Arrowverso Wiki
Advertisement
"Tem que sair dessa bad. Então, 49% da vida não presta. Beleza, 51% presta. Esses são os 2% pelos quais valem a pena lutar."
"Como você tem tanta certeza?"
"Porque eu sou um desses 2%. Eu sou o resultado do caos completo de quando o meu pai viaja no tempo até a reunião do ensino médio dele e dormiu com a ex dele no armário de vassouras. Eu não acho que dá pra ficar mais caótico do que isso."
"E aí ele... tentou te apagar da existência."
"Mas, depois de toda essa insanidade, eu consegui meu pai. E eu amo ele. E a vida é uma bagunça, mas é isso que deixa ela linda.
"
Lita e Charlie

"Música da Tanga" é o décimo quarto e último episódio da quinta temporada de Lendas do Amanhã, e também o octogésimo segundo episódio em geral. Ele foi exibido nos Estados Unidos em 2 de junho de 2020, e teve sua estreia no Brasil em 7 de junho de 2020.

Sinopse[]

Ainda sob o controle das Moiras, as Lendas acabam se encontrando em um mundo no estilo de 1984 e logo descobrem que as coisas não são como eles acharam que seriam. As Lendas precisam convencer os civis a confiar neles e lutar por seus direitos de escolha, mas as Moiras não vão facilitar e acabam ressuscitando os Encores novamente.[1]

Elenco[]

Estrelando[]

Aparição especial de[]

Estrela convidada especial[]

Estrelas convidadas[]

Curiosidades[]

  • Esse é o último episódio de Lendas do Amanhã em que:
  • Originalmente, o título do episódio foi um trocadilho com o termo "canção do cisne" e a música "Thong Song", do cantor Sisqó. A canção é tocada durante a batalha das Lendas contra os Encores.
    • Esse é também o segundo episódio da série a ser nomeado em homenagem a uma canção, depois de "O Retorno do Cafetão", que foi batizado em homenagem a canção "Return of the Mack", que também é tocada no episódio.
  • Enquanto conversava com suas irmãs, Charlie diz que as Lendas, às vezes, "erram pra melhor". Isso é uma referência ao lema/bordão da equipe.
  • O Corredor dos Vilões no Museu de História é bastante semelhante com o Museu da Miséria Humana visto na série The Good Place; ambas seções possuem histórias de indivíduos condenados que podem ser ativados pressionando um botão.
  • Diversas referências a episódios passados são feitos:
    • Quando Mona comenta sobre Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo, Charlie diz que Napoleão tentou matar as Lendas uma vez por causa do ABBA. Isso é uma referência ao episódio "Lá Vou Eu de Novo", da terceira temporada, embora esse exato momento tenha acontecido fora de câmera (ou seja, não foi mostrado a audiência).
    • Ava, mais uma vez, relembra que é uma clone, revelação feita anteriormente em "Eu, Ava", também da terceira temporada.
    • Sara relembra que Mick foi um "caçador de recompensas futurística", uma referência ao papel dele como Chronos durante a primeira temporada.
    • O futuro distópico de Zari e Behrad, visto primeiramente em "Zari", é mencionado e visto brevemente nesse episódio.
    • Sara relembra Charlie que, uma vez, ela esteve "na moda dos anos 70". Isso é uma referência ao episódio "Dancing Queen", da quarta temporada, onde as Lendas conheceram Charlie.
    • Lita reconta sobre como veio a existir, o que aconteceu em "Arrase Qualquer Coisa". Charlie então a relembra que, após isso, Mick tentou apagá-la da existência, o que aconteceu em "A Rua Sem Saída do Sr. Parker".
    • A roupa que Zari e Nate usam nesse episódio são as mesmas que eles usaram em "Lá Vou Eu de Novo".

Erros[]

  • O episódio possui alguns erros de tradução:
    • Gary chama Star Trip (que foi traduzido como Viagem nas Estrelas em "Aquele em Que a Gente tá Preso na TV") de Star Trek.
    • As Moiras (tradução correta do nome) são chamadas de "Destino", que é a tradução literal de Fates (o nome original das irmãs).
    • O nome e um trecho da canção "Swan Thong" são traduzidas ao invés de serem mantidas no idioma original.

Referências[]

Advertisement