Arrowverso Wiki
Advertisement
Para sua sósia da Terra-2, veja Thea Queen (Terra-2).
Thea Queen
Civil - Speedy

Thea Queen.png

Informação
Ocupações Pré-Crise
Vigilante (em segredo; anteriormente)
Membro da Equipe Arqueiro (em segredo; anteriormente)
Co-fundadora e co-líder da Liga de Heróis
Proprietária da Verdant (anteriormente)
Chefe de gabinete (anteriormente)
Prefeita de Star City (anteriormente)
Garçonete (anteriormente)
Estagiária no CNRI (anteriormente)
Estudante (se formou)
Pós-Crise
Vigilante (em segredo)
Membro da Equipe Arqueiro (em segredo; anteriormente)
Estado atual Viva
Família Jasper King (avô paterno)
Malcolm Merlyn (pai; morto)
Moira Queen (mãe)
Robert Queen (pai adotivo; morto)
Saracon (meio-irmão paterno)
Tommy Merlyn (meio-irmão paterno)
Oliver Queen (meio-irmão materno; morto)
Emiko Adachi (irmã adotiva)
William Clayton (sobrinho)
Mia Queen (sobrinha)
Roy Harper (noivo)
Laurel Lance (cunhada; pós-Crise; morta)
Felicity Smoak (cunhada)
Universo de origem Terra-1 (pré-Crise)
Terra-Prime (pós-Crise)
Intérprete Willa Holland
Voz no Brasil Ana Lúcia Menezes
Alter ego Speedy
Fonte
"Eu vou sentir muito a sua falta."
"Você vai estar comigo o tempo todo.
"
Oliver Queen e Thea Queen antes dela sair de Star City[fonte]

Thea Dearden Queen[1] (nascida em 21 de janeiro de 1995),[2] conhecida como Mia durante sua estadia em Corto Maltese,[3] é a filha do falecido Malcolm Merlyn e Moira Queen, a filha adotiva do falecido Robert Queen (embora tratada inquestionavelmente como sua filha ao longo de sua vida), a meia-irmã materna mais nova do falecido Oliver Queen, a meia-irmã paterna mais nova de Tommy Merlyn e Saracon, a irmã adotiva de Emiko Adachi, a esposa de Roy Harper e a tia paterna de William Clayton e Mia Smoak.

Inicialmente uma garota rica e mimada, além de uma viciada em drogas, Thea mudou seu estilo de vida depois do retorno de Oliver e de se envolver com Vertigo. Ela fez serviços comunitários nos Glades, onde conheceu e se tornou próxima de Roy, a quem Thea ajudou a se reformar e procurar pelo vigilante "o Capuz". Depois do Empreendimento, ela assumiu o comando da boate de seu irmão, a Verdant, e ocasionalmente ajudava Roy e Cindy Simone a limpar os Glades. Durante este tempo, Thea foi confrontada com um número crescente de segredos de sua família e namorado, incluindo seus verdadeiros pais.

Logo após a morte de Moira e do Cerco, Thea saiu de Starling City acompanhada por Malcolm durante cinco meses. Enquanto estava fora da cidade, Thea foi treinada por seu pai e ela aprendeu a lutar, eventualmente decidindo a voltar para Starling alguns meses depois. Foi nesse período também que Malcolm drogou Thea para fazê-la matar Sara Lance em uma tentativa de impedir a vingança de Ra's al Ghul contra ele. Estes eventos acabaram fazendo com que Thea descobrisse sobre as atividades vigilantes de Oliver, e também quase foi morta nas mãos de Ra's, mas foi curada por um Poço de Lázaro. Eventualmente, Thea se tornou uma vigilante e uma integrante da Equipe Arqueiro, usando o apelido de infância que seu irmão havia lhe dado, Speedy, como codinome.

Depois de seis meses como uma vigilante, Thea começou a sofrer das consequências de sua cura através do Poço, onde desenvolveu uma sede de sangue, mas acabou sendo curada de sua condição. Após a morte de Laurel Lance, Thea decidiu sair da equipe para encontrar seu próprio caminho. Quando Oliver foi eleito o prefeito de Star City, Thea se tornou a chefe de estado e, apesar de sua aposentadoria, ajudava a Equipe Arqueiro quando necessário.

Depois de uma batalha contra a equipe de Prometheus e da explosão de Lian Yu, Thea ficou em coma por seis meses, mas já conseguiu se recuperar. Quando Roy foi capturado por Ricardo Diaz, ela voltou com suas atividades de vigilante para salvá-lo. Com o encorajamento de Oliver, Thea decidiu sair de Star City junto de Roy e Nyssa al Ghul para encontrarem e destruírem os Poços de Lázaros restantes, que haviam sido encontrados por seu pai biológico. Depois de conseguir realizar sua missão, Thea se tornou uma das fundadoras da Liga dos Heróis junto de Talia al Ghul.

Na Terra-Prime, as memórias da história de Thea na Terra-1 foram restauradas quando seu irmão se sacrificou para recriar o multiverso durante a Crise nas Terras Infinitas. Quando William foi sequestrado, Thea foi uma das pessoas que ajudou a Equipe Arqueiro a procurar por ele. Durante a busca, Roy pediu sua mão em casamento, no qual ela aceitou. Ela mais tarde compareceu ao funeral de seu irmão ao lado de Moira, onde ambas conheceram Emiko.

Biografia

Pré-Crise

Vida pregressa

Filha dos bilionários Malcolm Merlyn e Moira Queen, Thea nasceu em 21 de janeiro de 1995, sendo fruto desse breve caso.[4] Apesar de Malcolm não saber da existência de sua filha, assim como Thea também ter sido mantida no escuro quanto a seu pai biológico, Robert Queen sabia da verdade, mas mesmo assim a amava como se fosse sua própria filha.[5]

Thea foi muito próxima de Robert, e pensava muito bem dele. Quando ela tinha quatro anos de idade, Thea encontrou um gato de rua e o levou para casa, querendo muito adotá-lo apesar dos protestos de Moira. Depois que Robert voltou para casa e viu a situação, ele sentou-se com Thea e gentilmente lhe disse que o "gato" era um tigre, e precisava voltar para casa. Thea entendeu isso e decidiu soltou o gato.[6]

Enquanto crescia, Thea idolatrava seu irmão mais velho, Oliver. Eles eram muito próximos e, de acordo com o próprio Oliver, Thea era uma ótima corredora e vivia correndo atrás dele, o que o levou a dar o apelido de "Speedy" para sua irmã mais nova.[7] Todo Natal, Thea e Oliver competiam para ver quem conseguiria comer doces mais rápido, competição na qual Thea sempre ganhava, apesar de Oliver dizer que ela roubava durante.[8] Thea também foi muito próxima de Laurel Lance e Tommy Merlyn, considerando ambos como seus irmãos.

Quando criança, Thea era muito criativa e adorava desenhar e colorir, a ponto de Robert pedir suas caixas de giz de cera "em caminhões". Thea até mesmo desenhava nas paredes de sua casa, para grande desespero de sua mãe.[9] Quando jovem, Thea caiu de um cavalo e quebrou seu braço, e foi preciso ser hospitalizada.[5] Quando Thea foi ao seu primeiro baile de menino e menina na escola, Robert desaprovou seu vestido e aterrorizou seu par.[10]

Em 2007, quando Thea tinha 12 anos, Robert e Oliver foram considerados mortos após o naufrágio do Queen's Gambit, para sua devastação. Com o tempo, Moira tornou-se cada vez mais distante emocionalmente de Thea por causa de sua própria dor,[11] a ponto de se recusar a falar sobre Robert e Oliver com sua filha.[6] Posteriormente, Thea foi deixada se sentindo sozinha, deprimida e desconectada do mundo. Quando ela tinha 15 anos,[12] Thea começou a viver uma vida de drogas, festas e briga com a lei para lidar com o vazio deixado por seu pai e irmão.[7]

Thea discutindo com Tommy próximo do túmulo de Oliver e Robert.

Em fevereiro de 2010, Thea foi visitar os túmulos de Oliver e Robert depois da escola, relembrando-lhes sobre seus estudos e Moira se aproximando de Walter Steele. Seu traficante apareceu e vendeu alguns comprimidos. Quando Tommy chegou, ele ficou furioso e repreendeu Thea, que respondeu que ele não era seu irmão. Naquela noite, ela entrou na festa de 25 anos de Tommy usando uma identidade falsa. Alcançando Tommy e Laurel brevemente, Thea prometeu a eles que se comportaria. De repente, o traficante dela caiu da varanda com o pescoço quebrado. Os policiais chegaram e depois que Thea deu seu depoimento, ela foi encurralada pelo detetive Quentin Lance, que apontou que ela era muito jovem para estar em uma festa como aquela. Tommy encobriu Thea, alegando que a convidou. Quentin disse que não sabia se Thea estava se tornando mais parecida com Oliver ou sua falecida filha, Sara Lance, até que Laurel o puxou de lado. Thea foi levada para casa e no dia seguinte, ela entregou flores nos túmulos de Oliver e Robert.[12]

Retorno de Oliver

Thea abraçando Oliver.

Quando Oliver foi resgatado de uma ilha deserta após cinco anos, Thea foi uma das primeiras pessoas a receber seu irmão de braços abertos. No entanto, ela ficou mais tarde surpresa e desapontada quando ele expressou infelicidade e desaprovação sobre o estilo de vida de garota festeira de Thea, algo que o próprio Oliver costumava levar.[7]

Uma semana depois, Thea e sua família assistiram a uma reportagem sobre o vigilante da cidade, "O Capuz". Ela estava um tanto intrigada com a figura, em forte contraste com a cautela de Moira. Thea então se recusou a comparecer à ressurreição legal de Oliver, alegando que "as primeiras quatro vezes [dele] no tribunal foram o suficiente". Naquela noite, enquanto ela se preparava para sair para a uma festa, Oliver tentou convencê-la de que Robert queria algo melhor para ela. Thea simplesmente respondeu que "pessoas mortas não querem nada" e criticou Oliver por negligenciar sua família desde que voltou para casa. Mais tarde, ela acidentalmente entrou no quarto de Oliver enquanto ele se vestia e viu suas cicatrizes pela primeira vez, para seu horror. Quando Oliver admitiu que não estava pronto para falar sobre a ilha, Thea levou seu irmão para o túmulo dele e de seu pai no terreno da Mansão Queen. Refletindo com lágrimas em como os últimos cinco anos também não foram fáceis para ela, ela implorou a Oliver para deixar alguém, senão ela, entrar em sua dor. Thea mais tarde participou da inauguração da divisão de Ciências Aplicadas da Corporação Queen, onde ouviu o discurso improvisado de Oliver.[11]

Thea foi trazida para casa pela polícia depois de uma noite de festa com seus amigos que a levou a invadir uma boutique. Sem arrependimento, Thea sugeriu que sua mãe comprasse na loja enquanto pagava ao dono e convenceu Moira a deixá-la tirar um dia de folga da escola. No dia seguinte, Thea ficou de castigo por duas semanas, para sua frustração. Apesar disso, ela festejou na boate Poison, onde Thea esbarrou em Oliver e dois discutiram sobre a companhia que estava tendo. Por despeito, Thea revelou a Oliver que seus amigos, Laurel e Tommy, tinham dormido juntos em sua ausência. Mais tarde, porém, após uma conversa mãe e filha com Moira sobre Robert e o passado, Thea começou a moderar seu comportamento selvagem e apareceu no leilão das Indústrias Unidac para apoiar Walter. Quando o prédio foi atacado por um atirador com o objetivo de matar Walter, Oliver pediu que Thea e Moira saíssem com seu guarda-costas, John Diggle.[6]

Após o leilão, Thea se uniu a Oliver enquanto assistia TV enquanto eles discutiam sobre Laurel, e como Oliver poderia voltar aos seus "bons livros" novamente. Ela aconselhou seu irmão a continuar sendo seu "novo eu". Algumas noites depois, Thea ficou surpresa ao ver Oliver sorrindo, ao que ele admitiu que seu conselho sobre Laurel estava funcionando. Satisfeita com a possibilidade de seu irmão e Laurel voltarem a ficar juntos, Thea brincou com Oliver sobre avisá-la quando ele queria encontrar "lugares da moda para pedir em casamento".[13]

Thea e sua família ficaram preocupados com Oliver depois que as acusações de ser o vigilante foram feitas contra ele pelo Detetive Quentin Lance. Durante a festa temática de prisão de Oliver, Thea expressou como ela não queria perder seu irmão novamente, tendo sido profundamente impactada por sua ausência. Oliver a assegurou no final que ela não iria passar por isso novamente.[14]

Thea começou a se apaixonar por Tommy depois que ele pediu um conselho romântico a respeito de uma garota que ele queria impressionar. No entanto, a situação ficou muito estranha quando ela percebeu que Tommy se referia a Laurel em vez dela. Thea acabou se embebedando em um evento beneficente para o empregador de Laurel, o CNRI, e Tommy a levou para casa. Envergonhada, ela se desculpou em lágrimas por fazer uma cena, mas Tommy e Laurel garantiram que estava tudo bem.[15]

Thea ligou para Oliver para lembrá-lo de que ele deveria almoçar com Moira, aconselhando-o a "morder a bala e comer uma salada Cobb". Mais tarde, Thea foi ver sua mãe no Hospital Starling quando Moira se feriu em um tiroteio. Ela repreendeu Oliver por deixar sua mãe para ir atrás do atirador. Thea ficou em casa naquela noite com Moira depois que Oliver disse a ela que tinha uma "reunião de negócios". Ela confidenciou à mãe como gostaria que Oliver simplesmente contasse o que estava errado. Moira sugeriu que elas deveriam simplesmente tentar entender o quanto ele mudou.[16]

Thea pediu para que Walter levasse-a para a escola, comentando que ele poderia comprar um carro conversível para ela e poupar-lhes de problemas.[17]

Thea, Oliver, Moira e Walter na festa de Natal.

Oliver conversou com Thea sobre a falta de enfeites de Natal, e ela revelou como ela e sua mãe não comemoravam o Natal desde que Oliver e Robert desapareceram. Thea foi vista mais tarde no Big Belly Burger com Oliver, discutindo por que não havia festa de Natal quando o amigo de Thea, Shane, apareceu. Oliver mais tarde encontrou Thea e Shane na festa de Natal e os pegou se beijando sem roupas. Oliver disse ao menino para ir embora, para grande aborrecimento de Thea. Mais tarde naquela noite, Thea, Walter e Moira visitaram o hospital depois que Oliver se feriu em um acidente de motocicleta. Thea pediu desculpas a Oliver pelo que disse e os dois concordaram em reiniciar o relacionamento. Thea trouxe dois bastões de doces para ela e Oliver para lanchar como presente de Natal.[8]

Seis semanas após o misterioso desaparecimento de Walter, Thea estava preocupada com sua mãe excluindo todos, incluindo ela e Oliver. Ela confidenciou a Oliver que Moira estava agindo da mesma maneira que quando ele e Robert foram dados como mortos. Thea mais tarde tentou convencer a mãe a sair do quarto e sair com ela. Depois, Thea visitou Oliver quando seu clube pegou fogo e se perguntou por que ele estava sorrindo.[18]

Enquanto se preparava para sua festa de aniversário de 18 anos, Thea começou a acreditar que sua mãe estava tendo um caso com Malcolm Merlyn. Ao ver os dois conversando em sua festa, Thea, irritada, repreendeu sua mãe, desejando que ela tivesse morrido no Gambit em vez de Robert. Thea então saiu furiosa, levando seu novo Maserati para um passeio. No entanto, ela se envolveu em um acidente de carro e foi levada ao hospital. Oliver descobriu mais tarde que Thea caiu porque estava sob efeito de uma droga chamada Vertigo. Depois de receber alta no dia seguinte, Thea foi presa por dirigir sob a influência de entorpecentes.[10]

Thea se apresentando para trabalhar com Laurel.

