O Ponto de Fuga é um local localizado fora do tempo. Foi utilizado pelos Mestres do Tempo como base de operações. Supostamente, era o único local não afetado pelo dispositivo Oculus. O Ponto de Fuga também foi o local da fonte da origem do Oculus, antes de sua destruição final nas mãos de Leonard Snart.

Seus restos foram usados ​​como uma base de operações para a Legião do Mal em sua busca para adquirir a Lança do Destino.

Após a destruição do multiverso, Pária teleportou os sete paragons para este local.

História

Rip Hunter e Miranda Coburn aguardavam julgamento antes do Conselho dos Mestres do Tempo devido a quebrar sua regra de ter um relacionamento. No entanto, Miranda concordou em deixar os Mestres do Tempo, permitindo que Rip andasse livre.[1]

Depois que Vandal Savage tomou o mundo em 2166, Rip Hunter foi ao Conselho dos Mestres, na esperança de formar uma equipe. Eles recusaram a aprovação, em vez disso forçaram-no a se desonrar e criar uma equipe própria.[2]

Depois que Leonard Snart deixou Mick Rory encalhado na linha do tempo, ele foi treinado pelos Mestres do Tempo para lidar com a equipe de Rip Hunter. Ele passou muito tempo lá, até que ele estava pronto e foi enviado para eliminá-los, embora ele só fosse capaz de capturar Snart.[3]

O Mestre do Tempo Zaman Druce ordenou a A Peregrina para caçar uma versão mais jovem de Kaylex Druzan, apagando-o da linha do tempo. Depois disso, ele ordenou que ela caçasse a equipe de Rip Hunter.[4]

A equipe de Rip Hunter capturou Vandal Savage e levou-o para o Ponto de Fuga, na esperança de tê-lo encarcerado por brincar com o tempo. No entanto, os Mestres do Tempo se revelaram aliados de Savage e foram prender toda a equipe de Hunter, exceto por Sara Lance e Leonard Snart, que fugiram da captura escondidos nas aberturas da Waverider, e Jefferson Jackson, que foi enviado de volta para 2016 na jumpship para ser curado de seu envenenamento por radiação temporal.[5]

A destruição do Oculus Wellspring.

Com Sara e Snart à solta, os Mestres do Tempo não tinham escolha a não ser manter Rip e os outros vivos por enquanto. Enquanto Mick estava sendo condicionado a se tornar Chronos novamente, Druce revelou a Rip que em 2175, a Terra seria invadida pelos Thanagarianos e se Savage não unisse o mundo para repeli-los, mesmo o Ponto de Fuga cairia para os invasores. Ele então mostrou o Oculus a Rip, um dispositivo que permitia aos Mestres do Tempo prever e manipular a linha do tempo, controlando as ações da equipe de Rip que trabalhariam em favor de Savage. Por estar fora do tempo, o Ponto de Fuga era o único lugar no espaço e no tempo livre da influência do dispositivo.[6]

Sara e Snart conseguiram sabotar a frota do Mestre do Tempo infectando seus IAs com um vírus criado por Gideon antes de resgatar Rip e os outros. Mick conseguiu superar sua lavagem cerebral e cumpriu sua promessa de matar o Mestre do Tempo Declan. O Ponto de Fuga, em seguida, tentou frustrar sua fuga, capturando a Waverider em um raio trator, apenas para Ray Palmer usar a manopla de Mick para anular o comando.[6]

A equipe de Rip então atacou a Fonte do Oculus para evitar que os Mestres do Tempo manipulassem a linha do tempo ainda mais. Druce veio com um pelotão para pará-los e executá-los, apenas para ser pego de surpresa por Jax na espaçonave. Eventualmente, eles descobriram que o Oculus tinha que ser destruído manualmente, e Snart ficou para trás para destruir o Oculus, resultando na destruição do Ponto de Fuga e sua morte inevitável.[6]

Mais tarde foi revelado por Rip Hunter que a Legião do Mal estava usando o Ponto de Fuga como um esconderijo.[7]

Após o Anti-Monitor destruir completamente o multiverso, Pária enviou os sete Paragons - Supergirl, Canário Branco, Batwoman, Caçador de Marte, Flash, Ryan Choi e Lex Luthor - para o Ponto de Fuga, onde o local seria seu último santuário para protegê-los de Mobius.[8]

Aparições

DC's Legends of Tomorrow

1ª Temporada

2ª Temporada

Flash

6ª Temporada

Curiosidades

  • Parece que até mesmo a Força de Aceleração atingirá o Ponto de Fuga, já que o detector de Flash Negro também disparou aqui.
    • Por causa disso, Eobard estava freqüentemente ausente, deixando instruções para Merlin e Darhk.
  • Quando as lendas retornam para cá, o local ainda é funcional, mas ainda altamente danificado pela destruição do Oculus.

Referências

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.