antes de partirem para sua viagem, Laurel e Thea escavaram o túmulo de Sara para remover seu corpo e levá-lo com elas.[50]

Laurel confrontando Malcolm.

Laurel e Thea chegaram em Nanda Parbat e se encontraram com Malcolm e Nyssa depois do treinamento de ambos. Quando questionadas o que faziam no local, Laurel disse diretamente que estavam lá para trazer Sara de volta dos mortos. Depois que Malcolm negou fazer isso, Laurel o confrontou, dizendo que era a obrigação dele ressuscitá-la, já que foi ele quem a matou para início de conversa. Malcolm explicou que não podia fazer isto, pois quem sair do Poço de Lázaro poderá não ser Sara, mas sim outra coisa, algo que Nyssa também concordou. Ele continuou sua explicação, dizendo que havia funcionado com Thea pois ela não estava morta. Ele disse que ressuscitar os mortos através da utilização do Poço era apenas lendas entre a Liga dos Assassinos. Apesar de se desculpar por não fazer isto, Malcolm disse não mais uma vez a Laurel.

Laurel conversando com Nyssa sobre ressuscitar Sara.

Depois disto, o caixão de Sara foi levado para dentro da sede da Liga. Laurel conversou com o caixão, dizendo que ainda não iria desistir de tentar ressuscitá-la. Laurel se surpreendeu com a chegada inesperada de Nyssa, que lhe disse que ela estava pensando apenas em si mesma. Nyssa explicou sobre o que o Poço havia feito com o seu pai, e o que está fazendo com Thea atualmente, dizendo que não desejava isso a seu pior inimigo, muito menos para a pessoa que ama. Laurel concordou com Malcolm, dizendo que não saberá como Sara será como voltar, mas que, ao menos, ela teria que tentar. Laurel prosseguiu dizendo que deveriam acreditar que o espírito dela voltaria, algo que Nyssa disse que ela não está fazendo isso por amor, mas sim por tristeza e luto. Antes de sair, Nyssa lhe disse que havia aceitado a morte de Sara, e que estava na hora dela aceitar também.

Laurel vendo Sara ressuscitada.

Enquanto dormia, Laurel foi despertada quando Thea entrou em seu quarto, alertando-a que iriam embora. Ela então assistiu ela discutir com Malcolm, que concordou em ressuscitar Sara para poder agradá-la. Quando Malcolm saiu, as duas se abraçaram. Depois de prepararem o corpo de Sara para a ressuscitação, Thea e Laurel ajudaram os membros da Liga a abaixar o corpo de sua falecida irmã para dentro do Poço. Nyssa confrontou-os, dizendo que iria matar todos antes de fazerem isto, mas foi impedida pelos assassinos. Ela pediu apoio de Laurel, e Thea também questionou-a se queria prosseguir com isto, mas Laurel decidiu que gostaria de seguir em frente. Quando colocaram o corpo de Sara dentro do Poço, tudo ficou em silêncio por um instante, mas logo ela pulou para fora das águas. Ela então avançou para atacar Laurel, mas desmaiou. Laurel então a garantiu que iria ficar tudo bem.

Laurel conversando com Sara, recém ressuscitada.

Depois que Sara foi acorrentada, Laurel visitou sua irmã. Ao vê-la, ela garantiu novamente que tudo ficaria bem e que daria tudo certo, dizendo que seu pai não iria acreditar ao vê-la e que ficaria feliz com sua volta ao mundo dos vivos. Quando se aproximou, Sara tentou atacá-la, mas não foi possível graças as suas correntes. Thea e Malcolm entraram para verificar Laurel, mas ela garantiu de que estava bem. Ela explicou à Thea que a mesma coisa aconteceu com ela quando ela saiu do Poço, mas está demorando para os efeitos de Sara passarem pois ela estava morta por muito tempo. Malcolm disse para ela se preparar para o pior, caso a antiga Sara não volte ao seu senso. Depois disso, o trio confrontou Nyssa, que havia destruído o Poço, dizendo que seu pai havia criado um método de destruí-lo caso ele caísse nas mãos erradas. As duas assistiram Nyssa ameaçar Malcolm, dizendo que iria matá-lo. Antes de ser levada, Nyssa disse que havia avisado que isto iria acontecer, e o que acontecer com Sara seria culpa de Laurel.[51]

Laurel tentando ajudar Sara a se lembrar de sua antiga vida.

Ao retornar à Star City, Laurel manteve Sara acorrentada no porão de seu apartamento, confiante de que sua irmã voltaria ao normal em alguns dias. Mantendo a ressurreição de Sara como segredo do restante da Equipe Arqueiro, Laurel introduziu a recém-ressuscitada Sara para seu pai, o que o deixou chocado e aterrorizado. Laurel tentou ajudar sua irmã a se lembrar de sua vida passada ao lhe mostrar fotografias antigas, mas Sara não demonstrou nenhuma reação e tentou estrangulá-la, mas foi impedida por Quentin. Depois de saber mais sobre a ressurreição de Sara através de Damien, Quentin decidiu matá-la. Porém, Laurel conseguiu convencê-lo a não fazer isto.[52]

Depois, Sara conseguiu escapar de suas correntes e começou a matar diversas pessoas. Quando ela atacou uma boate, Laurel tentou contê-la, mas Sara escapou depois que Oliver chegou. Ele então confrontou Laurel devido a sua visita secreta à Nanda Parbat e por ter mexido com forças que não entende. Quando Thea foi hospitalizada depois de ser atacada por Sara, Laurel foi visitá-la. Lá, Laurel e Oliver discutiram, onde ele repreendeu Laurel sobre como suas ações colocaram em perigo sua irmã e muitas pessoas inocentes. Laurel se desculpou por colocar Thea em perigo, mas afirmou que Oliver nunca a viu como igual desde que ela se tornou a Canário Negro devido aos segredos que ele escondeu dela, como a verdade sobre o assassinato de Sara e a experiência de Thea com o Poço de Lázaro. Ela gostaria que Oliver se importasse com sua família, assim como ela sempre amou e cuidou da dele.

Laurel, Sara e Quentin reunidos.

Depois de capturar Sara na Verdant, Laurel, relutantemente, decidiu matar sua irmã, mas Oliver revelou que havia outro meio de salvá-la. Ele entrou em contato com John Constantine, que explicou a todos que Sara precisava de uma restauração - dizendo que embora seu corpo estivesse vivo, sua alma não estava nele, e que ela precisava voltar para retornar Sara ao normal. Laurel, Oliver e Constantine foram a outra dimensão para recuperar a alma de Sara do Poço de Lázaro. A missão foi um sucesso, e Laurel e Quentin se reuniram com Sara, a verdadeira Sara. Laurel levou-a para seu apartamento, onde ela revelou para sua irmã que embora suas memórias estejam bagunçadas, ela se lembra de sua morte e de Laurel chorando sobre seu corpo. Em lágrimas, Laurel se desculpou por ter a colocado nisto. Laurel se encontrou com Oliver em uma coletiva de imprensa, onde agradeceu por ter ajudado sua irmã e se desculpou pelo que lhe disse no hospital. Oliver também se desculpou, admitindo que ele não esteve presente para seus amigos muita das vezes, mas que gostaria de tentar novamente.[53]

Laurel, Quentin e Dinah estavam felizes por terem Sara de volta. Na Flecha-Caverna, Oliver e Felicity revelaram para Laurel sobre a sobrevivência e aprisionamento de Ray. Laurel e a Equipe Arqueiro roubaram um quântico múltiplo das Indústrias Kord, mas enfrentaram resistência inesperada da segurança atualizada. Sara começou a espancar brutalmente um guarda até que a voz de Laurel a acalmou. A equipe mais tarde se reagrupou e elaborou seu plano para salvar Ray, que estava sendo mantido em cativeiro pela C.O.L.M.É.I.A. em um edifício próximo. Laurel se juntou a Thea e Sara em um ataque aos Fantasmas, mas testemunhou Sara ceder à sua sede de sangue matando um dos seus adversários. A equipe conseguiu resgatar Ray e escapar. Posteriormente, Sara confidenciou a Thea e Laurel sobre sua luta contra sua sede de sangue, decidindo deixar a cidade. Eles tentaram convencê-la a ficar, mas Sara insistiu em descobrir as coisas sozinha. Aceitando sua decisão, Laurel abraçou Sara e as duas reafirmaram seu amor de irmã.[54]

