FANDOM


Para o episódio de Arqueiro, veja "Sara".
Para outras pessoas que usaram a identidade de "Canário", veja Canário.
Sara Lance
Civil - Canário Branco

Sara Lance

Informação
Ocupações Pré-Crise
Vigilante (em segredo)
Estudante (anteriormente)
Babá (anteriormente)
Bartender no Oblivion (anteriormente)
Integrante da Liga dos Assassinos (anteriormente)
Integrante da Equipe Arqueiro (em segredo; anteriormente)
Líder das Lendas
Bartender na Verdant (anteriormente)
Funcionária no Sink Shower & Stuff (anteriormente)
Capanga de Damien Darhk (realidade alterada; anteriormente)
Assassina de fugitivos (linha do tempo aberrativa)
Pós-Crise
Líder das Lendas
Integrante de um time
Estado atual Desconhecido
Família Quentin Lance (pai)
Dinah Lance (mãe)
Laurel Lance (irmã; morta)
Universo de origem Terra-1
Intérprete Jacqueline MacInnes Wood (2012)
Caity Lotz (2013–presente)
Alter ego A Canário (anteriormente)
Alter ego Canário Branco
Fonte
"Vê aquela árvore? Minha irmã e eu costumávamos a escalar quando éramos criança. Eu sempre vencia. Eu costumava pensar que era por ser boa, mas agora acho que Laurel me deixava vencer. Ela sabia que eu era uma perdedora. Muitas coisas mudou então. Eu fui uma assassina, eu fui morta, e agora sou uma capitã de uma nave do tempo. Uma coisa ainda é a mesma. Eu ainda sou uma perdedora."
—Sara Lance para Barry Allen[fonte]

Capitã Sara Lance (nascida em 25 de Dezembro de 1987[1] – 8 de Outubro de 2014;[2] ressuscitada em Novembro de 2015[3] – Maio de 2020[4]; revivida pelo Tear do Destino[5]) é a antiga integrante da Liga dos Assassinos, uma antiga integrante da Equipe Arqueiro, a líder das Lendas, capitã da Waverider e a co-fundadora de um time. Ela também é a filha de Quentin Lance e Dinah Lance, a irmã mais nova da falecida Laurel Lance, a ex-namorada/amiga próxima do falecido Oliver Queen, a ex-amante de Nyssa al Ghul e a namorada de Ava Sharpe, uma clone do futuro. Sara também é uma amiga próxima de Cindy Simone e amiga de John Diggle, Felicity Smoak, Thea QueenKendra SaundersRay PalmerJefferson JacksonNate HeywoodAmaya JiweBarry AllenZari TaraziKara Danvers, e do falecido Martin Stein.

Após o Queen's Gambit afundar em 2007, Sara foi declarada como morta mas, na realidade, havia sido encontrada por Anthony Ivo e passou um tempo no Amazo e na ilha Lian Yu. Um ano depois após Amazo afundar, Sara foi resgatada pela Liga dos Assassinos. Ela entrou para a Liga e treinou com eles por cinco anos, decidindo sair da organização e retornar a Starling City sob o apelido de a Canário, uma tradução de seu nome na Liga como Ta-er al-Sahfer (Árabe: الطائر الأصفر; para Pássaro Amarelo). Sara ficou na cidade para proteger sua irmã, Laurel, mas foi forçada a fugir após descobrir que a Liga estava a seguindo, tentando levá-la de volta. Eventualmente, ela foi libertada da Liga dos Assassinos por sua amante, Nyssa. Após isso, Sara entrou para a Equipe Arqueiro e iniciou um relacionamento com Oliver. Ela entrou novamente para a Liga como parte de seu acordo para que a organização ajudasse na derrota de Slade Wilson. Sara retornou a Starling, mas foi morta por Thea Queen, que havia sido drogada e manipulada por Malcolm Merlyn. Um ano após sua morte, Sara foi ressuscitada pelos poderes do Poço de Lázaro e com a ajuda de John Constantine. Após entrar para a equipe de Rip Hunter, as Lendas, ela se tornou a Canário Branco. Atualmente, Sara é a líder e capitã das Lendas após Rip sair da equipe.

Sara foi morta durante um Apocalipse Zumbi na Inglaterra, enquanto servia como distração para que sua equipe sobrevivesse.[4] No entanto, ela foi revivida por Charlie ao utilizar o Tear do Destino ao prender seus companheiros de equipe em programas de televisão diferentes.[5] Após as Lendas conseguirem derrotar as Moiras e se despedirem de Charlie, Sara foi abduzida e seus companheiros de equipe não sabem disto.[6]

Biografia

Vida pregressa

Filha de Quentin e Dinah Lance, Sara nasceu em 25 de Dezembro de 1987. Ela também possuí uma irmã mais velha chamada Laurel Lance. Aos 10 anos de idade,[7] seu pai lhe comprou um canário de estimação no qual adorou, mas levou os outros membros de sua família à loucura.[8] Quando criança, Sara e Laurel brincavam de fantasia. Uma vez, elas se vestiram de médica e policial, respectivamente, carreiras nas quais as irmãs queriam seguir futuramente.[2] Quando criança, ela estrelou uma peça de Peter Pan em sua escola. Quando subiu ao palco, ela esqueceu suas falas e, espontaneamente, começou a dançar sapateado no palco, antes de fugir com vergonha e chorar.[9]

Em algum momento, ela conheceu Tommy Merlyn e Oliver Queen.

Quando adolescente, Sara foi rebelde e causadora de diversos problemas, o que frequentemente a colocava em situações difíceis e colocando-a em desacordo com o pai.[10] Assim, Sara era mais próxima de sua mãe devido à natureza de espírito livre compartilhada por ela e Dinah.[11]

Durante seus anos no ensino médio, Sara sofreu bullying de uma de suas colega de turma, Gwen, e de suas amigas por estar paquerando com o namorado de Gwen. As frequentes ocorrências de assédio criaram problemas comportamentais em Sara e fizeram com que suas notas caíssem, preocupando seus pais. Isso acabou levando Quentin a ensinar Sara e Laurel a se defender. Depois, as irmãs trabalharam juntas para combater Gwen e suas amigas.[12]

Na adolescência, Sara namorou muitos delinquentes, para desgosto de seu pai, com quem aprendeu habilidades como ligar o carro através de seus fios.[13] Seus namoros também tentaram embebedá-la na esperança de convencer Sara a fazer sexo. No entanto, Sara provou ter uma tolerância anormalmente forte ao álcool.[14]

Em 2005, Sara desenvolveu uma paixão por Oliver, até mesmo fugindo de sua casa para ir até uma festa que Tommy fez para ele. Porém, Oliver estava muito bêbado para relembrá-la e acabou derrubando sua bebida nela, envergonhando-a. Ela foi flagrada por policiais e posta de castigo por um mês por seu pai. Sara acreditou que Laurel havia alertado os policiais para arruinar suas chances com Oliver, já que ele e sua irmã tornaram-se um casal não muito tempo depois.[15]

Em 2007, Oliver começou a perseguir Sara depois de pensar duas vezes em morar com Laurel.[16] Animada por sua paixão de adolescência estar prestando atenção nela e querendo se vingar de Laurel pelo que aconteceu na festa de Tommy, Sara rapidamente começou a dormir com ele.[15] Sara voltou para sua casa para passar três semanas com sua família, mas estava, secretamente, conversando com Oliver. Ele convidou Sara para ir viajar no Queen's Gambit com ele, mesmo que ela tenha recusado inicialmente. À noite, Sara tentou advertir Laurel contra suas expectativas de ficar noiva de Oliver, um playboy conhecido, já que ele não era do tipo que dava um passo tão grande ainda. No entanto, uma Laurel indignada percebeu isso como sua irmã sendo uma "vadia", perturbando Sara e estimulando-a a aceitar a oferta de Oliver.[17]

No dia que Sara estava prestes a sair, sua mãe chegou cedo em casa e a flagrou arrumando suas coisas para uma viagem no Queen's Gambit. Dinah recusou que Sara fosse, mas ela foi capaz de convencer sua mãe em permiti-la ir, dizendo que estava apaixonada por Oliver e que precisava seguir seu coração, sentindo que esta era a coisa certa a se fazer.[18] Durante a viagem, Sara e Oliver estavam na cama juntos. Enquanto Sara estivera nervosa pela tempestade e por Laurel descobrir sobre seu caso, Oliver garantiu-a que tudo ficaria bem. De repente, o iate (que havia sido sabotado às ordens de Malcolm Merlyn) afundou e Sara foi puxada para baixo, fazendo Oliver acreditar que ela havia se afogado.[19] Porém, ela foi capaz de nadar até a superfície no outro lado, onde ficou naufragada em um pedaço do navio por dias.[7]

A aparente morte de Sara teve diversos efeitos em sua família. Para Laurel, ela não pode ficar de luto por sua irmã por ter descoberto que ela dormia com Oliver, mas também não podia ficar brava por ela ter morrido, e por isso ficava em conflito para entrar em termos com sua morte.[19] Quentin ficou em um estado profundo e depressão, tornando-se um alcoólatra e se enterrando em seu trabalho para ignorar sua dor, assumindo cada caso que passou por sua mesa sem nenhuma pausa.[20] Sara também era o primeiro e último pensamento de Quentin todos os dias, levando-o anos para poder superar isto. Sua obsessão com bebida e trabalho, eventualmente, fizeram com que Dinah se separasse dele. Sua mãe também ficou com culpa e remorso por não ter impedido Sara de embarcar o Gambit. Incapaz de encarar sua família, ela se mudou para Central City após seu divórcio. Porém, Dinah acreditava que Sara estava viva e passou anos procurando por sua filha. Não foi até cinco anos que Dinah foi capaz de se entender com Quentin e Laurel após admitir a verdade.[18][21]

Amazo

Alguns dias após o Gambit afundar, Sara foi encontrada por um navio chamado Amazo, que levou-a abordo e aprisionou-a em uma cela. Em seguida, Sara foi arrastada para fora de sua cela e estavam prestes a jogá-la ao mar, mas foram interrompidos por um homem, que levou-a ao seus aposentos. O homem se apresentou como o Dr. Anthony Ivo. Ele disse que iria salvar a raça humana, e que precisava da ajuda de Sara.[7]

Ivo explicou para Sara que procurava por um soro criado pelos Japoneses na 2ª Guerra Mundial, chamado de Mirakuru ("milagre" em japonês), que poderia aprimorar sua força, sensos e suas células regenerativas, mas o submarino afundou em algum lugar nas ilhas próximas. Nos anos seguintes, Ivo protegeu Sara da crueldade de seus homens e ensinou-a em biologia, química e na tecnologia. Sara ajudou Ivo a torturar seus prisioneiros utilizando seus experimentos, mas apenas fazia isto por estar assustada de ser a próxima cobaia. Sara ainda sentia lealdade em Ivo por salvar sua vida, mesmo que ela seja cruel.

Um ano depois, Sara se reencontrou com Oliver quando ele foi levado ao Amazo. Confuso, Oliver tentou agradecê-la, mas Sara, com medo de Ivo e seus homens e por querer protegê-lo, fingiu que não o conhecia. Ela o chutou em seu estômago e o nocauteou, agindo fria com Queen quando Ivo estava próximo. Sara enganou Ivo ao convencê-lo que ajudaria a descobrir se os amigos de Oliver, Slade Wilson e Shado, ainda estavam vivos em Lian Yu, mas isto era um meio de ajudar Oliver a fugir do navio e se reencontrar com seus amigos. Quando o capitão do navio tentou matar Oliver, Sara sugeriu mantê-lo vivo, no que Ivo concordou.

Tempo em Lian Yu

Slade, Oliver e Sara

Sara, Oliver e Slade em Lian Yu.

Sara foi com Oliver, Ivo e a tripulação do Amazo para a ilha em direção ao avião, e viu Ivo ordenar que seus homens atacassem Slade e Shado depois que Oliver gritou para eles correrem antes que Ivo deixasse uma bomba no avião e fizesse Oliver leve-os ao túmulo. Mas Slade e Shado não estavam mais lá quando Oliver os alertou sobre o perigo.

Quando eles chegaram na caverna, os guardas começaram a interrogar Oliver pelo hōzen nos corpos, mas Shado e Slade emboscaram a tripulação apontando-os flechas e armas, exigindo que Oliver voltasse. Quando Ivo o soltou, Oliver deu um soco no capitão, agarrou Sara e escapou. O hōzen que Oliver encontrou continha coordenadas, que os levariam ao submarino que Ivo procurava e que continha a cura para a humanidade. Após Sara revelar isto a sua equipe, Oliver perguntou-a se isto poderia curar Slade.[22] Eles utilizaram o hōzen para encontrar o submarino, na onde encontraram o Mirakuru. Oliver injetou o soro em Slade, até mesmo quando Sara alertou-o que ele não sobreviveria. Slade começou a reagir, e morreu logo em seguida. Anthony e seus homens chegaram ao local e os prenderam.[23]

Anthony levou Sara e Shado como reféns, fazendo-as ajoelhar e colocando armas em suas cabeças. Ivo demandou que Oliver deveria escolher quem iria morrer, ameaçando matar ambas mulheres caso ele não se decidisse em 30 segundos. Após 30 segundos, Ivo apontou sua arma em Sara para atirar, mas Oliver correu para tentar protegê-la e impedi-lo que a matasse. Acreditando que esta foi sua escolha, Ivo virou sua arma para Shado e disparou, atirando em sua cabeça e matando-a instantaneamente. Neste momento, Slade, agora com poderes, despertou e viu Shado morrer. Isto enfureceu-o e matar todos os homens de Ivo e roubar o resto do Mirakuru, mas Anthony conseguiu escapar. Quando Slade questionou quem matou Shado, Sara, rapidamente, respondeu que Ivo apenas atirou nela sem nenhum motivo.[24]

Eles enterraram Shado próximo de seu pai, e Sara alertou para Oliver não revelar o motivo da morte de Shado, já que ele estava com o Mirakuru em seu corpo e isto não iria acabar bem. Enquanto caminhavam, eles questionaram para Slade onde iriam. Nas próximas semanas eles tentaram escapar da ilha, mas Slade continuava a se tornar maligno. Em uma tentativa de dominar o Amazo, Ivo revelou para Slade que ele havia dado uma opção para Oliver de quem morreria e viveria, e que sua escolha havia sido Sara. Isto fez com que Slade se voltasse contra seu amigo e o capturou para torturá-lo, mas também cortou as mãos de Ivo. Sara conseguiu escapar do Amazo junto com os prisioneiros do navio, incluindo Anatoly Knyazev. Na ilha, Sara fez um plano para libertar Oliver em troca do engenheiro.

Após se reencontrar com Oliver, eles pensaram em outro plano para dominar o Amazo e voltar para casa. Durante este tempo, um avião que sobrevoava Lian Yu foi derrubado pelo navio. Sara tentou salvar o piloto, mas ele foi gravemente ferido. Enquanto morria, o homem pediu para que Sara encontrasse sua filha e cuidasse dela. Sara prometeu em fazer isto. O homem entregou uma imagem de Cindy antes de morrer por seus ferimentos.[25] Sara e Oliver foram novamente separados na batalha final contra Slade pelo Amazo, onde o navio afundou e fez Oliver acreditar, novamente, que Sara havia se afogado.

Liga dos Assassinos

Sara sobreviveu ao naufrágio do Amazo e foi capaz de nadar até uma ilha. Incapaz de encontrar rastros de Oliver ou Slade, Sara acreditou que ambos haviam morrido. Algum tempo depois, ela foi encontrada por Nyssa al Ghul em Lian Yu, quase morrendo de fome e onde havia perdido a vontade de viver. Nyssa cuidou de Sara e levou-a até Nanda Parbat, onde Sara treinou junto da Liga dos Assassinos e tornou-se uma integrante da mesma.[7] Ela também conheceu Maseo Yamashiro, que havia se juntado à Liga no mesmo tempo que Sara.[2]

Durante seus cinco anos na Liga, ela e Nyssa tornaram-se amantes. Na Liga, foi dito para Sara que ela teria de "escolher um novo nome", onde ela escolheu "Ta-er al-Sahfer" (em Árabe: الطائر الأصفر), que significa Canário ("pássaro marelo"). Ela também foi treinada por Ra's al Ghul.[7]

Surgimento da Canário

Canário

Sara como a Canário original de Starling City.

Em 2012, Sara ouviu histórias de um vigilante apelidado de Capuz/Arqueiro em Starling City que utilizava um capuz verde, ela imediatamente percebeu que aquele era Oliver utilizando o capuz de Shado. Ela saiu de Nanda Parbat para rever sua família.[26] Porém, ela ficou em Starling City nas sombras, não desejando retornar para a Liga. Ela se tornou uma vigilante.[27]

Uma vez nos Glades, a Canário salvou Cindy Simone, também conhecida como "Sin", de uma gangue. Honrando a promessa que havia feito ao pai da garota cinco anos atrás, Sara decidiu protegê-la (mas não revelando que havia conhecido seu pai).[25][26] Momentos após Roy Harper enfrentar uma gangue, a Canário apareceu antes que pudessem feri-lo.[28]

Quando o Arqueiro foi cercado pelo DPSC, a Canário utilizou um dispositivo sônico para desorientar os policiais. Ambos vigilantes aproveitaram o caos para fugir. Tempos depois, Roy foi levado até o esconderijo da vigilante por Sin, e a Canário o nocauteou utilizando seu bastão. Ela o questionou do porque estar procurando por ela, mas foi interrompida por uma mensagem de Thea Queen no celular de Roy, dizendo que Laurel e Quentin haviam sido sequestrados. A Canário saiu para salvar sua família, deixando Roy ir embora. Ela chegou ao local e enfrentou o sequestrador, Barton Mathis. A Canário o derrotou facilmente, mas ele conseguiu prendê-la no chão. Antes de feri-la, o Arqueiro invadiu o local e disparou duas flechas em Mathis. Apesar da intenção do vigilante de levá-lo à prisão, a Canário o matou ao atravessar seu bastão por seu peito. De volta ao seu esconderijo, a Canário foi confrontado por um membro da Liga, que informou-a que Ra's al Ghul demandava seu retorno. A Canário tentou persuadi-lo a mentir, mas ele recusou. Ela então matou o homem para manter sua localização em segredo.[27]

Após descobrir que a Canário segui Laurel, Oliver, como o vigilante, encontrou-a no lado de fora do apartamento de Laurel e a desmascarou. Ao ver seu rosto, ele se chocou ao descobrir que Sara estava viva. No dia seguinte, Sara tomou café da manhã com Sin e revelou sobre seu encontro com o Arqueiro, e então as duas conversaram sobre suas famílias. À noite, Sara seguiu Oliver até a Verdant, onde confirmou para ela que manteve sua existência em segredo de sua família. Quando Quentin chegou para conversar com Oliver, Sara ouviu-o dizer sobre a depressão e alcoolismo de Laurel após a morte de Tommy Merlyn. Após Sin ser ferida por Xavier Reed, ela e Oliver se uniram para derrotá-lo. Sara tentou matá-lo, mas Oliver conseguiu convencê-la de não fazer isto. Ela viu Sin deitada no hospital, onde se encontrou com Oliver, que tentou persuadi-la e fazê-la voltar para casa.[26]

Sara começou a morar com Oliver na Mansão Queen, mas continua tendo pesadelos constantes sobre o naufrágio do Queen's Gambit. Um dia, eles foram atacados por Al-Owal, um membro da Liga dos Assassinos. Sara tentou enfrentá-lo, mas foi superada pelo seu atacante. Mas Oliver conseguiu afastá-lo. Eles foram até o covil do Arqueiro, onde Sara conheceu outros aliados de Oliver, John Diggle e Felicity Smoak. Sara revelou que era uma integrante da Liga dos Assassinos, e que agora estavam tentando fazê-la retornar para seu líder, Ra's al Ghul. Oliver e Sara rastrearam Al-Owal, mas descobriram que ele havia trazido reforços. Após uma dura batalha, eles conseguiram escapar. Temendo uma retaliação contra Sara, Oliver decidiu proteger a família Lance, mas Sara revelou que era hora de se revelar  seu pai. Ela se encontra com seu pai e revela tudo, levando-o até seu esconderijo, que estava sendo atacado por Al-Owal e dois capangas. Oliver chega e, ao lado de Quentin e Sara, derrotam os assassinos. Sara mata Al-Owal e decide ir até Ra's para dizer que sua família estava fora dos limites. Sara sai de Starling City para chamar a atenção da Liga para fora da cidade. Ela se despede de seu pai, fazendo-o prometer que não revelará que havia sobrevivido para Laurel e Dinah.[7]

Alguns meses depois, Oliver contatou Sara, explicando que sua irmã precisava dela. Na mesma noite, Sara visitou Laurel em seu apartamento, mas ela de repente desmaiou. Preocupada, Sara pediu por ajuda.[29]

Enquanto Laurel se recuperava no hospital, Sara lidou com suas frustrações trabalhando na Arrowcave. Ela considerou deixar Starling novamente, apesar dos protestos de Oliver. Então Oliver recebe uma ligação de Quentin perguntando por Sara, que sabe que ela voltou, e ela fala com ele. Mais tarde, Sara se encontra com seu pai, que implora para ela ficar, mas ela insiste que deveria ir embora. Quando Sara desce uma rua, Nyssa al Ghul chega e as duas se beijam. Sara e Nyssa vão dar um passeio, Sara implora a Nyssa para libertá-la, não querendo mais matar. Uma Nyssa enfurecida sequestra a mãe de Sara, Dinah, dando a Sara apenas 24 horas para se juntar à Liga ou sua mãe morre. Oliver, Sara e Quentin localizam um assassino em busca de informações, mas ele se mata antes que possa.

Nyssa al Ghul segurando Sara Lance

Sara, envenenada, nos braços de Nyssa.

Sara decide se entregar, mas se envenena logo quando Oliver e seu pai chegam. O veneno começa a fazer efeito, enfraquecendo Sara e fazendo-a entrar em colapso. Nyssa segura Sara em seus braços, chorando ao perceber o que ela havia feito. Quando Oliver chega, ele Nyssa começam a lutar. Sara se levanta do chão e pede para que parem. Ela caminha até eles antes de cair novamente, desmaiando. Oliver corre até ela e consegue combater o veneno, fazendo com que ela acorde e ofegue por ar. Sara se vira para Nyssa e implora a ela - sem mais mortes, então Nyssa, em lágrimas, liberta Sara da Liga. Em seguida, Quentin e Dinah chegam com Laurel.

No apartamento de Laurel, Sara compartilhou uma feliz reunião com seus pais. No entanto, Laurel rejeitou as tentativas de Sara de se reconectar, amarga com sua irmã por conta de suas ações no passado. Uma Sara cheia de culpa tentou se desculpar, apenas para Laurel expulsá-la. Desolada, Sara voltou mais tarde para o Arrowcave e encontrou Oliver, ambos se sentindo traídos por suas famílias. Sara expressou que pelo menos ela está em casa agora. Os dois beijaram apaixonadamente e fizeram amor.[17]

Sara se junta oficialmente a Equipe Arqueiro, e derrota Diggle sobre cicatrizes de batalha. Ela está relutante em ir à sua festa e diz a Oliver para manter o relacionamento em segredo. Ela participa da festa, mas está decepcionada por Laurel não ter vindo. Quando uma das vítimas de William Tockman é encontrada, Sara e Oliver deixam a festa cedo para investigar. Sara notou que Felicity estava se sentindo excluída e tentou falar com ela depois de ajudá-la a dar um soco em um boneco de sparring. Depois, no local de outro assalto a banco, a Canário é capaz de ferir William, coletando uma amostra de seu sangue. Sara posteriormente analisa e é capaz de determinar que William está sofrendo da síndrome de MacGregor. O Arqueiro e a Canário vão para o endereço da irmã de William, apenas para encontrar um dispositivo que destrói o sistema de computador do Arqueiro.

Oliver no jantar da família Lance

A família Lance, e Oliver, se reúne para comemorar o retorno de Sara.

Felicity diz para Sara não perder o jantar de sua família pela missão. Nervosa em rever Laurel, Sara pede para que Oliver vá com ela. No jantar, Laurel percebe que Sara e Oliver estão em um relacionamento e fica extremamente brava.