Devido ao uso desenfreado de Vertigo em Starling, o juiz Brackett, que supervisionava o julgamento de Thea, decidiu que a melhor maneira de desencorajar o uso da droga era condenar Thea a um período difícil e mostrar que nem mesmo os ricos podem escapar da lei. Oliver decidiu derrubar Cecil Adams para aliviar sua irmã e conversou com Laurel sobre fazer seu pai usar suas conexões para ajudar Thea. Quentin conseguiu um acordo para Thea em que ela foi colocada em liberdade condicional por dois anos e teve que trabalhar no serviço comunitário por 500 horas sob a supervisão de um tutor. O plano era que ela trabalhasse no CNRI sob a supervisão de Laurel. No entanto, Thea teimosamente recusou o acordo apenas para machucar sua mãe. Para convencê-la, Oliver revelou que Robert havia de fato traído Moira e admitido não ser o pai que eles acreditavam que ele fosse. Ao ouvir Moira confirmar isso, uma Thea arrependida pediu desculpas à mãe. Ela então decidiu aceitar a oferta de Laurel e trabalhar com ela.[1]

Durante sua orientação no CNRI, Thea reclamou com Laurel sobre quanto tempo ela tinha deixado de trabalhar, se vendo como uma "escrava ordenada pelo tribunal" e perguntando "como [suas 500 horas de serviço comunitário] não era um castigo cruel e incomum". Thea então soube pela colega de trabalho de Laurel, Anastasia, que Cyrus Vanch foi libertado da prisão.[19]

Quando Oliver chegou em casa na manhã seguinte que Moira foi atacada pelo vigilante, Thea estava com sua mãe e os policiais. Ela exigiu saber onde Oliver esteve a noite toda, já que tentara ligar para ele várias vezes.[20]

Thea e Laurel vendo Roy fugir.

Durante uma pausa para o almoço do CNRI com Laurel, a bolsa de Thea foi roubada. Usando uma corrente de carteira que o ladrão deixou para trás, Thea descobriu que seu nome era Roy Harper. Depois de ouvir a história de Roy na delegacia, Thea teve pena dele e retirou as acusações. Ela então rastreou Roy até sua casa nos Glades para recuperar sua bolsa. Eles tiveram uma breve conversa, durante a qual Thea informou a Roy que sua vida também não era perfeita, já que ela estava lidando com a morte de seu pai, seu padrasto desaparecido e seu irmão lutando com seus próprios demônios. Antes de ela ir embora, Roy aconselhou Thea a ficar fora dos Glades e não "se apaixonar por cada história triste que um cara como [ele] conta à polícia".[21]

Algumas semanas depois, Thea encontrou Roy novamente e ofereceu-lhe um emprego no clube de Oliver, o Verdant. Roy aparentemente aceitou, apenas para rejeitá-la. Mais tarde, porém, Roy salvou Thea de alguns bandidos. Ao fazer isso, ele foi esfaqueado e Thea o levou para o hospital. Quando Roy ficou nervoso com a ideia de receber uma injeção, Thea o aconselhou a apenas tirar isso da cabeça, ao que ele respondeu que não gostava de agulhas. Quando o médico aplicou a injeção em Roy, Thea beijou Roy para distraí-lo.[22]

Thea e Roy começaram um relacionamento romântico, embora ela estivesse frustrada por seus laços com o crime nos Glades. Eles eventualmente tiveram uma discussão sobre isso, que foi interrompida quando o Salvador emboscou e sequestrou Roy. Thea tentou intervir, mas foi jogada de lado. Enquanto o Salvador transmitia seu interrogatório de Roy, Thea assistia de Verdant e desatou a chorar, temerosa pelo destino de Roy. Oliver a confortou, prometendo que Roy não morreria. Depois que Roy foi salvo pelo Capuz, Thea se reuniu com ele em Verdant.[23]

Quando Roy lhe disse que precisava encontrar o Arqueiro, Thea disse que iria ajudá-lo.[24] Conforme continuava a ajudar Roy a encontrar o vigilante, Oliver pediu para que ele não tentasse fazer isso, algo que Thea também concordou. Contudo, ele ignorou os pedidos e foi buscar pelo vigilante da mesma forma.[25]

Thea testemunhou Moira anunciando o Empreendimento e foi ao Glades para encontrar Roy. Ela jogou uma garrafa de vidro vazia em um membro da gangue que estava prestes a atirar nele. Quando os dois começaram a se afastar, Roy viu um grupo de pessoas presas em um ônibus e foi ajudá-los, apesar do aviso de Thea de que o Dispositivo de Markov poderia disparar a qualquer segundo. Roy disse a Thea que não poderia deixar ninguém para trás e pediu que ela saísse das Glades. Quando o terremoto começou, Thea e Roy conseguiram sair com segurança.[26]

Pós-Empreendimento

Cinco meses após o terremoto, Thea se recompôs, assumindo o papel de Oliver como dono da Verdant. Ela ainda estava namorando Roy, mas muitas vezes eles brigaram devido a Roy tentando preencher o papel de vigilante do Capuz. Quando Oliver voltou para Starling City, Thea ficou feliz em ver seu irmão novamente, que ficou impressionado com o quanto sua irmã mudou. Thea dispensou Oliver quando ele tentou persuadi-la a visitar Moira na prisão. Mais tarde, Roy também fez a mesma tentativa, apenas para ser dispensado também.

Thea conversando com Moira na prisão.

Verdant foi atacado pelos Capuzes, que procuravam Oliver. Thea e os outros clientes observaram enquanto Roy tentava lutar contra eles. Ao descobrir Thea, os Capuzes a sequestraram e fugiram. Thea foi mantida em cativeiro em uma igreja abandonada nos Glades. Enquanto os Capuzes discutiam sobre o que fazer com ela, Thea defendeu sua mãe de suas acusações, percebendo que Moira era uma vítima das circunstâncias e não tinha escolha a não ser seguir as ordens de Malcolm por temer por sua filha. Quando um dos Capuzes decidiu matar Thea, o Arqueiro (Oliver) a salvou e disse a ela para correr. Depois disso, Thea visitou Moira na prisão pela primeira vez em meses, contando a ela sobre sua experiência de quase morte, e se reconciliou com sua mãe.[27]

Depois que Roy foi preso durante uma tentativa de se defender de alguns sequestradores, Thea deu um ultimato a Roy, que ele mais tarde aceitou, dizendo que ele deveria escolher entre ela ou continuar ser um herói (embora ele estivesse secretamente em um acordo com o Arqueiro).[28]

Durante o julgamento de Moira, Oliver e Thea ficaram chocados quando Adam Donner quis dar pena de morte para Moira. Oliver garantiu a Thea que os dois iriam ajudar a mãe a lutar por sua vida. Mais tarde, os dois assistiram ao noticiário relatando o sequestro de Laurel e Quentin.[29]

Durante um evento organizado Oliver, Thea conheceu Sin Simone. Quando o evento foi invadido pelo Prefeito, Roy e Thea escaparam do tiroteio escondendo-se atrás de um carro. Quando Sin foi ferido por uma bala, Thea foi buscar ajuda para ela. Mais tarde, Roy e Thea ficaram no hospital ao lado de Sin. Sin comentou com Thea que ela estava namorando um "idiota" e Thea concordou. Sin então admitiu para Roy que ela gostava de Thea.[30]

Thea ficou furiosa quando sua mãe decidiu aceitar o acordo que Adam ofereceu. Ela e Oliver encorajaram Moira a lutar por sua vida. Mais tarde, quando Thea e Oliver a visitaram novamente, eles garantiram a Moira que ela não iria perdê-los e que eles ficarão com ela, não importa o segredo que sua mãe esteja escondendo, o que levou Moira a concordar em recusar o negócio.[31]

Thea foi à delegacia para pagar a fiança de Roy. Mais tarde, o advogado de Moira, Jean Loring, visitou Thea na Verdant e a avisou que seu relacionamento com Roy, um conhecido criminoso, está prejudicando o caso de sua mãe, o que forçou Thea a terminar seu relacionamento com Roy. Mais tarde, Thea foi visitar sua mãe e ficou surpresa ao encontrar Roy lá. Moira disse a Thea que ela havia crescido no ano passado, que teve muito a ver com Roy, e garantiu à filha que sua vida pessoal não afetaria o caso, trazendo Roy e Thea de volta.[32]

Thea e Oliver no julgamento de Moira.

Thea, Oliver e Roy estavam presentes durante a abertura do julgamento de Moira. Quando Thea foi levada a depor, Adam Donner a questionou por não visitar sua mãe por meses. Ele ressaltou que Thea sentia raiva da mãe, por isso demorou muito. Mais tarde, no clube, Roy percebeu a raiva de Thea e trouxe suas luvas de boxe, dizendo-lhe para socá-lo como um alívio. Thea obedeceu e desabou contra ele em lágrimas, sentindo que arruinou o caso da mãe. Durante a segunda metade do julgamento, quando Moira se recusou a testemunhar, seus dois filhos questionaram seus motivos, o que levou Moira a admitir ter um caso com Malcolm, para desespero de Thea. Mais tarde, Thea e Oliver estavam esperando pelo veredicto quando Oliver correu para ir atrás do Conde Vertigo, para confusão de Thea. Depois que Oliver voltou, ele e Thea ficaram radiantes quando Moira foi declarada inocente e absolvida de todas as acusações.[4]

Thea e Oliver deram as boas-vindas a Moira antes de Thea sair com Roy para encontrar Sin. Roy ficou surpreso que Thea não apenas aprovou, mas também decidiu se juntar a Roy e Sin na busca por amigo desaparecido, Max Stanton. Os três mais tarde foram ao seu apartamento para investigar e descobriram que seu desaparecimento estava relacionado à doação de sangue de Sebastian Blood. Durante a festa de Moira, quando Roy recebeu um telefonema de Sin sobre Max, ele saiu e insistiu que Thea deveria ficar com sua mãe. Depois da festa, Moira estava prestes a contar a Thea a verdade sobre sua linhagem, mas mudou de ideia e se contentou em dizer que a ama.[33]

Depois que Roy foi atingido por uma flecha, Thea se trancou em seu quarto junto com Sin, preocupando Moira, que pediu a Oliver para ver como ela estava. Ao descobrir a verdade, Oliver removeu a flecha da perna de Roy e avisou os três para ficarem longe de problemas. Sin perguntou a Thea se ela realmente iria deixar isso passar, o que Thea recusou, afirmando que ela estava fazendo as coisas do jeito dela. Mais tarde, Thea e Sin procuraram a ajuda de Laurel em relação ao caso de Max. Laurel foi capaz de descobrir informações sobre a doação de sangue, dizendo a eles que eles não podem obter um mandado para investigar mais sobre se Max usava drogas ou não. Depois que Roy acordou no quarto de Thea, Thea e Sin correram para vê-lo, preocupadas que ele estivesse perseguindo o Arqueiro.[34]

Thea estava presente durante o discurso de Oliver sobre Blood, depois do qual ela brincou sobre a amizade de Oliver com o político devido ao relacionamento de Sebastian com Laurel. Oliver então mudou de assunto, perguntando a Thea sobre o estado de Roy. Thea contou sarcasticamente como Roy chegou ao trabalho pontualmente. Mais tarde, quando Thea veio verificar Roy, ela percebeu que ele estava agindo de forma estranha. Quando ela o confrontou, Roy inicialmente a dispensou antes de admitir que ela é quem o está ajudando a superar os tempos difíceis. Os dois se beijaram, mas Roy foi subitamente ferido por um vidro que caiu. Thea correu para pegar o kit de primeiros socorros. Mais tarde, Thea, Moira e Roy compareceram a um evento. De repente, o evento foi atacado por "Estilhaços" e Thea testemunhou Roy salvar Moira dos destroços. Posteriormente, Thea o confrontou mais tarde sobre isso, mas ele não deu uma resposta direta, deixando Thea confusa.[35]

Thea se recusou a falar com Roy devido a ele mentir sobre o que está acontecendo com ele. Mais tarde, ela ajudou Sin a escolher um vestido para seu "encontro" com o Richard, que Roy mais tarde colocou no hospital. Depois disso, Thea foi ao hospital depois que Sin ligou para ela. Thea garantiu a Roy que ela não o está julgando e está lá para ele se ele precisar dela, o que levou Roy a desabar e fugir. Mais tarde, na Verdant, uma preocupada Thea confidenciou a Oliver sobre seus problemas com Roy mantendo segredos dela.[36]

Thea descobriu que sua mãe iria jantar fora com Walter, para sua alegria. Thea descobriu que Walter estava tentando convencer sua mãe a concorrer a prefeito. Thea disse que a ideia não era loucura. Thea então ligou para Oliver, informando-o que Laurel estava ficando bêbada no clube. A equipe deu uma olhada nas câmeras e Oliver subiu as escadas para falar com Laurel. Atordoada, Laurel ignorou o conselho de Thea para ela ir para casa e revelou que está sendo expulsa. Ele pegou as chaves do carro de Laurel enquanto Thea pediu um táxi para ela.[37]

Thea ficou maravilhada quando Sara Lance revelou estar viva e a ajudou a se preparar para sua festa de boas-vindas na Mansão Queen, onde apresentou Sara a Roy e Sin. Durante a festa, Thea sentiu alguma tensão entre seu irmão e a mãe e tentou conversar com Oliver sobre isso, mas ele a ignorou. Thea contratou Sara para ser a bartender da Verdant depois que Mandy saiu. Mais tarde, ela fingiu uma emergência na Mansão Queen em um esforço para estimular Oliver a resolver seus problemas com Moira.[38]

Quando Slade Wilson, que fez uma doação para a campanha da prefeitura de Moira, visitou a mansão, Thea o levou para um passeio pelas pinturas da casa.[39]

Thea é sequestrada por Slade.