Ajudando Mari McCabe

Não confiando em sua irmã, Kuasa, em posse do Totem de Água para poder derrotar o Totem de Fogo de Benatu Eshu, Mari McCabe contatou Laurel, Felicity e Ray para ajudá-la enquanto ia para Star City. As suspeitas de Mary provaram-se corretas quando Laurel e Ray conseguiram impedir Kuasa.[55] Laurel foi até Detroit para ajudar Mari a impedir Eshu, que estava destruindo a cidade afim de chamar a atenção dela. Mari, Ray e Laurel enfrentaram Eshu, mas cada um deles foram facilmente superados e derrotados pelo vilão.[56] Depois que Mari derrotou Eshu, Laurel e Ray compareceram a um baile de gala com ela no Museu de História Natural de Detroit, onde, silenciosamente, parabenizaram Mari por sua vitória. Os três então foram chamados para ir à Coast City para ajudarem Barry e Oliver. Desde então, Mari e Laurel mantiveram uma amizade entre elas, onde entravam em contato uma com a outra frequentemente.[57]

Atividades de seu pai

Depois que Oliver revelou a verdade sobre Damien publicamente, e também sua associação com a C.O.L.M.É.I.A., Laurel descobriu de uma fonte anônima que seu pai estava em contato com Darhk. Laurel então confrontou Quentin, na onde ele admitiu seu envolvimento com Damien depois que ele ameaçou a vida de Laurel, e que também era um espião dentro da organização para Oliver. Laurel entendeu os motivos pelos quais Quentin havia feito isso, mas deixou claro que é ela que decide se precisa ou não de proteção. Depois de Felicity, Diggle e Thea serem sequestrados por Damien na festa d Oliver, Laurel e Malcolm (disfarçado como Arqueiro Verde) lideraram uma missão para salvar Oliver e o resto da equipe de Damien.[58]

Depois que Oliver pediu Felicity em casamento, ela é hospitalizada devido a um ataque dos Fantasmas. Depois disto, Oliver começou a fazer atos perigosos em sua perseguição de Damien, indo tão longe a ponto de capturar Lonnie Machin e prendê-lo, forçando Laurel a ligar para a polícia para que prendessem o criminoso para prevenir que Oliver o torturasse. O Arqueiro Verde libertou Machin da polícia para que ele pudesse encontrar e matar Darhk. Furiosa, Laurel criticou a atitude de Oliver, já que com isto ele poderia fazer com que inocentes fossem mortos em sua vingança. Quando visitou Felicity no hospital, Laurel descobriu que seu pai está saindo com a mãe dela, Donna Smoak, muito para sua surpresa. Apesar disto, ela demonstrou seu apoio ao relacionamento. Laurel informou Oliver sobre a localização de Machi, e ajudou a salvar a esposa e filha de Damien.[4]

Laurel e Sara vendo o traje da Canário Branco.

Algum tempo depois, Laurel descobriu que sua irmã foi convidada por alguém para entrar a uma equipe de viajantes do tempo. Ela então treinou com Sara na Arrowcave enquanto conversavam sobre isso, onde Laurel disse que sua irmã deveria aceitar a oferta. Apesar de sua irmã hesitar ao fazer isto, Laurel disse que se tornou a Canário Negro para canalizar sua perda a Sara, e que ela não precisava ser a Canário, mas "uma heroína na luz", dizendo para ela se tornar a "Canário Branco". Depois de seu treinamento, Laurel revelou a sua irmã um novo traje que Cisco havia feito para a nova identidade de Sara. Quando perguntada onde estava a máscara, Laurel disse que ela não precisava de uma, já que ela havia "ficado nas sombras por muito tempo".[59]

Rebelião de Nyssa

Laurel e Oliver se encontrando com Nyssa.

Depois que a condição física de Thea começou a piorar devido à sua recusa em se submeter à sua sede de sangue, Nyssa ofereceu uma poção conhecida como Lótus, que pode curar Thea com uma única condição: Oliver teria que matar Malcolm.[60] Laurel apoiou a ideia caso isso significasse salvar a vida de Thea, já que Malcolm foi responsável pelas mortes de Tommy e Sara, mas concordou com Oliver em encontrar uma solução diplomática. Laurel visitou Nyssa, percebendo que ela está preparando uma rebelião contra Malcolm com seus próprios seguidores da Liga. Laurel ofereceu a liderança da Liga em troca da Lótus, na qual ela aceitou, mas sabia que Malcolm não iria. A teoria de Nyssa provou-se correta quando Malcolm desistiu do acordo e tentou roubar a cura. Laurel confrontou Nyssa por ela ter mantido a vida de Thea como refém, dizendo que ela não irá permitir que ela lidere uma guerra na cidade. Mais tarde, Laurel ajudou a Equipe Arqueiro a capturar Nyssa. Na Arrowcave, Laurel disse para Nyssa que todas as suas ações recentes foram coisas que seu pai teria feito, não ela. Depois que Oliver derrotou Malcolm em um combate pro julgamento, e entregou a liderança da Liga para Nyssa, ela se encontrou com Laurel, Oliver e Malcolm. Nyssa admitiu que Laurel estava certa, e revelou que havia desfeito a Liga dos Assassinos. Nyssa mais tarde destruiu o anel, com Laurel silenciosamente aprovando sua decisão.[61]

Julgamento de Damien Darhk

Quando Damien sequestrou um garoto para forçar Oliver a desistir de sua campanha de prefeito, ele revelou que o garoto, William Clayton, é na verdade seu filho, quem Laurel percebeu que havia se tornado um pai enquanto eles estavam namorando. A mãe de William, Samantha Clayton, chegou na Arrowcave e conheceu a equipe depois que Oliver revelou sua identidade secreta para ela. Enquanto Laurel tentava confortá-la com tudo isto acontecendo, Samantha se desculpou por ter dormindo com Oliver enquanto eles ainda namoravam, lamentando que ela deveria ter sido honesta. Laurel corrigiu-a, dizendo que era Oliver quem devia ter sido honesto com ela. Mais tarde, Laurel e seu pai discutiram sobre como encontrar William, onde ela expressou que, apesar deles terem terminado faz alguns anos, ela ainda se sentia ferida pela revelação do filho de Ollie. Quando Oliver chamou Mari McCabe para ajudar, Laurel cumprimentou-a. Mari então ajudou a equipe a resgatar William e capturar Darhk.[62]

Laurel no julgamento de Damien Darhk.

Laurel liderou a acusação sobre o julgamento de Damien, onde seu advogado, Fitzmartin, apresentou a papelada de que Damien estava legalmente sob o nome de "Kenneth Bender", um cidadão de Markovia. Laurel lutou para fornecer evidências adequadas da identidade de Damien, já que os Fantasmas envolvidos no sequestro de William cometeram suicídio e as testemunhas da festa de Oliver estavam com muito medo de testemunhar, mesmo com Laurel intimando-as. Ela decidiu ligar para seus amigos para testemunhar, pois eles foram sequestrados por Damien. No entanto, Fitzmartin destruiu a credibilidade de Thea e John ao proclamar que John ajudou Thea a comprar $74.000 em cocaína com um depoimento assinado pelo ex-traficante de Thea de quando eles tentaram capturar a desonesta Força-Tarefa Anti-Vigilante. Laurel mais tarde foi abordada por seu pai, que se ofereceu para se apresentar como uma testemunha a fim de conectar Damien a seus crimes, ao custo de se implicar e possivelmente arruinar sua carreira. Laurel relutantemente concordou com sua proposta e assistiu Quentin admitir o envolvimento na obtenção de informações e roubo para Damien sob a ameaça da vida de sua filha. O juiz Sakow finalmente decidiu a favor do testemunho de Quentin e prendeu Damien sem fiança, para grande alegria de Laurel. Após o julgamento, Quentin elogiou Laurel por sua acusação e ela testemunhou seu pai entregar seu distintivo enquanto estava sendo investigado pela corregedoria.[63]

Invasão na Palmer Tech

Laurel usando o Grito da Canário para salvar a vida de Oliver.

