Arrowverso Wiki
Advertisement

"'Mudanças'? Ah, tá falando do Obama? E do Luther King? Bem, me parece que o Obama foi comprado e pago por liberais ricos e corporações multinacionais. E o Martin Luther King? Bem, ele era um covarde que não tinha coragem de lutar por sua própria liberdade."
—Tyson Sykes para Rajada[fonte]

Tyson Sykes (nascido aproximadamente em 1920),[1] também conhecido como Gravedigger, é um antigo soldado do exército dos Estados Unidos. Ele é também o tio-avô de Jefferson Pierce e o tataravô de Anissa e Jennifer Pierce.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Sykes foi uma cobaia de experimentos do governo dos EUA, que buscava criar um "super-soldado". Ele, então, se tornou o primeiro meta-humano da Terra-Prime. Após perceber que os Estados Unidos não seria nada além de ser um país para os brancos ricos, ele se aliou com Markóvia para tentar criar um país exclusivamente para meta-humanos. Ele tentou invadir Freeland para sequestrar os meta-humanos que viviam lá, mas foi derrotado pelo Raio Negro e sua equipe.

Biografia[]

Vida pregressa[]

Tyson Sykes nasceu em algum momento aproximadamente em 1920, filho de Cassius Pierce e uma mulher sem nome, com quem seu pai havia tido um caso. Cassius nunca conheceu Tyson, fruto de uma traição, como seu filho biológico.

Em algum momento, Tyson conheceu Ben Pierce, seu meio-irmão por parte de pai.[1]

Se tornando meta-humano[]

"O governo americano fez um experimento comigo há mais de oitenta anos. Isso me trouxe habilidades além da de uma pessoa normal. Eu sou, oficialmente, o primeiro meta-humano não oficial."
—Tyson Sykes[fonte]

Quando adulto, Tyson Sykes se alistou no exército dos Estados Unidos para lutar durante a Segunda Guerra Mundial. Tyson sofreu preconceito devido a sua cor de sua pele, assim como outros soldados afro-americanos. Um dia, ele sofreu bullying de um superior branco. Enfurecido, Tyson revidou e o atacou. Ele foi preso e, mais tarde, lhe foi dado uma "proposta": enfrentar um julgamento ou ser uma cobaia de um experimento governamental. Não tendo outra opção, Tyson escolheu a segunda opção.

Tyson se tornando o primeiro meta-humano

Tyson durante os experimentos do governo americano.

Após inúmeros experimentos que resultaram na morte de outras cobaias, Tyson se tornou a única cobaia viva. Ele foi amarrado em uma maca enquanto cientistas injetaram um líquido em seu sistema, despertando seu meta-gene dormente e transformando-o no primeiro meta-humano do mundo. Após uma convulsão, Tyson acordou com seus olhos brilhando.[2]

Sykes foi enviado para o campo de batalha, sendo capaz de matar dezenas de nazistas por conta própria.[3] Sua contagem de corpos lhe rendeu o apelido de "Gravedigger".[2]

Se aliando com Markóvia[]

Durante a Guerra Fria, Gravedigger foi enviado para Markóvia para vigiar o trabalho da Dra. Helga Jace, encarregada de recriar o soro que lhe concedeu seus poderes. No entanto, Tyson percebeu que os Estados Unidos nunca deixaria de ser um país para os brancos ricos. Então, ele decidiu se aliar com a Markóvia e os ajudou em um golpe. Eles desfizeram a aliança markoviana-americana e estabeleceram um novo governo liderado pelo Primeiro Ministro. Sykes continuou vivendo em Markóvia como um rei, liderando seu exército. Com o passar do tempo, ele começou a desejar criar um país exclusivamente para meta-humanos.[2][1]

Tyson conversando com Lynn

Tyson conversando com Lynn.

Nos dias atuais, Helga continuou tentando recriar o soro, mas não conseguia sucesso. Os markovianos invadiram Freeland atrás de Lynn Stewart, que poderia ajudar na recriação do soro. Gravedigger recebeu permissão do Primeiro Ministro para assumir o controle da operação. Ele então exigiu que Lynn voltasse ao trabalho, mas ela se recusou. Gravedigger usou seus poderes para obrigá-la continuar fazendo o soro.

Mais tarde, Gravedigger retornou para verificar o processo, ficando irritado ao descobrir que apenas dois foram criados. Quando Lynn revelou que precisaria de seu sangue para acelerar a criação, Tyson concedeu seu pedido.