Thea recebeu uma pulseira de prata de Roy em Verdant, que ela aceitou com alegria. No dia seguinte, Roy se aproximou de Thea e de repente disse que queria terminar com ela, deixando-a chocada e confusa. Thea se recusou a aceitar isso, sabendo que Roy estava passando por algo e queria estar lá para ajudá-lo. Mais tarde, Thea subiu as escadas e pegou Roy beijando Becky, uma funcionária, em um almoxarifado. Com o coração partido e com raiva, Thea jogou no chão a pulseira que ele deu a ela e saiu correndo. Naquela noite, Thea chorou e disse a Oliver o que aconteceu e expressou sua frustração em como todos estão mentindo para ela. Thea abraçou o irmão, declarando que ele é o único em quem ela pode confiar. Enquanto Thea estava indo para casa, o carro de Slade parou e ele ofereceu uma carona, que ela aceitou.[40]

Thea foi sequestrada por Slade, mas acabou solta ilesa. No entanto, Slade revelou a Thea que Malcolm Merlyn é seu pai biológico, para seu choque e devastação. Esta revelação destruiu seu relacionamento com Oliver e Moira.[9]

Thea teimosamente se recusou a assinar um formulário para proteger os bens da família Queen de Isabel Rochev, alegando que ela é filha de Malcolm e não de Robert. Quando Oliver tentou garantir a Thea que ela ainda é sua irmã, Thea respondeu com raiva que ela estava irreparavelmente danificada por ser filha de dois assassinos em massa. Mais tarde, ela decidiu se mudar da Mansão Queen, abandonando sua família. Em um último esforço para fazê-la ficar, Oliver revelou (tendo aprendido recentemente com Isabel) que Robert sabia o tempo todo que Thea não era sua filha biológica, mas a aceitou e amou de qualquer maneira. Embora surpresa, Thea no final das contas não mudou de ideia. Thea sabia que sua recusa em assinar o formulário provavelmente levaria sua família à falência e deixaria desempregados aqueles que trabalham para eles, mas ela estava muito focada em seus próprios problemas para se importar.[5]

Thea continuou a manter distância de sua família, até mesmo tentando impedir que sua mãe fizesse seu comício de campanha na Verdant, apenas indo em frente depois que ela assinou um contrato. Mais tarde, no clube, Thea foi colocada sob a proteção de Diggle por Oliver, para sua irritação. Eles conversaram sobre a família e Diggle aconselhou Thea a dar uma segunda chance a ela. De repente, um noticiário transmitiu Roy atacando um policial. Thea se encontrou com Sin, que lhe contou sobre o incidente de Roy. No comício de campanha de Moira, Thea fez um discurso para atrair Roy para a Verdant, o que funcionou. Enquanto Roy atacava o evento, Thea tentou passar por ele, sem sucesso. Roy atacou e quase estrangulou Thea, mas ela foi salva pela Canário e o Arqueiro, que prometeu a ela que ajudariam Roy.

Thea chorando no corpo de Moira.

Depois disso, Thea concordou em passar a noite na Mansão Queen. Enquanto ela e sua família conversavam no caminho para casa, Moira expressou como a família precisava recomeçar e estava prestes a contar aos filhos algo sobre Malcolm. De repente, sua limusine colidiu, nocauteando os três. Oliver acordou com a visão de Moira e Thea amarradas, com Slade forçando-o a escolher entre as duas. Quando Slade estava prestes a matar Thea, Moira se levantou e se ofereceu em seu lugar. Thea implorou para que sua mãe não o fizesse, mas Moira simplesmente expressou suas últimas palavras para a filha: "Thea, eu te amo". Slade esfaqueou Moira fatalmente com uma espada, enquanto Thea gritava impotente de horror e desespero. Slade então saiu após desamarrar Thea, que correu para o lado de sua mãe e chorou sobre seu corpo enquanto um Oliver com o coração partido assistia.[41]

Thea no funeral de Moira.

Thea compareceu ao funeral de sua mãe e ficou visivelmente chateada com a ausência de Oliver. Isabel mais tarde veio ver Thea na Verdant, informando-a de que o clube foi construído em uma propriedade da Consolidações Queen e que ela precisava desocupar o local. Depois, Thea disse a Oliver que não queria dar a Isabel a satisfação de expulsá-la de sua casa e precisava mudar de cenário. Oliver concordou e a deixou ir. Ele se despediu de Thea, afirmando que ela sempre foi a melhor de seus pais. Thea colocou suas coisas em uma mochila, deu mais uma olhada em sua casa e, ignorando um telefonema de Walter, ela foi embora. Quando ela estava prestes a embarcar no trem, um dos soldados de Slade atacou a estação.[42]

Thea tentou fugir, mas foi salva por seu pai biológico, Malcolm Merlyn. Malcolm tentou falar com ela, mas Thea saiu correndo, sem querer nada com ele. Ambos foram atacados, mas Malcolm foi capaz de subjugar o soldado Mirakuru. Thea agarrou uma arma do chão perto de um policial morto e atirou em Malcolm três vezes enquanto ele tentava argumentar com ela.[43]

Thea deixando Starling City com Malcolm.

Malcolm mostrou ainda estar vivo e reiterou que precisava de Thea ao seu lado, chegando a comparar as qualidades dela com tudo o que faltava a Tommy. Thea saiu e se reuniu com Roy. Decidindo ajudar a Equipe Arqueiro durante o Cerco, Roy disse a Thea para ficar em sua casa e empacotar suas coisas, e eles poderiam deixar a cidade juntos quando ele voltasse. No entanto, enquanto fazia as malas, Thea descobriu a aljava de flechas de Roy e percebeu que ele era secretamente o ajudante do Arqueiro, segredo que ele escondeu dela o tempo todo. Traída mais uma vez, ela finalmente decidiu recomeçar sua vida. Deixando um bilhete de despedida para Roy, Thea decidiu ir com Malcolm e deixar Starling City para trás, sem intenção de voltar.[44]

Treinamento com Malcolm Merlyn

Quando Malcolm levou Thea a Corto Maltese, ele começou a treiná-la. Ele também lhe ensinou que a "dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional". Para provar isso, ele a fez mergulhar sua mão em água quente. Thea tentou resistir a dor, mas colocou sua mão em água fria instantes depois de retirá-la da água quente. Malcolm decidiu treiná-la da mesma forma que havia sido treinado. Thea foi entãochutada por Malcolm várias vezes, antes de puxar uma espada para seu pai, ao que ele afirmou que eles poderiam começar o treinamento.[3]

Cinco meses depois, em 8 de outubro, Malcolm drogou Thea com Ventura, o que a tornou altamente altamente suscetível a seguir ordens. Os dois viajaram de volta para Starling City, onde ele ordenou que Thea matasse Sara Lance. Thea emboscou Sara no topo de um prédio, chamando-a por seu nome com um alterador de voz. Surpresa ao ver Thea, Sara não foi capaz de reagir ao ataque seguinte. Thea disparou três flechas no peito de Sara, o que a fez cair do prédio e, consequentemente, morrer devido a queda. Thea retornou a Corto Maltese com Malcolm depois que a droga parou de fazer efeito, e não se lembrava do que havia feito.[45][46] Nos dias seguintes, Thea treinou ainda mais, impressionando Malcolm após vencer dois treinadores. Thea se dirigiu a ele com orgulho como "papai".[47]

Enquanto trabalhava em uma lanchonete em Corto Maltese, Thea recebeu uma visita surpresa de Oliver. Ela o questionou como a encontrou, e em seguida se desculpou por seu desaparecimento, explicando que queria um tempo sozinha. Thea percebeu que Oliver estava lá para convencê-la voltar para casa, mas o dispensou rapidamente. Ela então foi visitada por Roy, que se desculpou pelas mentiras que havia dito. Quando Roy perguntou-a se sentia sozinha em Corto Maltese, Thea disse que essa era a melhor parte, já que ninguém a conhecia e não poderiam mentir para ela.

Thea segurando uma espada.

Mais tarde, Thea recebeu outra visita de Oliver, que havia decidido contar a verdade sobre a morte de seu pai. Oliver revelou que Robert havia chegado a um bote salva-vidas com ele depois que o Queen's Gambit afundou, mas ele se sacrificou para garantir a sobrevivência de seu filho depois de perceber que a água e comida no bote daria apenas para uma pessoa. Oliver pediu para que Thea reconsiderasse sua decisão de ficar em Corto Maltese. Thea foi até Malcolm para dizer que ia voltar para Starling City, mas seu pai lhe disse que ela não havia mudado quanto pensado. Os dois duelaram, confronto na qual Thea estava desarmada, mas desarmou seu pai rapidamente e colocou a espada sobre seu pescoço, provando que estava pronta. No aeroporto, um turista derrubou café quente na mão de Thea, mas ela não sentiu dor, para a surpresa de Oliver.[3]

Retorno a Starling City

Thea jantou com Oliver e o informou sobre seus planos de reabrir a Verdant com a ajuda de investidores. Roy se aproximou dela mais tarde, perguntando se poderia ajudar, ao que Thea perguntou sarcasticamente de qual tom de verde ele gostava mais. Ao sair do clube com Roy, Nyssa al Ghul os confrontou e acertou Roy com um dardo tranquilizante quando ele tentou proteger Thea. Thea então permitiu que Nyssa a sequestrasse para salvar Roy. Nyssa manteve Thea amarrada e suspensa de cabeça para baixo em um armazém abandonado, com a intenção de usá-la como isca para atrair Malcolm para a morte. No entanto, Thea foi resgatada pelo Arqueiro. Depois, ela agradeceu a Roy por tentar ajudá-la, e o contratou como gerente assistente da Verdant. Malcolm ligou para ver como ela estava e Thea agradeceu por cuidar dela. Malcolm afirmou que tinha prometido que nunca deixaria ninguém machucá-la.[48]

Ao obter acesso aos arquivos de Malcolm, Thea usou o dinheiro de sua propriedade para comprar um apartamento e as escrituras de um edifício para reabrir a Verdant. Oliver ficou furioso ao saber disso e percebeu que Thea não tinha investidores para o clube. Oliver pediu que ela não usasse o dinheiro, apontando os atos perversos de Malcolm, incluindo a morte de Tommy. Chateada, Thea começou a dizer a Oliver que os carregadores viriam para o apartamento no dia seguinte. Mais tarde, após os ataques cibernéticos do Irmão Olho na cidade, Thea encontrou Oliver em Verdant. Ela afirmou que os dois são uma família e pediu que Oliver a conhecesse no meio do caminho de seu novo relacionamento. No dia seguinte, Oliver chegou com pipoca e Thea o convidou para morar com ela, o que ele aceitou. Thea prometeu doar o resto da fortuna de Malcolm para a caridade assim que a Verdant começasse a lucrar. Os dois assistiram a um filme e dividiram a pipoca.[49]

Ao reabrir seu clube, Thea fez testes para DJ da boate. Um homem chamado Chase chegou e disse aos outros competidores para irem para casa, pois ele tinha certeza de que é o homem certo para o trabalho. Thea disse a Chase que ele podia fazer o teste como todo mundo, depois disso ele saiu. Durante a grande reabertura da Verdant, Carrie Cutter passou por Thea enquanto ela estava decepcionada com a performance do DJ. Thea disse a ele para sair e tentou usar sua lista de reprodução para fornecer a música quando Chase se ofereceu para ajudá-la. Após alguma negociação, ele deu início à música e a multidão começou a dançar, para agradável surpresa de Thea. Durante a festa, Thea fez uma bebida para Carrie. Depois que a noite acabou, Thea e Chase se beijaram e ele a deixou ficar com sua parte como um presente para sua grande reabertura.[50]

Mais tarde, Thea, ao telefone, conversou com Chase, dizendo que seu beijo não havia significado nada. Nesse instante, ela acabou sendo distraída quando um raio passou por perto dela. Na noite seguinte, na Verdant, Thea serviu bebidas para Roy, Felicity Smoak e alguns de seus amigos, Cisco Ramon e Caitlin Snow. Cisco demonstrou interesse em Thea, mas mudou de ideia rapidamente depois de descobrir que ela é ex de Roy e a irmã de Oliver.[51]

Thea descobrindo que Sara foi assassinada.

Thea foi ao cemitério e deixou algumas flores no túmulo de Moira, onde também viu Laurel conversando com o túmulo de Sara. Quando Thea a perguntou do porque estar lá, Laurel revelou que Sara tinha se envolvido com pessoas perigosas e havia sido assassinada, o que deixou Thea surpresa. Laurel fez The prometer não contar nada para Quentin, apesar dela querer que a polícia fosse avisada para que pudessem encontrar o responsável. Em seu apartamento, Thea levou uma árvore de natal gigante, justificando isso para Oliver dizendo que quanto menor a família, maior a árvore. Oliver revelou que sabia que Malcolm estava com ela em Corto Maltese. Thea evitou o assunto, dizendo que Malcolm era um dos poucos membros familiares que ela ainda tinha. Oliver perguntou se ela voou para Corto Maltese com Malcolm, e Thea afirmou que não e pediu a Oliver que não a fizesse escolher entre seu pai e ele.

Thea lutando contra o Arqueiro.

Mais tarde, enquanto decorava a árvore de natal, o Arqueiro invadiu seu apartamento pela janela. Ele demandou saber onde Malcolm estava. Com medo e sem saber o que fazer, Thea arremessou um pedaço de vidro no vigilante e, em seguida, o chutou na virilha. Ela continuou o atacando, mas o Arqueiro conseguiu desviar dos golpes de Thea. Ela ordenou que o vigilante ficasse longe dela, e pulou da sacada para poder escapar. Thea ligou para Malcolm e lhe disse que o Arqueiro a confrontou. Após isso, Thea mentiu para Oliver a respeito da janela quebrada, dizendo que foi um pássaro quem a quebrou. Seu irmão tentou alertá-la de que Malcolm não é quem diz ser e que não a amava (já que ele havia descoberto que Malcolm a forçou matar Sara), mas Thea continuou com sua teimosidade. Oliver respondeu que ele não iria fazê-la escolher, dizendo que iria fazer de tudo para protegê-la. Confusa, Thea abraçou Oliver antes dele sair.[46]

Vários dias depois, Thea continuou seu treinamento com Malcolm, que a ensinou a se adaptar à sua situação e à de seu oponente. Ela expressou suas preocupações sobre o desaparecimento de Oliver e Malcolm garantiu que ele iria investigar. Mais tarde, Thea voltou para casa do trabalho e encontrou Malcolm esperando por ela. Ele disse a Thea que a cidade havia se tornado perigosa para eles e que deveriam partir.[52]

Thea se encontrou com Chase na Verdant, onde ele perguntou se eles estavam "de boa" quando começou a pensar que ela o estava evitando. Thea alegou que eles estavam. Malcolm mais tarde apareceu em seu carro e disse que esperava que Thea fizesse as malas e que eles teriam que sair. Quando Thea quis saber o motivo, Malcolm simplesmente afirmou que ela não estava pronta para saber disso, ao que Thea respondeu que não estava disposta a deixar a cidade com ele.

Em seu apartamento, Malcolm apareceu e se desculpou pelo que disse. Malcolm explicou que compartilhar a verdade às vezes é difícil e revelou a existência de Ra's al Ghul, com quem ele se encontrou após a morte de sua esposa, Rebecca, que queria matá-lo e sua família como vingança para o Empreendimento. Thea e Malcolm mais tarde conversaram novamente no apartamento. Thea ainda se recusava a deixar a cidade, apontando que Ra's vai tentar encontrá-los e matá-los de qualquer maneira. Thea afirmou que Malcolm a ensinou a não ter medo e se manter firme, então ela não fugirá. Movido, Malcolm concordou com a decisão de Thea de ficar.

Thea descobrindo que Oliver é o Arqueiro.

