Lex Luthor
Lex Luthor.png
Informação
Ocupações Pré-Crise
CEO da Luthor Corp (anteriormente)
Terrorista
Secretário de Interesses Alienígenas (anteriormente)
Pós-Crise
CEO da Luthor Corp
Proprietário do D.O.E.
Membro do Conselho da Obsidiana do Norte
Estado atual Vivo (ressuscitado)
Família Lionel Luthor (pai; morto)
Lillian Luthor (mãe)
Lena Luthor (meia-irmã paterna; afastada)
Universo de origem Terra-38 (pré-Crise)
Terra-Prime (pós-Crise)
Intérprete Jon Cryer
Fonte

Alexander Joseph "Lex" Luthor[1] (nascido em 1984[2]–2019; ressuscitado em 2019) é um bilionário industrial, inventor e cientista, assim como uma das pessoas mais inteligentes do planeta. Ele é o filho de Lillian Luthor e do falecido Lionel Luthor, o meio-irmão paterno de Lena Luthor e o antigo melhor amigo e atual inimigo do Superman, a quem ele via como um obstáculo aos seus planos megalomaníacos e uma ameaça à própria existência da humanidade. Lex é uma figura pública carismática e bem conhecida, porém controversa, além de ser o CEO da Luthor Corp.

Na Terra-38, ele foi aprisionado por 32 anos devido a seus atos criminosos. Lex conseguiu escapar da prisão e continuou com sua guerra contra os Kryptonianos, eventualmente sendo morto por Lena. Mar Novu ressuscitou-o para que Lex o ajudasse durante a Crise, na onde utilizou o Livro do Destino para alterar a realidade e substituir o Superman da Terra-96 como o Paragon da Verdade. Como resultado, ele se tornou uma das poucas pessoas cuja memórias permaneceram intactas após o fim do evento. Agora, na Terra-Prime, Lex não tem nenhum histórico criminoso e é um ser benevolente.

Biografia

Pré-Crise

Vida pregressa

Filho dos bilionários Lionel e Lillian Luthor, Lex nasceu em Metrópolis. Desde sua infância, Lex exibia um intelecto extremamente elevado, o que deixava sua mãe muito orgulhosa dele, muitas vezes referindo-se ao filho como um "gênio" e estando muito perto dele quando ele cresceu.[3][4]

Durante sua infância, Lex aprendeu a jogar xadrez com seu professor russo Anatoly Karpov.[1] Uma criança introvertida, Lex teve um cachorro de estimação chamado Ignatius, a quem ele considerava seu companheiro mais próximo. Quando Lex tinha 7 anos, Ignatius adoeceu e teve de ser sacrificado. Lex queria estar presente durante o procedimento, mas Lillian sentiu que seu filho era muito conectado com o animal e o proibiu, forçando-o a ir em uma viagem de negócios com seu pai. Lá, o pai e filho foram acompanhados por uma mulher, que recebeu toda a atenção de Lionel. Inicialmente, Lex jurou a si mesmo que iria odiá-la, devido a mulher roubar seu pai de si quando mais precisava, mas não foi capaz de continuar com sua promessa por causa de como ela era gentil com ele. No dia em que Ignatius partiu, a mulher abraçou Lex e lhe cantou uma música para confortá-lo. Ao final da viagem, Lex desejou que a mulher fosse sua mãe.[5]

A família Luthor logo após Lionel trazer Lena para casa.

Em 1997, após Lena (que Lex descobriu, anteriormente, ser a filha ilegitima de Lionel com a mulher na viagem) ser adotada na família Luthor após a morte de sua mãe, Lex a fez se sentir especialmente bem-vinda.[6] Quando se conheceram pela primeira vez, ele convidou-a uma partida de xadrez, a qual a garota de quatro anos de idade ganhou.[7] Após isto, eles começaram a jogar xadrez frequentemente, regularmente deixando notas secretas dentro de peças de xadrez.[8] Algum tempo depois, aos 13 anos de idade, Lex leu a biografia de Oscar Wilde e começou a impersonificá-lo, chegando ao ponto e pedindo, por semanas, que chamassem-o pelo pseudônimo do autor: Sebastian Melmoth.[2]

Durante sua juventude, Lex e Lena eram bem próximos;[9] ele carinhosamente se referia a Lena como a "Princesa Perdida", como a Duquesa Anastasia Romanova,[8] e sempre a desafiava a superá-lo em suas invenções.[10] Apesar de constantemente ser rude com ela, Lex reconhecia o potencial de Lena e considerava seu comportamento como a melhor forma de garantir que sua irmã continuaria a melhorar.

De acordo com Lena, Lex construía formigueiros por dias para fazer as formigas acreditarem que estavam voltando para casa antes de incendiá-las.[5] Além disso, em seus dias de escola, ambos tinham uma professora de latim chamada Sra. Krinick que, toda vez que Lex citava Salutati errado, colocava-o em um canto e forçava-o a repetir "Ego me non placebo" ("Eu não gosto de mim mesmo") até que seu latim fosse melhorado.[5]

Apesar de ser amado por sua mãe e meia-irmã, Lex tinha um relacionamento turbulento com seu pai, já que Lionel era distante[5] e preferia Lena ao invés dele.[4] O relacionamento deles piorou quando Lionel começou a beber muito e acabou se tornando alcoólatra. Lex passou a odiar o pai porque ficou com a família, tornando a vida deles miserável.[1]

Lex e Lena em sua casa na árvore.

Um dia, Lena roubou a caneta-tinteiro premiada de Lionel, um presente que ele recebeu do rei da Jordânia, para agradar Lex. No entanto, Lex considerou o gesto "patético", pois se Lena sabia o quão brilhante ela era, ela não precisava chorar para chamar a atenção. Para escapar da ira do pai, eles se esconderam na casa da árvore, onde Lex confortaria Lena, assegurando-lhe que Lionel não podia subir quando estivesse bêbado. Lex prometeu que um dia ele teria todo o dinheiro do mundo e construiria uma casa nos Alpes para sua irmã, a fim de mantê-la segura.[8]

Após a morte de seu pai, Lex herdou a companhia da família, Luthor Corp, e tornou-se seu CEO. Ele contratou Mercy e Otis Graves como a chefe de segurança e um membro da segurança, respectivamente.[11] Ao passar do tempo, o relacionamento de Lex com Mercy começou a desenvolver, chegando ao ponto dela se tornar sua confiante próxima e convidada para jantares. Estava mesmo fortemente implícito que havia uma conexão romântica entre eles.[10]

Negócios ilegais com Bruno Mannheim

Em algum momento, Lex tornou-se parceiro de Bruno Mannheim para esquemas ilegais relacionados a Luthor Corp. Com a ajuda de Lex, Bruno lavou dinheiro através da Luthor Corp, mas logo foi abandonado por Lex assim quando seu parceiro começou a ser investigado pelo estado. O centro dos esquemas eram estacionamentos que Mannheim comprou através de uma subsidiária que comprou de Lex. Segundo Lena, foi a afiliação de Lex com Mannheim que o levou pelo caminho errado em sua vida.[11]

Conflitos com o Superman

O Superman (Super-Homem), o antigo melhor amigo de Lex que tornou-se seu maior arqui-inimigo.

Anos depois, após o super-herói Superman aparecer em Metrópolis, Lex sequestrou e interrogou Jimmy Olsen, o jovem fotógrafo que tirou a primeira foto do Superman, para descobrir o que ele sabia sobre o herói.[2] Apesar disso, Lex e Superman mais tarde se tornaram melhores amigos e eles inicialmente trabalharam juntos para repelir a ameaça de invasões alienígenas. No entanto, os métodos de Lex provaram-se mais cruéis que os de Superman, o que colocou-os em diversos desacordos. Apesar de Superman tentar confiar em seu amigo, defendendo-o de acusações e continuando a lhe dar diversas chances,[7] Lex acabou sendo incapaz de enganar o Super-Homem, que finalmente percebeu sua verdadeira natureza; consequentemente, resultou em um desentendimento entre a dupla. Logo após isto, Lex começou a acreditar que o Superman era a causa do terrorismo alienígena, dado que sua presença chamava a atenção de outros seres extraterrestres, e declarou guerra contra seu antigo amigo, tornando-se o maior rival do super-herói.[3][6] A obsessão de Lex em derrotar o Homem de Aço dissolveu seu relacionamento com Mercy.[10]

Uma das armaduras de Lex guardada.

Após Lex começar a atacar o Superman, Lena começou a se preocupar com o estado de seu irmão e tentou ajudá-lo, apesar de ser ignorada pelo mesmo.[12] Com isto, o relacionamento dos irmãos tornara-se fraturada, resultando em Lex banindo Lena da Luthor Corp[1] e prosseguindo com seu plano de destruir o Superman, cometendo diversos crimes. Inicialmente, ele tentou usar uma tecnologia para pulverizar a Kryptonita, minério na qual estudou intensivamente, e espalhá-la ao ar.[13] Um de seus planos subsequentes envolveu o desencadeamento de uma linha de falha na Califórnia com uma "máquina de terremoto", que foi destruída pelo Superman.[6] Outro incidente envolveu Lex criando, e vendendo, uma série de armaduras, ato no qual Superman não ficou feliz ao saber.[14] Lex até mesmo utilizou-as quando enfrentava o Kryptoniano em um combate.[7] Em seu diário, Lex escreveu possíveis métodos para derrotar o Superman, uma delas envolvia uma overdose incapacitante da droga de um certo doutor Crane, enquanto outra consistia em usar uma amostra do feromônio de Pamela Isley/Hera Venenosa na tentativa de controlar mentalmente seu inimigo.[8] Lex também possuí anotações de como utilizar as Ondas-Q para penetrar a pele invulnerável do Super-Homem.[15]

Ao passar dos anos, Lex construiu diversas instalações secretas ao redor do mundo, onde guardava um arsenal de armas que ajudasse-o a derrotar o Super-Homem para sempre.[7] Ele também converteu sua mansão em um bunker designado para protegê-lo de qualquer ameaça, e revelou sua localização apenas para Lena.[9]

Teorizando que o Superman havia escondido as armas que Lex, e outros inimigos, utilizou contra ele em uma "fortaleza secreta", ele passou anos procurando por ela, mas não obteve resultado.[16]

Lex injetou Kryptonita em si mesmo para manter o Superman longe de si,[5] e sequestrou Jimmy novamente, deixando-o com 16 cicatrizes.[1]

Encarceramento

Após anos e diversos encontros brutais, Lex e Superman se enfrentaram pela última vez em 2016,  logo quando Lex transformou o sol amarelo da Terra em um sol vermelho para enfraquecer o super-herói Kryptoniano, e consequentemente causando uma destruição em escala global.

