Arrowverso Wiki
Arrowverso Wiki
Para outros usos de "Sonhadora", veja Sonhadora (desambiguação).
Nia Nal
Civil - Sonhadora

Nia Nal.png

Informação
Ocupações Pré-Crise
Repórter na CatCo Mídia Internacional
Vigilante (em segredo)
Membro dos Superamigos (em segredo)
Redatora de discursos políticos (anteriormente)
Pós-Crise
Repórter na CatCo Mídia Internacional
Vigilante (em segredo)
Membro dos Superamigos (em segredo)
Estado atual Viva
Família Sem nome (avô paterno; morto)
Sem nome (avó materna; morta)
Sem nome (avó materna; morta)
Paul Nal (pai)
Isabel Nal (mãe; morta)
Maeve Nal (irmã; distanciada)
Nura Nal (descedente)
Universo de origem Terra-38 (pré-Crise)
Terra-Prime (pós-Crise)
Intérprete Nicole Maines
Alter ego Sonhadora
Fonte
"Quando gente inocente tá sendo atacada, não se trata de equilíbrio. Se trata de justiça."
—Nia Nal[fonte]

Nia Nal (nascida em 1997)[1] é uma híbrida humana-naltorina, uma repórter na CatCo Mídia Internacional e e ex-redatora de discursos políticos. Ela também é a filha de Paul Nal e da falecida Isabel Nal, a irmã mais nova distanciada de Maeve Nal, a ex-namorada de Querl Dox e um boa amiga de Kara Danvers, Alex Danvers e J'onn J'onzz.

Depois da morte de sua mãe, Nia abraçou seus poderes e se tornou a super-heroína conhecida como Sonhadora, e ajudou a Supergirl em sua batalha contra o Agente Liberdade e os Filhos da Liberdade. Ela mais tarde entrou para os Superamigos e começou a atuar como a protetora de National City ao lado de seus outros amigos heróis.

Biografia

Pré-Crise

Vida pregressa

Filha de Paul Nal, um humano, e de Isabel Nal, uma naltoriana, Nia Nal nasceu na Terra. Ela tem uma irmã mais velha, chamada Maeve. Nia foi criada em Parthas, uma comunidade onde humanos e alienígenas co-existiam em paz e harmonia. Apesar de ter criado uma conexão emocional com Parthas, que a marcou lá, Nia desejava uma vida fora da pequena cidade em que cresceu.[2]

Quando jovem, Nia se identificou como uma garota transgênero. Sua família lhe ofereceu amor e apoio incondicional durante esse tempo. Enquanto ela lutava contra a intolerância e ataques alimentados pelo ódio, incluindo a negação de atendimento em estabelecimentos, a aceitação de Parthas para com aqueles que são diferentes, no entanto, permitiu Nia florescer sob sua nova identidade. Como resultado, ela desenvolveu uma inclinação para a justiça e um forte desejo de ajudar e proteger outras pessoas que enfrentavam preconceitos semelhantes devido a suas identidades.[2][3]

Quando tinha 15 anos, Nia quebrou seu nariz em uma partida de kickball.[4]

Em sua vida adulta, Nia se mudou para Washington, D.C.,[5] onde se formou em Relações Internacionais pela Universidade de Georgetown.[6] Depois disso, Nia tornou-se redatora de discursos políticos da secretária de imprensa da Casa Branca, Cat Grant, trabalhando no governo da presidente Olivia Marsdin.[7]

Trabalhando na CatCo

Nia conhecendo Kara Danvers.

Em meados 2018, Nia se mudou para National City e foi contratada para ser uma repórter na CatCo Mídia Internacional, havendo sido recomendada pela própria Cat Grant. Querendo impressionar Kara Danvers, Nia comprou café para ela e planejou chegar mais cedo no trabalho Porém, como sua colega de quarto, Yvette, havia pego as chaves de seu carro alugado, Nia teve que ir para a CatCo de ônibus. Enquanto estava no veículo, ela acabou derrubando um pouco de café em sua saia. No elevador, Nia começou a reclamar de seus problemas quando percebeu que a pessoa a quem estava reclamar era a própria Kara. Nia se desculpou por estar atrasada e entregou o café. Kara, que se lembrou do quando Nia parecia com ela durante sua época como assistente de Cat, garantiu que estava tudo bem. As duas então foram para uma reunião.

No dia seguinte, Nia informou a Kara que gostaria de escrever um artigo sobre o novo distrito de moda de National City em East City. Quando Kara a questionou do porque não querer escrever sobre algo "mais pesado", devido ao seu currículo, Nia afirmou com veemência que a moda é uma forma de arte e autoexpressão, que pode ter um grande impacto na vida das pessoas, e como os designers trariam cor e vida a uma área antes abandonada. Impressionada, Kara pediu a Nia que contasse essa história a James Olsen, o chefe da CatCo.

Quando James perguntou aos novos repórteres sobre ideias a respeito do novo distrito de moda, Nia estava prestes a revelar sua ideia quando foi interrompida por Mackenzie, outra repórter contratada recentemente pela CatCo, que imediatamente lançou a ideia de um artigo enfatizando a importância cultural de National City nas tendências da moda e apontou que tinha contatos para entrevistas exclusivas. Nia permaneceu quieta sobre sua história, e o artigo foi entregue para Mackenzie. Mais tarde, quando Kara questionou-a do motivo de não ter falado na reunião, Nia admitiu que estava com medo de competir. Kara aconselhou a Nia que ela confrontasse e superasse seus medos afim de "fazer ondas" na CatCo.[6]

Nia defendendo Brainy.

Depois que o sentimento anti-alienígena cresceu após a revelação de que a atual Presidente Olivia Marsdin era uma alienígena, Nia se aliou aos aliens, simpatizando com sua situação enquanto sofriam perseguição por causa de sua aparência e poderes especiais, entendendo que eles estavam passando pela mesma perseguição que passou quando se assumiu transgênero. Enquanto pegava um café em uma pizzaria para manter-se acordada na CatCo, Nia testemunhou em primeira mão quando o indutor de imagem de "Barney" falhou, dando a ele sua aparência natural como um Coluano, irritando os chefs, que imediatamente tentaram atacar Brainy. Apesar dele ser capaz de se esquivar dos ataques, Nia correu para ajudar o Coluano, demandando que os funcionários daquele estabelecimento entregassem as pizzas para Brainy, envergonhando-os por serem tão cruéis com seu cliente. Ela colocou dinheiro no balcão, solicitando que servissem Brainy sob a ameaça de ter sua loja fechada assim que Nia expusesse seu preconceito em um artigo da CatCo.

Quando a dupla saiu da pizzaria, Brainy agradeceu Nia por seu apoio, e revelou estar surpreso que as pessoas que considerava amigos tê-lo atacado só porque era um alienígena. Nia explicou que entendia como era esse sentimento, e garantiu a Brainy que seus verdadeiros amigos estariam ao seu lado não importasse o que. Ela então disse para "encontrá-la" caso quisesse falar novamente.

Nia conversando com James sobre o ataque que acabou de presenciar.

Resistindo à sua ansiedade em relação a ter uma conversa cara-a-cara com um profissional tão distinto, além desse homem ser seu chefe, Nia levantou o assunto com James. Revelando-se transgênero, ela pediu a ele que escrevesse um editorial especial da revista CatCo para mostrar apoio aos alienígenas oprimidos, já que James poderia criar um impacto maior por meio de sua posição. Quando James expressou suas dúvidas sobre não querer que CatCo parecesse tendencioso, Nia rebateu que, nessa situação, pessoas inocentes estavam sendo atacadas, pessoas que precisavam de justiça mais do que apenas relatórios equilibrados.

Naquela noite, Nia testemunhou uma cena na CatCo, onde um funcionário Dryad, Franklin, foi alvo de uma pegadinha maldosa de Mackenzie. James imediatamente interveio e dissipou a situação, certificando-se de que Franklin recebesse um pedido de desculpas. Ele deu um sermão severo aos funcionários sobre a tolerância entre as espécies, apontando que a ignorância é inimiga dos jornalistas. Emocionada, Nia murmurou um silencioso "obrigada" para James. Ela e seus colegas de trabalho mais tarde assistiram ao discurso da Supergirl na televisão para a cidade.[3]

Nia ficou até tarde no CatCo. Ela reclamou no escritório e decidiu falar com James. Ela o informou que o DPNC tem todo o direito de capturá-lo se ele colocar o traje de Guardião novamente. Ela revelou a ele que tinha uma sensação de que algo terrível iria acontecer.[8]

Nia conversando com Alex, J'onn e Kara.

Kara convidou Nia para um brunch com seus amigos. Ao chegar lá, ela conheceu a irmã adotiva de Kara, Alex, que lhe ofereceu uma bebida, e foi apresentada a J'onn J'onzz e Lena Luthor por Kara. Nia perguntou onde estava Brainy, a quem James disse ter desmaiado depois de ter bebido diversos mojitos (pois acreditava que eles eram apenas suco). Lena comentou um elogio que James disse a respeito dela, deixando Nia envergonhada. Ela então descobriu que Kara iria entrevistar Amadei Derros, que não concedia uma entrevista há mais de 20 anos, e que ele era um "curandeiro alien". Kara disse que precisaria de ajuda, e Nia se ofereceu. Quando Brainy chegou, Nia ajeitou seu cabelo. Quando questionada se eles se conheciam, Nia explicou que eles se encontraram uma vez em uma pizzaria. Nia comentou que Brainy nunca "a encontrou", e ele então revelou algumas informações pessoais dela, percebendo que o Coluano havia levado sua frase ao pé da letra. Depois disso, eles brindaram a amizade.

Nia e Kara vendo Amadei curar uma criança.

