Para outros usos da palavra "Arqueira Verde", veja Arqueiro Verde (desambiguação).
Mia Queen
Civil - Arqueira Verde

Mia Queen.png

Informação
Ocupações Pré-Crise
Vigilante (futuro apagado; em segredo)
Lutadora de gaiolas (futuro apagado; anteriormente)
Integrante da Equipe Arqueiro (em segredo; futuro apagado; anteriormente)
Pós-Crise
Estudante (possível futuro; formada)
Socialite (possível futuro)
Vigilante (possível futuro; em segredo)
Integrante do Time Arqueiro (em segredo; possível futuro)
Estado atual Viva
Família Oliver Queen (pai; morto)
Felicity Smoak (mãe)
William Clayton (meio-irmão paterno)
John Diggle, Jr. (esposo; possível futuro)
Robert Queen (avô paterno; morto)
Moira Queen (avó paterno)
Noah Kuttler (avô materna)
Donna Smoak (avó materna)
Emiko Adachi (tia paterna)
Thea Queen (tia paterna)
Universo de origem Terra-1 (pré-Crise)
Terra-Prime (pós-Crise)
Intérprete Katherine McNamara
Alter ego Arqueira Verde
Fonte
"A minha vida toda eu ouvi histórias sobre você, o lendário Arqueiro Verde e o time dele. Eu devia ter orgulho. Por que você é um herói, mas tudo que eu conseguia ver é que este era o motivo para não estar comigo. E é bem difícil esquecer isso."
—Mia Smoak para seu pai, Oliver Queen[fonte]

Mia Queen[1] (nascida em 2019)[2], chamada de Mia Smoak em uma linha do tempo apagada, é a filha do falecido Oliver Queen e Felicity Smoak, a meia-irmã paterna de William Clayton, a neta do falecido Robert Queen, Moira Queen, Noah Kuttler e Donna Smoak, e a sobrinha de Emiko Adachi e Thea Queen.

Em um futuro apagado no universo pré-Crise, ela foi uma lutadora de gaiolas em Star City conhecida como "Estrela Negra", e depois se tornou uma vigilante ao lado das Canários. Devido a intervenção do Monitor, Mia voltou no tempo e conheceu seu pai antes da Crise nas Terras Infinitas, assim como participou do evento durante a evacuação da Terra-38. No entanto, esta versão de Mia foi apagada do futuro quando foi morta por uma onda de antimatéria em 10 de Dezembro de 2019.[3]

Em um novo futuro em 2040, Mia é uma socialiate e a querida de Star City. Após receber suas memórias pré-Crise, e encorajamentos de Laurel Lance, Mia aceitou o manto de seu pai e se tornou a Arqueira Verde.[1] Sara Lance foi ao futuro para levá-la ao funeral de seu pai.

Biografia

Pré-Crise

Vida pregressa

Filha de Oliver Queen e Felicity Smoak, Mia nasceu em 2019.[2] Para protegê-la do Nono Círculo, Oliver e Felicity se mudaram para fora de Star City até que a ameaça do grupo tivesse passado.[4] Momentos após seu nascimento, Oliver foi forçado a deixar usa família devido a sua promessa com o Monitor, tendo de ajudá-lo a salvar o multiverso com uma iminente crise.[2]

Futuro apagado

Após a morte de Oliver na Crise nas Terras Infinitas, Felicity continuou a viver em segredo com sua filha, acreditando em esta ser a melhor opção para a segurança de Mia.[4] Devido a isto, Mia nunca conheceu seu meio-irmão ou os amigos e parentes de sua família.[5] Ela também não teve uma infância normal e nunca visitou outros lugares, como por exemplo Star City. Por sua vez, ninguém da antiga vida de seus pais sabia que ela existia, além de John Diggle e Laurel Lance.[2]

Através de sua infância, Mia foi treinada por Nyssa al Ghul a pedido de sua mãe. Em sua adolescência, Nyssa lhe disse que seu treinamento havia sido finalizado, e lhe presentou um arco de caça semelhante ao de seu pai para celebrar seu sucesso.[4]

Em 2040, Mia descobriu que sua mãe era uma vigilante, e então ela fugiu de casa e foi à Star City. Após chegar, ela se envolveu em um clube de luta subterrâneo.[6] Enquanto esteve em Star City, Mia conheceu Connor Hawke, e os dois começaram um relacionamento. Sem o conhecimento de Mia, Connor era um agente da Knightwatch, assim como o filho adotivo de John Diggle.

Também em algum momento, ela entrou em contato com sua mãe novamente e vendeu sua tecnologia para acionar bombas - embora não se saiba se isso é realmente verdade ou apenas uma cobertura para não revelar sua verdadeira identidade. Quando ela revelou essas informações pela primeira vez enquanto foi interrogada por William Clayton, Dinah Drake e Zoe Ramirez, ela alegou que não tinha conhecimento do plano de Felicity, mas depois revelou que sim.[6]

Uma noite, Mia encontrou uma cópia do documentário Arqueiro Esmeralda: O Capuz e a Ascensão do Vigilantismo, que contava a história sobre Oliver Queen e que havia sido banido em algum momento antes de 2040. Quando Connor perguntou-a como conseguiu a cópia, ela disse que o roubou. Ela então levou Connor a antiga sede do Time Arqueiro.[7] Depois de chegarem a sede, eles foram interrompidos por Roy Harper, Dinah, William e Zoe. Eles os amarraram, enquanto Mia interrogou os dois últimos por que eles estavam lá antes de procurar códigos para ativar o programa Arqueiro. Eles se juntaram a Connor, que deveria estar vigiando os outros. Dinah e Roy entraram na sala, causando uma briga. Mia pegou a mão de Dinah e colocou uma faca na garganta. William então apontou uma arma para ela, ameaçando atirar, antes que Mia revelasse sua identidade como filha de Oliver e Felicity e sua meia-irmã.[5]