Lex, com Lena, assistindo a destruição em Metrópolis após transformar o sol amarelo em um sol vermelho.

Lex sequestrou Lena e a manteve em seu escritório em Metrópolis, enquanto observava o resultado de seu trabalho em diversos monitores, enquanto sua meia-irmã, em lágrimas, lhe dizia que ele não tinha que continuar com suas ações. Lex, citando uma frase de Epicuro, disse que estava fazendo aquilo pela raça humana, e a levou à frente da janela para ouvir os gritos de desespero dos cidadãos, comentando que eles já estavam "comemorando" Quando Lena comentou, furiosamente, que Lex mataria milhões devido ao fato do planeta não sobreviver sob um sol vermelho, Lex respondeu que nem mesmo o Superman pode, explicando os humanos deveriam colocar fé em si mesmos ao invés do Super-Homem. Ele considerou que seu dever é dissipar o mundo da noção de que Superman era invencível, já que, matando o kryptoniano, Lex finalmente os acordaria e mostraria o que realmente era o Superman; um deus falso.

Lex se entregando para a polícia de Metrópolis.

Chocada após ver um helicóptero do Departamento de Polícia de Metrópolis ser derrubado, Lena, em desgosto, comentou que ao menos Superman era um homem bom. Lex se irritou, dizendo que ele deveria ser o "Homem do Amanhã" ao invés dele. Lena questionou-o se tudo isto era sobre seu ego, no que Lex respondeu que era pela ciência, já que queria descobrir se o Kryptoniano podia sangrar. Então, uma equipe de agentes invadiu seu escritório e Lex calmamente se entregou, dizendo que a sua meia-irmã que, um dia, as pessoas iriam agradecer pelo que ele havia feito.[5]

De algum modo, Lex foi capaz de escapar da policia e fugiu para sua mansão, onde foi recapturado pelo Superman após ele conseguir frustrar seus planos e finalmente derrotá-lo.[7]

Julgamento

Lex durante seu julgamento.

Dois meses depois, Lex foi ao seu julgamento, onde Mercy foi uma testemunha chave após traí-lo,[11] e ambos James e Lena (que revelou estar utilizando uma escuta após o sol ser transformado) testemunharam a respeito de suas ações. Lex escreveu em kryptonês em uma folha pelo tempo de duração dos referidos testemunhos e, como antes de ler o veredicto, o juiz perguntou se ele tinha alguma declaração. Ele respondeu que "Superman o fez fazer isso", afirmando que estava tentando proteger a humanidade da extinção já que alienígenas viviam entre eles e sempre haveria um "antes" e "depois" do Super-Homem Depois que o juiz o condenou a 31 mandatos consecutivos de vida, ela e o júri começaram a tossir e morreram envenenados, para o qual Lex apontou sarcasticamente que talvez 32 fosse melhor, sendo consequentemente arrastado pelos guardas.[1]

Lex conhecendo Eve Teschmacher.

Lex foi preso pelos referidos termos consecutivos da vida,[6] aprisionado na Penitenciária da Ilha Stryker.[17] Ele foi visitado por Eve Teschmacher, mulher cuja notou sua presença na multidão quando estava sendo levado e pediu para Otis recrutá-la após reconhecê-la como a fã que lhe mandava diversas cartas ao passar do ano. Durante seus encontros, Lex pediu para que ela se infiltrasse na CatCo Mídia Mundial para espionar James.[1]

Após Lena assumir a Luthor Corp, planejando renomeá-la como "L-Corp", Le contratou o assassino John Corben para matá-la em National City. No entanto, seus planos foram arruinados pela intervenção do Superman e Supergirl, fazendo com que Corben fosse quase morto e fosse transformado em um ciborgue movido a kryptonita pelo Projeto Cadmus.[6]

Planos com Kaznia

Lex grava um baixo-relevo de Hannibal cruzando os Alpes na parede de sua cela.

Enquanto estava na prisão, Lex passou os próximos anos planejando sua fuga, corrompendo o diretor, assim como os guardas e os outros detentos; além disso, para aliviar o tédio, ele começou a gravar na parede de sua cela um baixo-relevo representando Hannibal atravessando os Alpes e construindo uma sala secreta de computadores dentro dele, ele também escreveu dezenas de diários.[8] Em meados 2018, ele foi informado pelo Ministro de Defesa de Kaznia sobre a existência de uma cópia da Supergirl e, após deixar um holograma em sua cela, ele deixou a prisão por setenta e duas horas para chegar até Kaznia, onde encontrou a cópia em uma cabana em uma floresta após salvar um jovem garoto de ladrões. Devido ao fato de que a única memória que a cópia possuía era "Alex", Lex disse que era tal "Alex" e convenceu-a deixar que o governo Kazniano cuidasse dela, em troca dela permiti-los transformá-la em uma arma. Após Eve reconhecer um guarda que deixou a cópia desconfortável, Lex ordenou que ele fosse executado.

Lex, Eve e Otis em Kaznia.

Ele se aproximou da cópia e questionou-a se gostaria de aprender a controlar sua força. Após seu primeiro treinamento, Lex prometeu explicar tudo sobre sua origem, e começou a enviar livros e outros materiais para estudos antes que suas setenta e duas horas acabassem. Enquanto partia, ele questionou Eve de como isto era possível, no que ela revelou sobre o Harun-El e seus experimentos com Lena. Lex elogiou-a, demandando que ela conseguisse resultados com sua pesquisa. Ele revelou seus planos de iniciar uma guerra entre os Estados Unidos e Kaznia, onde sairia como "herói" aos olhos públicos. Ele ordenou que Otis manipulasse Lena e criasse os Filhos da Liberdade, colocando Ben Lockwood como seu líder. Em 10 de Outubro de 2018, Lex comprou uma base militar em Kaznia, usando o pseudônimo de Sebastian Melmoth e ArmeTek como um disfarce.[2]

Lex jogando xadrez com a cópia da Supergirl.

Algumas semanas depois, ele retornou para Kaznia afim de continuar o treinamento com a cópia, além de ensiná-la Inglês. Durante um jogo de xadrez, Lex disse que a cópia era semelhante a sua irmã que, por outro lado, o desapontou e o abandonou. Após criticá-la por gostar de O Grande Gatsby (um dos livros que ele a enviou), ele disse que o capitalismo enfraquecia as pessoas, e que o único motivo que ele tem dinheiro é para enfrentá-los.

Lex protegendo a cópia da Supergirl.png

Após os Filhos da Liberdade espalharem Kryptonita na atmosfera terrestre, Lex colocou a cópia em um confinamento para protegê-la, e também furou suas orelhas para fazê-la parecida com a Supergirl. Lex decidiu revelar que a cópia era a Última Filha de Krypton, e que sua tarefa era iniciar um período de paz na Terra ao unir as pessoas e enfrentar os campeões dos governos corruptos: Supergirl e Superman. Ele também disse que a Supergirl era sua irmã, e que lhe roubou seu lugar no mundo. Nas consequências destes eventos, Otis foi morto por um Hellgrammite,[18] e Lex ordenou que Eve iniciasse o "Procedimento Metallo" para revivê-lo e transformá-lo em um ciborgue movido a Kryptonita.[19]

Lex e "Linda Lee" em National City.

Um mês depois, ele levou a cópia para National City sob o apelido de "Linda Lee", para que ela pudesse ver a vida das pessoas que a Supergirl protegia. Lex levou-a ao apartamento de Kara Danvers (revelando que sabia sobre sua identidade secreta), para que a cópia pudesse desenvolver desgosto pela vida luxuosa de sua "irmã". Lá, Lex e "Linda" quase foram pegos por Alex, a irmã adotiva da Supergirl, mas a cópia conseguiu enganá-la. Algumas horas depois, Eve informou-o que a cópia "tem consciência" e que seria um problema para seus planos, já que ela encontrou-a tentando se aproximar de Lena na CatCo. Afim de manter o ódio da cópia pelos americanos, Lex ordenou que Eve e Otis encenassem um bombardeio da casa da criança que a cópia salvou por um porta-aviões americano.

Lex discutindo com a cópia da Supergirl.

No entanto, após descobrir o ataque, ela atacou o porta-aviões, ignorando o aviso de Lex em não fazê-lo, e, após ele impedi-la e fingir o ataque em uma plataforma afim de parecer que foi um acidente, ele repreendeu-a por comprometer todo seu trabalho devido a um momento de fraqueza. Após a cópia confrontá-lo, dizendo que ele não estava lhe contando tudo, Lex disse que ela havia o "decepcionado".[1]

Enquanto isso, ele ordenou que diversos alienígenas fossem sequestrados e deportados para Kaznia, com o apoio secreto do governo americano, para poder experimentar diversos experimentos e seus poderes.[20]

Câncer

Meses depois, Lex foi informado que a cópia estava doente devido a alguma doença e, apesar dos conselhos de Eve em não fazer isto, ele decidiu entrar em uma câmera radioativa para desenvolver um câncer inoperável,[1] dizendo para todos que sua doença foi devido a injetar Kryptonita em seu sistema.