Quando Oliver e Sara retornam ao Arrowcave, eles descobrem que Felicity está tentando capturar William. O Arqueiro, Canário e Diggle encontram-a para ajudá-la. Para salvar a vida da Canário, Felicity leva um tiro por ela, e consegue derrotá-lo ao explodir seu celular. Na caverna, Sara cuida de Felicity e a agradece por salvar sua vida. Após conseguir um trabalho como bartender na Verdant, Sara faz as pazes com Laurel.[25]

Sara reconheceu a voz de Slade Wilson em um telefonema, e leva Roy e Diggle para a mansão ao acreditar que Oliver e sua família estavam em perigo. De algum modo, ela entrou na casa e desceu ao primeiro andar, como se estivesse lá o tempo todo, e confrontou Slade enquanto ele apertava a mão de Roy.[30]

Oliver teve um pesadelo em que acordou ao lado de Sara, tocou-a e encontrou sangue na mão, de repente ela se transformou em Shado. Ao acordar, Oliver saiu, deixando Sara dormindo. Ao voltar, Sara tentou fazer Oliver falar sobre seus problemas, comentando sua falta de sono, mas ela não teve sucesso. Mais tarde, enquanto trabalhava como garçonete, Sara confiou em Laurel enquanto ajudava a irmã a preencher um formulário de pedido de emprego na Verdant. Depois que Oliver coletou informações sobre Slade de Bratva, Sara o confrontou novamente, dizendo que ele precisava de ajuda e a morte de Shado não foi culpa dele. Oliver disse a Sara para ficar longe dele, não querendo que ela fosse um alvo da vingança de Slade. Eventualmente, porém, Oliver voltou para Sara, confessando que não poderia pegar Slade por conta própria, e os dois prometeram um ao outro para fazê-lo juntos.[31]

A Canário e o Arqueiro observaram Quentin e seus homens deterem alguns criminosos, incluindo Frank Bertinelli, e interviram. Quentin foi ferido durante a luta, enfurecendo Sara e fazendo-a jogar o criminoso do telhado. Alarmado, Quentin disse para Sara se controlar na próxima vez. A equipe percebe que a filha de Frank, Helena Bertinelli e também conhecida como a Caçadora, havia retornado. Sara ficou um pouco surpresa ao descobrir que Helena era a "ex-namorada psicopata" de Oliver. O Arqueiro, Canário e Roy interceptaram o carro de Helena. Quando Adam Donner contratou Laurel para processar Frank, Sara tentou convencer sua irmã de desistir do caso, sabendo que isto a tornaria um alvo da Caçadora. Qundo Helena tomou reféns no Tribunal, Laurel enfrentou um de seus capangas, forçando Sara, como a Canário, a intervir. Enquanto fugia com Laurel, ela conseguiu convencer a Canário a ajudar os outros reféns. Durante isto, Sara enfrentou a Caçadora. Sara tentou, de modo não letal, incapacitar Helena, mas Bertinelli conseguiu desarmar a Canário de seu bastão e a empurrou pela janela. Sara foi salva por Oliver. Helena ofereceu libertar Laurel em troca de seu pai. Oliver e Sara sequestraram Frank de sua custódia policial com a ajuda de Quentin, e marcaram um encontro para realizar a troca. Porém, o Capitão Stein ordenou que atirassem nos vigilantes, matando Frank e separando Oliver de Sara. A Canário e a Caçadora se enfrentaram novamente, mas nesta vez Sara conseguiu vencê-la. Ela tentou matá-la, mas Laurel convenceu-a e implorou para que não a matasse e a poupasse, no que Sara concordou.[32]

Sara forneceu veneno de víbora tibetana para sua equipe usar quando eles foram atrás de Slade, uma vez que ele sequestrou Thea. Ela estava presente no confronto com Wilson, vestindo seu traje de Canário. Sara também explicou a Quentin por que eles trouxeram Slade. Após a libertação de Slade pela polícia por falta de provas, Sara participou da tentativa de segui-lo, dirigindo uma motocicleta e seguindo as instruções de Felicity. No entanto, Slade conseguiu escapar. Quando Roy planejou ir atrás de Wilson por conta própria, e machucar Diggle no processo, Sara apontou o arco para ele, parando-o tempo suficiente para Oliver voltar. Ela também estava presente na delegacia quando Thea foi libertada e mais tarde quando seu pai foi preso por trabalhar com o vigilante.[33]

Sara estava convencida de que matar Roy é a única solução e se preparou para matá-lo, contra a vontade de Oliver. Quando Roy chega a Verdant durante o comício de campanha de Moira, o Arqueiro e a Canário o confrontam. Depois que Roy começa a estrangular Thea, Sara quase atira nele, mas é impedido por Sin, que fica entre eles até Oliver poder disparar flechas em Roy. Mais tarde, Sara confessa que ela realmente queria matar Roy, porque foi isso que a Liga dos Assassinos ensinou a ela, o que eles a transformaram, e não acredita que ela saiba mais de maneira diferente. Sara termina com Oliver, afirmando que ele precisa de alguém que ainda possa ver o que há de bom nas coisas, não de uma assassina como ela mesma, e ela se importa demais para que ele esteja com ele. Quando Sara monta em sua motocicleta, Sin chega para perguntar onde ela iria. Sara responde que teve um dia difícil e se despede de Sin. Ela então vai embora, dizendo a Sin que vai ver "um velho amigo".[34]

Sara desapareceu de Starling, deixando seus amigos e familiares se perguntando o que aconteceu com ela e para onde ela poderia ter ido.[35]

Roy Harper, Oliver Queen, Sara Lance, Nyssa al Ghul e a Liga dos Assassinos

Sara, e outros aliados do Time Arqueiro, marchando para enfrentar o exército de Slade Wilson.

Sara retornou à Starling em tempo de salvar Laurel de um dos capangas de Slade Wilson. Laurel também revelou que sabia sobre sua identidade, sendo também capaz de convencê-la dizendo que a inocência e beleza nela não haviam ido embora. Como a Canário, ela salvou uma garota de um prédio em chamas, fazendo os cidadãos da cidade considerá-la como uma heroína.[36]

Sara assistiu a Liga dos Assassinos dar um sedativo a Laurel. Após isso, Sara, Nyssa e outros assassinos se encontraram com o Time Arqueiro, com Sara revelando que havia prometido retornar a Nanda Parbat com eles após enfrentar Slade e seu exército. Juntos, eles invadiram um prédio da Queen Consolidated e derrotaram os seguranças de Slade, que havia conseguido escapar. Quentin se uniu a eles após um dos homens de Slade sequestrar Laurel. Sara, Oliver, Roy e os assassinos foram até uma rua, onde o exército de Slade tentav escapar. Após neutralizar o exército utilizando a cura do Mirakuru, Sara e Oliver foram até o esconderijo de Slade, onde Felicity injetou a cura em Slade. Sara levou Laurel e Felicity para a segurança enquanto Oliver o enfrentava. Após a cidade estar salva, Sara se despediu de Laurel e Quentin, entregando sua jaqueta para sua irmã como um presente de despedida. Ela então embarcou em um navio com Nyssa e a Liga.[37]

Retorno da Igreja de Sangue

No caminho para seu próximo trabalho, Sara parou em Starling City para visitar seus amigos. Fora da Verdant, Sara encontrou Diggle, que havia sido espancado por um Oliver embriagado. Ela trouxe Diggle para Arrowcave e compartilhou um abraço com Felicity, que ficou feliz em vê-la novamente. Felicity tentou descobrir o próximo emprego de Sara, mas ela não conseguiu revelar. Sara se ofereceu para trazer Oliver e o encontrou no telhado. Eles lutaram um pouco, até que Sara o nocauteou e o levou de volta ao Arrowcave. Acreditando que ele recebeu uma dose, Felicity pegou uma amostra de sangue, encontrando vestígios de cogumelos. Quando Oliver acordou, ele queria voltar para encontrar o Irmão Sangue, embora Sara só permitisse que Oliver fosse embora se tivesse descansado um pouco, prometendo acompanhá-lo se ele o fizesse. Enquanto isso, Sara foi ao hospital para ver o pai, onde foi recebida por Laurel. Só então, depois de semanas em coma, Quentin acordou para ver as duas filhas, para grande alegria delas.[38]

Caçando Malcolm Merlyn e morte

Depois de cinco meses fora, Sara finalmente retornou a Starling City para confirmar os rumores da presença de Malcolm Merlyn lá. Enquanto procurava por Malcolm, Sara fez uma visita ao pai e perguntou sobre um monge chamado Ken Zhi Jansen, que estava conectado a Malcolm.[39] Antes de sair, ela planejava visitar Laurel, mas ouviu as comunicações de Felicity e ajudou Oliver a derrubar os bandidos de Werner Zytle, bem como o próprio Zytle. Enquanto ela e Oliver os alcançavam, Sara o aconselhou a manter sua família e amigos próximos.[40]

Laurel encontra o cadáver de Sara

Laurel encontra o corpo morto de Sara.

Sara se encontrou com Laurel, pedindo-a para não dizer a Quentin que havia retornado. Após Laurel sair, Sara foi confrontada por uma Thea encapuzada,[2] confundindo-a. Antes de poder reagir, Thea disparou três flechas em seu peito, fazendo-a cair de um telhado e cair em um beco, morrendo instantaneamente pelo impacto. Laurel encontrou o cadáver de Sara e começou a chorar.[40]

O corpo de Sara foi mantido em um freezer no QG de Oliver antes de ser enterrado em seu túmulo vazio de 2007. Em seu funeral esteve presente Laurel, Oliver, Felicity, John e Roy. Diggle e Lyla decidiram nomear sua filha em homenagem a Sara.[41]

Após sua morte, Roy começou a ter pesadelos[42] sobre matar Sara,[43] acreditando que havia feito isto por conta dos efeitos do Mirakuru. Oliver utilizou a técnica de meditação em Roy para fazê-lo confrontar este problema. Ele descobriu que ele havia matado um policial sob o efeito de Mirakuru, mas acreditou que era Sara por tê-la vista no na época.[44] Alguns meses após sua morte, Thea revelou que havia matado Sara por ter sido drogada por Malcolm. Em vez de ter sua irmã caçada pela Liga dos Assassinos, Oliver aceitou as consequências pelo assassinato de Sara como parte das manipulações de Malcolm.[2]

Ressurreição

Cadáver de Sara Lance sendo colocado no Poço de Lázaro

Laurel e Thea colocando o corpo de Sara no Poço de Lázaro.

Um ano após sua morte, o cadáver de Sara foi desenterrado por sua irmã e Thea.[45] Elas levaram-a até Nanda Parbat, onde Laurel pediu para que Malcolm a ressuscitasse. Embora relutante inicialmente, Malcolm concordou e mergulhou o corpo de Sara no Poço de Lázaro. Ao sair, ela tentou atacar Thea, mas foi impedida. Sara foi acorrentada para prevenir que ferisse Thea.[3]

Quando Laurel levou-a para casa, ela foi forçada a acorrentar sua irmã no sótão de seu apartamento, dado que Sara ainda não havia superado os efeitos do Poço. Quando Quentin descobriu, ele ficou animado ao revê-la, mas preocupado diante de sua condição. Quando Laurel mostrou fotos antigas para Sara, ela havia reagido, mas atacou Laurel. Quentin retornou para atirar em Sara, mas não pôde fazê-lo. Em seguida, Sara se libertou de suas correntes e escapou para a cidade.[46]

Equipe Arqueiro e Constantine prestes a restaurar a alma de Sara

O ritual de John Constantine para restaurar a alma de Sara.

Sara começou a assassinar assaltantes na cidade sem um padrão reconhecível. Ela se encontrou com o Time Arqueiro ao atacar uma boate. Oliver e Felicity perceberam que Sara estava tentando encontrar Thea, já que ela havia a matado originalmente. Sara atacou Thea no apartamento de Laurel, mas ela conseguiu escapar. Horas depois, Sara a localizou em um hospital e tentou estrangulá-l, mas Oliver e Laurel interviram. Ela arremessou Thea na dupla e fugiu pela janela. Sara foi enganada e levada ao Verdant, onde derrotou o Arqueiro Verde e a Canário Negro. Laurel apontou uma arma para sua irmã, permitindo que Oliver disparasse um tranquilizante pelas suas costas. Na caverna, John Constantine recitou um ritual com Oliver e Laurel, havido conseguido retornar a alma de Sara para seu corpo.[47]

Trajes da Canário e Canário Negro

Temporariamente, as irmãs Lance trabalharam juntas como as Canários na Equipe Arqueiro.

Após uma conversa, Sara informou sua mãe que estava viva. Ela entrou novamente para a Equipe Arqueiro como a Canário para ajudá-los a salvar Ray Palmer. Sara acompanhou-os em uma invasão à Indústria Kord, mas começou a socar com raiva um segurança até ser impedida por Laurel e Thea. Sara, ao lado da equipe, resgatou Ray e lutou ao lado da Canário Negro e Speedy, mas, novamente, perdeu seu controle e matou um dos criminosos. Ela conversou com Laurel e Thea sobre sua situação, revelando que iria embora da cidade até que sua sede por sangue se controlasse. Ela se despediu de seus amigos e familiares e partiu logo em seguida.

Após sair de Star City, Sara visitou sua mãe em Central City por alguns dias.[48]

Em algum momento, Sara se reencontrou com Nyssa em Nanda Parbat. Ela descobriu as circunstâncias de seu aprisionamento, e ofereceu sua ajuda para libertá-la. Nyssa negou, dizendo que era sua batalha e garantiu que Sara utilizasse sua segunda vida para viver livre dos pecados de sua vida passada. Sara concordou em tentar, e o casal se despediu.[49]

Linha do tempo original

Algum tempo depois, Sara retornou à Star City para ajudar seus amigos a enfrentar Damien Darhk. No entanto, Damien acabou matando Sara, junto de Laurel e Quentin. Por conta da intervenção de Rip Hunter em recrutá-la para as Lendas, ela e Quentin foram poupados de seu destino, mas Laurel não.[50]

Linha do tempo atual

Ajudando Rip Hunter

Em Janeiro de 2016, Sara esteve em um bar em Tibet. Ela ajudou uma mulher que estava sendo assediada por um bêbado, enfrentando-o e derrotando ele e seu amigo. Ela foi interceptada por Rip Hunter, que disse que havia vindo de muito longe para encontrá-la. Dali, foi oferecido para Sara e outros seis indivíduos a chance de ajudá-lo a prevenir que Vandal Savage dominasse o mundo em 2166.

Sara retornou a Star City e visitou sua irmã. Após um treinamento/duelo, Laurel encorajou Sara a aceitar a oferta de Rip. Relutante, Sara cita que ainda continuava a enfrentar sua sede de sangue. Sua irmã disse que esta era uma oportunidade de se tornar uma heroína, e ofereceu-a a identidade da Canário Branco, junto de um traje criado por Cisco Ramon. Sara se juntou a equipe e viajou à 1975, onde ela, Leonard Snart e Mick Rory foram forçados a não participar da missão e decidiram ir a um bar para beber. Quando começou a beber, Sara foi paquerada por um motoqueiro, fazendo-a enfrentar ele e seus amigos. Leonard e Mick se juntaram, e criaram uma briga de bar.

Canário Branco e Capitão Frio

Sara em sua primeira aventura pelo tempo.

Quando o trio retornou, eles ajudaram o restante de sua equipe a enfrentar Chronos, um caçador de recompensas enviado pelos Mestres do Tempo. A equipe ficou confusa, e Rip enfim revelou a verdade; ele diz que os escolheu por não possuírem um impacto significante na linha do tempo e que não eram lendas, e assim poderiam ajudá-lo em sua missão de vingar a morte de sua esposa e filho, que foram assassinados por Savage. Eles ficaram chocados, mas após um discussão, concordaram em continuar com sua missão. Eles iriam impedir Savage e se tornar lendas no futuro, ou morreriam tentando.

Ainda em 1975, Sara e a equipe viajaram para a Noruega e tentaram interceptar um leilão de ogivas nucleares entre Vandal Savage, Damien Darhk e outros compradores. A equipe conseguiu se infiltrar no local e queria sequestrar Savage. Para evitar suspeitas, eles começaram a fazer lances também, o que resultou na compra acidental da ogiva. Damien os confrontou e as coisas aumentaram rapidamente. Em uma briga maciça, a equipe conseguiu derrotar os compradores e todos os presentes. Infelizmente, Savage escapou e ativou a ogiva, embora a equipe tenha conseguido conter a explosão antes de sair. Sara acompanhou Martin Stein e Jefferson Jackson a Ivy Town, onde conheceram um Martin Stein de 25 anos.[51]

Star City 2046

Quando a nave foi atacada por Chronos, a Waverider caiu em um fluxo de tempo. Eles descobriram que estavam em Star City, e que a cidade estava quase destruída. Eles descobriram que estavam em 2046. O Arqueiro Verde apareceu, mas não reconheceu Sara ou Ray, e os atacou. Durante a luta, Sara revelou que o Arqueiro Verde era Oliver Queen e que não deveriam feri-lo. Sem outra opção, eles recuaram. Sara questionou Rip o motivo de Star City ser destruída, Rip explicou que isso é um futuro ainda não fixo, e que caso fossem capazes de derrotar Savage e retornarem à sua linha do tempo, isto não aconteceria.

Eles deduziram que deveriam utilizar a tecnologia de Ray para consertar a nave e fazê-la voar novamente. Sara insistiu que iria com eles para pegarem a tecnologia que precisavam, apesar de Rip negar isto por ela ser conectada a cidade. Do mesmo modo, Sara ameaçou matá-lo se tentasse impedi-la. Rip, Rory, Snart e Sara caminhavam pela cidade enquanto acreditava que a cidade estava deste jeito pelo motivo de seu pai e seus amigos estiverem mortos.

Enquanto caminhavam, um conflito entre duas gangues rivais deu início. A equipe se escondeu em um ônibus e viram o Arqueiro Verde enfrentar as gangues. Quando o Arqueiro levou um tiro, Sara correu para ajudá-lo. Ao chegar, ela descobriu que o Arqueiro Verde não era quem pensava, mas sim Connor Hawke. Ele disse que Oliver havia sido morto e que ele assumiu o manto de Queen. Os dois foram confrontados pelo Exterminador, descobrindo que aquele era o filho de Slade Wilson, Grant. Rip, Connor e Sara se separaram de Snart e Rory quando o Exterminador avançou para atacá-los.

Sara, Connor e Oliver

Sara junto de Oliver e Connor

Connor explicou que Oliver tentou construir um exército para enfrentar Wilson, mas a cidade já havia começado a ser evacuada. Rip tentou dizer para Sara não se envolver, já que a única forma de prevenir que isto aconteça seria derrotar Savage. Connor levou-os até a Arrowcave, onde a tecnologia de Felicity foi guardada. Eles descobriram que Oliver, envelhecido e sem um braço, estava lá. Ele discutiu com Connor, revelando que seu nome era John Diggle Junior, um novo que Connor não queria mais usar após falhar salvar John Diggle. Oliver disse que há 30 anos atrás, Sara e Ray haviam embarcado na Waverider e não retornaram mais, citando que a cidade poderia ter sido salva caso eles ainda estivessem lá.

No outro lado, Rip tentou convencer Sara que esse futuro poderia ser evitado se derrotassem Savage, quando Ray e Sara já estarão em Star City para impedir que ela seja destruída. Eles descobriram que a tecnologia havia sido hackeada por Grant. Quando os Exterminadores invadiram, Sara e seu grupo foram superados pela quantidade do exército, mas Snart e Rory apareceram para ajudá-los. Porém, Connor foi derrotado e sequestrado.

Sara queria salvar Connor, mas Rip a disse que este futuro não iria acontecer. Sara insistiu em salvá-lo, dizendo que não tinha certeza se sobreviveria a sua luta contra Savage e que não sabia se retornaria para casa. Rip permitiu que ela fosse, mas a alertou que a nave partiria em 1 hora. Sara pediu a ajuda de Oliver, mas seu espírito estava destruído. Sara o encorajou, e ambos se prepararam para salvar Connor. Quando Grant iria executá-lo publicamente, Sara e Oliver atacaram. Durante a luta, o restante das Lendas apareceu para ajudá-los. Oliver e Conor foram capazes de derrotar e matar Grant, enquanto seu exército fugia. Sara se despediu de Oliver e Connor, que diziam que iriam tentar salvar a cidade e ela iria continuar sua luta para deter Savage. Sara agradeceu Rip por ajudar ela e Oliver.[52]

Presos

Quando a nave precisava de uma atualização, ela parou de funcionar e a equipe ficou presa no espaço. Sara e Snart ficaram jogando cartas, e ela notou que Rory estava zangado. A equipe recebeu um pedido de ajuda de uma nave, e decidiram partir para ajudá-lo. Jefferson, Rip e Mick foram até a nave, mas foram capturados por piratas do espaço. Palmer, Snart, Kendra e Sara foram contatados pelos piratas, que demandaram controle sob a Waverider. Rip ativou a nave para enfrentá-los.

Sara e Snart tentaram consertar um buraco na nave, mas ficaram presos na sala em um meio de preservar ar. Incapazes de abrirem a porta, Sara e Snart começaram a sofrer de hipotermia. Eles conversaram de como Sara teve sua experiência com a morte quando foi morta por Thea, e Snart disse que Rory havia salvo sua vida na prisão. Sara disse a Snart que Rory estava em um lugar sombrio, percebendo que sem Leonard, Mick poderia ser perigoso para aqueles ao seu redor. Quando iam morrer congelados, Ray os salvou ao consertar o buraco.

Eles descobriram que Rory havia escapado e que estava retornando para a Waverider, mas, ao chegar lá, descobriram que Rory havia os traído e levado um grupo de piratas para dominar a nave. Enquanto Rory demandava que eles se rendessem, a equipe contra-atacou. Sara confrontou Rory, dizendo a ela que gostava dela, mas tentou matá-la com sua arma. Sara foi capaz de desarmá-lo e o enfrentou em um combate. Rory foi capaz de desarmar Sara e a arremessou ao chão. Ele estava prestes a atirar quando Snart apareceu e o incapacitou.

De volta à Liga dos Assassinos

Quando Chronos levar a Waverider, ele deixou Sara, Kendra e Ray presos em 1958. Ela recomendou que saíssem de Harmony Falls, se não Savage seria capaz de encontrá-los. Os três ficaram em um apartamento, mas após dez semanas Sara começou a acreditar que a equipe não retornaria por terem sido mortos. Ela disse para Ray e Kendra aceitarem o fato e que estavam presos no tempo. Ela os desejou boa sorte e saiu para o único lugar a onde sentia que pertencia.

Sara foi até Nanda Parbat e retornou para a Liga dos Assassinos. Ra's al Ghul ficou impressionado por seu progresso, e ensinou Sara a controlar sua sede por sangue. Ra's pediu para que sua filha, Talia al Ghul, aprendesse com Sara. Devido à deriva do tempo, Sara gradualmente começou a esquecer seu passado e identidade.

Dois anos depois, em 1960, Rip entrou no quarto de Sara e disse que havia voltado para levá-la. Porém, Sara o derrotou e alertou os guardas, que capturaram ele e o restante da equipe. Levando-os a Ra's al Ghul, Sara mencionou que havia encontrado paz e que iriam ser executados. A equipe foi levada até Ra's, que mencionou que Sara havia escolhido a Liga. Quando Rip demandou um julgamento por combate, Ra's escolheu Sara para representá-la enquanto Rip escolheu Kendra. Sara e Kendra se enfrentaram usando espadas. Durante a luta, Kendra tentou relembrar Sara quem ela era, e conseguiu derrubá-la com um golpe que havia aprendido com ela. Sara foi pendurada na parede quando Kendra utilizou suas asas para voar, mas Sara foi capaz de fazê-la cair ao esfaquear suas asas, derrotando-a. Neste instante, o local foi invadido por Chronos. Sara pediu para que Ra's al Ghul libertasse a equipe para enfrentar Chronos. Ela tentou enfrentá-lo, mas foi derrotada. Ra's concordou em libertar as Lendas. Com um trabalho em equipe, eles foram capazes de derrotá-lo. Prestes a matá-lo, Snart interviu e revelou que o assassino do tempo era Mick Rory.

Ra's deduziu que Sara era do futuro, já que claramente ela já havia passado pelo treinamento da Liga. Sara explicou que acreditava que a Liga era o único lugar a onde pertencia. Ra's al Ghul disse que a alma de Sara estava dividida, entre a capacidade de matar e o desejo de mostrar misericórdia, dizendo que a Liga não era lugar para ela. Ele então permitiu que ela fosse embora. Antes de sair, Sara disse para Ra's enviar sua filha para Lian Yu em 2008. Quando Ra's questionou o motivo de enviar Talia, Sara disse que quis dizer Nyssa, sua filha que ainda nasceria.[13]

Velho Oeste

As Lendas em Salvation

Sara e a equipe em Salvation.

Para evitar que caçadores de recompensas os perseguissem, a equipe se escondeu em Salvation no ano de 1871. Rip explicou que a linha do tempo está em constante mudança, e por isso é difícil encontrar Savage. Se escondendo no Velho Oeste, eles estariam em um ponto cego que os Mestres do Tempo não encontrariam, já que este ano ainda havia de ser descoberto por eles. Rory expressou seu medo, mas Ray e Sara estavam animados por irem ao Velho Oeste.

A Waverider criou roupas para que o grupo pudesse se enturmar nesta era. Gideon também os providenciou seis armas, para que não pudessem utilizar a tecnologia futurística para evitar que a linha do tempo fosse alterada. Rip mencionou que ficaria na nave e que cuidaria para que os caçadores não os encontrassem. O grupo garantiu que não se meteriam em problemas, mas Rip demonstrou uma grande dúvida a respeito disto.

O grupo foi à cidade e visitou o salão, onde Stein relembrou-os que deveriam evitar problemas. Sara e Rory conversaram no bar onde Rory mencionou como ele não bebeu álcool enquanto estava no ponto de direção enquanto estava com os Mestres do Tempo. Sara perguntou sobre seu tempo como Chronos, pois acreditava que isso o impressionara e o mudara. Sara mencionou que havia superado qualquer cara que tentasse desperdiçá-la durante seus anos de faculdade e Rory a desafiou para um jogo de bebida. Stein entrou em um acordo durante o jogo de cartas contra outro jogador que tentou atirar nele. Snart venceu o homem e o matou antes que ele pudesse atirar em Stein. O homem morto fazia parte de uma grande gangue e a gangue rapidamente se voltou contra a equipe. Stein e Snart tentaram acalmar a situação, mas a gangue atacou o time.

Sara conversou com Kendra, que disse que queria encontrar uma mulher que havia conhecido na cidade. Sara disse que a companharia. Viajando a cavalo, Sara e Kendra conversaram e Lance mencionou que adorava a natureza desta época por conta de ser pura e simples, com Kendra revelando que estava tendo flashes mais recentes. Eles encontraram uma casa, e foram recebidas por uma mulher que apontava uma arma em sua direção. Kendra e Sara tentaram acalmá-la, mas perceberam que a mulher é uma antiga encarnção de Kendra. A mulher revelou que havia conhecido a incarnação de Carter, antes dele ser morto por Savage. Kendra questionou-a sobre o bracelete que esteve presente em sua primeira vida. A mulher pediu para que Kendra parasse de lutar contra o destino, já que não poderiam evitar de nascer, conhecer Carter e ser morta por Savage.

Na nave, Sara confortou Kendra e disse a ela que as coisas poderiam ter dado errado para sua antiga encarnação, mas Kendra é outra pessoa e ela deveria viver por si mesma e decidir por si mesma se desejaria um futuro com Palmer. Eles se juntaram ao grupo quando Rip estava prestes a duelar com o líder da gangue Steelwater para terminar a briga e libertar Jefferson. Rip venceu o líder no empate e o matou com um único tiro no peito. Após a morte do líder, a gangue fugiu. No entanto, o grupo de caça dos Mestres do Tempo apareceu e os atacou com seus modernos armamentos. Como os caçadores usavam tecnologia moderna, a equipe também usava seu próprio armamento. Uma luta maciça eclodiu, o que resultou na equipe matando todos os caçadores. A equipe estava um pouco preocupada em mudar a linha do tempo, mas Rip garantiu que ninguém acreditaria no que havia acontecido. De volta à nave, a equipe falou sobre seu novo destino. No entanto, Rip e Rory disseram a eles que os Mestres do Tempo haviam ativado uma ordem que resultou em um certo agente chamado Peregrina que iria caçá-los e matá-los. Snart mencionou que eles poderiam levá-la para sair, no entanto Rory disse a ele que a Peregrina não iria atrás deles, mas tentaria matar seus jovens, a fim de apagá-los da linha do tempo.[14]

Impedindo a Peregrina

Gideon previu que A Peregrina iria caçar Mick Rory em 1990. A equipe chegou até a casa de Rory, que havia acabado de colocar sua casa em chamas e matar seus pais. O Rory jovem assistiu de longe sua casa queimar quando foi salvo por Palmer, logo quando A Peregrina iria matá-lo. A equipe levou o jovem Rory à nave, inventando a história de que trabalhavam para uma agência secreta chamada A.R.G.U.S.. Enquanto treinava com Kendra, Sara comentou que suas habilidades haviam melhoradas

Sara de 2016 e Sara de 2007

Sara conversando com a sua versão jovem e o Mick jovem.