Quando Thea estava flertando com Chase na Verdant, Oliver apareceu para conversar com ela, explicando que queria mostrar algo. Ele a levou para o porão da boate, onde descobriu que o lugar era o quartel-general do Arqueiro e de sua equipe. Ela então percebeu que seu irmão era o Arqueiro. Apesar de, inicialmente, ter ficado triste com todas as vezes que Oliver mentia para ela, Thea percebeu que ele estava protegendo e salvando as pessoas. Ela não apenas aceitou a vida de vigilante de seu irmão, mas também o agradeceu e o elogiou. Oliver então abordou o fato de que Malcolm sabia de sua dupla identidade e eles precisavam lutar contra Ra's. Thea ficou com raiva de seu pai por manipular Oliver.

Depois de uma tentativa fracassada de encontrar Werner Zytle, Oliver voltou para casa e explicou a Thea que, apesar de seu ódio por Malcolm, eles precisavam dele para enfrentar Ra's, mas ela acreditava que poderiam derrotá-lo sozinhos. De volta ao clube, Thea e Roy, que ficaram satisfeitos por Thea saber sobre suas vidas, falaram sobre o envolvimento de Malcolm, e Thea afirmou que prefere manter seu pai fora de suas vidas.

Thea ameaçando Chase.

Quando Laurel foi envenenada com uma overdose de Vertigo, Thea foi até a Flecha-Caverna e viu a situação, onde percebeu que Laurel era a Canário Negro. Oliver ordenou que ela fosse embora. Fora do clube, Thea se encontrou com Chase e eles dormiram juntos em seu apartamento. Quando Chase serviu vinho para eles, Thea percebeu um cheiro estranho no vinho e revelou que aprendeu que o vinho tinto era eficaz para encobrir o cheiro de cianeto. Ela atacou Chase com uma faca de queijo, mas ele a desarmou sem esforço e se revelou um agente da Liga dos Assassinos. Chase tentou cortar a garganta de Thea, mas Roy a salvou. Malcolm chegou e emboscou Chase, que se matou quando não tinha saída.

Depois que Oliver derrotou Zytle, ele foi consolar Thea. Embora ela nunca tenha pedido para fazer parte disso, Thea concordou em deixar Malcolm ajudar, mas não vai esquecer quem ele é ou o que fez. Antes de Thea deixar a cidade com Oliver para treinar, ela discutiu seu novo normal com Roy e o beijou como agradecimento por salvar sua vida. Oliver e Thea mais tarde chegaram a Lian Yu.[53]

Descobrindo a verdade sobre Sara

Thea treinou sua luta de bastão com Oliver, que demonstrou surpresa por sua habilidade. Quando ela usou a terra do chão para distraí-lo e atacá-lo em seguida, seu irmão perguntou se Malcolm a ensinou a trapacear também. Thea disse que isso não existia, e que as únicas opções em uma luta são "sobrevivência ou morte", algo que Oliver concordou. À noite, Thea e Oliver conversaram sobre o que seu irmão havia se tornado em Lian Yu. Ela então perguntou a ele como foi seu tempo preso naquela ilha. Quando saiu para pegar lenha para a fogueira, Thea se encontrou com Oliver novamente e descobriu que Slade Wilson, que estava preso na ilha, havia sido libertado por Malcolm como parte de seu treinamento.

Thea conversando com Slade.

Os dois correram para o túmulo de Robert, onde Oliver havia enterrado algumas armas. Ao chegar, ela comentou que sempre teve a impressão de que o túmulo de seu pai estava vazio, dizendo que ele estava com seu irmão na ilha. Ele então entregou a arma para Thea. Oliver parou de repente e disse que Slade havia passado por lá. Nesse instante, Wilson saiu de trás de uma árvore e nocauteou Oliver. Thea tentou atirar nele, mas foi rapidamente desarmada pelo mesmo e, em seguida, nocauteada. Os dois forma postos na antiga cela de Slade em uma instalação secreta da A.R.G.U.S.. Quando os dois acordaram, Slade disse que dois corpos queimados seriam encontrados em Starling, onde Oliver e Thea Queen seriam declarados como mortos enquanto os dois apodreceriam na cela. Ela ouviu Slade e Oliver discutirem a respeito de alguém chamado Shado.

Thea descobrindo que foi ela quem matou Sara.

Depois que Slade saiu, Thea perguntou se poderiam chamar alguém, mas Oliver explicou que o único guarda da prisão havia sido morto. Thea ficou intrigada quando Wilson havia dito que Oliver continuava a esconder segredos dela, e demandou saber sobre o que ele estava se referindo, mas Oliver continuou a se esquivar das perguntas. Oliver teve uma ideia para escapar, mas para fazer isso ele precisava deslocar o braço de Thea. Ela então usou seu braço quebrado para apertar um botão, que abriu a porta da cela. Quando saíram, os dois se apressaram para alcançar Slade. Thea saiu correndo às cegas e acabou ativando uma armadilha montada por Wilson, mas foi salva por Oliver. Depois de perceber que Oliver havia sido atingido, ela pediu para que descansassem por alguns minutos. Ela perguntou porque seu irmão sempre ficava agindo de forma diferente quando alguém citava o nome de Sara. Oliver disse que Malcolm a matou, mas Thea disse que era impossível, já que ele estava em Corto Maltese com ela. Oliver então explicou que ele usou alguém para matá-la e revelou que esse alguém foi a própria Thea, o que a deixou arrasada.

Enquanto estava distraída, Slade apareceu e colocou uma arma sobre sua cabeça. Thea o desarmou e o socou, o que impressionou Wilson. Em seguida, ela se uniu a Oliver e os dois lutaram juntos contra Slade. Com o homem ao chão, Thea pegou a arma e o apontou para Slade. Ela estava disposta a atirar contra ele, mas Oliver a convenceu de fazer o contrário e deixá-lo apodrecer na prisão. Depois de alguma hesitação, Thea nocauteou Slade com a arma, permitindo que eles o prendessem de volta na cela. Os dois voltaram para casa, onde Thea confrontou Malcolm com raiva sobre fazê-la matar Sara e trair sua confiança. Thea proclamou que vai treinar, lutar e trabalhar com Malcolm, mas ele não é mais seu pai.[12]

Thea entregando uma espada para Nyssa.

Thea e Oliver continuaram a treinar com Malcolm. Ela ainda lutava com a culpa por matar Sara e eventualmente revelou a verdade para Laurel. Embora chocada, Laurel garantiu a Thea que não era culpa dela, mas se perguntou por que ela estaria associada a alguém como Malcolm. Thea explicou a situação, sobre a Liga vindo atrás de Malcolm, Oliver e ela. Thea então contatou a Liga e fez um acordo para entregar seu pai a eles. Naquela noite, Nyssa e a Liga apareceram e conseguiram capturar Malcolm enquanto ele estava lutando com Laurel. Thea então informou Oliver sobre o que ela fez. Apesar de seus protestos, Oliver e Diggle partiram para Nanda Parbat para resgatar Malcolm, a fim de impedir Thea de perder sua humanidade, uma vez que ela percebeu que ela condenou seu pai à morte. Desanimada, Thea foi para a Flecha-Caverna e se encontrou com Nyssa (que Oliver conseguiu capturar antes), contando a ela a verdade sobre a morte de Sara. Thea ofereceu a Nyssa uma chance de vingança pela morte de Sara enquanto ela destrancava a porta da cela e entregava uma espada para Nyssa.[54]

Nyssa inicialmente se recusou a acreditar na confissão de Thea, mas Thea a informou com mais detalhes sobre a morte de Sara, explicando que Malcolm a drogou e fez uma lavagem cerebral com Vitura e como ela atirou três flechas no peito de Sara. Nyssa disse a Thea que não haveria justiça em matá-la e que tudo isso terminaria com a morte de Malcolm. De repente, Roy e Laurel entraram e atacaram Nyssa (acreditando que ela de alguma forma escapou e estava atacando Thea). Thea então foi para seu apartamento e descobriu que Oliver havia retornado de Nanda Parbat com Malcolm. Mais tarde, Laurel veio visitar e conversar com Thea sobre a situação. Thea então confrontou Malcolm, que estava ouvindo a conversa. Malcolm revelou que sabe que Thea está segurando uma faca, o que a surpreendeu. Malcolm ordenou que ela o matasse, mas Thea recusou. Thea e Oliver conversaram sobre Malcolm, Moira e seu passado. Mais tarde, Thea visitou Roy em sua casa e perguntou se ela poderia ficar com ele por um tempo, o que Roy concordou. Os dois começaram a se beijar.[55]

"Morte" de Roy e atacada por Ra's al Ghul

Thea e Roy compareceram ao casamento de Diggle e Lyla Michaels juntos.[56]

Depois do sexo, Thea e Roy discutiram sobre sua fuga juntos. Os dois então avistaram o noticiário anunciar uma caçada pelo Arqueiro. Thea chegou à Flecha-Caverna e testemunhou Oliver falar ao telefone com Quentin, que queria que Oliver se entregasse. Oliver pediu desculpas a todos por colocá-los nesta posição, mas Thea colocou a culpa em Malcolm. De volta a Verdant, Roy disse a Thea que, enquanto atirava nos policiais, parte dele se sentiu "aliviado" por poder finalmente ir para a cadeia onde pertence. Oliver entrou e pediu desculpas a Roy. Só então, a polícia arrombou as portas e Oliver saiu correndo enquanto eles o perseguiam. Eles então descobriram que todos os seus bens foram congelados por Quentin para que Oliver não pudesse escapar da cidade.[57]

Thea visitando Roy na prisão.

Enquanto estava na Verdant, Thea descobriu que Roy se vestiu de Arqueiro e se revelou como o vigilante, afim de livrar Oliver das acusações. Quando seu irmão foi até ela, Thea o perguntou se ele pediu para que seu namorado tivesse feito aquilo, o que Oliver negou e prometeu que iria fazer de tudo para tirá-lo da prisão. Ela e os outros viram um noticiário dizer a respeito de um ladrão meta-humano que atacou um banco. Naquele instante, Quentin e um esquadrão de polícia entrou na Verdant com um mandato para investigar o porão. Thea visitou Roy na Prisão Iron Heights. Ela estava preocupada com ele, mas Roy garantiu que tudo ficaria bem. Quando perguntou se aquilo era uma mentira, Roy ficou em silêncio. Ela então se levantou e foi embora.

Depois disso, ela ligou para Oliver e lhe atualizou sobre Roy. Ao voltar para seu apartamento, Thea encontrou Quentin e outros policiais vasculhando o lugar. Zangada, ela o confrontou, dizendo que não iria encontrar nada lá. Quentin disse que Thea deveria ser uma "cúmplice" ou "muito ingênua" depois dele ter encontrado a Flecha-Caverna abaixo da Verdant. Quentin recebeu um telefonema e, ao desligar, disse para ela que Roy havia sido atacado na prisão, o que a deixou surpresa. Thea foi Oliver na Tecnologias Palmer e lhe contou sobre o que aconteceu com Roy, onde chorou em seus braços.

Thea depois de ser atacada por Ra's al Ghul.

Mais tarde, em seu apartamento, Thea recebeu a notícia de que Roy havia sido morto. Mais tarde, Thea estava olhando as fotos dela e Roy em seu telefone enquanto bebia vinho. De repente, Ra's al Ghul apareceu em seu apartamento. Thea jurou que seu irmão iria matá-lo, mas Ra's a corrigiu, alegando que Oliver iria implorar por misericórdia. Thea então jogou uma faca no homem e tentou correr em direção da porta, mas ele a impediu. Uma breve luta ocorreu enquanto Thea tentava se defender. Infelizmente, Ra's teve a vantagem e esmagou Thea contra uma mesa de vidro. Ele então esfaqueou Thea no peito com sua espada e sussurrou uma oração antes de sair. Thea foi deixada no chão com sua vida por um fio enquanto ela começou a sangrar.[58]

Thea depois de sair do Poço de Lázaro.

Oliver chegou ao apartamento e imediatamente levou Thea para o hospital, onde o estado dela começou a piorar. Oliver, Malcolm, Diggle e Felicity decidiram levar Thea para Nanda Parbat, onde ela seria ressuscitada e curada pelo Poço de Lázaro em troca de Oliver aceitar a oferta de Ra's e se tornar seu sucessor. O corpo de Thea foi preparado pela Sacerdotisa e baixado para a cova. Segundos depois, Thea saltou e tentou atacar Oliver de uma maneira feroz, mas foi subjugada.

Quando ela acordou, as memórias de Thea estavam dispersas, já que ela não tinha nenhuma memória de quem Oliver era, e a última coisa que se lembrava de seu irmão era que ele havia morrido em um naufrágio. Ela olhou para Malcolm em busca de conforto e perguntou sobre sua mãe, também não sabendo que Moira havia morrido anos atrás. Quando o plano de Felicity para escapar com Oliver fracassou, Oliver os ajudou usando seu controle sobre os outros assassinos. Oliver se despediu de seus amigos e de Thea, pedindo a ela para nunca esquecer que ele a ama. No dia seguinte, Thea acordou e recuperou a memória. Enquanto Malcolm a relembrava do que aconteceu, Thea começou a ficar preocupada com seu irmão.[59]

Se tornando uma vigilante

Thea e Felicity jantaram com Diggle, Lyla e sua filha, Sara. Quando Diggle se perguntou como ela estava depois de sua ressurreição, o que Thea garantiu que ela estava bem. Thea expressou que sente falta de Oliver e se culpa pela transformação dele. Thea mais tarde voltou para a Flecha-Caverna e conversou com Felicity sobre seu desejo de ajudar a equipe em sua missão de salvar as pessoas. Ela então percebeu que Oliver estava de volta à cidade e queria falar com ele, mas Felicity a dissuadiu. Thea voltou para seu apartamento e contatou Malcolm, que a informou que Oliver está caçando Nyssa para que ele pudesse matá-la e não tivesse rivalidade como sucessor de Ra's al Ghul. Ele tentou convencer Thea a não se envolver, mas ela protestou e o convenceu a ajudá-la.

Thea confrontando Oliver.

Mais tarde, durante uma batalha envolvendo a troca de Lyla e Nyssa, Thea atirou em Oliver no pulso com uma flecha enquanto ele tentava matar Diggle. Isso enfureceu Oliver, mas ele poupou a vida de Diggle e saiu com uma Nyssa, que havia sido capturada. Thea então voltou para a Flecha-Caverna com o resto da equipe, que admitiu que provavelmente perderam Oliver para Ra's e agora devem recompor seus esforços sem ele. Naquela noite, Felicity foi ao apartamento de Thea e falou com ela sobre Oliver, com as duas mulheres admitindo que ainda o amam. Felicity disse a Thea que elas deveriam seguir em frente com suas vidas e revelou a ela sobre Roy estar vivo, bem como o fato de que eles encenaram sua morte. Felicity deu a Thea um papel com sua localização e paradeiro, afirmando que ela tem a oportunidade de começar uma nova vida com Roy, caso desejasse.[60]

Thea lendo a carta de Roy.