Depois do término de Oliver com Felicity, ele começou a treinar a equipe como nunca. Eventualmente, Laurel confrontou Oliver, garantindo que estava tudo bem caso ele sentisse falta de Felicity e que ela estará lá por ele. Depois, Brie Larvan começou a atacar a Palmer Technologies, prendendo Thea, Felicity e Donna dentro do prédio. Laurel e a equipe foram ao resgate deles, mas Oliver foi picado por uma das abelhas robôticas de Larvan. De volta na Arrowcave, eles descobriram que a abelha estava se multiplicando dentro de Oliver, e que isto poderia matá-lo eventualmente. Usando uma ideia de Curtis Holt, Laurel usou o Grito da Canário para cancelar a frequência que Brie usava para controlar suas abelhas, o que salvou a vida de Oliver. Quando Oliver começou a criticar Curtis e suas atitudes positiva a respeito do vigilantismo, Laurel o parou, chamando a atenção dele. Oliver tentou explicar que sua vida como vigilante foi o que arruinou sua vida com Felicity, que ele não pôde salvar apesar de salvar sua cidade. Enquanto Laurel disse que entendia a dor dele, ela também disse a Oliver que Felicity não o deixou por ele ser o Arqueiro Verde, mas sim pelas mentiras que ele contava como ele mesmo. Ela também relembrou a Oliver que a vida nunca é justa, mas ele pode salvar a cidade já que ele é a luz da esperança para as pessoas, desejando que ele mantivesse um pouco de esperança para si mesmo. Depois de derrotar Brie, Oliver aceitou o conselho de Laurel e se desculpou com Curtis.[64]

Morte

Linha do tempo original: De acordo com Rip Hunter, na linha do tempo original onde Sara não é recrutada para se unir às Lendas, Damien Darhk não mataria apenas Laurel, mas também Sara e Quentin.[65]

Linha do tempo atual: Depois da posse de prefeito de Ruvé Adams, ela se aproximou de Laurel e ofereceu-a o cargo de promotora. Laurel estava tentada com a oferta, pois ser uma promotora era o que ela queria antes mesmo de se tornar a Canário Negro e também iria lhe permitir que se infiltrasse no círculo interno de Ruvé. Porém, Quentin alertou Laurel que, se ela aceitasse a oferta de Ruvé, ela poderia não ser mais a Canário Negro.

Malcolm foi capaz de roubar o ídolo Khushu da Arrowcave depois que falhou quando tentou pegá-lo primeiro. Oliver revelou a Laurel que acreditava que Andy estava envolvido de algum modo, acusação na qual ela alertou-o para tomar cuidado, já que ela se tratava sobre o irmão de Diggle. Como promotora, Laurel conduziu uma busca na cela de Darhk em Iron Heights na esperança de encontrar o ídolo, mas não obteve resultado. Em uma conversa com Oliver, na onde eles conversaram de como a Equipe Arqueiro está se desfazendo, ele disse que aceitar o cargo de promotora seria uma boa ideia. Inicialmente, Laurel recusou a ideia, já que isto significaria desistir do manto da Canário Negro, mas Oliver disse que ela havia começado a iniciar suas atividades de vigilante e se tornado a Canário Negro para canalizar seu luto e raiva com a morte de Sara. Agora que sua irmã está viva, Laurel não precisa mais ser a Canário Negro, e que ela poderia fazer mais bem para Star City durante o dia como a promotora da cidade.

A Canário Negro é mortalmente esfaqueada por Darhk.

Depois que Damien fez um rebelião na prisão falsa, para que pudesse escapar, a equipe foi confrontá-lo, cuja missão seria a última de Laurel como a Canário Negro. Quando a equipe foi enfrentar Damien, Andy os traiu ao revelar sua aliança com Darhk, que revelou que sabia das identidades secreta das pessoas por de baixo das máscaras, e também recuperou seus poderes místicos do ídolo restaurado. Enquanto usando seus poderes para prender a equipe no ar, Damien, ainda enfurecido pelo testemunho de Quentin contra ele, removeu uma das flechas da aljava de Oliver e usou-a para esfaquear brutalmente o estômago de Laurel, dizendo para que ela passasse a palavra adiante para Quentin. Depois de Damien, Malcolm, Andy e os prisioneiros fugirem, Oliver rapidamente levou Laurel para o hospital. A Dra. Elisa Schwartz chegou e, depois de ver a situação de Laurel, ordenou que sua equipe começasse a operá-la imediatamente.

Laurel falece às 23:59.

Depois que saiu de sua cirurgia, Laurel começou a se recuperar normalmente. Cercada por seus amigos da equipe, Laurel revelou que aquela seria sua última noite como a Canário Negro, mas que nunca poderia desistir do manto; ela diz que os ama tanto e que ser a Canário Negro lhe mantêm viva por dentro. Depois disso, Laurel e Oliver começaram a conversar em particular. Laurel revelou que sempre manteve uma foto foto de si mesma que havia entregue para Oliver antes dele ficar preso em Lian Yu, porque isto a relembrava de tempos mais simples entre eles. Percebendo que qualquer coisa poderia acontecer, Laurel garantiu a Oliver que ela está feliz por ele ter encontrado Felicity, e espera que ele possa voltar com ela. Mas ela também admitiu que, embora soubesse que ela não é o amor da vida de Oliver, ele sempre seria o amor de sua vida.[5] Laurel então pediu para que Oliver lhe prometesse para que não deixasse que ela fosse a última Canário, e que ele pudesse encontrar uma próxima sucessora, pois assim uma parte dela sempre estaria com ele. Oliver prometeu.[66] De repente, Laurel começou a ter convulsões devido a uma embolia. Os doutores tentaram ressuscitá-la, mas apesar de seus melhores esforços, Laurel Lance faleceu às 23:59 na noite de 6 de Abril de 2016, devastando Oliver, Thea, Diggle, Felicity e seu pai, que chegou ao hospital momentos depois de sua morte.[5]

Vendo Sara pela última vez

Laurel encorajando Sara para usar o poder da Lança para fazer a coisa certa, prometendo que sempre estará com ela.

Quando Sara usou a Lança do Destino, Laurel apareceu como a manifestação de um desejo, ou, possivelmente, um espírito, devido às propriedades misticas que a Lança possui. Sara percebeu que poderia usar os poderes da Lança para desfazer a morte de sua irmã, mas também sabia que não poderia realizar isto apesar de querer poder fazer isso mais do que qualquer coisa do mundo.

Laurel explicou que a Lança não precisa de alguém "puro" para empunhá-la, mas alguém que está disposto a fazer a coisa certa. Laurel prometeu a Sara que ela nunca estará muito longe, e então as duas se abraçaram. Antes de voltar para a realidade, Sara, em lágrimas, diz para Laurel que a ama uma última vez, algo que Laurel diz a mesma de volta para sua irmã mais nova.[67]

Pós-Crise

Na nova linha do tempo da Terra-Prime, Laurel se casou com Tommy Merlyn, que sobreviveu ao Empreendimento. Porém, Laurel acabou morrendo em algum momento, tornando Tommy um viúvo.[68]

Realidade alternativa

Em um realidade alternativa criada pelos Dominadores, Laurel ainda está viva e Oliver nunca a traiu, com isto Laurel possuía um relacionamento de irmãs próximo com Sara. Ela também estava prestes a se casar com Oliver, e uma noite antes de seu casamento ela se encontrou com Sara, que havia chegado para passar alguns dias na Mansão Queen. Sara notou o colar de canário de Laurel, um presente de Oliver a ela, o que engatilhou uma reação nela, fazendo Laurel questioná-la se ela estava bem, pergunta na qual Sara afirmou que sim e correu para abraçá-la.

Oliver e Sara se despedindo de Laurel na realidade falsa.

Depois que Oliver e seu pai foram salvos de um bandido pelo Capuz, Laurel foi ver como Oliver estava e começou a se preocupar, dizendo que ele estava agindo de forma estranha faz alguns dias. Ela então revelou suas preocupações com seu esposo para Sara no jantar de ensaio, onde também conheceram Ray Palmer, a quem Laurel perguntou a sua irmã se ela tinha certeza se gostava de mulheres, algo que Sara afirmou que sim. No dia seguinte, Sara estava ajudando Laurel com seu vestido de casamento quando Oliver entrou no quarto, se desculpando e dizendo que não poderia ficar, e também não foi capaz de explicar o motivo. Expressando seu desejo de se casar com ela, Oliver prometeu trabalhar duro para ser o marido que ela merece, para alegria de Laurel. Logo depois disto, Oliver, Sara, Thea, Ray e Diggle tentaram fugir da realidade falsa. Quando sentiu isto, Laurel implorou para que Oliver e Sara ficassem com ela, mas eles sabiam que não podiam. Oliver e Sara se despediram, deixando-a triste enquanto olhava eles saírem da ilusão.[69]

Realidade reescrita

Em um realidade alternativa, Damien matou Laurel novamente junto de outros heróis.