Nia e Kara foram ao apartamento de Amadei, um homem que elas ouviram ser capaz de curar pessoas feridas e aleijadas. Ao chegar, elas encontraram-o curando uma criança aleijada, o que deixou Nia surpresa. Amadei concordou em conceder uma entrevista a Kara, onde ele revelou que seu maior desejo seria "cuidar um coração humano", apesar de seus poderes não funcionar em humanos, acreditando que eles estavam cheio de ódio. Nia então ouviu a entrevista.

No dia seguinte, Kara e Nia estavam lendo a área de comentários da entrevista com Amadei e as duas perceberam que haviam muitos comentários negativos, incluindo mensagens contra todas as espécies de alienígenas. Kara tentou outro plano, e revelou que pretendia destacar um alienígena diferente de National City todas as semanas, permitindo que os indivíduos se familiarizassem mais com eles. Ela perguntou o que Nia achou da ideia, o que ela respondeu que achou incrível.[9]

Nia dizendo que tem narcolepsia para Kara e James.

Nia acabou adormecendo no trabalho e acordou depois de ter tido um sonho. Ela percebeu que Kara e James estavam lá e implorou para que não fosse demitida, o que James a tranquilizou dizendo que não iriam e que seu trabalho era muito bom. Nia revelou que tinha narcolepsia, e os dois falaram para que ela pedisse ajuda caso precisasse.

Ela acompanhou Kara até um estúdio de programa de TV, onde a repórter Danvers iria debater contra Ben Lockwood a respeito dos atos anti-alienígena que a cidade vêm recebendo. No camarim de Kara, Nia ajudou-a se preparar, mas continuava apagando durante a sessão. Kara a acordou e disse que ela precisava de ajuda e a convidou para passar o dia de ações de graça com sua família, dizendo que sua mãe poderia ajudá-la encontrar um doutor. Quando uma mulher apareceu para chamar Kara, Nia se levantou e começou a elogiá-la, dizendo que ela iria se sair bem.

Nia conversando com Eliza sobre sua narcolepsia.

Depois que a entrevista não saiu como planejado, Nia foi a festa de ação de graças de Kara no dia seguinte. No apartamento, ela ouviu Kara reclamar sobre os aplausos que Lockwood recebeu. Ela atendeu a porta e conversou com Brainy, chamando-o de "[meu] perseguidor". Ela perguntou se as flores eram para ela, mas Brainy disse que eram para Kara, e que as plantas eram falsas. Nia ajudou Eliza Danvers a arrumar a mesa para o jantar. Durante isso, Eliza conversou sobre a narcolepsia de Nia, e revelou que uma amiga dela, que era uma "especialista em distúrbio do sono", estaria disposta a atendê-la. Nia rapidamente negou a ajuda e disse que havia arrumado alguém para atendê-la. Eliza perguntou o nome da pessoa e Nia, em pânico, começou a citar alguns nomes. Ela se desculpou e saiu para pegar mais guardanapos. Nia e os outros descobriram que os Filhos da Liberdade iriam atacar os alienígenas no pôr-do-sol.[5]

Se tornando a Sonhadora

Herança

Quando adormeceu no sofá, Nia teve um pesadelo. Ela sonhou com um borrão se mexendo e alguém apontando uma arma na direção do indivíduo, prestes a atirar. Quando se virou, ela se encontrou cara-a-cara com o Agente da Liberdade. Quando acordou, Nia percebeu que Yvette, sua colega de quarto, estava a observando enquanto dormia. Yvette a se referiu como "bizarra", e disse que a deixou dormir por 2 horas para que não se parecesse "como uma cracuda" no trabalho novamente. Nia disse que presidentes de empresas de maior sucesso só dormem por 5 horas, algo que Yvette respondeu dizendo que Nia não chegaria naquela posição se "morrer de exaustão".

Antes de ir ao trabalho, Nia comprou três copos de café para se manter acordada. No elevador da CatCo, ela se encontrou com Kara e James. Quando a porta se abriu, Nia teve uma visão do Agente Liberdade apontando uma arma em sua direção. Ela se assustou e derrubou os cafés, mas Kara o pegou. Depois que saiu, Kara a confrontou, dizendo que ela havia contado histórias diferentes para as pessoas em sua festa de dia de ações de graça. Nia disse que se assustou com o Agente Liberdade por causa de um pesadelo que teve, e quando Kara ofereceu ajudá-la, Nia disse que estava bem.

Nia dentro de seu sonho.

Depois que saiu do trabalho, Nia foi visitada por Kara em seu apartamento. Surpreendendo-se por ver sua mentora na porta de sua casa, Kara disse que poderia ajudá-la e ela fazer o mesmo por ela. Quando entraram, Nia explicou suas origens e revelou que sua mãe é de um planeta chamado Naltor. Ela também revelou que a cada geração, uma mulher da família recebe poderes que lhe permitem ver o futuro, e que ela estava começando a ter visões "bizarras". Nia explicou sobre seu último pesadelo. Kara começou a fazer algumas perguntas sobre sua visão, mas Nia não foi capaz de respondê-la. Brainy entrou na sala e Nia se surpreendeu. Dizendo que poderia ajudá-la interpretar seu sonho, Brainy acabou chamando-a de "Nura" por acidente. Ela fechou seus olhos e voltou para dentro do pesadelo que teve mais cedo, descrevendo para Kara e Brainy o que conseguia ver. Nia conseguiu parar a mulher de seu sonho parar de vibrar. Quando avistou o Agente Liberdade, Nia entrou em pânico e pediu para sair. Brainy a retirou do sonho e Nia disse que sabia para onde ir.

Nia dizendo que havia previsto o futuro.

O trio foram para Colinwood. Eles começaram a passear pela comunidade enquanto Kara perguntava a Nia se ela avistou algo de seu sonho, o que ela negou. Ela saiu de perto de Kara e Brainy para que pudessem conversar em particular. Nia e Brainy foram até uma loja de artesanatos, o que era uma mentira para que Kara pudesse ser capturada por alguns membros dos Filhos da Liberdade. Nia ouviu os latidos e partiu para ajudar Kara, mas ela e Brainy acabaram sendo capturados também. Nia teve outra previsão do futuro, onde um homem iria andar em suas direções e atirar contra eles. Sua visão tornou-se verdadeira e o homem disparou contra eles, mas Nia usou suas algemas para bloquear a bala, fazendo-a mudar de direção e quebrar sua corrente. Eles perceberam que estavam na Lockwood Steel Mill, e ligaram os pontos de que Ben Lockwood é o Agente Liberdade.

Nia seguiu Brainy pela instalação depois que Kara desapareceu. Ela percebeu que estavam no mesmo lugar visto em seu sonho. Quando começou a entrar em pânico, Brainy a tranquilizou, garantindo-a que ela poderia impedir o que estava prestes a acontecer. Ela teve outra visão e falou para irem ao lado de fora. Ela teve outra visão e viu o gancho de seu sonho se aproximando da arma. Quando sua visão estava prestes a se concretizar, Nia usou o gancho para nocautear Manchester Black, que iria atirar em Lydia Lockwood. Nia viu a Supergirl salvar Lydia, e foi parabenizada pela heroína. Depois que Lockwood e Manchester foram presos, Nia e Brainy foram conversar com a Supergirl. Ela questionou onde estava Kara, mas eles não conseguiram responder.[10]

Nia conversando com Brainy sobre se tornar uma super-heroína.

Enquanto trabalhava na CatCo, Nia recebeu uma ligação de Brainy. Ele a convidou para "sair", acreditando que era algo romântico. Brainy desligou o telefone e Nia ligou novamente, já que ele não havia dito onde iriam se encontrar. Porém, antes que ele pudesse dizer onde iriam se encontrar, ele desligou o telefone novamente. Nia se arrumou e foi ao restaurante, onde aguardou pela chegada de Brainy. Nia, contudo, percebeu que havia se enganado e que o encontro era apenas uma reunião, não algo romântico. Ele perguntou se ela gostaria de entrar para os Superamigos e ajudar a Supergirl a salvar o mundo, mas Nia disse que o que houve em Conlinwood foi uma "experiência única". Brainy saiu e deixou um fichário com ideias para trajes e codinomes para Nia, para que ela pudesse pensar mais sobre o assunto.

Enquanto analisava o fichário em seu apartamento, Nia recebeu um telefonema de sua irmã, Maeve. Ao atendê-la, as duas começaram a conversar sobre o aniversário de sua mãe, que se aproximava.[11]

Nia participou de uma "noite de jogos" com seus outros amigos de Kara. Nia disse que costumava a fazer isso com sua família quando mais nova, e explicou um pouco de sua cidade natal, Parthas. Ela revelou que iria para lá novamente para comemorar o Festival da Colheita. Nia então ouviu as irmãs Danvers jogarem naquela rodada, onde Alex não conseguiu adivinhar o filme favorito de Kara (devido a J'onn ter apagado as memórias de Alex a respeito da identidade de Kara como Supergirl).

Kara e Nia indo para Parthas.

Durante seu trabalho na CatCo, Nia descobriu que seu voo para Parthas foi cancelado, juntos de diversos outros. Ela começou a discutir com Maeve no telefone antes de desligar. Kara, que estava lá, ouviu a conversa e elas começaram a conversar sobre o Festival, que ela não perdia desde criança. Kara então se ofereceu para levá-la, o que Nia aceitou alegremente. Enquanto dirigiam, Nia contou a história de como sua mãe chegou à Terra e sobre seu passado, de como sua família a apoiou durante sua transição. Nia também revelou que seus pais e irmã não sabiam que ela está desenvolvendo os poderes, e pediu para que Kara não tocasse no assunto quando conhecesse sua família.

Família Nal e Kara em um jantar.