Depois de revelar sua identidade, ela tentou fazer com que o grupo a ajudasse a encontrar sua mãe, mas eles não aceitaram e fizeram Mia ficar chateada, e saiu para procurar sua mãe sozinha. Mais tarde, William apareceu em seu escritório no clube de luta. Ele e Mia conversaram sobre seus pais e, em seguida, Mia encontrou uma pista para encontrar Felicity no cubo de Rubik, de William: uma fita cassete. William então disse a Mia que encontrariam Felicity juntos.[8]

Mia e William foram buscar um mini-toca-fitas para tocar a fita que Felicity os deixou, mas tiveram alguns problemas quando William foi enganado. Eles conseguiram recuperar o dispositivo depois que William fingiu um "avistamento de Canários" para distrair o DPSC. Mia e William discutiram para decidir se deveriam ou não ouvir a fita, mas finalmente decidiram que fariam isso juntos. Na mensagem, Felicity deu a eles as coordenadas de um local nos Glades. Felicity também disse a eles para não procurá-la, mas os irmãos decidiram ignorá-la e ir para aos Glades de qualquer maneira.[9]

Encontrando Felicity

Quando Mia e William seguiram as coordenadas dadas por Felicity à sede do Galaxy One, onde a segurança do local quase captura Mia, Connor consegue salvá-los. Com sua ajuda, os três invadem o local e encontram Felicity presa em uma cela, que diz que as coordenadas são para encontrar as bombas e não ela. William e Felicity se abraçaram, mas Mia se irritou por sua mãe querer ficar e desarmar as bombas ao invés de fugir. Mia entrou em discussão com Connor, com quem ela ainda está chateada por mentir e acreditar que ela precisa de proteção, Connor confessa que ele se importa com ela e foi capaz de convencê-la a se juntar ao resto da equipe em desarmar as bombas. Infelizmente eles descobrem que o Galay One já havia plantado as bombas, e Rene, que descobriu que Star City não seria evacuada, juntou-se a eles e revelou que as bombas iriam detonar durante a celebração do Glades em 38 minutos. Rene questionou-a quem era, e Felicity revelou que ela é a filha dela com Oliver. Eles começaram a checar o DNA das pessoas até encontrarem Keven Dale. Mia confrontou-o em esu escritório, demandando-o entregar o cubo, mas seguranças entraram na sala e Mia enfrentou todos, mas Dale foi capaz de escapar. No lado de fora, Mia não conseguiu encontrá-lo, mas Rene criou uma distração com a ajuda de Dinah e Roy, para que a multidão possa se dispersar e ela conseguiu encontrar e reconhecer Dale entre aqueles que não fugiram da cena. Connor então lança um arco e flechas para ela e Mia dispara uma flecha no cubo de Dale para que as bombas sejam desarmadas. Mais tarde, quando eles comemoram sua vitória, Felicity conversou com Mia, que percebeu que passou os últimos anos odiando vigilantes por causa dela e agora ela percebe o bem que fizeram.[4]

Impedindo o Galaxy One

Duas semanas depois, ela e Zoe foram caçadas por um soldado ZETA. Mia esteve prestes a atacá-lo, mas Zoe a convenceu que era uma má ideia, dado que o programa Arqueiro lhe dava a oportunidade de prever seu movimento. Antes que o soldado pudesse encontrá-las, elas fugiram do local. Dinah confrontou-a por querer confrontar o Galaxy One após eles destruírem a canário, mas Dinah explicou a história e significado por trás dos Canários. Em um beco, Mia tenta enfrentar um soldado ZETA que havia assassinado outro soldado da Canário, mas ela é facilmente derrotada. Antes que fosse morta, a Canário Negro a salvou. Laurel falou para ela sobre ser um herói é o mesmo que ser um canário, e dá a ela o capacete do soldado para que Felicity possa usá-lo.[10]

Mais tarde, depois de dar o capacete a sua mãe, ela foi vê-la e, depois de uma conversa, elas ainda não conseguiram trabalhar nisso, nem elaboraram um plano para impedir o Galaxy One. Mais tarde, em um mercado negro, ela descobriu informações sobre alguém que vende produtos Galaxy One, mas o problema é que ele está no território do Exterminador. Connor diz a ela que ele não é um problema, mas Mia insistiu que ele está de volta. Quando Mia quase lutou com o membro da gangue do Exterminador, Connor se revelou fazendo parte da gangue, permitindo que eles entrem. Connor explica que seu irmão, John Diggle, Jr., é o líder da gangue Exterminador, o que fez Mia rir porque ele é um agente da Sentinela. Depois de obter o módulo de energia Galaxy One, Connor revelou que ele não vê JJ há um ano e disse que ele pode ser o verdadeiro motivo pelo qual JJ é o Exterminador. O agente de mais cedo aparece dizendo a ele que JJ tem uma "mensagem" para ele e Connor desarma e o nocauteia. Mais tarde, no covil, eles analisaram os dados e perceberam que o programa Arqueiro foi atualizado pelo Galaxy One, tornando-o melhor que o original Arqueiro. Eles percebem que o Galaxy One está planejando criar um exército de soldados da ZETA.[11]