Lex pedindo a ajuda de Lena.

Seu plano funcionou e, eventualmente, ele sofreu um derrame, e entrou em contato com Lena para que ela pudesse ajudá-lo. Sabendo que Lena utilizava o Harun-El para procurar uma cura para o câncer, Lex puxou algumas cordas e conseguiu-a fazer trabalhar com o D.O.E. e utilizar seus recursos, com a coronel Lauren Haley alheia ao fato de que ele estava por trás disso. Ele também mandou que Eve[19] atirasse em James Olsen e usasse seu relógio para chamar a Supergirl.

Curado e fuga

Libertado da prisão em uma licença de misericórdia, Lex foi transportado para sua mansão em um helicóptero, escoltado por agentes do FBI. Depois que ele chegou e Lena perguntou friamente se ele queria tanto vê-la, Lex respondeu sarcasticamente que sentia sua falta.

Lex em prisão domiciliar em sua mansão.

Após ser levado para dentro e preso a sua cadeira de rodas pelos agentes federais, Lex explicou que eles nunca o deixam fora de vista, dizendo que eles tinham medo que ele iria fugir igual a um cachorro sem colheira, no que Lena lhe respondeu dizendo que faria isto. Isto fez Lex sorrir, dizendo-a que não poderia fazer isto devido a sua condição, relembrando-a de que estava morrendo. Sarcasticamente, Lena disse que sabia desde seis semanas atrás, onde conversaram por telefone. Lex disse que não estava acostumado a pedir ajuda, considerando isto como "fraco" e "patético", assim como ele seria salvo se ela testasse o Harun-El em humanos. Depois que Lena recusou firmemente, ele perguntou a ela qual era o significado de tudo que ele havia feito para ajudá-la a ter melhores recursos para seu trabalho, perguntando se tudo o que ela realmente queria era "um lugar na primeira fila para vê-lo morrer", ao que ela respondeu apesar de tudo, ele era seu irmão e ela queria salvá-lo. Eles foram interrompidos por Eve Teschmacher, que entrou em pânico para informar Lena sobre James, e foi ridicularizada por Lex, que pediu um macchiato, dizendo-lhe para chamá-lo de "Lex", pois era fácil escrever.

Lex e Lena trabalhando juntos no Harun-El.

Após Lena voltar do hospital e pedir sua ajuda para trabalhar no Harun-El para salvar a vida de James, assim como a sua, Lex comentou sobre a ironia deles trabalharem juntos para salvarem o "amigo do Superman", questionando-a o que sua mãe iria pensar. Enquanto trabalhava no Harun-El, relembrando Lena do tempo em que "trabalhavam juntos" quando criança, Lex começou a sentir-se doente e a tossir sangue. Lena chamou um guarda e pediu para trazê-lo um copo d'água, mas ele derrubou no chão e disse para Lex lamber como um cachorro. Antes que Lena pudesse reagir, Lex disse que estava acostumado devido a "não ser muito popular na prisão". Ele então disse que estava orgulhoso dela e de suas conquistas, logo antes de dizer para voltarem ao trabalho já que sentia que o sentimentalismo o mataria mais rápido que seu câncer.

Lex conversando com Lena sobre sua mãe.

Lex foi posteriormente agredido por um agente do governo totalmente indiferente e, enquanto Lena o ajudava dizendo ao agente para lhe dar as chaves das algemas, ele disse à irmã para não culpar o homem por "ele não saber o que faz". Em seguida, enquanto Lex e Lena estiveram testando o Harun-El em corações tumorosos e conversavam sobre sua infância, eles foram capazes de encolher o rumor, mas, momentos depois, Lena recebeu um telefonema de Alex Danvers, sendo informada que James estava sendo encaminhado para a cirurgia com um alto risco de morte. Quando ela ficou deprimida e afirmou que não podia mais salvar James, Lex disse a ela que ele sempre soube que ela era sua meia-irmã e revelou a bela lembrança que ele tinha de sua mãe, afirmando que, ao contrário dele que nasceu do ódio, Lena nasceu do amor e, mesmo que o resto de sua família espreitasse na escuridão com orgulho, ela sempre caía na luz. Então ele pediu que ela alcançasse James, dizendo que ele precisava dela.

Lex durante o blecaute.

Após Lena sair, Lex cortou, remotamente, a energia reserva durante hospital após o blecaute causado por Manchester Black, forçando Lena a injetar o Harun-El em James para salvá-lo. No entanto, após perceber o que ele havia feito, Lena confrontou Lex. Sem nenhuma demora, Lex admitiu que era responsável pelo apagão no hospital e por James ser baleado, dizendo que isto foi para dar um incentivo a Lena, assim como uma cobaia humana para testar o Harun-El e garantir que ele servia como um agente curador. Quando Lena disse que não iria entregá-lo a cura, Lex, não surpreso, revelou que alguém já iria fazer isto.

Lex conhecendo a Supergirl pela primeira vez.

O agente do FBI, que estava presente na sala, se revelou como sendo Otis, apesar de todos acreditarem que estava morto e disfarçado por um indutor de imagem, e prendeu Lena na cadeira de rodas de Lex após ele se levantar e arrancar sua roupa de prisão, revelando um terno. Lex chamou por Eve, que entrou na sala e atirou em outro agente, revelando que estivera trabalhando com ele todo este tempo. Lex revelou que não tinha intenções de matar Lena, e ordenou que Otis apagasse-a para que ele e Eve pudessem "lidar com ela". Ele saiu da mansão, matando diversos agentes com o sistema de segurança do local. Lex se preparou para fugir em um helicóptero, mas foi interceptado pela Supergirl, pessoa a quem se alegrou por finalmente conhecê-la pessoalmente.[5]

Lex pulou do avião e vestiu sua armadura de combate, sendo perseguida pela Supergirl entre os céus de Metrópolis até o telhado do edifício do Planeta Diário, onde tiveram um breve confronto e revelou que desenvolveu poderes graças ao Harun-El. Ele então pegou o globo do Planeta Diário e utilizou-o para esmagar a Supergirl. Algumas horas depois, ele chegou a Kaznia para fazer uma transfusão de sangue com a cópia da Supergirl, afim de salvar sua vida, e se desculpou por ter ido embora. Ele também entregou-a um traje e a chamou de seu legado: sua Filha Vermelha.[1]

Algumas semanas depois, Lex e a Supergirl foram até sua cela na Ilha Stryker para encontrar provas a respeito de seu plano, mas ativaram um alarme secreto. Lex enviou Otis para matá-las, mas, quando Otis falhou e a Guarda Nacional apareceu para apreender a Garota de Aço, Lex pediu para que Otis entrasse em sua cela e se auto-destruísse. Ele mandou Eve reconstruí-lo após isto.[8]

Se tornando um "herói"

Lex sugerindo que a Filha Vermelha atacasse Eliza Danvers.

Enquanto trabalhava em seu laboratório, a Filha Vermelha foi até Lex para informá-lo que a Supergirl havia escapado e que ela havia falhado. No entanto ele garantiu-a de que não, já que ela conseguiu fazê-la sangrar e sabia que apenas kryptonita não iria matá-la. Ele então ordenou que ela fosse até o apartamento de Kara e ameaçasse matar Eliza Danvers. Posteriormente, Lex criou uma versão compacta do satélite Claymore para a sua armadura, alimentando-o com a energia extraída pelos poderes de todos os alienígenas que ele sequestrou. Então, enquanto o experimentava ao lado de Eve, ele testou sua função ordenando uma segurança para "ficar muito quieto" e depois matá-lo, disparando contra ele uma explosão de energia de sua luva. Ele então repreendeu Eve por ter se encolhido, mas ela garantiu que não era por causa do assassinato, mas por Otis, que foi morto novamente por Ben Lockwood. Lex ordenou a execução do homem e perguntou a Eve se ela percebia que o mundo estava prestes a ser deles, levando a garota a responder que sabia desde a primeira vez que se conheceram, eles compartilharam um beijo e, em seguida, a mulher partiu para lidar com Lockwood.

Lex conversando com o presidente Baker.

Cinco horas depois, Lex foi até a Casa Branca e se encontrou com o Presidente Baker, que, logo após as forças Kaznianas começarem a juntar-se próximo as bordas americanas, começou a duvidar do plano dele. Lex relembrou-o de tudo que havia feito por sua carreira política, e que ele nunca deveria duvidar do sucesso de seus planos. Ele então recebeu um telefonema do general Kazniano, e lhe deu permissão para atacar.[21]

Lex "mata" a Filha Vermelha.

No entanto, logo quando Kaznia começou sua invasão em solo americano, Lex atacou-os imediatamente, aniquilando boa parte de suas forças sozinho. Quando a Filha Vermelha chegou ao campo de batalha, atrasada devido a seu combate contra a Supergirl, Lex atirou nela em frente das câmeras, fazendo-o parecer que a havia matado, e assim cumpriu seu plano, fazendo com que a mídia o admirasse como um "herói americano" através de uma transmissão especial feita pelo Presidente.[22]

Lex zombando da Filha Vermelha após prendê-la.