Durante a viagem, Nia acabou adormecendo. Ela teve um sonho onde viu sua mãe bebendo um líquido e, em seguida, sendo desintegrada enquanto um corvo saia voando de suas cinzas. Ela não soube interpretar o que esse sonho significava. Ao acordar, Nia alertou para Kara estacionar, pois haviam chegado em sua casa. Ao entrar, Nia abraçou seus pais e irmã, e apresentou Kara para eles. Nia encontrou o líquido que sua mãe bebeu em seu sonho e o pegou, mas acabou derrubando o copo em que ele estava. Maeve explicou que aquilo era tinta que usava durante suas aulas de pintura japonesa. Durante o jantar, Kara conversou com a família de Nia e começou a fazer algumas perguntas para eles. Quando começaram a conversar sobre os poderes dos sonhos, Nia se acolheu em seu assento sentindo-se culpada por ter herdado os poderes e não sua irmã, que havia treinando para isso há anos.

Nia levou Kara para o quarto em que ficaria, que também era o quarto antigo de sua irmã. Kara encontrou alguns livros que Maeve lia sobre sonhos, e concordou do porque de Nia não ter contado que herdou os poderes da família. Nia explicou que não queria ter os poderes e que queria ser uma repórter e ajudar os outros, mas Kara disse que ela poderia ajudar as pessoas com seus poderes. Kara sugeriu que ela contasse sobre seus poderes para ela, mas Nia queria falar com sua mãe a respeito de transferir seus poderes a Maeve e pediu para que ela a distraísse com uma entrevista.

Nia dentro do sonho de Isabel.

Com Maeve e Kara por fora, Nia foi conversar a sós com a sua mãe. Depois de conversarem sobre sua vida na cidade, Nia foi direta e perguntou se era possível transferir os poderes de sonho para alguém, embora tivesse citado que foi Kara quem estava com dúvida, e não ela. Isabel negou, e disse que a "escolhida não tem opção" de desistir dos poderes ou doá-los. Durante a conversa, sua mãe acabou desmaiando. Nia percebeu uma aranha descendo de sua perna, notando uma mordida. Nia adormeceu e acabou entrando no sonho de Isabel, que se surpreendeu ao perceber que Nia era a próxima Sonhadora. Ela se desculpou por não ter entendido isso antes. Nia disse que não estava pronta para a morte de sua mãe, mas Isabel respondeu que ela estava sim, e que seu destino era ser a Sonhadora, chamando-a de "[minha] heroína". Nia acordou no mundo real e descobriu que sua mãe havia morrido.

Nia adormeceu no sofá e sonhou com ela e sua irmã. No sonho, Maeve derrubou a tinta, que se transformou em múltiplas aranhas enquanto corvos cercavam-a. Ela foi despertada no mundo real por Maeve, que revelou que o Festival da Colheita havia sido transformado em um funeral. Maeve começou a se culpar por não ter sonhado com a morte de sua mãe. Enquanto se preparava para o funeral, Nia conversou com Kara. Ela revelou sobre o sonho que teve com sua mãe no carro, mas interpretou o sonho errado e começou a se culpar por ter "tomado" os poderes dela. Kara disse que ela deveria ser honesta com Maeve e Nia concordou, dizendo que iria contá-la depois do funeral.

Nia chateada com o que Maeve lhe disse.

Depois que Kara e Maeve saíram para o funeral, seu pai, Paul, a parou. Ele entregou uma caixa e disse sobre um sonho que teve com Isabel, que pediu para que ele entregasse a caixa para Nia. Durante o funeral, Nia teve um sonho de que um Filho da Liberdade iria usar um machado para atacar Maeve. Ao acordar, ela gritou para sua irmã e a puxou para o lado, deixando-a confusa. Quando seu sonho se tornou realidade e o homem invadiu o funeral, Maeve percebeu que Nia havia herdado os poderes. Nia foi atrás de sua irmã para tentar conversar, mas Maeve a dispensou. Nia voltou para dentro e ajudou as pessoas a fugirem do local em chamas. Depois do funeral, Nia tentou conversar com Maeve sobre seus poderes, mas sua irmã não lhe quis ouvir. Maeve se irritou e questionou como Nia havia herdado os poderes, dizendo que "nem mulher [você] é de verdade", o que deixou Nia completamente chateada.

Nia percebendo que Kara é a Supergirl.

No carro de volta para National City, Nia conversou com Kara sobre o quão triste está pelo que Maeve disse, acreditando que a sua irmã lhe odiava. Quando Kara disse que entendia sobre o que estava passando, Nia disse que não, já que ela tinha poderes alienígenas e sua irmã não. Kara encostou o carro e saiu do veículo, deixando Nia em dúvida. Quando começou a chamar por seu nome, Kara disse que entendia pelo que estava passando. Ela retirou seus óculos e saiu voando da estrada. Ao voltar, ela disse que é a Supergirl, acreditando que o segredo poderia ajudá-la.

Ao voltar para National City, Nia abriu a caixa que seu pai lhe entregou. Ela percebeu que aquilo era um super traje que sua mãe usou anteriormente e agora havia passado para ela.[2]

Enfrentando a Elite

Nia conversando com Brainy sobre treinamento.

No dia dos namorados, Brainy visitou Nia em seu apartamento para lhe dar suas condolências quanto a morte de sua mãe. Depois, ele começou a conversar com ela a respeito de treinamento, já que havia calculado que ela estaria disposta a treiná-los. Nia o interrompeu, dizendo que ainda estava de luto. Ele perguntou se Nia já considerou colocar seu sofrimento em "mini caixas", o que ela acreditou "não ser muito saudável". Nia disse que adoraria ser parte dos Superamigos algum dia, mas agora ela não estava pronta. Ela a convidou para uma festa do dia dos namorados que Yvette iria fazer para animá-la, convite a qual Brainy aceitou.

Durante a festa, Nia voltou para seu quarto. Ela foi notada por Kara, que foi ver como ela estava. As duas começaram a conversar e Nia agradeceu por sua chefe/amiga estar ajudando-a de todas as maneiras. Kara acreditou que ela deveria honrar o que sua mãe queria que ela fizesse, o que Nia acreditou que era sonhar. As duas começaram a conversar sobre suas respectivas irmãs, e descobriu que Alex teve sua memória apagada e não sabia que Kara era a Supergirl. Apesar disso, ela continua operando como uma super-heroína. Depois da festa, Nia adormeceu no sofá e sonhou com a Supergirl se preparando para enfrentar uma indivídua desconhecida. Ela acordou em desespero e Yvette a perguntou se estava tudo bem, algo que Nia disse que sim. Ela então a ajudou a limpar o apartamento.

Nia como Sonhadora pela primeira vez.

Quando Pamela Ferrer/Zoológica começou a atacar um baile de gala próximo ao seu apartamento, Nia viu um noticiário reportando o ataque, o que Yvette notou que o evento acontecia "logo ali na esquina". Sabendo o que deveria fazer, Nia se levantou do sofá e vestiu seu traje, pronta para começar a combater o crime. Quando a Supergirl estava em perigo, Nia usou um cano de metal para atingir Zoológica na cabeça. Quando a mulher tentou atacá-la, Nia bloqueou seu golpe. Kara disse que aquilo havia sido incrível, e Nia respondeu que havia visto aquilo em um sonho. Uma cobra subiu no ombro de Nia e ela não percebeu, fazendo com que a Supergirl agarrasse o animal pelo pescoço e o jogasse. Nia então percebeu que "devia ter visto [isso"]. Nia voltou para o estabelecimento para ajudar Alex.

Sonhadora conversando com Supergirl.

Depois que a situação foi controlada, Nia e Kara conversaram no terraço do prédio. Ela se desculpou por ela não poder estar lá embaixo com Alex, mas Kara garantiu que as duas estavam na mesma equipe, embora com "alguma distância". Kara elogiou o traje e Nia agradeceu, dizendo que era de sua mãe. Ela explicou que havia honrado sua memória lutando contra Zoológica. A Supergirl disse que os poderes da Sonhadora iriam permitir que ela se torne uma grande heroína, mas teria que aprender a controlá-los, o que ela concordou.

Logo depois, Nia encontrou Brainy e Yvette juntos. Sua colega de quarto mostrou uma caixa de chocolate que havia recebido dele, mas Brainy garantiu que o doce era para Nia, e não Yvette. Brainy tentou explicar a situação e ela disse que estava tudo bem. Nia então pediu ajuda para seu treinamento.[12]

Nia na Fortaleza da Solidão.

No dia seguinte, Nia e Kara contaram algumas mentiras para poderem saírem da CatCo e partirem ao treinamento. Nia perguntou se estava indo bem quanto a suas mentiras, e Kara lhe garantiu que está tudo bem, e que "a chave é a sutileza". Quando o elevador se abriu, Brainy saiu de lá com uma camiseta chamativa. Nia o chamou de Brainy, mas ele a corrigiu e disse para chamá-lo de "Barney". Eles foram para a Fortaleza da Solidão, onde Nia iria começar seu treinamento. Ela se surpreendeu com o lugar, e se chocou ainda mais ao conhecer Kelex, o robô cuidador da Fortaleza.

O treinamento começou e Nia, que estava vendada, começou a lutar contra Querl. Depois de ser derrubada, apesar de sair-se bem no início, Nia perguntou se ela poderia saber mais sobre Nura, sua descendente do futuro, acreditando que poderia se sair melhor caso soubesse do que ela era capaz de fazer. Brainy recusou e disse que isso poderia causar um paradoxo. Eles foram interrompidos pelo retorno da Supergirl e de J'onn J'onzz. O quarteto ouviu uma gravação de Manchester Black e de sua equipe, a Elite, que atacaram uma base militar e deixaram 13 soldados mortos.

Nia tentando criar uma projeção astral.