Em uma realidade alternativa, criada pela Legião do Mal quando o grupo usou a Lança do Destino para alterar a realidade de toda a Terra-1 para seu favor, Laurel ainda era a Canário Negro, mas foi morta por Damien (que agora era o prefeito de Star City) ao lado de Oliver, Barry, Diggle, Evelyn Sharp/Ártemis, Rory Regan/Retalho, Rene Ramirez/Cão Raivoso, Vincent Sobel/Vigilante e Felicity, que havia se tornado uma vigilante.

Quando Sara, que havia passado por uma lavagem cerebral para acreditar ser a assassina pessoal de Damien nesta nova realidade criada pelo grupo de criminosos, conseguiu se libertar da lavagem cerebral e tentou enganá-lo fingindo que ainda era sua assassina, Damien tornou-se suspeito disto e decidiu testar a lealdade da mulher, zombando da morte de Laurel. Ele disse que de tantas mortes que havia cometido, a pessoa quem mais gostou de matar foi Laurel, pois estava ciente de que havia feito isto em uma linha do tempo anterior. Como planejado, Sara se irritou e o atacou, estragando seu disfarce.[70]

Legado

Pré-Crise

Depois de sua morte, Laurel foi inicialmente listada como uma das perdas na rebelião da Prisão de Iron Heights, onde sua identidade como Canário Negro foi protegida por médicos. Porém, Evelyn Sharp, uma adolescente órfã que admirava a Canário Negro e procurava vingança pela C.O.L.M.É.I.A. ter matado seus pais, roubou o Grito da Canário da sala hospitalar de Laurel. Ela recriou o traje da Canário Negro e começou a imitar o alter-ego de Laurel em sua vingança. Oliver convenceu Evelyn a desistir de sua cruzada, mas suas ações acabaram rotulando a Canário Negro como uma criminosa.

Oliver dando um discurso no funeral de Laurel.

No funeral de Laurel, Oliver fez um discurso e revelou a identidade dela como a Canário Negro, dizendo que era uma heroína em todos os meios que as pessoas desejam ser, para preservar sua reputação e o bem que Laurel havia feito durante sua vida. Sua identidade como Canário Negro foi deixada em sua lápide. Depois do enterro, Oliver ficou no túmulo de Laurel por horas, na qual Barry Allen chegou e se desculpou por ter perdido o funeral pois estava lidando com Zoom. Oliver disse a Barry que a morte de Laurel nao era sua culpa, mas era sua responsabilidade vingá-la e matar Damien Darhk. Embora não tenha certeza de suas chances contra a magia negra de Damien, Felicity pediu a Oliver que não desistisse de encontrar um caminho pelo bem de Laurel, Equipe Arqueiro e Star City.[11]

Vingança e justiça por Laurel

Depois de sua morte, Quentin e Sara tentaram desfazer a morte dela pois ambos foram incapazes de aceitar o fato de que Laurel havia partido e não voltaria mais. Quentin contatou Nyssa, pedindo para que ela usasse o Poço de Lázaro em Laurel da mesma forma que ela havia usado com Sara. Porém, Nyssa revelou que ela destruiu o Poço, dizendo que iria tentar trazê-la de volta com outra forma caso conseguisse. Oliver foi forçado a ajudar Quentin a aceitar a morte de sua filha, garantindo-o de que se houvesse uma forma de desfazer a morte de Laurel, ele o faria.[11] Sara, que chegou cinco meses depois de ser recrutada para entrar na equipe de Rip Hunter, descobriu sobre a morte de Laurel e ameaçou Rip Hunter para que levasse-a de volta no tempo para impedir que isto acontecesse, mas ele recusou a fazer isto. Ele revelou que Sara não conseguiria mudar a linha do tempo e desfazer a morte de Laurel nem mesmo com a ajuda da equipe.[65] Apesar disto, Sara começou a, secretamente, trabalhar em sua missão de matar Damien Darhk no passado antes que ele pudesse matar Laurel. Ela tentou matá-lo em 1942[71] e em 1987. Porém, Martin Stein conseguiu fazê-la desistir de sua jornada depois de convencê-la que matar Damien antes de sua morte verdadeira poderia causar diversas consequências na linha do tempo.[72]

A estátua da Canário Negro.

A morte de Laurel foi vingada quando Oliver matou Damien na mesma forma que ele assassinou Laurel. Oliver mais tarde lamentou suas ações sobre o túmulo de Laurel, citando que ela não teria aprovado suas ações; ele refletiu que Laurel sempre foi melhor do que ele, e que isto era o que ele mais amava nela.[73] Seis meses após sua morte, Oliver construiu uma estátua da Canário Negro como um lembrete dos heróis que fizeram o maior sacrifício para proteger Star City, e que enquanto eles permanecerem em seus corações, dias melhores estarão por vir. A morte de Laurel também mudou a abordagem de Oliver em relação à justiça, fazendo com que ele voltasse a matar criminosos, acreditando que se ele tivesse feito isso desde o início, então ele poderia ter salvado Laurel. Essa crença também causou uma cisão entre ele e Thea, que se recusou a ser Speedy enquanto Oliver estivesse matando.[66]

Laurel Lance da Terra-2

Ambos Oliver e Barry tiveram dificuldades para enfrentar a Sereia Negra devido a sua semelhança com a Laurel da Terra-1.

A sósia da Terra-2 de Laurel, uma criminosa meta-humana conhecida como Sereia Negra, foi levada à Terra-1 como parte da invasão de Hunter Zolomon/Zoom neste universo. Quando descobriu sobre a morte de sua sósia, Laurel, da Terra-2, demonstrou pouco, ou quase, nenhum remorso. O Flash teve problemas para enfrentá-la devido a sua aparência exata com a Laurel da Terra-1, cujo funeral ele havia comparecido recentemente. Depois que a Laurel da Terra-2 foi capturada, Caitlin considerou dizer para Sara e Quentin sobre ela, mas Barry foi contra isto.[74] No mês de Dezembro, Laurel foi libertada por Prometheus e ela começou a se passar por sua sósia da Terra-1 para se infiltrar na Equipe Arqueiro, apesar de Felicity descobrir as mentiras dela e esta Laurel foi levada em custódia pela A.R.G.U.S.. Oliver acredita, parcialmente devido a se culpar pela morte de Laurel-1, que a Laurel da Terra-2 pode se redimir, acreditando que as escolhas são feitas dependendo das circunstâncias. Encontrar a Laurel da Terra-2 também motivou Oliver a manter sua promesa de que encontraria uma sucessora para o manto da Canário Negro, eventualmente recrutando Dinah Drake para a equipe.[75]

Ela escapou da custódia da organização graças a Prometheus, e desta vez se revelou a Quentin. Ao vê-la, Quentin inicialmente acreditou que sua filha havia voltado dos mortos, assim como Sara havia feito, mas Thea contou a verdade sobre a origem da Sereia Negra. Apesar de continuar insistindo que era a filha verdadeira de Quentin, ele logo percebeu que aquela era a Laurel, mas não a sua.[76] Quando a Laurel da Terra-2 lutou contra Dinah, ela disse com raiva que Dinah pensava que ela poderia substituí-la, falando tanto como ela mesma quanto como sua sósia da Terra-1. Ela foi então nocauteada por Quentin enquanto manchava a memória de sua filha.[77]

A Laurel da Terra-2 então começou a trabalhar para Cayden James depois que foi salva por ele na explosão de Lian Yu, onde Quentin atirou em seu estômago quando ela tentou matar Dinah. Quando se encontraram, Laurel zombou de Quentin quando ele tentou impedi-la de escapar, dizendo que teria atirado nele em Lian Yu caso os papéis fossem invertidos. Mais tarde, ela sequestrou Quentin e ainda estava zangada por ele ter atirado nela em Lian Yu. Durante suas conversas, Laurel revelou que seu pai havia morrido em seu 13º aniversário quando ele havia saído para buscar um bolo de aniversário para ela, o que Quentin revelou que ele fazia a mesma coisa com sua Laurel todos os anos. Com esta revelação, Laurel tornou-se sentimental, e quando Cayden ordenou que ela o matasse, Laurel o libertou e lhe disse para fugir. Apesar disto, ela continuava com suas atividades criminosas e cometia atos imorais, tais como matar, relutantemente, Vincent Sobel depois de descobrir que ele era um espião na cabala de Cayden. Depois que Laurel matou Vincent, Oliver desistiu de tentar redimi-la enquanto ela continuava a manchar as memórias da mulher que ele amava.