Com sua mãe, Mia assistiu a uma propaganda ZETA na televisão. Felicity disse que o único meio de detê-los é destruir o programa Arqueiro, dizendo que iria ligar para um amigo que a ajudou a criar o programa. Mais tarde, ela expressou preocupação sobre se o "contato misterioso" é tão bom quanto Felicity para cobrir sua trilha. Quando a discussão esteve prestes a se transformar em um argumento entre Wiliam e Felicity, como ela não aprova a ideia de William de se disfarçar, ela foi embora. Momentos depois ela conheceu Alena Whilock, que disse suas desculpas por roubar o Arqueiro e vendê-lo para o Galaxy One, mas, neste momento, Felicity percebeu que William se foi e eles são invadidos por soldados ZETA.[12]

Os soldados ZETA começaram a amarrá-los, mas um deles entregou uma faca a Mia e ela matou um dos guardas e começou uma luta. Durante a luta, o soldado que entregou a faca à Mia matou os outros soldados, revelando ser Connor disfarçado. Mia levou sua equipe para seu covil afim de criarem um plano para impedir que o Galaxy One iniciasse um massacre em Star City. Mia descobriu que sua mãe a apagou de todos os bancos de dados. Eles criaram um plano que envolvia Mia se infiltrar na torre e acionar o sistema de autodestruição. Mais tarde, ela se despediu de sua mãe, pois acreditava que não sobreviverá à explosão. No posto de controle, William conseguiu invadir o sistema Arqueiro, causando o mau funcionamento do capacete da ZETA. Eles são interrompidos por Keven Dale, que ordena que os guardas os matem. Desde que William invadiu o comando de todas as armas, isso fez com que o rifle fosse inútil. Mia aproveitou esta oportunidade para dar um soco no rosto de Dale. Quando William notou que seu vírus não destruir o programa, Mia não teve escolha senão subir na torre e destruir manualmente o arqueiro. Lá em cima, ela matou todos os guardas que bloquearam a porta principal e colcou o novo vírus que causaria a explosão. Ela se despediu de todos antes de pressionar o botão, mas depois que pressionou, William acrescentou uma contagem regressiva para salvar Mia. Ela correu para fora e lutou com os soldados restantes antes de pular do muro. No bunker, ela descobriu sobre a partida de Roy, Dinah e Felicity, pois depois do muro, eles têm que receber crédito e se tornarem fugitivos. Felicity mais tarde levaria Mia e William ao túmulo de seu pai e explicaria a promessa que ela manteve para ele. Mia chorou desejando conhecê-lo antes de morrer. Felicity os fez prometer que cuidariam um do outro antes de deixá-los.[2]

Enfrentando a gangue do Exterminador

Meses depois, a equipe tentou invadir um baile de gala no Glades, feito por Alberto Vazquez. O evento tornou-se um desastre quando a gangue do Exterminador atacou, enquanto outro incapacitou Mia no lado de fora. Após a briga, Connor revelou que o segurança era seu irmão. No bunker, eles inventaram um plano para atacar a gangue. Mia confiou em Connor para ser a isca. Uma vez no covil do Exterminador, Connor lutou com todos os membros da gangue antes de Mia vir a enfrentar JJ. JJ, sendo facilmente derrotada. Ele disse a ela que não pode salvar a cidade, e então fugiu. Connor pediu desculpas pelo fracasso do plano e Mia disse a ele que isso não aconteceria novamente, já que a partir de agora, eles sempre farão as coisas do seu jeito.[13]

No bunker, Mia reclamou que, por causa de Connor, eles não conseguiram parar o Exterminador. Connor explicou que o Exterminador havia roubado todo o dinheiro de Vazquez, deixando apenas um disco que poderia revelar seu próximo passo. Zoe disse a ela que conhecia um lugar onde JJ poderia vender todos os bens roubados. Mia ordenou a William para consertar o disco enquanto eles entravam no mercado negro do Exterminador. No mercado, Mia discutiu com Connor a respeito do fato de ele não ser responsável por JJ se tornar Exterminador, mas eles são interrompidos por JJ que havia capturado Zoe. Mia ordenou que ele largasse a arma e, depois de uma conversa, JJ concordou em ter uma conversa "amigável" com Connor. Quando a conversa começou a se deteriorar, Mia ameaçou JJ, mas ele respondeu que, se ela o atacasse, os homens que invadiram o bunker matariam o irmão dela. A equipe sai para verificar se William está bem.[14]

Enviada ao passado

"Pai?"
—Mia Smoak para Oliver Queen[fonte]

Mia segurando o cadáver de Zoe em seus braços.

Enquanto o alarme apitava através do bunker, Mia e o grupo procuravam por William. Eles descobriram que ele havia nocauteado os soldados ao eletrificá-los. Eles descobriram que os Exterminadores não queriam o dinheiro, mas planejavam acabar com a reunificação e matar todos os seus membros. Embora o restante do grupo não gostasse do futuro resultado, Mia obrigou-os a se prepararem. Mia e o grupo invadiram a sede do Exterminador, e, ao se infiltrarem, o grupo foi à sala do servidor. Lá, Mia e William discutiram, onde ele disse que Mia era super-protetora. Após isto, eles foram capaz de encontrarem a localização do Exterminador. Mia enfrentou J.J., mas acabou perdendo. Quando J.J. quase a matou, Zoe interferiu no ataque e levou o golpe que iria matar Mia, sacrificando sua vida no processo.

Mia conhecendo seu pai.