Eles continuaram a ouvir a guerra que a Elite declarou contra os Filhos da Liberdade, que menosprezaram a Supergirl dizendo que seus ideais são "ultrapassados". Querendo ajudar mais na luta, Nia pediu informações a respeito dos Naltorianos para Kelex. Ela tentou fazer uma projeção astral com as suas mãos, mas sua tentativa acabou falhando e ela disparou energia onírica em uma das paredes da Fortaleza. Nia foi interrompida por Brainy, que a repreendeu por ter ido contra seus avisos e ter pedido informações a Kelex, dizendo que criar uma projeção astral está além de treinamento básico. Nia se desculpou e disse que tentou avançar mais rápido, mas Brainy lhe garantiu que estava tudo bem, já que é isso que os heróis fazem.

Sonhadora conversando com Brainy sobre o anel roubado.

Mais tarde, a Supergirl e os Superamigos (incluindo a Sonhadora) foram confrontar a Elite. Quando o combate começou, Nia começou a lutar contra Pamela. Quando a Supergirl estava em perigo, a Sonhadora usou energia dos sonhos contra Pamela, arremessando-a para longe. Depois de perceber o que havia feito, ela disse que aquilo foi "irado". Brainy e a Sonhadora então enfrentaram o Chapéu juntos, mas o homem usou seus poderes para escapar. Nia parou por um segundo e se desviou de um golpe do indivíduo, que havia se teletransportado para atrás dela. Quando o homem lhe perguntou sobre como sabia sobre sua precisão, a Sonhadora disse que viu aquilo em um "sonho". Quando partiu para atacá-lo, ele se teletransportou novamente. Depois disso, o Chapéu fugir depois de se declarar como uma "distração". Depois que a situação foi resolvida, Nia conversou com Brainy, que estava triste porque seu anel da Legião havia sido roubado. Ela o tranquilizou dizendo que iria pegá-lo de volta.[13]

A Sonhadora ameaçando Zoológica.

Nas ruas de Inglaterra, Nia se disfarçou como uma mulher rica e foi a um estacionamento. Enquanto Zoológica perseguia a moça, Nia usou sua projeção astral para persegui-la por suas costas. Depois, ela se revelou ao lado da Supergirl e J'onn. Com Pamela cercada e com algemas de amortecedores de poderes, que ela mesma havia colocado, a Sonhadora a jogou na parede e demandou que ela revelasse a localização da Elite. A Garota de Aço a parou, dizendo que aquilo havia ido longe demais. Nia, perplexa, disse que sua mentora havia lhe dito que "ser uma super-heroína significava mostrar força", mas a Supergirl disse que ela quis dizer isso no sentido de colocar suas "mãos nos quadris" e menos "gritando na cara". A Sonhadora a soltou e J'onn demandou furiosamente que Ferrer revelasse a localização de Manchester.

Mais tarde, Nia, ainda vestida como Sonhadora, foi para o escritório de J'onn. Ela colocou Pamela em uma cadeira. Ela também começou a se irritar quando a mulher começou a lhe dar sugestões de que sapatos usar. Quando Kara voltou depois de sua patrulha pela Terra, onde procurou pelo Manchester, ela disse que precisavam encontrá-lo rapidamente. Nia concordou, mas disse que teriam que lidar com Zoológica primeiro, mencionando que seus conselhos lhe estavam irritando. Nia sentou-se em uma cadeira e adormeceu, afim de usar seus sonhos para poder encontrar a Elite. Ela descobriu que a Elite estaria em uma varanda no outro lado do prédio de Relações Alienígenas. Ela acordou e alertou Kara e J'onn sobre isso.

A Sonhadora ajudou J'onn a encontrar a Morae. Com sua forma de projeção astral, Nia descobriu que Manchester e a alienígena estavam na Fortaleza da Solidão. Quando voltou, ela disse que precisavam alertar a Supergirl. Nia, J'onn e Kara foram para a Fortaleza. Depois que a Supergirl congelou a Morae, a Sonhadora lhe disse para se render ou morrer. Contudo, Kara a aconselhou a "pegar mais leve". Quando a alienígena tentou escapar, Nia a derrubou.

Superamigos marchando a favor dos alienígenas.

O trio voltou para o escritório de J'onn e eles conversaram sobre o que Manchester havia feito, que foi entrar em uma sala que continha um devorador de sol bebê. Percebendo que entendia o sentimento de J'onn, que se sentia aliviado, Nia comentou que todos só percebem o efeito das outras pessoas em suas vidas depois que elas partiram. Quando Brainy visitou o escritório, Nia e Kara disseram que iriam à marcha/protesto pró-alienígenas para patrulhar. Logo depois, Nia compareceu a marcha como ela mesma, enquanto a Supergirl se apresentou como Kara Zor-El e tomou parte da marcha.

Contudo, o protesto pacífico foi interrompido pela chegada de Manchester, que havia usado um dispositivo para criar clones de si mesmo, e começou a atacar. Contudo, os Superamigos logo perceberam que os "clones" de Manchester eram apenas hologramas. J'onn voou para ir atrás de Manchester enquanto a Supergirl lidava com o Hat, fazendo com que Nia e Brainy controlassem a multidão. Ela então saiu para vestir seu traje. Nia impediu que um Filho da Liberdade atacasse Franklin, que a agradeceu e disse que era ótimo ter uma nova heroína na cidade.

Na CatCo, James pediu para que Nia e Kara pedissem uma exclusiva com a "ajudante" da Supergirl, se referindo a Sonhadora. Em seguida, o trio assistiu uma coletiva onde Lockwood disse que ele e o Presidente Phil Baker iriam pensar a respeito da revogação do ato da Anistia Alienígena.[14]

Nia e Brainy se beijando.

Quando James é baleado, Nia e Brainy vão visitá-lo no hospital. Nia questionou quem poderia fazer isso e J'onn pensou que pode ter sido Manchester. Nia achou que ela deveria ter previsto isso e é consolada por Brainy. Quando Brainy fica irritado ao se lembrar dos traumas de seu passado, Nia tentou acalmá-lo beijando-o.

Mais tarde, Nia e os outros Superamigos (incluindo Kelly Olsen, a irmã de James) visitaram James em seu quarto do hospital depois que Lena Luthor usou uma droga experimental com o Harun-El para curá-lo de seu ferimento.

Depois, Brainy quis conversar sobre seu beijo, embora ela falasse que não precisasse. Ele recitou uma fala de Keanu Reeves, e disse que eles não poderiam ficar juntos. Nia concordou e Brainy disse para ela não dizer nada, já que isso só tornaria as coisas difíceis. Depois que ele saiu, Nia respondeu com um simples "como você quiser, bonitão".[15]

Se revelando para National City
"Medo é um saco. Um saco. E eu tô cansada de não ter mais esperanças. Um novo dia não vai chegar a menos que a gente queira. Mas, não temos que esperar pra esse dia chegar. Nós somos o novo dia."
—Sonhadora em sua entrevista com Kara Danvers[fonte]

Depois que a "Supergirl" atacou a Casa Branca,[16] Nia e outros funcionários da CatCo assistiram ao Presidente Baker anunciar a heroína como a inimiga pública número 1 do país. Mais tarde, ela foi visitada por Brainy, que pedia por sua ajuda para lidar com um dilema e pediu para que Nia lhe contasse exatamente o que fazer, até mesmo para usar seus poderes para ver as consequências. Percebendo a ironia, Nia comentou que ela não pode saber sobre sua descendente e antepassados, mas ele pode saber sobre o futuro. Apesar disso, ela concordou. Ela fingiu ver o futuro e disse que ele não destrói, mas Brainy expressou furiosamente dizendo que precisava.

Nia adormeceu no sofá e sonhou com o Agente Liberdade entrando no D.O.E. e capturando Brainy. Ela ligou rapidamente para Querl e o alertou para não destruir os registros dos alienígenas que Lockwood planejava pegar. Brainy disse que havia apagado os registros e colocado uma cópia em seu cérebro, com Nia notando que isso poderia transformá-lo em um alvo. Apesar de saber disso, Querl concordou, mas disse que era a coisa heroica a se fazer, o que Nia também percebeu.[17]

Sonhadora confrontando dois homens.

Com a Supergirl ausente nas ruas, já que Kara havia optado por se esconder atrás de sua identidade civil, Nia começou a operar como Sonhadora por grande parte do tempo. Quando dois homens começaram a atacar um alienígena, a Sonhadora se revelou e os cumprimentou. Quando questionada quem era, Nia se referiu como "seu pior pesadelo". Depois de nocauteá-los, Brainy a alertou para fugir de lá já que os Filhos da Liberdade se aproximavam. Ela os amarrou e, antes de partir, escreveu "Bela Adormecida" em um dos homens nocauteados.

Ao voltar para o escritório de J'onn, Brainy a avisou para tomar mais cuidado enquanto estiver nas ruas, dizendo que Lockwood estava prendendo "todos os aliens que [ele] acha que odeiam humanos", comentando que "vigilantes mascarados" são seus primeiros alvos. Nia disse que alguém teria que cuidar das missões com a ausência da Supergirl, e até mesmo convidou-o para participar das patrulhas. Brainy recusou. Nia então percebeu que aquele Querl Dox que conversava era apenas um holograma.

Quando chegou à CatCo no dia seguinte, Nia percebeu que Franklin, que era um alienígena, estava dormindo no prédio da companhia depois que Lockwood e os Filhos da Liberdade atacaram em um lugar próximo da casa dele. Kara e Nia expressaram suas desculpas. Sozinhas, Nia pediu para que Kara voltasse a ação como a Supergirl, mas ela recusou e disse que iria expor Lex Luthor primeiro e depois iria voltar às ruas. Nia concordou, mas disse que continuaria a patrulhar as ruas, comentando que alguém precisava botar o Lockwood em uma "sonequinha".

Sonhadora defendendo os alienígenas.