Através da Gideon, a equipe descobriu que a Peregrina foi à Starling City em 2007 para matar Sara. Rory e Sara foram até o DPSC, onde a Peregrina havia derrotado Quentin e todos os policiais presentes e estava pronta para assassinar a versão jovem de Sara. Sara interviu e enfrentou A Peregrina em uma batalha brutal. Durante a luta, Sara foi capaz de desarmá-la, mas a Peregrina conseguiu retirar os bastões de Sara e começou a vencê-la. Sara foi capaz de jogá-la ao chão apesar dos poderes da caçadora. Mick foi capaz de atirar na Peregrina antes que ela acertasse Sara. A Sara adulta colocou sua versão jovem na Waverider junto do jovem Rory. Enquanto discutiam sobre como iriam lidar com a ameaça, Rip mencionou que ele e Kendra estavam seguros, e que a Peregrina havia afetado a nave e agora não sabiam quando ou onde ela iria atacar. Sara notou sua versão jovem discutindo com Rory, e separou a briga. Ela disse para sua versão jovem confiar nela.

Eles foram contatados pela Peregrina, que demandou sua rendição se não ela mataria seus entes queridos e todos aqueles que amam. Rip fez outra oferta oferecendo sua versão jovem, assim, caso morto, ele não iria encontrá-los em primeiro lugar. A equipe foi até um posto para fazer a troca. Sua mãe adotiva levou seu eu jovem para Rip. A Peregrina apareceu, dizendo que mataria quantas pessoas fosse necessária para completar sua missão. Durante a troca, a equipe a atacou. Porém, a Peregrina foi capaz de segurar o ataque das equipes ao congelá-los ao mesmo tempo. No entanto, a versão jovem de Rip a esfaqueou e a distraiu, permitindo que a equipe a queimasse combinando todos seus ataques. Sara conversou com Quentin na nave, onde ele mencionou que sabia que ela iria se preocupar com as pessoas e protegê-las. Ele então engoliu uma pilula que o fez perder a memória dos eventos que ocorreu.

Rip explicou que o tempo estava voltando ao que era antes agora que suas versões jovens foram colocadas novamente na linha temporal, e que precisariam atacar Savage o mais rápido possível. O único lugar que poderiam encontrá-lo era em 2166, onde Savage está no auge de seus poderes.[53]

2166

A equipe foi até Londres de 2166, três dias antes de Savage assassinar a família de Rip. Após pousarem, Rip escolheu Sara, Mick e Leonard para ajudá-lo enquanto Savage estaria dando um discurso para seu exército. A equipe ouviu a seu discurso e então começou a segui-lo. A associada de Savage avistou Snart, mas a equipe foi capaz de emboscar ele e seus guardas. Para distrair os seguranças, Snart e Rory expuseram Rip e uma luta começou. Durante o confronto, Sara enfrentou a associada de Savage e Kendra a disse para pegar o bracelete que ela utilizava. Quando mais seguranças apareceram, as Lendas foram forçados a fugir. Na nave, Rip se enfureceu com Rory e Snart por quase ter o matado. Sara e Kendra falaram sobre o bracelete que avistaram, dizendo que aquele era o objeto que utilizava na primeira morte e poderia ser utilizado como um arma contra Vandal. Gideon informou-os que o exército de Savage estava por perto. Rip e a equipe iriam até eles, ordenando que Sara e Kendra descobrissem como utilizar o bracelete para matar Savage.

Snart e Rory criaram um plano para roubar o bracelete ao entrar na cidadela e tomá-lo à força. Sara e Kendra decidiram verificar a pesquisa sobre Savage. Kendra ficou emocionada ao ver o armamento de Carter, mas ela mencionou que desta vez está com Palmer. Sara mencionou que talvez seja difícil esquecer um relacionamento tão longo. Kendra lembrou-se de sua maça em sua vida passada, e disse a Sara que ela poderia saber como matar Savage. Snart e Rory levaram-a até a nave, junto do bracelete, onde revelaram que ela era a filha de Savage, Cassandra Savage. Sara mencionou que Cassandra poderia ser um risco, já que ela poderia dedurá-los para Savage. Rory sugeriu que cortassem partes de seu corpo e enviassem-os a Savage, forçando-o a se render. Sten negou, dizendo que preferia manter sua honra durante a guerra, e Mick relembrou-o dizendo que preferia sua vida. Sara também mencionou que ela poderia ter informações importantes a respeito de Savage e seu exército, e Snart disse que iria conversar com ela.

A equipe derreteu o bracelete e puseram-o sob a maça de Carter, para que, quando utilizando por Kendra, pudesse ser utilizado para ferir Savage. Eles perceberam que o Leviatã (um robô gigante) estava atrás deles e dos refugiados. A equipe recebeu o máximo de refugiados que pôde, mas eles foram atacados pelo robô, que os lançou pelos ares e os fez cair. Com a Waverider danificada, precisando de tempo para voltar à ativa, Rip sugeriu que eles utilizassem a jumpship para fugir antes que o robô os matasse. Porém, Stein recusou em deixar os refugiados lá para morrer. Ray conseguiu aumentar de tamanho utilizando seu traje e enfrentou o robô, sendo capaz de vencê-lo após uma longa briga. Enquanto isso, Snart foi capaz de convencer Cassandra que Savage era um monstro e a causa das mortes de bilhões de pessoas.

Cassandra levou Rip, Sara, Kendra, Rory e Snart até o bunker de Savage, onde conversou com seu pai. No entanto, ele percebeu que ela estava mentindo e descoberto que ela havia o traído. Cassandra disse a seu pai que ele era um monstro, e então um esquadrão de seu exército apareceu. Kendra atacou Savage enquanto a equipe enfrentava os soldados. Eles descobriram que Carter era um dos soldados de Savage, e que era leal a ele. Kendra não foi capaz de matar Savage, mas a equipe conseguiu aprisioná-lo na Waverider. Cassandra entrou para a resistência para ajudá-los na luta contra as forças de Savage.

Indo ao Ponto de Fuga

Na nave, a equipe discutiu em como lidariam com Savage. Sara, Snart e Rory escolheram matá-lo, já que ele era uma ameaça para todos e foi o plano desde o início fazer isto. Porém, Stein e Kendra foram opostos. Rip descobriu que Savage utilizava tecnologia de um século adiantado para viajar no tempo, o que isto era proibido. Ao descobrir isto, Rip escolheu levá-lo aos Mestres do Tempo onde seria preso por sua viagem no tempo ilegal e justificaria as ações de sua equipe. Sara questionou a velocidade da Waverider e perguntou a Rip se ele não estava indo mais rápido, no que ele respondeu que tudo ficaria bem ao chegarem ao Ponto de Fuga. Porém, a nave parou de funcionar. Rip pediu para Sara verificar Savage enquanto ele solucionava o problema.

Sara conversou com Savage, que a questionou se ela havia conversado com sua irmã, Laurel, recentemente. Ele disse que havia estudado a equipe e aprendeu muito sobre eles, mencionando que Rip os levaria à morte por terem escolhido serem manipulados por ele. Sara disse que não acreditava nas mentiras e saiu do lugar. Através de Gideon, Rip e Sara descobriram que a linha do tempo não foi alterada e que sua família ainda morreria. Sara disse a Rip que Savage mencionou que ele sacrificaria o time para salvar sua família. Rip disse que Jefferson foi danificado pela radiação e que pode ser porque ele o expôs ao invés de si mesmo. Sara ficou chocada ao ver que Rip estava se preocupando mais consigo mesmo do que com sua equipe.

Snart e Rory confrontaram Rip, dizendo que Savage era uma ameaça e tinha de morrer e que haviam perdido esperanças nele após o que aconteceu com Jefferson. Rip disse que eles poderiam utilizar a jumpship para retornar a 2166. Snart e Rory se despediram enquanto iam para a jumpship, mas Sara disse que ficaria com Rip. Enquanto isso, Stein utilizou-a para levar Jefferson embora na tentativa de salvar sua vida. Palmer entrou e disse que Savage havia escapado, e Gideon mencionou que Carter também. Gideon então foi desligada e Rip disse a Sara e Stein que iriam ajudá-lo a comandar a nave. Palmer, Snart, Kendra e Rory foram atrás de Carter e Savage. Enquanto Savage vencia a luta, Rip saiu para ajudá-los e Sara ficou comandando a Waverider. Com a ajuda de Carter, que havia recuperado suas memórias e traído Savage, eles foram capazes de nocautear Vandal e capturá-lo.

A equipe foi contatada pelos Mestres do Tempo ao aproximarem do Ponto de Fuga. Rip disse que iria justificar suas ações, que, para os Mestres do Tempo, eram consideradas como "crimes". Quando Rip levou Savage aos Mestres do Tempo, a equipe ficou na Waverider. Sara jogou cartas com Snart, que percebeu que algo estava errado e a disse para se esconder.

Recuperando o livre arbítrio

Snart e Sara se esconderam para evitar que fossem capturados por soldados. Snart mencionou que havia explorado cada centímetro da nave, na esperança de haver algo valioso para roubar em caso de algo fosse errado. Snart disse que eles deveriam lutar contra os guardas e sair de lá, mas Sara recusou em abandonar a equipe. Snart apontou sua arma para ela e disse que a mataria se não fosse ajudá-lo. No entanto, Sara não acreditou que Snart continuasse como um assassino, já que ele a impediu de matar Stein na Rússia. Sara o desafiou a atirar, mas o telefone tocou. Ao pegá-lo, Sara descobriu que era Gideon, que havia conseguido evitar ser deletada pelos Mestres do Tempo, dizendo que a equipe estava viva por enquanto.

Sara e Snart colocam dispositivos eletrônicos nas outras naves como parte de um plano de Gideon. Snart era altamente cético, mas continuava ajudando-a. Na Waverider, Sara ficou irritada com Snart enquanto ele brincava com seu anel. Ele disse a ela que era um lembrete de seu primeiro trabalho que ele havia feito com Mick. Ele disse a ela que lembrou que os melhores planos podem falhar porque no primeiro emprego, após semanas de planejamento, eles foram forçados a abandonar o emprego e ele só conseguiu pegar esse anel. Com o tempo voltando a ficar online, Sara e Snart voaram para longe na Waverider. Enquanto os Mestres do Tempo tentavam segui-los, os dispositivos sabotaram suas naves e eles não foram capazes de decolar. Terminando, Sara na prisão onde a equipe se encontrava, permitindo que Snart invadisse e os salvasse.

A equipe voltou para a Waverider e tentaram decolar, mas os Mestres do Tempo utilizaram um controle e tentaram forçar a nave a pousar. Rip disse para Sara continuar pilotando a nave, já que estava fazendo um bom trabalho. Mick foi capaz de utilizar seu traje de Chronos para sobrecarregar a ordem dos Mestres do Tempo e a equipe fugiu. Rip informou-os que os Mestres do Tempo utilizaram o Oculus para ver o futuro, e que cada ação que a equipe havia feito era parte do plano deles. Ele mencionou que também havia visto o Oculus, dizendo que viu Ray morrer. A equipe discutiram sobre o que fariam agora, sabendo que suas ações eram previstas pelos Mestres do Tempo. Eles chegaram na conclusão de que a melhor coisa seria destruí-lo e proibir a habilidade que os Mestres do Tempo vejam o futuro. Rip concordou e disse que eles iriam conseguir seus destinos de volta.

Snart encontrou-se com Sara e a convidou para um jogo de cartas. Ele pediu desculpas por tê-la ameaçado, mas ela disse que ele era um idiota. Ele perguntou o que ela achava do plano de Rip, mas ela mencionou que tudo parecia já pré-determinado. Snart disse a ela que sempre se considerava um cara que não cumpria as regras, mas cada um de seus passos havia sido manipulado pelos Mestres do Tempo. Sara disse que se sentia responsável por todas as coisas que tinha feito. Snart mencionou que eram as coisas que ele não tinha feito que o mantinham acordado à noite. Ele flertou com Sara e perguntou sobre o futuro deles juntos. Sara respondeu friamente que ele deve ser realmente um bom ladrão se conseguir roubar um beijo dela.

Sara Lance no Ponto de Fuga

Sara, e Rip Hunter, no Ponto de Fuga

Quando a equipe chegou no Oculos, Stein explicou que o Oculus sugava a energia de uma supernova. Enquanto adentravam no lugar, eles foram emboscados pelos soldados dos Mestres do Tempo e Druce. Quando estavam prestes a serem mortos pelos soldados, Jefferson apareceu com a jumpship e começou a atirar. Descendo, Jefferson e Stein se juntaram para formar o Nucelar e a equipe continuou a andar pelo Oculus.

Palmer, Mick e Rip estavam se preparando para explodir o Oculus enquanto Sara e os outros enfrentavam os soldados. Na preparação, Palmr percebeu que tinha de manter um interruptor de segurança pressionado para que o Oculus explodisse. A equipe percebeu que caso alguém ficasse pressionando-a, ele morreria instantaneamente na explosão. Mick nocauteou Palmer e ordenou que Rip levasse-o para nave, dizendo que iria se sacrificar. Snart disse para Mick ir, mas ele se recusou. Snart pediu por perdão antes de nocauteá-lo também. Ele então ocupou o lugar e ficou pressionando o botão, ordenando que Sara saísse com Mick. Percebendo suas intenções e sabendo que não iria conseguir convencê-lo do contrário, Sara beijou-o como uma forma de despedida e partiu com Mick.

Na Waverider, a equipe se entristeceu quanto a morte de Snart. Eles mencionaram que ele era um herói que havia morrido para libertá-los. Rip confirmou que com a destruição do Oculus, seu livre arbítrio havia voltado graças ao sacrifício nobre de Snart.

Matando o imortal

Rip levou-os de volta à Central City de 2016, explicando que a linha do tempo estava incerta e que Savage havia fugido. Por conta disto, ele deixou-os em Maio de 2016, cinco meses após terem partido em sua aventura. A equipe se recusou em deixá-lo ir sozinho, mas Rip revelou que ele não havia deixado a nave e que aquele com eles no lado de fora era um holograma. De repente, a Waverider iniciou voo e deixou a equipe para trás.

Sara foi até a Arrowcave, onde se reencontrou com seu pai, Quentin. Ele explicou que a Equipe Arqueiro estava procurando um modo de derrotar Damien Darhk. Quando Sara perguntou sobre Laurel, Quentin revelou que ela havia sido morta por Damien um mês atrás, chocando ela. Seu pai a confortou enquanto ela caiu em lágrimas. Sara se encontrou com o restante da equipe após Ray e Martin utilizarem um sinalizador para chamar Rip de volta. Hunter retornou com a Waverider e, apesar de estarem zangados por sua atitude, a equipe resolveu se unir a ele novamente. À bordo, Sara atacou Rip e segurou uma faca sob seu pescoço. Ela culpou-o por trazê-la tarde demais e pediu para que fosse levada de volta no tempo para poder salvar Laurel. Enquanto a equipe tentava acalmá-la, Rip utilizou um flash para apagá-la e colocá-la em uma cela. Depois, Rip a visitou, dizendo que por ter a levado para a missão de derrotar Savage, ele havia a salvado; se ela estivesse presente no confronto contra Damien, ela teria sido morta por ele, não apenas ela como sua irmã e pai. A morte de Laurel era inevitável, assim como a de Sara se ela estivesse presente. Sara ficou devastada, sentindo que não poderia fazer isto sem sua irmã. Rip a confortou, dizendo que ela é uma das pessoas mais fortes que já conheceu.

Gideon disse que Savage havia viajado para a França em 1944. A equipe o atacou, interceptando a transferência de um meteorito. Uma grande luta começou entre a equipe, forças de Savage e o exército Nazista. Jax conseguiu Libertar Kendra e Carter, mas enquanto fugiam ela foi acertada por um tiro e foi capturada novamente. Rip ordenou que a equipe recuasse, e que salvariam Kendra depois. Na nave, Scythian ficou confuso a respeito da situação. Ele revelou que Savage estava colecionando três meteoritos, no que continham uma tecnologia dos Thanagarianos. Eles descobriram que Savage queria utilizar o sangue de Kendra e Carter em um ritual para apagar o tempo e levar o mundo de volta à 1700 A.C. Stein descobriu que Savage queria explodir o meteorito em três períodos do tempo diferentes, em cada onde a Terra foi um aliada de Thanagar. Savage contatou a si mesmo em diferentes períodos, e viajou para 2021 para causar a explosão ao mesmo tempo. Stein explicou a equipe que os meteoritos haviam lhe dado a imortalidade, mas por expô-los ao mesmo tempo em três diferentes épocas, ele ficaria vulnerável. Com isto, a equipe se dividiu em três times para matar as versões de Savage ao mesmo tempo: Ray e Rory em 1958, Sara, Stein e Jefferson em 1975 e Rip, Kendra e Scythian em 2021.

A Canário Branco enfrentando Vandal Savage

A Canário Branco provocando Savage.

Sara, Stein e Jefferson observaram-se enquanto lutavam no leilão e Stein e Jefferson voaram para longe com a bomba nuclear armada e absorveram a explosão. Quando Savage ativou o meteorito, eles se revelaram. Savage tentou disparar em Sara com um lança-foguetes, mas Jefferson e Stein bloquearam-o. Sara bloqueou Savage ao arremessar facas e iniciar um combate contra ele. Utilizando seu bastão, Sara foi capaz de vencê-lo em combate. Após desarmá-lo, Sara o matou ao estalar seu pescoço utilizando seu bastão. O meteoristo estava prestes a explodir, mas o Nuclear foi capaz de utilizar suas habilidades para transformá-lo em água. A equipe se reagrupou em 2021, mas o meteorito deste ano era muito mais avançado. Ray foi incapaz de encolhê-lo e o Nuclear não pôde transformá-lo. Rip decidiu utilizar a Waverider e arremessá-lo no sol. Rip voltou com um salto no tempo e explicou o que acabara de fazer. A equipe falou sobre a situação e Rip informou que seu trabalho estava longe de terminar, pois ele agora teria que proteger a linha do tempo já que os Mestres do Tempo foram dissolvidos. Rip perguntou à equipe se eles queriam se juntar a ele nessa missão.

Sara no cemitério

Sara visitando o túmulo de sua irmã.

De volta em Star City, Sara e seu pai visitaram o túmulo de Laurel. Sara disse que queria ajudar seus amigos a derrotar Darhk, mas Quentin disse que sua missão com Rip também era importante. Relembrando que foi Laurel que a convenceu em aceitar a oferta de Rip de se tornar uma heroína, Sara decidiu continuar com sua missão para proteger o tempo para honrar a memória de sua irmã. A equipe se reencontrou com Rip, onde Kendra e Scythian disseram que queriam um novo começo, agora que Savage estava morto permanentemente, e que não retornariam com eles. Após se despedirem, o casal Gavião voou para longe. Enquanto se preparavam para embarcar em sua nova aventura, outra Waverider apareceu e caiu. Um homem saiu da nave, confirmando que estava em Maio de 2016. Ele revelou para a equipe que, caso embarcassem na Waverider, eles morreriam, dizendo que havia sido enviado por Mick Rory. Ao ser questionado por Rip de quem era, o homem se identificou como Rex Tyler, um integrante da Sociedade da Justiça da América.[50]

Protegendo a linha do tempo

Para substituir os Mestres do Tempo, a equipe começou a viajar no tempo para proteger a linha do tempo. Eles foram à França em 1637 para prevenir que o Rei Luís XII fosse assassinado. Se passando por uma cuidadora, Sara ajudou a Rainha Anne a se preparar para seu casamento com o rei naquele dia. Após Sara elogiar o colar de Anne, a rainha questionou-a respeito sobre o que utilizava, no que Sara respondeu que era um presente de sua irmã falecida. Anne confortou Sara e começou a seduzi-la. Sedendo, as duas dormiram juntas. Enquanto isso, a equipe enfrentava assassinos que tinham em posse tecnologia do futuro. A equipe derrotou-os e, eventualmente, Sara se juntou ao seus aliados, dizendo para o confuso Rei que Anne o esperava.

Na Waverider, a equipe discutiu sobre a situação. Rip disse que Sara não deveria ter seduzido Anne, no que ela respondeu dizendo que foi a futura Rainha que havia feito isso primeiro. Enquanto discutiam, um terremoto ocorreu. Gideon reportou que uma alteração drástica havia sido feita na linha do tempo, onde, em 1942, Nova Iorque havia sido destruída por uma bomba atômica. Rip mencionou que Rex Tyler havia alertado para não irem à 1942. Mas Sara, e os outros, disseram que se não interferissem, a cidade seria destruída. Rip demonstrou sua preocupação, dizendo que as coisas poderiam piorar se eles interferissem, mas Sara disse que tinha as coisas sob controle. Em uma conversa particular com Gideon, Sara descobriu que Damien Darhk estava em 1942. Ray apareceu e Sara escondeu esta informação. Dizendo sobre como perdeu sua esposa, Ray disse que estaria com pelo que ela precisasse.

A equipe descobriu que Albert Einstein havia desaparecido antes do ataque, logo deduzindo que Einstein havia sido sequestrado e forçado a ajudar os Nazistas a construir a bomba. Para prevenir isto, a equipe viajou à 1942. Enquanto os outros procuravam por Albet, Sara disse que iria visitar uma ancestral, quando na realidade iria caçar Damien. Ao encontrá-lo, ela esteve prestes a matá-lo utilizando uma arma, mas foi impedida por Ray. Eles então descobriram que Darhk se encontrou com os Nazistas para entregar um suprimento de urânio, no que ajudaria a construir a bomba atômica. Sara explicou que se o matasse em 1942, Darhk não mataria Laurel em 2016. Ray disse que seria melhorar encontrar o urânio primeiro antes de matá-lo. Relutantemente, Sara concordou e os dois voltaram para a nave. Ao levar Einstein para a segurança, a equipe descobriu que a linha do tempo não havia sido alterada e a cidade ainda seria destruída. Através de Einstein, eles descobriram que sua ex-esposa, Mileva Maric, havia sido sequestrada, já que ela também possuía conhecimento nuclear. A equipe descobriu que Darhk estava por lá, e Ray revelou que Sara havia tentado matá-lo. Ray acusou-a de ser irresponsável por tentar a linha do tempo, no que Sara respondeu dizendo que ele era apenas um "garoto rico em um traje agindo como um escoteiro."

Sara Lance enfrentando Damien Darhk

Sara enfrentando Damien Darhk.

A equipe localizou Darhk e os Nazistas. Sara atacou Darhk com seu cajado, mas ele conseguiu escapar e disse que havia reconhecido a técnica ensinado pela Liga dos Assassinos. Sara tentou enfrentá-lo, mas foi superada por Damien que conseguiu desarmá-la e nocauteá-la. Rip ordenou que a equipe recuasse, e Sara obedeceu. Utilizando a Waverider, a equipe perseguiu Darhk e seu submarino. Darhk, utilizando o submarino, foi capaz de disparar a bomba atômica à Nova York. Sem outras opções, Rip decidiu utilizar sua nave como um escudo para bloquear o ataque. Percebendo que isto poderia matá-los, Rip transportou a equipe para fora da Waverider e os espalhou em diversos períodos de tempo.

Sara acabou indo parar em Salem em 1693. Ao entrar para a comunidade, ela começou a ter relacionamentos com mulheres, e, por conta disto, foi acusada de bruxaria. Um grupo foi capaz de capturá-la e estava prestes a enforcá-la, mas ela se libertou e começou a lutar. A equipe apareceu para levá-la de volta, e se apresentou ao novo integrante da equipe: Nate Heywood. O grupo descobriu que Rip havia desaparecido e incapaz de ser encontrado. Gideon revelou a última mensagem de Rip, no qual elogiou seus companheiros e deu a responsabilidade de proteger a linha do tempo a eles. Enquanto se preparavam para ir embora, eles foram confrontados pela Sociedade da Justiça da América.[54]

Se tornando a nova Capitã

Nate tentou conversar com eles, mas foi nocauteado pelo Comandante Gládio e iniciando uma luta entre as duas equipes. Sara enfrentou Vixen em um combate corpo-a-corpo, onde, aparentemente, estava prestes a vencer. Sara foi impedida pela Stargirl, que a acertou com seu cajado e permitiu que a Vixen se recuperasse e utilizasse um espírito de um Gorila para vencê-la. Derrotados, as Lendas foram levadas ao quartel-general da SJA, onde discutiram entre si e demonstraram sua desorganização para a outra equipe, que não acreditava em sua história sobre serem viajantes do tempo. Nate conseguiu provar que estava falando a verdade, revelando que era o neto do Comandante Gládio. Em seguida, eles conheceram Rex, novamente, mas disse que não os conhecia. A SJA recebeu uma ligação do Presidente, ordenando-os a irem até Paris e derrotar Krieger. As Lendas ofereceram sua ajuda, mas a SJA disse que não era necessário.

De volta à Waverider, as Lendas ficaram impressionados com o trabalho em equipe da SJA e sua eficiência em campo, deduzindo que isto era por conta da equipe ter um líder, o que eles não tinham atualmente. Stein mencionou que seria um grande líder, e Sara concordou, já que eles precisariam de sueprvisão adulta. Sara conversou com Nate, que estava impressionado por ter tido conhecido seu avô. Sara disse que era hora de levá-lo para casa, já que era perigoso para um historiador sem poderes permanecer com eles. Nate percebeu que sua etiqueta, que continha o nome de Henry, havia sumido, notando que a linha do tempo havia sido alterada e que a SJA morreria na missão em Paris. Stein então sugeriu se infiltrarem no clube Nazista em Paris. Após encontrarem Vixen, seu disfarce foi estragado quando uma briga começou no clube e o restante da SJA chegou. Sabendo que a história havia sido alterada, a SJA concordou em trabalhar com as Lendas. As equipes descobriram que Krieger iria para um lugar, onde obteria o Amuleto Askaran e alguns tipos de poderes.