Depois da morte de Cayden, Laurel foi sequestrada por Quentin na tentativa de trazer à luz um pouco do que há de bom nela, relembrando com ela sobre sua Laurel em particular e como essa Laurel finalmente tem a oportunidade de escolher o que ela quer ser. Ela foi confrontada pela Nova Equipe Arqueiro, que estavam tentando recuperar o dinheiro que ela havia roubado para Cayden, apesar de Dinah tentar matá-la em vingança pela morte de Vincent. Oliver e a Equipe Arqueiro original apareceram para ajudá-la, embora principalmente para impedir Dinah de tentar matá-la, como Oliver afirmou a ela que nunca mais quer vê-la novamente depois disso.

A Sereia Negra se revela ao público, fingindo ser a Laurel da Terra-1.

Depois de escapar de Dinah, Laurel se revelou ao público (fingindo ser sua falecida sósia da Terra-1) para poder se proteger de Ricardo Diaz, a pessoa que matou Cayden, pois sabia que sua sósia era uma figura pública importante e por isto seria difícil matá-la. Laurel disse à imprensa que sua morte foi forjada pela C.O.L.M.É.I.A. e esteve sendo torturada pela organização nos últimos dois anos, conseguindo convencer o público de que a Laurel (da Terra-1) estava viva e bem. Inicialmente, ela atuou como uma espiã dentro da Equipe Arqueiro, ganhando a confiança deles ao fingir ser uma boa pessoa quando estava próxima de Quentin e ajudando-os a resgatar Roy Harper de Diaz. Oliver agradeceu-a por isto, e concordou em dar algum espaço para que ela pudesse tentar se redimir.[78] Apesar disto, Laurel continuava a ajudar Diaz em suas atividades criminosas, e eventualmente iniciando um relacionamento com ele, enquanto fingia ser boa,[79] embora seu breve romance com ele tivesse terminado depois de vê-lo queimar seu valentão de infância vivo, apesar de seus apelos para não fazê-lo,[80] e ela começou a evitá-lo.

Ela eventualmente revelou sua aliança a Diaz para Quentin, dizendo que com seu tempo na Terra-1, ela começou a realmente gostar de Quentin, já que ele havia se tornado um pai para ela e os dois agiam como se fossem pai e filha de verdade. Apesar de Quentin ter ficado furioso a princípio, ele descobriu que a aliança dela com Diaz era por medo depois de vê-lo queimar um homem vivo devido a um rancor de infância, e, como ela disse, como uma forma de proteção para ela e Quentin. Sentindo-se um hipócrita por culpá-la, já que ele ajudou Darhk para a segurança da Laurel da Terra-1, ele se desculpou e os dois prometeram proteger um ao outro. Mais tarde, Oliver descobriu sobre sua aliança com Diaz quando a vê com ele depois de ser sequestrado e levado para Diaz. Depois de evitar Diaz por semanas, ele percebe que ela tem dúvidas sobre ele e não deseja expor Oliver como Arqueiro Verde em seu julgamento, então ele ameaça matá-la se ela não o fizer.

Durante o julgamento de Oliver, Christopher Chance invadiu o tribunal disfarçado como Tommy Merlyn e Arqueiro Verde, dizendo que ele era o vigilante. Laurel foi levada para testemunhar, enquanto Diaz assistia a TV, quando foi questionada quem é o Arqueiro Verde, Oliver ou Tommy. Depois de hesitar inicialmente, ela diz que Tommy é o Arqueiro Verde, para a surpresa de Oliver e irritação de Diaz. Isto faz com que Chance (que estava disfarçado como o juiz C. McGarvey) absolva Oliver de todas as acusações, apesar do veredicto fraudulento do júri que foi pago por Diaz. Laurel diz a Quentin que mudou de ideia sobre testemunhar contra Oliver, e que o primeiro passo para enfrentar Diaz é tomar suas próprias decisões. Isto fez com que ela atacasse Diaz nas docas e quase matasse-o, embora ela ficasse arrogante quando confrontou-o e ele usou este tempo para ativar o amortecedor meta-humano e capturá-la, dizendo a ela que agora planeja matar Oliver e todos que ele gosta, para seu horror.

Laurel e Sara lamentando sobre o corpo de Quentin.

Depois de ser sequestrada, Oliver fez um acordo com o FBI para que a organização ajudasse-o em sua luta contra Ricardo. Diaz ligou pra Quentin, dizendo para que ele dispensasse o FBI se não ele mataria Laurel. Depois de um encontro, Quentin acabou sendo sequestrado por Diaz e colocado na mesma cela que Laurel. Depois, Diaz ameaçou atirar em Laurel, e ela desafiou-o a fazer isto. Depois de dar cinco segundos para que Quentin mandasse o FBI embora, Diaz disparou em Laurel, mas Quentin pulou na frente do disparo e acabou recebendo o tiro em seu abdômen. Enquanto confortava Quentin, Laurel disse para Diaz que iria matá-lo. Neste instante, Oliver, a Equipe Arqueiro e o FBI entraram e Diaz fugiu. Dinah ajudou Laurel a levar Quentin para um lugar seguro. Depois disto, Laurel foi até o terraço onde o Arqueiro Verde estava enfrentando Diaz. Quando Ricardo desafiou a matá-lo, Oliver se recusou, e então Laurel usou seu grito sônico para arremessá-lo a um rio abaixo, uma queda na qual ele sobreviveria. Depois de uma breve discussão entre os dois, Laurel e Oliver foram ao hospital onde Quentin estava sendo operado. Laurel ligou para a irmã de sua falecida sósia, conhecendo Sara naquele momento. Sara a perguntou se ela era igual a sua Laurel, pergunta na qual a Laurel da Terra-2 negou. Enquanto Oliver era levado pelo FBI, devido ao seu acordo de que se entregaria e revelaria ser o Arqueiro Verde em troca de imunidade a Laurel e a Equipe Arqueiro, foi revelado que Quentin havia morrido durante a cirurgia. Depois disto, Sara e Laurel foram até a sala de Quentin, onde lamentaram sobre o corpo de seu falecido pai.[81]

Laurel decidindo se opor contra a Ladra das Sombras e não ser uma vilã, para que assim pudesse decidir seu próprio caminho e se tornar uma heroína.

Cinco meses depois da morte de Quentin, Laurel começou a se esforçar para que pudesse se redimir de suas atividades criminosas em homenagem a memória de Quentin. Ela inclusive se tornou a nova promotora de Star City,[82] se desculpou com Dinah por ter matado Vincent[83] e ajudou Oliver a ser libertado da Prisão de Segurança Máxima de Slabside.[84] Porém, as pessoas ainda tinham dificuldade a confiar em Laurel, e nunca lhe davam o benefício da dúvida. Quando Emiko Adachi expôs seu passado criminoso ao público,[85] Laurel decidiu se tornar a Sereia Negra mais uma vez quando seus amigos lhe deram as costas. Apesar de Dinah tentar prendê-la, Felicity não quis desistir de Laurel e recrutou Sara para que pudesse ajudá-la a convencer que Laurel não era mais uma vilã. Depois de muito esforço, Laurel traiu a Ladra das Sombras e decidiu abandonar seu nome de Sereia Negra para sempre, pois não era quem queria ser, e decidir se tornar uma heroína. Ela então decidiu voltar para a Terra-2 para que pudesse consertar seus erros do passado. Antes de partir, Felicity lhe entregou o traje que a Laurel da Terra-1 usava como Canário Negro, para que assim esta Laurel pudesse se tornar a Canário Negro da Terra-2. Laurel disse que iria tentar fazer de tudo para poder merecer o título e manto que a sua sósia foi na Terra-1, para que também pudesse seguir seus passos e tornar-se uma heroína como ela.[86]

Laurel então voltou para seu universo de origem e se tornou a Canário Negro da Terra-2, conseguindo se redimir com seu passado e honrando o manto de Canário Negro da sua falecida sósia.[87] Quando a Terra-2 foi destruída por uma onda de antimatéria, Mar Novu criticou a ação de Oliver por ter salvado Laurel, que deveria ter perecido junto com o restante de seu universo caso Oliver não a tivesse puxado para entrar em uma brecha e salvá-la antes da completa destruição. Oliver disse que já a viu morrer uma vez, e não gostaria de passar por essa experiência de novo.[88]

Pós-Crise

Quentin abraçando e dizendo para Laurel que não há nada nela que precise ser consertado.