Durante uma patrulha, a Sonhadora seguiu dois indivíduos encapuzados. Ela acabou sendo levada ao bar do Al, que agora havia sido transformado em um refúgio para alienígenas. Uma criança se aproximou dela e pediu sua ajuda para arrumar a cama, dizendo que não sabia, o que Nia concordou em fazer. Depois disso, homens da Relação Aliens haviam invadido o lugar para apreender os alienígenas, dizendo que estavam violando as regras ao se aglomerarem após o toque de recolher. A Sonhadora desarmou um dos agentes e atingiu o chão, criando uma onda sônica que derrubou todos os agentes. Depois que os agentes recuaram, a Sonhadora disse para Al que eles estavam seguros, mas o homem disse que não, já que eram alienígenas.

Depois do confronto, Nia foi para a CatCo. Ela explicou para Kara o que havia acontecido e, apesar de impedi-los, ela se sentia fraca por não conseguir fazer nada para ajudá-los. Sua amiga simpatizou com sua dor. Kara então sugeriu que fizessem uma entrevista com a Sonhadora, que poderia unir a todos já que era metade humana/metade alienígena e uma super-heroína. Nia deu um sorriso desajeitado.

Sonhadora sendo entrevistada por Kara.

Nia vestiu seu traje e se preparou para a entrevista. Kara disse que ela seria incrível e sairia tudo bem, e ela concordou em tentar. Elas então se sentaram em poltronas à frente da logo da CatCo enquanto Franklin arrumava a câmera. Kara e Nia deram a entrevista ao vivo, e a maior parte da cidade assistiu. Ben Lockwood até tentou encerrá-lo no D.O.E.., mas a equipe alegou que não podiam, pois seu sistema foi hackeado (na verdade, não foi isso que aconteceu, porque a equipe da agência era contra a política de Lockwood e estavam fingindo não conseguir desligá-la). Nia revelou abertamente sua herança, como ela nasceu na América e que ela é uma mulher trans, sobre o que ela gosta e encorajou o povo de National City a não ceder ao ódio e medo do desconhecido, mas abraçá-lo, que os humanos e alienígenas podem coexistir em paz. Alienígenas por toda a cidade aplaudiram ela, e até Alex, Lena e Brainy ficaram comovidos com isso.

Sonhadora e Kara sendo confrontados por Ben Lockwood.

Após o fim da entrevista, Kara e Nia ficaram conversando com Franklin. Enquanto isso, no outro lado de National City, Lockwood se preparava para invadir a CatCo junto com seus Filhos da Liberdade para apreender a Sonhadora (com Kara sendo alertada por Alex através de mensagens no celular, mas ela não conseguiu vê-los por estar distraída). Logo depois de se despedirem de Franklin, Lockwood chegou com seus soldados, anunciando que iria prender a Sonhadora por realizar um "discurso ilegal e sádico para incitar a violência", o que não era verdade. Alex desligou as luzes do prédio e então a Sonhadora e Kara começaram a confrontar os Filhos da Liberdade no escuro, com o auxílio de Brainy, que também havia ido ajudá-las. Os dois se encontraram e Brainy disse que eles deveriam "acabar com o medo". Quando mais agentes começaram a chegar, Nia e Brainy fugiram do prédio.[4]

Em busca dos alienígenas desaparecidos

Nia com o martelo.

Depois que James conseguiu poderes através do soro de Harun-El que recebeu, Nia e Brainy começaram a treiná-lo na Fortaleza da Solidão. Apesar de Nia estar animada por seu chefe ser à prova de fogo, James não estava tanto. Ela disse que iria bater nele com um martelo solar que carregava em suas mãos, mas James disse que estaria indo embora. Brainy teve que partir depois de voltar ao D.O.E., apesar daquele dia também ser o funeral de sua esposa, Lydia. Nia disse para Brainy tomar cuidado. Ela então perguntou se James estava pronto para prosseguir o treinamento e avançou para atacá-lo com o martelo.

Sonhadora e James confrontando Lockwood.

Nia vestiu seu traje de Sonhadora e acompanhada por James, que vestia seu traje de Guardião, eles confrontaram o secretário Lockwood e seus aliados. Ben ordenou que os heróis fossem presos, mas Brainy, que estava acompanhando o FBI na missão, se rebelou contra. Ele conseguiu convencer os outros agentes da organização a não seguirem as ordens de Lockwood. Porém, Ben injetou Harun-El dentro de seu corpo (agora adquirindo os mesmos poderes que James). A Sonhadora tentou derrubá-lo, mas o homem não se mexeu. Lockwood derrubou o trio ao arremessar um carro em cima deles. Quando começou a pisar em James, pretendendo matá-lo, Ben foi confrontado pelo Caçador de Marte. Depois de um breve diálogo, J'onn o arremessou em um caminhão, que acabou explodindo. Os quatro então fugiram de lá depois disso.[18]

Quando J'onn e o D.O.E. descobriram que Lex estava capturando os alienígenas da agência, Nia ajudou J'onn e Brainy a encontrá-los. O trio se reuniu e descobriram que os aliens haviam sido levados pelos Filhos da Liberdade, que agora estavam sobre a supervisão da ArmerTek depois do grupo xenofóbico ter sido exposto como apenas meros peões de Lex. O trio chegou até um prédio abandonado. Ao chegarem, Nia teve um sonho de uma criança sendo perseguida por lobos depois de ver um chaveiro de unicórnio.

Sonhadora e Brainy (disfarçado como Ben Lockwood).

Quando os três estavam tentando descobrir como poderiam se infiltrar, Nia sugeriu que usassem o "truque do Wookie", explicando que ela e Brainy fingissem ser alienígenas capturados enquanto J'onn se disfarçava de um guarda. Ela perguntou quais as possibilidades de seu plano funcionar e Brainy respondeu que eram 56,3%. J'onn não se alegrou com o plano e decidiu voar ao redor do prédio para encontrar outra forma de entrar. Quando estavam sozinhos, Brainy tentou lhe dizer algo, mas Nia o interrompeu depois de ver a garota de sua visão, teorizando que o chaveiro pertencia a ela. Apesar das probabilidades, os dois decidiram prosseguir com o plano. Brainy se disfarçou de Ben Lockwood e os dois caminharam para entrar, porém o inibidor de imagens de Brainy falhou e a dupla foi capturada.

Sonhadora presa.

Ao serem levados para dentro, Nia e Brainy foram separados. A Sonhadora foi colocada em um contêiner com inibidores de poderes, além de ser amarrada a uma cadeira. Ela então foi libertada por Brainy, que estava agindo de forma estranha, algo que ela havia notado. Brainiac-5 disse que não iria libertá-la e a prendeu de volta em suas algemas. Ele explicou que ela deveria ser levada pelo portal onde os alienígenas capturados estavam sendo levados, e assim projetar-se em forma astral para poder lhe dizer a localização e libertarem os alienígenas. Brainy fechou a porta enquanto Nia gritava por seu nome. Nia e J'onn, que também havia sido traído por Brainy (que paralisou seu corpo), atravessaram o portal junto com os outros alienígenas capturados.[19]

Batalha na Ilha Shelley

Nia e J'onn trabalhando na Iha Shelley.

Ao atravessarem o portal, Nia e J'onn foram levados a outra instalação. Nia percebeu que, mesmo sem as algemas inibidores, ela não conseguia usar seus poderes. J'onn percebeu que estavam na Ilha Shelley, e que havia torres inibidores de poderes implantados ao redor da ilha. Nia então notou que ela não poderia usar seus poderes para mandar o sinal, e que o plano de Brainy havia falhado, expressando sua raiva pela atitude grosseira do Coluano, algo que J'onn também concordou. A dupla então se encontrou com Al, e disse que ele e seus amigos estavam a espera de alguém para tirá-los de lá.

Projeção astral de Nia ouvindo Brainy falar.

J'onn e Al começaram uma briga falsa e, em seguida, uma guerra entre os alienígenas prisioneiros e os guardas começaram. Com a rebelião em andamento, J'onn e a Sonhadora aproveitaram para prosseguir com seu plano. Nia foi ao painel de controle e desligou as torres inibidoras de poderes. Depois de perceber que seus poderes estavam voltando, Nia se sentou na cadeira e começou a se concentrar para criar uma projeção astral e alertar aos Superamigos. Nia se projetou na L-Corp com Kara, Alex e Brainy, mas nenhum dos três conseguiam vê-la. Ela descobriu que, apesar de conseguir se projetar em qualquer lugar que gostaria, ninguém poderia vê-la ou ouvi-la, mas Nia poderia interagir com os elétrons para poder entregar um recado. Brainy disse a Nia para escrever sua mensagem sobre o vapor de água em uma janela. Ele respirou em uma janela e Nia escreveu "Ilha Shelley" nela, e Kara, Alex e Brainy imediatamente partiram para lá. Depois de entregar a mensagem, Nia encerrou sua projeção astral.

Sonhadora sobrecarregando o satélite Claymore.

Nia e J'onn foram ao núcleo da instalação, onde encontraram diversas cápsulas com alienígenas presos lá dentro. Brainy se uniu a eles e, enfurecida pela traição do Coluano, Nia lançou uma onda onírica nele, mas ele desviou. Brainy revelou que o alvo de Lex era Argo City, que iria destruir a cidade e todos que estivessem nele (incluindo o Superman), e que faltava apenas dois minutos para a arma disparar. Era tarde demais para impedir o lançamento, mas Brainy disse que sobrecarregá-lo poderiam parar o lançamento. J'onn então começou a usar seus poderes psíquicos para sobrecarregar o reator, apesar de Brainy dizê-lo que era bem provável que ele poderia morrer durante isso. J'onn não se importou com o aviso e disse que não iria deixar que Argo tivesse o mesmo destino que Marte. Nia fez o mesmo, não querendo deixar J'onn morrer. Ela agarrou a outra bobina de energia e carregou seu poder. Conforme Nia carregava a bobina, as emoções de Brainy começaram a retornar, e ele encorajou Nia e J'onn a fazer isso, e disse abertamente a Nia que a amava. Nia e J'onn finalmente conseguem, e o satélite Claymore é desligado e Argo City é salva. Logo depois, a batalha foi vencida inteiramente; Kara derrotou Lex Luthor graças ao sacrifício da Filha Vermelha e Alex e James derrotaram Ben Lockwood e os Filhos da Liberdade.