Canário Branco e Homem-Hora

Sara e Rex Tyler na Waverider.

Sara notou que Nate estava sangrando de um corte que havia recebido a horas atrás. Ela percebeu que ele era hemofílico e que estaria vulnerável a ferimentos leves. Ela então ordenou que ele ficasse durante as missões. As equipes emboscaram os nazistas no ponto de extração, mas durante a luta Krieger pegou algo que o transformou em uma criatura e lhe permitiu derrubar o time e capturar Ray e Amaya. De volta a nave, as equipes discutiram sobre o que fazer a seguir sobre seus companheiros de equipe capturados, apesar de terem conseguido o amuleto. Stein disse então que a decisão deveria ser com Sara, pois ela era a única que mantinha a cabeça nivelada e era a escolha certa para ser a capitã. Ela decidiu liderar uma missão de resgate contra a base nazista e eles conseguiram salvar seus amigos, derrotar Kreiger e interromper a produção do super soro, mas Nate ficou ferido. Ray, que havia roubado o soro e feito ajustes para se dar poderes, deu a Nate e o salvou. As Lendas deixaram o amuleto com a SJA e saíram de 1942.[55]

Japão Feudal

Enquanto viajavam, a Vixen foi capaz de entrar na Waverider. Ela começou a subjugar as Lendas um por um, e foi capaz de nocautear Sara após um ataque surpresa. Ela enfrentou Rory usando seu Totem, e estava prestes a matá-lo. Ela foi impedida por Nate, que acabara de descobrir sobre suas recém-descobertas habilidades de se tornar aço.

Sara questionou-a, e Vixen disse que Rex havia sido assassinado, e que suas últimas palavras foram que seu assassino era um "viajante do tempo". Vixen acreditou que Rory havia feito isto, mas Sara convenceu-a que isto não era verdade e que Mick era leal às Lendas. Ray começou a disparar em Nate, como um teste para seus novos poderes. Enquanto testavam, Nate socou a parede e a porta da nave se abriu. A equipe tentou salvá-lo, mas ele caiu para fora. Ray tentou ajudá-lo, mas ficou perdido na linha do tempo junto de Heywood. Sara tomou o controle da nave de volta e ordenou que Gideon descobrisse onde Ray e Nate estavam. Foi revelado que a nave havia sido altamente danificada e, após Gideon encontrar a localização de Heywood e Palmer, Sara, Vixen e Rory foram encontrá-los enquanto Stein e Jax ficariam na nave para concertá-la.

Vixen era hostil a respeito de Rory, inclusive chamando-o de "ladrão que só se importa consigo mesmo". Rory mencionou que era leal a sua equipe, já que eles haviam salvo sua vida. Eles entraram em um argumento a respeito de Ninjas, no que Rory acreditavam que existiam e Amaya não. Sara disse para que eles parassem de brigar ou ela iria deixá-los em algum lugar do tempo. Ao localizarem o traje de Palmer, a Vixen tentou convencer Mick que ninjas não eram reais, e que grupos secretos de assassinos não existiam. Sara se virou e disse que ela era uma ninja, e uma antiga integrante de um grupo secreto. O grupo entrou em um castelo, onde acreditavam que havia encontrado Palmer. Porém, descobriram que era o Shogun local que utilizava seu traje. Um dos soldados do Shogun se apresentou e desafiou-os a um desafio, no que Sara aceitou. Ela enfrentou o soldado utilizando seus bastões, enquanto ele utilizava uma espada. Sara não foi capaz de conseguir entender o estilo de luta do homem e foi superada. Quando esteve prestes a ser morta, a Vixen salvou sua vida ao arremessá-lo para longe. O Shogun utilizou o traje de Ray para disparar lasers e atacá-los, fazendo com que as Lendas fugissem. Na saída, eles se encontraram com Ray.

As Lendas encontraram Nate com uma mulher, que deveria se casar com Shogun. Ele revelou que a história corria risco agora que Shogun tinha a armadura do Átomo. Sara assumiu o comando e fez um plano para defender o vilarejo, enquanto Ray treinaria Nate para assumir sua forma metálica quando quisesse. Após levarem os habitantes à segurança, Sara conversou com Vixen sobre suas histórias. Quando Shogun e sua tropa atacaram, as Lendas os enfrentaram. Sara enfrentou o soldado que a desafiou. Ele questionou-a quem era seu mestre, onde ela disse que não havia um. Quando os outros guerreiros a atacaram, Sara os matou rapidamente utilizando sua espada. Outros guerreiros apareceram, mas a Vixen ajudou-a no confronto.

Durante a luta, Sara salvou a vida da Vixen. No meio do confronto, Rory surgiu, utilizando uma roupa ninja, exclamando que eles existiam afinal. Sara acabou enfrentando, novamente, o braço direito de Shogun. Desta vez ela utilizou uma espada, assim como uma faca, e foi capaz de matá-lo. As outras Lendas foram capaz de vencer Shogun, mas explodiram o traje de Ray durante. Na nave, Sara questionou Stein e Jax de como haviam consertado a nave. E então o grupo partiu para um novo destino.[56]

Zumbis na Guerra Civil

As Lendas receberam um pedido de ajuda de um pirata do tempo, que havia caído em Mississípi de 1863. Sara notou que Stein estava-a chamando pelo sou nome ao invés de Lance. As Lendas perceberam que o pirata, ou sua tecnologia, causou uma grande mudança na linha do tempo. Sara ordenou que Ray ficasse na nave enquanto o resto da equipe iria investigar.

Sara informou que o objetivo era localizar o alvo e destruir a nave. Vixen reclamou do vestido que ela e Sara usavam para encaixar no período. Sara desligou seu comunicador pois Ray ficava toda hora interferindo. Ao encontrar a nave, Rory disparou sua arma e a fez pegar fogo. Enquanto saiam, els viram um Afro-Americano ser perseguido por soldados. Apesar de Jax não permiti-la, Vixen queria intervir. Sara ordenou que Stein e Jax derrotasse os soldados. As Lendas perceberam que o homem estava perseguindo um escravo, que estava provendo informações a União. O homem se apresentou como Henry Scott. Vixen queria ficar e ajudar, mas o restante da equipe queria ir embora. Os soldados retornaram com uma aparência de zumbi, e atacaram as Lendas. Um confronto se iniciou, na onde as Lendas foram capazes de matá-los mas Henry acabou sendo ferido. Em suas últimas palavras, ele entregou uma mensagem a equipe para que entregasse a União. Na nave, o time informou a Ray sobre os zumbis e descobriram que isto foi causado por uma bio-arma da nave do pirata. Eles também descobriram que Rory havia sido mordido, e agora estava infectado. Sara e a equipe descobriram que a linha do tempo havia sido alterada, e que a União se rendeu aos soldados, descobrindo também que isto foi por causa da morte de Henry, que entregaria uma informação vital que iria ajudá-los a vencer. Jax se ofereceu para entregar a informação, e Sara concordou quando ele disse que a Vixen iria ajudá-lo. Sara e Nate então enfrentaram os soldados.

Nate disse a Sara que, como a igualdade de gênero estava a milhões de anos à frente, seria melhor se ele assumisse o comando. Os dois foram capturados pelos soldados e Sara permitiu que ele falasse. Eles foram levados ao General Grant, que ameaçou matá-lo quando Heywood tentou dizer que ele era um coronel sem uniforme. Sara disse que uma horda de zumbis estava prestes a atacar. O General desconfiou, e Sara disse que iria mostrá-lo, e que se não acreditasse ele poderia matar Nate. Sara encontrou um grupo de zumbis no lado de fora. Ela matou um deles e levou sua cabeça para o General, convencendo-o da ameaça. Quando o acampamento foi atacado, Sara ordenou que o General mandasse seus soldados para atacá-los. Ela tentou pedir a ajuda de Stein e Ray, mas eles estavam ocupados lidando com Rory, que havia se tornado um zumbi.

Nate, o General e Sara tentaram criar um plano quando a munição começou a acabar e os zumbis começaram a invadir o acampamento. Sara notou uma grande quantidade de nitroglicerina e elaborou um plano. Sara ordenou que os soldados encobrissem as luzes e Heywood usou uma tocha para atrair a horda de zumbis em direção à nitroglicerina. Transformando-se em sua forma de metal, Heywood acendeu os explosivos e matou todos os zumbis na explosão. As Lendas se reuniram e deram ao general Grant as informações que o ajudariam a salvar a guerra. Jax disse que seu nome era Henry Scott para restaurar a história. O general Grant conversou com Sara e contou como Heywood havia lhe dito que ela tinha algum problema em colocar seu pessoal em perigo. Ele lhe deu alguns conselhos e se referiu à sua própria experiência como comandante militar e que agora estava disposto a tomar as decisões porque acreditava em seus homens.

Casa Branca

Na nave, Stein e Jax argumentaram sobre Jax acreditar que deveriam melhorar a história. Sara se intrometeu, dizendo que o trabalho deles era de protegê-la, e não mudá-la. Utilizando um dispositivo construído por Heywood, a equipe descobriu que um evento mudaria a história em 1987. Eles perceberam que este momento era vulnerável, pois um acordo seria assinado para que a guerra fria acabasse. Sara fez com que Ray e a Vixen fossem pedir a ajuda da SJA, já que eles possuíam uma base de treinamento em Washington.

Sara, Rory, Stein e Jax se infiltraram na Casa Branca e perceberam que Damien Darhk também estava lá como o conselheiro do Presidente. Sara desligou seu comunicador para poder assassiná-lo. No momento em que puxou a faca, ela foi pega por um dos guardas e queria prendê-la. Rory nocauteou o agente, onde Palmer tentou persuadi-la dizendo que isso não daria certo. Quando mais agentes apareceram, Ray e Mick enfrentaram-os. A equipe foi forçada a recuar e voltar para a nave. Stein e Jax a criticaram por ter tentado matar Darhk, dizendo que isto causaria uma mudança gigante na história. A equipe percebeu que deve ter sido o outro viajante do tempo, e o assassino de Rex Tyler, que conseguiu fazer Darhk ser o conselheiro do presidente. Stein disse para Sara e Vixen ficarem focadas na missão de proteger a história, com Sara respondendo e dizendo que Laurel a havia ressuscitado e que ela queria protegê-la de Damien. A equipe rastreou Darhk, mas Sara optou por ficar de fora para se não deixar levar.

Todd/Manto Negro ajudou a equipe a se infiltrar no jantar que Damien estaria. Sara disse a Palmer e Stein que ficaria sob controle, onde Martin disse que ela era uma capitã agora, e não uma assassina. No jantar, Sara conversou com Vixen e a perguntou se caso encontrassem o assassino de Rex, ela iria matá-lo. Vixen disse que ela era uma integrante da SJA, e não uma vigilante. A equipe descobriu que Damien estava no porão da Casa Branca. Quando Darhk estava fazendo um acordo, as Lendas o confrontou, resultando em um confronto com os agentes da KGB e soldados da C.O.L.M.É.I.A. Sara perseguiu Damien, mas foi impedida por um agente Russo. Ela foi capaz de derrotá-lo, vendo que Darhk havia sido cercado pela Vixen e Todd. Darhk atirou em Vixen, e Todd utilizou seu corpo para protegê-la e acabou sendo ferido. Sara desarmou Darhk e o confrontou. Ele a reconheceu de seu encontro em 1942, acreditando que ela não havia envelhecido devido aos efeitos do Poço de Lázaro. Fascinado, Darhk a questionou sobre porque estar tão brava por algo que ele não se lembra de ter feito. Sara disse que não iria matá-lo, mas que seus planos a respeito da Ark e sua operação Gênesis iria falhar e que iria sofrer. Enquanto falava, um velocista havia pego Darhk e fugido.

De volta ao Velho Oeste

Na nave, a equipe conversou a respeito da situação de Darhk e seu trabalho com um velocista. A equipe percebeu que o amuleto que roubaram no ataque na Casa Branca era semelhante ao que os Nazistas tinham. Nate deduziu que o amuleto tinha, ao menos, alguns milhões de anos, e que não havia nenhuma referência a respeito dele. Sara pediu para que ele pesquisasse mais a respeito do amuleto. A máquina encontrou outra alteração em Arizona 1874.

As Lendas investigaram e encontraram Jonah Hex, prestes a ser enforcado. Heywood confrontou os bandidos que iriam enforcá-lo, e eles começaram a disparar. No entanto Jonah começou a se enforcar com a corda, e Sara utilizou uma arma para disparar na corda e despedaçá-la, libertando Hex. Sara conversou com Hex, dizendo que haviam descobrido que a história se alteraria caso ele fosse enforcado. Eles informaram-o que Rip havia desaparecido, e que ela era a nova capitã. Heywood confirmou que Turnbull, um dos inimigos de Jonah, estava controlando muitas terras, e que isto mudaria a história. A equipe foi até o centro da cidade, onde Sara mandou Rory para um bar se divertir, sabendo que ele causaria grandes problemas e que isto poderia chamar a atenção de Turnbull.

Sara disse Amaya para garantir que Rory chamasse a atenção de Turnbull. Ela então ordenou que Nate, Jax e Ray se infiltrassem na base. Um Hex enfurecido foi ao salão para confrontar Turnbull. Turnbull queria atirar em Jonah, mas foi desarmado por Sara e um confronto entre as Lendas e os capangas de Turnbull se iniciou. Sara ordenou uma retirada ao descobrir que Turnbull estava utilizando munições de uma estrela-anã. Rory confrontou Turnbull, que atirou nele. Heywood proteger Mick, mas ficou seriamente ferido pois a bala de estrela-anã perfurou sua pele de metal. As Lendas levaram Nate de volta para nave, onde Gideon começou a curá-lo. Sara confrontou Hex por ter iniciado uma briga e não ter seguido seu plano. Ele explicou que Turnbull havia queimado sua vila, e que era o único sobrevivente. Sara disse que também tinha uma vingança, mas que iria ajudá-lo a derrotar Turnbull, mencionando que ferrar as coisas é parte essencial da sobrevivência.

Palmer explicou que Turnbull utilizava as minas para transportar matérias feitos de estrela-anã, e que queria explodir uma ponte para evitar que um exército invadisse. Sara foi cética sobre suas chances, mas Ray disse que a coragem era o domínio do medo. Sara disse para que Nate, Jax e Ray bloqueassem os trilhos e que o restante iria derrotar Turnbull. Cobrindo seu rosto, Sara se infiltrou no acampamento de Turnbull fingindo que havia sequestrado Jonah. Turnbull explicou que matar pessoas inocentes foi à muito tempo atrás, e que agora ele tinha um propósito maior. Quando a mina foi explodida, Hex começou a socar violentamente Turnbull, mas decidiu poupá-lo para que enfrentasse a justiça.

Na nave, Sara e Hex beberam em comemoração, onde ele disse que Turnbull seria preso. Ele também a aconselhou em ficar fora de problemas, mas ela disse que isto seria improvável. Quando Ray apresentou um traje que havia feito para Nate, Sara entrou, dizendo que seus amigos em 2016 precisavam de ajuda.[57]

Invasão dos Dominadores

As Lendas receberam uma mensagem de Felicity Smoak pedindo por sua ajuda. Ao chegarem em um local com a jumpship, Sara explicou que Nate e Amaya ficaram na Waverider enquanto o restante iria se encontrar com o Time Arqueiro e o Time Flash. Barry os apresentou a Kara Danvers/Supergirl, uma super-heroína alienígena da Terra-38. Eles foram informados que uma espécie alienígena chamada Dominadores haviam pousado na Terra. Os heróis escolheram quem iria ser o líder na missão, onde Cisco sugeriu Oliver, mas Queen disse que Barry deveria ser já que foi ele quem os havia reunido. A equipe enfrentou Kara como um treinamento contra os Dominadores. Por conta de sua fisiologia e poderes alienígenas, Kara foi capaz de derrotá-los facilmente, no que deixou Sara excitada.

Sara confrontando Barry

Sara confrontando Barry após descobrir que ele havia alterado a linha do tempo.

Barry revelou a equipe que Martin e Jax haviam encontrado uma mensagem de uma versão futura de si mesma na Waverider, admitindo que havia feito um erro. Barry disse que havia voltado no tempo e alterado a linha do tempo, onde salvou sua mãe. Ao fazer isto ele causou algumas mudanças nas vidas das pessoas ali presente, incluindo apagar Sara Diggle da existência e substituí-la com o John Diggle, Jr. na nova linha temporal. Sara se irritou completamente, dizendo que alterar o passado, mesmo com boas intenções, iria haver consequências, refletindo sobre como não matou Darhk mesmo que ao fazer isto poderia salvar Laurel.

Os heróis descobriram que o Presidente havia sido sequestrado pelos Dominadores. Barry não foi para a missão por conta dos heróis não confiarem nele, e Oliver também não foi para poder ficar com ele. Os heróis encontraram o Presidente, onde Rory disse que não chamaria Kara de Supergirl, preferindo chamá-la de "Saia" caso precisasse de ajuda. Eles descobriram que aquilo era, na verdade, uma armadilha onde um Dominador esperava por eles. O alienígena conversou com os heróis através de telepatia e matou o presidente na frente deles. Antes que pudesse reagir, o alienígena ativou um dispositivo que controlaria suas mentes. Os heróis voltaram ao Laboratórios S.T.A.R. e atacaram Barry e Oliver. Barry usou sua super-velocidade para fugir, e foi perseguido pelo Nuclear, a Supergirl e o Átomo enquanto Sara e os outros heróis atacaram Oliver. Quando estavam prestes a matar Oliver e Barry, Wally West interferiu e os salvou, mas foi rapidamente nocauteado por Kara. Oliver levou Wally para um lugar seguro, mas foi perseguido pelos outros.

Quando as flechas de Oliver acabaram, Sara o confrontou em um combate corpo-a-corpo. O Flash foi capaz de enganar a Supergirl e levá-la ao armazém onde o dispositivo estava, conseguindo fazê-la destruí-lo e libertar os heróis do controle dos Dominadores. As equipes retornaram ao seu senso, e disseram que perdoavam Barry por seu erro. De repente, uma nave dos alienígenas abduziram Sara, Oliver, Diggle, Ray e Thea.[58]

Na nave mãe dos Dominadores, os cinco heróis foram presos a diversas máquinas e dividiam uma alucinação de uma realidade falsa. Lá, o Queen's Gambit nunca afundou, e os eventos após isto nunca ocorreram. Oliver estava noivo de Laurel, que ainda estava viva. Sara e Oliver nunca tiveram um caso, e Sara divide um bom relacionamento com sua irmã. Sara se encontrou com Laurel na noite antes de seu casamento. As irmãs conversaram, e Sara teve uma estranha reação ao novo colar de Laurel. No jantar de ensaio, Sara e Laurel beberam juntos e Laurel expressou sua preocupação a respeito do comportamento de Oliver. Sara garantiu para sua irmã que Oliver a ama, dizendo que nunca ficou com ele pois preferia mulheres. Sara se apresentou a Ray, fazendo-a ter leves flashes de suas aventuras com Palmer nas Lendas. Ray questionou-a se eles haviam se conhecido antes, mas ela negou.

No dia seguinte, Sara ajudou Laurel a se vestir para a cerimônia quando Oliver entrou, querendo conversar com Laurel. Furiosa, Sara alertou Oliver dizendo que ele era sortudo por ela não ser uma "assassina treinada". Momentos depois, Sara notou Oliver e Diggle sendo sendo confrontados pelo Exterminador no jardim. Ela interviu e o desarmou, matando o atacante com sua própria espada. Sara expressou sua surpresa por suas habilidades de luta. Oliver e Diggle então explicaram que eles estavam presos em uma ilusão. Sara não acreditou inicialmente, mas relembrou que estavam enfrentando os Dominadores, percebendo que os três, junto de Ray e Thea, haviam sido sequestrados. Eles perceberam que a saída era em um prédio que não deveria existir. À noite, Sara conversou com Ray e o ajudou a recuperar suas memórias. Sara tentou conversar com Thea, mas percebeu que ela já sabia sobre isto e que não queria sair dela. Apesar de Oliver implorar, Thea se recusou a ir embora. O grupo então começou a se preparar para fugirem sem ela.

Oliver, Sara e Laurel

Sara se despedindo de Laurel na realidade falsa criada pelos Dominadores.

No jardim, eles são confrontados pelos inimigos de seu passado: Malcolm Merlyn, Daimen Darhk, Exterminador, um agente da C.O.L.M.É.I.A. e um soldado aprimorado com Mirakuru. Mudando de ideia, Thea se juntou ao grupo. Eles atacaram seus antigos adversários, onde Sara enfrentou Damien enquanto ele zombava por ter tido matado Laurel. Após matar Malcolm, Thea disparou duas flechas para Sara, que utilizou-a para matar Damien ao esfaqueá-lo no estômago, no mesmo jeito que ele havia feito com Laurel. Após os heróis venceram, Laurel foi ao lado de fora e questionou Sara o que estava acontecendo. Sara explicou que tinha que ir embora. Laurel implorou para que ela ficasse, mas Sara recusou. Ela abraçou Laurel uma última vez e saiu em lágrimas.

Os heróis chegaram ao prédio e encontraram um portal. Ao fugir, eles se encontraram na nave dos Dominadores. Oliver utilizou uma arma para atirar nos alienígenas enquanto os outros fugiam. Eles foram capaz de roubar uma das naves com a ajuda de Thea, e eles fugiram. Múltiplas naves dos Dominadores começaram a persegui-los, mas a Waverider apareceu e levou-os a segurança. Sara levou Diggle para a ala médica para que Gideon cuidasse de seu ferimento. Gideon traduziu um discurso que um Dominador havia feito, e os heróis perceberam que os alienígenas construíram uma bomba para sua invasão na Terra.[59]

De volta a base, as equipes debatem sobre o que fazer. Oliver optou por sequestrar um Dominador e interrogá-lo. Nate disse que uma invasão ocorreu em Redmond, Oregon, em 1951, e que poderiam ir para lá e sequestrar um deles. Felicity, Mick, Nate, Cisco e Amaya viajaram para 1951 enquanto Sara, Oliver, Ray, Diggle e Barry se encontraram com a nova presidente, Susan Brayden. Porém, diversos agentes governamentais apareceram.

Oliver questionou ao líder sobre quem é, mas ele mencionou que iria ter de matá-lo caso descobrisse. Quando os agentes apontaram suas armas, Barry utilizou sua super-velocidade para desarmá-los. Após um breve confronto, os heróis os derrotaram e começaram a questioná-los. Ele mencionou que os alienígenas consideram os meta-humanos, como Barry, uma futura ameaça. O líder disse que em 1951 eles foram embora, mas por conta de Barry mexer na linha do tempo, isto fez com que a trégua entre os Dominadores fosse quebrada, e agora queriam levá-lo.

Se Barry se rendesse, os Dominadores iriam embora em paz. A equipe descobriu, através do Dominador capturado pelos outros, que eles usariam uma bomba que mataria todos os meta-humanos caso Barry não se rendesse. Um grupo de Dominadores começou a aparecer ao redor da Terra. Sara disse para a equipe contatar os Dominadores. Cisco descobriu, através do Dominador, que ao salvá-lo no passado, ele mesmo havia interferido na linha do tempo.

O grupo impediu Barry de se render e o inspirou a continuar com ele. Sara e Cisco utilizaram Waverider para interceptar a nave dos Dominadores que continha a bomba, enquanto os outros heróis confrontavam-os no chão. Barry e Kara começaram a plantar dispositivos, construídos por Stein, nos Dominadores ao redor do mundo para incapacitá-los. Sara e Cisco conseguiram impedir a bomba, e o Nuclear transformou-a em água. As equipes foram capazes de derrotar os Dominadores e eles recuaram. Em uma reunião secreta, Susan fez um discurso honrando os heróis.

As equipes então fizeram uma festa. Após isto, Oliver e Sara conversaram sobre como tudo começou com eles dois. Sara questionou-o o que teria acontecido caso não embarcassem no Queen's Gambit. Oliver notou que, de uma certa forma, a realidade falsa dos Dominadores foi um presente para mostrar como suas vidas seriam. Os dois se abraçaram e Sara partiu.[60]

Encontrando Rip

Nate descobriu que o medalhão que roubaram eram especial por ser semelhante a Lança do Destino, pelo fato do sangue de Jesus ter feito contato com o objeto e torná-lo mágico. A equipe descobriu que a Legião do Mal queriam-o para alterar a realidade. Nate explicou alterações feitas na realidade são permanentes e não podem ser desfeitas, diferentes das aberrações com que lidam. Heywood disse que havia uma aberração em 1967, onde dois motoqueiros foram assassinados por alguém da Liga dos Assassinos. Eles viajaram à 1967 e descobriram que Malcolm Merlyn e Darhk estavam atrás da Lança.

A equipe encontrou Rip sendo confrontado por Damien e Malcolm. As Lendas então enfrentaram-os em combate, onde ordenou que Rip fosse levado, mas ele não reconhecia seus antigos colegas de equipe e se recusou a segui-los. Quando os policiais chegaram, as Lendas voltaram para a nave e Rip foi preso. Na Waverider, eles conversaram sobre como seria possível de Rip não se lembrar deles. Eles perceberam que Rip poderia estar em posse da Lança, e que teriam tirá-lo da prisão antes que a Legião chegasse até ele.

Stein se fingiu de psiquiatra e Rory e Sara de enfermeiros, para que pudessem se infiltrar na delegacia. Rip entrou em pânico e disse que não os conhecia. Sara tentou acalmá-lo, mas ele continuava gritando, então Rory o nocauteou. O grupo foi forçado a fugir pela porta dos fundos quando viram que Malcolm e Damien havia chegado. Rip acordou e se libertou, e ficou chocado ao ver a Waverider. Merlyn e Darhk os alcançaram, mas as Lendas conseguiram escapar com sua nave. Na nave, as Lendas descobriram que o neurológico de Rip havia sido reprogramado, e agora ele possuía outra identidade. As Lendas então descobriram que isto era impossível realizar com qualquer tecnologia existente, e Gideon disse a eles que Rip havia recuperado um "pedaço de madeira" antes de desaparecer, fazendo a equipe perceber que isto poderia ser um pedaço da Lança.