Após isto, Lex transportou a Filha Vermelha para Shelley Island e aprisionou em uma câmera da ArmeTek, criada para extrair a energia de seus poderes e transformá-los em uma versão mais poderosa do que Claymore. Logo após recuperar sua consciência, a Filha Vermelha disse que ela confiou nele, fazendo Lex zombar dela dizendo que ela devia ter sido "estúpida" ou "ingênua" por fazer isto, dado que ela tinha acesso a internet e que poderia ter pesquisado seu histórico e que deveria saber que ele nunca defenderia Kaznia e, especialmente, que odiava Kryptonianos como ela. A Filha Vermelha disse que Lex deveria ter a matado, no entanto Lex saiu da sala, dizendo que havia planos maiores para ela.[21]

Mais tarde, Lex exibiu várias "provas de magnanimidade", incluindo a reconstrução e o fornecimento de energia às casas que haviam sido danificadas pelo bombardeio de Kaznia, e o Presidente anunciou sua futura nomeação de Lex como o Secretário do Departamento de Relações Alienígenas dos Estados Unidos.[21]

"Governando" Washington, D.C.

Lex e Eve na Casa Branca.

Ele foi até o Salão Oval e convocou uma reunião com sua mãe e meia-irmã, para uma festa do chá particular, comentando que três Luthors em tal local só poderia "ocorrer na América". Após Lena questioná-lo se ele havia amarrado o Presidente em um armário, Lex disse que "fantoches não precisam ser amarrados". Lillian pediu para que Lena se comportasse, já que aquela era a primeira reunião familiar em anos, afirmando que seu filho assassino havia enganado a Terra para pensar que ele ser um herói era algo completamente normal para a família Luthor, sugerindo que eles tomassem uma xícara de chá enquanto Lex explicava que tudo o que ele havia feito era por todos eles, a fim de ter o nome de sua família restabelecido e tomar seu lugar apropriado na história, revolucionando a energia em todo o mundo usando alienígenas como baterias como sua última descoberta. Quando Lena declarou o quão vil seu plano era, Lex citou que ele "não vê por que os homens não devem ser cruéis como a natureza", ao que Lillian observou que não deveria citar Hitler em público.

Lex confrontando Eve a respeito de seu plano de destruir Superman e Argo.

Lena apontou que, já que ele havia supostamente matado a Supergirl e dominado a América, o Superman retornaria de Argo City para enfrentá-lo. No entanto, Lex disse que a primeira leva de alienígenas aprisionados seriam usados para carregar uma arma que destruiria Argo e o Superman. Ao ouvir isto, Eve pediu para conversar com Lex em particular, e expressou suas dúvidas a respeito do desperdício de energia, que poderia ser usado por décadas, devido a sua obsessão com o Super-Homem. Lex, no entanto, ele relembrou-a de que não eram parceiros, e que todas as vitórias precisavam de fogos de artifício.

Lex bebendo em homenagem a sua vitória.

Após Lex voltar para dentro do Salão Oval, ele levou champanhe e propôs um brinde, garantido a sua mãe que, diferente do chá que ela lhe ofereceu, este não estava envenenado. Lena disse que o que ele estava prestes a fazer era genocídio, e que o público descobriria a verdade eventualmente. No entanto, Lex respondeu dizendo que a verdade era inútil, já que toda a Terra acreditava que ele era um salvador, e que fatos são irrelevantes, já que as pessoas não leem e se o fazem, eles não pensam.

Batalha de Shelley Island

Lex se preparando para sua última batalha contra a Supergirl.

Após seu brinde à vitória, Lex virou-se para um monitor e tentou ativar o satélite, mas ele não funcionou. Eve informou-o que os Superamigos haviam atacado Shelley Island, e então ele vestiu sua armadura e saiu do local para lidar com o assunto pessoalmente. Após chegar na ilha, Lex foi interceptado pela Supergirl, que arremessou-o a um armazém. Surpreso, Lex comentou o quão semelhante ela e seu primo são, dizendo que não importa quantas vezes se livre dela, ela sempre retornaria. Eles começaram a lutar e, apesar de Supergirl utilizar seu traje protetor, Lex conseguiu envenená-la com Kryptonita. Quando ele estava prestes a matá-la com um disparo de Kryptonita, a Filha Vermelha (que foi libertada junto dos outros prisioneiros) utilizou-se como escudo para proteger a Supergirl e morreu, sendo consumida de volta para Kara e dando-a poder suficiente para revidar utilizando sua visão de calor.

Apesar dele conseguir escapar, sua armadura foi danificada e, eventualmente, ele caiu em um vóide. A Supergirl segurou seu braço, mas, recusando-se a ser salvo por um Kryptoniano, ele desprendeu sua luva e deixou-se cair, enquanto o público comemorava após os crimes de Lex serem expostos por Kara.[21]

Morte

"Seus amigos têm mentido pra você, desde o começo. O seu namorado, o Jimmy, a Alex, o J'onn, aquele alien magrelo, o Brainy, e até mesmo a sua mãe. Eles te ridicularizaram, te humilharam. Eles traíram. Cada um deles. Negação é uma coisa muito poderosa, né? Estava bem na sua cara, ali, este tempo todo. E você escolheu não acreditar... Kara Danvers é a Supergirl."
—Palavras finais de Lex Luthor para Lena Luthor[fonte]

Lena extraí o Haurn-El do sistema de Lex.

No entanto, Lex foi capaz de sobreviver o impacto, e se teleportou para a cabine que ele e Lena adoravam ir quando crianças, graças a sua armadura. Lá, ele foi emboscado por Lena, que extraiu o Harun-El de seu sistema e removeu seus super-poderes. Lex elogiou sua meia-irmã por ter descoberto sua localização e, ao ver que ela apontou uma arma para si, disse que ela era incapaz de feri-lo. No entanto, ele verdadeiramente se surpreendeu quando Lena atirou em seu peito.

Lex morre.

Prestes a morrer, Lex aceitou seu destino com dignidade, dizendo que estava orgulhoso de Lena, admirando suas habilidades e que a havia subestimado-a sua vida toda. Após isto, ele mostrou diversas gravações e revelou a verdadeira identidade de Kara Danvers como Supergirl para sua meia-irmã, e que todos da sua vida estavam escondendo este segredo dela. Suas últimas palavras, antes de morrer, foram que, diferente dela, ele não viveu como um tolo.[21]

Ressurreição

"Eu sempre fui um herói."
—Lex Luthor[fonte]

Lex no Reino do Monitor.

O cadáver de Lex foi visitado por Mar Novu, um ser cósmico. Afim de utilizar Lex para seus objetivos, Novu encheu seu corpo com energia interdimensional.[21] Novu ressuscitou Lex para que sua mente pudesse ser utilizada durante uma crise. Para prevenir que ele ferisse alguém, Novu o colocou em seu reino, onde deixou um jogo de xadrez para que Lex pudesse se entreter. Quando Novu voltou, e após Lex cumprimentá-lo, ele comentou que o local precisava de alguma decoração. Novu disse que daria a oportunidade para que Lex fosse o herói que sempre quis.

Lex negociando com Mar Novu.

Apesar de Lex acreditar que ele sempre foi um herói, ele percebeu que a oferta de Novu era verdadeira e ofereceu-se para ajudá-lo. Ele se levantou de sua cadeira demandando que, antes disto, eles teriam de conversar de como lidariam com sua irmã.[23] Os dois fizeram um acordo onde, em troca da ajuda de Lex durante a Crise, Novu iria garantir que as memórias de Lena sobrevivesse de forma intocável durante o evento.[24]

Crise nas Terras Infinitas

Matando os Super-Homens do multiverso

"Não é pra você tocar nisso."
"E homens não deviam voar. Mas, aqui estamos. Adeus, Superman. Todos vocês.
"
Precusora e Lex Luthor[fonte]

Lex Luthor na Waverider.

Quando a Crise nas Terras Infinitas começou, o Monitor retirou Lex de seu reino e levou-o até a Waverider da Terra-74. Após Kara ver uma simulação da destruição da Terra-38, Lex comentou a respeito disto. Kara, chocada, confrontou-o, dizendo que Lena havia o matado. No entanto, Lex disse que isto foi "só um tempinho". Kara avançou para atacá-lo com sua visão de calor, mas foi impedida por Novu, clamando que até Lex tinha um papel a desempenhar na crise. Kara disse a entidade cósmica que não podia confiar em alguém que acreditava que Lex Luthor era um aliado. Após Kara sair da sala, Kate Kane, que ouviu a conversa, ameaçou Lex, dizendo que se ele morresse novamente, ninguém o iria ressuscitá-lo.

Lex segurando o Livro do Destino.

Alguns momentos depois, a Precursora começou a ouvir vozes que a dizia para prevenir que Luthor pegasse o Livro do Destino. Ela foi até a biblioteca da nave e encontrou Luthor segurando o objeto mágico. Embora demandasse que Luthor entregasse o objeto, Lex recusou e abriu uma brecha para escapar, afim de realizar seu objetivo de matar os Super-Homens do multiverso. Lex foi até a Terra-75 e matou o Superman deste universo em frente de Lois Lane.

Lex confrontando Clark Kent.

Ele foi até Smallville na Terra-167 e fez com que Clark Kent (de seu universo), Lois Lane e Iris West-Allen retornassem a Waverider logo após o trio avisar o Clark Kent deste universo que ele corria perigo. Não impressionado, Clark disse que ele não era Lex Luthor, no que o homem respondeu deste universo. Ele revelou que o Livro do Destino lhe mostrou que o Superman deste universo era Clark Kent, mas acreditou que era apenas neste universo, já que em sua própria Terra seria impossível o Super-Homem ser Clark devido a sua ingenuidade. Lex declarou que iria matá-lo, e cada Superman do multiverso.

Lex deixando a Terra-167.