Após J.J. retirar a espada do peito de Zoe, ela segurou seu corpo enquanto o Exterminador fugia e Connor o perseguia. Chorando sob o corpo ferido de sua amiga, Zoe disse suas últimas palavras para Mia, pedindo para dizer a seu pai que sentia muito e que ela o amava. Mia insistiu dizendo que ela mesmo iria dizer isto, e que iria ajudá-la a tirá-la de lá, porém ela já havia morrido. Mia chorou sob seu cadáver quando uma luz branca a consumiu. De repente, ela notou que ela, William e Connor foram transportados para a antiga sede da Equipe Arqueiro, onde seu pai e seus amigos estavam lá.[15]

Impedindo o surgimento da gangue do Exterminador

Após conversarem com as versões passadas do Time Arqueiro, Mia percebeu que estava em 2019. Ela e seu grupo conversaram em particular, decidindo que não iriam falar nada sobre o futuro de Star City. No apartamento de seu pai, eles conversaram sobre o fato de crescerem com um pai ausente. Após uma bomba ser detonada no hospital da cidade, causada pelo Exterminador, Mia afirmou que o futuro é melhor e, quando a conversa estava prestes a revelar muito sobre o futuro, ela afirmou que queria ver a cidade em vez do Bunker. No apartamento, Mia descobriu com Connor que o novo Exterminador é JJ, já que esse slogan era "O câncer desta cidade é rico", que também é a frase favorita de JJ. Eles decidiram enfrentá-los novamente, desta vez na versão de 2019 de sua sede. Chegando lá, eles perceberam que era uma armadilha. O Exterminador desarmou Mia, mas quando Connor chamou o Exterminador de "JJ", ele retirou sua máscara e revelou-se ser Grant Wilson, filho do Exterminador original. O time Arqueiro original chegou no local e os salvaram da bomba.

Mia e Oliver em frente ao túmulo de Robert Queen.

No bunker, eles revelaram como o futuro é e sua situação, comandado por gangues criminosas e políticos corruptos, assim como J.J. é o Exterminador e que ele matou Zoe. Eles explicaram como a gangue do Exterminador surgiu, mas como a sede deles nunca explodiu, a história já mudou, deixando todas as informações inúteis .Mia confrontou seu pai por ter a abandonado para "brincar de super-herói", enquanto Felicity criou-a sozinha. Na cena do crime, ela conversou com Laurel sobre o fato de que ela está planejando matar Grant Wilson para "desmatar" Zoe, mas ela ainda discordou, mesmo que Laurel tenha exaltado que uma vez sua mãe a convenceu a não matar Ricardo Diaz. Mais tarde, no Bunker, eles descobriram a localização do Exterminador e ela se ofereceu para fazer parte da equipe que iria parar Grant, quando secretamente iria matá-lo. Durante uma briga com o Exterminador, ela tentou matar Grant, mas seu pai interferiu e conseguiu dissuadi-la de matá-lo. No Bunker, a equipe prometeu mudar o futuro. Mais tarde, seu pai a levou para a lápide de seu avô e ele começou a explicar histórias sobre como ele o conheceu melhor após sua morte.[16]

Lutando na Rússia

Mia e Oliver prestes a lutar no clube de luta.

Na próxima semana, após um treino com seu pai, eles foram à Moscou e se encontraram com Anatoly Knyazev a fim de obter o gerador de ondas de pulso do general Alexi Burov, um amador da luta de gaiola. Embora ela esteja impedida de lutar em uma luta de gaiolas, devido a seu pai não aprová-la como lutadora, e ele lutou com um homem para obter o plano do gerador de ondas de pulso. Quando Oleg os cruzou, ela foi capturada com seu pai e teve a tarefa de tocar uma campainha enquanto lutava. Ela falhou, mas a arma de Oleg não estava carregada e ela foi amarrada na cadeira novamente. Depois de escapar, ela e seu pai aceitaram uma briga com seis assassinos para causar distração, enquanto Laurel e Anatoly roubavam os planos. Uma vez vencidos, eles escapam e retornam aos EUA.[17]

Lian Yu
"Onde estamos?"
"Estamos em Lian Yu.
"
—Mia Smoak e Oliver Queen[fonte]

Oliver dizendo a Mia que está em Lian Yu.

Após retornarem à Star City, Mia (junto dos outros membros do time) esteve no Bunker quando o local foi invadido por agentes da A.R.G.U.S. a comando de Lyla Michaels para levá-los à Lian Yu.[18] Após serem levados à ilha, Mia avistou seu pai sair de uma tenda e foi em sua direção questioná-lo onde estavam, recebendo como resposta que estavam em Lian Yu. [19]

Lyla explicou que precisavam construir uma arma na ilha devido a uma alta exposição de energia, sendo este o motivo dela estar toda viva após Adrian Chase explodi-la. Mia questionou Lyla se a arma iria impedir a crise, mas Michaels respondeu que não há nenhuma forma de impedir o evento, mas que iriam sobreviver graças a ela. Após todos saírem da tenda, Oliver conversou particularmente com Mia e William, revelando que irá morrer durante o evento. Embora tivesse escondido suas emoções, Mia saiu da tenda para começar a construção da arma. Mia e o grupo se reuniram para descobrirem onde o avião que transportava Dinah, Rene e Roy caiu, embora o plutônio que levavam tivesse caído em outra parte da ilha. Após o grupo se separar, Mia ficou no acampamento para proteger William.