Thea fez as malas e foi para Monument Point com a intenção de visitar Roy. Ela trouxe o traje de Arsenal para ele, explicando que mandou seu pai roubá-lo do confisco. Os dois passaram a noite juntos na nova casa de Roy. Mais tarde, Thea explicou o que aconteceu depois que Roy foi embora e como Oliver sacrificou sua alma pela dela. Roy informou a Thea que ele não pode ficar em Monument Point para sempre e terá que se mudar novamente antes que alguém descubra sua identidade. Na manhã seguinte, Thea se viu sozinha na cama. Ela foi à oficina em que Roy trabalhava, apenas para descobrir que ele havia pedido demissão. Um dos mecânicos deu a Thea uma carta e um pacote destinados a ela. Na carta, Roy disse para Thea viver a vida pela qual Oliver se sacrificou e não fugir com ele, já que a amava demais para isso. Thea então descobriu que Roy havia deixado para ela seu traje do Arsenal, afirmando que vermelho sempre ficava melhor nela.[61]

Thea salvando Diggle de um membro da Liga dos Assassinos.

Thea voltou para Starling City a tempo de enfrentar a ameaça do ataque de bio-arma de Ra's al Ghul, onde ela vestiu o traje de Roy e chegou a tempo de salvar Diggle de um membro da Liga. Diggle interrogou o assassino sobre a localização do Alfa-Ômega, apenas para descobrir que ele carregava a toxina em seu sangue e a liberou cortando sua própria garganta. Diggle insistiu que Thea fosse embora, mas ela garantiu a ele que Malcolm já a havia protegido contra. Os dois trabalharam juntos para evacuar o máximo de pessoas que pudessem para salvá-los do vírus e derrubaram o quarto assassino antes que ele pudesse liberá-lo. Isso deu tempo suficiente para Oliver matar Ra's e Ray liberar a cura, curando todos os que foram expostos.

A Equipe Arqueiro retornou à Tecnologias Palmer, onde Oliver elogiou os esforços de todos os presentes e declarou sua intenção de se aposentar do vigilantismo, reconhecendo que a cidade está em mãos capazes durante sua ausência.

Thea se despedindo de Oliver em Starling.

Em seu apartamento, Malcolm informou a Thea que pretendia deixar Starling também e tentou justificar que, independentemente de tudo que fizesse, ele sempre a amará e estará lá se ela precisar dele. Embora Thea não estivesse interessada em sua oferta, ela reconheceu a promessa que Malcolm fez de torná-la mais forte e agradeceu por isso. Thea mais tarde tentou convencer Oliver a não deixar a cidade, sem sorte. Antes de sair, Thea perguntou se Oliver tinha um codinome para ela, e sugeriu que fosse chamada de "Arqueiro Vermelho", mas Oliver já havia dito a todos para chamá-la de "Speedy". Irritada, mas bem humorada, Thea se despediu de Oliver quando ele saiu com Felicity.[62]

Depois que Oliver e Felicity partiram , Thea, que se sentia assombrada após ser atacada por Ra's, se mudou para o apartamento de Laurel, apesar de ainda manter seu antigo apartamento em seu nome. Com o passar dos meses, Thea, Diggle e Laurel trabalharam juntos para manter Star City, que havia sido renomeada em homenagem a Ray, segura. Eventualmente, um novo grupo de terroristas, chamados "Os Fantasmas", começou uma série de ataques pela cidade, tendo início com assaltos à bancos e eventualmente evoluindo para roubos de munições e tecnologia.

Em outubro de 2015, um caminhão das Indústrias Kord foi atacado, e Speedy e a Canário Negro partiram para interceptar o roubo. Durante o combate, Speedy foi derrubada por um dos Fantasmas, mas Diggle a salvou. Apesar disso, os três vigilantes foram superados em quantidade quando os reforços dos Fantasmas haviam chegado, permitindo que eles escapassem com a carga. Na Flecha-Caverna, a equipe conversou sobre o ataque, onde Laurel e Thea concordaram que precisavam da ajuda de Oliver, apesar de Diggle ser contra a ideia.

No dia seguinte, o comitê de líderes da cidade se tornou o alvo da organização dos Fantasmas. Thea foi incapaz de salvar um deles. Ela e Laurel foram até Ivy Town, onde revelaram para Oliver e Felicity sobre os Fantasmas e como estavam sendo derrotados por eles. Oliver, embora relutante, concordou em voltar para Star City até que a ameaça fosse neutralizada. Eventualmente, a Equipe Arqueiro encontrou os Fantasmas e observaram seu líder conversar com seus homens, incluindo matar um de seus soldados para provar aos vigilantes que estava falando sério. Ele então matou alguns outros fantasmas simplesmente tocando-o. Enquanto a Equipe Arqueiro atacava, Speedy enfrentou um dos Fantasmas, mas ficou desequilibrada e começou a socá-lo repetidamente, quase o esfaqueando com sua espada até que Oliver a parou.

Equipe Arqueiro assistindo a transmissão do Arqueiro Verde.

Enquanto Oliver e Thea procuravam pela bomba que os Fantasmas pretendiam usar na nova linha ferroviária, Oliver se dirigiu à explosão de raiva dela, mas ela tentou garantir que estava bem. Na abertura da linha ferroviária, Speedy evacuou os civis enquanto a Equipe Arqueiro trabalhava para desarmar a bomba. Após o sucesso, Thea estava presente enquanto Oliver revelou que o líder dos Fantasmas era Damien Darhk, o inimigo mais cruel de Ra's al Ghul, mas estava confusa, pois Damien havia deixado Star City meses atrás.

Thea mais tarde viu Oliver transmitir uma declaração para Star City, declarando sua intenção de protegê-la como "Arqueiro Verde".[63]

Ressurreição de Sara e caçada

Thea ajudou a equipe a tentar evitar outro ataque dos Fantasmas. Mais tarde, Oliver e Thea almoçaram com a velha amiga de sua mãe, Jessica Danforth, e sua filha, Madison Danforth. Jessica contou a eles sobre seu plano de se candidatar a prefeito. No anúncio da prefeitura de Jessica, Oliver e Thea a protegeram de Lonnie Machin, um homem contratado por Damien Darhk para matar Jessica.

Thea com raiva de Oliver.

Thea quebrou o braço de um traficante para obter informações sobre Machin. Percebendo que isso havia passado dos limites, Oliver a mandou embora. Na Flecha-Caverna, Oliver chamou a atenção Thea por sua imprudência, ordenando que sua irmã não fosse tão agressiva quando estiver em campo. Thea de repente o atacou sem pensar até que Laurel e Diggle a subjugaram. Oliver então revelou que Malcolm o avisou sobre a ressurreição de Thea iria afetá-la, algo que ele inicialmente não se preocupou, já que ela parecia estar bem. Thea, enfurecida, disse que seu irmão não estava em posição de lhe julgar.

Thea vendo Machin em chamas.

Thea mais tarde explicou a Laurel que Oliver a reviveu usando o Poço de Lázaro em Nanda Parbat quando Ra's al Ghul a esfaqueou fatalmente. Depois que a equipe conseguiu localizar Machin e resgatou Madison, Thea foi longe demais e colocou fogo em Lonnie em um acesso de raiva, para seu horror. No apartamento de Laurel, Oliver se desculpou com Thea por não ter contado a ela sobre sua sede de sangue antes e garantiu a ela que eles lidariam com isso juntos. Laurel se ofereceu para levar Thea para fora da cidade para um fim de semana no spa e limpar sua cabeça, o que Oliver concordou. No entanto, Laurel disse a Thea que elas estavam indo para Nanda Parbat e ressuscitar Sara.[64]

Depois de desenterrarem o corpo de Sara, Thea e Laurel foram para Nanda Parbat. Ao chegarem, as duas foram cumprimentadas por Nyssa e Malcolm, que estavam treinando. Ela explicou para um dos membros da Liga que ela era filha de Ra's al Ghul, que atualmente era Malcolm. Thea assistiu Laurel confrontar Malcolm a respeito da morte de Sara e de como ele era culpado por seu assassinato, mas o homem recusou em usar o Poço de Lázaro para ressuscitá-la.

Thea ouvindo Malcolm explicar sobre os efeitos do Poço de Lázaro.

Mais tarde, Malcolm se aproximou de Thea e afirmou que percebeu sua sede de sangue. Ela perguntou sobre o que estava acontecendo com ela, e seu pai lhe explicou os efeitos negativos do Poço de Lázaro, recomendando que ela cedesse à sua sede de sangue. Thea, obviamente, recusou a ideia, dizendo que não queria começar uma "matança" e ironicamente agradeceu por seu conselho. Malcolm afirmou que havia um sábio em uma montanha próxima que poderia ajudá-la.

Enquanto dormia, Thea foi atacada por dois membros da Liga dos Assassinos. Ela conseguiu se esquivar de um dos ataques, que iria acertá-la na cabeça. Ela se levantou e usou a espada para matar ambos, incluindo cortar a garganta de um deles lentamente. Depois disso, ela percebeu o que havia feito. Seu pai a perguntou como ela se sentiu, e Thea percebeu que não havia uma cura para sua condição. Malcolm explicou que para cessar sua sede de sangue, ela teria de matar a pessoa que a feriu, o que era impossível, já que Ra's al Ghul estava morto. Ela percebeu que Malcolm enviou os dois assassinos para apenas serem mortos, já que assim a sede de sangue de Thea iria diminuir, embora não desaparecer.

Thea e Laurel vendo Sara ressuscitada.

Thea arrumou suas coisas e foi ao quarto de Laurel dizendo que iriam embora, já que Malcolm não iria ajudá-las de forma alguma. Thea disse que ele é o culpado por sua situação e pediu para que ele ficasse longe dela para sempre. Quando seu pai sugeriu usar o Poço de Lázaro em Sara, Thea foi altamente contra, já que não queria que ela passasse por isso. Porém, Malcolm sugeriu que ajudasse-a controlar sua sede de sangue. Enquanto abaixavam o cadáver de Sara ao Poço, Thea perguntou para Laurel se ela gostaria de continuar, o que Lance afirmou. Algum tempo depois, Sara pulou para fora do Poço e tentou atacar Thea, mas foi impedida por dois membros da Liga dos Assassinos.

Mais tarde, Thea e Malcolm foram verificar Laurel, que estava vendo Sara. Um membro da Liga apareceu e chamou a atenção de Malcolm. Thea, seu pai e Laurel encontraram Nyssa destruindo um Poço de Lázaro, ameaçando-o de que quando matá-lo, ele não irá mais voltar.[65]

Quando Thea e Laurel voltaram para Star City, Thea concordou em não contar a Oliver sobre sua experiência em Nanda Parbat. Thea se juntou ao resto da equipe quando Oliver anunciou a eles que pretendia se candidatar a prefeito e depois foi para a nova e melhorada Flecha-Caverna, que ficava embaixo do escritório de campanha de Oliver. Quando a equipe precisou chamar uma equipe de policiais da Força-Tarefa Anti-Vigilante, Thea entrou em contato com seu antigo traficante para comprar $74.000 em cocaína. No entanto, os policiais roubaram o carregamento de drogas e escaparam. Depois que a força-tarefa sequestrou Quentin, Thea ajudou a equipe a evitar que os policiais roubassem armas dentro do DPSC. Depois disso, Thea usou suas conexões para contratar uma equipe de estagiários para a campanha de Oliver para prefeito. Ela escreveu um discurso para o anúncio do irmão para prefeito e o testemunhou.[66]

Sem estar ciente, Sara conseguiu escapar[66] e começou a atacar mulheres semelhantes a Thea. Mais tarde, Thea compareceu a uma reunião com Oliver a respeito de sua campanha para prefeito.

Thea e Laurel explicando a situação de Sara.

Enquanto treinavam na Flecha-Caverna, Oliver elogiou suas habilidades, dizendo que o fim de semana no "spa" havia sido uma ótima ideia. Os dois então conversaram sobre o conselho que Alex havia dado, que era se distanciar de Laurel e de outras pessoas que pudessem prejudicar a campanha de Oliver. Thea disse que isso não era uma boa ideia. Felicity interrompeu o treinamento para revelar que encontrou a mulher "doida" que estava matando pessoas. Speedy e o Arqueiro Verde foram até o clube onde a mulher se encontrava, onde ambos descobriram que a mulher era Sara. Ao voltarem para seu quartel-general, acompanhados por Laurel, Oliver perguntou se elas passaram em um "spa" de Nanda Parbat, o que Thea comentou dizendo que foi o único lugar que conseguiram marcar uma reserva.

Thea no hospital depois de ser atacada por Sara.

Enquanto relaxava no apartamento de Laurel, Thea recusou uma ligação de Oliver, dizendo que não queria ser julgada por ele. De repente, Sara derrubou a porta e avançou para atacar Thea. Ela não conseguiu se esquivar e foi jogada a uma mesa de vidro, onde começou a ser enforcada. Thea tentou chamá-la por seu nome, mas a mulher não respondeu. As duas continuaram a lutar e Thea começou a perder a luta. Ela usou um pedaço de vidro para atingir o rosto de Sara. Thea, com as pernas feridas, saiu correndo do apartamento. No hospital, Thea revelou a Oliver e Felicity que Sara estava sofrendo os efeitos colaterais do Poço de Lázaro da mesma forma que está, e confessou que Malcolm a fez matar dois membros da Liga para diminuir sua sede de sangue, o que surpreendeu a seu irmão, que acreditava que ela estava bem.

Após isso, Thea adormeceu. Quando acordou, ela encontrou Laurel ao seu lado. Ao questioná-la do motivo de estar lá, Laurel começou a se desculpar por a ter colocado naquela situação. Thea dispensou suas desculpas, dizendo que não estariam lá se ela não tivesse matado Sara. Thea expressou sua crença de que talvez Sara ficaria em paz se ela a matasse, algo que Laurel foi contra. Thea percebeu Sara em seu quarto e tentou conversar com ela, onde disse que estava tudo bem caso ela a matasse. Sara começou a enforcá-la, mas parou assim que Oliver e Laurel entraram. Ela a jogou no chão e fugiu, pulando pela janela.

Thea conversando com John Constantine.

Thea foi levada para a Flecha-Caverna, dizendo que estaria confortável lá do que o hospital. A Equipe Arqueiro começou a teorizar de que apesar do corpo de Sara ter sido ressuscitado, sua alma estava perdida. Thea teorizou que como ambas haviam usado o Poço de Lázaro, as águas místicas deve ter criado uma conexão entre elas, e assim poderiam capturar Sara. Oliver foi contra a ideia, mas Thea continuou firme com isso. A Equipe Arqueiro voltou para o antigo prédio da Verdant, onde esperariam por Sara. Quando estava demorando muito, Thea disse que não acreditava que o plano iria funcionar, mas mudou de ideia após ver Sara pular por uma janela. Thea foi retirada de lá pelo Espartano e retornou para a Flecha-Caverna. Em seguida, John Constantine apareceu para restaurar a alma de Sara. Thea se voluntariou para ir ao purgatório e salvar a alma de Sara, mas Constantine disse que isso não era uma boa ideia.