Gravedigger atacando o Raio Negro

Gravedigger atacando o Raio Negro.

Quando o Raio Negro e sua equipe invadiram Markóvia para resgatar Lynn, Gravedigger interceptou Khalil Payne. Ele percebeu que Khalil possuía propriedades biônicas, reconhecendo que não poderia controlá-lo. Após derrotar Khalil, Tyson admitiu que suas habilidades eram boas, mas se vangloriou por ser mais experiente e, consequentemente, melhor. Em seguida, Gravedigger atacou o Raio Negro no corredor da instalação com uma arma, conseguindo derrubá-lo.

Gravedigger atacou a equipe quando eles estavam prestes a ir embora. Ele anunciou que poderiam ir embora em paz se Lynn ficasse, mas ameaçou matá-los se eles insistissem em fugir. O Raio Negro, enfraquecido, apareceu. Gravedigger tentou atacá-lo, mas o vigilante usou seus poderes para derrotá-lo.[4]

Algum tempo depois, Gravedigger recebeu uma dose do meta booster. Ele usou seus poderes para matar Yuri Mosin, declarando que iria se vingar.[2]

Guerra por Freeland[]

Gravedigger sendo confrontando por Rajada

Gravedigger sendo confrontando por Rajada.

Tyson gravou um vídeo contando sua história e explicando o motivo de sua invasão à Freeland. Ele se reuniu com outros metas de seu exército, declarando que sua mensagem era simples: "venha ou morra". Mais tarde, ele estudou os membros da equipe do Raio Negro e seus poderes. Gravedigger viajou até Freeland e foi interceptado por Rajada. No entanto, ele resistiu aos seus poderes e conseguiu derrotá-la. Ele arremessou a garota no campo de força ao redor de Freeland, desativando-o.[3]

Gravedigger enfrentou o Raio Negro, que ficou enfurecido por sua filha ter sido machucada. Depois que os markovianos levaram Rajada, Gravedigger derrotou o vigilante e foi embora. Tyson conversou com Jennifer quando ela despertou em uma cela, tentando manipulá-la e fazê-la perceber que seus motivos não eram tão ruins, mas ela não acreditava em suas palavras.

Mais tarde, Gravedigger tentou invadir a Cova. Ele foi confrontado pela resistência, mas conseguiu derrotar todos. Ele invadiu a instalação e foi confrontado por Tormenta e Grace Choi. Gravedigger usou seus poderes para obrigar Grace a atacar Tormenta, enquanto ele continuou com sua missão. Gravedigger deu ordem para capturar os metas de Freeland, e em seguida destruir a cidade. Ele foi confrontado por Rajada e Brandon Marshall, que uniram seus poderes para enfrentá-lo, mas Gravedigger os derrotou mesmo assim.

Gravedigger foi confrontado pelo Raio Negro. Os dois lutaram mais uma vez, mas Tyson conseguiu derrotá-lo. Enquanto se preparava para matá-lo, Lynn usou uma escopeta para atirar o antídoto do meta booster em Tyson, removendo seus poderes. O Raio Negro se recuperou e derrotou Gravedigger, deixando-o para trás enquanto a Cova era destruída pela auto-destruição iniciada por Odell.

Tyson deixando o julgamento do Raio Negro

Tyson deixando o julgamento do Raio Negro.

Tyson conseguiu sobreviver à explosão e usou um indutor de imagens para assistir ao julgamento do Raio Negro e sua equipe em Gotham City, onde foi decidido que a A.S.A. seria desfeita. Tyson saiu do tribunal sorrindo, satisfeito pelo resultado do julgamento.[1]

Personalidade[]


Esta seção está incompleta. Você pode ajudar a expandi-la adicionando algumas informações.

Poderes e habilidades[]

Poderes[]

"O programa matou centenas de soldados, mas não o Sykes. Ele era diferente. Os experimentos ativaram seus meta-genes adormecidos, dando a ele uma força sobre-humana, retardando o processo de envelhecimento e o poder de impôr sua vontade aos outros. Ele superou as experiências."
Peter Gambi explicando a origem de Tyson Sykes[fonte]
  • Fisiologia meta-humana: Durante a Segunda Guerra Mundial, Tyson Sykes foi uma cobaia de um experimento secreto organizado pelo governo dos Estados Unidos em busca de um "super soldado". Durante os experimentos, o meta-gene dormente no sistema de Sykes despertou, permitindo-o manifestar poderes.[2] Ele foi considerado o primeiro meta-humano da Terra-Prime.[3]
    • Tyson Sykes usando seus poderes em um soldado

      Tyson Sykes usando seus poderes em um soldado.