No bunker da ilha, Mia ouviu William reclamar da tecnologia de 2019. Após ela começar a brincar com as partículas de estrela-anã, seu irmão retirou-as de suas mãos. Após se oferecer sua ajuda, Mia respondeu a pergunta de William ("qual é o volume de uma esfera"), o que chocou-o e o relembrou que também era filha de Felicity. Após receber outra pergunta, ela disse que não havia prestado tanta atenção nas aulas de sua mãe. Mia e William conversaram a respeito da notícia da morte de Oliver, onde ela disse que estava certa por não confiar nele, e que sempre colocou suas atividades heroicas em primeiro lugar ao invés de sua família. Mia e William retornaram à tenda e viram Roy em dor agonizante, descobrindo que haviam amputado seu braço após ele ficar preso nos destroços do avião. Após perceber que Oliver não estava com o grupo, ela partiu para buscá-lo, embora todos a aconselhassem a não fazer isto. William tentou impedi-la, mas suas palavras não surgiram efeito nela. Embora não demonstrasse, Mia estava entristecida após receber a notícia da morte de seu pai na iminente crise, e revelou seu verdadeiro estado emocional para William após o mesmo conseguir convencê-la a ser honesta.

A Precursora recrutando Oliver e Mia.

Mia e o grupo foram levados ao bunker após descobrirem que estavam prestes a serem atacados. Oliver retornou e disse para todos que deveriam ganhar tempo para que o plutônio conseguisse finalizar a arma. À noite, o time Arqueiro, incluindo Mia e Connor e o auxílio do recém-ressuscitado Yao Fei Gulong, foram confrontar Byers e seus soldados. Durante o confronto, os fantasmas desapareceram após a arma ser ativada. No dia seguinte, eles descobriram que Lyla havia pedido um barco para saírem da ilha. Mia questionou-o quanto tempo tinham antes do início da crise, mas Oliver respondeu que não havia muito tempo. Mia conversou com seu pai e revelou a verdade, que estava triste por achar que Oliver havia posto suas atividades heroicas em primeiro lugar ao invés de sua família. Após a conversa, o momento entre pai e filha foi interrompido quando o céu acima de Lian Yu se tornou vermelho. De repente uma luz branca revelou Lyla, agora uma "Precursora das coisas que virão", trajada em um traje. Ela então revelou que, após muitos anos, a crise havia começado.[18]

Crise nas Terras Infinitas

Lutando pela Terra-38

"Eu sou a Mia, filha do Oliver."
"Não sabia que ele tinha uma filha."
"Ele ouve muito isso.
"
—Mia Smoak e J'onn J'onzz[fonte]

Mia e outros heróis no D.O.E.

Mia e Oliver, junto de outros heróis que a Precursora recrutou, foram levados ao D.O.E. na Terra-38, que seria o próximo universo a ser destruído. Ela se apresentou como sendo a filha de Oliver, o que deixou J'onn J'onzz, assim como outras pessoas, surpreso. Os heróis se reuniram em uma sala onde ouviram Lyla dizer que teriam de parar a antimatéria antes de destruir o universo, já que esta Terra é "um ponto crítico". Após isto, a Supergirl agradeceu a todos por comparecerem. De repente, uma torre quântica surgiu no meio de National City. Quando a Supergirl partiu para derrubá-la, ela foi impedida pela chegada do Flash e das Lendas, onde garantiram que a torre não é um problema e que seria o último modo de salvar os habitantes do universo.

Mia lutando.

Mia e os heróis descobriram que o Monitor havia colocado as torres em algumas Terras, e que teriam defendê-la dos demônios das sombras. Ela e Oliver conversaram em particular, onde recebeu um traje como cortesia de seu pai. Ela e seus aliados partiram para defender a torre para que o planeta fosse evacuado, onde enfrentaram um exército de demônios das sombras, recebendo elogios de seu pai. Devido a estarem em menor número, Oliver pediu para todos se protegerem. Mia notou que eles estavam tentando entrar na torre, também reclamando que Ray Palmer falava demais e salvando seu pai de um dos demônios que ia atacá-lo por de trás.

Mia e seus aliados na morte de Oliver.

Quando a torre quântica falhou, a Supergirl e o Superman utilizaram sua visão de calor para recarregá-la. Após isto, os demônios da sombra voltaram a atacar e os heróis se posicionaram ao redor da torre para protegê-la. O Monitor apareceu durante o confronto dizendo que a batalha havia sido perdida, e então começou a teleportar os heróis de volta à Terra-1, incluindo Mia. Retornada ao bunker do time Arqueiro em Star City, ela viu o corpo de seu pai ser teleportado a uma maca. Devido a seus ferimentos, Oliver estava em seus últimos momentos. Após dizer suas últimas palavras a Barry e Kara, Oliver pediu para que Mia encontrasse Felicity e dize-se-a que ele a ama, dizendo logo em seguida que a amava e pedindo para não se esquecer dele. Após se despedir de seus aliados mais próximos, Oliver faleceu.[20]

Ressuscitando seu pai

"E Barry e eu vamos achar um Poço de Lázaro pra trazer meu pai de volta."
"Mia, não é tão simples. Um Poço de Lázaro não é um banho de lama mágico que você ganha sua alma e um copo de água de pepino no final, você perde sua humanidade.
"
—Mia Smoak e Sara Lance[fonte]

Sara tentando convencer Mia a desistir do plano de ressuscitar Oliver.