Lex pegou um pedaço de Kryptonita, mas devido ao fato de Clark desistir de seus poderes, o minério não o afetou. Ele então pegou o pequeno pedaço e arremessou-o ao campo. Lex ficou chocado por Clark ter desistido de seus poderes, pois era considerado, praticamente, como um deus para os humanos. Clark explicou que fez isto por sua família. Quando ele se distraiu ao ser chamado por Lois Lane, Lex tentou socá-lo, mas Clark segurou o golpe facilmente e revidou. Lex disse que matar um Superman sem poderes não teria graça e abriu um portal, clamando que ele e seu mundo estavam condenados da mesma forma.

Lex usando o Livro do Destino para fazer os Super-Homens se enfrentarem.

Em seguida, Lex foi até o Planeta Diário da Terra-96, onde Clark (da Terra-38), Lois e Iris novamente, descobrindo que o trio havia encontrado o Paragon da Verdade: o Super-Homem deste universo. Ao entrar na sala do editor-chefe, ele disse que, até para sua própria surpresa, ele está cansado de matar Superman, e usou o Livro do Destino para forçar o Clark da Terra-96 enfrentar o Superman da Terra-38 em um duelo até a morte. Os dois Super-Homens enfrentaram-se pelos céus de Metrópolis, até que Lois nocauteou Lex e foi capaz de restaurar os sensos de Clark da Terra-96.

Após recrutarem o Paragon que procuravam, os Super-Homens, Iris e Lois retornaram para a Waverider e aprisionaram Lex em uma cela, onde o Monitor confessou que planejava usar a inveja de Lex para ajudá-los a levarem-os até o Paragon.[25] Em algum momento, antes de ser recapturado, Lex retirou uma página do Livro do Destino e guardou para si mesmo, descobrindo que, em algum momento, os Paragons iriam parar no Ponto de Fuga.[26]

Se tornando um Paragon

"É... e aí? O que faremos?"
—Lex Luthor para os Paragons[fonte]

Kate interrogando Lex.

Após o detector de Paragons ser construído, os heróis se separaram para cumprir suas missões, deixando apenas Kara e Kate na Waverider. Determinada em usar o Livro do Destino para restaurar a Terra-38, Kara foi até a cela de Lex para interrogá-lo. Lex resistiu e, após Kate forçá-lo a dizer a verdade, ele disse que o portador deveria pensar em algo específico, assim como pensou em seu ódio pelo Superman, ou a pessoa ficaria louco, igual ao que ocorreu com John Deegan. Após descobrirem isto, Kara e Kate prenderam-o novamente em sua cela.

Os Paragons no Ponto de Fuga.

Logo em seguida, após o Anti-Monitor possuir a Precursora, matar o Monitor e destruir a Terra-1 e todo o multiverso com uma onda de antimatéria, Lex foi morto com todos os heróis abordos na Waverider. No entanto, após o Pária teleportar os Paragons ao Ponto de Fuga, o Superman da Terra-96 começou a se deteriorar e, eventualmente, desaparecer, com Lex aparecendo em seu lugar. Ele revelou que usou uma página do Livro do Destino para alterar a história e tornar-se um Paragon ao invés dele. Ele então questionou aos heróis o que fariam em seguida.[26]

Recriando o universo

"Então, ser um herói é assim, né? Interessante."
—Lex Luthor[fonte]

Lex e Ryan Choi trabalhando juntos.

Nas semanas seguintes, Lex e Ryan Choi tentaram criar um dispositivo que iria teletransportá-los para fora do Ponto de Fuga, apesar de não terem certeza se seu trabalho iria funcionar. Após a máquina ser finalizada, ninguém se ofereceu para testá-la, e então a Supergirl obrigou Lex a fazê-lo, fazendo-o questioná-la se ela está brava com ele por ele ter matado seu primo de uma realidade paralela. Após o teste falhar, Barry retornou após desaparecer na Força de Aceleração por um mês.

Supergirl, Lex e Ryan em Maltus.

Oliver então retornou, dizendo que ele havia se tornado um "Espectro" e que Mar Novu era responsável por abrir uma brecha entre seus universos e o universo antimatéria, resultando na criação do Anti-Monitor em 7980 A.C. Barry sugeriu que corresse em alta velocidade na Força de Aceleração para levar os Paragons ao planeta do Monitor, Maltus, e impedi-lo de realizar seu experimento. Após Oliver aprimorar as habilidades de Barry, no entanto, o Anti-Monitor atacou-os, fazendo com que Lex, Kara e Ryan fossem os únicos a chegarem no planeta. Lex saiu, mas foi cercado por Kara. Ele revelou que usou o Livro do Destino para dar poderes a si mesmo, e então nocauteou Kara com uma rajada de energia. Ryan chega e tenta impedi-lo, mas Lex o nocauteia também.

Lex conversando com um jovem Mar Novu.

Lex partiu para encontrar Mar Novu por conta própria. Ao encontrá-lo, ele nocauteou a esposa de Novu, Xneen, e se aproximou de um jovem Novu, explicando que o experimento dele iria libertar o Anti-Monitor e condenar todo o multiverso. No entanto, disse que poderia ajudá-lo a prevenir com uma coisa em troca: matar o Superman e Supergirl após Novu ganhar seus poderes. Neste momento, após recuperar sua consciência, Kara chegou e começou a enfrentar Lex, dando tempo o suficiente para Ryan levar Novu para longe e convencê-lo a abandonar a ideia do experimento.

Os Paragons "espalhando a chama" para criar um novo universo.

Momentos após isto, Barry retornou para levá-los ao Início dos Tempos, onde o Anti-Monitor os aguardava. Mobius disse que, não importa o quanto se esforcem, sempre haverá uma versão de Mar Novu que viajaria ao universo antimatéria e iria libertá-lo. Todos os Paragons, incluindo Lex, enfrentaram um exército de demônios das sombras enquanto Oliver sacrificou sua vida pra derrotar o Anti-Monitor, usando seus poderes para abrir uma brecha, para o qual Lex entendeu que eles tinham que concentrar sua força de vontade como fez ao usar o Livro do Destino, a fim de "acender a chama" e criar um novo universo.[27]

Pós-Crise

Herói do mundo

"Desde que eu cheguei nessa Terra, não fiz nada além de 'servir e proteger'. Me julgar pelos crimes cometidos pelo Lex de outra Terra não é justo."
—Lex Luthor para Kara Danvers[fonte]

Lex em seu primeiro dia na Terra-Prime.

Em 14 de Janeiro de 2020,[28] o dia após a Crise quando os Paragons recuperaram suas memórias, Lex acordou na cama de sua mansão enquanto seu mordomo lhe preparava café da manhã. Surpreso, Lex questionou-o se ele havia morrido, no que seu mordomo respondeu que ele estava sofrendo de ressaca, e sugeriu que ele tomasse café. Olhando pela janela, Lex percebeu que ele conseguiu salvar o mundo, no qual seu mordomo respondeu dizendo que aquilo não era nada para ele, e que este era o motivo dele receber um Prêmio Nobel da Paz, e lhe mostrou um artigo sobre isto. Lex o corrigiu, dizendo que não apenas salvou o mundo, mas sim criou um novo.[29]

Lex durante seu discurso na entrega do Prêmio Nobel da Paz.

Depois de tomar nota de que, na nova realidade, ele era conhecido mundialmente como um humanitário amado e respeitado, e também o proprietário do D.O.E., ele também tinha um bom relacionamento com Lena e defendeu a Supergirl da presidente em múltiplas ocasiões. Ele pediu para ver sua irmã e, ao ver que ela dormia em sua mansão, notou que o Monitor manteve sua palavra. Ele então injetou uma droga em Lena, para mantê-la dormindo, e pediu para que seu mordomo levasse-a para sua casa.[29] No mesmo dia, ele foi para a cerimônia onde recebeu seu Prêmio Nobel da Paz, fazendo um discurso da importância em ser um simples humano sem nenhum poder.[30]

Lex conversando com Lillian a respeito de seus planos.

Após isto Lex foi até sua mãe, e lhe revelou sobre a morte e o renascimento do multiverso. Apesar da notícia, Lillian aceitou-a bem, dizendo que o mais importante era manter suas conquistas no novo universo, dado que ambas Lena e Supergirl tinham memórias de suas antigas vidas. Lex sugeriu encontrar a Fortaleza da Solidão para destruir os primos, levando Lillian a sugerir que apoiasse Lena e fazer dela sua aliada, a fim de tê-la ao seu lado enquanto jogava o "jogo longo".[29]

Investigando Leviatã

Lex e Lena após o renascimento do multiverso.

No dia seguinte, Lex visitou o escritório de Lena na LuthorCorp, levando-a um café da manhã completo para ajudá-la por causa de sua enxaqueca. Chocada, e por conta de suas memórias pré-Crise, ela questionou como Lex estava vivo. Ele explicou sobre a Crise e o acordo com Novu, e também a "perdoando" por tê-lo matado e que agora eles trabalham lado a lado para construir um mundo melhor. Lena esfregou na cara de seu irmão sobre o fato dele ter sido um fantoche de Leviatã, mas Lex questiona o que é um Leviatã.

Em seguida, Lex começou a procurar por informações a respeito de Leviatã e, em seu escritório no D.O.E., sugeriu a Supergirl e Alex que trabalhassem juntos em uma aliança temporária para impedir seu inimigo em comum. Porém, elas explicaram que não houve nenhum indício da organização no novo universo, e que em seu ponto de vista, ele era o único inimigo.

No mesmo dia, Lex visitou o escritório de Lena novamente, dizendo que entendia o motivo de sua irmã não confiar em si. Utilizando um alienígena que proíbe de mentir, Lena questionou-o se ele realmente queria ajudá-la em seu Projeto Non Nocere, na qual respondeu positivamente e que não teria assassinatos desnecessários. Ela questionou se ele iria traí-la, na qual Lex declarou que isto aconteceria caso perceba que sua aliança tornara-se inconveniente, sabendo que ela planejaria utilizar o Non Nocere nele.