      Controle mental através da voz: O poder principal de Sykes é o controle mental. Ele consegue obrigar os outros a seguirem suas ordens usando apenas sua voz.[4]
      • Indução vocal: Tyson consegue dominar a mente de outras pessoas e obrigá-las a obedecerem suas ordens. Quando isso acontece, seu alvo está completamente ciente do que está acontecendo, mas não possui controle sobre seu corpo.[4]
    • Longevidade: Tyson nasceu antes do início da Segunda Guerra Mundial e foi um soldado durante a guerra. Graças aos seus poderes meta, o envelhecimento de Sykes foi desacelerado, permitindo-o permanecer com uma aparência jovial.[2] Ele disse para Jennifer Pierce que possui exatamente 100 anos de idade.[1]
    • Transformação ocular: Os olhos de Tyson brilham e mudam de cor toda vez que ele usa seus poderes.
    • Durabilidade sobre-humana: O corpo de Tyson é extremamente resistente, sendo capaz de aguentar ataques de inimigos mais poderosos. Ele não demonstrou nenhum desconforto aos ataques do Raio Negro[2] e da combinação dos poderes de Jennifer Pierce e Brandon Marshall. Sykes também conseguiu sobreviver à explosão da Cova sem nenhum arranhão.[1]
    • Velocidade sobre-humana: Sykes conseguiu correr por um corredor numa fração de segundos. Sua velocidade também melhorou seus reflexos, permitindo-o desviar dos ataques de Painkiller durante seu duelo.[4]
    • Força sobre-humana: Tyson é muito mais forte que um humano normal.

Poderes anteriores[]

"O que vai acontecer se o Gravedigger puder ter qualquer meta-poder que ele quiser? Ele será imbatível."
Lynn Stewart[fonte]
  • Visão de calor de Gravedigger

    Tyson Sykes usando a visão de calor, poder concedido pelo meta booster.

    Poderes através dos Meta booster: Usando um soro criado por Lynn Stewart, Tyson obteve poderes específicos de outros meta-humanos. Originalmente, os efeitos do soro são apenas temporários, mas como Sykes já possuía o meta-gene em seu sistema, os poderes que ele adquiria através dos meta-booster duravam por bastante tempo. Com esses poderes, Tyson era o meta-humano mais forte de seu universo.

Habilidades[]

"A experiência é o melhor professor."
—Tyson Sykes para Khalil Payne[fonte]
  • Combatente corpo-a-corpo/Artista marcial: Tyson é um combatente desarmado e artista marcial altamente habilidoso.[4] Ele possui um treinamento militar extensivo, com mais de 80 anos de experiência em campo, e é capaz de derrotar inimigos formidáveis.[2] Ele conseguiu enfrentar Khalil Payne, um assassino cibernético treinado, mas demonstrou dificuldade para conseguir derrotá-lo por causa de sua programação.[4]
    • Atirador: Sykes demonstrou ser habilidoso no uso de armas de fogo.
  • Pico da condição humana: Como um ex-soldado militar, Sykes está no auge de sua condição física.
  • Liderança: Tyson foi um grande líder para os markovianos, sendo considerado como uma "realeza" para eles.

Fraquezas[]

  • Anti-meta booster: Lynn criou um soro que é capaz de remover os poderes meta-humanos que Sykes obteve através dos meta-boosters.
  • Ondas cerebrais alteradas: Sykes não consegue manipular ondas cerebrais que não sejam naturais. Ele teve dificuldades para tentar controlar Lynn depois que ela usou a Luz Verde para aumentar seu processamento neurológico, e ele não conseguiu controlar Khalil devido ao seu aprimoramento cibernético.

Fraquezas anteriores[]

  • Relâmpago vulcânico: Quando Jennifer e Brandon juntavam seus poderes, eles conseguiam penetrar o campo de força magnético de Sykes.

Equipamento[]

  • Indutor de imagem: Tyson usou um aparelho especial que altera sua aparência, transformando-o em outra pessoa.

Aparições[]

Raio Negro[]

3ª Temporada

4ª Temporada


Por de trás das câmeras[]

Referências[]

Advertisement