Depois de algum tempo, John, Oliver e Laurel retornaram com Sara, cuja alma havia sido completamente restaurada e estava normal. Depois que Constantine saiu, Thea a chamou de "gostoso". Os dois conversaram sobre os segredos que mantiveram e fizeram as pazes.[67]

Lidando com sua sede de sangue

Alex repassou o itinerário da campanha com Thea e Oliver. Quando Oliver saiu, Alex convidou Thea para sair em um encontro que ela rejeitou, mencionando que sua vida já estava complicada. Thea mais tarde ajudou a Equipe Arqueiro a roubar um manifold quântico das Indústrias Kord e se reagrupou com eles quando descobriram Ray sendo mantido em cativeiro no Edifício por Darhk. Enquanto o resto da equipe salvava Ray, Thea, Laurel e Sara atacaram os Fantasmas de frente, mas elas testemunharam Sara matar um deles como resultado de sua sede de sangue. Depois, no apartamento de Laurel, Sara decidiu sair e encontrar uma maneira de lidar com a sede de sangue. Thea e Laurel tentaram convencê-la a ficar, mas ela insistiu em descobrir as coisas por si mesma. Aceitando a escolha de Sara, Thea e Laurel se despediram dela. Na manhã seguinte, Thea convidou Alex para um drinque mais tarde naquela noite.[68]

Damien atacando Speedy.

Thea ajudou a Equipe Arqueiro a enfrentar alguns Fantasmas no Banco de Star City. Durante a luta, ela quase matou um dos Fantasmas com sua espada, mas foi capaz de parar instantes antes de fazer isso. Porém, os Fantasmas foram capazes de queimar o dinheiro. Mais tarde, a equipe invadiu a Wolfman Biologics. Depois disso, Malcolm visitou Thea, já que ele sabia sobre o retorno de sua sede de sangue. Ele entregou o arquivo de um pedófilo que morava três bairros de distância, e que ela deveria matá-lo. Thea recusou e saiu. O relacionamento de Thea com Alex cresceu, e ela tomou o primeiro passo em seu encontro. Depois de participar de uma missão de resgate, na qual salvou Ray Palmer da C.O.L.M.É.I.A., a sede de sangue de Thea afetou-a durante seu jantar com Alex. Quando ela foi resgatar Andy Diggle e se encontrou com Damien Darhk, ele tentou sugar a força vital de Thea, mas seus poderes falharam. Mais tarde, Thea pediu a Malcolm para usar isso como vantagem.[69]

Thea estava presente na limpeza de Star City Bay de Oliver, onde um drone abriu fogo contra a multidão. Thea mais tarde apoiou o plano de Oliver de expor a identidade de Damien Darhk ao público. Malcolm fez uma visita a Thea, informando-a de que os poderes de Damien que mitigavam sua sede de sangue não estavam relacionados às águas do Poço de Lázaro. Thea foi posteriormente sequestrada por Damien na festa de Oliver e colocada em uma câmara de gás junto com Diggle e Felicity. Laurel e Malcolm (vestido como o Arqueiro Verde) chegaram e os tiraram da câmara de gás. Mais tarde naquela noite, Thea observou alegremente enquanto seu irmão pedia Felicity em casamento.[70]

Thea entregou flores de Oliver para Felicity antes de sua cirurgia. Ela mais tarde conversou com Laurel sobre sua preocupação com o retorno de Malcolm. As duas então descobriram que Quentin e Donna estavam namorando. Thea levou Donna para uma cafeteria, para que Laurel pudesse conversar com Quentin em particular. Mais tarde, a Equipe Arqueiro encontrou Machin na casa de seus pais adotivos, mas ele ativou uma armadilha e conseguiu escapar. Speedy o perseguiu e apontou uma flecha para ele, mas o restante da equipe interveio e levaram-o para a prisão. Thea interrompeu Oliver, que interrogava Malchin em um armazém abandonado, para informá-lo que Felicity havia saído da cirurgia. Thea começou a questionar Machin, que estava provocando-a. Quando Thea começou a ameaçá-lo, Machin tentou fazê-la matá-lo. Thea pegou uma flecha e colocou-a em sua garganta, começando a cortá-la, mas a polícia chegou e ela foi forçada a fugir.

Sentindo que estava perdendo o controle, Thea visitou Alex e terminou com ele. Porém, Alex relembrou Thea e sua resiliência, e que ela foi capaz de lidar com múltiplas tragédias e afirmou que ela era forte o bastante para superar por o que está passando. A equipe mais tarde encontrou Machin na casa dos Darhk. Thea e Oliver enfrentaram Machin enquanto Laurel e John levavam a filha e esposa de Damien para a segurança. Thea alcançou Machin na floresta e usou uma flecha para prendê-lo na árvore. Porém, ela hesitou em matá-lo, permitindo que Machin usasse uma faca para cortar a corda e escapar novamente. Depois da missão, Thea convidou Alex para sua casa.[71]

Quando Diggle e Lyla foram emboscados e atacados, a Equipe Arqueiro ajudou a localizar os culpados que haviam sequestrado dois agentes da A.R.G.U.S.. A equipe conseguiu localizá-los, mas encontraram os dois agentes mortos. Eles mais tarde monitoraram seu próximo alvo: um equipamento de armas da Indústrias Kord. Porém, esse alvo era apenas uma distração, e o verdadeiro alvo de seus adversários era o quartel-general da A.R.G.U.S.. Sob as instruções de Felicity, Thea, Oliver e Laurel invadiram a A.R.G.U.S. e ajudaram a derrotar seus inimigos antes que eles pudessem acessar o Rubicon.[72]

Em uma patrulha com Oliver, Thea perseguiu um criminoso. Ao alcançá-lo, ela apontou uma flecha, mas começou a perder sua consciência e começou a cair do telhado, mas foi salva por seu irmão. Enquanto descansava em seu apartamento, ela foi visitada por Oliver e Malcolm. Quando seu pai a referenciou como a "hospedeira", depois de explicar que ela iria perder sua vida caso não tirasse uma, Thea pediu para que não a chamasse daquela foram. Ela então falou para Oliver sobre seu encontro com Darhk, que havia interrompido sua sede de sangue temporariamente. Quando seu irmão precisava ir para campo, ele se recusou a deixar Thea, mas ela insistiu que fosse.

Thea conversando com Oliver sobre Damien Darhk.

Enquanto descansava, Thea recebeu a visita de Roy, e até se perguntou se estava alucinando com ele. Ela perguntou o que ele fazia lá, mas suas palavras foram interrompidas por uma tosse contínua. Quando o restante da Equipe Arqueiro entrou no quarto, Laurel perguntou o que estava acontecendo, mas Thea disse que não sabia explicar. Ela abaixou sua camiseta e o percebeu que a ferida causada por Ra's estava começando a se reabrir, apesar de ter sido curado pelo Poço. Depois de alguns instantes, o ferimento se fechou. Oliver voltou e explicou que Damien estava disposto a se encontrar com eles. Apesar de ser uma péssima ideia, Thea tentou fazê-lo desistir, mas ele não a ouviu e continuou insistindo que não iria deixá-la morrer. Ela disse que aquela é a vida dela e é ela quem deve decidir o que fazer.

No dia seguinte, Thea foi visitada novamente por Roy, que estava deixando a cidade. Depois que ele disse que estava planejando ficar, Thea insistiu que ele fosse feliz, mesmo que isso significasse deixá-la e até mesmo se casar com outra pessoa. Roy disse que a amava e Thea também, e em seguida os dois se abraçaram. Thea então entrou em um coma e foi movida ao hospital da cidade.[73]

Thea, ainda em coma, foi movida do hospital para a Flecha-Caverna, onde recebeu uma "amostra" da cura entregue por Nyssa. O elixir funcionou e o ferimento de Thea se curou, e ela começou a se mexer, mas continuou desacordada. Depois que Malcolm entregou o anel de Ra's al Ghul para Nyssa, ela entregou o restante da cura. Algumas horas depois, Thea acordou e perguntou o que aconteceu. Oliver disse que nada, mas a cura havia funcionado.[74]

Saindo da Equipe Arqueiro

Thea apresentou para Oliver o lugar onde o debate iria acontecer até que foram interrompidos por Ruvé Adams, que mentiu sobre seu noivado. Depois que a mulher foi embora, a Equipe Arqueiro começou a persegui-la. Quando encurralaram-a, Speedy ajudou o Arqueiro Verde e o Espartano a lutar contra alguns assassinos. Depois, eles se reuniram na Flecha-Caverna e discutiram o que estava acontecendo. Mais tarde, Thea foi até Oliver, onde revelou para seu irmão que Moira havia dado um cheque para uma mulher chamada Samantha Clayton e perguntou se deveria investigar sobre, mas Oliver disse que não. A Equipe Arqueiro interceptou um grupo enviado por Darhk. Quando eles escaparam, Speedy foi atrás dos bandidos com um laptop. Ela conseguiu pegá-lo e escapou para fora do prédio antes que ele demolisse. Ela levou o laptop para Felicity, mas o computador estava destruído e ela iria tentar o máximo extrair informações de lá.

Thea e Oliver conversando sobre Samantha e William.

Apesar de seu irmão pedir para que não investigasse, Thea descobriu que Oliver havia estudado na mesma faculdade que Samantha. Em uma reunião com Oliver, ela perguntou do motivo de ele não ter lhe dito essa informação, e descobriu que ele traia Laurel com Samantha. Thea continuou insistindo do motivo de Moira pagar a mulher, e revelou que ela tinha uma criança da mesma idade que os cheques. Thea foi direta e perguntou se William Clayton, o filho de Samantha, era seu filho, o que ele concordou. Oliver revelou que Samantha havia pedido para que não contasse que ele era o filho de William, o que Thea achou a coisa certa a se fazer, já que foi algo que a mãe de seu filho havia pedido. Thea disse que adoraria ser uma tia, mas também disse que mantê-lo em segredo era mantê-lo em segurança. Quando Oliver se levantou para ir a uma missão, Thea tentou ir junto, mas ele disse para ficar.

No debate de Oliver, Thea e os outros descobriram que Darhk pretendia demolir o prédio onde o evento iria acontecer, mesmo com sua esposa dentro dele. Thea puxou o alarme de incêndio para evacuar o prédio, dizendo para seu irmão e Felicity que havia aprendido a fazer aquilo na escola. Speedy, Canário Negro e o Espartano procuraram pelas bombas no prédio. Quando uma armadilha iria detonar, Thea empurrou Laurel, salvando sua vida. Depois de derrotarem os responsáveis pelas bombas, a Equipe Arqueiro foi capaz de desativá-las.[75]

Thea cumprimentando Mari McCabe.

Na Flecha-Caverna, Oliver revelou para todos que William era seu filho depois que ele havia sido sequestrado por Darhk, o que deixou todos surpresos, menos Thea e Felicity aborrecida. Oliver levou Samantha para o bunker e apresentou-a para a Equipe Arqueiro. Quando não sabiam o que fazer para lutar contra a magia de Darhk, Diggle recomendou chamar Constantine. Oliver disse que ele estava no Inferno e Thea perguntou o que aconteceu, mas ele explicou que Constantine estava literalmente no Inferno. Mais tarde, Thea conheceu Mari McCabe/Vixen, uma heroína de Detroit que Oliver conheceu em um encontro animado cujo totem é movido por magia. Depois que Mari encontrou William, a Equipe Arqueiro partiu para encontrá-lo enquanto Thea conversava com Malcolm.

Se encontrando com seu pai, Thea o confrontou a respeito de ter hesitado em entregar a Liga dos Assassinos para Nyssa afim de salvar sua vida, algo que Malcolm tentou dizer que estava tentando manter ambos. Ela perguntou se foi ele quem disse a Darhk sobre o filho de Oliver, mas seu pai negou, mas afirmou que ela deveria conhecê-lo. Em um tom ameaçador, Thea disse que o conhecia muito bem. Malcolm ignorou isto e disse que, não importasse o que ela faça, ele continuaria a amando. Depois disso, ela participou da missão de resgate a William, onde enfrentou alguns soldados da C.O.L.M.É.I.A. ao lado da Canário Negro. Porém, o garoto não estava lá e Darhk usou sua magia para cobrir seu rastro. Ao voltarem para o bunker, Oliver revelou que Darhk diminuiu seu tempo para desistir da candidatura de prefeito. Thea partiu para avisar a Alex sobre isso.

Thea confrontando Malcolm.

Depois de localizar William, Thea e a Equipe Arqueiro foram resgatá-lo. Durante o confronto, todos acabaram sendo derrotados por Damien e estavam prestes a ser morto pelo mesmo, mas Vixen destruiu a fonte da magia de Damien, deixando-o sem seus poderes. Quando a polícia começou a se aproximar, Thea e os outros fugiram. No DPSC, Thea viu Samantha se reencontrar com William, onde ela e seu irmão ouviram o garoto dizer que gostaria de ter um boneco do Arqueiro Verde, arrancando um sorriso de ambos. Quentin revelou que não foi Darhk quem o sequestrou, mas sim o "cara sem as mãos", referindo a Malcolm. Ela voltou ao seu apartamento e confrontou seu pai, que insistia em ter capturado o garoto para "sua segurança", de ambos. Thea foi contra isso, e também disse que havia decepcionado Robert (a quem a amava de verdade) e disse que jogou tudo no lixo depois de ter se tornado uma Merlyn, revelando para ele que nunca deveria ter feito isso.[76]

Crise nas Terras Infinitas

Durante a Crise nas Terras Infinitas, Thea, assim como todos os seres do multiverso (com exceção dos sete Paragons), foi morta quando uma onda de antimatéria atingiu a Terra-1 em 10 de dezembro de 2019.[77] Porém, graças aos esforços dos Paragons e do Espectro, ela foi ressuscitada um mês depois em um novo universo.[78]

Realidade alternativa

Em uma realidade alternativa criada pela Legião do Mal após usar a Lança do Destino, Malcolm fez com que Thea o adorasse como pai, e ela era parte de sua família junto de Rebecca e Tommy.[79]

Personalidade

Thea em suas roupas civis.

Inicialmente, Thea era uma criança mimada, arrogante, imprudente, egoísta, impulsiva e imatura. Ela se voltou para uma vida de abuso de drogas e festas para preencher o vazio deixado após perder seu pai, Robert, e seu irmão mais velho, Oliver Queen. No entanto, quando Moira tentou ser uma mãe decente pela primeira vez, deixando-a de castigo por invadir uma loja, Thea obedeceu ao castigo, embora tenha discutido com Moira a princípio. Ela também tem um bom coração e muitas vezes tenta fazer a coisa certa e admira Oliver. Quando ela conheceu Roy Harper, um jovem criminoso, ela rapidamente criou uma forte atração romântica e mostrou-se extremamente devotada a ele, tirando-o repetidamente da prisão. Ela também compareceu ao leilão das Indústrias Unidac para apoiar Walter, embora tivesse dito que não tinha intenção de ir. Depois que Roy foi salvo pelo Capuz, Thea vai junto com ele para encontrar o homem que salvou sua vida. Isso mostra que Thea, embora jovem, imprudente e impulsiva, tem um forte senso de lealdade e camaradagem por aqueles que ama. Thea também é imprevisível. Um exemplo era quando ela aparecia intencionalmente atrasada para a escola e às vezes chegava na hora.