Brainy oferecendo sua ajuda a respeito das investigações sobre o Leviatã.

Mais tarde, Lex compareceu à cerimônia do "Homem do Amanhã", para receber seu prêmio. Durante o discurso de Lena, que iria apresentá-lo ao palco, Lex agradeceu sua mãe por conseguir persuadir Lena e fazê-la não se aliar aos Kryptonianos. De volta a seu escritório, Lex foi visitado por Querl Dox, que ofereceu sua ajuda a respeito das investigações sobre Leviatã, dizendo que precisariam informações do futuro para ajudá-los. Lex comentou que, apesar da linha do tempo ser diferente, eles teriam um modo de "trazer o futuro", e mostrou uma fotografia de um sósia que acabou de chegar ao universo através de um buraco de minhoca, e que poderia ajudá-los.[24]

Legado

Pré-Crise

"Eu estou prestes a morrer, mas, pelo menos, eu vivi sem nunca terem me feito de idiota."
—Lex Luthor sobre seu legado[fonte]

Como resultado das ações de Lex, o nome da família Luthor foi manchado ao ponto de a maioria das pessoas não querer, ou pelo menos ter dificuldade, em confiar em alguém com o sobrenome "Luthor".[6]

Em seus últimos momentos, ele revelou para sua meia irmã, Lena Luthor, que sua melhor amiga, Kara Danvers, é a Supergirl, e que a Kryptoniana esteve mentindo para ela desde o começo. A revelação danificou seriamente a amizade entre Lena e Kara,[21] e também começou a conduzi-la por um caminho sombrio estimulado por essa traição. Embora, diferente de Lex, Lena tomou medidas para evitar cair na loucura. No entanto, quando Lena percebeu que Lex o traiu mais uma vez, ela retornou para o lado dos Superamigos,[31] e se reconciliou com Kara, além de fortalecer mais sua amizade com a mesma.[32]

Pós-Crise

No entanto, o legado maléfico de Lex foi desfeito após a Terra-Prime ser criada e ele parece, pelo menos na superfície, querer genuinamente ajudar os Superamigos e os D.O.E. a impedir o Leviatã. No entanto, foi revelado que ele continua a manipular ambos heróis e o Leviatã.[29][32]

Personalidade

"Narcisista, sociopata, gênio do mal. Há muitas formas de descrever Lex Luthor. Mas, eu acho que babaca é o que melhor descreve ele."
Ryan Choi[fonte]

Lex é um supremacista humano que acredita que sua cruzada contra alienígenas é justa, pois cometeu atos indizíveis na tentativa de proteger a Terra de invasores alienígenas. Ele é narcisista e sociopata, com completa falta de consciência, empatia e remorso por suas ações. A psicopatia de Lex remonta à sua infância, onde ele, frequentemente, torturava e matava animais, além de criticar constantemente sua meia-irmã para levá-la ao seu limite e se destacar. Segundo Lena, Lex sempre foi um lunático e, por isso, está disposto a fazer qualquer coisa ou machucar alguém para atingir seus objetivos. Ele planeja, manipula, tortura e mata sem princípios ou misericórdia para suas vítimas. Infame por sua extrema insensibilidade em relação ao bem-estar dos outros, pois, apesar de afirmar que deseja o melhor para a humanidade, ele não demonstrou escrúpulos em matar milhões a fim de alcançar seus objetivos, considerando-se o verdadeiro "Homem do Amanhã", tão equivocado. nas crenças ditas de que ele tinha certeza, no final, as pessoas o entenderiam e agradeceriam por suas ações nefastas.[5]

Lex, muitas vezes, se apresenta como um homem calmo, equilibrado, paciente e sarcástico, mas é muito propenso a perder a paciência e gritar de uma maneira ilusória. Suas tendências de ego, presunção e megalomaníaca são tão grandes que, mesmo sofrendo uma convulsão sob a vigilância de um agente do governo totalmente indiferente, ele não pôde deixar de se comparar a Jesus Cristo, murmurando para Lena: "Não o culpe. Ele não sabe o que faz".[5]

Há muito tempo atrás, Lex foi o melhor amigo de Clark Kent (a identidade secreta do Super-Homem) enquanto os dois homens tentavam, juntos, impedir a ameaça de invasões alienígenas. No entanto, os métodos de Lex eram mais cruéis dos que de Clark e, apesar da tentativa de Kal-El em confiar em Lex, inclusive defendendo-o de acusações e a continuar dando-o diversas chances; a amizade entre os homens corrompeu-se, fazendo com que eles se tornassem inimigos após Clark perceber a verdadeira natureza de Lex, que também acreditava que o Superman era o motivo dos ataques alienígenas. Lex então declarou guerra contra o Superman, cometendo crimes em sua cruzada para derrotá-lo.

Lex é implacável não apenas em relação a alienígenas e humanos em geral, mas também em relação aos membros de sua própria família, pois contratou John Corben para matar sua irmã simplesmente porque ela iria renomear a empresa da família, que ele não levou muito a sério que, além de Lex se orgulhar de seu nome de família, esses traços negativos dele são o que acabou levando a seu encarceramento. Apesar disso, ele provou ser cuidadoso com Lena, pois ele tem um elo que não pode romper com ela e, até certo ponto, ele reconhece que ela é incrivelmente talentosa como cientista, então ele a ama de uma maneira distorcida e perturbada maneira narcisista devido a encontrar os dois "iguais". Quando Lena finalmente o mata, Lex parece realmente orgulhosa de sua capacidade de fazê-lo.

Apesar de Lex ter um relacionamento difícil com o pai e se desentender com a meia-irmã, ele continuou um ótimo relacionamento com sua mãe, já que ela parecia concordar com as opiniões dele, ele até manteve um retrato de Lillian em sua mansão,[9] no entanto, quando ele conheceu a mãe de Lena durante a infância, ele desejou que ela fosse dele, embora isso possa ter sido apenas uma tentativa de um jovem Lex de manipular sua família.[5] Na verdade, até seu vínculo com Lilian não passava de uma fachada. Como ele estava mais do que disposto a matá-la a sangue frio enquanto ela estava presa, como Lena explicou a ela. O argumento decisivo é que o número de seu celular em uma planta da prisão que eles compartilharam, enquanto o entregava à mãe, mostrando o nome que Lilian havia escrito ao lado em vermelho brilhante; um sinal conhecido por indicar que Lex está dando uma ordem de extermínio em sua família.[19]

Parte dessa inimizade familiar decorre dos anos de severa tutela que sua mãe pagou, que, nas palavras de sua irmã, danificou ainda mais sua psique. Lena declarou que quando um instrutor particularmente estridente o fazia ficar parado num canto enquanto repetia a frase "eu não gosto de mim" em latim sempre que ele estragava seus estudos, também ajudou-o a tornar-se um sociopata. Esses ressentimentos foram feitos por Lex dando um soco nos olhos do retrato de Lillian uma vez depois que ele foi curado do câncer.[5]

No geral, Lex é completamente capaz de cometer crimes horríveis, como assassinatos em massa, sem hesitação, e mostra um lado sádico e sem vergonha para ele, como quando ele alegremente matou agentes federais usando os sistemas de segurança de sua mansão enquanto ele calmamente saía de sua própria casa. Além de gargalhar insanamente enquanto cantava jovialmente ao lado das letras de Frank Sinatra - "My Way" ao explodir sua frota de aliados kaznianos. Ele provou estar vários passos à frente de seus oponentes, também participado dos eventos em torno da ascensão dos Filhos da Liberdade e das experiências de Lena com o Harun-El.

Devido ao profundo desequilíbrio de Lex, ele é incapaz de formar vínculos reais com aqueles que o rodeiam e fará qualquer coisa para concluir seus objetivos. Segundo Lena, Lex sempre foi instável e é incapaz de realmente sentir empatia ou cuidar de alguém. Lex mostra isso manipulando a Filha Vermelha e tentando matar uma criança, a única pessoa quem ela mais gostava, apenas para fazê-la começar uma guerra com a Supergirl. Lex é aparentemente incapaz de cuidar genuinamente de alguém e usa as pessoas à sua volta para seus próprios meios. Além disso, ele aparentemente não dá nenhum valor à vida, pois planejava erradicar a cidade de Argo apenas porque seu inimigo mortal, Superman, estava lá, desconsiderando completamente os milhares de espectadores, colocando seu ódio preeminente aos kryptonianos à frente da perda de inocentes.

Apesar das características inteligentes e calculistas de Lex, ele é extremamente arrogante a ponto de ser ilusório, pois Lex se considera o indivíduo mais inteligente de todo o planeta, desconsiderando completamente o fato de que Clark (sob a personalidade de Superman) é um pouco mais inteligente que ele; o que acabou levando à sua derrota pelas mãos do kryptoniano, mesmo depois de ser derrotado por Clark, ele ainda acredita ser mais sábio que o último; um sinal de que Lex não é apenas incapaz de reconhecer seus erros, mas também é incapaz de aprender com eles.

Lex é comprovadamente extremamente confiante; por exemplo, ele acreditava que não importa o quanto Lena o desprezasse, ela nunca o mataria, ele não apenas descobriria da maneira mais difícil que estava errado, mas também perceberia que subestimava sua meia-irmã desde o início. Apesar de isso, Lex aceita seu destino com dignidade. Em seus momentos finais, ele também provou ser vingativo, revelando a Lena que sua melhor amiga Kara Danvers é a Supergirl e que os kryptonianos, junto com parceiros em comum, mentiram para ela desde o início; prejudicando a amizade de Lena com Kara.

