Arrowverso Wiki
Advertisement

Mason Bridge (morto em 24 de março de 2015) foi um jornalista do Central City Picture News. Ele esteve investigando o Dr. "Harrison Wells", suspeitando que ele este envolvido no desaparecimento de Simon Stagg. No entanto, Bridge foi morto pelo Flash Reverso antes que pudesse pubilicar sua matéria a respeito de "Wells".

Biografia[]

Pré-Crise[]

Vida pregressa[]

Em algum momento, Mason ganhou um Pulitzer.[citação necessária]

Ajudando Iris[]

Mason e Iris na coletiva de Wells

Mason e Iris na coletiva de "Wells".

Quando Iris West começou a trabalhar no Central City Picture News, Eric Larkin encarregou Mason de ajudá-la em seu primeiro dia, para seu desgosto. Mais tarde, Iris tentou conversar com Mason, mas ele a dispensou e zombou de sua presença no CCPN. Mais tarde, os dois compareceram a uma coletiva de imprensa onde "Harrison Wells" disse que sabia da possibilidade da explosão do acelerador de partículas. Mason tentou fazer uma pergunta, mas "Wells" entregou seu momento para Iris; e ficou visivelmente surpreso pela determinação da novata.[1]

Linha do tempo apagada[]

Acreditando que os Laboratórios S.T.A.R. escondia algo, Mason começou a investigar "Wells". Ele descobriu que o cientista foi a última pessoa a ver Simon Stagg antes de seu "desaparecimento". Bridge então começou a escrever um artigo que apontava "Wells" como o responsável pelo o "sumiço" de Stagg.

Enquanto Iris finalizava uma matéria no CCPN, Larkin se aproximou de sua mesa, comentando que sua escrita era "clichê". Ele revelou suas investigações, mas Iris apontou que tudo aquilo era apenas uma mera coincidência. Larkin comentou que todas as provas levavam até uma única pessoa: "Wells". Antes de partir, ele pediu para que entrasse em contato com algumas pessoas para interrogá-las.[2]

Essa linha do tempo foi apagada depois que Barry Allen viajou acidentalmente no tempo. Ao invés disso, os eventos descritos abaixo foram o que aconteceram na nova linha do tempo.

Linha do tempo atual[]

Enquanto Iris finalizava um de seus artigos sobre o Flash, Mason foi até sua mesa e comentou que sua escrita era "clichê". Antes que eles pudessem continuar conversando, Barry os interrompeu para poder conversar com Iris. Mason se desculpou e foi embora. À noite, Mason esteve sozinho no CCPN escrevendo seu artigo sobre "Wells". Ele se levantou de sua cadeira e foi atacado pelo Flash Reverso. O velocista exigiu saber onde estava as provas de sua matéria. Após revelar onde mantinha as provas, o Flash Reverso vibrou sua mão pelo peito de Mason, matando-o.[3]

Pós-Crise[]

Em janeiro de 2014, Mason escreveu um artigo sobre o assalto da Gangue Royal Flush em um casino na noite de Ano Novo.[4]

Legado[]

Iris informou Barry a respeito da investigação de Mason. Isso fez com que ele começasse a suspeitar de "Wells".[2] Depois que Mason morreu, Iris tentou entrar em contato com ele, mas suas ligações não eram respondidas. Ela então começou a investigar seu desaparecimento. Joe West convenceu Eddie Thawne a inventar uma história para fazê-la desistir de encontrar Mason,[5] mas ele eventualmente revelou a verdade.

As suspeitas de Barry em relação a "Wells" aumentaram ainda mais depois que Mason desapareceu, fazendo-o eventualmente perceber que "Wells" não era quem dizia ser.

Aparições[]

Flash[]

1ª Temporada

2ª Temporada

8ª Temporada


Por de trás das câmeras[]

Referências[]

Advertisement