Eles descobriram que George Lucas havia abandonado sua carreira, e com isto ele nunca criou Star Wars ou Indiana Jones, resultando na perda de inteligência de Nate e Ray, já que os filmes de George foram o que os motivaram a perseguir a carreira que agora estão. Sara conversou com Rip, tentando fazê-lo relembrar de como ele a havia inspirado. Rip disse que isso parecia muito com o roteiro que escrevia. Jax mencionou que o roteiro poderia ter pistas sobre a onde a Lança estava. Vixen, Ray e Nate foram até George Lucas, mas acabaram sendo sequestrados e deixados em um lixão, onde a Lança estava. Sara e Jax apareceram para impedir Darhk de atirar nas Lendas. Sara confrontou Darhk em um combate, mas ele acabou superando-a. Prestes a perder, as outras Lendas recuperaram suas habilidades bem a tempo para ajudá-la. Usando seus poderes, os heróis foram capazes de equilibrar a batalha. Neste instante, o Flash Reverso apareceu e derrotou todos.

Quando estavam prestes a serem mortos por Eobard, Rip apareceu onde, aparentemente, havia se lembrado de quem era. Ele tentou atirar no Flash Reverso, mas sua arma havia travado. Rip ordenou que a Waverider atirasse na Legião do Mal enquanto as outras Lendas fugiam. Sara e os outros foram capazes de chegarem a segurança, mas o velocista capturou Rip. Sem nenhuma outra opção, as Lendas fugiram. Sara começou a se culpar por não ter sido capaz de salvá-lo, mas Jax lhe disse que ela era capaz de tudo. Vixen queria descobrir quem era o velocista, enquanto Rory queria trocar o amuleto por Rip. A equipe foi até Star City, em 2017, onde a filha de Stein poderia ajudá-los a descobrir mais a respeito do medalhão. Eles deduziram que o velocita era do futuro, e que precisava da Lança para alterar a realidade. Nate sugeriu que ele poderia ser uma aberração, e que ficava mudando sua posição constantemente para não ser apagado. Martin então se lembrou de Eobard Thawne, e mencionou que ele poderia estar vivo.

Enquanto esperavam por Gideon localizar outra parte da Lança, eles encontraram outra aberração. Em 1776, George Washington havia sido morto e a Inglaterra havia vencido a guerra. Sara percebeu que era uma armadilha, mas não tinham outra opção além de intervir. Eles descobriram que Washington estava na Pensilvânia na véspera de Natal, tempo em que foi assassinado. A equipe se infiltrou na casa, e Sara conversou com George. Neste momento, invasores com armas modernas atacaram a casa e as Lendas os confrontaram. De repente, um PEM havia desativado todas as armas das Lendas. A arma de Rory parou de funcionar, e Palmer estava preso em sua forma pequena. Sara e Rory conseguiram libertá-lo, mas foram confrontados por Rip, que atirou em Sara no estômago e deixou-lá para morrer quando caiu no chão e começou a sangrar. Rory e Washington foram sequestrados.

Jax levou Sara para a Waverider, mas por conta do PEM, a tecnologia da nave não funcionava. Jax e Stein tentou parar o sangramento com uma toalha, mas sem Gideon isto era difícil pois não conseguiriam retirar a bala. Sara explicou que Rip havia os traído, e disse que Jax estava no comando antes de desmaiar. Martin tentou estabilizá-la enquanto Jax ia comandar a equipe. Stein foi capaz de remover a bala e parar o sangramento, e, quando estava costurando a ferida, ela começou acordar. Rip conseguiu invadir a nave e, no momento em que acordou, Rip atacou Stein e começou a estrangular Sara para forçar Jax a dizê-lo onde estava o pedaço da Lança. Jax tentou fazê-lo parar de enforcar Sara e relembrá-lo de quem era. Rip começou a forçar mais sua mão ao redor do pescoço de Sara, sendo capaz de esmagar a traquéia de Sara e parar sua respiração. Quando a energia voltou, Gideon foi capaz de salvar Sara e curá-la, pois suas células cerebrais ainda estavam funcionais.

Sara perseguiu Jax, que havia cercado Rip e iria atirar nele. Sara disse para Jax não matá-lo, dizendo que era Natal e que deveriam tentar serem as melhores pessoas que puderem. Jax abaixou a arma e saiu da nave com o pedaço da Lança. O resto da equipe havia conseguido salvar Washington e restaurar a linha do tempo. Sara deu um discurso, dizendo que não eram apenas uma equipe, mas sim uma família, e que derrotariam a Legião juntos.

Camelot/3000

Sara e a equipe encontraram outro distúrbio em Detroit 3000. Quando chegaram, encontraram o Dr. Meia-Noite morto. A equipe se perguntou o que havia acontecido, e Amaya culpou Sara por deixar Rip escapar. Sara disse que sua equipe optou por táticas, mas Amaya disse a ela que talvez por isso elas percam tanto. Gideon descobriu que o outro fragmento da lança estava na Inglaterra 507.

O grupo se preparou para se mover, mas Heywood reclamou que suas roupas não estavam corretas. Ao atravessarem a floresta, foram cercados por cavaleiros liderados pela rainha Guinevere. Usando seu conhecimento das histórias do rei Arthur, Palmer identificou os cavaleiros como pertencentes a Camelot. O grupo se identificou como amigo e foi levado perante o rei Arthur. O rei Arthur desconfiava de suas intenções e convocou Merlyn para identificar se eles estavam falando a verdade. Merlyn foi revelada como sendo a Stargirl, uma antiga integrante da SJA.

Na nave, Stargirl lhes disse que haviam recebido uma missão final de Rip Hunter. Ele deu a todos um pedaço da Lança do Destino, e depois os espalhou por diferentes períodos de tempo. Stargirl lhes disse que tinha decidido ajudar o rei Arthur e seus cavaleiros da mesa redonda. Durante um banquete, Sara elogiou Guinevere por ter tido a emboscada na floresta. Guinevere explicou que ela era uma guerreira diante de uma rainha.

Quando o rei Arthur voltou, ele de repente tomou Stargirl como refém. Damien Darhk e Rip se revelaram e explicaram que tinham usado um dispositivo para manter Arthur sob controle. Eles exigiram o fragmento da lança. Guinevere se libertou e uma luta maciça se seguiu. Durante a luta, Arthur matou Sir Galahad. Damien ameaçou fazer Arthur se matar se eles não parassem. Ele disse a eles que entregassem a lança em breve ou ele os atacaria com um exército de cavaleiros sob seu controle. Sara explicou a Guinevere que Arthur estava sendo controlado e que ele poderia ser libertado. Guinevere estava incerta e confusa. Sara explicou que poderia ser difícil de repente se tornar a líder, mas que Guinevere era capaz de resolver isso.

Amaya decidiu roubar o fragmento da lança contra os desejos de Stargirl. Sara perguntou se ela realmente queria trair sua ex-companheira de equipe. Amaya usou seu amuleto para puxar a espada da pedra e foi revelado que o pedaço da lança estava na ponta da espada. Stargirl chegou e um conflito começou entre Amaya e ela. Sara foi capaz de convencê-las a parar. O grupo soube que Palmer havia decidido ajudar Guinevere na batalha. Eles entenderam que ele se tornaria um cavaleiro lendário, mas morreria no campo de batalha. Sara queria sair desse período, mas Rory discordou e queria ajudar Palmer. O grupo convenceu Sara a ajudar Guinevere em sua luta contra o controlado rei Arthur.

Sara disse a Rory, Stein e Jax para encontrar uma maneira de parar o dispositivo de controle da mente. Sara, Heywood e Amaya se juntaram à batalha maciça e lutaram contra o exército de cavaleiros liderados por Rip e Darhk. Quando Rory parou o controle da mente, o rei Arthur se recuperou e atacou Rip. Ele foi capaz de matar seu cavalo e ferir gravemente Rip. Damien abandonou Rip, mas foi perseguido por Palmer. Quando Rip estava quase morrendo, Sara ficou em cima dele e o levou para a Waverider. Palmer lutou com Damian, mas levou um tiro. No entanto, foi revelado que ele havia batido com uma armadura, o que lhe permitiu sobreviver à explosão. Sara se despediu da rainha, quem disse que devia muito a ela Sara deu um beijo de despedida na rainha e o time foi embora. Ao se infiltrar nas instalações, a equipe não conseguiu transformar Stein quando ele quebrou o blaster de energia quando este foi apontado para ele. Thawne estava alarmado e preparado para destruir a lança na frente deles.

No entanto, antes que ele pudesse Snart, Rory, Merlyn e Darhk apareceram e o pararam. Thawne tentou convencê-lo de que ele estava certo, mas Snart o feriu e uma luta maciça se seguiu. Sara conseguiu segurar a lança, mas foi atacada por Merlyn. Depois de uma briga, Merlyn a desarmou e Rory pegou a lança. Ambos os lados tentaram convencer Rory a entregar a lança. Rory culpou Snart por tratá-lo como seu subordinado e entregou a lança a Vixen.

Salvando Rip

Na nave, Nate notou em como seu trabalho era importante. Seu avô poderia ser morto pela Legião do Mal, e que poderiam alterar a realidade caso conseguissem a lança. Rip foi capaz de fazer com que Gideon o obedecesse. Quando Gideon trancou a nave, a equipe se reagrupou e Sara ordenou para que eles capturassem Rip enquanto ela e Jax recuperariam o controle. Eles recuperaram o controle da nave, mas fizeram-a bater. Para sair da nave, a equipe teria de encontrar um delineador que havia sido perdido durante a queda. Sara pediu para que Ray, Nate e Amaya o encontrassem. Sara queriam trazer o antigo Rip de volta, e Rory disse que os Mestres do Tempo utilizavam um modo para fazer lavagem cerebral, e que poderiam reverter o efeito em Rip. Duas pessoas teriam de entrar no cérebro dele e encontrar seu antigo eu. Sara decidiu que iria sozinha, mas Jax insistiu que a acompanhasse.

Os dois entraram na mente de Rip, e andaram pela Waverider. Eles avistaram soldados de Vndal Savage se aproximar, e eles se armaram para enfrentá-los. Sara então foi confrontada por uma duplicada de si mesma, que havia nocauteado Jax. Sara enfrentou-a em uma luta intensa, mas a duplicada foi capaz de vencê-la. Quando a duplicada estava prestes a matar a verdadeira Sara, Jax atirou com seu blaster na duplicada e a nocauteou. Os dois continuaram a procurar pela nave e encontraram versões malignas de Ray e Rory. Sara disse para que Jax continuasse, enquanto ela cuidaria deles. Ela tentou lutar contra eles, conseguindo afastar-se brevemente de Ray antes de derrotar rapidamente Rory, derrubando-o no chão com um chute. Ela então voltou sua atenção para a versão maligna de Ray, embora ele usasse a força de sua armadura de Átomo para detê-la. Sara disse a Ray que tudo era apenas uma alucinação e não real. Ray a nocauteou e prendeu-a em uma cela com Rip. Sara descobriu que aquele era o verdadeiro Rip, que estava preso em uma cela em seu cérebro enquanto uma versão maligna dele controlava seu corpo. Ela foi capaz de convencê-lo a lutar e ele recuperou o controle novamente. Eles conseguiram escapar de sua cela e encontraram Jax e Gideon, que estava em sua forma humana.

Eles foram confrontados pelas versões malignas de si mesmos. Enquanto Sara enfrentava sua duplicada, Jax enfrentava a dele. Enquanto lutavam, Sara foi superada por sua duplicada por ela também utilizar as mesmas técnicas que a verdadeira Lance. Sara quase teve seu pescoço quebrado, mas conseguiu escapar de seu aperto. As duas continuaram lutando e a duplicada disse a ela que era inútil. Sara conseguiu vencê-la e disse que pelo menos eram reais. Jax e Sara encontraram Rip, mas foram novamente confrontados por suas cópias. Rip conseguiu recuperar o controle de sua mente e forçou as duplicatas a se afastarem. A equipe conseguiu escapar com segurança da mente de Rip. Na nave, eles conseguiram consertar tudo e refletiram sobre o que havia acontecido. Rip agradeceu a Sara e pediu desculpas pelo que havia feito enquanto estava sob a influência da Legião. A equipe se encontrou na ponte e se preparou para encontrar a próxima peça da lança.

Sara e o grupo descobriram que Rip colocou o Comandante Gládio em 1965. O grupo viajou para o momento em que se separaram, mas não conseguiram encontrá-lo. Vixen disse ao grupo que seria difícil encontrá-lo, já que ele era um especialista em camuflagem e ocultação. A equipe deduziu que ele buscaria um emprego que lhe permitisse ser aventureiro e patriótico. Eles descobriram que ele havia conseguido se tornar o chefe do programa da NASA em 1970. Sara decidiu que eles se infiltrariam na NASA. Rip encontrou-o, mas ele o enfeitou, pois estava furioso por ter perdido sua família por causa da missão de Rip. O Comandante explicou como ele havia escondido o pedaço da lança na lua. A equipe descobriu que o Apollo 13 não havia explodido e estava se movendo em direção à lua. Sara e a equipe perceberam que a história havia mudado e foram atrás do Apollo 13 com a Waverider.

Jax e Stein ficaram na NASA posando como especialistas ingleses. Ray se infiltrou na Apollo 13 e percebeu que Thawne estava a bordo e sedara os outros astronautas. Thawne e Ray se envolveram em uma luta em que a nave foi danificado e caiu na lua. Sara ordenou que Jax cortasse a comunicação ou a NASA veria o que estava acontecendo. Ray conseguiu dominar Thawne com seu traje e recuperou o pedaço da lança. A Waverider foi atingido por uma chuva de meteoritos enquanto protegia o Apollo 13. Sara e Rip discutiram acaloradamente sobre decisões passadas, mas então os meteoritos danificaram a nave. Ray trabalhou em conjunto com Thawne e conseguiu restaurar os controles. Quando eles entraram na Waverider, Sara e a equipe trancaram Thawne. O sistema de lançamento da Waverider ficou offline e a equipe teve dificuldade em resolver o problema. Ray pediu conselhos a Thawne e disse-lhe como eles poderiam resolver o problema. A equipe desconfiava de Thawne, mas Rip pediu que Sara tomasse a decisão, já que agora era a capitã. Sara perguntou a Ray se ele confiava em Thawne, após o que eles decidiram seguir seu conselho. Ao desembarcarem, um deles teve que abrir a porta manualmente para que a nave não batesse ao entrar na atmosfera.

Sara queria fazer isso, mas Rip insistiu que ele faria isso sozinho. Henry já havia ido para a porta e perguntou o que ele precisava fazer. Heywood implorou que o Comandante o deixasse fazer isso, pois abrir a porta o sugaria e o mataria. O Comandante pediu a Heywood que dissesse ao filho que o amava e depois abriu a porta, que o sugou. Quando desembarcaram, Thawne usou sua super velocidade para escapar e foi embora. Sara conversou com Rip, que admitiu que era difícil ver que ela se tornara uma capitã melhor do que ele jamais foi. Ele percebeu que agora tinha que descobrir quem ele era e Sara respondeu que ele era um pária muito parecido com eles. Os dois compartilharam uma bebida juntos.

A Lança

Rip revelou que a Legião do Mal utilizava o Ponto de Fuga como seu quartel-general. A equipe foi capaz de se infiltrar no Ponto de Fuga, e utilizaram seu pedaço da Lança para encontrar aqueles em posse da Legião. Rory teve um momento difícil, pois se lembrou do sacrifício de Snart. Sara o confortou, dizendo que ele havia morrido para salvar a todos. Jax foi capaz de encontrar o pedaço, e fugiram antes que Eobard soubessem onde estavam.

As Lendas e a Lança do Destino

Sara, e Mick e Jax, após recuperar a Lança.

Na nave, eles reuniram a Lança, onde Rip os alertou para não tocarem nela, pois ela tentaria convencê-lo a utilizá-la usando suas fraquezas, desejos e arrependimentos. Rory disse o que havia de errado, já que todos desejavam aquilo. Rip disse que o poder absoluto é corrompível, e por isso tentaram destruí-la. Rory tentou queimá-la, mas ela ficou intacta. Rip explicou que a Lança só pode ser revertida com o sangue de Jesus, mas explicou que não deveriam interferir na história de Cristo pois ela é um dos momentos cruciais da história. Nate sugeriu outro método, dizendo que Tolkien havia encontrado um cavaleiro que estava com o sangue de Jesus e que havia o enterrado na França.

As Lendas viajaram ao Norte da França em 1916, onde foram coordenados por Sara, que estava na Waverider, enquanto eles procuravam por Tolkien no campo das forças aliadas. Nate encontrou Tolkien e levou-o para a nave para curar sua febre. Ele e Rip explicaram que o grupo estava em uma jornada para destruir um objeto que ameaçava a todos. Sara conversou com Vixen, que estava chocada ao descobrir que seu vilarejo seria destruído e sua filha se tornaria uma fugitiva. Sara explicou que sua neta também se tornaria uma heroína, e a próxima portadora do manto de Vixen. Rory ficou furioso quando viu Snart, onde, aparentemente, a Lança o chamava para alterar o destino. Sara o impediu, dizendo para a equipe que iriam a igreja onde o soldado havia sido enterrado. Porém eles foram confrontados por Damien e Leonard Snart, que havia sido trazido do passado.

Jax estava com raiva de Rory, que havia conversado com Snart antes sobre o plano deles de destruir a lança, pois ele acreditava que era uma ilusão. A equipe expressou preocupação de que Rory mudasse de lado para a Legião por causa de seu amigo. Tolkien havia tirado um mapa da sepultura que revelava a localização do sangue. No entanto, houve uma enorme batalha no local. Vixen entrou com a lança e disse que queria usá-la para mudar a realidade. Rory a apoia, mas Sara explicou que a lança era poder demais para empunhar e é por isso que eles tiveram que destruí-la. Rory, Rip, Jax, Stein e Palmer apoiaram ela e Vixen concordaram hesitantemente. As Lendas tentaram fazer uma trégua entre os alemães e britânicos, no entanto, não estava funcionando.

Enquanto os britânicos atacavam nas trincheiras alemãs, Sara, Vixen, Rory e Heywood também se moviam. Com um discurso impressionante, Stein conseguiu criar uma trégua temporária e interromper a luta. Quando eles encontraram o sangue, Damien e Snart apareceram e Rory estava em dúvida sobre o que fazer. Sara queria pegar a lança e lutar contra Damien, no entanto Rory se recusou a dar a ela. Rory mudou de lado e deu a lança para Snart. Ele ofereceu a Vixen para se juntar a ele, mas ela recusou. Como as Lendas queriam atacar, Snart jogou uma granada que fez com que a luta continuasse. Quando Snart, Damien e Rory foram afastados, Rory mencionou que estava arrependido. A equipe fugiu e Vixen ficou com raiva de Sara por não terem usado a lança. A equipe percebeu que nunca havia realmente confiado em Rory e isso poderia ter causado sua traição.

Nova realidade

A Legião utilizou a Lança para alterar a realidade, fazendo com que Sara e Vixen trabalhassem como as capangas pessoais de Darhk. Damien agora era o prefeito de Star City e havia matado diversos vigilantes, que incluí o Arqueiro Verde, Espartano, Cão Raivoso, o Flash, Canário Negro e o Retalho. Após uma longa perseguição, Sara e Amaya conseguiram capturar Felicity e levaram-a para Darhk, onde foi executada pelo mesmo.

Darhk ordenou que ambas encontrassem Mick, que havia mudado de ideia e traiu a Legião. Ao encontrá-lo, Sara e Amaya também encontraram Nate e Ray. Durante a luta, Heywood tentou conversar com elas, mas Amaya e Sara não se impressionaram e continuaram a tentar matá-lo. Amaya fugiu do local e Sara foi atingida por um tiro de arma, que reverteu os efeitos da lança e restaurou seu eu normal. De volta a seu eu normal, o grupo conversou com Sara de como trariam Amaya de volta. Sara retornou à Prefeitura e continuou a fingir sua lealdade a Legião do Mal. Com Leonard, Malcolm e Damien presentes, Sara tentou sair do local com Amaya. Porém, Darhk, que suspeitava de Lance, decidiu testá-la e questioná-la qual herói ela mais gostou de matar. Damien disse que amou matar Laurel, assim como havia feito na realidade original. Sara perdeu seu controle e o atacou, mas Damien utilizou sua magia para pará-la no ar e ordenou que Amaya a matasse. Porém, Sara foi capaz de atingir Amaya com a arma de memória, conseguindo restaurá-la. As duas fugiram e se encontraram com as outras Lendas.

Eles conseguiram recuperar Jax, e descobriram que Thawne trabalhava em algo para destruir a Lança do Destino e tornar esta realidade permanente. Eles então se prepararam para invadir o Laboratórios S.T.A.R. e roubar a Lança, e Sara se desculpou com Amaya, já que sua relutância em utilizar a Lança causou esta situação. A equipe ainda culpava Rory por sua ação, e se recusaram em levá-lo na missão. Quando Amaya tentou utilizar a Lança para restaurar a realidade, Leonard a congelou e estilhaçou seu corpo em pedaços e a matando instantaneamente, deixando a equipe devastada. Após se recuperar, Eobard pegou a Lança de Leonard e lançou-a no reator, conseguindo destruí-la. Thawne se vangloriou por agora essa ser a nova realidade, dizendo que não mataria as Lendas pois gostava de vê-los presos neste mundo sem capaz de fazer nada.

De volta à casa da mãe de Nate, a equipe refletiu sobre sua atual situação e tentaram encontrar uma nova solução. Eles chegaram a conclusão de voltar a 1916 e ajudar suas versões passadas, considerando esta a melhor das opções.

Conhecendo a si mesma

A equipe então contatou Rip e a Waverider, mas descobriram que eles haviam sido encolhidos e transformados em um peso de papel em uma mesa. Eles invadiram o laboratório de Thawne para recuperar o exoesqueleto de Ray, mas foram confrontados por Darhk, que foi nocauteado por Rory. Utilizando o traje de Ray, eles restauraram o tamanho normal da Waverider. Eles retornaram à França em 1916 para impedir a Legião de derrotar suas versões passadas. Mas Rip foi cético a respeito da missão, alertando-os que se interagirem com suas versões passadas, a linha do tempo poderá ser destruída. Jax perguntou o que aconteceria se as suas versões passadas conseguissem destruir a Lança e impedir que a realidade fosse reescrita, e Rip respondeu que a atual versão, originários da linha alterada e que viajaram à França 1916, não irão existir e seriam apagados da linha temporal. No campo de batalha, Ray foi capaz de recuperar o sangue de Cristo, mas foi confrontado por Thawne, que roubou o frasco e o destruiu. Sara alertou Ray para fugir, mas Thawne matou-o ao arrancar seu coração, horrorizando Sara. Furiosamente, ela tentou ir confrontá-lo, mas foi impedida por Rip. Da Waverider, Rory acalmou a equipe e disse que aquele Ray, que havia morrido, era apenas uma aberração, e que seu eu do passado ainda estava vivo. Sara então ordenou que as Lendas roubassem a lança de si mesmos. Para evitar que se encontrassem, Sara enviou Rip, Nate e Rory na Waverider do passado. Sara, do passado, confrontou-os ao entrarem na nave, mas o trio inventou uma desculpa e foram atrás da lança. Quando as versões passadas de Rip, Nate e Rory chegaram na nave, Sara tentou impedi-los de entrar. No entanto, a Sara do passado encontrou sua versão futura e ordenou que eles a atacassem. As Lendas do futuro apareceram e explicaram sobre o que havia dado errado, e que estavam lá para prevenir que a Legião do Mal reescrevesse a realidade. A Sara do Futuro conversou com sua versão passada, que estava furiosa por ela ter permitido que isto acontecesse. Sara do passado questionou-a porque não poderiam utilizar a lança, mas a Sara do futuro alertou que era muito perigoso.

A Waverider foi atacada por Leonard, Malcolm e Damien e quando tentaram fugir saltando no tempo, eles criaram uma tempestade temporal e fizeram com que a nave caísse. As Lendas do futuro se prepararam para enfrentar a Legião do Mal, enquanto as Lendas do passado escapavam para a outra Waverider. Durante o confronto, Rory, Jax e Nate foram mortos. Sara enfrentou Damien em um duelo, e eventualmente foi capaz de derrubá-lo. Quando chegaram na nave, Thawne trouxe consigo um exército de resquícios do tempo de si mesmo. Quando as Lendas foram atacadas pelos velocistas, Rip encorajou Sara para utilizar a lança, sabendo que ela era forte o bastante para não ceder aos desejos.

Sara and Laurel

Sara se reencontrando com Laurel ao utilizar os poderes da Lança do Destino.

Ao utilizar a lança, Sara teve uma visão onde esteve no apartamento de sua irmã, Laurel, prestes a assistirem a um filme. Ao perceber que isto não era real, Sara expressou sua crença de estar "quebrada", e percebendo que utilizando a lança ela poderia apagar os acontecimentos no Queen's Gambit, Lian Yu, na Liga dos Assassinos e a morte de Laurel. No entanto, Laurel afirmou que Sara não mudaria a realidade, com o sofrimento passado levando a esse momento. Ela explicou que a lança precisava de alguém que fizesse a coisa certa. Em lágrimas, Sara disse que fazer a coisa certa significava que nunca mais recuperaria a irmã, mas Laurel prometeu que ela "nunca estaria muito longe". As duas se abraçaram e Sara voltou à realidade.

Thawne tomou a lança de Sara e se preparou para apagar as Lendas da existência, mas notou que o encantamento dela não funcionara, onde Sara revelou que havia retirado os poderes mágicos da lança. Ele se preparou para atravessar o objeto por ela, mas foi interrompido pela chegada do Flash Negro, que havia sido libertado por Sara antes de retirar os poderes mágicos da lança. O Flash Negro atacou Thawne, conseguindo apagá-lo da existência, junto da lança e todos os resquícios do tempo de Thawne. O Flash Negro então rosnou diante ao rosto de Sara, e fugiu logo em seguida. A Sara do futuro começou a ser apagada da existência, dizendo para sua eu do passado que "lendas nunca morrem" antes de desaparecer. Após isto, Sara e a equipe começaram a lidar com os outros membros da Legião.

