FANDOM



O Vírus Medusa é um vírus sintético criado pelos cientistas Kryptonianos Zor-El e Jor-El, para erradicar vidas alienígenas em alguma invasão. O vírus nunca foi usado, e os arquivos foram trazidos para a Terra na capsula de Kal-El.

História

Criação

O Conselho Científico de Krypton ordenou que Zor-El juntamente com seu irmão, Jor-El, criassem o vírus Medusa, contra a vontade de Jor-El. Zor-El não teve dificuldades em criar o vírus. O vírus era um método de segurança para proteger Krypton, para que erradicasse vida alienígena que não fosse os Kryptonianos.[1]

O vírus nunca foi usado, e seus arquivos restantes foram trazidos para a Terra juntamente com a capsula de Kal-El.

Na Terra

Roubado por Cadmus

Em 2016, uma organização chamada Cadmus coletou uma amostra do sangue de Supergirl para obter acesso a Fortaleza da Solidão. Hank Henshaw usou o sangue da Kryptoniana para acessar os arquivos do vírus.[2]

O Teste

Depois de roubar os arquivos da Fortaleza, Henshaw foi ao Bar Alienígena para lançar uma amostra do vírus. Imediatamente após ser lançado, todos os aliens morreram. Mon-El estava presente no momento, mas saiu para ir atrás de Henshaw. Os dois lutaram.[1]

Confinamento

Acreditando que Mon-El estava infectado pelo vírus, J'onn o colocou sobre quarentena. Alex também colocou Kara em quarentena, pensando no pior. Mon-El lamenta falando que não estava no bar para ajudar os outros. Kara diz que sair e confrontar Henshaw foi a coisa esperta a se fazer. Os dois ficam na companhia de um do outro, mas observava Mon-El ficar pior. Kara trouxe sua mãe adotiva para ajudar na situação. Próximo a morte, Mon-El e Kara se beijam.[1]

Depois, Kara descobre a origem do vírus na Fortaleza da Solidão, não sabendo das ações de seu pai, e agora ela acredita que seus pais não eram dois inocentes, J'onn a ajuda a superar suas dúvidas.[1]

Lançando o Vírus

Cadmus se prepara para lançar o vírus no ar usando um isótopo da L-Corp. Supergirl tenta avisar Lena Luthor sobre sua mãe, Lillian, como ela é a cientista chefe de Cadmus. Lena pinta Supergirl a verdade, como ela acredita que Lex foi o mesmo antes de Superman pintar o vilão. Sem o conhecimento de Supergirl, em vez de prestar atenção ao seu aviso, Lena inventa um plano para parar Lillian.

Ela entrega o isótopo e jura lealdade a Cadmus, as duas compartilham um momento mãe-filha. O míssil cheio de vírus é lançado no ar, mas Lena trocou o isótopo por um assunto que neutralizou o vírus Medusa. Lillian é presa momentos depois.[1]

A Cura

Mais tarde, Eliza é capaz de reverter o vírus e consegue fazer uma cura. Mon-El acorda e ele e Kara se fazem de esquecidos, fingindo que o beijo não aconteceu. Mas os dois se lembram disso. Eliza também foi capaz de usar a cura para reverter as células dos Marcianos Brancos em J'onn J'onzz.[1]

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 1,4 1,5 "Medusa"
  2. "O Lugar Mais Sombrio"
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.