Após ser levada à Waverider da Terra-74, Mia ouviu a respeito da existência de um livro que pode reescrever o destino e a pergunta de Kara se o objeto poderia trazer as Terras destruídas de volta. Esperançosa, Mia questionou Novu se o livro poderia ressuscitar seu pai, mas o ser cósmico respondeu que Oliver estava destinado a morrer na crise, e que isto não poderia ser alterado. Após isto, ela e Barry conversaram e decidiram que iriam utilizar um Poço de Lázaro para ressuscitar Oliver após descobrirem que o Livro do Destino não poderia fazer isto. Já que todos os Poços da Terra-1 foram destruídos por Thea e Nyssa, Mia foi procurar Terras que tinham um Poço. Após dizer seu plano para Sara, ela tentou dissuadi-lá e fazê-la mudar de ideia para desistir, mas Mia não deu ouvidos às palavras de Lance.

Mia vendo seu pai após ser ressuscitado pelo Poço de Lázaro.

Sara chamou John Constantine para ajudá-los a encontrar uma Terra disponível, encontrando um Poço de Lázaro ativo na Dakota do Norte na Terra-18. Após Barry e John saírem para trazerem o corpo de Oliver, Sara e Mia permaneceram na caverna para limpar o local. Sara comparou as ações de Mia com as de seu pai, mas sua inteligência veio da sua mãe. Hex, o "proprietário" da caverna, as confrontou, mas foi derrotado com a união de Mia e Sara. Eles então colocaram o corpo de Oliver nas águas do Poço, onde esperaram por um tempo. Quando estavam prestes a desistir, Oliver pulou para fora e tentou atacar Constantine, mas foi salvo por Barry. Mia tentou conversar com ele, mas seu corpo foi sedado por Sara. Eles colocaram o corpo de Oliver ao redor de um circulo para Constantine recitar seu feitiço e trazer sua alma de volta, no entanto isto não funcionou. John teorizou que devido a antimatéria, ele perdeu seus poderes.[21]

Ida ao Purgatório

"Eu... desejo trazer meu pai de volta."
—Mia Smoak para Lúcifer Morningstar[fonte]

Mia conhecendo Lúcifer Morningstar.

Devido às falhas nos poderes de Constantine, ele tinha outra carta na manga. Mia, Constantine e John Diggle foram à Los Angeles na Terra-666 para cobrar um favor a um antigo amigo de John, Lúcifer Morningstar. O trio conversou com Lúcifer enquanto o mesmo saía de seu clube acompanhado por duas mulheres. Lúcifer se apresentou à Mia, fazendo a mulher estranhar o nome do homem. Lúcifer questionou qual era o maior desejo de Mia, no que ela respondeu dizendo que era ressuscitar seu pai. Lúcifer entregou uma carta que permitia que o trio fosse ao Purgatório por tempo limitado, e caso não saíssem suas almas seriam dizimadas. Constantine segurou a carta e foram levados ao Purgatório. No limbo, eles descobriram que o local havia assumido a forma da ilha Lian Yu (cujo nome significa "purgatório" em Mandarim), também descobrindo que as memórias de Oliver foram "destruídas".

Mia abraçando seu pai após reencontrá-lo.

Enquanto Diggle acalmava Mia, eles foram atacados pelo próprio Oliver, que conseguiu derrotar o trio. Diggle conseguiu fazer-lo recuperar suas memórias, e Oliver abraçou ele e Mia. Quando estavam prestes a irem embora, o quarteto foi interrompido pela chegada de Jim Corrigan, um "espectro". Mia mandou que os "olhos loucos" fosse embora, mas Corrigan disse que Oliver teria de "ascender a faísca" para salvar a todos. Oliver aceitou a oferta de Jim e, embora Mia implorasse para que não o fizesse, Corrigan teleportou ela, Diggle e Constantine de volta à Waverider. Na nave, ela revelou para todos que Oliver não quis retornar com eles.

Após a destruição da Terra-1 pela antimatéria, ela começou a avançar em direção da nave. Após o Pária teleportar os Paragons ao Ponto de Fuga, Mia - e os outros heróis abordo - foi morta quando a onda atingiu a Waverider.[3]

Pós-Crise

Após Oliver se tornar o Espectro e, junto dos Paragons, recriar o multiverso,[22] Mia foi ressuscitada na Terra-Prime e devolvida à 2040.[1] No entanto, ele alterou sua história. Diferente de sua versão pré-Crise, onde foi criada isolada por Felicity, Mia cresceu junto com seu meio-irmão e Star City não foi dominada pela gangue do Exterminador.[1]

Vida pregressa

Mia é a filha de Oliver Queen e Felicity Smoak, e cresceu junto de seu meio-irmão, William Clayton. Em algum momento, ela conheceu e se tornou amiga de John Diggle, Jr., Zoe Ramirez, Connor Hawke e Bianca Bertinelli.[1]

Possível futuro

Tornando-se a Arqueira Verde
"Mia, essa é a sua cidade, e você é a Arqueira Verde."
Laurel Lance para Mia Queen[fonte]

Enquanto celebrava sua formatura, e seu noivado com J.J., Laurel Lance e Dinah Drake apareceram para conversar com ela. Elas disseram que sua amiga, Bianca, havia sido sequestrada e que precisavam de sua ajuda. Inicialmente, Mia não as reconheceu e muito menos acreditou sua história, no entanto Laurel utilizou um anel de memória que restaurou as memórias de sua antiga vida antes da crise.

Inicialmente, Mia se irritou com ambas por ter restaurado suas memórias, que também mostraram que J.J., o homem cujo estava noivado, era um vilão assassino. Ela acreditou que ele continuou sendo o Exterminador nessa nova linha do tempo, e que ele havia sequestrado Bianca. Mia o confrontou, mas descobriu que ele era inocente, resultando também no término de seu relacionamento.