As Lendas levaram Malcolm e Leonard para seus lugares originais da linha do tempo, antes de Eobard recrutá-los. Sara levou Damien à 1987, onde Eobard havia o retirado, para consertar a linha do tempo. Damien alertou para Sara que, ao voltar à linha do tempo e continuar com o que fará, ele iria matar Laurel. No entanto, Sara revelou que tanto ela e Laurel já estavam prontas para isto. Quando Damien questionou-a de como saberia disto, Sara apenas sorriu sem nenhuma resposta, e utilizou um dispositivo para apagar suas memórias para que o futuro permaneça seguro

Sara viu Rip saindo da Waverider, que explicou que sairia da equipe já que ela estava bem sem ele e que não tinha mais nada para ensinar. Com a Legião do Mal derrotada, Rory sugeriu que a equipe fosse à Aruba para celebrar. Quando faziam o salto, a Waverider começou a voar e caiu em Los Angeles em 2017. Ao ver prédios futurísticos e dinossauros no mesmo local, Sara chegou a conclusão de que eles "quebraram o tempo".

Vivendo uma vida normal

Enquanto as Lendas tentavam descobrir como consertar a linha do tempo agora desgrenhada, eles quase foram atacados por um T-Rex apenas para que ele corresse para um portal que o levava de volta ao seu próprio período de tempo. Outros portais começaram a aparecer, onde Rip saiu de um deles e explicou a situação ao grupo, revelando que seus serviços não eram mais necessários. Ele revelou que quando saiu, embora tenha sido 15 minutos para equipe na verdade passaram-se 5 anos para Rip, formou a Agência do Tempo, uma organização profissional capaz de consertar os anacronismos sem os danos que as Lendas causavam em suas missões. Seis meses depois, Sara foi capaz de provar estar legalmente viva e começou a trabalhar em uma loja em Star City, onde se viu desprezando tanto o trabalho chato e rotineiro quanto o gerente insuportável que fantasiava sobre matar constantemente.[61]

Retornando a ação

Enquanto trabalhava, ela recebeu uma ligação de Mick, que estava em Aruba, e revelou que havia encontrado Júlio César. Sara se demitiu de seu emprego e foi procurar pelas outras Lendas. Ela se encontrou com Nate e Ray, que também estavam infelizes com seus empregos normais, e os três decidiram caçar os anacronismos e provarem-se para Rip. Quando entraram na sede da Agência, eles foram ameaçados pela agente Ava Sharpe e outros agentes. Sara foi capaz de dominá-la e desarmá-la, mas Rip acalmou a todos e as Lendas explicaram que haviam encontrado um anacronismo. Rip informou que a Agência utilizava a Waverider para treinar novos agentes. Agentes da Agência foram até Aruba e encontraram Mick e "Júlio", que, na realidade, era apenas um homem usando a fantasia do imperador. Rip expressou seu desapontamento a Sara, dizendo que as Lendas não eram mais úteis. Sara e as outras Lendas descobriram que César ainda estava em Aruba e roubaram a Waverider. Com toda a equipe reunida, eles decidiram que continuariam a proteger a linha do tempo, devido ao fato de que estavam entediados com suas vidas normais. Eles rastrearam Júlio em uma festa, onde Sara enfrentou-o e foi capaz de derrotá-lo.

Na nave, as Lendas estavam em dúvida se o devolviam a seu lugar na história ou levariam-o até a Agência do Tempo. Sara conversou com Júlio, que estava humilhado por ter sido derrotado por ela. Ela pediu por conselhos, e ouviu um discurso de César a respeito de orgulho. Sara mudou de ideia e as Lendas levaram César de volta ao lugar que havia desaparecido, assim como também apagando sua memória a respeito do futuro. Na nave, eles perceberam que a linha do tempo foi drasticamente alterada, pois agora César havia dominado o mundo todo. Nate Heywood percebeu que César roubou seu livro e utilizou como vantagem para dominação global. Rip, Ava e outros agentes entraram na nave e disseram que iriam consertar. Rip repreendeu Sara por tentar resolver as coisas ao invés de deixar que a Agência fizesse seu trabalho. Ava e os outros agentes tentaram tirar o livro de Júlio, mas Sara percebeu que aquilo era uma armadilha e a agente Sharpe foi capturada. As Lendas performaram uma missão de resgate, e Sara lutou ao lado de Ava contra a legião romana. Após a situação ser resolvida e a história restaurada, Ava disse que eles ainda eram incompetentes. Sara e Rip concordaram em permitir que as Lendas continuassem caçando os anacronismos.[61]

Caçando os anacronismos

Ray conseguiu fazer com que seu traje permitisse-o encolher objetos e organismos. Enquanto as Lendas procuravam pelos anacronismos, Sara queria que a equipe resolvesse algum problema fácil para que Ava não os vissem falhar. Eles então foram resolver um anacronismo em Wisconsin 1870 em um circo de diversões. Ao explorar o local, eles descobriram que o anacronismo era um tigre-dentes-de-sabre. Quando Ray tentou encolhê-lo, ele acidentalmente fez com que o animal aumentasse de tamanho e fugisse para a floresta. Por conta disto, o anacronismo se tornou pior. Sara decidiu ir até 1942 e recrutar Amaya para ajudá-los a respeito do tigre. Ela foi bem-vinda abordo, mas a tensão entre ela e Nate ainda permanecia. Sara e Amaya localizaram o tigre e, após encolhê-lo, levaram-o para a nave. Quando retornaram, encontraram Nate dormindo enquanto o resto da equipe havia desaparecido. De volta ao circo, Sara notou que alguém os espionava. Ela então encontrou Gary Green, um agente da Agência do Tempo. Ele foi levado a nave e interrogado por Sara, admitindo que havia sido enviado pela agente Sharpe para espiá-los. Sara forçou que Gary escondesse a situação de Ava, mas ela não acreditou. A agente Sharpe entrou na nave e Sara confrontou-a enquanto Martin e Jax iam resgatar as outras Lendas. Ava disse que ela estava lá para prender Sara e sua equipe. Sara antagonizou Ava, mas a agente não ficou impressionada, mencionando que sabia tudo sobre Sara.

Ava sacou um bastão e exigiu que Sara se rendesse. Sara pegou seus bastões e as duas mulheres se envolveram em um confronto. Sara quase acabou dominada pela agente altamente qualificada, mas conseguiu igualá-la. Depois de uma longa luta, ambas as mulheres acabaram em colapso de exaustão. Eles fizeram uma pausa e compartilharam uma bebida enquanto se recuperavam. O tigre atacou Ava, mas Sara a salvou. Irritada, Ava teve um deslize da língua quando disse que era estúpido para Rip pensar que as Lendas poderiam ajudá-los a combater um determinado inimigo. Ava disse que era estúpido Rip acreditar que as Lendas seria útil na derrota de um certo inimigo. Após as Lendas resolverem a situação no circo, Ava admitiu que Sara havia agido bem. Sara questionou-a sobre o que a Agência do Tempo estava enfrentando, mas Ava recusou-se a responder mais a respeito disto. Amaya admitiu a seus amigos que, utilizando o amuleto, ela não estava mais no controle e se tornava violenta, dizendo que ficaria com eles até resolver este assunto. Sara mencionou que a Agência do Tempo estava com medo de algo, mas as Lendas riram pois acreditavam que não havia nada pior que Vandal Savage ou o Flash Reverso.[62]

Uma nova Lenda

A Waverider recebeu um pedido de ajuda do agente Gary Green em 2042, na onde Sara decidiu buscá-lo e ajudá-lo. Ao encontrá-lo, ele se surpreendeu ao perceber que as Lendas responderam o chamado ao invés da agente Sharpe. Relutantemente, ele concordou em trabalhar junto deles, revelando que havia sido enviado lá para apreender uma viajante do tempo não autorizada, mas acabou sendo derrotado pela mesma. Sara, Ray, Nate e Mick localizaram Zari Tomaz, o alvo que a viajante do tempo queria matar, e tentaram convencê-la a ir com eles. No entanto, ela conseguiu escapar e fez com que um drone da A.R.G.U.S. os atacassem, sendo sucedido por outro ataque com diversos agentes da agência. As Lendas foram capazes de derrotá-los, e foram até a Waverider para saber o passado de Zari e se surpreenderam com o que viram. Sara perguntou a Mick onde ele achava que ela iria e ele adivinhou corretamente em seu antigo bar, embora ele estivesse angustiado com o que aconteceu com o local. Eles encontraram Zari novamente e desta vez foram capazes de convencê-la a sair com eles, infelizmente, a assassina os alcançou e ela e Sara brigaram, apesar de sua habilidade Sara foi superada pela assassina e Mick fez com que uma briga de bar se iniciasse, ajudando-os em sua fuga.

Sara e a equipe retornaram a Waverider com Zari, mas Gary não esteve contente com a chegada dela e acidentalmente revelou que estavam em uma nave do tempo. Zari concordou em ajudá-los, na condição que eles ajudassem-a tirar seu irmão da prisão da A.R.G.U.S., no que concordaram. Na invasão, eles descobriram que Zari havia os enganado mais uma vez e utilizou o totem de sua família para escapar. Eventualmente, a equipe encontraram Zari de novo, que estava sendo perseguida por Ray, mas antes que pudessem fazer algo, eles são interrompidos pela chegada da Agência do Tempo e Ava Sharpe. Sara adivinhou que foi Gary quem os havia contatado, e concorda entregar a localização da assassina, que havia chegado até Zari e Ray. Sara envia Amaya, Jax e Mick para ajudar Zari & Ray, enquanto ela distrai a agente Sharpe. Após o resgate de Zari e Ray, Sara esteve conversando com Gideon quando foi interrompida por uma mensagem de Sharpe. Ela diz que qualquer favor que Rip os fazia foi encerrado, e que em seu próximo encontro Sara e a equipe seriam presos.[63]

Problema com os Dominadores

Canário Branco e o Nuclear

Sara e as Lendas utilizando seus trajes para o Dia das Bruxas.

Em uma tentativa de restaurar a calma entre a equipe, Ray começou a fazer exercícios coletivos com seus amigos, mas, ao começá-lo, ele desaparece. As Lendas descobrem que Ray havia sido morto quando tinha oito anos, e então retornam a 1988 para resolver o assunto. Ao chegarem no ano destinado, Ray retornou. A equipe tentou descobrir o que havia acontecido, e descobriram que o pequeno Ray havia encontrado um Dominador bebê, no qual ele chamava de Gumball. Quando uma nave chegou em 1988, Sara foi investigar acreditando que era a Agência do Tempo, mas, na realidade, era a nave da mãe Dominadora. A Dominadora prendeu-a em um casulo, na onde Sara tentou conversar com ela, mas a alienígena leu sua mente. Sara despertou e enviou Amaya e Nate para a casa de Ray enquanto ela ia até a Waverider, que, infelizmente, havia sido levado por Mick, Jax e Stein até 2017. Ela aguarda o resto do time e está preparada para lutar com a mãe Dominadora, mas Rays, Zari e Gumball chegam e Gumball se reúne com sua mãe. A equipe observa o pequeno Ray se despedir de Gumball. Sara chora com isso, mas cobre ao concordar que ela e tinha gosma alienígena em seus olhos. Vestidos com seus trajes de super-heróis, as Lendas se reencontraram com o jovem Ray para o Dia das Bruxas.[64]

A ameaça de Mallus

Nate é capaz de encontrar uma conexão entre os anacronismos e a assassina, e então viajam para 1895 onde corpos sem sangues foram encontrados, dando a entender que isto foi causado por um vampiro. Quando a equipe encontram outro corpo, eles são surpreendidos pela chegada de Rip. Ele revela que está perseguindo uma criatura chamada Mallus por cinco anos, e pede a ajuda das Lendas em sua missão, no que concordam caso Rip fizesse com que a Agência do Tempo parasse de persegui-los. Eles concordam em utilizar Nate como uma isca, mas durante a missão de resgate eles acabam atacando a pessoa errada. Eventualmente, eles encontram Nate e, no mesmo local, Sara e Rip encontram o cadáver de Damien Darhk, percebendo que os "ataques de vampiro" são de um culto que queria trazer Darhk de volta à vida. Sara queria destruir o corpo de Damien, mas Rip prende a equipe na Waverider na esperança de utilizar a ressurreição como um meio de confrontar Mallus.

Sara e a equipe conseguem escapar, mas chegam tarde demais para impedir que Darhk fosse ressuscitado. Sara enfrenta Damien mas, por conta dos poderes mágicos do homem, acaba sendo impedida de se aproximar do mesmo. Ele e sua filha então escapam. Irritada com a traição de Rip, Sara contata a agente Sharpe e a Agência do Tempo, revelando a localização de Rip. Após confrontá-lo e cortar a relação que tinha com seu antigo líder, a Agência do Tempo entra na Waverider e apreende Rip. A agente Sharpe agradece Sara, dizendo que ela e as Lendas estão livres para voar. Antes de ser levado, Rip diz a Sara que Mallus está se tornando poderoso cada vez mais, e que as Lendas serão necessários em uma batalha que se aproxima.[65]

Após Rip ser preso, Sara decidiu que se não tornará igual a ele. Enquanto detectavam um anacronismo, ela e Nate sentiram uma explosão e quando Ray, Jax e Stein entraram na sala, ela se irritou ao descobrir que Martin e Jax haviam trocado de corpos. O resto da equipe chegou e revelaram que uma mulher havia sido deslocada de seu tempo, e fez com que os estúdios de Hollywood causassem uma guerra para ver quem ficaria com a moça. Ela enviou Nate, Amaya e Zari para fazerem reconhecimento, descobrindo que a mulher fora de sua época era Helena de Tróia. A equipe tentou retirá-la dos estúdios, mas são encontrados por Damien Darhk. Antes que Sara e Zari pudessem atacá-lo, ele utilizou sua magia para segurá-las no ar. Ele desarma Sara e os dois conversam, e a ameaça dizendo para que ela parasse de consertar os anacronismos e retornasse a 2017, se não ele mataria todos os membros de sua equipe. Uma luta entre Mick, Nate e Ray começou devido aos três serem pegos pelo feitiço de beleza de Helena e são mandados de volta a Waverider. Percebendo que o feitiço apenas afeitavam os homens, Sara decidiu que ela, Amaya e Zari iriam retirá-la do estúdio.

Elas conseguem realizar o objetivo, e Helena se surpreende ao fato de que as três mulheres são guerreiras. Após retornarem a Waverider, eles ficam consternados ao descobrir que, devido ao seu envolvimento no fluxo de tempo, as tecnologias da nave haviam desaparecido. Stein (no corpo de Jax) é atacado por Damien e Nora Darhk, mas Sara, Jax (no corpo de Stein), Mick, Ray e Nate conseguem salvá-lo. Sara desafia Damien a um confronto, seguindo as regras da Liga dos Assassinos: sem mágica. Damien concorda e o confronto se torna cirrado pois ambos são guerreiros competentes, mas Sara prova-se ser melhor e consegue derrotá-lo. Antes de poder matá-lo, Nora utiliza sua magia em Sara e a arremessa para trás, onde Damien revela que ela é sua filha. Nora drena uma grande parte da energia e força-vital do corpo de Sara, mas Nuclear consegue fazê-los fugir. Sara é deixada inconsciente e extremamente fraca, e é levada de volta a Waverider por Ray, onde Gideon é forçada a colocar Sara em coma médico por alguns dias para que ela possa curar e recuperar sua energia que foi tirada dela. isso deixou a nave sem um capitão.[66]

Enquanto a equipe esteve em uma missão no Vietnã de 1967, onde encontraram o Gorila Grodd e descobriram que o vilão sabia sobre a equipe viajante do tempo. Ele consegue chegar a nave e utiliza seus poderes para controlar o corpo de Sara. Ele tenta utilizá-la para ferir Stein, mas ela foi nocauteada por Isaac Newton. Ela desperta algum tempo depois e é recebida pela equipe. Ela diz à equipe que Gideon lhe deu um atestado de saúde, mas que não tinha certeza a respeito de um grande inchaço na cabeça. Parece que ela não se lembra de onde a tirou e provavelmente acha que bateu a cabeça no chão quando desmaiou depois que Nora a atacou.[67]

Crise na Terra-X

Sara e Alex

Sara e Alex sendo confrontadas por Prometheus durante o ataque no casamento.

Em uma missão na Inglaterra de 1183, Sara, Jax, Stein e Mick enfrentavam alguns soldados quando ela questiona se haviam confirmado presença ao casamento de Barry e Iris. Eles lidam com os soldados e então partem para Central City. Durante o jantar de ensaio, Sara conhece a irmã adotiva de Kara/Supergirl, Alex Danvers, e as duas começam a beber juntas. Logo após isto, as mulheres perdem o discurso de Joe por estarem se beijando no lado de fora do CC Jitters. Elas vão a um quarto de hotel onde, ao menos, fazem sexo três vezes. Na manhã seguinte, após perceber o que havia acontecido após seu recente término com sua namorada, Alex sai de fininho do quarto. Embora ainda estivesse dormindo, Sara ouviu Alex cair da cama enquanto tentava sair. Na tarde do casamento, Sara cumprimentou Kara e Alex no lado exterior da igreja, perguntando para a irmã mais velha como sua bunda estava devido a queda. Enquanto assistia ao casamento, Sara viu que o padre havia sido evaporizado e que estavam sendo atacados por Nazistas, liderados pelo Arqueiro Negro, Overgirl e Prometheus. Sara e Alex se unem e conseguem derrotar diversos nazistas, enfrentando o líder deles, Prometheus, logo em seguida. Sara e Alex conseguem derrotá-lo e o levam como prisioneiro. No Laboratório S.T.A.R., Sara e Jax foram responsáveis por colocar Prometheus no pipeline.[68]

Sara na Terra-X

Sara alertando aos outros heróis que estão presos na Terra-X.

Enquanto discutiam como era possível nazistas da 2ª Guerra Mundial atacá-los em pleno século 21, Sara e as Lendas descartaram a opção de serem anacronismos. Harry Wells então revela que estes são habitantes da Terra-X, uma Terra onde os Nazistas venceram a 2ª Guerra Mundial. Após descobrir a localização de Overgirl, devido a seu sistema envenenado por radiação solar, Sara e o Arqueiro Verde, Flash, Supergirl, Alex e o Nuclear vão enfrentá-la pessoalmente e acabam entrando em confronto com ela, Flash Reverso e um batalhão nazista. A equipe estava saindo vitoriosa, mas o confronto tornou-se perdido após a chegada de Metallo, que utilizou seus poderes de Kryptonita para nocautear a Supergirl e permitir que a Overgirl e o Flash Reverso derrotassem o restante do grupo. Sara entrou em combate com a Overgirl, onde acabou perdendo e foi enforcada pela vilã e pressionada em uma parede. Após sua derrota e serem amarrados, eles então descobrem que a Overgirl está morrendo, e planejavam utilizar o coração saudável da Supergirl para substituir o órgão que falhava a cada vez que utilizava seus poderes. Eles então são nocauteados pelo Metallo, e acordam em um campo de concentração na Terra-X.[69]

Sara e os heróis

Sara, Alex, Arqueiro Verde e Leo Snart invadindo a base dos nazistas.

Enquanto estavam presos no campo de concentração, eles conhecem Ray Terrill. Após isto, eles se encontram com a sósia de Quentin Lance e, ao avistar Sara, ele a questiona do porque estar presa. Sara admite que é bissexual, e a sósia de seu pai revela que sua filha também era, e por isto teve de matá-la. Ele levou Sara, os outros heróis e Ray para serem executados. A equipe tentou realizar um plano e atacar os nazistas, mas os colares que utilizavam lhe deram choques. Prestes a serem executados, os heróis foram salvos por Leo Snart, a sósia da Terra-X do antigo companheiro de equipe de Sara. No quartel-general, os heróis descobrem que o General Winn Schott planejava destruir a base dos nazistas, que continha o portal que os levariam de volta à Terra-1. Alex tenta convencê-lo, mas ele se recusa a ouvir. Sara encontra Alex tentando encontrar uma arma e as duas conversam, Alex admite que está preocupada com Kara e que, se não tivesse sido distraída por Sara, ela estaria em segurança. Sara então menciona que sabe como é, dizendo a Alex sobre a morte de Laurel, Alex então menciona que ela quer voltar para sua Terra e encontrar Maggie, e Sara confessa que ainda está apaixonada por Nyssa e quer voltar para ela. Após Ray e Snart convencerem Winn em permiti-los atacar a base, Sara e Alex se unem e enfrentam diversos nazistas. Infelizmente, durante a invasão, Martin é ferido, mas conseguem retornar à Terra-1 e destruir Metallo.[70]

Sara conversando com os heróis

Sara dizendo "Pelo Professor" aos heróis antes do último confronto com os nazistas.

Após retornarem à Terra-1, Jax leva Martin à Waverider para que Gideon pudesse curá-lo. Infelizmente, o ferimento de Martin estava muito sério, e sua ligação com Jax era a única coisa que o mantinha vivo, mas isto também matava lentamente Jefferson. Para salvar Jax, Martin acaba tomando a cura que separaria o Nuclear e, após isto, morre. Sara entra na enfermaria e vê Jax chorando sob o cadáver de Martin, e caminhou até ele e lhe deu um beijo na testa. Sara, Oliver e diversos heróis conversam com o Oliver da Terra-X, que demandava a rendição da Supergirl em troca dos nazistas recuarem para a Terra-X. Os heróis se recusam a entregá-la facilmente sem lutar. Durante um confronto nas ruas de Central City, os heróis conseguem derrotar os nazistas e cada um de seus líderes morre, com exceção do Flash Reverso que escapa. Após isto, os heróis compareceram ao funeral de Martin para dar um último adeus ao herói caído. Sara e Alex se despedem, e ambas admitem uma a outra que talvez exista alguém lá para elas. Mick os interrompe e diz a Sara que a Waverider está pronto, Sara se despede de Alex e sai com Mick, que a questiona se ela fez sexo com Alex, ela responde dando um tapa na parte de trás da cabeça dele.[71]

Enfrentando Mallus

"Trabalhando" com Darhk

Nate notou um alerta e avisou a equipe que Amaya havia roubado a jumpship e retornou a 1998, e logo foram notados por Rip que Grodd iria atrás de Barack Obama em 1979. Zari ofereceu permanecer na Waverider e procurar por uma brecha para que Amaya pudesse salvar sua família. Sara então liderou Mick e Ray na missão de resgatar Obama, na onde foram capazes de encolher Grodd e aprisioná-lo em uma jarra. Sara se encontrou com Rip, onde foram encontrados por Darhk, que lhes disse que gostaria de trabalhar com eles. A equipe levou-o até a Waverider e fizeram um círculo mágico para deixá-lo preso, mas Ray não conseguia realizar o feitiço. Darhk então entregou o Totem da Água como um gesto de sua confiança, e então o círculo se ativou. Ray pediu para que Darhk tentasse enforcá-lo com seus poderes mágicos e, quando tentou, as Lendas notaram que o feitiço havia funcionado e ele estava sem seus poderes. Darhk explicou que queria salvar sua filha e que os ajudariam a derrotar Mallus. Sara ordenou que Mick matasse-o, pois não confiava nas palavras do homem. No entanto, Rip e Ava disseram para permanecerem calmos e pensarem direito no assunto.

Ava conversou com Sara, que disse que não matou Darhk pois a missão era mais importante. Sara perguntou por que ela não estava com raiva de Rip enganá-la, e Ava disse que esteve priorizando a missão, mas Sara disse que ela apenas estava negando seus problemas pessoais. Sara foi conversar com o Barack Obama, explicando tudo que havia acontecido com ela. Obama disse que a resposta das situações é humana, e que Ava apenas seguia as regras e regulações, mas achou que as Lendas se sairiam melhores nesta situação do que a Agência. Sara o agradeceu e apagou sua memória e foi conversar com Darhk, dizendo que não acreditava nele e que iria matá-lo após a missão. Darhk concordou com os termos e então ele e a equipe começaram a trabalhar na situação juntos. Ray inventou um plano de voar até a orelha de Nora e imitar a voz de Mallus, dando-a ordens diferentes. A equipe viu Rory assistir O Senhor dos Anéis e notaram John Noble interpretando Denethor, assimilando a voz do ator com a de Mallus. A equipe foi até o set de gravação do filme e fizeram John dizer as "novas falas" escritas enquanto Ray gravava o áudio. Após isto, Ray utilizou a gravação para levar Nora e Darhk até a Waverider. Na nave, ela ficou presa em um círculo mágico, enquanto seu pai se desculpava com ela por suas ambições torná-la uma vítima.

Sara conversou com Darhk e o perguntou onde seu coração estava quando havia matado Laurel. Ele explicou que suas ações são imperdoáveis, mas que naquele momento ele não sabia da dor que havia causado. Sara disse que eles não poderiam desfazer suas ações. Darhk disse a ela que até o pior poderia se tornar inteiro novamente, e a elogiou por ter se transformado de assassina a uma Lenda. Sara disse a ele que não era suficiente, mas Darhk disse que ela deveria parar de se culpar por ter sido tomada pelo Totem da Morte, porque ela resistiu ao seu poder por causa do amor. A equipe começou a procurar por brechas para salvar o vilarejo de Amaya, mas não havia alguma. Sara sugeriu libertarem Mallus para que pudessem matá-lo. A equipe foi contra a ideia de Sara, mas Darhk sugeriu que ele poderia utilizar o totem da morte. Sara entregou o Totem, no que enfureceu Ava e ela saiu da sala. Sara tentou convencê-la, mas Ava respondeu que desde que havia descoberto que era uma clone, ela não confia mais em seus sentimentos. Sara a beijou e disse que a amava, no entanto ela saiu andando. A equipe se reuniu e se armaram com os totens, onde Nate utilizou o da terra e Ray o da água.