Após a Terra-Prime ser criada, a personalidade de Lex foi, aparentemente, alterada, dado que ele tornou-se um humanitário mundialmente respeitado, embora o quanto disso seja verdade permaneça desconhecido, mas ele mudou claramente no fato de demonstrar um forte desejo de ter sua família de volta ao seu lado, e até ofereceu a Supergirl e Alex paz e uma aliança para combater ameaças, indo tão longe como se tornar o apoiante número dois da Supergirl. Ele também parecia ter se tornado menos disposto a causar mortes inocentes, pois admitiu abertamente que ajudaria Lena em seu projeto e garantiria que não houvesse muitos que morreram.[24] O mais notável é que Lex estava muito mais feliz. Finalmente, obtendo o reconhecimento por todo o seu trabalho duro por colocar a humanidade em primeiro lugar em suas atividades científicas.

Poderes e habilidades

Poderes

  • Aplicações do Lexosuit: Lex é magistral ao usar seu Lexosuit, uma armadura de batalha que ele criou para atender às suas necessidades e se proteger contra ameaças no nível kryptoniano.[1][33] Ele melhorou ainda mais seu traje, equipando-o com uma versão compacta criada por si do satélite Claymore, que converte os poderes alienígenas em energia cinética para derrotá-los.[22]

Poderes anteriores

  • Mutação do Harun-El: Lex tomou o soro de Harun-El para salvar a Filha Vermelha, entregando-a cura através de uma transfusão de sangue. Ao injetar-se da droga, ele adquiriu as seguintes habilidades,[1] mas perdeu-as quando Lena retirou o Harun-El de seu sistema:[21]
    • Fato de cura acelerado/Imunidade ao câncer: A mutação do Harun-El permitiu que Lex se curasse de seu câncer e recuperasse sua saúde.[5]
    • Força sobre-humana: Sob os efeitos do Harun-El, Lex foi capaz de realizar atos grandiosos com uma força extrema, sendo capaz de levantar o globo do Planeta Diário e utilizá-lo para atacar a Supergirl.[1]
    • Durabilidade sobre-humana: Lex foi capaz de bloquear um golpe da Supergirl sem sofrer dano.[1]
    • Voo/Levitação: Lex podia levitar utilizando suas habilidades de voo.[21]
  • Poderes através do Livro do Destino: Utilizando o livro, Lex foi capaz de performar atos metafísicos antes de serem retirados dele.
    • Percepção absoluta da realidade: Uma vez aberto, o Livro permitiu que Lex olhasse para toda a realidade.[25]
    • Indução à raiva: Lex foi capaz de utilizar o livro para manipular o Superman da Terra-96 e fazê-lo atacar o Superman da Terra-38, transformando seu amor em ódio.[25]
    • Manipulação de realidades: Uma vez aberto, o Livro permitiu que Lex manipulasse a realidade.[25]
  • Mutação através do Livro do Destino: Como revelado pelo próprio Lex, ele, quando roubou o Livro do Destino, garantiu a si mesmo alguns poderes.[26] No entanto, após a criação da Terra-Prime, é possível que ele tenha os perdido.[29]
    • Criação de brechas: Visto quando enfrentava Kara em Maltus, Lex foi capaz de abrir uma pequena brecha e redirecionar a visão de calor da Supergirl nela mesma.[26]
    • Projeção de energia: Visto quando ele enfrentou a Supergirl e Ryan Choi em Maltus, e em seguida enfrentando o exército do Anti-Monitor no Início dos Tempos ao lado dos Paragons, Lex demonstrou ter o poder de canalizar disparos de energia de suas mãos.[26]

Habilidades

  • Intelecto em nível de gênio/Grande perspicácia nos negócios/Mestre tático/Líder: Um prodígio infantil que se tornou um gênio reconhecido, a inteligência de Lex é quase incomparável, possivelmente sendo o ser mais inteligente da Terra-38, e até se classificando entre os melhores do multiverso. Mar Novu também considerou a mente de Lex seria uma peça importante para ajudar o Multiverso a sobreviver à crise.[23] Embora não possua diplomas conhecidos, ele é imensamente bem-lido e um indivíduo igualmente multi-qualificado. Sempre calculista e metódico, ele é um planejador quase impecável, capaz de avaliar e explicar as inúmeras variáveis e, a partir disso, manipular efetivamente a situação para se desenrolar como bem entender. Tão eficaz em seus métodos, o único indivíduo que foi capaz de superar Lex foi Superman. Sendo um dos maiores CEOs da Luthor Corp, seu intelecto supervisiona facilmente há anos as atividades diárias da empresa e mantém seu status de corporação multibilionária, ao mesmo tempo em que cria esconderijos com sucesso em todo o mundo e lidera seus subordinados com sucesso em segredo para derrotar qualquer tipo de ameaça relacionada a alienígenas.[7] Sua imensa inteligência e habilidades estratégicas foram vistas em sua guerra de um ano com o Super-Homem, pois Lex foi capaz de impelir o Homem de Aço com muitos planos e ataques complexos contra ele, embora no final, Superman finalmente o derrotou e expôs sua verdadeira natureza ao público.[6] Lex também foi capaz de programar eficientemente e pacientemente sua fuga da prisão, infiltrando Eve Teschmacher ao lado de Lena Luthor para obter sua pesquisa, intencionalmente dando-se câncer para ser colocado em prisão domiciliar em sua mansão, para curar-se de sua doença e matar sem esforço seus manipuladores com as defesas secretas da mansão, enquanto pega sua irmã extremamente inteligente completamente de surpresa.[5] Lex foi capaz de sobreviver a destruição do multiverso ao alterar a realidade e se tornar um Paragon, substituindo o Super-Homem da Terra-96.[26] Na Terra-Prime, Lex demonstrou sua liderança e habilidades de negócios novamente, sendo capaz de gerenciar o D.O.E. e a Luthor Corp.[24]
    • Mestre do engano/Manipulador: Lex é excepcionalmente talentoso na arte do engano, pois é capaz de enganar e convencer muitos outros de sua agenda, a ponto de conseguir manter a fachada de ser apenas uma pessoa normal e extrema inteligência e um famoso CEO da Luthor Corp, ao mesmo tempo em que luta contra o Superman por um longo período, apenas sendo exposto como criminoso depois que o Superman o derrota e revela seus crimes ao público. A grande proficiência de Lex como manipulador e enganador foi tão grande que até o Super-Homem, apesar de sua percepção excepcional, foi enganado e confiou nele por anos.[7]
    • Mestre cientista: Lex tem uma grande aptidão incontáveis campos de estudo; ele foi capaz de se injetar com Kryptonita Verde e entender a pesquisa de Lena sobre o Harun-El com facilidade, apesar do fato de que ela levou meses para estudá-la.[5] Lex também é um biólogo extremamente capaz e é considerado um dos maiores especialistas em vida dos kryptonianos, tendo estudado-os intensamente devido à sua obsessão.[5] Sua mestria em relação a esses alienígenas é reconhecida até por vários governos do mundo inteiro.[1]
    • Engenheiro mestre: Lex é um brilhante inventor, especializado em vários campos científicos da engenharia, com Lena notando, apesar de sua grande proficiência, Lex ainda a supera. Engenheiro extremamente talentoso, ele foi capaz de projetar muitos dispositivos sofisticados, como uma "máquina de terremoto" que acionou uma falha na Califórnia,[6] um dispositivo que transformou o sol da Terra em um som vermelho,[5] um traje que aprimora suas habilidades físicas,[7] um computador secreto dentro de sua cela,[8] um dispositivo de teletransporte portátil[21][29] e muitas outras armas.
    • Conhecimento médico: Embora nunca tenha sido declarado explicitamente que ele tem um doutorado, Lex demonstrou desenvoltura satisfatória e conhecimento notável na área médica, pois ele foi capaz de fazer um diagnóstico correto de sua condição e também se curar.[5]
    • Especialista em informática/Hacker mestre: Lex conseguiu montar um computador em miniatura em seu relógio e usá-lo para controlar vários dispositivos complexos, como os sistemas de segurança da Luthor Corp e de sua mansão.[5] A experiência com o computador de Lex é tão avançada que ele conseguiu desabilitar com facilidade os sistemas de segurança do laboratório de Mar Novu em Maltus, chegando a descrevê-los como "uma piada".[27]
  • Combate corpo-a-corpo/Artista marcial: Lex é altamente treinado em combate corpo a corpo. Enquanto usava sua armadura de batalha, que lhe dava os poderes físicos necessários para combater um kryptoniano, ele provou ser capaz de competir sozinho contra o Super-Homem. Apesar de ser capaz de enfrentar uma luta feroz a ponto de impedir o super-herói muitas vezes, Lex é (aparentemente) em última análise, menos qualificado como seu ex-melhor amigo que virou arqui-inimigo, já que Superman acabou por conseguir superar e encarcerar Lex em seu encontro final e presumivelmente prolongado.[14][33] Embora ele tenha provado ser um oponente formidável para Supergirl em seus dois encontros,[1][21] as habilidades de Lex não são páreos para os de Clark Kent da Terra-167[25] ou para Kate Kane,[26] no entanto, ele demonstrou ser capaz de combater sem esforço um grupo de homens muito maiores, durante um tumulto na prisão.[31]
  • Vontade indomável/Alta tolerância à dor: Lex é uma pessoa determinada, quase sem medo e quase nunca desiste, como comprovado por sua briga ao longo da vida com o Super-Homem. A força de vontade de Lex é tão forte que ele conseguiu entrar em uma câmara radioativa - envenenando-se voluntariamente com radiação - para obter câncer, sem ter a menor hesitação,[1] além de orquestrar o restante de seu plano, apesar de sua saúde debilitada.[5] Mais tarde, apesar de ter sofrido dois ferimentos de bala no peito por Lena Luthor, Lex se recusou a ceder aos ferimentos até revelar totalmente a Lena consternada que sua melhor amiga, Kara Danvers, é a Supergirl - prejudicando com sucesso a amizade de sua meia-irmã com Kara.[21] Sua força de vontade é forte o suficiente para que ele pudesse usar o Livro do Destino sem perder sua sanidade no processo.[25][26]
  • Intimidação: Lex é universalmente considerado um indivíduo extremamente perigoso e um dos homens mais temidos da Terra; ele comanda uma presença intimidadora, a ponto de a maioria dos humanos e alienígenas terem medo dele.