Em um novo universo criado depois da Crise nas Terras Infinitas (que mesclou a Terra-1, Terra-38 e a Terra-RN em um único universo), Laurel descobriu que foi ressuscitada ao invés de sua falecida sósia da Terra-1. Ela expressou seu sentimento de culpa para o recém-ressuscitado Quentin Lance, dizendo que Oliver havia desfeito as mortes de Quentin, Tommy Merlyn e de Moira Queen, mas não o de Laurel da Terra-1, acreditando que Oliver não conseguiu reverter sua presença nesta Terra. Porém, Quentin abraçou-a e disse que Oliver não reverteu a morte da Laurel da Terra-1 pois não havia nada naquela Laurel que precisasse ser consertado.

No dia seguinte, Laurel compareceu ao funeral de Oliver, onde conheceu Tommy. Ele revelou que, nesta nova Terra, ele e sua sósia falecida eram casados antes da morte de Laurel. Laurel finalmente encontrou conforto no fato de que embora a morte de sua sósia não tenha sido revertida, ela encontrou a felicidade durante sua vida.[68]

Futuro apagado

No ano de 2166, Vandal Savage tornou-se ciente da morte de Laurel enquanto estudava sobre a vida de Sara depois de descobrir seu tempo de origem. Depois de ser aprisionado na Waverider, Savage perguntou a Sara se ela "falou com a sua irmã Laurel recentemente?", presumivelmente deduzindo que Sara era de um período do tempo onde ela não soube da morte de Laurel.[89]

Em um futuro apagado, de onde Eobard Thawne é originário, a Canário Negro é uma das diversas heroínas relembradas da tão chamada "Era dos Heróis". Agora, se isto refere-se a Laurel, sua sósia da Terra-2 ou sua sucessora, Dinah Drake, ou possivelmente todas as três, é desconhecido.[90]

Personalidade

Laurel em sua forma civil.

"Laurel Lance tornou-se advogada para ajudar pessoas que se sentiam impotentes. Ela queria dar voz aos mudos. Mas, só ser advogada não bastava. Ela queria fazer mais por aquelas pessoas e por esta cidade. E ela amava muito esta cidade."
Oliver Queen[fonte]

Laurel era idealista, inteligente, trabalhadora e lutava arduamente para conseguir o que deseja. Ela era uma advogada competente e honesta com o objetivo de defender os inocentes e o que era certo, apesar da corrupção em Starling City. Laurel também podia ser teimosa, agressiva e independente, e não gostava que lhe dissesse o que fazer. Ela era atraída por encrenqueiros, como mostrado quando ela namorou Oliver e Tommy. Laurel ficava irritada quando seu pai tentava atrapalhar seus relacionamentos, sempre formando sua opinião sobre seus namorados, mesmo que isso quase nunca mude de ideia. Laurel era durona e mais do que capaz de cuidar de si mesma. Ela também corria muito risco, como entrar em contato com o vigilante para obter ajuda em seus casos. Ela não consegue resistir a salvar as pessoas de situações difíceis, desde quando Tommy e Oliver iam apanhar na boate Poison, até pessoas inocentes sendo injustamente acusadas.

Laurel tinha um grande coração, mente aberta e era curiosa, tendo uma tendência a ver o melhor nas pessoas ao seu redor. Enquanto a raiva de Laurel em relação a Oliver por supostamente ter matado sua irmã Sara, com quem ele a estava traindo, a fez rude com ele, a princípio, uma situação exacerbada pelo fato de que ainda havia uma faísca entre eles. Laurel agradou Oliver quando ele admitiu que ela deveria odiá-lo pelo que ele fez a ela e sua família, mas ela acabou perdoando-o, percebendo que Sara também era culpada. Laurel também acabou perdoando seu pai quando ele tentou usá-la como isca para o Capuz e começou a fazer as pazes com sua mãe depois que Dinah admitiu seus erros ao deixar a família. Laurel também foi uma das poucas pessoas que viram o lado bom de Oliver, mesmo através da fachada de playboy que ele apresentava por fora. Quando conheceu o Capuz, Laurel ficou inicialmente perturbada com seus métodos, mas logo aceitou que ele estava, à sua maneira, tentando ajudar Starling City.

Devido aos eventos do Empreendimento, assim como seu sequestro e dilemas emocionais, a personalidade de Laurel foi severamente alterado. Ela também não queria enfrentar a culpa de ser parcialmente responsável pela morte de Tommy, e tentou culpar o Arqueiro por algo que ele não era culpado. Ela mudou de ideia depois que quase foi morta por Barton Mathis. Ela começou a usar drogas e álcool, assim como seu pai, para lidar com sua dor e eventualmente perdeu o respeito de seu pai e Oliver, assim como seu emprego de promotora assistente. Ela era relutante em admitir que tem um problema e se afundava cada vez mais em seu vício.

Quando Sara retornou, viva e bem, Laurel esteve em choque inicialmente, mas começou a rejeitá-la, responsabilizando-a pelas lutas que ela e seus pais tiveram depois de seu desaparecimento. Laurel continuou a tentar culpar as pessoas por arruinar a sua vida, e seu comportamento continuou até quando Oliver a criticou friamente e corrigiu-a sobre suas ações e de ser pressionada por seu pai a comparecer às reuniões da AA, onde, depois disto, foi capaz de se reconciliar com Sara. Depois disto, a antiga personalidade de Laurel começou a voltar, mostrando alguma bravura e teimosia ao se recusar a ir embora sem seus colegas que estavam sendo feitos reféns por Helena. Ela conseguiu convencer a Canário a ajudá-la a libertar os reféns.

Embora ela eventualmente busque ajuda para seu vício e se reconcilie com seus amigos e familiares, parece que suas experiências deixaram sua marca e trouxeram um lado mais sombrio, difícil e manipulador de Laurel, como demonstrado quando ela chantageia Kate Spencer para entregá-la seu antigo emprego de volta, e ter seu pai libertado da condenação quando ele foi preso por ajudar o Arqueiro. Mais tarde, depois de descobrir que Oliver e Sara eram os vigilantes Arqueiro e Canário, Laurel não apenas aceitou esses fatos, mas os confrontou em seus próprios termos. Ela os confortou e os inspirou a continuar suas cruzadas durante sua crise de fé, quando Oliver estava deprimido após a morte de Moira Queen, e a autodepreciação de Sara acreditando que ela não era uma heroína devido ao seu tempo com a Liga dos Assassinos enquanto participava da luta contra o cerco de Slade Wilson à Starling.

Em seus últimos momentos de vida, Laurel confessou para Oliver que, apesar de diversas complicações enquanto estavam juntos, ela ainda o amava, e que ele sempre seria o amor de sua vida.

Laurel como Canário Negro.

"Ela era uma heroína de todas as maneiras que alguém pode ser. E, se Laurel estivesse aqui, eu sei que ela iria esperar que todos nós seguíssemos o exemplo que ela deu. Ela iria querer que salvasse nossa cidade."
Oliver Queen[fonte]

Depois que Sara foi morta, morrendo bem na sua frente, Laurel foi atingida pelo sofrimento e choque, e se forçou a não contar a seu pai (por medo de que isso pudesse causar um ataque cardíaco). Ela ficou mais furiosa, imprudente e foi alimentada por um desejo de vingança; ela procurou ajudar pessoas como sua irmã fez, e tentou agredir um homem que abusou de sua namorada para honrar a memória de sua Sara. Determinada a não cair no vício de novo, ela precisava de "outro jeito" e pediu a Oliver para treiná-la em combate. Quando Oliver recusou, ela se voltou para o boxe como uma válvula de escape, então aprendendo sobre o passado vigilante de Ted Grant, ela se tornou sua aprendiz, pedindo-lhe para treiná-la. Para lidar com sua dor, e com a suposta morte de Oliver sendo o catalisador, ela decidiu pegar a máscara de sua irmã, começar a lutar ativamente contra o crime nas ruas e agir como a Canário Negro. Apesar de muitas objeções e sem sucesso no início, ela continuou fazendo isso e aos poucos foi melhorando.

Depois que Laurel foi injetada por um dos dardos de arremesso cheios de Vertigo de Werner Zytle, o que a fez ver uma alucinação de Sara e quase foi morta por este, ela finalmente percebeu que Oliver estava certo (que ela estava usando vigilantismo e adrenalina para evitar enfrentar o fato de que Sara estava morta e ela nunca mais voltaria); Laurel finalmente confessou a seu pai sobre a morte de sua irmã, o que lhe custou seu relacionamento com ele, embora eles admitam que sempre se amarão. Mesmo depois de saber que Malcolm Merlyn era o assassino de sua irmã, e até mesmo tentou derrotá-lo, o que acabou muito mal, pois ela não é páreo para Malcolm, ela acabou aceitando o conselho de Ted de não treinar para derrotar o assassino de Sara, mas treinar para si mesma, bem como o conselho de Felicity para não seguir os passos de Sara, mas "para ser ela mesma". Depois de iniciar uma amizade improvável com Nyssa al Ghul, que compartilhou histórias de Sara com ela e lhe ofereceu mais treinamento, Laurel começou a recuperar seu senso de autodisciplina e controle. Ela finalmente se tornou uma lutadora proficiente por direito próprio, efetivamente se tornando um membro oficial da Equipe Arqueiro, até mesmo impressionando e sendo aceita por Oliver.