Depois de trabalhar com Laurel, seus dias de festas e uso de drogas foram trocados por uma personalidade mais zelosa e emocionalmente responsável. Após o terremoto, Thea se tornou muito mais responsável, tendo que se defender financeiramente da prisão de Moira e do exílio auto-imposto de Oliver. Ela também se tornou a nova proprietária da Verdant. Embora Thea se opusesse originalmente a Roy ser um vigilante como o Arqueiro, ela acabou se animando quando Roy salvou Sin, embora Thea ainda tentasse se envolver o máximo possível. Quando Roy foi injetado com o Mirakuru e se tornou mais agressivo, Thea começa a se sentir afastada, pois Roy não falava sobre isso com ela. Mais tarde, quando Roy terminou com ela, Thea ficou extremamente deprimida. Além disso, quando Thea descobriu que Malcolm Merlyn é seu pai biológico, ela ficou com raiva de Oliver e Moira por manter o segredo dela, marcando-os como mentirosos e rejeitando-os como família. No entanto, quando Moira foi assassinada por Slade Wilson para proteger Thea, bem na frente dela com suas palavras finais para ela de que a amava, o que restava de sua raiva por sua mãe desapareceu completamente, deixando Thea completamente devastada, entorpecida de desespero e tristeza. Ela começou a se arrepender da forma severa com que tratou sua mãe e irmão, arrependida de como Moira morreu acreditando que Thea ainda a odiava, a ponto de decidir deixar Star City e sua amargura por Oliver desaparecer completamente, até mesmo se oferecendo para manter contato com seu meio-irmão.

Quando Malcolm apareceu durante o cerco, protegendo-a dos super-soldados de Slade, dizendo que ele era seu pai, ela a princípio rejeitou Malcolm, ficou com nojo dele e até tentou atirar nele (Thea é mais parecida com seu pai biológico). No entanto, depois que Thea soube que Roy estava trabalhando com o Arqueiro, essa foi a gota d'água para ela e então voltou para Malcolm. Determinada a não se sentir fraca ou machucada nunca mais, Thea buscou treinamento com Malcolm, para ensiná-la a se defender.

Após seis meses de treinamento com Malcolm, Thea se tornou uma pessoa muito mais confiante, disciplinada e emocionalmente mais forte e pode se defender fisicamente por si mesma também. Apesar de Malcolm ser um assassino, ela aceitou Malcolm como seu pai. No entanto, ela também se tornou manipuladora ao mentir sobre não conhecer Malcolm. O treinamento duro a transformou em uma lutadora, capaz de agir rápida e decisivamente quando encurralada. Isso foi mostrado quando confrontada pelo Arqueiro. Mais tarde, quando Thea finalmente descobriu a identidade de Oliver, ela mostrou grande maturidade em aceitar a identidade vigilante de seu meio-irmão, ela voltou a respeitá-lo e graciosamente o elogiou por todas as vidas que ele salvou, por todo o bem que ele fez por Starling City, sabendo que tudo o que ele fazia era para protegê-la.

No entanto, quando Thea descobriu por Oliver que Malcolm a drogou e fez uma lavagem cerebral com Vitura (uma droga que a tornou extremamente suscetível à sugestão) e fez com que ela assassinasse Sara Lance sob suas manipulações, Thea ficou arrasada. Ela ficou além de horrorizada com o que foi forçada a fazer. Quando confrontada pela Liga dos Assassinos, Thea organizou o sequestro de Malcolm para que ele enfrentasse a justiça. Quando Oliver a confrontou, ela se sentiu culpada pelo que fez e até tentou ignorar isso, no entanto, sua consciência a alcançou e Thea percebeu que ela tentou matar seu próprio pai enquanto se sentia culpada por Sara e se arrependia todas as decisões que ela fez desde que aceitou Malcolm. Ela até tentou suicídio pela mão de Nyssa. Quando Oliver retornou com Malcolm, Thea, sentiu remorso pelo que fez ao pai, mas encobriu tudo, quando disse que o entregaria à Liga novamente. Ela lamenta não saber mais o que está fazendo, quem ela é.

Thea como Speedy.

Depois de ser revivida pelo Poço de Lázaro (depois que Thea quase foi morta por Ra's al Ghul), o renascimento de Thea parecia ter deixado uma marca em sua alma. Ela tinha uma personalidade muito mais acionável, bem como um senso sombrio. Ela se sentiu responsável pela deserção de seu meio-irmão por ele se juntar à Liga dos Assassinos. Quando Oliver supostamente sofreu uma lavagem cerebral e John Diggle estava na ponta da espada, ela atirou uma flecha no braço de seu meio-irmão para detê-lo e ameaçou-o de que o próximo seria em seu olho. Quando Roy Harper decidiu terminar seu relacionamento, além de deixar seu traje de Arsenal, ela aceitou e foi inspirada a assumir seu próprio manto, decidindo juntar-se a Equipe Arqueiro e operar como vigilante sob o nome de Speedy.

Depois de seis meses como vigilante, os efeitos colaterais das águas do Poço do Lázaro começaram a fazer efeito. Thea se tornou extremamente agressiva e sanguinária ao ponto de ser instável e imprevisível. Embora mais tarde ela tenha sido curada dessa condição. A integridade de Thea foi muito questionada quando ela exibiu traços mais parecidos com os de seu pai, Malcolm Merlyn. Isso ficou claro em sua crítica hipócrita de Malcolm colocar a vida de William em perigo quando ela fez exatamente a mesma coisa ao ameaçar a vida de Nora Darhk, embora seu motivo fosse impedir Damien Darhk de matar Oliver, Thea ainda não tinha o direito de ameaçar a vida de uma criança inocente - isso a despertou para a noção de que ela é mais parecida com o pai do que ela inicialmente percebeu e então, após a morte de Damien, ela se aposentou do vigilantismo e se recusou a retornar a Equipe Arqueiro.

Thea perdeu seu senso de moralidade e começou a implementar limites razoáveis, como quando ela incriminou Susan Williams por plágio simplesmente por não gostar dela como repórter ou quando ela revelou que tinha evidências para provar que seu meio-irmão, Oliver, é o Arqueiro Verde, um esquema que resultou não apenas na perda do emprego de Susan, mas com sua vida e reputação arruinadas, Thea tentou justificar esse ato pelo incentivo de proteger seu meio-irmão, apenas para Oliver criticar cruelmente as ações de Thea, apontando a semelhança de suas escolhas equivocadas com as de sua falecida mãe, Moira.

Conforme observado por Malcolm, Thea é "míope", porque ela é incapaz de ver a imagem maior.

Poderes e habilidades

Poderes

Poderes anteriores

  • Condicionamento físico aprimorado por magia: Ao ser ressuscitada pelo Poço de Lázaro, Thea se tornou mais forte que uma humana normal. Ela era capaz de pular mais alto do que qualquer humano, visto quando ela saiu do poço logo depois de ser mergulhada debaixo d'água e conseguiu nocautear Oliver Queen facilmente. Thea perdeu este poder depois de recuperar sua sanidade e memória durante a recuperação.[59]
  • Imunidade à magia negra: Foi revelado que Thea é imune aos poderes de Damien Darhk, demonstrado quando ele tentou usar sua magia contra ela, mas seu truque acabou virando contra ele e quase o matou.[80] Isso provavelmente se deve ao Poço de Lázaro e suas propriedades mágicas, bem como à sede de sangue de Thea. No entanto, Thea já foi curada dos efeitos do Poço de Lázaro, então ela provavelmente não é mais imune aos poderes de Damien.

Habilidades

  • Pico da condição humana: Depois de um treinamento de cinco meses com Malcolm Merlyn, Thea se tornou uma ótima lutadora capaz de enfrentar diversos oponentes em uma batalha. Durante seu treinamento, ela demonstrou flexibilidade e coordenação excelentes. Thea é forte o suficiente para quebrar o braço de um homem adulto facilmente.[64] Durante uma luta contra Lonnie Machin, ela foi capaz de bloquear os golpes de bastão do homem com as mãos usando seus antebraços sem nenhum desconforto.[81]
    • Acrobacia: Depois de cinco meses de treinamento, Thea foi capaz de escapar de Oliver (que estava disfarçado como o Arqueiro) ao pular da sacada de seu apartamento.[46] Como uma vigilante, ela é capaz de fazer parkour facilmente, escalando prédios e pulando de uma posição para outra com facilidade.
    • Sensos aprimorados: Os senso de Thea foram aprimorados para permitir que ela detecte o perigo. Quando levado a Tevat Noah por Alex Davis para algumas "férias", ela logo deduziu que algo estava errado ao olhar seus arredores.[82]
  • Intelecto de alto nível/Grande perspicácia empresarial/Grande perspicácia política/Estrategista habilidosa: Thea provou ser muito experiente e inteligente, embora não seja exatamente em uma base acadêmica ou científica. Ao assumir a Verdant, ela se tornou uma empresária de sucesso e conseguiu administrar o clube perfeitamente, apesar de não ter nenhuma graduação no assunto. Thea também tinha aptidão para a política, ajudando de forma eficiente a gerenciar a campanha de Oliver para prefeito. Como chefe de gabinete de Oliver, Thea provou ser uma excelente política e muitas vezes assumia o papel do irmão nos primeiros meses. Ela é hábil em estratégia e planejamento, tendo ajudado Oliver e Felicity Smoak a organizar um casamento falso para atrair Cupido. Thea também é capaz de usar seu ambiente a seu favor quando em batalha, como mostrado quando ela acionou uma armadilha para se defender de um grupo de assassinos da Guilda Thanatos.
    • Multilíngue: Thea é capaz de falar Espanhol[3] e Árabe[83] fluentemente.
    • Investigação: Thea é uma investigadora altamente qualificada, capaz de rastrear uma corrente de carteira até Roy Harper, que roubou sua bolsa na época.[21] Ela também utilizou essas habilidades como vigilante, como determinar as vítimas de Cupido usando seu conhecimento de fofocas de celebridades.[84] Thea pode sentir quando alguém está mentindo ou escondendo algo dela, ao descobrir que Oliver e Moira Queen estavam brigados secretamente,[38] percebeu que Oliver estava guardando um segredo sobre Sara Lance[85] e que algo o estava incomodando durante uma missão em Central City.[75]
    • Toxicologia: Depois de ser treinada por Malcolm, Thea se tornou familiar com venenos e toxinas, sendo capaz de detectar cianeto disfarçado em vinho tinto.[53]
  • Combate corpo-a-corpo/Artes marciais: Thea foi treinada em Kenjutsu e artes marciais por Malcolm, tornando-se uma combatente altamente treinada e poderia facilmente vencer dois treinadores. Ela combina sua perícia em espada com chutes e socos poderosos. Quando Oliver (como o Arqueiro) a confrontou, Thea acertou um chute na virilha e então rapidamente executou vários golpes nele (embora Oliver facilmente bloqueou-os e se esquivou dos golpes dela) antes de fugir da cena. No entanto, ela foi incapaz de lutar contra Chase, um agente da Liga dos Assassinos, e teria sido morta se não fosse pela intervenção de Roy e Malcolm. Mais tarde, Thea foi capaz de se defender de Slade Wilson ao lado de Oliver, embora Oliver estivesse gravemente ferido no momento e Thea teria sido derrotada se ela não tivesse apontado uma arma para Slade. Infelizmente, Thea não era páreo para Ra's al Ghul, pois ela foi facilmente dominada e quase morta por este, provando que suas habilidades de combate ainda não estão no nível de seu meio-irmão e pai, respectivamente. Depois de mais cinco meses de treinamento, Thea poderia lutar contra os Fantasmas com pouca ajuda e lutar uniformemente contra Machin, vencendo-o em duas ocasiões. Depois de passar seis meses em coma, porém, Thea ficou um pouco fora de forma e foi facilmente nocauteada pela Sereia Negra. No entanto, após alguns meses presumivelmente treinando para recuperar suas habilidades de combate, Thea foi capaz de se manter firme contra Ricardo Diaz e Athena. Desde então, suas habilidades melhoraram a ponto de dominar; Thea se segurou contra Talia al Ghul, logo conseguindo surpreender e enrolar uma corrente em volta da garganta dela.
    • Lutadora de bastão: Thea é altamente treinada em lutas com bastões, frequentemente usando-os enquanto luta/treina com Malcolm e Oliver usando bastões de esgrima. Em sua batalha final, Thea lutou no mesmo nível de Athena usando seu arco como uma arma corpo-a-corpo, eventualmente desarmando sua adversária.
    • Espadachim: Durante os cinco meses nos quais treinou com Malcolm, Thea se tornou dominante em diversas formas de lutas com espadas. Thea tornou-se tão habilidosa que podia facilmente derrotar dois treinadores ao mesmo tempo e recebeu elogios de Malcolm durante as sessões de sparring. Thea foi capaz de duelar no mesmo nível de Malcolm por um tempo em duas ocasiões, mesmo brevemente prendendo-o no chão em um encontro, embora Malcolm estivesse claramente se segurando e finalmente a dominou nas duas vezes. Alguns anos depois, porém, as habilidades de Thea melhoraram muito, permitindo que ela se mantivesse firme contra Athena, a líder da Guilda Thanatos, por um tempo em uma luta de espadas.
    • Arremesso de facas: Thea foi treinada no uso de vários tipos de lâminas contra seus oponentes. Sem olhar para ele, ela jogou um abridor de cartas na testa de Malcolm, que ele pegou. Thea repetiu esse feito contra Ra's al Ghul, capaz de atirar uma faca direto em sua cabeça do outro lado da sala, embora fosse ineficaz. Ela também empunhou proficientemente uma faca de queijo como arma em combate enquanto atacava Chase até ser desarmada. Mais tarde, Thea foi capaz de apunhalá-la rapidamente no peito com uma adaga enquanto ela se distraía por um momento.
    • Atiradora: Thea foi capaz de disparar três tiros sucessivamente em Malcolm em seu peito à queima-roupa. Presumivelmente, depois de treinar com Malcolm, Thea agora está mais familiarizada com armas de fogo e pode manuseá-las facilmente.
      • Arquearia: Thea é uma arqueira altamente proficiente, tendo vencido várias competições de arco e flecha. Depois de ser treinada por Malcolm, ela foi capaz de atirar rapidamente três flechas no peito de Sara e uma flecha no braço de Oliver com grande precisão. Depois de se juntar a Equipe Arqueiro, Thea se tornou uma arqueira eficiente, capaz de atirar em seus alvos mesmo em veículos em movimento rápido.
    • Vontade indomável/Alta tolerância à dor/Sobrevivente: Thea foi ensinada por Malcolm a suportar a dor com água quente derramada em sua mão. Ao final de seus cinco meses de treinamento com ele, ela nem mesmo vacilou quando alguém acidentalmente derramou café quente em sua mão. Quando Oliver deslocou e recolocou seu ombro, Thea apenas gemeu, mostrando que também era capaz de tolerar essa dor. Thea também demonstrou grande força mental, capaz de superar os efeitos da lavagem cerebral da droga da C.O.L.M.É.I.A. com o incentivo de seu irmão e recuperar sua independência. Enquanto treinava em Lian Yu, Thea foi capaz de sobreviver às duras condições da ilha com Oliver.
    • Furtividade: Thea foi capaz de espreitar Sara (embora sob a influência de Vitura), que só percebeu que ela estava lá quando a chamou por seu nome.
    • Contatos: Como ex-membro da elite social, dona de boate e política, Thea tem uma ampla gama de contatos, que ela usou para contratar estagiários para a campanha de Oliver para prefeito.