Fraquezas

  • Instabilidade mental: Lex é extremamente arrogante, errático, cruel e instável, acreditando que é intelectualmente superior ao mundo e o verdadeiro "Homem do Amanhã". Ele cresceu para se ressentir da popularidade de Superman com o público e sua animosidade contra o super-herói acabou por corrompê-lo, resultando no colapso de todos os relacionamentos pessoais de Lex, incluindo o de sua meia-irmã Lena[9] e a namorada Mercy Graves.[10] Lex chegou ao ponto de injetar Kryptonita em si mesmo para manter sua obsessão sob controle.[5] Ele também é muito confiante em seus planos e não toma mais cuidado além de seus planos iniciais, perdendo bastante a paciência se algo acontecer além de suas expectativas.[5] O fato de Lex não ter aprendido com a capacidade de Superman de derrotá-lo - não apenas em combate direto, mas também ser mais esperto e revelar seus crimes ao público - também prova que ele não pode aprender com seus erros, pois Lex ainda proclama ser o mais forte e indivíduo mais inteligente em todo o planeta.
  • Falta de empatia: Apesar do intelecto de Lex, ele não tem nenhuma capacidade de se conectar emocionalmente com os outros. Embora ele tenha conseguido descobrir por si mesmo que Kara Danvers é a Supergirl, Lex não conseguiu perceber a identidade secreta do Super-Homem como Clark Kent, simplesmente porque ele não pode imaginar um humano frágil como Clark como alguém tão poderoso quanto o Super-Homem e simplesmente julgá-lo como "ridículo".[25]

Fraquezas anteriores

  • Problemas de saúde: Depois de se trancar voluntariamente em uma câmara radioativa,[1] Lex teve um derrame e desenvolveu câncer inoperável. No entanto, ele foi capaz de curar sua condição depois de roubar a pesquisa de sua irmã sobre o Harun-El.[5]

Equipamento

  • Lexosuit: Lex criou uma armadura de batalha altamente tecnologia,[14] o que lhe deu força, durabilidade, voo, explosões de energia e armamento avançado, entre outras capacidades.[7] Ele utilizou a armadura para ficar no mesmo nível de poder que os do Super-Homem.[14][33]
  • Relógio: Lex carrega consigo um relógio especial, sendo sua própria invenção, que lhe permite controlar outros dispositivos remotamente[5] e também se teletransportar para outros lugares abrindo um portal.[21][29]

Equipamento anterior

Aparições

Supergirl

2ª Temporada

3ª Temporada

4ª Temporada

5ª Temporada


Batwoman

1ª Temporada

Flash

6ª Temporada

Arqueiro

8ª Temporada

Lendas do Amanhã

5ª Temporada

Quadrinhos

Crisis on Infinite Earths Giant

Galeria

Imagens promocionais

Supergirl

4ª Temporada
Prévia de Lex Luthor.png

Crise nas Infinitas Terras

Poster 1 de Crise nas Infinitas Terras.png
Crisis on Infinite Earths poster.png

Curiosidades

  • Lex é o terceiro humano capaz de entender Kryptonês, após Winn Schott e Thomas Coville.
  • É estabelecido que Lena já havia sido adotada quando Lex tinha 13, assim, assim colocando seu ano de nascimento como 1984 o mais cedo possível, tornando-o cerca de 9 anos mais velho que Lena e pelo menos 5 anos mais novo que Superman.[2]
    • Esta é a segunda versão de Lex Luthor em ser mais jovem que o Super-Homem, antecedido pela versão de Jesse Eisenberg no Universo Estendido DC.
  • Ele e Eobard Thawne compartilham características semelhantes, como ambos são cientistas excepcionalmente brilhantes e obcecados em destruir seus arqui-inimigos: Superman e o Flash.

Por de trás das cenas

  • Lex Luthor apareceu pela primeira vez em Action Comics #23 (Abril de 1940), criado por Jerry Siegel e Joe Shuster. Ele é considerado o arqui-inimigo mais inteligente e cruel do Super-Homem. Ele geralmente aparece como um cientista brilhante e, às vezes, um bilionário industrial corrupto, com uma vingança pessoal contra o Homem de Aço. Embora Lex sempre tenha sido uma figura controversa aos olhos do público, ele também manteve popularidade política, uma vez atuando como Presidente dos Estados Unidos.
  • Lex causar um terremoto na Califórnia[6] é uma referência ao filme do Super-Homem de 1978, onde o plano mestre de Luthor era usar o terremoto para afundar a costa oeste e transformar os imóveis desérticos quase inúteis que comprara em valiosos imóveis à beira-mar.
  • Jon Cryer também interpretou o sobrinho de Lex Luthor, Lenny Luthor, no filme Superman IV - Em Busca da Paz, de 1987.
  • Lex serviu como o antagonista principal no segundo arco da 4ª Temporada de Supergirl, mas é revelado que é o mentor oculto e o verdadeiro principal antagonista da quarta temporada.
  • Curiosamente, esta é a primeira adaptação live-action de Lex Luthor com pelos faciais.
  • A amizade de Lex e o Superman é uma possível referência a Smallville, que começou com Lex e Clark sendo melhores amigos antes que a dupla finalmente desenvolvesse a animosidade clássica entre Superman e Lex Luthor.
  • Lex tendo um câncer inoperável após se injetar Kryptonita é uma referência dos quadrinhos originais, onde ele descobriu que a radiação era mortal para os seres humanos (se não fosse tão rápido quanto os Kryptonianos) depois que ele começou a usar um anel de Kryptonita, que utilizava para manter o Super-Homem à distância.
  • Em um flashback do episódio "Ó Irmão, Por Onde Andas?", foi revelado que Lex transformou o sol amarelo da Terra em um sol vermelho para enfraquecer o Superman. Isto é uma referência a uma história dos quadrinhos em 2010, quando ele brevemente tornou o sol vermelho para salvar a Terra de uma invasão de kryptonianos hostis.
  • Tendo matado milhões de pessoas durante os anos de sua guerra contra o Super-Homem, bem como dezenas de agentes do FBI em sua primeira aparição física, Lex é sem dúvida o principal vilão com a maior contagem de corpos no Arrowverso, ao lado de Vandal Savage e Anti-Monitor.

Referências

  1. 1,00 1,01 1,02 1,03 1,04 1,05 1,06 1,07 1,08 1,09 1,10 1,11 1,12 1,13 1,14 1,15 1,16 1,17 "A Casa dos L"
  2. 2,0 2,1 2,2 2,3 2,4 "Sonhadora Americana"
  3. 3,0 3,1 "O Lugar Mais Sombrio"
  4. 4,0 4,1 "Medusa"
  5. 5,00 5,01 5,02 5,03 5,04 5,05 5,06 5,07 5,08 5,09 5,10 5,11 5,12 5,13 5,14 5,15 5,16 5,17 5,18 5,19 5,20 5,21 5,22 "Ó Irmão, Por Onde Andas?"
  6. 6,0 6,1 6,2 6,3 6,4 6,5 6,6 6,7 6,8 "As Aventuras da Supergirl"
  7. 7,0 7,1 7,2 7,3 7,4 7,5 7,6 7,7 7,8 "Luthors"
  8. 8,0 8,1 8,2 8,3 8,4 8,5 8,6 "Crime e Castigo"
  9. 9,0 9,1 9,2 9,3 "Abrigo da Tempestade"
  10. 10,0 10,1 10,2 10,3 "Consequências"
  11. 11,0 11,1 11,2 "Aliens Americanos"
  12. "Bem-Vindo à Terra"
  13. "Mulheres de Confiança"
  14. 14,0 14,1 14,2 14,3 "Midvale"
  15. "Linhas Turfas"
  16. "Tremores"
  17. "Cidade de Crianças Perdidas"
  18. "Ahimsa"
  19. 19,0 19,1 19,2 "Tudo Sobre a Eve"
  20. "A Verdadeira Sra. Tessmacher Pode Se Levantar?"
  21. 21,00 21,01 21,02 21,03 21,04 21,05 21,06 21,07 21,08 21,09 21,10 21,11 21,12 "Buscando Pela Paz"
  22. 22,0 22,1 "Amanhecer Vermelho"
  23. 23,0 23,1 "A Ira de Rama Khan"
  24. 24,0 24,1 24,2 24,3 "O Episódio da Garrafa"
  25. 25,0 25,1 25,2 25,3 25,4 25,5 25,6 25,7 "Crise nas Infinitas Terras: Parte Dois"
  26. 26,0 26,1 26,2 26,3 26,4 26,5 26,6 26,7 26,8 "Crise nas Infinitas Terras: Parte Três"
  27. 27,0 27,1 "Crise nas Infinitas Terras: Parte Quatro"
  28. "Maratona"
  29. 29,0 29,1 29,2 29,3 29,4 29,5 29,6 "Deus Lex Machina"
  30. "Crise nas Infinitas Terras: Parte Cinco"
  31. 31,0 31,1 "The Missing Link"
  32. 32,0 32,1 "Immortal Kombat"
  33. 33,0 33,1 33,2 "Pelo Bem"
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.