A Arqueira Verde e as Canários invadindo o local para salvar Bianca.

Após encontrarem a localização de Bianca, Mia e as Canários descobriram que o ex-namorado dela, Trevor, era o verdadeiro Exterminador. Embora o local estivesse cheio de bloqueadores de poderes meta-humanos, no que proibiu Dinah e Laurel de utilizarem suas habilidades, o trio foi capaz de derrotar os diversos soldados que estavam no lugar enquanto procuravam um modo para fugir. Ao chegarem ao terraço, Trevor disse que elas não poderiam impedir "o que está vindo" e que "ela não permitirá". Após Mia questioná-lo quem era tal pessoa, Trevor colocou fogo no terraço. Elas utilizaram uma flecha especial para fugir.

Mia, Laurel e Dinah brindando em homenagem ao futuro.

Após levarem Bianca de volta à sua casa, o trio retornou ao bar de Dinah. Lá, ela decidiu que continuará suas atividades como a Arqueira Verde, e que continuará com sua vida de socialite. Laurel alertou-a que isto não seria fácil, mas Mia disse que não abandonaria sua vida antiga, mas que honraria o legado de seu pai. Antes de voltarem a salvar o mundo, as três brindaram ao futuro.

Mia retornou para sua casa e se encontrou com J.J., onde reatou seu relacionamento com o homem. Após isto, Mia e William se encontraram na frente da estátua de seu pai. No entanto, os irmãos foram atingidos por dardos tranquilizantes e de repente dois indivíduos encapuzados levaram William embora, deixando Mia desmaiar no chão.[1]

Funeral de Oliver

"Conheceu seu pai?"
"Conheci. Ele me treinou. Me ensinou a ser uma heroína, a ser como ele."
"Dá pra ver que se parece muito com ele."
"Eu espero que sim.
"
Felicity Smoak e Mia Queen[fonte]

Três semanas após seu irmão ser sequestrado, Mia despertou e percebeu Sara em seu quarto. Apesar de assustada, Mia a questionou o que fazia lá, e Sara respondeu dizendo que iria levá-la ao funeral de Oliver. Dinah Drake (uma versão mais nova do que aquela em 2040) ficou surpresa ao vê-la, mas Mia a acalmou dizendo que o Monitor não lhe trouxe "porque vai ter outra crise" e explicou que Sara lhe trouxe ao passado para o funeral. Mia disse que já começou a falhar em suas atividades como Arqueira Verde. Dinah a garantiu que seu trabalho não seria fácil, mas que seu pai estaria orgulhoso dela. Ambas perceberam uma reportagem anunciando que William, de 2020, havia sido sequestrado. Algum tempo depois, ela viu sua mãe chegar ao bunker para ajudá-los.

Mia ensinando sobre arcos a um jovem William.

À noite ela foi capaz de encontrar William e seu sequestrador, John Byrne, em cima de um telhado. Ela questionou o homem quem ele era, descobrindo que Oliver havia o aprisionado em Iron Heights por oito anos. Ela então decidiu poupá-lo, já que seu pai havia feito a mesma coisa anos atrás, mas o moço retornaria para a prisão. No bunker, ela ensinou sobre seu arco para William. Ela viu um noticiário que reportou sua ação em salvar William, e Dinah reafirmou que Oliver estaria orgulhoso.

Mia na revelação da estátua do Arqueiro Verde.

À noite do dia seguinte, Mia e outras pessoas compareceram a um evento organizado pelo recém-ressuscitado Quentin Lance, o prefeito de Star City. O homem disse, que apesar de início não gostar de Oliver e suas atividades vigilantes, ele começou a gostar do Arqueiro Verde ao passar do tempo, dizendo que ele era um herói. Após isto, ele revelou uma estátua construída em homenagem ao primeiro herói.

Mia próxima à estátua de Oliver.

No dia do funeral, Mia se apresentou para a versão de 2020 de sua mãe. Felicity se chocou, e Mia disse que Oliver teve a mesma reação quando a viu pela primeira vez. Felicity a perguntou se ela conheceu seu pai, e Mia afirmou que sim e que ele a treinou para ser uma heroína. Após se abraçarem, Mia se reencontrou com Barry Allen e Kara Danvers, que abraçaram Felicity para prestigiar suas condolências. Anatoly Knyazev questionou se o caixão estava vazio, no que Tommy Merlyn confirmou e que estava sendo enterrado homenagens ao homem. Após do funeral de Oliver, Mia foi até o local onde a estátua de Oliver foi construída, e utilizou um portal do tempo para retornar a 2040.[23]