Habilidades

  • Pico da condição humana: Depois de suas aulas de auto-defesa, Laurel estava muito em forma e era capaz de usar sua constituição em sua vantagem ao enfrentar lutadores de tamanho muito maior. Depois de meses de treinamento com Ted Grant, Laurel estava em ótima condição física, com reflexos rápidos e forte o suficiente para levantar um homem adulto em cima de uma mesa. Mais tarde, ela recebeu treinamento adicional de Nyssa al Ghul, melhorando ainda mais suas habilidades, logo capaz de virar e até mesmo arremessar seus oponentes pelo ar.
    • Acrobacia: Desde que se tornou a Canário Negro, Laurel desenvolveu habilidades acrobáticas, permitindo-a cair de uma grande altura sem se machucar. Ela também foi capaz de fazer diversos mortais sem usar suas mãos durante uma luta contra Benatu Eshu.[56]
    • Sentidos apurados: Laurel tem audição e visão aguçadas, bem como habilidades aguçadas de percepção. Ela é capaz de perceber o perigo que se aproxima e reagir com extrema rapidez.
  • Intelecto de gênio/Advocacia/Investigação: Laurel era uma advogada altamente respeitada, tendo se formado em direito com uma oferta para trabalhar na Weathersby Posner - um renomado escritório de advocacia corporativo, sendo uma respeitada advogada de assistência jurídica e mais tarde sendo oferecida a posição de procuradora distrital. Sua habilidade de usar o sistema legal em seu proveito permitiu que Laurel ajudasse os outros e a si mesma, tanto dentro quanto fora do tribunal, enquanto examinava todos os aspectos antes de se decidir. As experiências de Laurel como advogada fazem dela uma investigadora competente e ela tem instintos excepcionais; ela foi capaz de reunir informações convincentes sobre seus alvos corruptos para argumentar contra eles. Laurel suspeitava que Sebastian Blood tinha uma agenda oculta e era um político corrupto, o que provou ser correto. Depois de aprender com Slade Wilson que Oliver Queen é o Arqueiro, Laurel foi capaz de reunir evidências para provar suas afirmações e, como resultado, descobrir a identidade de sua irmã, Sara Lance, como a Canário.
    • Interrogadora/Tortura: Laurel era altamente treinada no interrogatório de suspeitos, conforme demonstrado quando ela ameaçou enviar um dos homens de Danny Brickwell para Belle Reve, onde ele poderia ser morto se não a ajudasse.[37] Laurel também era capaz de realizar tortura, demonstrado quando ela pressionou o ferimento de Erlich Kelson enquanto procurava informações sobre Simon Lacroix.[31] No entanto, deve-se notar que Laurel só fez isso sob extrema angústia emocional após a morte de Sara e geralmente não acreditava em tortura física.
    • Pilotagem: Laurel era capaz de dirigir vários veículos, como carros e motocicletas.
  • Combate corpo-a-corpo/Artes marciais: Laurel foi treinada em combate quando teve aulas de auto-defesa a pedido de seu pai, Quentin Lance. Ela foi capaz de facilmente superar Max Fuller ao mirar em pontos específicos de seu corpo antes de derrubá-lo, e também conseguiu se libertar dos capangas de Cyrus Vanch quando eles tentaram capturá-la. Quando Laurel decidiu se tornar uma vigilante, ela começou a treinar boxe e combate avançado com a ajuda de Ted Grant, permitindo-a enfrentar bandidos de rua, apesar de ficar ferida de vez em quando. Laurel se tornou habilidosa o suficiente ao ponto de enfrentar Nyssa por um tempo, sendo capaz de socá-la, mas foi rapidamente superada. Nyssa ofereceu treinamento adicional com os métodos da Liga dos Assassinos e, com o passar do tempo, as habilidades de combate de Laurel aprimoraram-se ao ponto de permiti-la enfrentar diversos oponentes ao mesmo tempo, sendo eles bandidos de rua ou membros da Liga. Depois de cinco meses operando como vigilante, Laurel se tornou capaz de derrotar múltiplos inimigos de combate avançado, tais como soldados da C.O.L.M.É.I.A. ou membros da Liga, com assistência ocasional. O estilo de luta de Laurel aparenta ser uma combinação de boxing, judô e técnicas da Liga dos Assassinos.
    • Lutas com bastão: Através de sua carreira como vigilante, Laurel usou diversas armas; tais como um bastão, o cajado expansível de sua irmã e as tonfas táticas, sua arma de escolha. A habilidade de Laurel com sua tonfa melhorou por tentativas e erros, tornando-se finalmente talentosa o suficiente para se manter e mais tarde derrotar membros da Liga dos Assassinos e até mesmo treinar com Sara.[91] Durante os confrontos contra os fantasmas da C.O.L.M.É.I.A., Laurel mostrou ocasionalmente empunhar duas tonfas com sucesso durante seu combate. Enquanto ajudava Mari McCabe contra Eshu, Laurel lutou com um bastão de metal em vez de sua tonfa, mas ela mostrou uma habilidade impressionante ao usar a arma durante a batalha.[55][56] Trabalhando com John Diggle e Thea Queen, Laurel foi capaz de se defender brevemente de Vandal Savage e conseguiu bloquear alguns de seus ataques, mas logo foi derrotada.[92]
    • Atiraria: Quentin ensinou Laurel em como usar uma arma, e ela, legalmente, é proprietária de algumas armas. Laurel usou uma shotgun para atirar em Mr. Blank, atardando-o para que o Capuz pudesse resgatar ela e Tommy.[15] Ela também foi capaz de disparar diversas vezes em Daily, de uma distância, para poder salvar o Arqueiro.[13]
      • Arquearia: Quando presa sobre alguns destroços, Laurel foi capaz de usar o arco de Oliver para atirar uma flecha explosiva e poder se libertar.[93]
  • Vontade indomável: Laurel era uma mulher destemida, determinada e altamente motivada. Ela permaneceu desafiadora mesmo quando ameaçada de morte nas mãos de Cyrus.[94] Ao contrário de seu pai, Laurel foi capaz de superar seu alcoolismo e permanecer sóbria sem quaisquer recaídas. Laurel também foi capaz de superar a vertigem de Werner Zytle, que induzia medo, a fim de apreendê-lo.[39]
  • Conexões: Como uma antiga estudante de direito, advogada de assistência jurídica e promotora público assistente, Laurel tinha vários contatos no sistema jurídico, no escritório de diretoria e em outros estabelecimentos, incluindo a embaixada chinesa.

Equipamento

  • Armas: Laurel era hábil no uso de vários tipos de armas de fogo. Ela mantinha uma pistola no coldre de sua perna esquerda quando estava no campo, embora a usasse apenas em emergências.
  • Traje de Canário Negro: Laurel usou um traje de couro escuro enquanto combatia o crime como a Canário Negro. O traje era uma versão modificada daquele usado por sua irmã, Sara Lance. Laurel também usava uma máscara para esconder a identidade de seus inimigos. Este traje foi passado para sua sósia da Terra-2, para que ela pudesse utilizá-lo como a Canário Negro daquele universo.
  • Motocicleta: Depois da morte de Sara, Laurel começou a usar sua motocicleta para se locomover facilmente por Star City.
  • Tonfas táticas: Como a Canário Negro, Laurel usava uma tonfa ou um bastão de alça lateral, semelhante aos usados por policiais. Ela foi capaz de manejar esta arma com proficiência enquanto luta contra inimigos, incluindo membros da Liga dos Assassinos. Depois de cinco meses, Laurel adotou uma segunda tonfa ao enfrentar a C.O.L.M.É.I.A., para ajudá-la a lidar com vários oponentes ao mesmo tempo.
  • Cajado: Laurel usou um cajado para poder enfrentar Kuasa e Benatu Eshu.
  • Grito da Canário: Uma versão atualizada do dispositivo sonoro que Sara e Laurel usaram. Este dispositivo foi feito por Cisco Ramon.