Superamigos em uma noite de jogos.

No dia seguinte, na CatCo, Nia, Kara e James estavam olhando ao noticiário e comemoraram pela vitória (com o Presidente Baker sendo removido de seu cargo após Kara expor seu trabalho com Lex, a identidade da Filha Vermelha havia sido revelada e limpado o nome da Supergirl, Lockwood havia sido reso novamente e a re-ativação do Ato Anistia Alienígena). Kara então se alegrou pelo quarto poder ter salvo o dia. Nia e Kara admitiram que por um tempo parecia que a verdade não iria prevalecer, mas elas não desistiram e, no final, venceram. Mais tarde, Nia começou a namorar Brainy e no caminho para a casa de J'onn, eles passaram por Alex e Kelly Olsen, no momento em que elas estavam se beijando. Naquela noite, os Superamigos tiveram uma noite de jogos lá, onde finalmente puderam relaxar após a árdua batalha que enfrentaram.

No dia seguinte, Nia estava entrevistando George Lockwood em uma entrevista coletiva, quando ele declarou sua intenção de se tornar a voz entre as relações humanas e alienígenas, tendo rejeitado os ideais de ódio e medo de seu pai, como ele havia visto em primeira mão, já que o ódio pelos alienígenas havia destruído sua família.[20]

Relacionamento com Brainy

Na CatCo, Nia e Brainy discutiram a respeito de quem era o maior vilão do cinema de todos os tempos, com Nia acreditando ser Hannibal Lecter enquanto Querl achava ser Miranda Priestly. Ela fez a mesma pergunta para as irmãs Danvers, que tiveram opiniões diferentes também. Nia disse que ela estava certa. Depois disso, o casal se despediu e Alex e Brainy foram trabalhar no D.O.E..

Kara, Nia e James ouvindo Andrea.

Mais tarde, Nia esteve presente quando Andrea Rojas, a nova proprietária da CatCo, estava fazendo um discurso a respeito do novo objetivo da empresa, incluindo a contratação de um novo jornalista: William Dey. Quando Rojas mencionou que pretendia fazer a CatCo chamar a atenção das pessoas em "múltiplas plataformas", Nia a perguntou o que isso queria significar. Andrea disse que pretendia usar as notícias para ganhar dinheiro, apesar de algumas pessoas não concordarem com ela. Ela disse que todos os jornalistas presentes estavam sobre um novo contrato de três anos, que iriam proibi-los de saírem da companhia, o que deixou Nia, James e Kara perplexos.

À noite, Nia compareceu a entrega do Prêmio Pulitzer que Kara iria receber depois de seu artigo que publicou expondo Lex e a corrupção do governo de Baker. Ela ouviu Lena fazer um discurso de introdução para Kara, mas a premiação foi interrompida quando as luzes do prédio foram desligadas e Midnight, uma fugitiva da Zona Fantasma que estava atrás de J'onn, saiu por um portal. Nia vestiu seu super traje e, ao lado dos Superamigos, foi confrontar a mulher. Eles conseguiram derrotá-la e mandá-la de volta à Zona Fantasma, mas Midnight havia aberto um buraco negro que sugou J'onn e a Supergirl foi atrás para salvá-lo. Kara conseguiu salvá-lo e disse que aquilo foi "super fácil".

Nia acalmando Brainy.

No bar do Al, Nia perguntou para Kelly "quem é o maior vilão de todos os tempos no cinema", o que ela respondeu ser Hans Gruber (o que havia sido a resposta de Alex anteriormente). Sozinhos, Nia colocou sua mão sobre Brainy, mas ele a retirou. Os dois decidiram conversar sobre seu relacionamento, onde Nia disse que eles não fizeram nada além de apertar sua mão. Acreditando que ele era virgem e/ou nunca havia beijado, Brainy explicou que ele já teve muitas "experiências românticas", mas Nia era a primeira pessoa a quem ele havia apaixonado. Ele então explicou porque sentia medo de Miranda Priestly, comparando as ações da mulher com o que ele havia feito anteriormente e deixado-a para trás e ser sequestrada. Nia o acalmou, dizendo que ele era a pessoa mais bondosa que conhecia. Em seguida, os dois se beijaram.[21]

Nia e Brainy passaram a noite juntos. Ao acordar na manhã seguinte, ela disse que estava com fome. Brainy já estava preparado para a situação e revelou o café da manhã a ela: burrito. Ela retirou sua coberta rapidamente e começou a comer, dizendo que aquela era a "melhor manhã de todas". Brainy começou a dizer que isso era exagerado e a se preocupar com isso, mas Nia o beijou, tranquilizando-o.

Nia conversando com Kara sobre a comida em sua mesa.

Nia foi para a CatCo e ligou para Kara, dizendo que Andrea estava furiosa e que apenas iria começar a reunião quando todos os jornalistas estivessem presentes. Ao chegarem na reunião, Nia ouviu Kara e Rojas discutirem de forma passiva-agressiva. Mais tarde, Nia recebeu diversas caixas de sushi entregues para ela, cortesia de Brainy. Kara percebeu a tudo aquilo e perguntou se podia levar uma e Nia deixou, dizendo para ela levar "todas". Ela perguntou se achava aquilo um exagero, mas sua amiga disse que aquilo podia ser a forma de dizer que ele o amava. Ela recebeu mais encomendas de comidas, mas dessa vez havia sido pizza. Percebendo que as coisas estavam passando do limite, Nia ligou para Brainy e pediu para que ele "maneirasse" com a comida.

Ao chegar em seu apartamento, Nia se encontrou com Brainy, que começou a recitar poesias a ela, dizendo que iria fazer aquilo a partir de agora depois de sua ligação (onde ela havia dito que amava poesia). Nia colocou sua mão no rosto de seu namorado e o chamou de "adorável", mas disse às vezes ele era "genuinamente burro".[22]

Ao acordar na manhã seguinte, Brainy começou a recitar outro poema. Depois de resmungar baixo, o que Brainy questionou-a o que ela havia dito, Nia agradeceu pelo 107º poema que seu namorado estava a fazer. Ela então ligou o secador de cabelo quando ele começou a recitar outro poema, para que não precisasse ouvir mais. Em uma reunião na CatCo, Nia ouviu Andrea conversar com outros jornalistas a respeito de quais matérias publicar. Eles descobriram que um cientista que Kara entrevistou ano passado havia sido morto, mas Rojas não se interessava por publicar a história, dizendo que o motivo de sua morte era "chata" e "não interessante".

Nia e J'onn em uma memória.

Nia recebeu uma mensagem de J'onn e foi até seu escritório. Ela então recebeu outro poema de Brainy, dizendo que seu namorado enviava um poema a respeito de uma parte de seu corpo de horas em horas. Percebendo que o assunto não era apropriado, Nia se desculpou e perguntou como poderia ajudá-lo. J'onn explicou que queria recuperar algumas memórias que haviam sido apagadas, apesar de Nia acreditar que poderia ser perigoso, mas o Caçador de Marte estava desesperado para impedir Malefic J'onzz.

Ela bebeu uma erva marciana para que sua mente pudesse ser conectada com a de J'onn. Os dois entraram em uma memória reprimida da infância de J'onn, que estranhou pelos Marcianos Verdes estarem em forma humana. Nia explicou que seu subconsciente alterou as aparências dos alienígenas para que ela pudesse entender o que estava acontecendo. Eles viram M'yrnn J'onzz isolar Malefic devido a seus poderes latentes e, em seguida, apagar a memória de seu filho de sua cabeça, e também da de J'onn. Ao despertarem no mundo real, Nia ouviu J'onn dizer o que sentia depois de descobrir o segredo de seu pai.

Mais tarde, Nia despertou de um pesadelo. Percebendo que sua namorada não estava bem, Brainy perguntou o que havia acontecido. Nia então o perguntou se ela deveria contar algo para alguém mesmo que se isso o magoasse. Tentando animá-la, o namorado começou a recitar outro soneto, mas Nia o interrompeu rapidamente. Brainy perguntou se ela queria dizer algo a ele. Nia disse que não, mas tinha algo para dizer a J'onn. Ao chegar no escritório de J'onn, Nia devolveu o último fragmento de memória que faltava. Eles descobriram que foi J'onn quem apagou as memórias de seu irmão de sua própria mente e de seu pai, que queria tirar sua própria vida por ter falhado com seu filho. Nia tentou acalmá-lo, e jurou que nunca iria dizer o que havia visto para ninguém. Enquanto saia do escritório, Nia teve uma visão de Kelly em perigo. Ela voltou e alertou e J'onn.

Nia conversando com Brainy sobre o exagero.

Nia retornou para seu apartamento, onde Brainy estava esperando por ela. Ela explicou que ajudou J'onn e, para animar sua namorada, Brainy começou a recitar outro poema. Nia rapidamente o parou, e disse que tinha que lhe dizer algo, mesmo sabendo que isso poderia machucar seus sentimentos. Ela disse sobre a afeição obsessiva e exagerada que ele estava fazendo, o que deixou Brainy visivelmente ferido. [23]

Nia se projetou astralmente e começou a investigar William Dey, percebendo que ele iria para o México depois de receber um jornal de uma pessoa desconhecida. Ao ligar para Kara, ela descreveu o ocorrido como algo semelhante a "um filme do James Bond" e contou o que descobriu. Mais tarde, Nia explicou para Kara que Elena Torres, a pessoa qual William iria se encontrar, era a chefe de contabilidade da Obsidiana, mas acabou sendo morta. Ela também repassou informações de Sergio Ramos, um gângster da Cidade do México. As duas começaram a acreditar que o jornalista Dey estava envolvido com crimes internacionais.