Habilidades

Possível futuro

  • Pico da condição física humana: Devido a seu treinamento durante sua infância, Mia está no auge de sua condição física. Ela foi capaz de derrotar diversos soldados ZETA de Keven Dale.[4]
  • Intelecto de alto nível: Mia foi capaz de encontrar o antigo bunker do time Arqueiro após notar algumas pistas no documentário Arqueiro Esmeralda: O Capuz e a Ascensão do Vigilantismo. Felicity Smoak também deu aulas para ela, Mia é tão inteligente que ela foi capaz de resolver rapidamente um cubo de Rubik para solucionar um cubo dentro de um cubo dentro de um cubo, enquanto seu meio-irmão genial só podia fazer um cubo dentro de um cubo.
  • Combatente corpo-a-corpo/Arista marcial: Devido a seu treinamento por Nyssa al Ghul desde sua infância, Mia provou ser uma combatente corpo-a-corpo e artista marcial altamente qualificada, pois se tornou uma lutadora invicta de luta em gaiolas, habilidosa o suficiente para derrotar oponentes maiores,[6] Enquanto treinava com Nyssa, Mia provou ser igual a ela, sendo capaz de lutar a par com ela, e até derrotar brevemente Dinah Drake idosa em um duelo, ela era uma combatente desajeitada, mas furtiva, pois conseguiu derrotar uma sala cheia de seguranças de Keven Dale. Mia havia se mostrado suficientemente habilitada para (inicialmente) lutar contra John Diggle, Jr. (sob a persona de Exterminador), mas suas habilidades de combate eram comprovadamente inferiores às de JJ. O estilo de luta de Mia incluí Aikido, Boxing, Hapkido, Judô, Karatê, Kali, Taekwondo, Muay Thai, Sambo, Kickboing, Kung Fu e Krav Maga.
    • Arremessadora/Portadora de facas: Mia era altamente habilidosa em usar uma faca em combate; como visto em sua luta com Dinah e também pode improvisar uma flecha como uma arma de facada. Certa vez, ela jogou com precisão uma faca na cabeça de um soldado ZETA.[2]
    • Luta com bastões: Mia foi capaz de manejar bastões e armas similares em combate. Ela estava preparada para improvisar um cano solto como arma contra um inimigo e prontamente usou cajado de um soldado da rede Canários contra um atacante. Assim como seu pai, Oliver Queen, Mia utiliza seu arco em combate de corpo-a-corpo.
  • Mestre atiradora: Mia é altamente proficiente em armas de fogo; conseguindo atirar em vários dos guardas de segurança de Keven Dale.
  • Arquearia: Depois de muitos anos sendo treinada por Nyssa desde a infância, Mia provou ser uma arqueira altamente proficiente; uma vez, enquanto praticava, ela conseguiu dividir uma maçã ao meio com uma flecha.
  • Acrobacias/Corrida livre: Desde que se tornou a Arqueira Verde, Mia desenvolveu habilidades de corrida livre e pode cair de uma altura de vários metros sem se machucar.[1]
  • Vontade indomável/Alta tolerância à dor/Especialista em sobrevivência: Mia é uma indivídua muito resistente, motivada, determinada e quase destemida.[1]
  • Motorista: Mia é capa de dirigir automóveis com facilidade, especialmente motocicletas.[1]

Equipamento

Pré-Crise

  • Arco de Oliver Queen: Após receber de presente por William, Mia utilizou o arco de seu pai para destruir o muro que separava Star City e o Glades.
  • Facas: Mia utilizou uma faca durante um duelo com Dinah Drake. Ela utilizou-a para matar um soldado ZETA e a utilizou novamente em um combate com J.J.
  • Arco recurvo: Entregue por Nyssa al Ghul após finalizar seu treinamento, Mia utilizou um arco recurvo.
  • Flechas de caça: Mia usa flechas de caça padrão para disparar de seu arco composto ou como uma arma improvisada.
  • Flechas Especiais: Mia utilizou flechas especiais quando usava o arco de seu pai. Ela utilizou uma flecha-arpão para se levantar e descer do muro que separava o Glades de Star City.
  • Traje: Durante a Crise nas Terras Infinitas, Mia recebeu um traje protetor de seu pai.

Pós-Crise

  • Arco recurvo: Mia utiliza um arco recurvo preto/esverdeado.[1]
    • Flechas de caça: Mia usa flechas de caça padrão para disparar de seu arco composto ou como uma arma improvisada.[1]
    • Flechas Especiais: Mia utiliza flechas especiais durante suas atividades heroicas. Ela utilizou uma flecha-arpão para escalar um prédio para encontrar seu irmão, William.[1]
  • Traje de Arqueira Verde: Mia utiliza um traje protetor durante as atividades heroicas como a Arqueira Verde, para esconder sua identidade de seus inimigos enquanto combate o crime.[1]

Aparições

Arqueiro

7ª Temporada

8ª Temporada


Supergirl

5ª Temporada

Batwoman

1ª Temporada

Flash

6ª Temporada

Galeria

Curiosidades

  • Mia recebeu sem nome em homenagem a sua avó materna, Moira Queen.[9] Sua tia paterna, Thea Queen, utilizou o nome Mia como um apelido durante sua estadia em Corto Maltese.[24]
  • Assim como seu pai, Mia possuí algumas tatuagens. Elas incluem uma abelha em seu ombro esquerdo, que faz referência ao sobrenome de seu pai (Queen), uma chave com uma estrela negra no braço direito, que faz referência ao que Felicity usa para lhe contar sobre as estrelas no céu, e uma mensagem no braço direito.[4]

Por de trás das cenas

  • Na DC Comics, o nome "Estrela Negra" já foi utilizado por diversos personagens (ambos masculinos e femininos) mas duas personagem se destacam: Rachel Berkowitz, uma garota da Polônia que foi criada por Nazistas e se tornou uma inimiga da Supergirl. E a irmã de Estelar, Estrela Negra.
  • Na história de O Reino do Amanhã, que se passa em um futuro alternativo, Oliver tem uma filha chamada Olivia Queen. Sua mãe é Dinah Lance e Olivia é a segunda Canário Negro em seu universo.
  • Seu nome, Mia, é uma referência a Mia Dearden, a segunda Speedy e a sósia dos quadrinhos de Thea Queen.

Referências

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.