Equipamento anterior

  • Cajado expansível: Depois de assumir o manto de Canário Negro, Laurel usou o cajado expansível de Sara para lutar contra o crime. Ele é composto por dois bastões, que, quando combinados, formam um cajado. Laurel abandonou esta arma para poder usar suas tonfas táticas.
  • Dispositivo sonoro: Laurel usou o dispositivo sonoro de sua irmã uma vez, para nocautear dois criminosos e quebrar a janela de um carro. Ela abandonou este dispositivo depois de pedir que Cisco criasse uma versão modificada.
  • Peruca loira: Assim como Sara, Laurel, inicialmente, usou uma longa peruca loira para combater o crime como a Canário Negro.

Aparições

Arqueiro

1ª Temporada

2ª Temporada

3ª Temporada

4ª Temporada

5ª Temporada

6ª Temporada

7ª Temporada

8ª Temporada


Flash

1ª Temporada

2ª Temporada

3ª Temporada

4ª Temporada


Lendas do Amanhã

1ª Temporada

2ª Temporada

3ª Temporada

5ª Temporada


Supergirl

1ª Temporada

3ª Temporada

Vixen

2ª Temporada

Batwoman

1ª Temporada

Quadrinhos


Livros

The Chronicles of Cisco

Galeria

Artes conceituais

Arqueiro

3ª Temporada

Imagens promocionais

Arqueiro

1ª Temporada
2ª Temporada
3ª Temporada


Curiosidades

  • Laurel gosta de vinho Pinot Noir.[17]
  • Laurel gostava de sorvete[10] e de milkshake preto e branco. Ela também gostava de mergulhar as batatas fritas em seu milkshake.[46]
  • Ela gostava de sushi, comida indiana e pizza de cogumelos e azeitonas.[95]
  • Foi mencionado que Laurel é uma má cozinheira,[25] e só era capaz de fazer macarrão com queijo.[15]
    • Enquanto esta Laurel era uma péssima cozinheira, foi dito que sua sósia da Terra-2 é uma excelente cozinheira.[96]
  • Quando criança, Laurel queria ser uma policial igual a seu pai.[30]
  • Quando criança, o bolo favorito de Laurel era amarelo com cobertura de chocolate, doce na qual seu pai comprava todos os anos em seu aniversário.[97]
  • Laurel tem piercings duplos na orelha direita e piercings triplos na orelha esquerda. Ela também gostava de usar conjuntos de anéis em cada mão.
  • Laurel teve dois interesses românticos na série: Oliver Queen e Tommy Merlyn. Ela também esteve atraída por Sebastian Blood antes de descobrir sua verdadeira identidade.
  • Laurel já foi sequestrada cinco vezes.
  • Laurel já foi morta em quatro linhas do tempo, na maioria das vezes por Damien Darhk.
  • Curiosamente, Laurel, antes de sua morte, ajudou/salvou a vida de membros do passado e presente da Equipe Arqueiro.
  • Laurel é uma das poucas vigilantes cuja identidade é de conhecimento público, revelada ao mundo por Oliver para preservar seu legado (apesar de que a identidade civil e alter-ego foram adotadas por sua sósia da Terra-2 na tentativa de se proteger de Ricardo Diaz e Dinah Drake).
  • Está fortemente implícito de que ela não foi ressuscitada porque Oliver não queria correr o risco de qualquer degeneração neurológica entre ela e sua sósia da Terra-2, que havia se mudado para a Terra-1 antes de do universo se fundir para formar a Terra-Prime.
  • Laurel, na era pós-Crise, é a única integrante da família Lance que está morta.

Por de trás das cenas

  • Assim como na série, Dinah Laurel Lance é a Canário Negro original dos quadrinhos da DC Comics. Ela possuí uma habilidade meta-humana e é capaz de projetar gritos sônicos, conhecido como "Grito da Canário", que ela pode usar para quebrar objetos e incapacitar seus oponentes. A Laurel de Arqueiro, contudo, não é capaz de usar tal habilidade pois não é uma meta-humana. Porém, Sara, e mais tarde Laurel, usam uma versão mecânica da habilidade.
  • Na 3ª Temporada, Laurel começa a usar uma peruca loira com seu traje quando operando como a Canário Negro. Isto é uma referência aos quadrinhos, na onde Dinah Lance usou a mesma peruca antes de pintar seu cabelo de loiro.
  • No episódio "Danificado", da 1ª Temporada, Laurel diz para Oliver que usou uma meia-arrastão "horrorosa" quando se preparava para uma festa de Dia das Bruxas em 2005. Isto é uma referência a roupa que a Laurel utiliza como Canário Negro nos quadrinhos.
    • Apesar de que a Laurel da série não utiliza meia-arrastão com seu traje, sua sósia da Terra-2 sim, apesar dela estar localizada em seu braço ao invés de sua perna.

Referências

  1. Character Bios - Facebook (em Inglês)
  2. Arrow - Oliver Queen's Dossier
  3. "Processo Nº 11-19-41-73"
  4. 4,0 4,1 "Blood Debts"
  5. 5,0 5,1 5,2 "Onze e Cinquenta e Nove"
  6. "A Escalada"
  7. "Crise nas Infinitas Terras: Parte Cinco"
  8. "Vingança"
  9. "Vertigo"
  10. 10,0 10,1 "Honra Teu Pai"
  11. 11,0 11,1 11,2 "Choro da Canário"
  12. "Call to the Bar"
  13. 13,0 13,1 "Ponto Fraco"
  14. 14,0 14,1 "Herdeira do Demônio"
  15. 15,0 15,1 15,2 "Invasão à Domicílio"
  16. "O Empreendimento"
  17. 17,0 17,1 17,2 "Piloto"
  18. "Danificado"
  19. "Lapse"
  20. "Queimado"
  21. "A Odisseia"
  22. "Keep 'Em Coming"
  23. 23,0 23,1 "The Return"
  24. "Pistoleiro Solitário"
  25. 25,0 25,1 "No Flagra"
  26. "Descent"
  27. "Following"
  28. "Awakenings"
  29. "Vengeance"
  30. 30,0 30,1 "A Calma"
  31. 31,0 31,1 "Sara"
  32. "Corto Maltese"
  33. "O Mágico"
  34. "A Origem Secreta de Felicity Smoak"
  35. "Culpado"
  36. "Deixado Para Trás"
  37. 37,0 37,1 "Cidade da Meia Noite"
  38. "Revolta"
  39. 39,0 39,1 "Canários"
  40. "Nanda Parbat"
  41. "A Oferta"
  42. "Tendências Suicidas"
  43. "Inimigo Público"
  44. "Broken Arrow"
  45. "Quem é Harrison Wells?"
  46. 46,0 46,1 "Al Sah-him"
  47. "Esta é a Sua Espada"
  48. "Meu Nome é Oliver Queen"
  49. "Arqueiro Verde"
  50. 50,0 50,1 "O Candidato"
  51. "Restauração"
  52. "Além da Redenção"
  53. "Assombrada"
  54. "Almas Perdidas"
  55. 55,0 55,1 "Episódio 4"
  56. 56,0 56,1 56,2 "Episódio 5"
  57. "Episódio 6"
  58. "Águas Escuras"
  59. "Piloto, Parte 1"
  60. "Desacorrentado"
  61. "Pecados do Pai"
  62. "Sequestrado"
  63. "Corações Partidos"
  64. "Luz no Fim do Túnel"
  65. 65,0 65,1 "Lendário"
  66. 66,0 66,1 "Legado"
  67. "Aruba"
  68. 68,0 68,1 "O Fim"
  69. "Invasão!"
  70. "Mundo Clandestino"
  71. "Sem Tempo"
  72. "Comprometido"
  73. "Divisão"
  74. "Invencível"
  75. "Quem é Você?"
  76. "Desaparecidos"
  77. "Lian Yu"
  78. "Cópia"
  79. "Companheiros de Luta"
  80. "O Dragão"
  81. "Sentença de Vida"
  82. "Inmate 4587"
  83. "Os Caçadores de Longbow"
  84. "Devido Processo"
  85. "Herança"
  86. "Canário Perdido"
  87. "Starling City"
  88. "Bem-Vindo a Hong Kong"
  89. "Rio do Tempo"
  90. "Crise na Terra-X, Parte 3"
  91. "Piloto, Parte 1"
  92. "Lendas de Ontem"
  93. "Escuridão na Periferia da Cidade"
  94. "Traição"
  95. "Musa de Fogo"
  96. "A Guilda Thanatos"
  97. "Diferenças Irreconciliáveis"
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.