Nia e Kara investigando William.

Kara voltou para a CatCo e revelou que o corpo encontrado não era Elena, o que deixou Nia curiosa. Ela então revelou que havia descoberto uma "conta no paraíso fiscal", onde alguém mandava dinheiro para lá. Ela explicou que uma dessas pessoas a usar essa conta e transferir o dinheiro era Elena, mas a outra era anônima, fazendo ambas acreditar que era William. Ela tentou resolver a situação, mas estava criptografada. Quando Kara sugeriu pedir a ajuda de Brainy, Nia recusou. Ela perguntou o que havia acontecido entre os dois, e Nia explicou a situação para ela. Nia entregou a conta criptografada para uma amiga dela, para que pudesse ajudá-la a descriptografar.

Mais tarde, no bar alienígena, Nia recebeu uma flor de Brainy como um pedido de desculpas. O ex-Legionário disse que não sabia como poderia mudar, mas esclareceu que com sua namorada, eles poderiam fazer tudo juntos. Ela garantiu que não iria a lugar nenhum. Nia e os outros Superamigos se reuniram para comemorar sua vitória sobre Malefic. James disse que iria sair de National City e voltar para sua antiga cidade, afim de ajudar seus cidadãos.

No dia seguinte, na CatCo, Nia e Kara conversaram sobre a saída de James. Nia então recebeu uma mensagem de sua amiga, que havia conseguido descriptografar a conta, e disse que seu usuário ficava em National City.[24]

Personalidade

Nia Nal em sua forma civil.

"Eu só... fui rápida demais, porque é o eu faço. Eu me esforço, e eu tento mais do que eu posso. A minha mãe sempre me dizia isso, a minha irmã também."
"Isso é o que os heróis fazem. Se jogar antes mesmo de olhar com certeza faz parte do trabalho.
"
—Nia Nal e Querl Dox[fonte]

Nia se comprovou ser completamente semelhante a Kara Danvers; trabalhadora, meticulosa e ansiosa para provar seu valor como repórter. Embora um tanto tímida, ela demonstrou ser apaixonada por seu novo emprego, determinada a contar uma história convincente. Nia desenvolveu um relacionamento próximo mentor-aluna com Kara, a quem ela admira. Quando se conheceram pela primeira vez, Kara até mesmo percebeu que Nia tinha muita semelhança a ela.

Nia tem um forte senso de justiça e nunca hesitará em falar pelo que é certo em face da injustiça e se levantar por aquilo em que acredita. Por exemplo, Nia defendeu Querl Dox quando tentaram atacá-lo por ser um alienígena, ameaçando expor a intolerância no estabelecimento a menos que concordassem em servi-lo. Ela também pediu pessoalmente a seu chefe, James Olsen, que emitisse uma declaração condenando esses ataques anti-alienígenas. Tendo enfrentado pessoalmente a intolerância por ser transgênero, Nia tem a mente aberta, aceita e tem empatia com outras vítimas de preconceito e ódio.

Nia flertou levemente com Querl em várias ocasiões, até mesmo confundindo uma reunião entre eles como um encontro, até que Querl deixou suas intenções concisas e claras. Pelo próprio testemunho de Nia, entretanto, ela não tem certeza do que ela poderia ter gostado no Coluano.

O romance de Nia com Querl foi profundamente amoroso, mas não sem alguns empecilhos. Depois de agradecer o café da manhã na cama e dizer a Querl que gostava de poesia, Nia foi bombardeada com entregas de comida e poemas em excesso; embora frustrada, ela gentilmente tentou dizer a Querl que ele estava indo longe demais. Ao saber que ela foi a primeira pessoa a quem Querl amou, Nia entendeu por que ele tinha sido tão estranho. Mesmo depois que Querl terminou com ela sob falsos pretextos, Nia ainda o amava, apesar de estar magoada; ele aparecia quase constantemente em suas visões. Ao vê-lo morrer em uma visão, Nia percebeu que ele a empurrou para sua própria segurança.

Ela também é extremamente protetora com aqueles que ama.

Nia Nal como Sonhadora.

Nia aspira ser independente e autossuficiente, sendo muito dedicada ao seu trabalho. Como resultado, quando seus poderes latentes começaram a se manifestar e causar um distúrbio do sono, Nia recusou a ajuda de qualquer pessoa por um tempo, apenas concordando em deixar Kara Danvers e Querl Dox ajudá-la quando percebeu que seus sonhos poderiam ajudar no combate contra os Filhos da Liberdade.

Até mesmo em suas atividades como Sonhadora, Nia procura defender os indefesos e trazer justiça para os criminosos, algo que também ela faz como uma repórter da CatCo. Quando sua amiga, Yvette, sofreu um ataque transfóbico de um homem, Nia ficou tão enfurecida que quase chegou a matá-lo, mas foi impedida pela Supergirl, que conseguiu convencê-la de que aquilo era errado.

Depois que a Supergirl desapareceu na Zona Fantasma, a Sonhadora começou a se tornar a protetora oficial de National City em sua ausência, e começou a perceber o quão difícil é.

Poderes e habilidades

Poderes

"Você sonha com o futuro."
Querl Dox[fonte]
  • Fisiologia híbrida humana-naltoriana: Nia é uma híbrida humana-naltoriana, e seus poderes alienígenas são acessíveis apenas para uma única mulher a cada geração dos habitantes de Naltor. Aparentemente, Nia possuí um conhecimento básico a respeito de seus poderes, já que foi rapidamente capaz de entender o que estava acontecendo quando eles começaram a se manifestar de forma inesperável.
    • Herança de poder: Nia ganhou seus poderes e habilidades de Sonhadora através de sua mãe, Isabel. Isso pode indicar que Nia pode ser capaz de repassar seus poderes para sua filha através da herança sanguínea, já que os poderes das Naltorianas são passadas de geração a geração de uma mãe a uma filha.
    • Força sobre-humana: Nia demonstrou ter um grau de força acima das capacidades humana quando ela girou um Dominador com sua corrente de energia onírica.[25]
    • Durabilidade sobre-humana: Nia provou ter um nível de durabilidade sobre-humana, capaz de bloquear vários socos de Zoológica enquanto mal se intimidava. Ela também foi capaz de suportar uma quantidade de energia que mataria um humano relativamente ileso.
    • Oniromancia: Nia é capaz de ver o futuro através de seus sonhos. Às vezes essas visões podem ser simbólicas, metafóricas ou até mesmo apresentar imagens um tanto quanto borradas e, portanto, carregam significados e implicações ocultos ou pouco claros, deixando para a sonhadora interpretá-los. Nia é incapaz de controlar ou saber exatamente o que está acontecendo em seus sonhos e onde está acontecendo, nem pode interpretar adequadamente ou antecipar quando acontecerá até que realmente aconteça. Além disso, os resultados nebulosos que uma Sonhadora naltoriana prevê estão implícitos como estando longe de ser absolutos, uma vez que Maeve Nal deu a entender que uma eventualidade sonhada pode ser evitada com o método correto de intervenção.
      • Precognição: Os poderes de Nia permitem que ela veja eventos que estão para acontecer e possa se preparar para eles. Como esse é um efeito colateral de seu poder precognitivo primário de perceber inconscientemente as eventualidades enquanto dorme, Nia não precisa adormecer primeiro para acessar esse aspecto de suas habilidades precognitivas. Qualquer perigo iminente irá alertar Nia de forma autônoma - expressada em uma visão e, aparentemente, indicado por um movimento visivelmente abrupto de seu corpo, com os olhos fechados instintivamente enquanto ela vivencia brevemente um evento que acontecerá em breve (e de outra forma desastroso) através de sua mente - assim, permitindo que ela, potencialmente, intervenha a tempo e evite o resultado imediato que ela vislumbrou. No entanto, sendo a Sonhadora acólita que ela é atualmente, Nia aparentemente não tem controle sobre onde ou quando esse poder precognitivo será ativado para alertá-la de uma ameaça, como tem feito apenas esporadicamente até agora. No entanto, os poderes exigem a atenção imediata de Nia, dando-lhe apenas um período de tempo para possivelmente propor uma intervenção. Nia foi capaz de antecipar um tiro disparado por um Filho da Liberdade vindo em sua direção ao ter uma visão do tiro chegando, e ainda conseguiu mover suas algemas bem na frente da trajetória prevista da bala, bloqueando o projétil com suas correntes e ao mesmo tempo se libertando. Mais tarde, por meio desse aspecto da oniromancia, Nia resgatou Maeve de ser derrubada por outro Filho da Liberdade que balançava um machado durante o memorial de sua mãe, Isabel, tendo previsto que a arma cairia no pódio em que sua irmã estava.
      • Andar nos sonhos: Além de sonhar o futuro, foi sugerido que aquela que possui o traço onírico também pode usá-lo para "andar nos sonhos" com outras pessoas, permitindo a Sonhadora flutua mentalmente para o subconsciente de outra pessoa que também dorme. Este poder aparentemente não se limita a outra Sonhadora naltoriana. Andar nos sonhos parece ser a forma como a Sonhadora anterior confirma a identidade de sua sucessora. Em seus momentos finais, Isabel inadvertidamente puxou Nia para seu sonho, o que fez a fez perceber que ela seria sucedida como Sonhadora por Nia e não por Maeve.
    • Projeção astral de Nia.