Enquanto Esi defendia a vila dos senhores da guerra, as Lendas descobriram que a linha do tempo havia sido alterada e Darhk havia os traído, libertando Grodd para atacar o vilarejo. As Lendas confrontaram Darhk, mas ele utilizou o totem para se proteger, explicando que ele apenas queria salvar sua filha. Darhk permitiu que Nora escapasse e atacou Palmer, mas Sara o esfaqueou e recuperou o totem. Neste instante, Nora então se transformou completamente em Mallus.[72]

Derrotando o Demônio do Tempo

A equipe atacou Mallus, mas não foram capazes de derrotá-lo e então foram forçados a recuar. Na Waverider, Sara e as Lendas descobriram que Rip havia pego uma bomba e tornou-a instável, no que sacrificaria sua vida mas daria tempo para a equipe escapar. Sara conversou com Rip, onde Hunter disse que estava orgulhoso da equipe e esperava que todos eles viveriam de acordo com o nome "Lendas". Enquanto se despediam, Rip se explodiu e Mallus avançou em sua direção. Apesar de estarem de luto, as equipes reconsideraram suas opções. Sara disse que os levariam a um lugar onde Mallus não poderia encontrá-los, e decidiram se esconder em Salvation, no velho oeste de 1874. Sara conversou com o prisioneiro, Darhk, e disse que não iria matá-lo, mas fazê-lo viver pelo resto de sua vida sabendo que ele havia destruído Nora. A equipe foi até um bar local e conversaram sobre seus problemas enquanto bebiam. Eles foram interrompidos pela chegada de Jonah Hex, agora o xerife da cidade, e Sara lhe disse que estavam lá para não causarem problemas.

De repente, a cidade foi invadida pelo Barba Negra, Júlio César e Freydis, que estavam sendo controlados por Mallus. Rory perguntou-se porque de Mallus enviou lacaios ao invés de ir por conta própria, e então a equipe notou que ele ainda pode estar se recuperando após o ataque de Rip. Após uma discussão, César disse que as Lendas deveriam entregar o totem ou se não a cidade seria invadida. Amaya descobriu que os primeiros portadores do totem conseguiram derrotar Mallus a criar um "ser de puro luz" para enfrentar o demônio do tempo. A equipe formou um círculo e tentou criar um ser de luz, onde Amaya disse a Sara que ela deveria utilizar o totem da morte ou se não tal ser não estaria completo. Enquanto tentavam criar, eles notaram que estavam conectados telepaticamente. Eles tentaram criar um guerreiro, mas por conta de suas dúvidas, eles fracassaram. De repente, Ava saiu de um portal com a Helena de Tróia, Kuasa e Jax para ajudá-los.

As Lendas utilizam os totens para invocar um Beebo

As Lendas, na forma de Beebo, enfrentando Mallus.

Ava convenceu Sara e a equipe que eles eram dignos de portar os totens, dizendo que eles haviam ajudado diversas pessoas. Após viajarem no passado, Ray e Damian salvaram Nora e Darhk assumiu o local de Nora para salvá-la, sacrificando sua vida durante o processo. A equipe se preparou para o confronto final enquanto os piratas, romanos e os vikings invadiam a cidade. Sara deu um discurso para a equipe e seus aliados e eles partiram para a guerra. As Lendas utilizaram novamente seus totens para criar um ser de prua luz, que se manifestou na forma de um Beebo gigante. Beebo enfrentou Mallus em um confronto, onde, eventualmente, destruiu Mallus. Após o confronto, Beebo desapareceu e as Lendas retornaram da poeira. Enquanto celebravam, Sara disse que Rip estaria orgulhoso deles. Eles então entregaram o totem para Kuasa e Sara se despediu de Ava.

Após o confronto com Mallus, a equipe decidiu tirar alguns dias de férias e foram para a praia de Aruba. Enquanto relaxavam, John Constantine e Gary apareceram, onde revelaram para a equipe que libertar Mallus de sua prisão foi um erro, e que agora uma nova ameaça estava solta pela linha temporal.[73]

Outra morte na família

Sara e Felicity

Sara abraçando Felicity após receber notícias de seu pai.

De algum modo, Sara foi contatada pela Laurel Lance da Terra-2 (que, recentemente, havia se tornado uma filha para Quentin) para informá-la que seu pai foi atingido e estava em um hospital. Ela foi até Star City e se encontrou com esta Laurel pela primeira vez. Ela questionou-a como seu pai estava, e Laurel lhe disse que estava em cirurgia. Quando Sara questionou-a se ela era parecida com a sua Laurel, esta sósia respondeu que não, desapontando Sara.

As duas se aproximaram do quarto de Quentin e notaram Oliver sendo levado por agentes do FBI, após ter tido admitido que era o Arqueiro Verde. A Dra. Elisa Schwartz chega e disse que a cirurgia havia falhado e Quentin morreu. Sara e Laurel começaram a chorar, e Oliver disse que sentia muito antes de ser levado pelos agentes. Enquanto Oliver era levado, Sara abraçou Felicity. Logo em seguida, Sara e Laurel choraram em cima do cadáver de Quentin.[74]

Crise nas Terras Infinitas

Indo à Terra-16

Sara e Ray na noite de jogos

Sara e Ray em uma noite de jogos em Star City, onde descobriu que Palmer havia alterado a linha temporal.

Em 10 de Dezembro de 2019, Sara e Ray Palmer estiveram em um bar em Star City, onde participavam de uma noite de jogos. Na última pergunta da noite, que era "qual a última música gravada por Janis Joplin", Sara e Ray estavam convencidos que sua resposta ("Mercedes Benz") seria a correta, porém o apresentador anunciou que as Lendas perderam. Ray revelou que quando foram a Woodstock em 2018,[75] a falecida cantora percebeu Ray em seu traje, fazendo com que a história fosse alterada e a canção "Pequeno Homem Robô", apelido que Janis deu a Ray, fosse sua última composição. Neste instante, Lyla Michaels, que utilizava um traje, apareceu em cima de uma mesa. Embora Sara tenha questionado-a respeito de sua vestimenta, Lyla não a respondeu e cobriu ela e Ray em uma luz branca. Lyla, agora chamada de Precursora, revelou para Sara e Ray a respeito da Crise nas Infinitas Terras, um evento que destruiria todas as Terras do multiverso. Ela e Ray, ao lado de Barry Allen, foram enviados para fazer reconhecimento.

Ao serem levados para a Terra-38, Sara, Ray e Barry impediram que a Supergirl destruísse uma torre quântica que havia emergido no centro de National City. A Precursora explicou que isto era o plano do Monitor como uma "última linha de defesa", onde a torre atrasaria a antimatéria e a impediria de atingir a Terra, descobrindo também sobre a existência do Anti-Monitor e seu objetivo de destruir as torres. Brainiac-5 localizou a cápsula do filho do Superman e Lois Lane, revelando que o bebê estava em Star City 2046 na Terra-16, fazendo com que Sara e Ray percebessem que viajaram para um universo alternativo em suas primeiras aventuras.[52] Sara se voluntariou a acompanhar Lois, dizendo que conhecia o terreno. Antes de partir, ela conversou com Oliver, falando que já havia visto muitas formas de Oliver, mas que nunca pensaria ver "Oliver pai também". Ambos concordaram que isto era estranho, mas disse que isto combinava com seu amigo.

Sara, Brainy e Lois

Sara, Brainy e Lois na Arrowcave da Terra-16.

Na Terra-16, o trio chegou na antiga base do Arqueiro Verde, onde Brainiac-5 havia encontrado assinaturas de Jonathan. Embora Brainy não entendesse o motivo de Oliver ter "sequestrado um bebê", Sara explicou que o homem acreditava estar o salvando. De repente, Brainy foi pego de surpresa e uma corda foi amarrada em seu corpo. Sara sacou seu bastão e Oliver se revelou. Embora tentasse conversar com o homem, Oliver continuou atacando-a repetidamente até perceber que aquela era a Sara. Quando questionada sobre como ela estava viva, Sara respondeu dizendo que isso era uma "longa história", e Lois, carregando seu filho, agradeceu Queen por ter salvado seu filho. Quando Oliver disse que se culpava por ter levado sua sósia ao Gambit, Sara fez um discurso explicando que "a escolha foi só dela", e que na Terra dela esta jornada "desencadeou intermináveis eventos" e estava feliz por estar viajando pelo tempo, explicando que entrar no Queen's Gambit junto de Oliver "foi destino". A reunião foi encurtada por Brainy, alertando-a que deveriam retornar. Ele abriu uma brecha com um extrapolador interdimensional, onde antes de partir Sara lembrou-o que ele era "um bom homem em todas as Terras" e pulou pelo portal.

Sara após a morte de Oliver

Sara após ver seu amigo de longa data em seus últimos suspiros.

De volta à Terra-1, Sara, Brainy e Lois passaram por uma brecha. Ao ver Oliver deitado em uma maca seriamente ferido, ela correu em sua direção para vê-lo. Embora estivesse mentindo, Oliver garantiu que estava "tudo bem". Sara assistiu Oliver se despedir de sua filha em seus últimos suspiros. Após sua morte, o Monitor revelou que aquela não era a morte que havia previsto para Queen. O Pária completou dizendo que as coisas estavam se alterando, e tudo estava condenado.[76]

Tentando ressuscitar Oliver

Kate, Sara e Kara

Sara, Kate e Kara bebendo em homenagem a Oliver.

Após a morte de Oliver, os heróis foram até os Laboratórios S.T.A.R. em Central City. Sara, Kara e Kate Kane estiveram bebendo em homenagem ao herói falecido. Quando Kara disse que Oliver se sacrificar por ela e Barry foi um erro, Sara apontou que seu sacrifício havia salvado "um bilhão de pessoas a mais", e que isto não foi um erro, dizendo que Oliver morreu do jeito que ele viveu: um herói. Neste momento, a Precursora apareceu em um clarão de luz e Sara a cumprimentou. Ela ouviu Ray e o Monitor discutirem a respeito de "sequestrar" a Waverider, mesmo que o restante das Lendas ainda estivesse na nave. Sara então revelou que havia prometido a sua equipe que eles nunca mais teriam de "participar em outro crossover". A Precursora disse que a equipe não era necessária, e que havia um multiverso todo com diversas Waveriders para que pudessem utilizar. Ela então partiu à outra Terra em um clarão de luz.

Após descobrir ser uma Paragon, especificamente a "Paragon do Destino", Sara descobriu que Mia e Barry planejavam utilizar um Poço de Lázaro para ressuscitar Oliver. Sara tentou advertir Mia a respeito das consequências que se sucede após utilizar um Poço, mas ela ignorou o recado de Lance e revelou que Nyssa havia dito tudo necessário a respeito do Poço, assim como tudo que "precisava saber" de Lance. Procurando um meio certo de fazer isto, Sara procurou por John Constantine para auxilia-los a encontrar um Poço de Lázaro existente no multiverso, já que todos da Terra-1 haviam sido destruídos por Thea e Nyssa. Após Constantine criar um mapa do multiverso, eles encontraram uma única Terra com um Poço funcionando. Antes de partirem, Sara fez Constantine prometer que traria Oliver de volta.

Sara, Mia, Barry e Constantine tentando trazer a alma de Oliver

Sara, Mia, Constantine e Barry tentando trazer de volta a alma de Oliver.

Na Dakota do Norte da Terra-18, o grupo encontrou o Poço de Lázaro em uma caverna. Enquanto Constantine e Barry retornavam à Waverider para trazerem o corpo de Oliver, Sara e Mia permaneceram na caverna para limpá-la. Sara tentou persuadir Mia a desistir do plano, embora sem resultado, e disse que a filha tinha muita semelhança com seu pai ao aceitar um não como resposta, mas herdou a inteligência de sua mãe. De repente, as duas mulheres foram confrontadas pela sósia de Jonah Hex. Após um combate, Sara e Mia conseguiram vencê-lo em um trabalho em equipe. Após Barry e Constantine chegarem com o corpo de Oliver, Sara mandou-os colocarem-o na água do Poço. Após aguardarem severos minutos, Oliver pula para fora do Poço. Embora Mia tentasse conversar com seu pai recém-ressuscitado, o homem estava sem sua alma. Quando ele avançou para atacá-la, Sara o nocauteou com um tranquilizante. Após apagá-lo, o grupo tentou trazer a alma de Oliver de volta, mas devido a antimatéria, Constantine não foi capaz realizar o feitiço necessário.[77]

Sara no Ponto de Fuga

Sara alertando aos Paragons que estão no Ponto de Fuga.

Embora não fossem capazes de trazer a alma de Oliver de volta, Sara levou seu corpo de volta à Waverider. Enquanto estava na enfermaria ao lado dele, John Diggle a confrontou a respeito de seu erro. Ela então revelou que eles pretendiam trazer sua alma do mesmo jeito que fizeram com ela: ir ao Purgatório. Ela também revelou que Lyla havia desaparecido. Ela viu Diggle confrontar o Monitor a respeito do desaparecimento de sua esposa, e também se entristeceu ao receber a notícia de que ela poderia estar com seu adversário. Após ouvirem o plano do Monitor, Sara prometeu que cuidaria do corpo de Oliver assim como atualizar Diggle a respeito da Precursora enquanto ele iria ao Purgatório trazer a alma de Oliver. Ainda na enfermaria, mas agora vestida com seu traje, Sara ouviu Leonard chamar a todos para a ponte. Embora tentasse ir, ela foi envolvida por um clarão de luz. Ela revelou aos outros Paragons que estavam no Ponto de Fuga, descobrindo que a Waverider, assim como as pessoas abordo, foi destruída pela Precursora, controlada pelo Anti-Monitor, e pego pela antimatéria. Após isto, ela assistiu ao corpo do Superman da Terra-96 brilhar e ser substituído por Lex Luthor, que havia utilizado o Livro do Destino para se tornar o "Paragon da Verdade" ao invés do herói. Ele então questionou aos heróis o que fariam a seguir.[78]

Recriando o universo

Paragons conhecendo o Espectro

Sara e os Paragons conhecendo o Espectro.

Após serem teleportados ao Ponto de Fuga, Sara e os demais Paragons ficaram presos no local sem terem para onde ir. Nos meses seguintes, Sara perdeu sua suas esperanças de houver um amanhã. Ao avistar Ryan Choi e Lex, ela questionou-os o que faziam, descobrindo que os homens estavam tentando construir uma máquina de teletransporte com os destroços no local. Quando Lex testou-o, o dispositivo falhou. De repente, Barry, que havia desaparecido, ressurgiu, e Kate tirou-a do caminho do velocista. Os Paragons descobriram que Barry havia ido a Força de Aceleração, na esperança de procurar um meio de sair do local, mas não encontrou nada. Sara e os demais tentaram acalmá-lo, que queria retornar para a Força de Aceleração. De repente, Oliver, trajado com uma roupa verde, apareceu dizendo que a Força de Aceleração era a chave para salvar a todos. Embora fosse Oliver, o mesmo confirmou que era algo a mais, um "espectro". Ele revelou que os heróis teriam de ir ao Início dos Tempos para derrotar o Anti-Monitor e impedir que seu universo de antimatéria torne-se permanentemente, enquanto outros iriam ao planeta Maltus para impedir que Novu criasse sua sósia de antimatéria.

Sara vendo Oliver enfrentando o Anti-Monitor

Sara vendo Oliver enfrentar o Anti-Monitor.

Enquanto levava os Paragons ao Início dos Tempos, Barry foi atacado pelo Anti-Monitor e os perdeu pela Força de Aceleração. Oliver utilizou sua essência para manter seus amigos conectados, impedindo-os de caírem da Força de Aceleração. Sara retornou à época em que foi morta por Thea, onde seu cadáver estava na Arrowcave. Ela "ressuscitou" quando Barry a tocou, passando eletricidade para seu corpo. Ao despertar, ela se surpreendeu ao vê-lo e por onde está. Antes de poder conversar com Laurel Lance, Barry a levou de volta ao Início dos tempos. Lá, eles descobriram que o Anti-Monitor ainda existe apesar de Ryan ter convencido Novu da Terra-1 em não realizar o experimento. Porém, a sósia diz que embora tivessem convencido apenas um Novu, existia diversos outros universos onde tal não desistiu de sua arrogância. Ela e os outros Paragons descobriram que eles iriam recriar o universo, e que teriam de esperar o momento certo para fazê-lo. Os heróis então partiram em direção ao confronto e enfrentaram diversos demônios das sombras que apareciam para impedi-los. Ao ser questionada se era "comum salvar o mundo", Sara disse que ela e sua equipe "geralmente melhoramos as coisas". Depois do árduo confronto, os demônios das sombras desapareceram e os Paragons notaram uma luz sendo emitida em direção ao céu. Eles perceberam que Oliver havia acendido a faísca, e agora deveriam espalhar a chama. Eles chegaram na conclusão de utilizar a última página do Livro do Destino para "espalhar a chama", se focando em "Humanidade, Verdade, Amor, Destino, Honra, Coragem e Esperança".

Sara e Barry com Oliver

Sara e Barry com Oliver.

Quando a montanha explodiu, Sara demandou que Barry levassem-os até lá. Ao chegarem, encontraram o corpo de Oliver caído ao chão. Mal conseguindo falar, Oliver os fizeram prometer que cuidariam de sua família. Ao parabenizá-los por terem conseguido, Sara e Barry olharam para cima e viram um novo universo sendo criado.

Sara e Barry chorando por Oliver

Sara e Barry após Oliver morrer.

Sara tentou fazer com que seu amigo continuasse com ele, embora o mesmo já esteja pronto para partir. Fraco, Oliver disse que "o fim e um começo" e disse para Barry relembrar-se do que havia dito a ele, "morrer é a parte fácil". Ele revelou aos seus companheiros que estava em paz, dizendo que "os verdadeiros heróis são os que tem que continuar vivendo", e implorou para que continuassem salvando o mundo e sendo os heróis que são, e que nunca parem. Em seu último suspiro, Oliver disse que o novo mundo precisará de ambos. Após isto, Sara e Barry choraram em cima do cadáver de seu antigo companheiro. Eles olharam para cima e viram o universo ainda sendo criado, e ambos se abraçaram quando um clarão de luz os cobriu.[79]

Enfrentando o Anti-Monitor

Sara em Star City

Sara após despertar em Star City em um novo universo.

Após sua batalha no Início dos Tempos, Sara despertou em um beco em Star City, confusa e se perguntando como havia retornado até lá. Ela caminhou até a rua, enquanto, ao mesmo tempo recebia flashes de eventos durante a Crise. Ela pegou seu celular e ligou para Ray, questionando-o onde estava. Ela se encontrou com ele em um bar e o abraçou, feliz por vê-lo vivo, mas deixando Palmer confuso. Ela o questionou se relembrava de tudo que havia acontecido, mas o mesmo não entendeu o que ela estava falando e a perguntou se houve um crossover e se foram convidados. J'onn utilizou seus poderes psíquicos para se comunicar com ambos e, ao se aproximar, Ray ficou contente ao vê-lo, deixando Sara confusa pois seu amigo não havia conhecido o Marciano da Terra da Supergirl anteriormente. Sara então descobriu que os universos (Terra-1, Terra-38 e Terra-RN) foram combinados e que apenas os Paragons se lembravam de tudo como era antes, e viu J'onn devolver a memória de Ray a respeito dos eventos da Crise. Sara então partiu para encontrar Oliver, acreditando que o mesmo havia ressuscitado e recolocado no universo.

Sara e os heróis na Arrowcave

Os heróis descobrindo que um Beebo gigante estava atacando a cidade.

Ela foi até a Arrowcave, na esperança de encontrá-lo lá. Ao entrar, ela encontrou seu manequim, mas seu seu traje. Ela foi aproximada por Diggle, Dinah Drake e Rene Ramirez, onde os três disseram que J'onn havia passado por lá e restaurado suas memórias. Ela tentou confortar Diggle, dizendo que apesar de terem morrido antes e agora estavam de volta, acreditando que Oliver possa ter voltado com eles. Rene revelou que pediram a ajuda de Felicity para encontrá-lo, mas não obtiveram nenhum resultado. Ainda esperançosa, Sara disse que ela não conseguiu achá-lo pois ele estar na forma de Espectro. Após perceber que Oliver havia partido de vez, ela abraçou Diggle. Em seguida, Barry e Kara apareceram no local felizes por seus universos terem sido unificados, dizendo que toda National City e Argo estavam no mesmo universo. Eles então descobriram que um Beebo gigante estava atacando a cidade, e se questionou como isto era possível. Ela contatou Ava e Nate, que estavam na Waverider, questionando-os a respeito de Behrad. Eles confirmaram que ele e o totem ainda estavam na nave, e perguntaram-a se ela precisava de ajuda, no que ela negou clamando que não queria ninguém "envolvido nessa bagunça", mas foi alertada que um deles já estava lá. Enquanto comandava a missão, ela se surpreendeu ao ver que Mick Rory também estava lá. Após descobrir que o ataque de Beebo era apenas uma distração, a Canário Branco e o Flash foram confrontar Sargon, que roubava uma joalheria. Apesar de elogiá-lo pela distração, Sara disse que Beebo "estava fora dos limites" e o socou, nocauteando-o e derretendo o Beebo gigante.

Sara após salvar Ryan

Sara após salvar Ryan de um demônio das sombras.

À noite, Sara sentou-se em uma praça da cidade quando Barry chegou, que disse estar procurando por ela. Sara contou a história de que ela e Laurel corriam em uma árvore para escalá-la, e que ganhava toda vez e por isso acreditou que sua irmã a deixava ganhar. Embora muitas coisas tenham mudado, Sara falou que continua sendo "uma perdedora". Barry falou que o "mundo está diferente, mas está a salvo" a respeito do sacrifício de Oliver, com Sara dizendo que Queen era seu último elo com sua antiga vida, e a única pessoa conhecê-la quando era apenas ela. Após conversarem, eles foram atacados por um demônio das sombras, e ficou confusa pois acreditava que os haviam derrotado. J'onn contatou-os psiquicamente, dizendo que eles estavam caçando os Paragons e ambos perceberam que Ryan corria perigo. Sara conseguiu salvá-lo, demandando-o ir com ela. Os heróis se reuniram novamente na Arrowcave para encontrar uma solução, descobrindo que Oliver não havia destruído o Anti-Monitor durante seu confronto no início dos tempos. Ela ordenou que Mick fosse com Ryan, Ray e Nash até Central City para protegê-los enquanto os cientistas constroem uma bomba encolhedora para fazer com que o Anti-Monitor encolhesse por toda eternidade, enquanto ela e os outros ficariam na cidade para enfrentar o exército de demônios das sombras.

Sara encarando o Anti-Monitor

Sara encarando o Anti-Monitor.

Sara e os heróis foram até o Pier Gardner, onde um exército de demônios das sombras estavam chegando. Eles então enfrentaram-os, mas eles simplesmente desapareceram. Eles então viram que o Anti-Monitor havia retornado. Enquanto o vilão demandava a rendição deles, Sara negou, dizendo que não iriam fazer isto, insistindo que Oliver havia se sacrificado para que continuassem a lutar e pelo seu novo mundo, e que não falhariam com isto. Enquanto os heróis atacavam o Anti-Monitor, Sara ficou o encarando. Infelizmente, o vilão foi capaz de derrotar todos facilmente, e também aumentou seu tamanho. Então, a Supergirl pediu para que a "equipe aérea" a seguisse.

Obrigada, Oliver

Sara agradecendo a Oliver. "Obrigada, Ollie".

Enquanto a Supergirl, Superman e o Caçador de Marte enfrentavam o Anti-Monitor pelos ares, Sara e os outros heróis enfrentavam os demônios das sombras por terra. Após partir para ajudar os cientistas a finalizar a bomba, Barry retornou e conseguiu salvá-los, dizendo que a bomba estava pronta e que Ray a estava levando para a equipe aérea. A equipe terrestre então ficou cercada pelos demônios das sombras. Após a Supergirl jogar a bomba no Anti-Monitor e fazê-lo encolher, os demônios das sombras desapareceram e os heróis saíram vitoriosos mais uma vez. Sara então agradeceu a Oliver. À noite, Sara assistiu a presidente fazer um discurso na televisão, agradecendo aos heróis e ao sacrifício de Oliver.

Sara sentada

Sara sentada em uma cadeira ao redor da mesa de Barry.

No dia seguinte, Sara, Flash, Supergirl, Superman, Batwoman, J'onn e o Raio Negro construíram um memorial para Oliver em uma instalação dos Laboratórios S.T.A.R., onde ela, Kara e Barry agradeceram a Oliver por tudo que o mesmo havia feito nos últimos 8 anos. Barry sugeriu que formassem uma equipe e utilizassem o local para como uma sede caso o mundo fosse ameaçado de novo, e então revelou uma mesa redonda com 7 lugares para cada herói, onde suas cadeiras continham seus respectivos símbolos, incluindo um lugar vago com o emblema do Arqueiro Verde. Eles então ouviram a voz de um macaco ecoar no loca, sugerindo que deveriam chamar o controle de animais.[80]

Funeral de Oliver

Sara vendo a estátua de Oliver

Sara vendo a estátua construída em homenagem a Oliver ser revelada.

Sara utilizou um portal do tempo para ir até a Mansão Queen em 2040, onde encontrou Mia Queen enquanto dormia. Após a filha de Oliver despertar, Sara se desculpou por tê-la assustada e disse que havia errado de cálculo, pretendendo utilizar o objeto para ir até a porta. Ela também revelou que era uma viajante do tempo, e estava lá para levá-la ao funeral de Oliver. À noite, ela compareceu a um memorial liderado pelo prefeito Quentin Lance, onde o mesmo revelou uma estátua construída em homenagem ao herói falecido.