Fraquezas

Fraquezas anteriores

  • Sede de sangue: Desde que foi revivida no Poço de Lázaro, Thea desenvolveu gradualmente uma sede de sangue insaciável e o impulso apenas diminuiu por um mês de cada vez se ela cedesse a ele. A única maneira de Thea acabar definitivamente com sua sede de sangue era matar aquele que a matou, o que era impossível porque Ra's al Ghul já estava morto. Quando Thea resistiu ao impulso, a sede de sangue eventualmente se voltou contra ela e começou a tirar sua própria vida. No final das contas, ela foi salva quando Nyssa al Ghul forneceu a ela o elixir de Lótus, que curou Thea permanentemente da sede de sangue.

Equipamento

Pré-Crise

  • Arco recurvo customizado: Quando enfrentava o crime como Speedy, Thea usou um arco recurvo pintado em vermelho.
  • Flechas de caça customizadas: Quando matou Sara Lance, Thea usou uma flecha semelhante a qual Malcolm Merlyn e os membros da Liga dos Assassinos usavam. Como Speedy, Thea usa flechas pintadas em vermelho, semelhantes aos de Roy.
    • Flechas Especiais: Thea carrega várias flechas especiais, duas das quais incluem um gancho e uma flecha de seringa.
  • Aljava: Quando matou Sara, e também como Speedy, Thea carrega uma aljava em suas costas para poder manter suas flechas antes de usá-las.
  • Espada: Thea carregava uma espada de dois gumes amarrada às costas, bem ao lado de sua aljava. Ela o usou em seus treinamentos com Malcolm e uma luta contra Athena.
  • Flechettes: Thea carreg pequenos flechettes vermelhos guardados em um bolso em sua coxa direita.
  • Facas de combate: Thea carrega uma faca de combate em sua bota, no qual ela usou para esfaquear Athena.

Equipamento anterior

  • Traje de Arsenal: Thea recebeu o traje que Roy Harper utilizava quando visitou-o depois de descobrir que a Equipe Arqueiro havia fingido a sua morte. Ela usou o traje como Speedy durante suas operações como vigilante em Star City, para manter sua identidade secreta de seus inimigos. Não se sabe com quais materiais o traje foi feito, com exceção de Kevlar. Desde que saiu da cidade com Nyssa e Roy, Thea deixou o traje para trás.
  • Arco personalizado: Quando matou Sara e atirou em Oliver Queen (como Al Sah-Him), Thea usou um arco semelhante ao de Malcolm.
  • Traje de Arqueiro Negro: Quando matou Sara e atacou Oliver (como Al Sah-Him), Thea usou um traje escuro com capuz.

Pós-Crise

  • Arco recurvo customizado: Quando enfrentava o crime como Speedy, Thea usou um arco recurvo pintado em vermelho.[86]
  • Flechas de caça customizadas: Como Speedy, Thea usa flechas pintadas em vermelho, semelhantes aos de Roy.[86]
  • Aljava: Thea usa uma aljava nas costas para poder carregar suas flechas.[86]
  • Espada: Thea carregava uma espada de dois gumes amarrada às costas, bem ao lado de sua aljava.[86]

Aparições

Arqueiro

1ª Temporada

2ª Temporada

3ª Temporada

4ª Temporada

5ª Temporada

  • "Legado"
  • "Os Recrutas"
  • "Confiança"
  • "Punição"
  • "Alvo Humano"
  • "E Assim Começa"
  • "Vigilante"
  • "Invasão!"
  • "O Que Nós Deixamos Pra Trás"
  • "Quem é Você?(telefone)
  • "Bratva(mencionada)
  • "Porte de Arma"
  • "Devorador de Pecados"
  • "Combater Fogo com Foco"
  • "Xeque-Mate(mencionada)
  • "Kapiushon(mencionada)
  • "Equipe Desfeita(mencionada)
  • "O Túnel(mencionada)
  • "Honre Seus Pais"
  • "Desaparecidos"
  • "Lian Yu"

6ª Temporada

7ª Temporada

8ª Temporada


Blood Rush

  • "Mr. Queen Is Unavailable(mencionada)

Flash

1ª Temporada

2ª Temporada

3ª Temporada

6ª Temporada


Lendas do Amanhã

1ª Temporada

  • "Laços de Sangue(mencionada)

2ª Temporada

Batwoman

1ª Temporada

Quadrinhos

Arrow

  • "Time's Arrow"
  • "Sacrifices: Part 2"

Arrow: Season 2.5

  • "Following"
  • "Haunted" (mencionada)
  • "Transitions" (flashbacks)

Livros

Galeria

Artes conceituais

Arqueiro

3ª Temporada

Imagens promocionais

Arqueiro

1ª Temporada
2ª Temporada

Curiosidades

  • Antes mesmo de se tornar Speedy, Thea já possuía a habilidade em arquearia, já que vários troféus de arquearia podem ser vistos em seu quarto.[7] Este conceito se repete quando ela joga uma garrafa vazia com grande precisão para salvar Roy Harper de um bandido com uma arma.[26]
  • Ela gosta de fazer compras.[6][10][87] Por causa disto, ela é bem ciente das diversas marcas de modas.[21]
  • Thea ama o Big Belly Burger, especialmente as batatas fritas.[18][24]
  • Quando criança, Thea fez um curso de adestramento.[5]
  • Durante o ensino médio, ela teve uma "obsessão" com arte.[39]
  • Thea possuí muitos seguidores em suas redes sociais,[66] e é uma seguidora de fofocas de celebridades.[84]
  • Ela é uma fã da franquia Harry Potter.[88]
  • Quando Thea descobriu sua verdadeira ascendência, ela pensou que "Thea Merlyn" era divertido.[5] Apesar de ser legalmente conhecida como "Thea Queen", ela ocasionalmente se refere a si mesma com o sobrenome "Merlyn" como uma brincadeira.
  • Como a filha de um Ra's al Ghul anterior, Thea, assim como Nyssa, é a herdeira do demônio.
  • Thea já foi sequestrada sete vezes na série:
    • Em "Cidade de Heróis", ela foi capturada pelos Capuzes em sua busca de vingança pelo Empreendimento.
    • Em "Exterminador", ela foi sequestrada por Slade Wilson durante sua vingança contra Oliver Queen.
    • Em "O Mágico", ela foi sequestrada por Nyssa e usada como isca para atrair seu pai, Malcolm.
    • Em "Águas Escuras", ela (ao lado de Felicity Smoak e John Diggle) foi sequestrada por Damien Darhk
    • Em "Gênesis", ela foi sequestrada por Alex Davis e levada a Tevat Noah por ordem de Malcolm.
    • Em "Invasão!", Thea (ao lado de Sara Lance, Ray Palmer, Oliver e Diggle) foi sequestrada pelos Dominadores e colocada em uma simulação de uma realidade alternativa.
    • Em "Desaparecidos", ela (ao lado da família e amigos de Oliver) foi sequestrada por Prometheus e sua equipe.
  • Thea já teve quatro interesses românticos na série: Shane Colvin, Roy Harper, Chase e Alex Davis. Ela também já teve uma atração por John Constantine.
    • Adicionalmente, Thea já foi o interesse romântico de Cisco Ramon e Rene Ramirez, apesar de afirmar firmemente para Rene que ele não faz seu tipo.
    • Thea também já teve uma queda por Tommy Merlyn, e já tentou beijá-lo quando estava bêbada,[15] sem saber de sua conexão parentesca com o mesmo naquela época. Ela mais tarde perceberia isso depois de saber que Malcolm é seu pai e se sentiria enojada por isso.[5]
  • Tecnicamente, Thea é a primeira personagem a conseguir matar algum membro da Equipe Arqueiro, com o indivíduo sendo um membro atual ou anterior, quando matou Sara (apesar de ter sido controlada por Malcolm).
  • Thea é destra, pois sempre que ela é vista usando seu arco e flecha, ela sempre usa a mão direita para puxar a flecha.
  • No episódio "Divisão", Thea desiste de ser a Speedy. Porém, ela é brevemente forçada a voltar como uma vigilante em "Legado" para resgatar Oliver de Tobias Church. Thea também voltou a operar como Speedy durante os eventos de "Invasão!", para lutar contra os Dominadores, em "O Que Nós Deixamos Pra Trás", para ajudar Oliver a encontrar Prometheus, e em "Cópia" e "A Guilda Thanatos", para resgatar Roy de Ricardo Diaz.
  • Thea é nove meses e três dias mais novas que sua sósia da Terra-2.[89]

Por de trás das câmeras

  • Nas histórias da DC Comics, Mia Dearden é uma garota adolescente e a segunda pessoa a assumir o manto de Speedy (chamado no Brasil como Ricardita). O primeiro Speedy (Ricardito) foi Roy Harper, que, nos quadrinhos, também tinha o mesmo vicio de drogas que Thea. Na série, isso é adaptado como o apelido de Oliver para Thea, "Speedy", que ela posteriormente adota como seu nome de vigilante.
    • Apesar de Thea ser uma personagem original de Arqueiro, conforme as temporadas passavam, mais similaridades entre ambas personagens começaram a aparecer. Exemplo disso são como o nome do meio de Thea ser "Dearden"[1] e quando ela usou o nome "Mia" durante sua estadia em Corto Maltese.[3] Thea sendo uma adaptação de Mia Dearden foi praticamente confirmado quando ela finalmente se juntou a Equipe Arqueiro sob o codinome Speedy, pegando o traje de Roy e seu lugar como nos quadrinhos.[62]
  • O motivo da redução das aparições de Thea durante a quinta e sexta temporada de Arqueiro é porque sua atriz, Willa Holland, havia expressado o desejo de sair da série desde a quarta temporada.[90] Willa saiu do elenco principal da série no episódio "A Guilda Thanatos", embora retornasse para duas aparições durante a oitava e última temporada.
  • Thea possuí múltiplas semelhanças com Damian Wayne, o Robin atual nos quadrinhos.
    • Ambos são filhos ilegítimos de vigilantes (Malcolm Merlyn e Bruce Wayne).
    • Ambos, em algum momento, já foram os "herdeiros do demônio", já que Malcolm foi um "Ra's al Ghul" e o avô de Damien é Ra's al Ghul.
    • Eles também estão relacionados a um sucessor escolhido de Ra's (Oliver Queen e Bruce)
    • Thea e Damian são lutadores de espada habilidosos e carregam-as consigo durante a patrulha, além de também estarem sujeitos a ataques de raiva violenta e incontroláveis.
  • Apesar nos quadrinhos Oliver ser filho único, a introdução de Thea em Arqueiro inspirou a DC a criar Emiko "Emi" Queen, a meia-irmã paterna de Oliver apresentada durante os quadrinhos do Arqueiro Verde nos Novos 52, com sua primeira aparição sendo na edição 18 (que foi lançado próximo do final da primeira temporada da série). Elas possuem poucas semelhanças entre si, incluindo ambas terem sido usadas como assassinas por seus pais (Shado e Malcolm Merlyn), a quem eles mais tarde se voltaram contra e lutaram ao lado de seu irmão como parte de sua equipe.
  • Originalmente, Melissa Benoist havia feito testes para interpretar Thea Queen. Ela acabou perdendo para Willa Holland, mas Benoist eventualmente começaria a interpretar Kara Danvers/Supergirl em Supergirl alguns anos depois.[91]

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 "Vertigo"
  2. Andrew Kreisberg (@AJKreisberg) - Twitter (em Inglês)
  3. 3,0 3,1 3,2 3,3 3,4 "Corto Maltese"
  4. 4,0 4,1 "Estado contra Queen"
  5. 5,0 5,1 5,2 5,3 5,4 5,5 "O Homem Embaixo do Capuz"
  6. 6,0 6,1 6,2 6,3 "Pistoleiro Solitário"
  7. 7,0 7,1 7,2 7,3 "Piloto"
  8. 8,0 8,1 "Fim de Ano"
  9. 9,0 9,1 "Exterminador"
  10. 10,0 10,1 10,2 "Confie, Mas Verifique"
  11. 11,0 11,1 "Honra Teu Pai"
  12. 12,0 12,1 12,2 "O Retorno"
  13. "Um Homem Inocente"
  14. "Danificado"
  15. 15,0 15,1 "Legados"
  16. "Musa de Fogo"
  17. "Vingança"
  18. 18,0 18,1 "Queimado"
  19. "Traição"
  20. "A Odisseia"
  21. 21,0 21,1 21,2 "Esquiva"
  22. "O Retorno da Caçadora"
  23. "Salvação"
  24. 24,0 24,1 "Invasão à Domicílio"
  25. "Escuridão na Periferia da Cidade"
  26. 26,0 26,1 "Sacrifício"
  27. "Cidade de Heróis"
  28. "Identidade"
  29. "Bonecas Despedaçadas"
  30. "Calvário"
  31. "Liga dos Assassinos"
  32. "Ao Lado do Inimigo"
  33. "O Cientista"
  34. "Três Fantasmas"
  35. "Raio de Explosão"
  36. "Ponto Fraco"
  37. "Tremores"
  38. 38,0 38,1 "A Hora da Morte"
  39. 39,0 39,1 "A Promessa"
  40. "Pássaros Feridos"
  41. "Raiva Incontrolável"
  42. "Cidade de Sangue"
  43. "Ruas de Fogo"
  44. "Impensável"
  45. "A Calma"
  46. 46,0 46,1 46,2 "The Climb"
  47. "Sara"
  48. "O Mágico"
  49. "A Origem Secreta de Felicity Smoak"
  50. "Prepare o Seu Arco"
  51. "Os Ousados e Os Corajosos"
  52. "Deixados Para Trás"
  53. 53,0 53,1 "Canários"
  54. "Nanda Parbat"
  55. "A Oferta"
  56. "Tendências Suicidas"
  57. "Inimigo Público"
  58. "Flecha Quebrada"
  59. 59,0 59,1 "O Caído"
  60. "Al Sah-him"
  61. "Esta é a Sua Espada"
  62. 62,0 62,1 "Meu Nome é Oliver Queen"
  63. "Arqueiro Verde"
  64. 64,0 64,1 "O Candidato"
  65. "Restauração"
  66. 66,0 66,1 66,2 "Além da Redenção"
  67. "Assombrada"
  68. "Almas Perdidas"
  69. "Brotherhood"
  70. "Dark Waters"
  71. "Blood Debts"
  72. "A.W.O.L."
  73. "Liberto"
  74. "Pecados do Pai"
  75. 75,0 75,1 "Código de Silêncio"
  76. "Sequestrado"
  77. "Crise nas Infinitas Terras: Parte Três"
  78. "Crise nas Infinitas Terras: Parte Quatro"
  79. "Mundo Clandestino"
  80. "Fraternidade"
  81. "Monument Point"
  82. "Gênesis"
  83. "Salto de Fé"
  84. 84,0 84,1 "Corações Partidos"
  85. "O Retorno"
  86. 86,0 86,1 86,2 86,3 "O Fim"
  87. "O Empreendimento"
  88. "Gênesis"
  89. "Starling City"
  90. "Arrow: Willa Holland sai do elenco regular" - Adoro Cinema
  91. "Você sabia? Melissa Benoist, de Supergirl, quase viveu outra personagem do Arrowverse" - SpinOFF
Advertisement