      Projeção astral: Depois de pedir a Kelex por mais informações a respeito de seu planeta natal, Nia se tornou capaz de projetar sua consciência em um estado incorpóreo e, assim, mover-se além dos limites de seu corpo físico - permitindo que ela saia de seu corpo tangível e viaje em uma forma astral. Segundo Querl Dox, essa é uma técnica muito avançada para um oniromante e está meses além de treinamento básico. É possível que essa habilidade seja composto pela capacidade básica de "andar nos sonhos", que Naltorianas também possuem, com a Sonhadora em questão projetando sua consciência etérea no subconsciente de outra pessoa, a fim de estar no mesmo sonho com ela. Nia, enquanto estava sob concentração meditativa, inicialmente só foi capaz de projetar as mãos de forma astral. Mais tarde, ela demonstrou ser capaz de projetar-se de forma astral completamente, com sua consciência intangível - tendo a semelhança de si mesma como Sonhadora, com traje e tudo - além dos confins de seu corpo, o que lhe permitiu não apenas espiar impunemente sobre seus alvos, mas também para "sincronizar" com um telepata como J'onn J'onzz - trazendo assim voluntariamente outros ao plano astral com ela.
    • Manipulação de energia onírica: Foi visto que as energias mentais de Nia que permitem sonhar com o futuro também podem ser projetadas e realmente afetadas pelo mundo físico.
      • Disparos de energia onírica: Se suas habilidades de sonho forem aproveitadas e indomáveis, Nia é capaz de projetar energias azuis vibrantes e incandescentes no mundo real. Eles são poderosos o suficiente para serem disparadas com uma força de concussão que pode danificar consideravelmente até mesmo as estruturas cristalinas da Fortaleza da Solidão. Com Querl concebendo a noção de aperfeiçoar essas energias citadas em armas práticas, ele criou um par de luvas especiais para que Nia adicionasse-as em seu traje de Sonhadora, permitindo que ela aproveitasse e "calibrasse" essas energias brutas em forma de disparos não-letais para usar contra seus inimigos, ou então "modificá-los" em orbes de energia nas palmas de suas mãos (aparentemente canalizado e originando-se da parte inferior dos pulsos de seu traje) para intimidar alguém à queima-roupa. Após a Crise, Nia é capaz de usar sua explosão de energia sem suas luvas.[26]
      • Projeções de energias onírica: Nia agora pode fazer projeções de suas explosões de sonho com qualquer ataque com as mãos, como correntes e ondas de choque. Os poderes de Nia incluem até um escudo que ela pode fazer, grande ou pequeno, para proteger a si mesma ou a outras pessoas.[27]

Poderes anteriores

  • Poderes através do anel da Legião: Brainy entregou seu anel para que Nia usasse em sua batalha contra Lex Luthor. Depois de derrotá-lo, ela o devolveu.[28]
    • Voo: Através de meios desconhecidos, o anel permitiu que Nia voasse. Essa habilidade aparenta ser ativado por sugestão telepática, pois nenhum movimento foi feito para ativá-lo. Parece que isso permite que Nia voe em uma postura mais parecida com a de pairar ao invés da forma vertical típica de voo, como a Supergirl e o Caçador de Marte fazem.[28]
    • Imunidade a telepatia: O anel permite que seu portador resista a qualquer ataque psíquico.
    • Independência de oxigênio: O anel permite que seu portador respire em ambientes hostis, como o vácuo do espaço.

Habilidades

  • Combatente corpo a-corpo: Com os poderes precognitivos de Nia, ela exibiu os primeiros sinais de um combatente corpo a corpo não polido, mas habilidoso. Ela foi capaz de bloquear um soco do Zoológica e nocauteá-la. Com algum treinamento de Brainiac-5, as habilidades de combate de Nia melhoraram a ponto de ela ser capaz de lutar com os olhos vendados. Nia gradualmente se tornou uma combatente corpo a corpo experiente, já que ela é capaz de lutar no mesmo nível contra Zoológica e o Chapéu, respectivamente, ao mesmo tempo.[13] Nia também provou ser capaz de subjugar alguns Filhos da Liberdade com pura facilidade.
"O James disse que a sua paixão por fazer o mundo melhor só se equipara à elegância da sua prosa, então..."
Lena Luthor para Nia Nal[fonte]
  • Escrita: Nia é uma escritora muito talentosa, tendo trabalhado como redatora de discursos políticos para a Casa Branca, uma posição de prestígio que conquistou ainda nos primeiros estágios de sua vida adulta.[7] A prosa e a linguagem de Nia como repórter têm sido constantemente elogiadas por seus superiores na CatCo Mídia Internacional.[5][9]
  • Vontade indomável/Alta tolerância à dor: Nia é uma pessoa muito determinada e nunca desiste de tentar proteger a Terra. Ela tem uma tolerância notável à dor.

Fraquezas

  • Interpretação aberta: Sendo relativamente novata nas formas de interpretação dos sonhos, Nia poderia interpretar mal ou conceber mal o que seus sonhos proféticos permitem que ela preveja. Por exemplo, Nia não conseguiu interpretar o presságio que recebeu sobre sua mãe, Isabel, morrendo de uma picada de aranha e confundiu a tinta que Maeve usou para sua arte como um veneno letal, já que essa foi a causa da morte de Isabel no sonho percebido de Nia. Na verdade, o fluido negro no sonho de Nia era meramente uma representação da morte e a morte de Isabel no mundo real, embora destinada a ser por veneno, viria do veneno de uma aranha. Isso foi implicado nos sonhos de Nia pelas teias de aranha que ela viu quando sua mãe morreu.[2]
  • Precognição intermitente: Os poderes precognitivos de Nia, sejam sonhados ou mesmo vislumbrados enquanto acordada, têm uma duração fixa que indica o quão longe ela pode ver no futuro. Até agora, os poderes permitem que Nia preveja apenas de meros segundos até o valor de um minuto de um determinado evento. Qualquer ocorrência que aconteça depois disso está totalmente além de sua capacidade de prever. Isso pode deixar Nia extremamente vulnerável a ataques subsequentes. Por exemplo, apesar de estar totalmente vestida com seu traje de Sonhadora e ter aparentemente previsto um confronto com Zoológica, Nia quase foi mordida por trás por uma das criaturas serpentinas da alienígena, mas resgatada pela Supergirl bem a tempo. Nia até admitiu explicitamente que sonhou com quase todos os detalhes, exceto para Supergirl agarrar a criatura e salvá-la no processo.
  • Algemas amortecedores de poderes: Assim como qualquer outro alienígena, os poderes de Nia podem ser bloqueados por tecnologia criada especificamente para enfraquecer alienígena.[20]

Fraquezas anteriores

  • Narcolepsia: Quando seus poderes começaram a se manifestar, Nia lutou contra a insônia, pois tinha pavor de dormir e ver vagos fragmentos do futuro. Nia posteriormente adormecia em horários aleatórios durante o dia, dificultando seu dia-a-dia, semelhante à narcolepsia. No entanto, depois que Nia aprendeu a aceitar e controlar seus poderes, seus padrões de sono voltaram ao normal.

Equipamento

Pré-Crise

  • O traje de Sonhadora.

    Traje de Sonhadora: Nia usou um traje protetor azul enquanto operou como a super-heroína e seu alter-ego Sonhadora, afim de esconder sua identidade de seus adversários e inimigos. O traje pertenceu a sua mãe, Isabel Nal, e Nia o recebeu através das mãos de seu pai, Paul Nal.[12]

Pós-Crise

  • Traje de Sonhadora: Assim como na Terra-38, Nia usa um traje protetor azul enquanto opera como a super-heroína Sonhadora, afim de esconder sua identidade secreta quando luta contra o crime.[29]

Equipamento anterior

  • Anel da Legião: Querl Dox entregou seu anel para que Nia o usasse em sua última luta contra Lex Luthor. Depois do confronto, Nia o devolveu para Brainy.[28]

Aparições

Supergirl

4ª Temporada

5ª Temporada

6ª Temporada


Lendas do Amanhã

5ª Temporada

Galeria

Imagens promocionais

Supergirl

4ª Temporada
5ª Temporada
6ª Temporada

Crise nas Infinitas Terras

Curiosidades

  • Nia é a primeira híbrida humana-alienígena a ser apresentada no Arrowverso.
    • Ruby Arias não é considerada como uma híbrida já que os poderes alienígenas de sua mãe, Samantha, foram partes de uma identidade separada. Rudy Jones também não pode ser considerado, já que ele foi um humano transformado em um híbrido pelo alienígena parasita Angon.
  • Todas as manhãs, Nia toma um café extra-grande com leite e sem açúcar na Lanchonete do Bob.[9]
  • S'mores são a sobremesa favorita de Nia, mas ela sempre opta por escolher comida salgada ao invés de doce.[4]
  • Ela é da casa Grifinória e seu patrono é um cavalo acinzentado. Ela também é uma Miranda e da Casa Stark.[4]
  • A personalidade de Nia é INFP.[4]
  • Ela ama quintas-feiras e seu mês favorito é abril.[4]
  • Nia é fã de Taylor Swift.[22]
  • Ela gosta de lattes de baunilha sem açúcar.[30]

Por de trás das câmeras

  • Nia Nal é uma personagem criada exclusivamente para Supergirl. Apesar de ser uma criação original para a série, Nia Nal fará sua estreia nos quadrinhos da DC Comics em uma história escrita por Nicole Maines em DC Pride #1.[31]
    • Nos quadrinhos da DC, Nura Nal (a descendente de Nia na série) é uma super-heroína e uma integrante da Legião dos Super-Heróis.
    • Nia Nal é a segunda personagem original de Supergirl a ser parte do elenco principal, com a primeira sendo Alex Danvers.
  • Jessica Firman e Margaryta Soldatova foram as dublês de Nicole Maines no papel de Nia Nal.

Referências