No dia do funeral, Sara se reencontrou com Nyssa e a agradeceu por ter comparecido, onde também conheceu sua irmã mais nova, Talia. Ela questionou se alguém gostaria de dizer algumas palavras a alguém, mas todos se recusaram. Diggle então tomou a parte e fez um discurso em homenagem ao seu irmão.[81]

Futuro possível

Enquanto viajava pela Força de Aceleração, Barry viu um possível futuro em que Sara, utilizando seu traje de Canário Branco com uma jaqueta branca curta, é vista lutando ao lado do Flash, Átomo e Capitão Frio (embora, possivelmente, este seja a sósia da Terra-X de Snart) enfrentando um adversário metálico.[82]

Poderes e habilidades

Poderes anteriores

  • Imortalidade: Após encarar a verdadeira forma da Moira Átropos, no qual deveria ter a matado, Sara, de algum modo, sobreviveu, algo que mortais não são capazes de fazer.[83]
  • Precognição: Sara possuí a habilidade de ver o futuro. Isto foi revelado quando ela se viu colocar uma bebida antes mesmo de colocá-la, assim como previu que as Lendas falhariam em recuperar o anel de Láquesis antes mesmo que acontecesse. Ao acordar de seu coma, nesta vez cega, ela viu a morte de seus companheiros de equipe pelo Canino do Caos. Porém, ela apenas recebeu estas visões ao tocar em alguém que morreria.[84] Ela utilizou sua visão para derrotar Dionysus em um jogo de ping-pong, embora este fosse considerado como "invencível".[85] Sara teve uma visão que morreria durante um ataque umbi, sendo incapaz de ver qualquer futuro após isto por conta de não participar de quaisquer eventos seguintes (pois ela já teria morrido).[4] Após Sara matar Átropos ela perdeu sua habilidade de prever o futuro, devido ao fato de que ela havia assassinado a pessoa que lhe concedeu seus poderes. Isto também restaurou sua visão.[6]
  • Condicionamento físico aprimorado: Ao ser ressuscitada pelo Poço de Lázaro, Sara tornou-se mais forte que um humano qualquer; ela foi capaz de derrotar Laurel Lance e Oliver Queen simultaneamente, com apenas sua força bruta. Sara até resistiu a ser esfaqueada no rosto com um pedaço de vidro ao quebrá-la pulando por uma janela, mal diminuindo a velocidade. Sara perdeu esses poderes após sua restituição.
"Quem mais da sua equipe nasceu pra carregar esse?"
—Alucinação da Canário[fonte]

Habilidades

"Você é a pessoa mais forte e mais destemida que eu já conheci. Você nunca desiste."
Ava Sharpe[fonte]
  • Pico da condição física humana: Como uma ex-assassina que se tornou herói, Sara está no auge da condição humana. Apesar de sua pequena estrutura, ela é forte o suficiente para quebrar facilmente o pescoço de Al-Owal[7] e levantou seu próprio peso corporal enquanto estava usando a escada de salmão.[17] Sara é capaz de jogar um copo com força suficiente para derrubar um homem crescido no chão[51] e uma flecha para matar um soldado medieval.[87] Ela também demonstrou excelentes reflexos, sendo capaz de pegar uma flecha no ar em várias ocasiões, pegar a Lança do Destino quando jogada em sua direção,[88] e evitar ataques de vários tipos de armas, como balas, lasers e lança-chamas.
    • Acrobacias/Corrida livre: Sara regularmente inclui acrobacias em seu estilo de luta; ela é capaz de escalar prédios, correndo de telhado em telhado com facilidade e é conhecida por usar um cachecol para descer rapidamente do teto. Durante seu tempo no Japão feudal, Sara realizou uma manobra aérea para evitar um golpe de espada de um samurai e matar seu oponente.[56]
    • Sentidos afiados: Sara é capaz de perceber instantaneamente o perigo em seu ambiente. Ela percebeu que sua equipe estava sendo seguida quando estava em Camelot.[87]
  • Combate corpo-a-corpo/Artista marcial: Sara é uma combatente excepcional por conta de sua experiência na Liga dos Assassinos, passando pelo treinamento que todos os membros da Liga passam. Ela demonstrou a capacidade de derrotar vários inimigos armados e desarmados, derrubar um mafioso russo duas vezes o seu tamanho, superar a altamente treinada Helena Bertinelli e subjugar Oliver Queen enquanto ele estava em um estado enfraquecido por ser drogado. Depois de ser treinada pela Liga, as habilidades de Sara aumentaram ao ponto em que ela foi capaz de enfrentar o assassino mortal conhecido como Peregrino. Ela também conseguiu dominar Vandal Savage e matá-lo em 1975, mas Savage foi enfraquecido por um meteorito, e derrotou Malcolm Merlyn após um esforço considerável. Sara foi brevemente capaz de se defender contra Overgirl, mas acabou sendo dominada; devido aos poderes kryptonianos desta. Sara também foi capaz de lutar contra a Laurel Lance da Terra-2 com seus cassetetes, enquanto esta empunhava duas facas de combate e a dominava brevemente até Laurel conseguir derrubar a primeira por tempo suficiente para escapar, embora seja possível que Sara estivesse se segurando. Sara conseguiu derrotar uma versão de Oliver Queen durante a crise. O estilo de luta de Sara inclui Aikido, Boxing, Bojutsu, Kickboxing, Capoeira, Esgrima, Luta livre, Kung Fu, Karatê, Hapkidô, Judô, Jiu-jitsu, Jeet Kune Do, Krav Maga, Muay Thai, Ninjutsu, Savate, Tae Kwon Do e Wing Chun.[25][59] Em várias ocasiões, Sara provou ser capaz de aprender com lutas e derrotas anteriores para fazer melhorias notáveis ao enfrentar os mesmos oponentes novamente, isso ficou evidente em suas lutas contra Oliver, Damien e até contra a deusa Átropos, a quem ela foi capaz de ferir várias vezes durante sua segunda luta, depois de ser completamente superada na primeira.
    • Proficiência em armas: Como uma ex-integrante da Liga, Sara é magistral em uma variedade de armas. Ela também é hábil em identificar e usar armas improvisadas, como parte de uma estrutura na Mansão Queen para combater Al-Owal[7] e um queimador de incenso para combater o Prometheus da Terra-X.[68]
      • Lutadora de bastão: A arma primária de Sara são dois bastões expansíveis que, combinados, formam um cajado. Utilizando-o, Sara foi capaz de derrotar múltiplos inimigos armados em rápida sucessão e competiu contra outros combatentes muito habilidosos, como Savage,[50] Damien Darhk,[54] e Oliver.[58]
      • Mestre espadachim: Durante seu tempo com a Liga, Sara foi treinada no manuseio de espadas. Ao entrar novamente para organização de 1958 até 1960, suas habilidades foram aprimoradas. Em seu duelo contra Kendra Saunders, Sara foi capaz de derrotá-la apesar da grande força da Mulher-Gavião. Sara também foi capaz de enfrentar Mick Rory, um mestre combatente, quando ele era Chronos, sendo capaz de acertá-lo com golpes mortais repetidamente, apesar de sua vida ter sido salva por conta de sua armadura.[13] No Japão Feudal, Sara foi capaz de manejar duas espadas ao mesmo tempo em uma batalha, conseguindo derrota um esquadrão de samurais de elite, um dos quais continha um indivíduo habilidoso o suficiente com uma lâmina para usá-la para desviar uma de suas facas.[56] Sara também foi capaz de enfrentar Damien Darhk, um antigo candidato ao título de Ra's al Ghul, duas vezes em um duelo de espadas, derrotando-o em ambas as vezes.[89][66]
      • Portadora/Atiradora de facas: Sara é altamente habilidosa ao utilizar facas em combate, ela venceu um duelo enquanto ela usava uma faca pequena para desarmar e derrotar facilmente Blake, um espadachim treinado. Sara também é altamente excelente ao arremessá-la, sendo capaz de arremessar uma faca no peito de uma mulher no outro lado da sala antes que esta pudesse atirar[90] e desarmou Damien ao arremessar sua shuriken, antes mesmo que ele pudesse reagir.[91] Ela também é capaz de arremessá-las em alta sucessão e velocidade, como demonstrado em seu encontro com a Bratva, quando foi controlada pelos Dominadores e em uma realidade alterada da Legião do Mal.
      • Atiradora especialista: Provavelmente ensinada por seu pai, e em seguida pela Liga, Sara é capaz de utilizar armas de fogo. Sara também demonstrou uso eficiente de uma besta.[48][88][92][93]
        • Arquearia: Embora raramente demonstrado, Sara é uma arqueira habilidosa.[26]
  • Alto intelecto/Estrategista/Líder: Sara é uma estrategista altamente treinada, pois montou uma armadilha para Al-Owal e seus homens quando a emboscaram.[7] Quando era uma integrante da Equipe Arqueiro, seu grupo buscava guia de Sara quando Oliver não estava presente. Sara também é muito observadora.[90] Após Rip Hunter desaparecer, Sara foi eleita como a líder das Lendas por Martin Stein, que percebeu que ela era a melhor estrategista da equipe na ausência de Rip.[55] Até mesmo Rip reconhece Sara como uma líder melhor que ele.[94]
    • Pilotagem: Sara é altamente treinada para dirigir diversos veículos, como carros e motocicletas. Durante seu tempo com as Lendas, ela se tornou capaz de navegar e pilotar a futurista Waverider.
    • Ladra: Por conta de namorar com delinquentes em sua adolescência, Sara sabe como ligar um carro através de seus fios.[13] Ela até conseguiu roubar o crachá de um agente da Agência do Tempo após flertar com ele.[95]
    • Mestre interrogador/Torturadora: Durante seu tempo com a Liga, Sara aprendeu como extrair informações de seu alvo em diversos métodos, incluindo tortura. Ra's al Ghul a ensinou pessoalmente em como matar um homem lentamente.[96]
    • Medicina: Durante seu tempo com Anthony Ivo, Sara aprendeu sobre química, forense e primeiros socorros. Ela foi capaz de cuidar de ferimentos e fazer mini-cirurgias. Sara também foi capaz de identificar as doenças de William Tockman[25] e Nate Heywood.[55]
    • Toxicologia: Por conta de seu tempo com a Liga, ela é familiarizada com alguns tipos de venenos.[17][33]
  • Furtividade/Infiltração/Fugas: Sara é altamente capaz de entrar e sair de prédios sem ser notada, independentemente da segurança do edifício. Ela foi capaz de se esgueirar até Malcolm, um mestre de furtividade.[93] Sara também é capaz de esconder suas armas facilmente, como facas e seus bastões.
  • Música: Sara é uma cantora decente. Ela já foi uma vocalista de fundo em uma apresentação Bollywoodiana[97] e, em uma linha do tempo alternativa como os Fantoches do Amanhã, cantava frequentemente com Ray Palmer e Nate.
  • Dança: Sara é uma dançarina talentosa. Ela dançou em um número de dança de Bollywood junto de Zari Tomaz e Charlie[97] e dançou sapateado com Ava Sharpe.[98]
  • Vontade indomável/Alta tolerância à dor: Como outros membros da Liga, Sara possuí uma incrível tolerância à dor; por exemplo, quando Oliver esteve cuidando de sua ferida, ela não se mexeu.[7] Damien até mesmo reconhece que a tortura, apesar de "divertido", não iria ser suficiente para Sara.[93] Da mesma forma, Sara demonstrou uma tolerância muito alta ao álcool[14] e foi capaz de enfrentar diversos Nazistas da Terra-X apesar de estar de ressaca.[68] Ela até mesmo conseguiu duelar enquanto estava sob os efeitos da marijuana.[99] Sara incorporou um forte impulso mental, capaz de resistir a ceder aos desejos de sede de sangue com o apoio de seus amigos e superar a possessão de demônio Mallus em várias ocasiões. Durante a Crise nas Terras Infinitas, foi revelado que Sara é a Paragon do Destino.

Fraquezas anteriores

  • Cegueira: Logo após começar a ter visões, Sara entrou e colapso e desmaiou. Ao acordar de seu coma, ela descobriu que estava cega. Charlie descreveu isto como "perdendo um tipo de visão e ganhando outro".[84] Após matar Átropos, Sara recuperou sua visão.[6]
  • Sede de sangue: Após ser ressuscitada através do Poço de Lázaro, Sara foi amaldiçoada por uma sede de sangue que a obriga a matar, tornando-a ocasionalmente agressiva e violenta. Porém, já que John Constantine foi capaz de restaurar sua alma, Sara não matar ninguém não deteriora sua condição física, pois sua sede de sangue é puramente psicológica.[89] Após entrar para a Liga por dois anos, ela foi capaz de superar sua sede através de meditação e medicação.[13] No momento da ressurreição de Damien Darhk, a sede de sangue de Sara parecia ter se acalmado completamente, pois Nora Darhk foi capaz de usar o feitiço de magia negra,[66] um feitiço que normalmente não se aplica a pessoas afetadas pela sede de sangue no Poço de Lázaro, como visto com Thea Queen.[100]

Equipamento

  • Bastões expansíveis: Como a Canário, e logo a Canário Branco, Sara utiliza um par de bastões expansíveis, que combinam com seu estilo de luta, como sua arma primária.
  • Shurikens: Como a Canário Branco, Sara carrega consigo um número desconhecido de shurikens, utilizadas para batalhas em longa distância ou distração.
  • Facas: Sara usa uma variedade de facas diferentes, como punhais. As facas tornaram-se um item básico no equipamento de Sara, com ela usando-as principalmente em trabalhos secretos.
  • Traje de Canário Branco: Sara utiliza um traje protetor de couro branco como a Canário Branco. O traje foi criado por Cisco Ramon a pedido de Laurel Lance. Diferente do traje de Canário que Sara utilizava, seu traje de Canário Branco não contêm uma máscara. Ele também foi modificado para incluir uma jaqueta. Eventualmente, o traje tornou-se de colarinho sem sua jaqueta.
  • Waverider: Após Rip Hunter desaparecer, Sara tornou-se a nova capitã da nave.

Equipamento anterior

  • Traje de Canário: Sara usava um traje de couro preto, com suas calças lembrando as meias arrastão, quando ela lutou contra o crime como sua antiga alter-ego, A Canário. Junto com isso, ela usava uma máscara para esconder sua identidade dos inimigos (e também dos amigos e da família, a princípio). Sara usou o traje mais algumas vezes depois de ter sua alma devolvida até se juntar às Lendas, pelas quais Laurel deu a ela o o raje de Canário Branco.
  • Dispositivo sônico: Como a Canário, Sara utilizou um dispositivo sônico não letal para incapacitar um alto número de pessoas. O dispositivo sobrecarrega a audição de todos em sua vizinhança imediata e também foi capaz de quebrar vidros. Também pode ser usado como um dispositivo de explosão improvisado; quando a luz do dispositivo muda de azul claro para vermelho claro, o dispositivo detona imediatamente com a finalidade de distração ou fuga. Após sua morte, Laurel pediu para que Cisco modificasse o dispositivo e o transformasse no Grito da Canário.
  • Bracelete sônico: Quando Sara voltou, temporariamente, a Equipe Arqueiro para ajudar Felicity Smoak, ela utilizou um bracelete sônico (uma versão atualizada do Grito da Canário) que emitia ondas sonoras. Sara logo passou o bracelete para Dinah Drake.
  • Filtro de voz: Sara utilizava um filtro de voz para disfarçar sua voz ao conversar com indivíduos, na esperança de manter sua identidade escondida. Ela parou de utilizá-lo após se tornar a Canário Branco
  • Peruca loura: Como a Canário, Sara utilizava uma peruca para esconder sua identidade..
  • Totem da Morte: Quando Mallus conseguiu convencer Sara a utilizar o Totem da Morte, ela foi possuída pelo demônio e ganhou poderes especiais, até ser libertada do reino de Mallus. Sara usou o totem novamente para ajudar a criar uma versão do Beebo para derrotar Mallus, desta vez no controle de si mesma. Depois, o totem foi dado a Kuasa para protegê-lo.

Aparições

Arqueiro

1ª Temporada

2ª Temporada

3ª Temporada

4ª Temporada

5ª Temporada

6ª Temporada

7ª Temporada

8ª Temporada


Flash

1ª Temporada

2ª Temporada

3ª Temporada

4ª Temporada

5ª Temporada

  • "Legado(nome visto em um jornal)

6ª Temporada


Lendas do Amanhã

1ª Temporada

2ª Temporada

3ª Temporada

4ª Temporada

5ª Temporada


Supergirl

3ª Temporada

5ª Temporada

Batwoman

1ª Temporada

Galeria

Artes conceituais

Imagens promocionais

Arqueiro

3ª Temporada

Lendas do Amanhã

1ª Temporada

Crise nas Infinitas Terras

Curiosidades

  • Sara é a primeira personagem abertamente bissexual no Arrowverso.
  • Quando criança, Sara queria ser uma médica.[2]
  • Desde a morte de Laurel, Sara utiliza um colar que sua irmã lhe deu.[54]
  • Sara prefere cachorros do que gatos.[62]
  • Sara tem piercings duplos em cada orelha e um piercing na aurícula na orelha esquerda. Ela também usa anéis de sinete de prata nos dedos mindinho, anel e médio da mão direita e no dedo mindinho da mão esquerda.
  • Sara é a primeira vigilante a utilizar o codinome de Canário.
  • Sara é a segunda pessoa a ser libertada da Liga dos Assassinos, após Malcolm Merlyn.
  • Até agora, Sara foi considerada morta dez vezes, e verdadeiramente morreu cinco vezes.
    • A primeira vez foi em "Piloto", quando foi acreditado que Sara estava morta após o naufrágio do Queen's Gambit. Em um flashback de "Calvário", Oliver percebeu que ela estava viva.
    • A segunda vez foi em um flashback de "Impensável", onde Oliver acreditou que Sara havia morrido afogada após Slade Wilson separá-los em um confronto no Amazo. Oliver descobriu que Sara sobreviveu em "Calvário" e Quentin descobriu que ela sobreviveu ao Gambit em "Liga dos Assassinos" (ele, e o resto de sua família, não sabia sobre sua sobrevivência do Amazo). Laurel e Dinah descobriram em "Herdeira do Demônio".
    • A terceira vez foi quando Sara foi morta por Thea (sob o controle de Malcolm) em "A Calma". Ela foi ressuscitada pelo Poço de Lázaro em "Restoration", e sua alma foi devolvida a seu corpo por John Constantine em "Assombrada".
    • A quarta fez foi em uma linha do tempo apagada, onde Sara, Laurel e Quentin foram mortos por Damien Darhk. Mas já que Rip Hunter recrutou Sara meses antes disto, ela e Quentin foram poupados de seus destinos.[50]
    • A quinta vez foi em uma linha do tempo apagada, onde Sara e o restante das Lendas foram mortos por Eobard Thawne. Mas já que Rex Tyler viajou no tempo para alertá-los, suas mortes foram apagadas.[54]
    • A sexta vez foi em "Vira-Casaca", onde Sara foi "morta" por Rip (sob os efeitos da Legião do Mal) ao estalar seu pescoço. Porém, as células do cérebro de Sara ainda eram funcionais, e Gideon foi capaz de curá-la.
    • A sétima vez foi em "Doomworld" em uma realidade reescrita pela Legião do Mal ao utilizar a Lança do Destino, onde Amaya Jiwe acreditou que Sara havia morrido após um confronto. Porém, enquanto reportava o relatório da missão para Darhk (pessoa para qual trabalhavam), Sara apareceu.
    • A oitava vez foi em "Lendas do Meow-Meow", onde Constantine criou diversas linhas do tempo para tentar salvar seu namorado, e todas foram apagadas. Em uma destas linhas temporais, Sara foi morta por um unicórnio.
    • A nona vez foi em "Zari, Not Zari", quando Átropos revelou sua forma verdadeira para Sara, deixando-a morrer. Em algum tempo depois, e por motivos desconhecidos, Sara sobreviveu.
    • A décima vez foi no episódio "I Am Legends", onde, durante um ataque zumbi, serviu como distração e sacrificou sua vida para que as Lendas conseguissem fugir e utilizassem o Tear do Destino.
  • Sara é a primeira personagem no Arrowverso a ter seu nome civil em um episódio.
  • Sara é a primeira pessoa a ser ressuscitada pelo Poço de Lázaro, uma façanha que Malcolm e Darhk afirmam que foi um milagre que sequer ocorreu.
    • Sara também é a primeira personagem no Arrowverso em voltar dos mortos sem nenhum envolvimento de viagem no tempo. Os outros são Kuasa, Otis Graves e Nate Heywood.
    • Sara e Otis são os únicos dois indivíduos a serem ressuscitados mais de uma vez.
  • Por conta de um paradoxo, Sara foi a causa de seu primeiro encontro com Nyssa. Quando Sara, de 2016, ficou presa em 1958-1960 e libertada da Liga dos Assassinos por Ra's al Ghul, ela o instruiu a enviar sua filha ainda não nascida, no que Sara sugeriu chamá-la de "Nyssa", à Lian Yu em 2008, onde Nyssa a encontrou.[13]

Por de trás das cenas

  • O nome de Sara, inicialmente, foi escrito como "Sarah" em "Piloto", mas foi alterado para "Sara" através da série.
  • Sara é uma personagem original criada para Arqueiro, mas é altamente inspirada na heroína Canário Negro.
    • Mesmo por ser referida como "Canário Negro" em linhas de brinquedos e outras mídias, sua personagem nunca foi identificada por este nome, apenas como "A Canário".[102]
      • Na DC Comics, a Canário Branco é uma identidade de uma vilã e inimiga da Canário Negro. Apesar do codinome e vestuário de Sara em Lendas do Amanhã serem baseados na personagem citada, elas não possuem nenhuma semelhança.
        • Adicionalmente, na DC Comics, Sin é a filha adotada pela Canário Negro e caçada pela Canário Branco. Em Arqueiro, Cindy "Sin" Simone é uma amiga de Sara.
Sara Lance (Jacqueline MacInnes Wood)

Jacqueline MacInnes Wood como Sara Lance.

  • Durante a primeira temporada de Arqueiro, Sara foi, originalmente, interpretada por Jacqueline MacInnes Wood, cuja semelhança também foi usada para fotos e quadrinhos relacionados a personagem. Porém, Caity Lotz foi escalada para interpretar a personagem a partir da segunda temporada, que re-filmou as cenas que Jacqueline filmou para o episódio "Piloto".
    • Quando Caity Lotz fez a audição para o papel, ela acreditou estar interpretando uma personagem chamada "Lisa".

Referências

  1. "Fim de Ano"
  2. 2,0 2,1 2,2 2,3 2,4 2,5 "A Escalada"
  3. 3,0 3,1 "Restauração"
  4. 4,0 4,1 4,2 "I Am Legends"
  5. 5,0 5,1 "The One Where We're Trapped On TV"
  6. 6,0 6,1 6,2 "Swan Thong"
  7. 7,0 7,1 7,2 7,3 7,4 7,5 7,6 7,7 7,8 7,9 "Liga dos Assassinos"
  8. "No Flagra"
  9. "A Maldição do Totem da Terra"
  10. "Vertigo"
  11. "The Return"
  12. "Call to the Bar"
  13. 13,0 13,1 13,2 13,3 13,4 13,5 "Abandonados"
  14. 14,0 14,1 14,2 "Os Oito Magníficos"
  15. 15,0 15,1 "Ponto Fraco"
  16. "O Empreendimento"
  17. 17,0 17,1 17,2 17,3 "Herdeira do Demônio"
  18. 18,0 18,1 "Salvação"
  19. 19,0 19,1 "Piloto"
  20. "Danificado"
  21. "O Retorno da Caçadora"
  22. "Estado contra Queen"
  23. "O Cientista"
  24. "Três Fantasmas"
  25. 25,0 25,1 25,2 25,3 25,4 "A Hora da Morte"
  26. 26,0 26,1 26,2 26,3 "Calvário"
  27. 27,0 27,1 "Bonecas Despedaçadas"
  28. "Cidade de Heróis"
  29. "Tremores"
  30. "A Promessa"
  31. "Esquadrão Suicida"
  32. "Pássaros Feridos"
  33. 33,0 33,1 "Exterminador"
  34. "Raiva Incontrolável"
  35. "Cidade de Sangue"
  36. "Ruas de Fogo"
  37. "Impensável"
  38. "Awakenings"
  39. "O Mágico"
  40. 40,0 40,1 "A Calma"
  41. "Sara"
  42. "Corto Maltese"
  43. "A Origem Secreta de Felicity Smoak"
  44. "Guilty"
  45. "O Candidato"
  46. "Beyond Redemption"
  47. "Assombrada"
  48. 48,0 48,1 "Lost Souls"
  49. "River of Time"
  50. 50,0 50,1 50,2 50,3 "Lendário"
  51. 51,0 51,1 "Piloto, Parte 1"
  52. 52,0 52,1 "Star City 2046"
  53. "Last Refuge"
  54. 54,0 54,1 54,2 54,3 54,4 "Sem Tempo"
  55. 55,0 55,1 55,2 "A Sociedade da Justiça da América"
  56. 56,0 56,1 56,2 "Shogun"
  57. "País Sem Lei"
  58. 58,0 58,1 "Invasão!"
  59. 59,0 59,1 59,2 "Invasão!"
  60. "Invasão!"
  61. 61,0 61,1 "Aruba"
  62. 62,0 62,1 "Show de Aberrações"
  63. "Zari"
  64. "Ligando Para Casa"
  65. "O Retorno do Cafetão"
  66. 66,0 66,1 66,2 "Caçando a Helena"
  67. "Bem-Vindos à Floresta"
  68. 68,0 68,1 68,2 "Crise na Terra-X, Parte 1"
  69. "Crise na Terra-X, Parte 2"
  70. "Crise na Terra-X, Parte 3"
  71. "Crise na Terra-X, Parte 4"
  72. "Ator Convidado, John Noble"
  73. "O Bonzinho, o Mau e o Fofinho"
  74. "Sentença de Vida"
  75. "O Virgem Gary"
  76. "Crise nas Infinitas Terras: Parte Um"
  77. "Crisis on Infinite Earths: Part Two"
  78. "Crise nas Infinitas Terras: Parte Três"
  79. "Crise nas Infinitas Terras: Parte Quatro"
  80. "Crise nas Infinitas Terras: Parte Cinco"
  81. "O Fim"
  82. "Rápido o Bastante"
  83. "Zari, Not Zari"
  84. 84,0 84,1 "Ship Broken"
  85. "Freaks and Greeks"
  86. 86,0 86,1 86,2 86,3 86,4 "Necromancia Com a Pedra"
  87. 87,0 87,1 "Camelot/3000"
  88. 88,0 88,1 "Doomworld"
  89. 89,0 89,1 "Sins of the Father"
  90. 90,0 90,1 "Blood Ties"
  91. "Comprometido"
  92. "Fail-Safe"
  93. 93,0 93,1 93,2 "O Jeito de Chicago"
  94. "Moonshot"
  95. 95,0 95,1 "Aruba-Con"
  96. "Night of the Hawk"
  97. 97,0 97,1 "Espiritismo e Sensibilidade"
  98. "Termos de Serviço"
  99. "Piloto, Parte 2"
  100. "Brotherhood"
  101. "A Guilda Thanatos"
  102. Tumblr - marcguggenheim (em Inglês)
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.